Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Guilherme Morais Puga

Ciências da Saúde

Educação Física
  • treinamento com mat pilates de maneira remota e/ou presencial como estratégia de reabilitação em pacientes com síndrome pós-covid-19
  • Com o avanço do conhecimento sobre COVID-19, o número de pacientes recuperados e de pessoas com sequelas pela doença aumentam. Assim, faz-se necessário um programa de reabilitação específico para essa população. Acredita-se que durante um longo período de tempo, ainda teremos pessoas com a síndrome pós-COVID-19 no mundo todo. Neste sentido, o exercício físico é uma estratégia indicada na reabilitação de diversas doenças do trato respiratório e cardiovasculares, além de disfunções neuromusculares, incapacidade funcional, e doenças neurocognitivas e relacionadas à saúde mental. Dessa forma o Mat Pilates pode ser uma estratégia interessante nessa reabilitação por trabalhar com o controle respiratório, força muscular, capacidade aeróbia, e função neurocognitiva, além de ter boa aderência na população. Assim, o objetivo deste projeto será verificar os efeitos dos exercícios de Mat Pilates na reabilitação de pacientes com síndrome pós-COVID-19. Serão analisados parâmetros da: composição corporal, atividade funcional, força, aptidão cardiorrespiratória, marcadores inflamatórios e do estado função autonômica, neurocognitivos e relacionados a saúde mental. Além disso investigaremos a aderência e efetividade do programa de reabilitação realizado de maneira presencial e remota. Nossa hipótese é que esse treinamento trará melhorias nos componentes avaliados, especialmente na capacidade funcional e saúde cardiorrespiratória. Além disso, esperamos que o treinamento realizado de maneira remota traga benefícios aos paciente com boa aderência. Após a alta hospitalar, os pacientes serão avaliados e iniciarão um programa de 12 semanas de treinamento de Mat Pilates (3x semana, com duração de 50 min cada sessão) de maneira presencial e remota através de videos aulas e chamada telefônica. Termos um 3º grupo de aconselhamento (controle). A divisão será realizada de maneira randomizara com n=30 em cada grupo. Avaliaremos também a aderência e efetividade dos treinamentos para os pacientes.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Guilherme Oliveira Mota

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • fronteiras na teoria de ramsey
  • Almejamos obter avanços significativos em frentes da Teoria de Ramsey, área que estuda a inevitabilidade de subestruturas ordenadas em estruturas arbitrariamente desordenadas. Em Teoria de Ramsey, investigamos a existência ou não de partições de uma dada estrutura matemática de forma que todas as partes evitem uma propriedade de interesse. Resultados célebres da teoria afirmam que não existem tais partições que evitam subestruturas de interesse em todas as partes. A Teoria de Ramsey também pode ser entendida como uma grande generalização da teoria de coloração de grafos e hipergrafos. Aqui, focaremos em grafos, tanto determinísticos quanto aleatórios. Investigaremos principalmente problemas dos tipos "size-Ramsey", "Coberturas/partições monocromáticas" e "colorações irregulares". A seguir apresentamos uma breve descrição desses tipos de problemas e variações: (i) Estimar para certos grafos H a menor quantidade de arestas m tal que existe um grafo G com m arestas de modo que toda k-coloração de E(G) contém uma cópia monocromática de H; (ii) Investigar o quão denso deve ser um grafo aleatório para que, dada qualquer coloração das arestas desse grafo com k cores, consigamos cobrir/particionar seus vértices em f(k) cópias de grafos de uma dada família; (iii) Estimar, para grafos G, a menor quantidade de cores necessárias para colorir as arestas de G evitando um certo subgrafo pequeno monocromático. Resultados parciais sobre as questões acima vêm sendo obtidos nos últimos anos, inclusive por membros da equipe; é realista supor que obteremos avanços significativos nas frentes propostas. Ressaltamos que investigaremos problemas relacionados que possam surgir ao longo da pesquisa.A pesquisa será executada com reuniões e visitas entre os membros da equipe e colaboradores, brasileiros e estrangeiros, além da organização de oficinas. Faremos uso de técnicas clássicas e contemporâneas e esperamos desenvolver novas estratégias para atacar os problemas propostos e variantes.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Guilherme Ortigara Longo

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • impactos locais e globais sobre os ecossistemas recifais no arquipélago de fernando de noronha
  • Os recifes estão entre os ecossistemas mais ameaçados do mundo, devido a impactos antrópicos em escala local (e.g. sobrepesca e poluição) e escala global (e.g. aquecimento e acidificação dos oceanos). Estes impactos afetam a sobrevivência, dinâmica de recrutamento e competição entre organismos, levando a uma diminuição na resiliência de comunidades recifais. Apesar de os impactos locais serem mais intensos em recifes costeiros, recifes oceânicos mais isolados, como os do Arquipélago de Fernando de Noronha (FN), não estão imunes aos impactos da sobrepesca e poluição, mesmo protegidos por unidades de conservação (UCs). Conhecer a efetividade das UCs na mitigação de impactos locais e globais é, portanto, fundamental para a conservação desses ecossistemas. Neste projeto avaliaremos o mosaico de UCs de Fernando de Noronha como ferramenta para mitigação de impactos locais e globais sobre ambientes recifais através de múltiplas abordagens. Pretendemos avaliar a influência da qualidade de água na saúde dos recifes e avaliar experimentalmente o efeito sinérgico de impactos locais (esgoto) e globais (aquecimento e acidificação do oceano) sobre os corais e seus endossimbiontes, através de amostragens em campo e experimentos em laboratório. A integração dessas múltiplas abordagens preencherá lacunas de conhecimento prioritárias e na fronteira do conhecimento da ecologia marinha, atendendo também às necessidades da gestão das UCs de FN e promovendo ações informadas de manejo e conservação.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 03/12/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Guilherme Ramalho Arduini

