Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Giovany de Jesus Malcher Figueiredo

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • exist\^encia de solu\c{c}\~oes n\~ao triviais para equa\c{c}\~oes el\'iticas n\~ao lineares
  • Vide projeto anexoEste projeto tem por objetivo aprimorar o desenvolvimento da pesquisa e investiga\c c\~ao cient\'ifica em matem\'atica da equipe envolvida, al\'em de dar continuidade na forma\c c\~ao de recursos humanos que por ela vem sendo realizada. A equipe principal conta com 10 pesquisadores, sendo 03 deles vinculados ao Departamento de Matem\'atica da UnB-Universidade de Bras\'ilia, 04 vinculados a Universidade Federal de Campina Grande - UFCG e 04 vinculados \`a Universidade Federal do Par\'a. Do ponto de vista da inova\c c\~ao e investiga\c c\~ao cient\'ifica, a principal meta \'e o desenvolvimento de estudos nas \'areas de Teoria de Pontos Cr\'iticos, M\'etodos Top\'ologicos e Equa\c c\~oes Diferenciais n\~ao locais. A produ\c c\~ao nos \'ultimos 04 anos do grupo de Professores envolvidos no projeto compreende a publica\c c\~ao de 74 artigos, sendo 23 deles em revistas com Qualis A1, 51 em revistas A2. Com rela\c c\~ao \`a forma\c c\~ao de recursos humanos, salientamos as orienta\c c\~oes de doutorado e mestrado feitas pelos membros da equipe nos \'ultimos anos, al\'em de suas atua\c c\~oes lecionando disciplinas de p\'os-gradua\c c\~ao, na coordena\c c\~ao de eventos cient\'ificos bem como na coordena\c c\~ao do curso de p\'os-gradua\c c\~ao em Matem\'atica. \'E importante destacar que o curso de Doutorado em Matem\'atica da UnB encontra-se consolidado no cen\'ario nacional e internacional, tendo conceito 7 na avalia\c c\~ao da CAPES.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisela Demo

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • liderança e virtudes incentivam a cidadania nas organizações? o papel mediador das práticas de gestão de pessoas.
  • O movimento teórico dos estudos organizacionais positivos conquistou destaque na última década como uma corrente de investigação orientada para melhorar as organizações usando suas forças internas. Neste contexto, ganharam relevância a liderança, a virtuosidade organizacional e os comportamentos não prescritos pelo sistema formal, tais quais os comportamentos de cidadania organizacional. Outrossim, na visão da gestão estratégica de pessoas, práticas de recursos humanos fornecem ferramentas para capturar e comunicar a visão e os objetivos organizacionais de maneira que possam ser mais facilmente entendidos e executados pelos colaboradores. Há evidências na literatura de que o estilo de liderança adotado e as virtudes organizacionais são pressupostos para uma melhor percepção de práticas de gestão de pessoas que, por seu turno, devem cooperar para manifestação de comportamentos de cidadania organizacional. Destarte, o objetivo precípuo desta pesquisa é identificar a relação existente entre liderança, virtudes morais organizacionais, práticas de gestão de pessoas e comportamentos de cidadania organizacional, especificamente testando o papel mediador das práticas de GP nesta relação, em um estudo comparativo nos contextos do serviço público e privado, o que constitui uma lacuna na academia. A relevância do estudo está na contribuição que apresenta para o avanço nas pesquisas concernentes à gestão estratégica de recursos humanos e ao comportamento organizacional, sobretudo na relação ainda inexplorada entre as variáveis da pesquisa. Ademais, os resultados coligidos viabilizarão um diagnóstico para os gestores das organizações estudadas, no que tange à identificação do estilo de liderança adotado e à percepção de virtudes morais organizacionais, de práticas de gestão de pessoas e de comportamentos de cidadania organizacional dos colaboradores pesquisados. Tendo em vista a importância do bem-estar psicológico individual e de uma maior efetividade organizacional, a criação e a manutenção de locais de trabalho saudáveis deve ser uma prioridade para as organizações.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisela Patricia Zapata Araujo

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • migração transnacional e desenvolvimento: um estudo comparativo das principais regiões de emigração do brasil e colômbia
  • A América Latina é uma importante região de origem, destino e trânsito de migrantes internacionais, o que tem produzido efeitos em múltiplas escalas geográficas e transformações socioeconômicas importantes em milhares de lares e comunidades. Dados da última ronda censitária mostram que o padrão migratório da região é caracterizado por algumas continuidades de longo prazo, bem como mudanças no volume e direção dos fluxos migratórios e na composição e características dos migrantes. Porem, pouco sabemos sobre as consequências da migração e das remessas no desenvolvimento social e econômico no nível micro, meso e macro na região. Além disso há um déficit de estudos interdisciplinares e comparativos destes impactos tanto nas sociedades de origem como de destino dos migrantes. Esta pesquisa desenvolve uma análise comparativa do nexo migração-desenvolvimento na Região Cafeeira Colombiana e na Microrregião de Governador Valadares no Brasil, principais focos de emigração internacional nestes países. A análise centra-se em comparar e contrastar os fluxos e padrões migratórios e as características socioeconômicas e demográficas dos domicílios com e sem experiência migratória nestas regiões-chave de emigração. Também irá qualificar as múltiplas formas em que a migração e as remessas afetam o bem-estar, desenvolvimento socioeconômico e os meios de subsistência (livelihoods) das famílias com experiência migratória (efeito direto), bem como seu potencial impacto no desenvolvimento destas regiões-chave de emigração (efeito indireto). A pesquisa emprega uma abordagem multi-método interdisciplinar de caráter quanti-qualitativo, baseada na análise de dados dos censos e pesquisas domiciliares e entrevistas semiestruturadas com atores- chave e domicílios com experiência migratória nestas regiões.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Augusto Rodrigues de Oliveira

