Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alessandra de Sá Mello da Costa

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • memoriais e museus corporativos como lugares de memória: identificação, mapeamento e análise.
  • Vide projeto anexo
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alessandra Ferreira Ribas

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • biossíntese e catabolismo da prolina em diferentes tecidos de tabaco sob condições de estresse
  • A fim de mitigar os efeitos do estresse, como a deficiência hídrica, as plantas realizam a síntese e acumulação de solutos orgânicos, conhecidos como osmoprotetores, como a prolina. A aplicação exógena desse soluto tem evidenciado um aumento do seu conteúdo endógeno. Essa biossíntese de prolina pode vir a substituir/complementar a atividade da NADP-MDH nos cloroplastos durante o estresse, conhecido como válvula de malato, que atua na regeneração do aceptor de elétrons NADP+ através da conversão do oxaloacetato em malato. Este é transportado para a mitocôndria para ser reconvertido em oxaloacetato pela NAD-MDH produzindo NADH+ que é útil na cadeia respiratória e ativando a via da AOX, beneficiando as plantas por reduzir as consequências dos estresses ambientais. Neste contexto, o objetivo desse trabalho é avaliar diferentes tecidos de plantas de tabaco geneticamente modificadas para a superprodução endógena de prolina submetidas a aplicações exógenas desse osmólito sob deficiência hídrica. O experimento será realizado em casa de vegetação, em delineamento inteiramente casualizado, com arranjo fatorial triplo (3x2x2), sendo 3 materiais vegetais (dois eventos transgênicos com expressão constitutiva 35S::P5CSF129A - 35S 2(8), 35S 8(4) e o controle não transgênico), 2 doses de prolina (0 e 10 mM) e 2 regimes hídricos (irrigado e suspensão). Para caracterização do estresse hídrico serão realizadas as análises fisiológicas de conteúdo relativo de água, trocas gasosas foliares, fluorescência da clorofila a, estabilidade de membrana, peroxidação de lipídeos, biomassa, conteúdo de clorofila, proteínas e prolina. Será avaliada a expressão dos genes e atividade das enzimas da via da prolina, além da NADP-MDH e AOX, razão NADP+/NADPH e análises de metabolômica e ionômica. Os dados obtidos serão submetidos à análise de variância (p ≤ 0,05) e ao teste Tukey.
  • Universidade do Oeste Paulista - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022