Ciências Humanas

Educação
  • o papel do estado nacional brasileiro na atividade educativa das igrejas cristãs, dos anos 1930 ao presente
  • O objetivo é compreender as interações entre algumas das igrejas geograficamente mais presentes no eixo Rio de Janeiro-São Paulo com o Estado Nacional, concernente às políticas de educação para infância e juventude. A questão consiste em analisar os debates registrados nas mídias confessionais a respeito dos valores a serem perseguidos pela formação dos novos cidadãos com a ocupação do território urbano pelas instituições públicas e confessionais voltadas para este público. A região escolhida para o estudo é protagonista nacional na produção de conteúdo midiático e também no modo como se estrutura a ocupação do espaço urbano. A relevância do estudo se justifica pela importância, no passado recente e no presente, das redes de pressão vinculadas a estas igrejas nas definições das políticas públicas voltadas para a infância e a juventude, mormente no que diz respeito à sua escolarização, sem se resumir a isso. Considera-se pertinente iniciar a pesquisa pelos anos 1930, porque eles representam o início de uma participação intensiva do Governo Federal na definição das políticas educacionais. Tanto no Império quanto na Primeira República os governos estaduais exerciam um papel fundamental na implantação e regulação de escolas, por muitas vezes em alianças com eclesiásticos. Mas, a criação do Ministério da Educação em 1930, somada com a inscrição pioneira da Educação como um Direito Social garantido pela Constituição de 1934, enseja uma mudança na correlação de forças na definição das políticas públicas, com participação relevante da hierarquia católica nas disputas educacionais do período. A mesma hierarquia que, atualmente, hoje divide este espaço com os protestantes históricos de missão e (neo)pentecostais. Por fim, será contemplado no estudo a emergência das novas lógicas do agir comunicativo impostas pelas redes sociais e sua produção concorrente com a mídia tradicional.
  • Instituto Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Guilherme Ramos da Silva Muricy

Ciências Biológicas

Zoologia
  • esponjas marinhas cavernícolas das ilhas oceânicas brasileiras e sua microbiota associada: biodiversidade e potencial biotecnológico
  • As cavernas submarinas abrigam espécies raras e de grande relevância taxonômica, ecológica, biogeográfica, paleontológica e biotecnológica. Os poríferos são frequentemente os organismos dominantes em cavernas submarinas, mas as esponjas cavernícolas e seus micro-organismos associados ainda são muito pouco conhecidos, especialmente no Brasil. Neste projeto serão descritas as esponjas cavernícolas das ilhas oceânicas brasileiras, sua microbiota e as atividades antimicrobianas das suas bactérias associadas. A maior parte dos estudos taxonômicos e análises microbiológicas serão feitas com material coletado em Fernando de Noronha, cujas cavernas são bem conhecidas. Na Ilha da Trindade serão feitos apenas mergulhos exploratórios para localizar possíveis cavernas submarinas e eventuais esponjas cavernícolas, atualmente desconhecidas. As esponjas serão descritas com a metodologia da taxonomia integrativa, combinando caracteres morfológicos, citológicos e moleculares para obter identificações mais precisas e um melhor conhecimento da sua biologia. A microbiota associada será estudada por metagenômica e culturas in vitro. As bactérias cultiváveis serão testadas para atividades antimicrobianas contra bactérias resistentes a antibióticos, antibiofilme e surfactante e para a produção de exoenzimas. A conclusão deste projeto apontará novas espécies de esponjas e bactérias como alvos interessantes para o desenvolvimento de novas drogas e tratamentos contra infecções causadas por micro-organismos patogênicos resistentes a antibióticos. Os resultados serão divulgados em periódicos e congressos científicos, mas o projeto também contempla a formação de pessoal e atividades de extensão universitária.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Guilherme Ribeiro Corrêa

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • codificação de sinais visuais assistida por aprendizado de máquina
  • A utilização de mídias visuais se popularizou nas últimas décadas através dos vídeos digitais, com um expressivo aumento recente devido à pandemia de COVID-19. Outros tipos de mídia, como vídeos de ultra-alta definição e nuvens de pontos, vêm também atraindo a atenção do público devido à sua maior capacidade de imersão do usuário. O enorme volume de dados presentes nestes tipos de mídia faz com que a sua compressão seja mandatória e, assim, novos padrões foram especificamente criados para possibilitar a sua compressão. Entretanto, a compressão é um processo computacionalmente muito custoso, por vezes impossibilitando a manipulação deste tipo de mídia em dispositivos com baixo poder computacional e limitações energéticas. A origem de tal complexidade está, geralmente, na busca pelo modo de codificação que resulta na melhor relação entre taxa de compressão e qualidade visual do conteúdo, uma tarefa que pode ser observada como um problema de otimização ou sob a ótica de um problema de decisão/classificação. Neste sentido, este projeto prevê o estudo e o emprego de técnicas de aprendizado de máquina que possam ser aliadas à codificação de vídeos e de nuvens de pontos, gerando soluções para o problema da alta complexidade. O projeto tem o objetivo de propor soluções para a redução de complexidade e consumo energético dos codificadores de vídeo AOMedia Video (AV1) e Versatile Video Coding (VVC) e dos codificadores de nuvens de pontos Video-based Point Cloud Compression (V-PCC) e Geometry-based Point Cloud Compression (G-PCC), todos considerados o estado-da-arte atual. Por abordarem um problema de grande interesse industrial, as soluções propostas têm potencial para geração de produtos e patentes. A equipe do projeto tem grande experiência no tema e está dividida em quatro times, cada um deles concentrado em um diferente codificador. A equipe é formada por 7 doutores de 5 instituições de ensino (uma estrangeira), além de 7 alunos de doutorado e 2 alunos de graduação.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 24/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Guilherme Tavares Nunes