Ciências da Saúde

Farmácia
  • os estágios embrio-larvais de zebrafish para predizer a toxicidade oral aguda e teratogenicidade em mamíferos.
  • O uso de animais para a avaliação da eficácia e segurança de substâncias tem sido alvo de questionamentos no âmbito social, científico e ético. Em função disso, há um esforço crescente da comunidade científica para alcançar os princípios dos 3 R’s (reduction, refinement e replacement) em testes toxicológicos. Esses princípios, elaborados por Russel e Burch em 1959, consistem na diminuição da quantidade de animais utilizados na pesquisa (redução), na condução de testes que minimizem a dor e o estresse dos animais (refinamento) e no desenvolvimento de técnicas que reproduzam os resultados obtidos in vivo (substituição). No Brasil, o Conselho Nacional de Controle da Experimentação Animal (CONCEA) é o responsável por estabelecer normas para a experimentação animal e estimular a implantação de ensaios alternativos ao uso de animais para fins científicos e didáticos. O teste com embriões e larvas de zebrafish (Danio rerio) - Fish Embryo Toxicity Test (FET) já é uma abordagem alternativa na avaliação ecotoxicológica uma vez que os resultados como os estágios embrio-larvais de zebrafish se correlacionam fortemente com os obtidos nos testes de toxicidade com peixes juvenis e adultos. Entretanto, o FET ainda não faz parte das normativas do CONCEA (Resolução Normativa CONCEA Nº 18 de 24 de setembro de 2014 e Nº 31 de 18 de agosto de 2016), as quais reconhecem o uso de métodos alternativos validados no país. O uso de embriões de zebrafish tem surgido como modelo alternativo promissor na avaliação da toxicidade com base no critério da alimentação independente de acordo com a Directive animal welfare 2010/63/EU e devido algumas de suas características vantajosas como tamanho pequeno, transparência dos ovos e larvas, ciclo de vida curto e organogênese completa em 5 dias. O genoma completamente sequenciado e a similaridade genética aos humanos também oferecem uma posição privilegiada desse organismo-teste na avaliação toxicológica. Dessa forma, este projeto propõe avaliar a toxicidade aguda e teratogenicidade de várias substâncias químicas com diferentes categorizações no Globally Harmonized System of Classification and Labeling of Chemicals – GHS (dados in vivo provenientes da literatura), usando os estágios embrio-larvais de zebrafish para determinar os valores de CL50 (mortalidade) e CE50 (desenvolvimento anormal) e gerar um modelo in silico multi-classificatório para toxicidade oral aguda e binário para teratogenicidade que irá correlacionar os valores de DL50 com valores de CL50 obtidos nos ensaios com zebrafish. Este projeto também irá avaliar aplicabilidade do modelo in silico gerado em relação a predição tanto da toxicidade oral aguda como da teratogenicidade usando novos compostos e substâncias com DL50 já conhecidas. Para tanto, cerca de 35 substâncias com diferentes classificações no GHS para toxicidade oral aguda e teratogenicidade serão avaliadas pelo teste de toxicidade aguda com os estágios embrio-larval de zebrafish (FET), com base na OECD 236, para a determinação de valores de CL50, CE50 e IT (índice de teratogenicidade). O FET será seguido por testes de citotoxicidade (Mitotracker red, laranja de acridina/brometo de etídio), determinação de marcadores bioquímicos e avaliação histopatológica a fim de esclarecer os mecanismos de toxicidade sobre o desenvolvimento dos organismos expostos. Os resultados deste trabalho fornecerão informações valiosas sobre a correlação entre a CL50 e a DL50, assim como a predição da toxicidade oral aguda e sobre o desenvolvimento para mamíferos. Dados preliminares do nosso grupo sugerem que o teste com embriões e larvas de zebrafish podem ser utilizados pelo menos como um refinamento das técnicas que utilizam animais para avaliação da toxicidade oral aguda.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Eva Bruch

Ciências Biológicas

Biofísica
  • nanotubos de carbono como plataformas versáteis para detecção de biomoléculas
  • A nanotecnologia trouxe uma nova geração de produtos constituídos por materiais nanoestruturados com propriedades físicas e químicas únicas. Um dos nanomaterias mais amplamente estudados no crescente campo da nanomedicina são os nanotubos de carbono (CNTs). Sua natureza química em conjunção com a forma diminuta e praticamente unidirecional favorece a penetração celular, fazendo deles excelentes candidatos para a interação com os componentes celulares, além de garantir sua biocompatibilidade. A natureza hidrofóbica dos NTs é uma limitação a ser superada. Dentre as principais consequências, destaca-se o fenômeno de agregação, associado a diversas reações negativas de sistemas biológicos. Uma das estratégias desenvolvidas para amenizar esse problema é o revestimento de CNTs com cadeias de polietileno glicol (SWNT-PEG), capaz de conferir hidrofilicidade e neutralidade elétrica. Nessa linha, o presente projeto busca utilizar todo o potencial dos nanomateriais de carbono para desenvolver ferramentas que possam resolver problemas complexos no campo da sinalização celular, detecção e rastreamento de biomoléculas. Para isso, nanotubos de carbono de parede simples (SWCNTs) serão funcionalizados para obtenção de características ideais para o desenvolvimento de biossensores para diferentes biomoléculas buscando detecção direta e em tempo real. Os sensores baseados em nanotubos de carbono (CNTs) podem ser desenhados para serem biocompatíveis, facilmente dispersos em água e terem alta especificidade para determinados analitos (IVERSON et al., 2013). Estes biossensores baseados em SWCNT funcionam basicamente com a alteração na emissão de fluorescência como resposta aos eventos de adsorção superficial de certas moléculas. Esses nanomateriais já estão sendo utilizados efetivamente para a dosagem e rastreamento in vivo de biomoléculas de complexa identificação, como o óxido nítrico (IVERSON et al., 2013). Além disso, esses nanomateriais têm sido utilizados também para a detecção in vitro de dopamina (KRUSS et al., 2017), adenosina trifosfato (ATP) (KIM et al., 2010), peróxido de hidrogênio (KIM et al., 2011) e troponina (ZHANG et al., 2014). Portanto, nesse projeto iremos produzir dois sensores já descritos e testados na literatura e avaliar a viabilidade técnica desses dispositivos (sensor de dopamina e de óxido nítrico). Iremos também, desenvolver essas plataformas para avaliação de testes in vitro (liberação de neurotransmissores) em células PC12 e fatias de cérebro. Além disso, pretendemos utilizar toda essa plataforma montada para o desenvolvimento de novos sensores para os peptídeos do sistema regina-angiotensina: angiotensina - (1-7) e alamandina.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Facholi Bomfim

