Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Maria Teresa Gomes Lopes

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • indicadores relacionados às ameaças climáticas e medidas para minimizar os impactos de desmatamento na conservação de espécies florestais da amazônia - climam
  • O projeto foi elaborado para determinar a distribuição natural das principais espécies florestais da Amazônia, situadas no “arco do desflorestamento”, nas imediações da BR230, BR174 e BR319, e que se encontram em situação de vulnerabilidade com a derrubada da floresta. O objetivo é monitorar o desmatamento e as alterações climáticas das áreas desmatadas no estado do Amazonas, gerar índices e indicadores que dimensionem as ameaças climáticas e desenvolver metodologias para certificação de origem de madeira, visando subsidiar políticas públicas, a formulação de leis e a conservação dos recursos genéticos florestais. Dados climáticos do período atual, sobre a região amazônica, serão obtidos de duas redes de estações meteorológicas, uma do Instituto Nacional de Meteorologia - INMET e outra da Agência Nacional de Águas – ANA. Os dados serão analisados quanto à completude, consistência, existência de falhas, erros e a periodicidade. As séries climáticas deverão possuir pelo menos 20 anos de dados históricos.A modelagem da predição da ocorrência das espécies florestais será feita utilizando dados climáticos do período atual e dos cenários futuros obtidos no site do Worldclim e serão gerados mapas das variáveis bioclimáticas para dimensionar os riscos climáticos sobre populações naturais das espécies. A redução da cobertura florestal na área de avanço do desmatamento no Amazonas, nas imediações da BR230, BR174 e BR319 será monitorado utilizando o Sistema Planet que é usado pela Polícia Federal. Amostragens de madeiras e de solos serão obtidas também desta área para a construção de banco de informações de espécies florestais madeireiras e medidas de para a resiliência das espécies e do ecossistema. Serão realizadas análises com isótopos estáveis e marcadores SNPs para obter informações de origem de espécies florestais, visando rastrear procedência de madeiras apreendidas pela Polícia Federal para combater crime contra o desmatamento não autorizado. Os índices e indicadores de ameaças climáticas a serem obtidos fornecerão subsídios ao aprimoramento de políticas públicas voltadas à conservação das espécies e a proposição de medidas de mitigação dos impactos climáticos, de fiscalização de madeira junto a Perícia Criminal, que é responsável pelas provas técnico científicas para a contenção de crimes no Setor Florestal no Estado do Amazonas. A proposta de rede está estruturada para contribuir para a redução de impactos climáticos, redução do desmatamento ilegal e sustentabilidade da Floresta Amazônica.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 08/01/2021-31/01/2024
Foto de perfil

Maria Tereza dos Santos Correia

Ciências Humanas

Filosofia
  • ciência na caatinga: redescobrindo as riquezas e potencialidades do bioma exclusivamente brasileiro.
  • A Caatinga é um bioma único no mundo e exclusivamente brasileiro, reconhecido como uma das 37 grandes regiões naturais do Planeta, ao lado da Amazônia e do Pantanal. Constantemente associada à seca, pouca biodiversidade e à pobreza, a realidade da Caatinga é, ao contrário, muito rica, possuindo valores ambientais, biológicos, econômicos e culturais relevantes para o país. O Bioma Caatinga é o principal da região Nordeste, ocupando uma área de 844.453 km², aproximadamente 11% do território nacional. Abrange de forma contínua os estados do Ceará (quase 100%), Rio Grande do Norte (95%), Paraíba (92%), Pernambuco (83%), Piauí (63%), Bahia (54%), Alagoas (48%), Sergipe (49%), além de Minas Gerais (2%) e Maranhão (1%). Sendo um bioma bastante heterogêneo, a Caatinga apresenta riquíssima biodiversidade de flora e fauna, incluindo espécies endêmicas, o que lhe proporciona enorme potencial de exploração sustentável para fins nutricionais, medicinais, para alimentação animal, uso energético (lenha e carvão vegetal) e ornamental. Mesmo diante de sua riqueza e valor biológico, a Caatinga ainda é considerada como um dos menos conhecidos e mais negligenciados dentre os biomas brasileiros, tanto em relação à quantidade de pesquisas, quanto à criação de políticas públicas de conservação e uso sustentável da biodiversidade. A localização da Caatinga coincide com a região de clima semiárido do Brasil, que é descrita como a região semiárida mais biodiversa e mais densamente povoada do mundo, com cerca de 28 milhões de habitantes, o que equivale a quase 15% da população brasileira. Os habitantes são os mais pobres do país, com índices de desenvolvimento humano inferiores às médias nacionais, marcados pela dependência dos recursos naturais para sobreviver. O desenvolvimento da região e o uso sustentável dos recursos é uma forma de promover a geração de renda e a inclusão social de uma população que vive sob grande vulnerabilidade social e econômica. A Caatinga já perdeu cerca de 46% da vegetação original, sendo o bioma brasileiro mais vulnerável às mudanças climáticas e tende a ser o mais atingido pelos efeitos negativos do aquecimento global. A desertificação é um problema socioambiental que provoca pobreza, desigualdade e exclusão social e que requer o enfrentamento de maneira articulada por meio de políticas públicas integradas. Há ainda muitos desafios. No passado foram às desvantagens climáticas e a inóspita natureza local que impulsionaram a organização social desse território. Atualmente, é a valorização da riqueza do bioma caatinga que irá proporcionar uma bioeconomia capaz de transformar com possibilidades de fornecimento de produtos florestais não madeireiros fundamentais na geração de emprego e renda para a população e com grande potencial econômico, sendo importante estimular os jovens já no ambiente escolar utilizando de ferramentas como ciência móvel que promova espaços de realização e divulgação dos trabalhos científicos fora das universidades. Nesse sentido, o projeto “Ciência na Caatinga: redescobrindo as riquezas e potencialidades do bioma exclusivamente brasileiro” se justifica igualmente por seu caráter descentralizador: pensada fora das grandes capitais, por promover não apenas evidenciam científicas, mas também a valorização da cultura e identidade local das riquezas do Sertão, incentivando o protagonismo dos atores que residem nessa região. A realização de uma ciência móvel irá proporcionar de forma pioneira a possibilidade de desenvolvimento de cadeias ecoprodutivas com Agricultura de Baixo Carbono (ABC) em comunidades com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) utilizando plantas nativas da Caatinga com potencial alimentar, fitoterápicos e cosméticos. O projeto apoiará a implantação dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) previsto pela ONU no semiárido do Brasil, em especial: ODS 1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares; ODS 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável; ODS 5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas e ODS 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade. Os resultados das experiências exitosas do projeto serão amplamente divulgados por metodologias inovadoras voltadas para a comunicação pública.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 05/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Maria Terezinha Santos Leite Neta