Ciências Biológicas

Ecologia
  • uso do espaço tridimensional por aves marinhas e peixes-voadores no arquipélago de são pedro e são paulo.
  • As áreas protegidas que possuem planos de manejo baseados na distribuição dos seus organismos apresentam alta eficiência para cumprimento de seus objetivos. Nesse contexto, as espécies da megafauna têm papel relevante e crescente para subsidiar ações de manejo em Unidades de Conservação marinhas, pois possuem alta mobilidade (i.e. espécies guarda-chuva) e estão posicionadas nos níveis tróficos superiores da comunidade, representando indicadores biológicos da qualidade do ambiente. As aves marinhas têm sido utilizadas como fonte de informação para a gestão ambiental, pois, apesar de apresentarem amplas áreas de vida, possuem forte estruturação populacional e adaptação local aos recursos disponíveis no entorno das áreas de reprodução. É o caso do arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), onde três espécies de aves marinhas nidificam (atobá-marrom Sula leucogaster, viuvinha-marrom Anous stolidus, e viuvinha-preta A. minutus) e têm como base de sua dieta os peixes-voadores (Família Exocoetidae). Por exemplo, a população de atobás-marrons do ASPSP encontra-se isolada geneticamente, com significativa diferenciação morfológica das demais colônias do Brasil, e 95% de sua dieta é composta por peixes-voadores. Os peixes-voadores ainda representam a base da dieta de outros representantes da megafauna do ASPSP, como é o caso da albacora-da-lage, da cavala, e do peixe-prego. Portanto, o estudo da distribuição no mar de aves marinhas, durante viagens de alimentação, possui um grande potencial para subsidiar o processo de construção do plano de manejo, especificamente o zoneamento ambiental, do Monumento Natural e da Área de Proteção Ambiental do ASPSP. Além disso, a caracterização das relações tróficas das aves marinhas, associada ao estudo de distribuição espacial de alta resolução com equipamentos multisensores, permite um avanço no conhecimento sobre a distribuição de peixes-voadores no entorno das ilhas brasileiras. Esse ponto apresenta alta relevância científica, pois tais peixes representam a base da dieta de espécies da megafauna marinha tropical. Considerando esses aspectos, o presente projeto tem como objetivo subsidiar o zoneamento das Unidades de Conservação do ASPSP a partir de dados de distribuição no mar de aves marinhas e peixes-voadores. Para isso, serão utilizadas técnicas de rastreamento remoto, com equipamentos que combinam diferentes sensores (i.e. GPS, acelerômetro triaxial, termômetro, barômetro, e microcâmeras), para identificar, com precisão, as áreas de alimentação de cada espécie no entorno do ASPSP. A partir dos dados de distribuição espacial, serão combinados modelos de mistura e técnicas de inteligência artificial para caracterizar o uso do espaço tridimensional pelas aves marinhas. As interações tróficas serão caracterizadas a partir de análises de material regurgitado, e de isótopos estáveis de carbono e nitrogênio. A partir do refinamento das informações sobre a dieta espécie-específica das aves marinhas, e da identificação dos locais de captura dos peixes, serão construídos modelos de distribuição de espécies para os peixes-voadores. Os dados obtidos dos equipamentos multisensores serão utilizados como covariáveis ambientais para informar os modelos de distribuição dos peixes-voadores. Complementarmente, dados já obtidos nos arquipélagos de Fernando de Noronha e Abrolhos serão utilizados para refinar os modelos de distribuição de peixes-voadores. A partir disso, serão construídos mapas para subsidiar o plano de manejo das Unidades de Conservação do ASPSP, de modo que o zoneamento ambiental dessas áreas considere a distribuição de aves marinhas e peixes-voadores, os quais formam a base da dieta da megafauna do arquipélago. A aplicação de uma abordagem inovadora e transversal a diversas áreas do conhecimento só é possível a partir de uma equipe multidisciplinar com ampla experiência nos métodos propostos e em estudos no ASPSP. Além disso, a formação de pesquisadores em nível de graduação e pós-graduação em habilidades que envolvem desenho amostral, técnicas de campo, processamento de amostras em laboratório, análises de dados de distribuição espacial e de interações tróficas, redação científica, e aplicação de dados científicos à gestão ambiental, é um aspecto indissociável da presente proposta.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/12/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Guilherme Yuuki Koga

