Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Walter Luiz Carneiro de Mattos Pereira

Ciências Humanas

História
  • fazendeiros negreiros: traficantes e tráfico ilegal de africanos no rio de janeiro (18301 - 1850)
  • Nos limites atlânticos da província fluminense, a ilegalidade no tráfico de africanos aponta para a participação de figuras de declarada fortuna, proprietários de terras, trapiches, barracões e embarcações localizadas ao longo da costa, destinadas a desembarcar e receber africanos do comércio ilegal transatlântico. Destacam-se negociantes negreiros como os irmãos comendadores José e Joaquim de Souza Breves, no litoral sul fluminense; José Gonçalves da Silva, em Cabo Frio; os comendadores Joaquim Thomaz de Faria e André Gonçalves da Graça, no litoral norte fluminense, além de José Bernardino de Sá, atuante na Corte, na província e nos seus limites. Capturados pela ação repressiva decorrente da lei de 1850, combinada com a Lei de 1831, a historiografia pouco se dedicou sobre os negócios do tráfico dirigidos por esses homens, que se desvenda especialmente, a partir de registros policiais e processos judiciais que possibilitam revelar os caminhos da ilegalidade e de seus tratantes. Portanto, busca-se construir uma historia social do tráfico ilegal no Brasil Império, a partir da vinculação desses negociantes de escravos, agentes da reestruturação e da recomposição das redes do tráfico com a logística de desembarques clandestinos na costa atlântica fluminense.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Walter Santos de Araújo

Ciências Biológicas

Ecologia
  • efeitos antrópicos sobre a estrutura de redes inseto-planta em áreas de cerrado do norte de minas gerais
  • Diferentes fatores antrópicos podem influenciar na estrutura das redes de interações ecológicas formadas por plantas e insetos associados. Apesar dos crescentes avanços nos estudos de redes inseto-planta, nenhum estudo prévio avaliou se a degradação antrópica sobre os remanescentes de Cerrado influenciam na estrutura das redes inseto-planta. Nesse sentido, o objetivo dessa proposta de pesquisa é avaliar se o nível de antropização dos habitats (habitats naturais vs. antropizados) influencia na estrutura de redes inseto-planta em áreas de Cerrado do Norte de Minas Gerais. Para isso serão amostradas interações entre plantas e insetos em 12 áreas distintas de Cerrado, sendo seis áreas conservadas e seis áreas antropizadas. Desse total, metade das áreas já foi amostrada (sendo três áreas preservadas e três áreas antropizadas), o que aumenta a viabilidade do projeto. A partir dos dados coletados, será possível construir 36 redes inseto-planta (uma herbívoro-planta, uma polinizador-planta e uma formiga-planta para cada área), e estas serão caracterizadas usando os seguintes índices de estrutura de redes: conectância, modularidade e aninhamento. Desse modo, será testado se a estrutura das redes varia em função da estrutura e do nível de antropização da vegetação. O estudo contribuirá para a difusão do conhecimento acerca de redes de interações ecológicas do Cerrado e do Norte de Minas através da apresentação de trabalhos em eventos científicos e da publicação de artigos, bem como contribuirá para a formação de recursos humanos de qualidade através de monografias e dissertações de mestrado.
  • Universidade Estadual de Montes Claros - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022