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • desenvolvimento de produtos lácteos simbiótico à base de leite caprino utilizando polpa de frutas do gênero spondias
  • O consumo de leite de cabra vem aumentando significativamente nos últimos anos, principalmente por ser uma alternativa para indivíduos alérgicos ao leite de vaca. Apesar do aumento significativo do consumo desse tipo de leite, a diversidade de produtos disponíveis no mercado ainda é escassa. Sendo assim, uma forma de difundir e diversificar o consumo deste leite no mercado é utilizá-lo como matéria-prima em produtos lácteos, a exemplo do queijo tipo Petit-suisse, bastante apreciado mundialmente. No entanto, durante o processo de fabricação deste produto, é gerado uma grande quantidade de soro de leite, o qual, quando não utilizado, é muitas vezes descartado de forma inadequada, gerando sérios problemas ambientais. Uma possibilidade para o aproveitamento desse soro é utilizá-lo na fabricação de bebidas lácteas fermentadas. Para agregar valor a estes produtos lácteos a utilização de frutas tropicais com sabor e aroma exóticos, como as do gênero Spondias, é uma alternativa bastante viável para aumentar o valor nutricional e a qualidade sensorial destes produtos. Essas frutas são sazonais e bastante perecíveis, por isso as técnicas de secagem viabilizariam a utilização delas fora dos períodos de safra, proporcionando a disponibilidade dos produtos a qualquer tempo e em diferentes regiões. O Nordeste brasileiro é o principal produtor das frutas deste gênero e também do leite de cabra, facilitando o desenvolvimento destes produtos lácteos à base destas frutas. Atrelado a isto, além do valor nutricional e sensorial, esses produtos possuem ainda propriedades funcionais quando adicionados de micro-organismos probióticos e/ou componentes prebióticos. Assim sendo, este projeto visa o desenvolvimento e caracterização do perfil físico-químico, microbiológico e sensorial de queijo tipo Petit-suisse e bebidas lácteas fermentadas simbióticos com adição de polpa desidratadas de frutas tropicais (cajá, cajá-umbu e umbu), utilizando leite e soro de leite de cabra.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Maria Thereza Ávila Dantas Coelho

Ciências Humanas

Educação
  • ensino remoto na pandemia covid-19: representações sociais de estudantes universitários
  • Os processos de ensino e aprendizagem geram desafios tanto para docentes quanto para estudantes. Com o surgimento da pandemia Covid-19, em 2020, as universidades federais brasileiras adotaram o ensino remoto emergencial como modalidade única de ensino, por tempo indeterminado, até que se cessasse o elevado risco à saúde das comunidades. Rápidas mudanças foram empreendidas nas práticas pedagógicas no Brasil, sem que houvesse um tempo maior de preparação continuada para elas. Em meio a isso, vivenciou-se um elevado número de casos e de mortes decorrentes da Covid-19. Tornou-se necessário, então, refletir sobre essas experiências em meio à crise sanitária. Como os estudantes universitários representaram e vivenciaram esses processos? A produção de artigos sobre essa questão ainda é incipiente. O incremento de pesquisas com os estudantes pode fornecer elementos acerca das representações sociais do ensino remoto e da Covid-19 entre eles. Nessa direção, o objetivo geral desta pesquisa é investigar as representações sociais sobre o ensino remoto e a Covid-19, entre discentes da Universidade Federal da Bahia. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo e exploratório, com o referencial teórico-metodológico da Teoria das Representações Sociais. A produção dos dados será feita através de Teste de Associação Livre de Palavras, questionário e entrevista. A análise dos dados será efetuada com base na Análise de Similitude e Análise de Conteúdo. Essa abordagem metodológica permitirá apreender as representações sociais desses estudantes, suas opiniões, sentimentos e atitudes ligadas ao ensino remoto e à Covid-19. O estudo obedecerá às normas éticas ligadas às pesquisas com seres humanos e colaborará para a discussão científica acerca do tema e para os debates ligados às políticas de inclusão e acesso às tecnologias digitais, e de aprimoramento das tecnologias educacionais.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Maria Valnice Boldrin Zanoni

