Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Plácido Rogerio Pinheiro

Engenharias

Engenharia de Produção
  • modelos híbridos estruturados em aprendizado de máquina e multicritério em um ambiente inovador
  • Algoritmos de Aprendizagem de Máquina e Tomada de Decisão em Multicritérios possuem aplicações eficazes na tomada de decisão adequada em Big Data, devido a sua potencialidade no uso da Tecnologia de Informação, em variados domínios no âmbito da saúde, economia, agricultura e setor industrial. A Tomada de Decisão em Multicritérios é capaz de garantir um modelo de decisão participativa, objetivando compreensão entre os usuários que aplicam. Os problemas de decisão enfrentados, em sua maioria, estão relacionados a abordagens multicritério. Esses problemas são classificados como complexos e a consideração de todos os aspectos relevantes para a tomada de decisão é praticamente impossível, devido às limitações do ser humano. Quando se trata de decisões gerenciais, a questão é mais crítica, visto que a escolha errada entre duas alternativas semelhantes pode implicar em desperdício de recursos, afetando a empresa. O presente projeto propõe uma abordagem híbrida, estruturada na composição de algoritmos de Aprendizagem de Máquina associados, a um método multicritério de apoio à decisão estruturado nas metodologias de multiatributo e da Análise Verbal de Decisão visando à descoberta de conhecimentos e conceitos seguida de refinamento dos resultados. Pretende-se investigar o comportamento da interação entre os métodos da Análise Verbal de Decisãoe da Teoria de Utilidade Multi-atributo, a saber, com as metodologias de aprendizado de máquina, observando as metodologias de redes neurais e algoritmos de mineração de dados, procurando otimizar a complexidade apresentada pelos métodos híbridos. Neste contexto, considerando bases de dados existentes, deseja-se construir modelos de forma a possibilitar a solução de problemas sociais relacionados a qualidade de vida e sustentabilidade com base em um ambiente inovador. Pretende-se desenvolver ferramentas computacionais de forma a possibilitar a agregação dos métodos de multicriterio com as metodologias de aprendizado de máquina.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Poli Mara Spritzer