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento e desempenho de novos recobrimentos ferrosos amorfos, nanocristalinos e compósitos resistentes à corrosão e ao desgaste
  • Elevadas resistências ao desgaste e à corrosão são requisitos básicos para materiais empregados em condições severas em setores essenciais para a economia brasileira, tais como as indústrias petroquímica, naval, de mineração e agroindústria. Apesar de possuir propriedades estruturais adequadas, os aços convencionais são susceptíveis à degradação prematura originada na superfície, principalmente devido à corrosão e/ou desgaste. Recobrimentos metálicos são projetados e aplicados em superfícies de componentes estruturais almejando proteção e aumento da durabilidade, diminuindo impactos econômicos, ambientais e de segurança. O presente projeto de pesquisa propõe a concepção e o desenvolvimento de novas ligas ferrosas avançadas com características microestruturais e composicionais otimizadas, baseadas numa estrutura amorfa, nanocristalina ou compósita para aplicações nas quais são exigidas resistência à corrosão e ao desgaste em recobrimentos. Embora emergente nas áreas de eletroquímica e tribologia, progresso significativo tem sido alcançado pelo nosso grupo de pesquisa na produção de recobrimentos ferrosos vítreos, nanocristalinos e compósitos de elevado desempenho quando testados em corrosão em ambientes salinos ácidos e básicos, e em desgaste por deslizamento e abrasivo. Técnicas de aspersão térmica, por deposição de metal a laser, por feixe de elétrons, por plasma com arco transferido, e por deposição por spray têm sido usadas com sucesso para a produção de recobrimentos resistentes à corrosão e ao desgaste. A metodologia do presente projeto será baseada na seleção de ligas por cálculos computacionais e critérios de formação de amorfo, produção de pós por atomização a gás e moagem, e seu uso para a produção de recobrimentos protetores em substrato de aço. Os recobrimentos serão caracterizados da estala micro à nanométrica e suas resistências à corrosão, ao desgaste e à tribocorrosão avaliadas por diferentes técnicas eletroquímicas, tribológicas e triboeletroquímica.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Gustavo Bruno Bicalho Gonçalves

Ciências Humanas

Educação
  • etnografia da emergência de modelos pedagógicos agroecológicos em escolas rurais do sul da bahia
  • Em colaboração com mestres dos saberes tradicionais e populares ligados à rede conhecida como Teia dos Povos, a pesquisa pretende realizar um diagnóstico qualitativo nas escolas em contexto rural e/ou de comunidades tradicionais na região sul da Bahia, enfocando as atuais condições de oferta, bem como potenciais e limites para a incorporação dos saberes agroecológicos e tradicionais em seus currículos. Para tanto, será traçado o perfil sócio-econômico das comunidades atendidas pelas escolas e dos docentes em exercício em unidades educacionais de algumas comunidades escolhidas dentre aquelas integradas à rede de diálogos da Teia para a difusão de saberes agroecológicos. Temos por hipótese que a Teia possui grande potencial de atuação em consonância com as escolas em coerência com orientações da BNCC sobre a importância do diálogo da escola com diferentes culturas presentes na comunidade, com a finalidade de promover uma educação intercultural e inclusiva por meio da diferenciação de práticas como forma de responder às realidades e necessidades específicas dos estudantes. Na primeira etapa o projeto examinará as condições de oferta das escolas rurais, das redes estadual e municipais de ensino, de sete municípios do território de atuação da Teia (mesorregião Sul baiano), definidos junto aos mestres dos saberes tradicionais e populares. A partir de pesquisa documental e questionários submetidos on-line serão identificados condicionantes da gestão e organização do trabalho escolar nas práticas pedagógicas e na constituição das identidades e perfis dos profissionais da educação. Na segunda etapa serão realizados sete estudos etnográficos em escolas escolhidas dentre aquelas participantes na primeira etapa, a partir da adesão - ou distanciamento - destas escolas em relação às propostas agroecológicas da Teia. A proposta pressupõe a realização de entrevistas com atores-chave nos contextos analisados, diálogo com mestres do saber, gestores e docentes.
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Gustavo Cardoso Guimarães

Ciências da Saúde

Medicina
  • biomarcadores moleculares e atividade inflamatória no carcinoma prostático após prostatectomia radical assistida por robô (rarp).
  • O carcinoma prostático (CaP) é a segunda causa de morte entre os homens. O rastreamento é realizado pela concentração do antígeno específico da próstata, ultrassonografia transretal e o exame do toque retal e o diagnóstico definitivo com análise histológica da biópsia. O tratamento pode ser cirúrgico, radioterápico, hormonioterápico ou observação vigilante. A prostatectomia radical aberta tem sido substituída pela prostatectomia radical assistida pôr robô (RARP), estudada na redução do processo inflamatório, complicações cirúrgicas e tempo de internação hospitalar. O CaP tem composição genética complexa, incluindo processos epigenéticos, como os RNA longos não codificadores de proteína (lncRNA), já associados a câncer e processos inflamatórios. A caracterização de lncRNA no plasma de pacientes com CaP, além de não invasiva, pode auxiliar na descoberta de biomarcadores de diagnóstico e prognóstico do CaP e de alvos moleculares para o desenvolvimento de fármacos que minimizem complicações clínicas e pós-cirúrgicas decorrentes da resposta inflamatória. Assim, o objetivo do estudo é avaliar a expressão de lncRNAs em exossomos plasmáticos isolados de portadores de CaP e sua associação com a expressão de marcadores tumorais e com a atividade inflamatória, evolução clínica e desfechos funcionais após RARP. Os exossomos serão isolados do plasma e seus lncRNA extraídos utilizando kits comerciais específicos. O mRNA será isolado de células do sangue com o RNaesy mini kit e o cDNA sintetizado com o kit RT2 First Strand. A expressão dos lncRNAs PCAT1, PCA3, DRAIC e PCAT29 e dos genes BRCA2, PRUNE2 e AR será realizada com TaqMan®Assays por qPCR. A expressão de 84 lncRNAs de resposta inflamatória será realizada em formato de arranjos por qPCR. As concentrações dos marcadores inflamatórios serão determinadas com a plataforma Luminex®100TM. Assim, espera-se elucidar a relação da expressão de lncRNA em pacientes com CaP e contribuir na descoberta de novos alvos moleculares no CaP.
  • Real e Benemérita Associação Portuguesa de Beneficência SP - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Gustavo Carlos Juan Escobar