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • instituto nacional de tecnologias alternativas para detecção, avaliação toxicológica e remoção de micropoluentes e radioativos (inct-datrem)
  • O INCT-DATREM tem por objetivo a formação de rede nacional de grupos de pesquisa atuantes na busca por tecnologias inovadoras para avaliação de micropoluentes em nível químico, toxicológico e radioativo, bem como na busca por tecnologias mais eficientes para tratamento de resíduos, esgotos, efluentes e águas de captação, contribuindo para a avaliação de risco, preservação ambiental, saúde humana e controle da segurança e qualidade dos produtos de exportação e importação. A criação de uma rede de pesquisa qualificada centrada neste Instituto visa dar continuidade ao grupo de pesquisa consolidado através do projeto temático (FAPESP-2008/10449-7), intitulado “Avaliação da ocorrência, toxicidade/genotoxicidade e processos para degradação de corantes em efluentes e águas superficiais” ampliando a atuação da pesquisa para o conhecimento de outros micropoluentes e auxiliará no intercâmbio científico e confluência de dados com outros grupos de pesquisas atuantes no Brasil, ampliando a prospecção de novos contaminantes e envolvendo novos pesquisadores em grupos emergentes e/ou consolidados com especialidades afins. As atividades a serem desenvolvidas integram as metas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em áreas estratégicas para o país, no tocante à produção sustentável, produção mais limpa e produtos adequados ás normas internacionais. Nas próximas décadas o Brasil enfrentará normas extremamente restritivas para exportação e não poderá mais lançar produtos químicos em seus mananciais sem uma avaliação de risco de compostos comprovadamente tóxicos/genotóxicos e poluentes emergentes, requerendo para tanto métodos de monitoramento e um claro mapeamento das suas propriedades de toxicidade/mutagenicidade, distribuição, biodisponibilidade, persistência, radioatividade e etc. O termo, contaminantes emergentes e/ou micropoluentes refere-se aqui a compostos químicos de origem sintética ou natural, não reconhecidos como prejudiciais á saúde ou ao meio ambiente devido à escassez de resultados que comprovem seus efeitos. Tais compostos estão presentes em diferentes produtos do cotidiano da sociedade moderna, sendo os mais comuns classificados como produtos farmacêuticos, surfactantes, plastificantes, praguicidas, corantes, retardantes de chamas e etc. Além disso, a presença desses contaminantes emergentes em diferentes compartimentos ambientais é alarmante, principalmente, devido ao seu acelerado ritmo de introdução, baixo potencial de degradação e da associação com efeitos tóxicos à saúde. Este Instituto atenderá as necessidades de pesquisas básicas e tecnológicas e de recursos humanos qualificados, oriundas do desafio de contribuir para a reavaliação do risco do lançamento de pelos menos 5000 compostos gerados como rejeitos ou sub-produtos dos processos de produção, bem como da necessidade de buscar novas tecnologias para tratamento de efluentes industriais e esgotos de forma econômica e eficiente, contribuindo assim para ações e políticas que visem harmonizar o desenvolvimento econômico com a questão sócio-ambiental e comprometimento com a saúde pública. Dentro deste contexto, pretendem-se desenvolver métodos analíticos inovadores baseados em técnicas cromatográficas com diferentes detectores (UV, DAD, ED e massas) e construção de sensores versáteis e econômicos usando diversos materiais nanoestruturados para obter diagnósticos de forma simplificada na determinação destes compostos em matrizes complexas, corroborados por estudos das propriedades mutagênicas, genotóxicas, ecotoxicológicas e toxicológicas, propiciando uma avaliação de risco adequada e o futuro estabelecimento de critérios de qualidade de água a serem adotados nas normas legais Brasileiras. Pretende-se ainda vencer as dificuldades analíticas relacionadas à crescente presença de radionuclídeos nos recursos hídricos em decorrência de processos tecnológicos e propor alternativas mais eficientes e de baixo custo para a remoção de contaminantes emergentes ou minimização de seus efeitos. A proposta prevê trabalhar na fronteira do conhecimento, por meio do avanço das pesquisas multi- e transdisciplinares voltadas à preservação ambiental e da saúde humana. O Instituto promoverá forte interação com outras Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs) nacionais e estrangeiras, com empresas e com órgãos governamentais e atuará como redes cooperativas de excelência em pesquisa em contaminantes emergentes, contribuindo para o desenvolvimento de inovações tecnológicas, programas conjuntos de qualificação de recursos humanos, geração de empregos e renda, e melhoria da qualidade de vida da população.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Maria Virginia Petry

Ciências Biológicas

Ecologia
  • fatores ecológicos e pressões antrópicas atuando sobre as aves marinhas no arquipélago de são pedro e são paulo: uma abordagem trófica
  • A regra de Bergmann postula que animais endotérmicos habitando altas latitudes tendem a possuir maior tamanho corporal do que os indivíduos da mesma espécie habitando baixas latitudes. Mas, para populações de atobá-pardo Sula leucogaster (Boddaert, 1783) (Sulidae, Aves) em ilhas do Atlântico essa regra não se aplica. Seria esperado que as populações das colônias localizadas na porção Sul do Atlântico, como a das ilhas Moleques do Sul (MS), apresentassem fenótipo corporal maior. Entretanto, os indivíduos do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), próximo à linha do Equador, são de 100 a 300 g mais pesados que indivíduos dessas ilhas. Nas ilhas MS, 50% das espécies que compõem a dieta do atobá são provenientes do descarte da pesca, enquanto no ASPSP a mesma espécie não se alimenta de descarte. Uma vez que, nas últimas décadas tem-se observado que os organismos buscam equilibrar diferentes macronutrientes (i.e., proteína, lipídios, carboidratos etc.) em proporções adequadas e que o equilíbrio nutricional pode afetar o tamanho corporal de organismos, a hipótese do presente projeto é de que a eficiência de forrageio, mediada pela qualidade nutricional do alimento e o esforço despendido na captura das presas, influenciam na manutenção do fenótipo. Sendo assim, as diferenças de tamanho corporal em ilhas localizadas em extremos latitudinais da costa brasileira, estariam relacionadas às distintas combinações e disponibilidade de presas em cada região. Dessa forma, o maior tamanho de S. leucogaster no ASPSP seria uma consequência da dieta de melhor qualidade nutricional e maior demanda no esforço de forrageio quando comparado a outras regiões. Nesse contexto, um dos objetivos do projeto é investigar se as presas consumidas por S. leucogaster do ASPSP diferem em termos de composição nutricional das presas consumidas, bem como comparar métricas de esforço de forrageio com populações de S. leucogaster do Arquipélago Moleques do Sul. O projeto ainda terá como objetivo avaliar o estado de contaminação da cadeia trófica do ASPSP, através da análise de Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs), tanto dos principais componentes da dieta dos predadores, os peixes-voadores (Exocoetidae, Actinopterygii), assim como, analisar a contaminação nos peixes predadores de valor comercial, como Thunnus albacares. Ademais, também serão analisados os poluentes presentes em predadores de topo, as aves S. leucogaster, Anous stolidus e A. minutus. Ainda na linha de contaminação, serão comparados os níveis de POPs nas presas de S. leucogaster do ASPSP com as de Moleques do Sul. O projeto empregará tecnologia e metodologia aprimorada para atingir seus objetivos. Para analisar a qualidade da dieta entre as populações, será avaliado o teor de nutrientes dos peixes através de análises físico-químicas no Laboratório de Nanotecnologia Aplicada a Alimentos do itt Nutrifor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Para avaliar a eficiência de forrageio, será calculada a razão entre a qualidade nutricional das presas e o esforço despendido na captura destas, onde serão utilizados dispositivos rastreadores GPS e acelerômetros afim de se obter métricas que permitirão mensurar possíveis diferenças no esforço de forrageio entre as duas populações. As análises de Poluentes Orgânicos Persistentes serão realizadas no Laboratório de Química Orgânica Marinha (LABQOM) da Universidade de São Paulo. Essas diferentes abordagens ressaltam o caráter multidisciplinar e interdisciplinar da proposta, que estão alinhadas ao objetivo número 14 dos objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem como objetivo “conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”. Através da determinação do estado da qualidade nutricional das presas ingeridas por S. leucogaster em duas colônias que estão em diferentes estados de antropização, espera-se também contribuir com evidências de que o ASPSP é um local com condições diferenciadas que permitem o desenvolvimento de indivíduos maiores devido a oferta de alimento de melhor qualidade nutricional. Enquanto que a quantificação dos níveis de contaminação por POPs na cadeia trófica do ASPSP e Moleques do Sul, irá ampliar o conhecimento sobre a ocorrência e distribuição de poluentes orgânicos em ilhas brasileiras. Esse resultado poderá gerar subsídios que indicam que o ASPSP se encontra em bom estado de conservação comparado a outras regiões. Também espera-se demostrar que os peixes de valor comercial que são pescados no ASPSP contêm baixos níveis de POPs, e portanto não oferecem riscos ao consumo humano, o que agregaria valor ao pescado brasileiro. Além de ter como metas publicações científicas de alto nível e formação de recursos humanos, o projeto também está preocupado em executar estratégias de divulgação científica e popularização da ciência. O Laboratório de Ornitologia e Animais Marinhos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), contará com pesquisadores do Instituto Tecnológico em Alimentos para a Saúde (Itt Nutrifor) da Unisinos, e de outras instituições, tais como: Laboratório de Química Orgânica Marinha (LabQOM) do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo, da Universidade de São Paulo, Centro de Ensino em Ciências Tecnológicas da Terra do Mar da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 01/12/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Maria Vitória Lopes Badra Bentley