Ciências da Saúde

Medicina
  • inct de hormônios e saúde da mulher
  • O INCT de Hormônios e Saúde da Mulher iniciou suas atividades em dezembro de 2009 e congrega pesquisadores com sólida experiência em pesquisa, ensino e assistência médica em Endocrinologia, Ginecologia e Medicina Reprodutiva no Brasil, para concretizar uma proposta conjunta de pesquisa e desenvolvimento, que se traduza em reais benefícios para a ciência, para o País e para a Sociedade. Conta ainda com a colaboração de grupos emergentes, que desenvolvem projetos específicos promissores. É importante destacar que a atuação articulada em rede de pesquisa já vem ocorrendo para a maior parte destes pesquisadores, através das atividades deste INCT de Hormônios e Saúde da Mulher, em andamento desde 2009. O ingresso de vários grupos novos na atual proposta é parte da estratégia de ampliação do INCT de Hormônios e Saúde da Mulher, prevista a partir de 2012 e deverá contribuir fortemente para a consolidação desta rede de pesquisadores identificados com o tema da Endocrinologia Ginecológica e Reprodutiva. Adicionalmente, cabe assinalar que esta é uma área de pouca tradição em pesquisa no Brasil e que a atuação do INCT de Hormônios e Saúde da Mulher vem permitindo alavancar o desenvolvimento de novos grupos e consolidar a massa crítica de pesquisadores nesta área. A articulação do programa de pesquisa gira em torno de quatro eixos: no primeiro, se estabelece a dinâmica de interação entre as equipes das diferentes instituições, de acordo com suas competências e especificidades. O segundo eixo refere-se ao direcionamento das pesquisas em torno de questões específicas, que requerem delineamentos adequados e diferentes metodologias para a obtenção dos resultados esperados. O terceiro eixo está voltado à gestão, ao planejamento estratégico de suas atividades a médio e longo prazo, às oportunidades de associação com novos grupos emergentes em áreas menos densas em recursos humanos qualificados para a pesquisa e desenvolvimento das ciências da saúde, aplicadas e básicas. É muito importante considerar que este terceiro eixo, mesmo sendo, em parte, balizado pelos outros dois, tem se mostrado essencial ao longo dos anos de vigência do INCT de Hormônios e Saúde da Mulher para a dinâmica de funcionamento atual e futura da rede e representa o elo de transferência e trocas com a sociedade, com os órgãos governamentais e com o setor produtivo. E por fim, o quarto eixo refere-se à interação e articulação do INCT e de seus componentes com organismos internacionais como a Organização Mundial da Saúde e o Population Council (USA), entre outros, assim como a interação com pesquisadores internacionais que resultam em projetos e/ou publicações conjuntas. As atividades de pesquisa do INCT de Hormônios e Saúde da Mulher estão organizadas em três linhas principais de pesquisa, que abrangem diferentes etapas do ciclo de vida feminino e condições clínicas prevalentes e que têm em comum a influência das concentrações e/ou ações sistêmicas ou teciduais de diferentes hormônios. Estas condições refletem tanto a produção hormonal endógena quanto decorrem da administração terapêutica, como na contracepção hormonal ou na terapia hormonal da menopausa. São estas as linhas de pesquisa da proposta: 1) Síndrome dos ovários policísticos, Transtornos de Identidade de Gênero e Hormônios Sexuais 2) Vitamina D, Osteoporose, Menopausa e Insuficiência ovariana primária 3) Planejamento familiar, incluindo contracepção, infertilidade e distúrbios da sexualidade e endometriose. Estas linhas de pesquisa e projetos associados refletem uma intensa e frutífera atividade no que se refere à potencial incorporação de avanços substanciais na ciência médica e no conhecimento da endocrinologia feminina e reprodutiva, mas também na tradução futura dos resultados aqui obtidos em políticas nacionais e regionais de promoção à saúde da mulher. Neste sentido, é importante salientar que além da pesquisa cientifica stricto sensu, a realização de estudos multicêntricos, estudos de base populacional, projetos diretamente vinculados à órgãos públicos de Saúde, pesquisas com populações suscetíveis como gestantes, osteoporóticas, entre outras, permitirá maior interlocução com o setor Público e sociedade. O INCT de Hormônios e Saúde da Mulher desenvolve, implementa e incentiva a formação de pessoal em todos os níveis, com atuação de seus pesquisadores na orientação de mestrados, doutorados e pós-doutorados distribuídas em 12 Programas de Pós-Graduação bem conceituados pela CAPES. Há grande número de acadêmicos de graduações na área da Saúde inseridos nas equipes dos diferentes centros de pesquisa como bolsistas de Iniciação Científica. São também desenvolvidas atividades formativas junto à residentes nas áreas da Endocrinologia, Ginecologia e Reprodução Humana bem como oferecidos cursos de Extensão em Contracepção e Reprodução Assistida, entre outros. Eventos nacionais são realizados com regularidade e há previsão de sua continuidade, como o Endofeminina - Encontro de Endocrinologia Feminina e o Workshop do INCT – Hormônios e Saúde da Mulher. Eventos internacionais também estão previstos para continuarem a ser realizados a cada 2 anos, pelo menos. Estas e outras ações educativas, como cursos, oficinas ou atividades de capacitação oportunizam o contato direto com pesquisadores e profissionais experientes. Permitem, assim, a disseminação de conhecimentos e de tecnologias de ponta bem como a oportunidade de discussão de resultados e o desenvolvimento de interface, e a transferência para o setor produtivo e sociedade. Finalmente, na atual proposta, há a previsão de consolidar e ampliar a internacionalização do INCT de Hormônios e Saúde da Mulher através das colaborações internacionais, a mobilidade de estudantes e pesquisadores, a participação e realização de eventos científicos internacionais e a continuidade da produção cientifica publicada com artigos científicos em revistas internacionais de bom impacto.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 29/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Poliana de Araújo Palmeira

Ciências da Saúde

Nutrição
  • insegurança alimentar, saúde, nutrição e programas governamentais: estudo de coorte no semiárido nordestino, 2011-2024
  • A Insegurança Alimentar (IA) expressa na experiência de privação no acesso aos alimentos está dentre os mais importantes problemas sociais e de saúde pública a serem enfrentados no mundo. O agravamento do quadro de fome e IA no Brasil faz com que seja necessária a realização de estudos longitudinais de monitoramento deste problema, buscando preencher importantes lacunas de conhecimento, a saber: (1) conhecer o impacto dos programas governamentais intersetoriais na redução da IA da população, especialmente dos grupos mais vulneráveis, informação fundamental para a construção de estratégias efetivas de superação da IA; (2) conhecer o efeito, em longo prazo, da IA na alimentação, estado nutricional e qualidade de vida das pessoas; e (3) verificar a associação entre IA e desfechos de saúde em indivíduos acometidos por doenças crônico não transmissíveis, com a finalidade de identificar potenciais caminhos para o cuidado nutricional. Assim, como hipótese este estudo considera que na ausência ou fragilidade das iniciativas governamentais para garantia do acesso aos alimentos, a IA se mantém persistente em comunidades vulnerabilizadas e que a experiência de IA implica em piores desfechos de saúde como a redução da qualidade de vida, piora da dieta, desvios do estado nutricional e pior gerenciamento de cuidados em saúde. Será realizado um estudo longitudinal do tipo coorte, sendo uma continuidade de um projeto de pesquisa iniciado em 2011, que monitora a situação de IA em uma coorte de famílias de um município do semiárido paraibano, cuja coleta de dados conta com três segmentos realizados em 2011, 2014 e 2019. Desta forma, propõe-se duas frente de pesquisa: (1) realização do terceiro follow-up (2022) da coorte; e (2) execução de um inquérito epidemiológico representativo da população do município, compondo a linha de base para uma nova coorte (2022) com a realização de nova etapa de segmento em 2024.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Poliana Macedo de Sousa