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • ação do veneno bruto e dos compostos isolados da espécie de sapo rhaebo guttatus sobre a função vascular e hipertensão arterial
  • A hipertensão arterial é considerada o principal fator de risco para doenças cardiovasculares, condição responsável por uma a cada três mortes no mundo. Apesar de existir tratamentos disponíveis para a hipertensão arterial, cerca de 20% dos pacientes apresentam resistência aos mesmos, sendo necessários a descoberta e desenvolvimento de novos fármacos para o controle desse grave problema de saúde pública. Dessa forma o estudo da função anti-hipertensiva e aplicação clínica de compostos naturais é uma fonte valiosa para a descoberta de novas drogas para o tratamento das doenças cardiovasculares. Recentemente nosso grupo de pesquisa evidenciou que a hipertensão arterial é composta por um processo inflamatório crônico, diante disso ficamos interessados em testar a ação de compostos anti-inflamatórios e imunomoduladores naturais para o tratamento da hipertensão. Os venenos produzidos por animais é um exemplo de substâncias com alto potencial terapêutico de forma sustentável visando a conservação ambiental. O sapo da espécie Rhaebo guttatus é comumente encontrado no Mato Grosso e seu veneno contêm bufadienolídeos, como a marinobufagina, além de outros compostos. Os bufadienolídeos são substâncias que apresentam propriedades angiogênicas, anti hipertensivas, imunossupressoras, antitumorais e inotrópicas positivas. Recentemente foi demonstrado uma ação imunomoduladora após o tratamento de camundongos com o veneno bruto do sapo R. guttatus. Além disso, dados prévios do nosso laboratório mostrou uma ação anticontrátil independente do endotélio em aorta de ratos Wistar pré-incubadas com o veneno do sapo R. guttatus. Esses dados nos impulsionaram a querer investigar os mecanismos envolvidos nessa resposta, a ação desse veneno sobre a pressão arterial e qual composto presente no veneno do sapo R. guttatus poderia ser responsável por esse achado. Diante desse cenário e por nos localizarmos em uma região privilegiada em relação a fonte de recursos naturais, a Amazônia, iremos realizar dois estudos envolvendo os seguintes objetivos: Estudo 1 – Extrair o veneno do sapo Rhaebo guttatus e isolar e caracterizar os compostos desse veneno. Estudo 2 – Avaliar o papel do veneno bruto e dos compostos isolados sobre a função vascular e hipertensão arterial. Os dois estudos serão realizados em três etapas da seguinte forma: Primeira etapa: Extração do veneno do sapo R. guttatus e isolamento e identificação dos compostos abundantes presente neste veneno; Segunda Etapa: caracterização do efeito in vitro do veneno do R. guttatus e seu composto isolado sobre a reatividade da aorta de ratos Wistar e SHR (ratos espontaneamente hipertensos). Esta etapa será de triagem do composto isolado com efeito vasoativo; Terceira Etapa: Efeito do tratamento em ratos Wistar e SHR com o composto isolado do veneno do R. guttatus sobre a hipertensão arterial e reatividade vascular. Nossa pretensão é agregar valor e atribuir uma importante função biológica a um veneno com alto potencial terapêutico, de forma sustentável visando a conservação ambiental. Além disso, estamos pesquisando um produto com grandes chances de patente para o tratamento da hipertensão arterial, que hoje é um importante problema de saúde pública. Iremos ainda, com este projeto, formar recursos humanos, estabelecer novas parcerias e colaborar com o desenvolvimento da pesquisa na região amazônica.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Fernanda Assine Picchi Constante