Ciências da Saúde

Farmácia
  • nanotecnologia farmacêutica: uma abordagem transdisciplinar - inct- nanofarma
  • O INCT NANOFARMA representa uma importante estratégia de associação de competências já consolidadas na área de Nanotecnologia aplicada à medicamentos e cosméticos de grupos de pesquisa de várias Universidades do Brasil, os quais atuam no desenvolvimento de projetos ligados à obtenção de nanocarreadores para diversas moléculas com atividade biológica, visando sua aplicação em terapias onde a Nanotecnologia pode agregar valores terapêuticos, avançar no desenvolvimento de técnicas e processos de obtenção, caracterização e avaliação destes produtos, bem como no entendimento dos aspectos químicos e biológicos (estudos mecanísticos de interação destes sistemas com tecidos/células e aspectos toxicológicos) envolvidos na obtenção e uso destes medicamentos. O INCT NANOFARMA, com a proposta de um INCT voltado à Nanotecnologia Farmacêutica no aspecto transdisciplinar da matéria, irá ainda agregar conhecimento técnico e ampliar as possibilidades de inovação das empresas associadas aos Parques Tecnológicos agregados às Universidades envolvidas. Ele estará engajado nas propostas da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, e desenvolverá, de forma articulada e integrada, pesquisa na fronteira do conhecimento, tecnologias para o setor público, atuará junto à Sociedade na disseminação do conhecimento e formação de recursos humanos especializados, avançará nos aspectos regulatórios e deficientes da toxicologia e segurança de produtos de base nanotecnológica, viabilizará a geração de produtos inovadores baseados na Nanotecnologia, propiciado maior competitividade em acordos de cooperação nacional e internacional em áreas estratégicas da Saúde, e maiores possibilidades de capacitação e fixação de recursos humanos, e finalmente, permitirá A gestão do INCT NANOFARMA será feita através do Comitê Gestor, o qual é composto por pesquisadores do INCT NANOFARMA abrangendo diferentes Universidades e regiões do País, garantido, assim, abrangência institucional e nacional nas principais decisões deste INCT. As pesquisas e projetos vinculados ao INCT NANOFARMA serão desenvolvidos associados à plataformas de pesquisa para compreensão e entendimento dos diferentes aspectos envolvidos na ciência de medicamentos de base nanotecnológica. Os pesquisadores do INCT NANOFARMA através de seus projetos, equipe e laboratórios atuam de forma mais específicas em uma determinada plataforma mas permeiam outras, mostrando a articulação do grupo nos principais temas de pesquisa da presente proposta. A equipe do INCT NANOFARMA destaca-se na produção científica qualificada nas áreas de abrangência da Nanotecnologia, caracterizando-se por ser uma equipe geradora de conhecimento transdisciplinar nesta área. Conta com profissionais de diferentes formação, a saber farmacêuticos (na sua maioria), químicos, engenheiros químicos e de produção, biólogos, físicos, biomédicos, etc. Sua produção científica resulta na publicação de cerca de 1213 trabalhos científicos em periódicos indexados nos últimos 05 anos. Os pesquisadores envolvidos apresentam Fator H relevantes considerando a área de atuação de pesquisa aplicada: cerca de 60% apresentam FH (ISI) entre 13 e 25 e 13% FH maiores ou igual a 20. Não se considera nesta abordagem os FH dos pesquisadores estrangeiros os quais chegam ao número de 166, evidenciando a excelência dos colaboradores estrangeiros que estão apoiando esta proposta. A formação de recursos humanos também é um destaque, com orientações concluídas de 787 alunos de iniciação científica, 586 de mestrado, 299 de doutorado e 88 pós-doutorandos. Em andamento, os membros do INCT NANOFARMA estão contribuindo para a formação de 72 alunos de iniciação científica, 97 de mestrado, 151 de doutorado e 37 pesquisadores em pós-doutoramento. A qualidade dos trabalhos orientados é refletida por um fato de extrema relevância. A equipe do INCT NANOFARMA orientou 06 teses de doutorado que foram premiadas no Prêmio CAPES de Tese da área da Farmácia (05) e da área de Biotecnologia (01), destacando-se que de oito edições da área da Farmácia 05 premiações são de pesquisadores do INCT NANOFARMA. Com relação à contribuição tecnológica os membros do INCT NANOFARMA são inventores em 171 patentes junto ao INPI, sendo várias delas também depositada no exterior e já comercializadas pelo setor privado (Figura 3) . As perspectivas de impacto para o projeto abrangem não apenas os aspectos técnicos/tecnológicos e científicos mas também cultural, econômico, ambiental, com foco na formação de pessoas qualificadas em todos os níveis para compreender, analisar, interpretar, utilizar, desenvolver, pesquisar, produzir e controlar produtos farmacêuticos que utilizem nanotecnologias. O desenvolvimento do projeto refletirá em impacto científico e tecnológico para as instituições de pesquisa e pesquisadores envolvidos, ampliando laços de multidisciplinaridade e produtividade, levando ao fortalecimento de colaborações e ao intercâmbio de idéias. Este impacto será evidenciado em publicações voltadas à disseminação do conhecimento. Impactos econômicos são evidentes para o setor industrial a partir da aplicação da nanotecnologia. Além da pesquisa na fronteira do conhecimento e do potencial do de desenvolver produtos altamente inovadores e de alto valor agregado para o setor industrial, este Instituto poderá contribuir para o desenvolvimento de capacitação e inovação de interesse para o País para resolver problemas antigos de saúde pública, como as doenças parasitárias de grande impacto populacional sem resolução, utilizando-se a sua capacidade científica e tecnológica instalada nas Universidades. O tem patentes depositadas (fase de PCT) envolvendo formulações nanoestruturadas que poderão ter a tecnologia repassada para indústrias do setor público ou privado.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 27/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Maria Vitória Lopes Badra Bentley