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • climatologia sinótica associada com eventos extremos de chuva na região sul do brasil
  • A região Sul do Brasil é frequentemente afetada por eventos extremos de chuva que provocam fortes impactos na população das principais áreas mais vulneráveis da região. O foco principal deste projeto é avançar no conhecimento dos principais sistemas meteorológicos causadores destes eventos extremos de chuva com o intuito final de contribuir na melhoria da previsão desses eventos na região Sul do Brasil. Devido à grande variabilidade dos diferentes sistemas meteorológicos que atuam no Sul do Brasil, faz-se necessário caracterizar e identificar de forma simplificada os principais modos de circulação atmosférica relacionados com esses eventos extremos de chuva. Desta forma, poderá elaborar-se modelos conceituais associados com eventos extremos de chuva que ocorrem nas principais áreas vulneráveis da área de estudo. Este objetivo principal poderá ser alcançado através da aplicação de metodologias estatísticas, principalmente a análise de componentes principais, que permitirão também, avançar no conhecimento da variabilidade interanual e intrasazonal dos principais padrões sinóticos de eventos extremos de chuva na região Sul do Brasil. Por fim, se realizará uma avaliação objetiva dos principais modelos numéricos de previsão de tempo do INPE. O intuito desta avaliação é analisar a destreza de cada um dos modelos em situações específicas associadas com EEC relacionados com acumulados significativos de chuva ou com tempestades severas nas principais áreas vulneráveis da RSB. Serão avaliadas diferentes variáveis meteorológicas, fazendo ênfase na precipitação, a pressão atmosférica ao nível médio do mar e na altura geopotencial.
  • Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Gustavo da Silva Claudiano

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • papel da adição de bactérias autóctones do intestino de colossoma macropomum sobre a fisiopatologia da sepse: sanidade e desempenho zootécnico
  • A sepse é definida como disfunção orgânica com alta mortalidade. O intestino desempenha um papel importante na fisiopatologia da sepse. Os mecanismos responsáveis não são completamente elucidados, mas, é sabido que a microbiota intestinal é crucial no desenvolvimento e maturação do sistema imunológico. Assim, os probióticos são largamente estudados como alternativa a doenças, destacam-se, pois colonizam o trato gastrointestinal e são consideradas microrganismos favoráveis devido à sua capacidade de melhorar desempenho zootécnico e sanitário em peixes. Assim, o projeto objetiva isolar linhagens de bactérias autóctones de tambaquis com efeitos imune-protetor e de valor zootécnico para mesma espécie, com foco na compreensão da dinâmica das relações probiótico-hospedeiro durante o desenvolvimento de Colossoma macropomum. Primeiramente será isolada e identificada cepas de bactérias de tambaquis saudáveis para investigar a viabilidade in vitro destas quanto sua resistência as barreiras biológicas, fixação superfícies celulares, produção substancias antimicrobiana e viabilidade em processos industriais. Seguido, essa(s) cepa(s) selecionada(s) será(ão) utilizada(s) na suplementação de tambaquis por 90 dias na concentração de 1x1012 UFC de aditivo e será misturado em 3 concentrações/Kg de ração de 1g, 3g e 5g para analisar a capacidade de colonização no intestino destas cepas, seus efeitos na morfohistólogia intestinal, na microbiota, nos parâmetros biométricos e na composição bromatológica da carcaça dos peixes. Além disso, pretende-se avaliar o efeito destes probióticos na modulação do sistema imune, nos parâmetros clínicos e na sobrevivência dos tambaquis na aeromonose. A prospecção de suas potencialidades tecnológicas é de extrema importância para a ampliar o entendimento da interação patógeno-hospedeiro o que possibilitará a construção de conhecimentos para subsidiar em programas desenvolvimento de estratégias voltadas ao controle e a profilaxia das doenças infecciosas
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Gustavo Davi Rabelo