Outra

Divulgação Científica
  • bicentenário da independência: 200 anos de ciência, tecnologia e inovação no brasil
  • O estado do Amapá integra as unidades da federação que formam a Amazônia Legal, assim sendo, a geração de conhecimento científico e tecnológico orientado para a solução de problemas econômicos e sociais é hoje aceita como premissa para o desenvolvimento da Amazônia brasileira. A realização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (IFAP), com tema “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil” tem como premissa básica estabelecer o diálogo entre as diversas áreas da ciência, projetos de pesquisa, desenvolvimento de tecnologias e inovações para o desenvolvimento sustentável da região Amazônica, no sentido de que os projetos científicos, tecnológicos e de inovação desenvolvidos pela instituição nos municípios de Macapá, Santana, Oiapoque e circunvizinhos, possam apresentar, fomentar e resgatar a evolução da pesquisa científica brasileira, principalmente, a pesquisa amapaense ao longo dos anos.
  • Instituto Federal do Amapá - AP - Brasil
  • 21/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Polliana de Luna Nunes Barreto

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • práticas inovadoras de gestão com aporte da sustentabilidade e tecnologias na jurisdição cível brasileira.
  • O acesso à Justiça, garantia constitucional a todos, deve ser fundamentado na igualdade de direitos e na solidariedade coletiva, esta deve ser promovida sempre em busca da democratização e aperfeiçoamento dos serviços judiciários. Nesse sentido, esta proposta visa realizar um estudo aplicado sobre práticas inovadoras de gestão consubstanciadas pelo aporte conceitual da Sustentabilidade e das Tecnologias da Informação e Comunicação no sistema composto por meios consensuais de solução de conflitos na jurisdição cível brasileira. Tendo em vista que o uso refletido da tecnologia pode não apenas reduzir o impacto no uso dos insumos necessários à prestação do serviço como também pode viabilizar acesso de mais pessoas ao Judiciário. Por outro lado, existem dificuldades a considerar nesse processo, quais sejam: a incipiente cobertura de internet para muitos cidadãos; carência de equipamentos adequados e a artificialização das relações interpessoais quando mediadas pela tecnologia se dissociadas de posturas empáticas e éticas. Nesse sentido, a Sustentabilidade como conceito basilar desta investigação poderá apontar caminhos potenciais para o fortalecimento do acesso à justiça, mas não só um acesso realmente inclusivo. Metodologicamente o lócus será a 2º Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal de Juazeiro do Norte-CE, sobre o qual será elaborado um diagnóstico situacional para de posse desse cenário seja elaborada uma ferramenta tecnológica na modalidade aplicativo com a finalidade de divulgar de forma mais efetiva as informações sobre os processos e procedimentos do órgão para o jurisdicionado. A coleta de informações se fará através de levantamento documental, survey, entrevistas semiestruturadas. O aplicativo será híbrido em vista dos aspectos de economicidade desse tipo de app. Ele é mais barato que a versão nativa e requer menos membros na equipe de desenvolvimento, além de não precisar desenvolver códigos exclusivamente para Android e iOS.
  • Universidade Federal do Cariri - CE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Polyanna Mara de Oliveira