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • maturação de anticorpos in vitro baseada em evolução molecular
  • Anticorpos são ferramentas fundamentais para diagnóstico e tratamento de diversas doenças como câncer, doenças infeciosas e autoimunes, funcionam como antídotos contra toxinas e servem também para quantificação de marcadores de câncer e outras doenças genéticas. Em função da pressão por desenvolvimento mais rápido e eficiente de novos anticorpos, o sistema de produção de anticorpos monoclonais, através da imunização de animais e posterior geração de hibridomas, foi substituído por uma combinação de tecnologias de Biologia Sintética, Molecular e Celular. Estas novas estratégias são bastante mais rápidas e eficazes para a produção de anticorpos equivalentes aos monoclonais para fins de diagnóstico e terapia, trazendo consigo vantagens muito importantes: evitam o uso de animais e a demorada seleção de hibridomas para obtenção das células produtoras dos anticorpos; permitem o isolamento de anticorpos com sequência original de imunoglobulinas humanas e permitem a maturação dos anticorpos, incluindo a otimização dos parátopos para obtenção de maior especificidade e afinidade com os epítopos, o aumento da estabilidade e da meia vida e a utilização de anticorpos em formatos diferentes dos originais, que apresentam diversas características interessantes. Em um trabalho recente desenvolvido por nosso grupo de pesquisa, três anticorpos capazes de reconhecer a osteopontina humana foram selecionados e sintetizados para obtenção de anticorpos de cadeia única da fração variável (scFv). Apesar dos scFvs obtidos serem funcionais e capazes de reconhecer especificamente a osteopontina, os valores de KD encontrados para a interação ainda são considerados insatisfatórios para fins terapêuticos. A osteopontina é uma proteína intrinsicamente desestruturada, marcada por extensas modificações pós-traducionais, que é encontrada em tecido ósseo, saliva, leite, dentina, cartilagem, rins, tecido vascular, alguns tecidos epiteliais específicos e macrófagos ativados apresentando papéis importantes. Está envolvida em vias de transdução de sinal que levam à proliferação, adesão, invasão e migração celular e os efeitos pleiotrópicos observados são decorrentes, em parte, da capacidade de interagir com uma grande variedade de ligantes, com diversos receptores de superfície celular e moléculas de sinalização intracelular. Por ter sido detectada em altos níveis em diversos tipos de câncer e várias doenças autoimunes, a osteopontina se tornou alvo da atenção nos últimos 30 anos e tem sido amplamente explorada para fins diagnósticos e como alvo terapêutico em muitos estudos. A inibição da osteopontina tem sido buscada há já bastante tempo e desde então, diversos anticorpos monoclonais contra a osteopontina foram descritos. Entretanto, apesar de todos os esforços, ainda não existe nenhum inibidor contra a osteopontina humana aprovado para ser utilizado como tratamento clínico. Assim, neste trabalho propomos estabelecer um protocolo eficiente para evolução molecular dirigida utilizando a PCR mutagênica para geração de variantes, assim como realizar a maturação in vitro de fragmentos otimizados de anticorpos de cadeia única da fração variável (scFv) capazes de reconhecer com alta afinidade a osteopontina humana visando a utilização em fins terapêuticos.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Gisele Hammes

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • compósitos magnéticos soft produzidos com revestimentos de óxido de boro
  • Este trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de compósitos magnéticos soft com formação de camada de óxideo de boro, isolante elétrico, nas partículas de ferro. Os revestimentos serão obtidos a partir da transformação de ácido bórico em óxido de boro e vapor d’água durante tratamento térmico. Os parâmetros que serão variados são: pureza, tamanho e forma dos pós de ferro (serão utilizados quatro tipos de pós), concentração de ácido bórico (0,05; 0,10; 0,15%), pressão de compactação (700 e 800 Mpa) e temperatura de sinterização (500 e 600 °C). A formação e a estabilidade das camadas serão estudadas utilizando as caracterizações de microscopia eletrônica de varredura, microscopia ótica, análises térmicas, densidade e propriedades mecânicas. Serão ainda analisadas as propriedades elétricas e magnéticas dos compósitos. Ao final do estudo, será feito um protótipo de motor para compressor com estator produzido com o material que apresentar o melhor conjunto de propriedades.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Olímpio da Rocha

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • avaliação da contaminação por pesticidas na cadeia produtiva do biodiesel
  • Recentemente, considerando o crescimento exponencial da população mundial, a demanda por alimentos e geração de energia vem sendo intensificada. Na tentativa da melhoria da produção agrícola, vem sendo adotado o uso recorrente de pesticidas para proteção de cultivares. No entanto, o uso intensivo dessas substâncias vem levando à contaminação de corpos d’água, solos e especialmente a atmosfera. Durante o uso de pesticidas apenas uma pequena porção do total aplicado efetivamente alcança o alvo. Uma significante porção deposita-se no solo, águas superficiais e áreas adjacentes. Ainda, cerca de 20-30 % do total é perdido para a atmosfera durante a aplicação (processo de “spray drift”), podendo afetar regiões distantes do local de aplicação e tornando-se disponível via inalação pelas populações distantes do local de aplicação. O Brasil tem demonstrado seu grande potencial, dada sua disponibilidade territorial e clima favorável, para a produção de matérias-primas necessárias a produção de biodiesel. Na Bahia, a área que apresenta grande potencial para a produção do biodiesel está no extremo oeste baiano, apresentando capacidade de extração 400 milhões de litros óleo por ano. Entre as principais culturas, a soja é a principal matéria-prima utilizada para a produção de biodiesel, representando cerca de 77,7% da produção brasileira. No entanto, a produção de soja para a produção de biodiesel traz uma série de efeitos negativos, em que possivelmente os pesticidas utilizados podem estar contribuindo não apenas para a contaminação do ambiente, mas também participando da cadeia produtiva do biodiesel. O oeste baiano tem papel importante nesta cadeia, uma vez que possui um elevado potencial para o consumo de pesticidas, devido ao crescimento de extensas áreas agricultáveis. Entretanto, não existem estudos sobre os impactos causados pelo uso dessas espécies químicas, na região oeste da Bahia em nenhum dos compartimentos ambientais. O presente trabalho pretende caracterizar os pesticidas presentes no material particulado atmosférico fino (PM2.5), no óleo vegetal e no biodiesel produzido na região Oeste da Bahia, de modo que possa discutir a realidade atual e suas perspectivas futuras, demostrando os principais impactos ambientais e barreiras para sua sustentabilidade.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Simone Lopes