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de carreador lipídico nanoestruturado contendo pool de sirnas associados aos glicoalcalóides solasonina/solamargina como uma abordagem terapêutica multifuncional para o câncer de pele
  • O câncer de pele é uma das doenças mais prevalentes no mundo e uma das malignidades mais comumente diagnosticada.As terapias multifuncionais que combinam compostos antitumorais e outras moléculas,como siRNAs,são propostas inovadoras pois visando a atuação terapêutica em diferentes vias de desenvolvimento da doença.Os glicoalcalóides (GA),solasonina e solamargina,extraídos dos frutos de S.lycocarpum,apresentam propriedades antioxidantes,antiinflamatória e anticancerígenas.No entanto,para superar as limitações de baixa solubilidade em água e toxicidade o encapsulamento destes GA em nanoestruturas é uma estratégia tecnológica importante pois o uso de nanoestruturas também viabiliza a obtenção de formulações multifuncionais,por exemplo,de genes (terapia gênica) e quimioterápicos.Os Carreadores Lipídicos Nanoestruturados (CLN) são considerados ideais para a liberação tópica de fármacos devido a sua interação com o tecido cutâneo.Além disso, a a combinação siRNAs que atuam em diferentes alvos da doença com fármacos tem gerado resultados promissores e eficácia superior com diminuição dos efeitos off-target. Assim, o objetivo deste projeto é o desenvolvimento de CLN multifuncional para veiculação de pool de siRNAs,especificamente siRNA BCL-2,siRNA Gli-1 e siRNA EGFR,os quais atuam silenciando diferentes genes que estão superexpressos no câncer de pele.Além disto, os quimioterápicos solasonina e solamargina que atuam em outros alvos do processo canceroso serão encapsulados,visando uma terapia que iniba as diferentes vias moleculares do câncer de pele, obtendo, assim, uma ação sinérgica, que culminará na redução/remissão do tumor de pele.Para isso, os GA serão encapsulados em CLN de carga superficial positiva e complexados em seguida com o pool de siRNA.Esse sistema será caracterizado físico-químicamente,bem como avaliada a eficácia em modelos celulares, modelos alternativos de pele (hOSEC e 3D baseado em esferóide de melanoma de pele) e em modelo animal in vivo.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Maria Yury Travassos Ichihara

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliar os determinantes e impacto direto e indireto de politicas sociais da sífilis gestacional e seus efeitos adversos sobre o concepto-brasil, 2001- 2018.
  • Introducao: A ocorrência da sífilis gestacional e congênita vem aumentando mundialmente e produzindo elevada frequência de abortos, natimortos, neomortos, prematuros, baixo peso e recém-natos infectados pelo Treponema Pallidum, agente etiológico desta doença. Devido à elevada prevalência de sífilis gestacional, o Brasil está entre os quinze países prioritários com meta de redução de casos de sífilis congênita para menos de 0,5 casos para cada 1.000 nascidos vivos (OMS). Tendo em vista a situação epidemiológica da sífilis gestacional e congênita nos últimos anos no país, este estudo tem como objetivo avaliar os determinantes e o impacto de políticas sociais (programa bolsa família) na ocorrência da sífilis na gestação e os efeitos adversos das infeções produzidas pelo agente etiológico desta doença sobre o concepto, no Brasil, no período 2001- 2018. Método: Estudo de coorte retrospectiva que incluirá a população de mulheres gestantes entre 10 a 49 anos e seus conceptos, cujos nascidos vivos serão acompanhados até os quatro (0-4) anos de idade. Os dados referentes a sífilis gestacional e congênita serão obtidos do Sistema de Nascidos Vivos (SINASC), Sistema de Mortalidade (SIM, Sistema de Informação de Notificação de Agravos de Notificação Compulsória (SINAN), Sistema de Internação Hospitalar (SIH), além das bases de beneficiários do Programa Bolsa família e o monitoramento das condicionalidades de saúde. Estas bases serão relacionadas (linkadas) na sala segura do CIDACS onde serão adequadamente anonimizadas. Medidas específicas de ocorrência de sífilis em gestante, sífilis congênita e de mortalidade por estas causas serão calculadas anualmente, assim como de taxas de hospitalização. Será realizada análise descritiva de variáveis demográficas, socioeconômicas e de participação em programas de transferência de renda, avaliados os determinantes para a ocorrência de incidência da sífilis congênita e seus efeitos negativos em seus conceptos mediante modelo hierarquizado. Para avaliação de impacto direto e indireto do PBF e das condicionalidades será realizado o Propensity Score Matching (PSM) ou Regression Descontinuity Design (RDD) no contexto multinivel.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 06/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Maria Zilda Costa Cantanhede

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • mostra científica são vicente - mcsv
  • A presente proposta tem como objetivo estimular professores e estudantes da Educação Infantil, do Ensino, Fundamental, Médio e Técnico, contribuir para a melhoria do ensino e aprendizagem na área das ciências naturais, bem como, incentivar jovens talentos do interior do Maranhão a seguir vocação científica e contribuir para o desenvolvimento tecnológico do país. Para alcançar esse objetivo, a prefeitura de São Vicente Férrer e o IEMA UP São Vicente de Férrer sediará o evento MOSTRA CIENTÍFICA SÃO VICENTE - MCSV. Cuja mostra, haverá apresentações de projetos de pesquisas desenvolvidos e orientados por professores dos municípios e escolas parceiras, dentro do tema Ciências Naturais. A partir desse evento espera-se que os estudantes reconheçam em si progresso em relação a seu aprendizado e suas capacidades na área de ciências naturais, além disso, deseja-se estimular o desenvolvimento do espírito colaborativo, competitivo e vocacional para aqueles que desejam seguir carreiras técnico-cientificas. Nesta proposta pretende-se popularizar e divulgar o ensino das ciências e inovações tecnológicas, além de aproximar as comunidades com o meio cientifico. As temáticas escolhidas pelos idealizadores permitirão o desenvolvimento da capacidade crítica e reflexiva dos estudantes mediantes debates, posicionamentos ambientais e tecnológicos.
  • MUNICIPAL DE SÃOVICENTE FERRER MARANHÃO - PMSFM - MA - Brasil
  • 29/03/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Maria Zilda Costa Cantanhede