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • 4ª feira de ciências do semiárido mineiro
  • Com soluções criativas para diversos problemas cotidianos, as ideias desenvolvidas por estudantes de ensino fundamental e médio que participarão da 4ª edição da Feira de Ciência do Semiárido Mineiro, objeto dessa proposta, poderão fomentar o interesse pela ciência, despertar a curiosidade e estimular o empreendedorismo. O desenvolvimento do método, o raciocínio lógico e o incentivo da comunicação oral podem ser um dos conhecimentos agregados com o desenvolvimento de projetos e a participação na feira de ciências. O intercâmbio de conhecimentos entre instituições escolares e de pesquisa promoverá o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação uma vez que propiciará a ampliação do pensamento lógico, a vivência do método científico, o conhecimento do ambiente e a sondagem de aptidões, a preparação para o trabalho e a integração do estudante na sociedade. Com essa visão a Epamig Norte realizará em novembro de 2021 a 4ª Feira de Ciência no Semiárido Mineiro, abrangendo a microrregião de Janaúba -MG colaborando com a melhoria na qualidade de ensino de escolas públicas e privadas, levando a ciência e a tecnologia à sociedade norte mineira.
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 06/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Priscila Alves Barroso

Ciências Agrárias

Agronomia
  • seleção de genótipos de plantas ornamentais de vaso resilientes às altas temperaturas do sudoeste piauiense utilizando métodos convencionais e de visão artificial associados a machine learning
  • A adoção de novas áreas produtivas de plantas ornamentais será um processo natural dada a perspectiva de expansão do setor no Brasil. Incentivos governamentais, aliado às tecnologias, viabilizarão e otimizarão a atividade em novas áreas com condições edafoclimáticas adversas. O Sudoeste Piauiense (SOPI), integra a região conhecida como a última fronteira agrícola do país, está localizado distante dos grandes centros produtores de plantas ornamentais. As plantas comercializadas chegam, em sua maioria, com baixa qualidade e alto custo. Para atender a demanda do mercado consumidor, mesmo com as altas temperaturas predominantes, acredita-se que é possível diversificar a produção agrícola do SOPI com estratégias para introdução e cultivo de plantas ornamentais de vaso, inexistente na região. A introdução de pimenteiras e girassóis ornamentais em Bom Jesus – PI, será o primeiro passo para o desenvolvimento da atividade no SOPI. As estratégias seguidas se basearão: (i) na seleção de genótipos resilientes a altas temperaturas a partir de screening em cultivares adotadas em outras regiões e acessos de bancos de germoplasma de instituições parceiras, utilizando índices de seleção e análises uni e multivariadas a partir de caracteres morfológicos, anatômicos e fisiológicos; (ii) na indução in vitro de poliploides que reúnam caracteres de qualidade para o mercado e mais tolerantes ao estresse; (iii) na definição de um método para utilização de técnicas de visão artificial, a partir de imagens RGB e de reflectância, e algoritmos de machine learning que permitam a seleção e predição de genótipos de qualidade ornamental tolerantes as altas temperaturas de forma precisa, rápida, não destrutiva/invasiva e a baixo custo. Este projeto é pioneiro na região, e consiste na etapa inicial de um programa de melhoramento que busca a longo prazo registrar cultivares de plantas ornamentais com identidade regional.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Priscila Barros David

Ciências Humanas

Educação
  • avaliação do ensino remoto na educação infantil durante a pandemia da covid-19: um estudo etnográfico sob a ótica das famílias e perspectivas futuras
  • Esta pesquisa tem como objetivo dar seguimento a um estudo iniciado em 2020 sobre a implementação do Ensino Remoto Emergencial (ERE) em escolas de educação infantil, da rede privada de ensino, na cidade de Fortaleza, Ceará, na perspectiva das famílias das crianças. A fase inicial da pesquisa foi conduzida em uma pesquisa de levantamento, do tipo survey, cujos resultados preliminares indicaram limitações de planejamento, infraestrutura e acompanhamento do ensino remoto, na visão das famílias, as quais, por outro lado, reconheceram a importância do sistema para a manutenção do vínculo das crianças com a escola e uma maior segurança contra a COVID-19. Com o avanço da campanha de vacinação no estado do Ceará ao mesmo tempo em que as crianças pequenas seguem sem ser contempladas com a vacina, questiona-se sobre a continuidade da oferta do ERE para a Educação Infantil. O ensino remoto passará a ser avaliado, numa perspectiva etnográfica, investigando-se a experiência de 50 famílias, dentre as 201 participantes da 1ª fase do estudo. Serão exploradas as características que mais se destacaram até o momento e espera-se viabilizar o delineamento de novas metodologias para uma possível continuidade da oferta do modelo, inclusive na esfera pública de ensino. A pesquisa será conduzida em quatro etapas, observando-se os princípios operativos da etnografia interacional, com a proposição de questões iterativamente, separação de dados representativos e implementação de eventos de análise. Incialmente, modelos de implantação do ERE, na ótica das famílias, serão explorados mediante a realização de uma revisão sistemática integrativa. Em seguida, os pesquisadores entrarão em campo para o relacionamento com o universo da pesquisa. Finalmente, será realizada uma análise contrastiva de dados para a elaboração de casos expressivos. Espera-se contribuir com o mapeamento do ERE no contexto em tela para uma melhor compreensão sobre o modelo e o estabelecimento de perspectivas futuras.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Priscila Fabiane Farias