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • uso do filamento de tungstênio para aprisionamento e pré-concentração in situ de espécies voláteis formadas fotoquimicamente e determinação de elementos ultratraços
  • Métodos analíticos que utilizam atomizadores de tubo de grafite para aprisionamento de hidretos voláteis in situ têm sido apresentados na literatura como eficientes para concentração e especiação de elementos traços (As, Sb, Se, Bi, Ge, Te, Sn e Pb) em diferentes amostras (tecidos biológicos, águas naturais, plantas aquáticas, urina e materiais geológicos), e posterior introdução dos hidretos no sistema de detecção, bem como, atomização direta no forno de grafite. No entanto, existem poucos trabalhos na literatura que utilizam o filamento de tungstênio (W) para concentrar in situ hidretos voláteis. Vale salientar ainda que, uma das principais limitações do uso do filamento de W como atomizador eletrotérmico para análise de traços em amostras reais é a possibilidade de interferência da matriz, o que pode ser contornado neste caso, pois a espécie volátil do analito é separada da matriz. A proposta deste projeto consiste em avaliar o uso do filamento de W para aprisionamento e pré-concentração de espécies voláteis, formadas a partir da geração fotoquímica de vapor, e determinação de elementos traços por espectrometria de absorção atômica com atomização eletrotérmica (ET AAS) e espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado indutivamente (ICP OES). As espécies voláteis serão geradas em meio de um ácido orgânico de baixo peso molecular (fórmico, acético, propiônico) submetidos a radiação ultravioleta. As condições experimentais para a geração fotoquímica de vapor serão otimizadas usando ferramentas quimiométricas. Será realizado o estudo da necessidade de recobrimento do filamento de W com elementos do grupo da platina (Pd, Rh, Ir) para melhorar a capacidade de aprisionamento das espécies voláteis e aumentar a vida útil do filamento. As etapas de aprisionamento, pré-concentração e atomização ou introdução das espécies no atomizador serão otimizadas e controladas por um programa de aquecimento aplicado ao filamento. Pretende-se avaliar a eficiência do uso do filamento de W como método para aumentar a taxa de introdução das espécies no plasma sem desestabilizá-lo, e, em seguida, determinar os elementos traços por ICP OES.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Soares Lemos Shaw

Ciências Humanas

Educação
  • ensinar ciências a todos: sequências didáticas interdisciplinares e inclusivas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Vale do São Francisco - PE - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Gisele Wally Braga Colleoni

Ciências da Saúde

Medicina
  • importância das células-tronco tumorais para a fisiopatogenia do mieloma múltiplo e das neoplasias mieloproliferativas: identificação de novos genes e proteínas potencialmente acionáveis
  • Há cada vez mais evidências de que o desenvolvimento de tumores hematológicos depende da presença de pequenas populações de células conhecidas como “células iniciadoras de leucemia” ou “células-tronco leucêmicas” (leukemic stem-cells, LSC) ou “células-tronco tumorais” (cancer stem cells, CSCs). Diversos estudos mostram que estas células estão contidas principalmente no compartimento de células precursoras CD34+/CD38-. A caracterização dessas células é recente e lança luz para o entendimento da fisiopatogenia de muitos tumores hematológicos ainda considerados incuráveis. Outro potencial do estudo das células-tronco tumorais é a identificação de genes e proteínas com expressão restrita ou preferencial nessa população, de modo a identificarmos possíveis alvos-terapêuticos. Nosso grupo de pesquisa em Onco-Hematologia tem particular interesse na identificação de novos marcadores diagnósticos, prognósticos e alvos terapêuticos. Recentemente, estamos concentrados na caracterização de células-tronco tumorais no mieloma múltiplo (MM) e nas neoplasias mieloproliferativas (NMP), duas neoplasias hematológicas em que existe envolvimento de células precursoras CD34+/CD38-. Assim, essa proposta foi dividida em 3 subprojetos com os seguintes objetivos: 1) desenvolvimento de uma técnica de Next Generation Sequencing (NGS) com um bom custo-benefício, capaz de suprir as necessidades básicas para o diagnóstico das NMP Ph1-negativas, gerando um diagnóstico mais preciso, que levará ao uso de terapias-alvo com melhores resultados para pacientes e com menor ônus para os sistemas de saúde público e privado; 2) quantificação e caracterização imunofenotípica de células precursoras hematopoéticas de pacientes com mielofibrose, com a finalidade de avalição diagnóstica e prognóstica, além de melhor compreensão da fisopatologia da doença; 3) caracterização de CSCs do MM imunofenotipicamente e através do perfil de genes de stemness visando a identificação de potenciais alvo-terapêuticos para a erradicação de doença residual pós-terapia de indução, com esforços concentrados na inibição de WEE1.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gisele Zapata-Sudo