Outra

Multidisciplinar
  • mostra científica são vicente - mcsv
  • O presente projeto tem como objetivo estimular professores e estudantes da educação Infantil, do Ensino Fundamental, Médio e Técnico, contribuir para a melhoria do ensino e aprendizagem na área da ciência bem como, apoiar o desenvolvimento científico e inovação no País, além de incentivar jovens talentos do interior do Maranhão a seguir vocação científica e contribuir para o desenvolvimento tecnológico do país. Para alcançar esse objetivo a prefeitura de São Vicente Férrer - IEMA UP São Vicente de Férrer sediará a II MOSTRA CIENTÍFICA SÃO VICENTE - MCSV. Nesta proposta pretende-se popularizar e divulgar o ensino das ciências e inovações tecnológicas, além de aproximar as comunidades com o meio cientifico. As temáticas escolhidas pelos idealizadores permitirão o desenvolvimento da capacidade crítica e reflexiva em diferentes áreas do conhecimento (humanas, linguagens, ciências da natureza e matemática). Nós também almejamos desenvolver a capacidade crítica e reflexiva dos estudantes mediantes debates, posicionamentos ambientais, inovadores e tecnológicos. Incentivar professores e alunos do ensino fundamental, médio e técnico a contribuírem para a melhoria do aprendizado das ciências. Para além disso, pretendemos apoiar projetos que contribuam para a inovação e o desenvolvimento científico de São Vicente Ferrer e cidades limítrofes.
  • MUNICIPAL DE SÃOVICENTE FERRER MARANHÃO - PMSFM - MA - Brasil
  • 17/01/2022-31/01/2024
Foto de perfil

Maria Zilda Costa Cantanhede

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • transversalizando conhecimentos e saberes com ciência, arte e inovação
  • O projeto Transversalizando conhecimentos e saberes com tecnologia, ciência, inovação e arte é uma proposta que será submetida à análise do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC por meio da CHAMADA MCTIC/CNPq Nº 06 /2021 SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - SNCT 2021. O projeto é de cunho integrador, por considerar a transversalidade do conhecimento essencial para o desenvolvimento de um povo, uma sociedade, do mundo. Serão realizadas atividades acadêmicas afirmativas, urgentes e necessárias, por meio de teatro científico, a fim de contribuir na consolidação de alguns dos objetivos da Agenda 2030. A execução será feita com parcerias institucionais, de modo que todos tenham participação direta e diretamente, e, a ciência seja amplamente popularizada e transversalizada. Terá como público alvo estudantes desde Ensino Infantil ao Ensino Médio Regular e Integral Profissionalizante; professores e comunidade em geral.
  • MUNICIPAL DE SÃOVICENTE FERRER MARANHÃO - PMSFM - MA - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Mariana Alvina dos Santos

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • levantamento da qualidade do sono e de vida de motoristas de caminhão em duas áreas do brasil
  • Muitos trabalhos têm encontrado uma relação entre a qualidade de sono, a qualidade de vida, e saúde física e mental de indivíduos em outros países. Em certas ocupações profissionais, jornadas de trabalho longas que requerem constante atenção (como as profissões de enfermeiros ou motoristas de caminhão, por exemplo) podem afetar a qualidade de sono e de vida dessas pessoas. Especificamente, o trabalho de caminheiro, com longas jornadas de trabalho, seguindo prazos para entrega da carga, e em constante posição sentada, entre outros fatores, pode levar a problemas de sono, que consequentemente afetam a saúde do trabalhador. No Brasil, ainda não há estudos que quantifiquem o impacto do trabalho de caminhoneiro na qualidade de sono e de vida desta população. Portanto, antes de estudar possíveis intervenções para melhora da qualidade de sono e vida de caminhoneiros, o próximo passo mais lógico é o de fazer um levantamento para estimar a magnitude do problema assim como entender as barreiras e necessidades para essa melhora acontecer. Este estudo propõe estimar os níveis de qualidade de sono e de qualidade de vida de caminhoneiros, e de estudar associações desses níveis om outros fatores, como idade e jornada de trabalho, entre outros. Caminhoneiros que passam por dois postos de fiscalização (na fronteira entre São Paulo e Mato Grosso do Sul, e na fronteira entre Pernambuco e Paraíba) serão convidados a participar do estudo. Dos participantes, serão coletados dados demográficos e clínicos, além da aplicação de instrumentos de medida de qualidade de sono e de vida. Os resultados deste estudo permitirão ter uma estimativa da atual situação de qualidade de sono e de vida de caminhoneiros e informará estudos futuros para desenvolver política de trabalho e intervenções que sejam necessárias nesta população.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 16/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Mariana Cabral Schveitzer

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • iniciativas para promoção da inteligência emocional em adolescentes e prevenção de suicidio: uma revisão de escopo
  • Nas últimas décadas os sistemas de saúde têm enfrentado problemas de saúde que afeta a saúde individual e coletiva dos adolescentes, sobretudo relacionadas ao suicídio e aos sofrimentos psíquicos. Mapear e sintetizar as evidências disponíveis sobre iniciativas que visem o desenvolvimento de inteligência emocional com foco na prevenção do suicídio entre adolescentes. Trata-se de uma revisão de escopo, delineada a partir das diretrizes proposta pelo Joanna Briggs Institute (JBI, ANO) e da seguinte pergunta de pesquisa: Quais as características de um programa de inteligência emocional eficaz para desenvolver habilidades socioemocionais que reduzam o suicídio entre adolescentes? Serão incluídos estudos primários publicados a partir de 2010. Será utilizado como critério de inclusão o artigo descrever características do programa de inteligência emocional para desenvolver habilidades socioemocionais que reduzam o suicídio entre adolescentes. Será utilizado como critério de exclusão o artigo que confundir essas informações ou não focar no suicídio. Os dados extraídos irão incluir detalhes específicos sobre o conceito, populações, métodos de estudo e resultados de importância para a questão de pesquisa e objetivo. Os resultados dos trabalhos incluídos serão extraídos por dois revisores independentes, considerando: características dos estudos (ano de publicação, autores, periódico, país de publicação, população), tipo de programa de inteligência emocional. Os resultados serão apresentados em texto e estratificados por modalidade do financiamento dos sistemas de saúde do país da estratégia/intervenção, raça/cor, aspectos socioeconômicos dos participantes, características dos programas de inteligência emocional, efeitos relacionados à redução do suicídio. A partir dos resultados espera-se desenvolver uma lista de características comuns dos programas de inteligência emocional com maior efeito na redução do suicídio de adolescentes.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 20/12/2021-31/12/2022
Foto de perfil