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • estratégias metodológicas, de atuação e de desenvolvimento profissional de professores de inglês em tempos críticos: conflitos, resistência e resiliência
  • Este projeto objetiva estudar possíveis impactos da crise gerada/agudizada pela pandemia do novo coronavírus no fazer pedagógico de professores de inglês. Partindo da premissa que a preparação profissional de educadores pode ter lacunas no que concerne ao enfrentamento de situações atávicas, temos como objetivos específicos: a) mapear orientações de redes de educação de Santa Catarina (estadual, municipais e federal), tanto no período de fechamento de escolas quanto de retorno às aulas presenciais e/ou regime híbrido, focando no que diz respeito à preparação docente para lidar com essa situação de crise; b) identificar como professores têm organizado sua atuação neste contexto, particularmente no que concerne a estratégias metodológicas de ensino, movimentos de compreensão e aproximação do contexto e, ao suprimento de demandas de desenvolvimento profissional; c) investigar, a partir dos mapeamentos preliminares, recursos/mecanismos acionados em termos de participantes envolvidos, nível de agência desses participantes, foco de atividades, atendimento de diretivas institucionais, observância de potenciais e limitações das comunidades escolares, iniciativas de investigação docente sobre sua prática e aspectos que podem ter feito parte de seu repertório formativo; e, por fim, d) analisar em que medida o uso dessas estratégias formativas e de atuação tiveram impactos na sua resiliência profissional, bem como apontam direcionamentos possíveis na prática desses docentes. Trata-se, portanto, de um estudo de caso, conduzido majoritariamente de maneira qualitativa, com dados coletados por meio de questionários, entrevistas e grupos focais. Espera-se que os resultados possam informar políticas e programas de formação de professores e mapear possibilidades de acompanhamento continuado e dialógico em espaços de atuação de professores da educação básica nos quais docentes, discentes e comunidade possam ser protagonistas de processos de inovação pedagógica e curricular.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Priscila Pereira Coltri

Ciências Agrárias

Agronomia
  • coffee change: uma análise integrada dos riscos, desafios e oportunidades da cafeicultura frente às mudanças climáticas
  • A questão climática é urgente. Há poucas análises integradas de sistemas cafeeiros que considerem a combinação de fatores climáticos, sociais, econômicos e agrícolas para delimitar estratégias eficientes de adaptação e mitigação. As práticas disseminadas para resiliência ao setor são amplas, mas faltam estratégias customizadas. Nesse contexto, o projeto Coffee Change aborda as seguintes questões de pesquisa: Como os cafeicultores podem utilizar suas práticas de produção para construir resiliência promovendo adaptação e mitigação? Qual a percepção dos cafeicultores frente ao risco climático? Como os fatores sociais e históricos da produção produzem sentido para ações relativas às mudanças climáticas? Quais os principais desafios e oportunidades da Cafeicultura frente às mudanças do clima? A hipótese é que a análise integrada da produção cafeeira, dentro da abordagem de pesquisa-ação participativa (PAR), é capaz de subsidiar a criação de estratégias específicas aos produtores de café, para adaptar o setor cafeeiro às mudanças do clima, bem como mitigar o risco climático. O objetivo do projeto é aplicar uma metodologia integrada e multidisciplinar para analisar o impacto das mudanças climáticas, as possibilidades de adaptação e mitigação, entendendo as oportunidades e desafios do setor cafeeiro. Dividido em seis frentes de trabalho, o projeto analisará: (1) clima atual e futuro; (2) oportunidade e desafios de atividades de mitigação e adaptação; (3) a percepção do risco das mudanças climáticas pelos produtores; (4) o risco econômico (5) o uso do solo cafeeiro e (6) a análise integrada dos resultados. O projeto utilizará a abordagem de pesquisa-ação participativa, que conta com a participação e ação dos membros da comunidade cafeeira. Os resultados da pesquisa têm potencial de gerar evidências importantes a produtores e formuladores de políticas para a proposição, execução e disseminação de estratégias de gestão do risco climático na cafeicultura.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 23/02/2022-28/02/2025