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação pré-clínica e clínica de inibidores da via rhoa/rock para tratamento do infarto do miocárdio
  • As doenças cardiovasculares (DCV) são as principais causas de internações e geram o maior custo ao sistema de saúde nacional. Em 2007, 27,4% das internações de indivíduos de 60 anos ou mais foram causadas por DVC. As DCV representam aproximadamente um terço da mortalidade mundial, com aproximadamente 17,5 milhões de mortes em 2012 e tende a elevar-se para mais de 23 milhões até 2030, sendo o infarto do miocárdio (IM) a principal causa das mortes. A fibrose cardíaca que ocorre após o IM leva a disfunção cardíaca, caracterizando o início da insuficiência cardíaca (IC) que apresenta uma morbidade elevada com uma taxa de sobrevivência de apenas 50% após cinco anos de diagnóstico. Após o evento isquêmico inicial, observa-se o processo de remodelamento ventricular que pode ser dividido em três fases: fase inflamatória, fase proliferativa e a fase de maturação. A fase inflamatória é mediada por citocinas que recrutam leucócitos e estes removem células necróticas e liberam fatores de crescimento e citocinas. Os fibroblastos atuam na fase proliferativa, aumentando em número e sintetizando colágeno para formar uma cicatriz. O aumento do estresse da parede ventricular e a ativação neuro-humoral permanente provoca apoptose dos cardiomiócitos na área não isquêmica o que ocasiona o adelgaçamento da parede e dilatação da câmara, produzindo consequentemente aumento da massa do ventrículo esquerdo (VE). Embora estas alterações possam ser benéficas para a manutenção do débito cardíaco através do aumento do volume de enchimento ventricular durante as fases inicias pós IM, este mecanismo compensatório tende a falhar e há progressiva deterioração da função cardíaca, ocasionando a IC. Após o estabelecimento da necrose uma série de hormônios são liberados na corrente sanguínea interferindo com o sistema renina-angiotensina-aldosterona, citocinas, metaloproteinases que participam do remodelamento ventricular gerando a cura ou graus diferenciados de dilatação ventricular. Essa é a base fisiopatológica das estratégias utilizadas como ação anti-fibrose baseadas nos inibidores do sistema renina-angiotensina-aldosterona, antagonistas dos receptores da angiotensina, bloqueadores mineralocorticoides e estatinas, que reduzem o desenvolvimento progressivo da fibrose perivascular. Porém, essa estratégia funciona somente em dois terços dos pacientes. Pacientes acometidos por isquemia cardíaca, apresentam também aumento da atividade da via Rho A/ROCK o que evidencia sua relevância para o surgimento das alterações morfofuncionais após IM. O fato da inibição da ROCK em modelos experimentais de IM demonstrarem melhora na função cardíaca, da inflamação e fibrose tecidual reforça a importância de se intervir nesta via de sinalização como forma alternativa de prevenção e tratamento da IC após IM. O principal representante de inibidor da via Rho A/ROCK, fasudil foi aprovado apenas para tratamento do vasoespasmo cerebral. No entanto, o desenvolvimento de novos inibidores desta enzima tem sido alvo de investigação como possíveis alternativas para o tratamento de doenças cardiovasculares como hipertensão arterial sistêmica, hipertensão pulmonar e IM. Recentemente, em colaboração com o Laboratório de Avaliação e Síntese de Substâncias Bioativas foram identificados novos derivados N-sulfonilidrazônicos inibidores de ROCK sintetizados através de uma estratégia de hibridação molecular entre o fasudil e um protótipo inibidor de IKKβ. Assim, este projeto apresenta como proposta a avaliação pré-clinica de novos inibidores RhoA/Rock em modelo animal de IM assim como a avaliação destas substâncias em amostras obtidas de pacientes acometidos pelo IM através da análise de marcadores de lesão e inflamação na ausência ou presença dos inibidores selecionados.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giseli Barreto da Cruz

Ciências Humanas

Educação
  • pesquisa com professores iniciantes: um estudo sobre indução profissional
  • O estudo investigará como a indução entre pares mediada pelo fazer da pesquisa contribui para o agir e reagir de professores em relação às dificuldades que afetam a docência em seus primeiros anos de exercício profissional. Inscrito no campo da narrativa enquanto atividade (auto)biográfica, será conduzido na perspectiva da pesquisa-formação como estratégia de indução profissional com professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental em situação de inserção profissional no contexto de redes públicas municipais de ensino localizadas nos Estados do Rio de Janeiro, Santa Catarina e Ceará, envolvendo três grandes momentos: etapa preparatória; etapa da pesquisa-formação enquanto indução; e, etapa de análise das narrativas e da efetividade e contribuição do processo de indução desenvolvido. Teoricamente considerará as ideias de: i) Marcelo e Vaillant (2017), no tocante à indução profissional; ii) Clandinin e Connelly (2015); Delory-Momberger (2016); e Josso (2006), em referência à pesquisa narrativa; iii) Cochran-Smith (2012); Zeichner, Payne e Brayco (2015); e Nóvoa (2017, 1995), no que diz respeito à formação de professores. Pretende-se com os seus resultados fomentar o desenvolvimento de um processo de indução profissional baseado na investigação e no trabalho coletivo, o que pressupõe o delineamento de fundamentos e a sistematização de materiais, estratégias e práticas constitutivas de um dispositivo de formação com marcas distintas daqueles já constituídos e prevalecentes no âmbito das políticas públicas vigentes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Giseli Cristina do Vale Gatti