Ciências da Saúde

Odontologia
  • monitoramento avançado das lesões orais de osteonecrose: avaliação clínica e radiográfica por meio da inteligência artificial aliada à identificação de biomarcadores
  • Pacientes oncológicos exigem intenso monitoramento para acompanhamento e prevenção de possíveis complicações associadas ao tratamento do tumor. Uma destas complicações do tratamento de câncer na região de cabeça e pescoço é a osteonecrose (ON) de maxila ou mandíbula, do tipo osteorradionecrose ou osteonecrose medicamentosa. A ON é caracterizada pela exposição de osso necrótico em cavidade bucal, podendo evoluir para fraturas patológicas e exigir tratamentos mais complexos, como as cirurgias de ressecção. O difícil manejo dessa condição reflete na qualidade de vida dos pacientes, com prejuízo na fala, mastigação e deglutição, impactando na reabilitação e na condição psicossocial do indivíduo. Desse modo, há a necessidade de monitorar a efetividade das terapias empregadas no tratamento da ON, avaliando parâmetros preditores e de eficiência terapêutica. Neste sentido, tem-se como hipótese que a identificação de risco de desenvolvimento da ON poderia ser realizada utilizando parâmetros clínicos, radiográficos e séricos, junto do monitoramento da efetividade de terapias empregadas. As imagens clínicas, que refletem a condição bucal dos pacientes, podem ser analisadas com uso de Aprendizado de Máquina (AM), resultando assim em benefícios na tomada de decisões de diagnóstico e tratamento. Quanto a plausabilidade da hipótese, deve-se considerar que o reconhecimento de imagens é uma técnica bem estabelecida no AM e utilizada em diversas áreas do conhecimento. A estratégia metodológica se baseia em duas etapas: 1) Monitorar clinicamente a evolução da ON, juntamente com avaliações radiográficas e de biomarcadores séricos, para auxiliar na conduta terapêutica; 2) Utilizar os dados obtidos para alimentar um algoritmo de AM por Rede Neural Convolucional, que atuará no reconhecimento da ON, bem como, em cruzar os dados clínicos com os exames de imagem e os biomarcadores séricos para o monitoramento avançado destas lesões, identificando àquelas com maior potencial de agravamento.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Gustavo Falbo Wandalsen

Ciências da Saúde

Medicina
  • caracterização clínica e alergológica de crianças e adolescentes com alergia ocular
  • A alergia ocular (AO) é uma condição altamente prevalente que compreende um grupo heterogêneo de doenças inflamatórias que afetam a conjuntiva, pálpebras e córnea, tendo como mecanismo fisiopatológico reações de hipersensibilidade dos tipos I e IV. As AOs oculares podem ser classificadas em diferentes tipos, tais como: conjuntivite alérgica sazonal (CAS e perene (CAP), ceratoconjuntivite vernal (CCV) e atópica (CCA). Há carência de dados nacionais sobre a caracterização da AO. Estimativas internacionais apontam que entre 10% e 20% da população apresente alguma forma de AO e que os impactos destas doenças ultrapassam a saúde ocular, repercutindo negativamente na qualidade de vida e na produtividade. A associação entre a AO e doenças alérgicas é elevada. Entre as diferentes formas de AO, acredita-se que haja participação relevante da inflamação alérgica na CAP e CAS, mas também nas ceratoconjuntivites, doenças de etiopatogenia mais complexa. A caracterização do perfil de sensibilização alérgica é tradicionalmente limitada pela quantidade de alérgenos que são investigados de forma simultânea, empregando-se os testes cutâneos de leitura imediata ou a pesquisa de IgE sérica específica, seja pelo custo de bateria extensas, ou pelas limitações técnicas. Os objetivos deste projeto são de caracterizar clinicamente as diferentes formas de AO em crianças e adolescentes, avaliar os impactos da AO na qualidade de vida de crianças com AO, avaliar o perfil de sensibilização alérgica de crianças e adolescentes com AO e identificar alérgenos associados à maior gravidade e/ou formas mais graves de AO (CVC e CCA). O projeto irá caracterizar crianças e adolescentes com AO acompanhados em cinco centros do país. O perfil de sensibilização alérgica será avaliado pelo teste ImmunoCAP ISAC, plataforma comercial de tecnologia microarray para detecção simultânea de 112 componentes proteicos, provenientes das principais fontes alergênicas.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Gustavo Gomes de Araujo

Ciências da Saúde

Educação Física
  • respostas metabólicas, técnicas, táticas e de desempenho de atletas de futebol: uma abordagem metabolômica, cinemática e de inteligência artificial
  • A inequidade de sexo e gênero nas pesquisas e projetos tem sido negligenciada, limitando a transferênciae aplicabilidade dos avanços científicos à prática para as mulheres. Em se tratando especificamente da ciência do esporte, o mesmo cenário se repete, sendo as diferenças amplificadas no futebol principalmente pelos fatores culturais e econômicos. O interesse nas características de desempenho de jogo do futebol masculino avança rapidamente, permitindo a compreensão e aplicação das demandas e avaliações dos jogadores em treinamento e competição com maior precisão, ao passo que menor progresso tem ocorrido no futebol feminino e mais pesquisas são necessárias em relação à quantificação dos atributos físicos, técnicos e tácticos de jogadoras. Dois principais pontos, (1) compreender melhor e caracterizar o ambiente do futebol feminino, independente do masculino, visando propor diretrizes específicas, próprias do gênero e necessidades da modalidade para melhorar a avaliação, prescrição e monitoramento das atletas; (2) contribuir com as comparações entre gêneros, não meramente para verificar as diferenças, mas com o intuito de encontrar aspectos comuns e testar o que pode ser transferido ou não para a realidade feminina. O objetivo será comparar métricas de centralidade de redes complexas construídas entre parâmetros de desempenho esportivo físico, técnico (cinemático 3D) e tático (rastreamento), cinemática e metabolômica obtidas por avaliações com alta validade ecológica e integradas por meio da inteligência artificial entre jogadores de futebol do sexo feminino e masculino durante uma temporada. A hipótese a ser testada: as variáveis determinantes e as medidas de centralidade (física, metabólica, técnica e tática) em atletas do futebol masculino não serão análogas e nem passíveis de aplicação para as atletas do futebol feminino. Medidas de centralidade serão alteradas pela intervenção temporal em ambos os sexos.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Gustavo Guadagnucci Fontanari