Mariana Consiglio Kasemodel

Engenharias

Engenharia Civil
  • avaliação da capacidade de adsorção de biocarvões provenientes de resíduos urbanos e agroindustriais
  • Os resíduos orgânicos podem ser utilizados como matéria prima para a produção de biocarvão. Seu uso é vantajoso pois são materiais de baixo custo e abundante, além disso, seu reuso pode ser uma medida para aprimorar a economia circular. O uso de biocarvão tem sido eficiente para adsorção de poluentes de matrizes ambientais. No entanto, os diferentes processos e as diferentes biomassas utilizadas na produção do biocarvão podem gerar materiais com propriedades físico-químicas distintas, o que implica em diferentes taxas de adsorção. Visando aprimorar o processo de adsorção e incentivar a economia circular, a motivação para esta pesquisa é investigar o uso de diferentes resíduos da agroindústria e de poda urbana para a produção de biocarvão visando a adsorção de corantes orgânicos. As atividades experimentais propostas serão divididas em 4 etapas: tratamento térmico em três diferentes temperaturas e duas faixas de tempo de reação visando avaliar as alterações ocorridas no biocarvão (1° Etapa); caracterização da biomassa bruta e do biocarvão e seleção dos materiais a serem utilizados nos ensaios de adsorção (2° Etapa); estudo da capacidade de adsorção dos corantes no biocarvão gerado a partir da 1° Etapa (3° Etapa) e análise dos dados (4° Etapa). Como resultado, espera-se elucidar a influência do tempo e da temperatura do tratamento térmico e da biomassa utilizada para a produção de biocarvão nos processos de adsorção de dois corantes orgânicos (aniônico e catiônico), visando assim, otimizar processos para remediação de áreas contaminadas (dentro da área de geotecnia ambiental). Esta proposta tem aderência nos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e nas áreas prioritárias do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) descritos no Artigo 6° (Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável) itens IV, V e VI.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Mariana Fernandes

Ciências Humanas

Educação
  • crianças pelo brasil
  • A equipe vai percorrer 02 escolas de ensino fundamental nas regiões de baixo IDH para divulgar a metodologia, as oficinas e os equipamentos, visando chamar a atenção dos estudantes e incentivar as participações nas oficinas. • Abertura com apresentação do teatro científico sobre Leonardo da Vinci. • Formação de turmas para oficinas básicas de cultura maker. • Exposição de peças criadas pelos estudantes nas oficinas.
  • Voar Arte Para Infância e Juventude - DF - Brasil
  • 26/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Mariana Magalhães Campos

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • amplitude térmica em bezerros leiteiros: microbioma, partição energética, desempenho, resposta imune e impacto econômico
  • O mundo vem passando por mudanças climáticas que afetam diretamente os sistemas de produção agropecuários e a capacidade de atender às necessidades de produção de alimentos. Nesse contexto, há necessidade de inovações que proporcionem capacidade adaptativa e resiliência aos impactos das mudanças climáticas, como alta amplitude térmica, nos animais para expressar seu potencial produtivo, incluindo manejo nutricional adequado, conforto térmico, manejo sanitário, bem-estar, e a utilização de tecnologias de precisão a fim de garantir que se mantenha ou até amplie a produtividade dos sistemas pecuários. A criação adequada dos bezerros possui papel fundamental para o retorno econômico na atividade pecuária, por ser a base para a produção de leite e a futura reposição do rebanho. Portanto, será avaliada a hipótese que os bezerros expostos ao estresse por amplitude térmica alteram mecanismos fisiológicos como a partição de nutrientes, a microbiota e os parâmetros imunológicos. E as alterações fisiológicas irão refletir na redução do desempenho e na piora da viabilidade financeira. Serão avaliados 36 bezerros da raça Holandês, distribuídos em dois tratamentos: (a) Zona termoneutra: ITU 66 – 20oC e 65% UR (24h/d) e (b) Alta amplitude térmica: 12 h de ITU 81 – 30oC e 65% UR e 12 h de ITU 59 – 15oC e 65% UR. Serão avaliadas as associações entre a alteração na demanda energética, e partição de nutrientes frente ao estresse pela amplitude térmica, bem como seu impacto sobre o microbioma e a resposta imune. Também serão desenvolvidos algoritmos e modelos para monitoramento em tempo real de animais em estresse térmico, utilizando visão computacional e sensores. Adicionalmente, os resultados obtidos no projeto permitirão avançar na capacidade adaptativa a alta amplitude térmica, com soluções de inovação que permitirão mitigar efeitos do estresse térmico em bezerros, de forma a superar efetivamente esse desafio, reduzindo assim perdas de produção.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Mariana Matera Veras

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • associação entre a poluição do ar e a covid19: uma abordagem epidemiológica e de monitoramento ambiental
  • A COVID 19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), surgiu em Wuhan, província de Hubei, na China em dezembro de 2019. Trata-se de uma síndrome respiratória aguda grave. A transferência deste novo coronavírus para humanos ainda é desconhecida, porém sabe-se que a transmissão entre humanos é muito rápida e ampla. Acredita-se que a principal via de transmissão entre humanos seja por inalação de gotículas de muco contendo o vírus, geradas ao tossir, espirrar ou falar ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. Porém, a transmissão aérea é uma via possível, neste caso o virús pode permanecem no ar por mais tempo e serem transportadas por maiores distâncias, sendo fatores ambientais determinantes neste tipo de transmissão. Neste cenário a poluição do ar parece contribuir não apenas prejudicando os mecanismos de defesa do organismo contra o vírus, mas também funcionando como um carregador e disseminador do vírus. Assim neste estudo nos propomos uma avaliação da presença do SARS CoV-1 no material particulado presente no ar ambiente na cidade de São Paulo, uma vez que a confirmação da disseminação aérea associada a poluição do ar aumenta os riscos para a saúde humana. Paralelamente um estudo epidemiológico será conduzido para se correlacionar as exposições de curto e longo prazo ao PM2,5, à prevalência de doenças sabidamente associadas à poluição atmosférica com a taxa de mortalidade por COVID-19 no município de São Paulo. Do ponto de vista de saúde pública, a descoberta ou elucidação de novos fatores adicionais que podem afetar significativamente a infecção por COVID-19 é importante, como a poluição do ar – um fator ambiental modificável - que podem exacerbar a gravidade do quadro clínico de saúde dos pacientes acometidos pela COVID-19 e levá-los à morte. Estes resultados são de suma importância para o melhor entendimento da transmissão e disseminação do novo coronavírus, e do papel da poluição como fator de agravamento dos efeitos do vírus sobre nosso organismo e do potencial papel da poluição particulada como “transportadora” do vírus.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Mariana Matulovic da Silva Rodrigueiro