Ciências Humanas

Educação
  • o ensino secundário em perspectiva comparada: historiografia, legislação, instituições e práticas escolares no brasil e em portugal no século xx
  • Trata-se de investigação na área de Educação, subárea de História da Educação, dedicada à temática da História do Ensino Secundário. O objeto privilegiado na pesquisa será a comparação do processo de desenvolvimento do Ensino Secundário no Brasil e em Portugal no Século XX, época na qual se consolidaram os regimes republicanos em ambos países e na qual ganhou centralidade a questão educacional. O objetivo geral da investigação é compreender as trajetórias em comum e os elementos diferenciadores do desenvolvimento do Ensino Secundário no Brasil e em Portugal ao longo do Século XX, com especial atenção aos antecedentes, aos contextos históricos, às legislações de ensino, às instituições e às práticas escolares. Para tanto, serão efetivados procedimentos de estudo e de pesquisa pautados pelo: aprofundamento do conhecimento acerca da historiografia, em especial da portuguesa na temática do Ensino Secundário; levantamento e conhecimento mais detalhado da legislação acerca do Ensino Secundário, em especial de Portugal; levantamento das principais instituições escolares destinadas a este nível de ensino em Portugal e no Brasil, com seleção daquelas que poderão ser objeto de aprofundamento; exame das diferentes propostas curriculares em vigor em ambos países; conhecimento dos aspectos principais das práticas escolares efetivadas no Ensino Secundário em ambos países. Para tanto, as principais fontes de pesquisa serão a bibliografia sobre o Ensino Secundário, a legislação de ensino, os currículos e os programas escolares.
  • Universidade de Uberaba - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giseli Donadon Germano

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • caracterização e identificação do perfil de leitura de escolares com dislexia do desenvolvimento dos subtipos visual, fonológico e misto.
  • Esta pesquisa terá como objetivo geral caracterizar e identificar o perfil de leitura de escolares com dislexia do desenvolvimento dos subtipos visual, fonológico e misto. Para tanto, esta pesquisa será desenvolvida em 2 fases. Fase 01: objetivos de caracterizar e comparar do desempenho de escolares disléxicos e bom desempenho acadêmico em procedimentos de leitura de palavras, as habilidades visoatencionais e percepto-viso-motoras, habilidades metafonológicas e neuropsicológicas. Participarão desta fase 120 escolares, com faixa etária de 8 anos à 11 anos e 11 meses de idade, de 3º ao 5º ano do Ensino Público Fundamental I, sendo divididos em grupos GI composto por 60 escolares com o diagnóstico interdisciplinar de dislexia; e GII composto por 60 escolares com bom desempenho acadêmico, pareados com GI em relação ao ano escolar. Os escolares serão submetidos às seguintes avaliações leitura, Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil, avaliação das habilidades metafonológicas, Desenvolvimento da Percepção Visual e Visual attentional span tasks. Os resultados serão analisados estatisticamente, com a aplicação do teste Mann-Whitney ajus¬tado pela Correção de Bonferroni, cujo objetivo será de identificar quais grupos diferenciaram-se entre si, quando comparados. Será realizada a análise de Correlação de Spearman, para verificar o grau de relacionamento entre as variáveis de interesse. Fase 02: objetivos de caracterizar e identificar o perfil de leitura de escolares com dislexia do desenvolvimento dos subtipos visual, fonológico e misto. Os escolares de GI serão classificados de acordo com o subtipo de dislexia, a partir da elaboração de um fator visual e um fator fonológico a partir dos procedimentos aplicados na fase 01. Nesta etapa do estudo será realizada análise estatística dos resultados complementar, utilizando os testes de ANOVA, com o objetivo de analisar a variância nos desempenhos tanto dos participantes quanto dos itens avaliados. Será realizada uma análise descritiva, seguida de uma Análise de Componentes Principais (PCA) com rotação varimax das variáveis fonológica e visuais. Este procedimento deverá ser realizado a fim de evitar que uma variável visual possa se relacionar com uma variável fonológica, a partir de ativação de processos cognitivos subjacentes ao escolar. Os valores das cargas fatoriais serão analisadas e será atribuído um valor para interpretação. Assim serão selecionados as variáveis com maiores cargas fatoriais, que irão formar cada fator. Serão realizadas duas análises de regressão hierárquica (passo-a-passo) que serão computadas para os dois fatores de interesse. Os fatores serão inseridos alternadamente em cada etapa, que verificará a contribuição de cada fator exclusivo para o desempenho de leitura. Finalmente, será realizada a distribuição dos coeficientes fatoriais individualmente, que possibilitará a classificação de cada escolar de acordo com o subtipo, sendo visual, fonologico ou misto. Em seguida, os escolares serão agrupados de acordo com sua classificação e terão delineados seus perfis de leitura.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giselle Fazzioni Passos

Ciências da Saúde

Farmácia
  • disfunção neuroendócrina na síndrome do ovário policístico: impacto na susceptibilidade à doenças neurodegenerativas
  • Um aumento expressivo da expectativa de vida da população vem sendo observado nas últimas décadas, como resultado de avanços médicos e desenvolvimento sócio-econômico. Contudo, apesar de positivo, o aumento na expectativa de vida pode resultar em um crescimento significativo do número de pessoas acometidas pelos chamados “males da idade”. A doença de Alzheimer (DA) representa um dos distúrbios neurodegenerativos relacionados à idade mais comuns. Evidências recentes indicam que desordens metabólicas, como obesidade e diabetes mellitus do tipo 2 apresentam mecanismos patogênicos em comum com a DA. A resistência à insulina e inflamação crônica comumente associada à estas doenças têm sido apontadas como importantes mediadores de deterioração sináptica e perda de memória na DA. Outra condição que também é caracterizada por alterações metabólicas e neuroendócrinas significativas é a síndrome do ovário policístico (SOP), que afeta cerca de 6-8% das mulheres em idade reprodutiva. A SOP, que está associada à obesidade, resistência à insulina, síndrome metabólica e diabetes mellitus do tipo 2 também parece estar associada à resistência à insulina no cérebro, uma vez que um estudo recente demonstrou um metabolismo de glicose reduzido no córtex e hipocampo, de maneira semelhante à observada na DA. Além disso, alterações cognitivas tem sido descritas em mulheres com SOP, o que reforça a hipótese que as alterações neuroendócrinas observadas na doença poderiam contribuir para o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas como a DA. Na presente proposta, pretende-se utilizar dois modelos murinos de SOP para caracterizar o impacto das alterações neuroendócrinas e neuroinflamatórias relacionadas à doença na susceptibilidade ao desenvolvimento de alterações cognitivas e neuropatológicas em resposta à administração central de oligômeros do peptídeo beta amiloide. Os oligômeros do peptídeo beta amiloide são a forma mais neurotóxica do peptídeo, que apresenta um papel central na patogênese da DA e cuja administração em camundongos tem sido utilizada com sucesso pelo nosso grupo de pesquisa para estudar a fisiopatologia da doença. Além disso, pretende-se avaliar o efeito de estratégias já utilizadas com sucesso na clínica para o tratamento de inflamação e resistência à insulina (infliximab e metformina, respectivamente) nas alterações cognitivas relacionadas à SOP e à DA. Assim, os resultados do presente estudo poderão contribuir para o estabelecimento de novos alvos terapêuticos para o tratamento da DA, bem como para o delineamento de estratégias de prevenção desta doença neurodegenerativa devastadora.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giselle Watanabe