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • valorização do potencial funcional da biomassa amazônica: atividade antioxidante e antimicrobiana de peptídeos e extrato concentrado de tortas descartadas após extração de óleo
  • O bioma amazônico abriga o estado do Pará, que contém uma imensa área de árvores que chamam a atenção por sua madeira e frutos silvestres. Dentre elas, as oleaginosas, que são utilizadas para extração de óleo e geram toneladas de biomassa (torta), atualmente descartada pela indústria. O desinteresse pela biomassa, se deve à escassez de informações sobre o potencial funcional dos constituintes que permanecem incorporados na torta após sua extração. A falta de exploração nas frações nutricionais ainda presentes na biomassa, faz de seus frutos interesse secundário na floresta amazônica. Como resultado, suas árvores tornaram-se o grande atrativo na região, contribuindo para o aumento do desmatamento na Amazônia. Desta forma, o aproveitamento dos subprodutos oriundos dos frutos da Amazônia, como a biomassa, contribui para despertar o interesse dos setores produtivos direcionados para os frutos ao invés das árvores. Assim, justifica-se o estudo da potencialidade funcional dos extratos e frações de peptídeos que continuam presentes nas tortas descartadas após extração do óleo pela indústria. É sabido o efeito que peptídeos bioativos exercem sobre funções orgânicas, entre eles, a ação antioxidante. A ação antimicrobiana é correlacionada com substâncias presentes nos extratos desses frutos, sustentando que é necessário a exploração de ambas frações presentes na biomassa. Para isso, as proteínas de três diferentes biomassas, a de tucumã (Astrocaryum vulgare), murumuru (Astrocaryum muru-muru) e andiroba (Carapa guianensis), serão isoladas e hidrolisadas com a enzima industrial alcalase, as frações peptídicas serão separadas por HPLC. O extrato concentrado da biomassa será obtido a partir de extração com solvente orgânico, juntamente com as frações peptídicas, serão avaliados a capacidade antioxidante, baseada no poder redutor férrico calculada a partir de uma curva com Trolox, e a atividade antimicrobiana será determinada utilizando o método de difusão de discos em ágar.
  • Universidade Federal Rural da Amazônia - PA - Brasil
  • 17/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Gustavo Henrique de Araújo Freire

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • ciência da informação no ciberespaço: inovação para pesquisa - ensino - extensão
  • O presente Projeto propõe o desenvolvimento de tecnologias digitais de informação e comunicação no campo da Ciência da Informação, mediante o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre as Universidades Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Universidade de São Paulo (USP), através de seus Grupos de Pesquisa (CNPq), respectivamente, Informação e Inclusão social, Comunicação, Redes, Políticas de Informação, Observatório do Mercado de Trabalho do Profissional da Informação na Era Digital e Gestão da informação, Conhecimento e Tecnologias. O Laboratório de Tecnologias Intelectuais – LTi também é parceiro nesta proposta, através do Portal LTi e do Canal LTi no YouTube, onde serão disponibilizados documentos e artefatos digitais. Na presente proposta, teoria e prática se reunirão mediante aulas, palestras, cursos de curta duração e workshops promovidos pelos participantes e abertos a pesquisadores e profissionais em formação da área, com transmissão ao vivo pela Internet. Com relação às tecnologias educacionais, trata-se de uma inovação que pode agregar um valor inestimável às ações de pesquisa & desenvolvimento na área da Ciência da Informação, no Brasil.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Gustavo Henrique Goldman

Ciências Biológicas

Genética
  • a influência de proteínas quinases ativadas por mitógenos (mapk) na expressão de determinantes genéticos importantes para a virulência de aspergillus fumigatus
  • As MAP quinases e fosfatases são as principais vias de sinalização que coordenam respostas celulares de tolerância ao estresse em eucariotos. A natureza multifatorial do programa de virulência e patogenicidade de A. fumigatus no mamífero hospedeiro posiciona a resposta a diferentes tipos de estresses como um dos fatores mais importantes no processo de estabelecimento deste organismo como patógeno oportunista. Estas vias de sinalização e respostas celulares são importantes para a biossíntese, a organização e a remodelagem da parede celular, respostas a estresses oxidativos e a drogas antifúngicas, assim como a construção de biofilmes e a adesão tecidual. Além disso, as MAP quinases estão possivelmente envolvidas em outras características fundamentais relacionadas ao processo infeccioso e ainda não investigadas, tais como a disseminação na corrente sanguínea a partir do epitélio pulmonar e estratégias de evasão imunológica. A compreensão das redes metabólicas que são coordenadas pelas MAP quinases proporcionará uma oportunidade para a construção de vias de sinalização e respostas celulares importantes para a tolerância ao estresse e o estabelecimento do programa de virulência e patogenicidade de A. fumigatus no hospedeiro mamífero. Assim, os principais objetivos deste projeto são: (i) a identificação de fatores de transcrição específicos que são ativados durante diferentes estresses e que são dependentes de MAP quinases; (ii) a identificação de proteínas que interagem fisicamente com as MAP quinases quando A. fumigatus está exposto a diferentes tipos de estresse; (iii) a investigação de um possível "crosstalk" entre as diferentes MAP quinases de A. fumigatus durante diferentes tipos de estresse; (iv) a caracterização molecular de MpkB e a verificação se esta MAP quinase é importante para a virulência de A. fumigatus, e (v) a investigação das interações entre os mutantes de A. fumigatus gerados neste estudo com o hospedeiro murino imunossuprimido e imunocompetente.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Gustavo Henrique Gravatim Costa