Outra

Multidisciplinar
  • roboclass
  • Em meados de abril, de 2021, o Brasil lançou a Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial (EBIA) que visa, assim como a Base Curricular Comum Nacional (BNCC), contribuir para o desenvolvimento e uso de ético da Inteligência Artificial, bem como na promoção de investimentos sustentáveis em pesquisas na área. Percebe-se, portanto, que os conceitos e tecnologias que sustentam a indústria 4.0 estão cada vez mais sendo aplicados em situações inerentes ao cotidiano do ser humano, graças principalmente a sua acessibilidade e baixo custo de desenvolvimento (quando associadas a era 3.0 dos componentes eletrônicos). Ciência e tecnologia tem desempenhado um papel crucial no progresso da civilização humana desde seu início, sendo que o grande desenvolvimento tecnológico observado a partir do século XX possibilitou grande avanço em vários campos do conhecimento de forma a beneficiar significativamente a qualidade e expectativa de vida das pessoas. No entanto, devido à grande disparidade de gênero existente nos campos de ciências exatas e tecnológicas, esses grandes avanços tecnológicos são atribuídos principalmente à participação masculina no desenvolvimento de pesquisas científicas.Anterior ao século XX, a principal fonte de diferenças de gênero na entrada em ciências físicas e ocupações de engenharia se devia ao simples fato de não ser permitido às mulheres desenvolver atividades que não fossem do lar ou afins. O RoboClass é uma sala de aula híbrida de aperfeiçoamento e capacitação - tanto de docentes quanto de discentes do Ensino Básico - com foco na transdisciplinaridade da robótica /eletrônica no contexto interdisciplinar das salas de aula, promovendo e favorecendo a inclusão de todos os estudantes e professores nessa área de pesquisa, principalmente as meninas/mulheres. Pertencente, ao Núcleo de Ensino da Unesp de Tupã, o RoboClass surgiu a partir de uma demanda da Diretoria de Ensino de Tupã sobre capacitações para professores a respeito dos kits de robótica distribuídos às escolas públicas do Estado de São Paulo, em 2014 no movimento das Escolas de Tempo Integral, e enfatizados nas eletivas de Tecnologias do programa Inova Educação. Em meio a um cenário que tem exigido do setor público decisões rápidas e complexas, em que medidas de distanciamento social são as únicas formas eficazes (até o momento) de combate à contaminação pelo vírus, o ensino ministrado por vídeos aulas, lives em diferentes plataformas, ou então por envio de materiais em diversos formatos digitais, está sendo a estratégia educacional adotada por muitos países, incluindo o Brasil, para o ensino em todas as suas esferas. É importante evidenciar, que as estratégias de ensino remoto cumprirão um papel importante na redução dos impactos da pandemia na educação. Mas, de modo diametralmente oposto, há um risco eminente e factual da ampliação das desigualdades educacionais visto que estas tecnologias não estão disponíveis ou não são acessíveis aos estudantes de baixa renda. Neste contexto, a opção de trabalhar com um simulador - gratuito e eficiente – é uma alternativa para dar acesso a uma educação incorporada com tecnologias para todos os alunos, independentemente de sua posição social e econômica. Ademais, vale ressaltar a relevância social do RoboClass, o qual está relacionado com as ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) da ONU de n° 4 - Educação de Qualidade e 5 - Igualdade de gênero, com destaque à qualificação de professores, assegurando a igualdade de acesso à educação para todos potencializando, assim, habilidades importantes para o contexto tecnológico atual, além de proporcionar às meninas maior poder de decisão e maior possibilidade de participação no mercado de trabalho dessas áreas, preenchendo uma lacuna de gênero e atendendo às necessidades e desejos específicos do público feminino.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Mariana Oliveira Breda

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • manejo comportamental de thyrinteina arnobia (lepidoptera:geometridae) em povoamentos florestais de eucalipto: estudo e síntese feromonal.
  • O cultivo do eucalipto é considerado o emblema do setor florestal brasileiro na atualidade. Com a expansão de áreas cultivadas em sistemas clonais, extensos e contíguos, a ocorrência de surtos populacionais de insetos vem despertando o interesse de pesquisadores e produtores rumo à consolidação de práticas eficientes de Manejo Integrado de Pragas Florestais (MIP Floresta). Dentre os insetos associados ao cultivo do eucalipto no Brasil, a lagarta-parda-do-eucalipto, Thyrinteina arnobia (Stoll, 1782) (Lepidoptera: Geometridae) destaca-se como um dos principais entraves fitossanitários na maioria das regiões produtoras. Visando técnicas de manejo de pragas economicamente viáveis e ambientalmente adequadas, o controle comportamental, através do estudo e síntese feromonal apresenta-se como uma inovação tecnológica e científica para o setor florestal em escala global. Insetos da mesma espécie utilizam frequentemente compostos químicos, denominados feromônios, como mediadores de comportamentos intraespecíficos, incluindo processos de côrte e cópula, garantindo o sucesso reprodutivo e gerações futuras. Para T. arnobia, estudos recentes indicam a presença de feromônio sexual, regulando o comportamento de machos e fêmeas. Dessa forma, o estudo e síntese dos componentes químicos feromonais nessa espécie podem auxiliar de forma inovadora o monitoramento e controle em campo, a partir da utilização de armadilhas iscadas. O desenvolvimento de formulações comerciais a base de feromônio sexual em Lepidoptera é uma realidade para diversas espécies de importância econômica ao redor do mundo, porém, a escassez de estudos direcionados para o manejo comportamental de pragas florestais no Brasil aponta a necessidade de grupos de pesquisa focados para esse setor. Assim, o estudo base e síntese feromonal para T. arnobia, utilizando técnicas de cromatografia e espectometria de massas auxiliará no desenvolvimento de um produto formulado para controle comportamental e monitoramento da espécie.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025