Ciências Humanas

Educação
  • propostas de aulas de ciências socioambientais na escola básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Gisely Cardoso de Melo

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • prevalência de metabolizadores lentos de dihidroartemisinina-piperaquina: preenchendo uma lacuna no tratamento antimalárico em situações de resistência à cloroquina aos esquemas atuais
  • Nos últimos 20 anos, portanto, houve um aumento substancial na pesquisa clínica sobre o tratamento de malária vivax, que gerou uma maior conscientização sobre a extensão global da resistência à CQ. A adoção de ACTs no tratamento de P. vivax atualmente é restrita a cinco países da Ásia e Pacífico onde a resistência à CQ já atingiu níveis mais elevados. Entre os fatores que podem explicar a variabilidade nos desfechos clínicos antimaláricos é a farmacogenética. Os principais alvos da farmacogenética são os genes que codificam enzimas metabolizadoras, transportadores ou receptores celulares responsáveis pela farmacocinética e farmacodinâmica dos medicamentos. O conhecimento de variações interindividuais nos genes de CYP3A4, CYP2B6 ineficácia terapêutica de artemisininas e piperaquina em pacientes que serão tratados com estes medicamentos ajudando na compreensão dos mecanismos de diminuição da resposta terapêutica. O objetivo será avaliar a prevalência de metabolizadores lentos de dihidroartemisinina-piperaquina. Um estudo aberto, multicêntrico e de fase III, randomizado e comparativo, com quatro grupos de tratamento será realizado na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado – FMT-HVD (Manaus, Amazonas). Os doentes receberão tratamento supervisionado com associação de dose fixa com dihidroartemisinina + piperaquina, com administração supervisionada. Para diagnóstico da infecção por Plasmodium sp. serão confeccionadas lâminas de gota espessa. Os parasitas serão contados em 200 leucócitos. Serão feitas duas leituras das lâminas por dois microscopistas experientes. No dia da recorrência (DR), será coletado sangue para determinação de níveis plasmáticos de piperaquina e artemisinina e seus metabólitos por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). O DNA genômico será extraído segundo kit Qiagen. A técnica de real-time PCR será usada para a genotipagem dos polimorfismos em CYP2B6 (Alelo *6), CYP3A4 (Alelo *1B).
  • Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gislaine Cristina Luiz

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise temporal e espacial do aerossol no bioma cerrado: influências no clima e na geração de energia elétrica
  • A sociedade busca formas de interação com o ambiente que causem menor impacto ambiental, em que a visão de sustentabilidade vem ganhando espaço e tomando forma em diferentes ações políticas e econômicas. Com efeito, a geração de energia limpa representa uma alternativa frente às mudanças climáticas e sociais percebidas nos últimos anos. Porém, esta tendência de crescimento pode ser frustrada pela presença de aerossóis na atmosfera, que reduzem a eficiência de painéis solares em até 20%. No estado de Goiás, atualmente 8° maior gerador de energia solar, ocorre aumento de incidência de aerossóis por ações antrópicas, principalmente, no período de seca por queimadas. Além do exposto, quantidades expressivas de aerossóis na atmosfera altera o fluxo de energia entre superfície e atmosfera, o que contribui para significativas variações no padrão dos atributos climáticos. O objetivo deste trabalho é avaliar séries-temporais de produtos aerossol provenientes de dados de satélites orbitais e também de rede de estações de superfície terrestre, com o intuito de identificar tendências temporais, e avaliar estatisticamente a relação da geração de energia solar sobre influência do aerossol. No que se refere a variação climática, este trabalho permitirá identificar a relação dos aerossóis na variação dos atributos climáticos. Para tanto, propõe-se uma revisão da literatura relacionada à estimativa de aerossol por meio de dados provenientes de satélites; geração de rotinas para processamento de dados, utilizando linguagem Python e a biblioteca GDAL (Geospatial Data Abstraction Library), e dados dos produtos MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer) e GOES (Geostationary Operational Environmental Satellite); geração de imagens diárias e séries temporais para o bioma Cerrado de aerossol; e, por último, será feita comparação de geração de energia solar com dados de estimativa de aerossol, feita a partir de dados de geração de energia solar de sistemas já em diferentes localidades do bioma. Espera-se com isto a geração de análises que forneçam subsídio para mapeamento de potencial de geração de energia solar para o Cerrado frente a influência de aerossóis, integração com pesquisas relacionados à geração de energia e possíveis variabilidade climática, com publicação em revista científica ou anais de evento científico dos resultados obtidos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022