Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Rossiane Claudia Vommaro

Ciências Biológicas

Morfologia
  • quimioterapia experimental para toxoplasmose: em busca de novos fármacos e alternativas terapêuticas para o tratamento de doença de grande impacto no brasil
  • Este projeto está baseado na identificação urgente de novos fármacos e alternativas para o tratamento de uma doença de grande impacto atualmente no Brasil, a toxoplasmose. A toxoplasmose pode ser incluída dentro do grupo das doenças negligenciadas, que afetam inúmeras pessoas de diferentes classes sociais e que apesar de serem antigas em nossa sociedade, continuam relegadas ao segundo plano principalmente pela indústria farmacêutica. Importante ressaltar, que ainda hoje, os poucos fármacos usados como primeira escolha foram desenvolvidos há muitas décadas atrás e estão associados a diversos efeitos colaterais e requerem tratamento demorado, o que contribui para a descontinuidade do tratamento. Dados epidemiológicos recentes sugerem um crescimento preocupante da doença nas formas ocular e cerebral em vários municípios do Brasil; surtos importantes da toxoplasmose foram registrados recentemente em Santa Maria (RS) e mais anteriormente em Campos dos Goytacazes (RJ), São Marco (RG), Santa Isabel do Ivaí (PR), Erechim (RG) e em outros municípios. A prevalência da toxoplasmose na população brasileira pode chegar a 80% em regiões endêmicas. O tratamento disponível controla apenas a fase aguda da infecção e não atinge os cistos, formados no tecido muscular e nervoso na fase crônica, o que garante a persistência e possível reativação da infecção em pessoas imunocomprometidas. O objetivo deste trabalho é identificar e caracterizar novas moléculas com atividade anti-Toxoplasma e seus efeitos celulares em taquizoítas e bradizoítas através de técnicas de microscopia avançada em modelos in vitro e in vivo. Para isso nosso grupo vem se dedicando a 1) Estudos in vitro com novos compostos de diferentes classes, tais como: inibidores de histonas desacetilases e análogos de fosfolipídeos 2) Reposicionamento de fármacos anticâncer e anti-fúngicos com atividade anti-Toxoplasma; 3) Melhor entendimento dos efeitos celulares envolvidos na inibição do crescimento induzido pelos diferentes inibidores; 4) Caracterização dos processos de ciclo e morte celular após tratamento com os compostos mais promissores; 5) Estudos in vivo utilizando modelos murinos de infecção com os inibidores que apresentaram menor IC50 in vitro; 6) Terapia combinada, que já é uma ferramenta essencial no tratamento da toxoplasmose; e por fim, em 7) Estabelecer e padronizar protocolos para a técnica de High Content Analysis (HCA) ou análise celular multiparamétrica de alto conteúdo para a quimioterapia de protozoários parasitos. Os efeitos celulares dos compostos mais ativos serão investigados através de modernas técnicas de reconstrução 3-D em microscopia eletrônica, fluorescência confocal e super resolução e citometria de fluxo. Além do foco terapêutico, novas moléculas ativas anti-Toxoplasma são ferramentas muito úteis para o estudo da biologia celular destes organismos e podem fornecer um melhor entendimento de certas vias metabólicas para a sobrevivência de T. gondii. As implicações sócio-econômicas da eventual descoberta de novos compostos com atividade seletiva contra T. gondii nas fases aguda e crônica deverão incluir a potencial produção de medicamentos, novas associações para toxoplasmose em humanos e animais e a geração de riquezas a partir da comercialização desses eventuais fármacos Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rosy Mary dos Santos Isaias

Ciências Biológicas

Botânica
  • prospecção de padrões anatômicos, metabólicos e genéticos em cinco morfotipos de galhas em byrsonima coccolobifolia kunth (malpighiaceae): uma ponte entre pesquisa acadêmica e formação de professores
  • Galhas de inseto se desenvolvem em resposta a organismos parasíticos, como produto de mudanças estruturais e bioquímicas nas células e tecidos vegetais. Os organismos galhadores são capazes de induzir um microambiente favorável ao seu estabelecimento e nutrição, bem como à sua proteção contra inimigos naturais. Byrsonima coccolobifolia (Malpighiaceae) é uma superhospedeira associada a pelo menos 5morofitpos de galhas, as quais são induzidas em seus meristemas, folhas e caules por diferentes espécies de Diptera, Lepidoptera e Thysanoptera. Pela investigação dos ciclos fenológicos dos 5 morfotipos de galhas ao longo de um ano, e sua relação com as fenofases vegetativas e reprodutivas da planta hospedeira, esperamos encontrar uma maior diversidade e frequência de galhas associadas às fases vegetativas de B. coccolobifolia, devido a maior disponibilidade de recursos. É esperado, ainda, verificar convergências estruturais ligadas às restrições morfogenéticas impostas pela planta hospedeira, além dos perfis biométricos e químicos de cada morfotipo, visando mapear a interação entre os metabolitos e as reações celulares em função da atividade dos indutores das galhas. Como um objetivo final deste projeto, pretendemos identificar os perfis transcripcionais dos genes responsáveis pela biosíntese e/ou sinalização de auxinas e citocininas com os graus de hiperplasia e hipertrofica celular característicos de cada morfotipo de galha de modo a testar a hipótese de que genes ligados a estes fitormônios serão expressos diferencialmente ao longo do desenvolvimento das galhas e que galhas com ciclos de vida mais curtos terão expressão gênica diferencial marcante entre suas fases. Adicionalmente a produção de conhecimento acadêmico teórico em nível de graduação durante a pesquisa, pretendemos construir dispositivos educacionais que conectem a pós-graduação à graduação visando o treinamento de professores e a expansão de metodologias que enriqueçam o conhecimento botânico e o tornem o mais atraente e acessível aos jovens profissionais da educação.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022