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • ii feira de ciências da uemg frutal: estimulando inovações na educação
  • A II Feira de Ciencias da UEMG Frutal: Estimulando inovações na educação será; realizada como objetivo de inserir alunos do oitavo ano do ensino fundamental II ao terceiro ano do ensino medio, de 11 escolas publicas da cidade de Frutal-MG, dentro do contexto científico-tecnológico-educacional. Essa sera; realizada em ambiente virtual durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em outubro de 2021. Serao submetidos trabalhos nas areas de: Biologia, Quimica, Matematica, Fisica, Agronomia, Bioenergia, Tecnologia em Alimentos, Informatica e Geografia. Os trabalhos serao desenvolvidos ao longo do ano de 2021 pelos alunos da rede basica de ensino sob supervisao de seus professores, com acompanhamento de alunos de graduacao, pos-graduacao e professores da UEMG. Serao selecionados 40 projetos, sendo que cada trabalho devera ser proposto por grupo de no maximo 3 alunos. Essa seleco sera realizada por comissao formada por docentes da UEMG e alunos de pos-graduacao. A feira ocorrerá em ambiente virtual e terá duração de 5 dias. Os trabalhos serão submetidos anteriormente por meio de vídeos gravados que serão disponibilizados ao longo da semana, concomitantemente com outras atividades. Na feira, os 40 trabalhos serao novamente avaliados por docentes da UEMG e alunos de pos-graduacao, sendo que os 3 mais bem avaliados serao premiados com bolsas de iniciação científica júnior. Ao final, a feira de ciencias trabalhara com turmas de estudantes da rede basica de educaco, em numero aproximado de 1500. Desses, aproximadamente 120 (40 grupos de ate 3 alunos) serao selecionados para apresentacao. Alem disso, serao propostos cursos de capacitacao docente para professores da rede basica de ensino, para orientaca da organizacao e elaboracao das etapas dos trabalhos dos alunos “lives” sobre ciência no Facebook das escolas, conteúdos sobre ciências nas mídias sociais da Feira, curso de Raciocínio Lógico virtual, e visitas guiadas de alunos da rede basica de ensino nas dependencias da UEMG Frutal, visando integrar os alunos com a vivencia universitaria e contribuir na insercao dos estudantes na dinamica de funcionamento da instituicao fazendo despertar neles o interesse pelo ensino superior.
  • Universidade do Estado de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 08/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Gustavo Martini Dalpian

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • síntese e propriedades físicas de perovskitas híbridas orgânico-inorgânico de baixa dimensionalidade
  • Perovskitas híbridas (HPs)têm atraído atenção devido a propriedades optoeletrônicas com grande apelo para dispositivos de conversão de energia bem como emissores de radiação. A compreensão dos fenômenos físicos envolvendo as propriedades estruturais, eletrônicas, ópticas e de transporte elétrico é também de grande interesse científico. Apesar do grande progresso em eficiência, as principais desvantagens dessas HPs são a instabilidade sob condições ambientais e toxicidade. Em comparação com as HPs 3D, a família de baixa dimensionalidade exibe melhor estabilidade estrutural e alternativas variadas em composições e estruturas cristalinas. Nesta proposta, pretendemos obter um melhor entendimento sobre a síntese e propriedades de HPs de baixa dimensionalidade (0D e 2D) na forma de nanoestruturas, monocristais e dispositivos. Os dispositivos (células fotovoltaicas, dispositivos fotoeletroquímicos e emissores de luz) serão conjugados entre filmes 3D com estruturas 2D. Essa engenharia de interfaces 2D/3D pode resultar na otimização do dispositivo, melhor coleta de luz e transporte de carga e maior estabilidade. Estudaremos, experimentalmente e teoricamente, o efeito da pressão externa nas propriedades eletrônicas e ópticas nas amostras de baixa dimensionalidade. Esses estudos indicarão propriedades únicas, ajustáveis a objetivos específicos e sugerir novos materiais. Medidas serão realizadas no recém-finalizado SIRIUS (caracterização sob pressão). Obteremos melhor entendimento de alterações na fase cristalina, estrutura eletrônica e gap óptico, condutividade elétrica, fotoluminescência, bem como ARPES. Esse tipo de estudo nunca foi realizado em HPs 2D potencializando a obtenção de resultados único. Esta proposta foi elaborada de forma a ser composta por uma equipe com competências complementares – síntese/caracterização de nanoestruturas e monocristais; estudos das propriedades sob pressão; realização de cálculos teóricos; e fabricação de dispositivos optoeletrônicos.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025