Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ramon Felipe Scherer

Ciências Agrárias

Agronomia
  • melhoramento genético de bananeira, subgrupo prata
  • O mercado de frutas movimenta expressivos valores monetários em todo o mundo e nesse sentido a banana é uma das frutas mais produzidas em escala global, sendo que em 2014, quando somamos bananas e plátanos, ela foi a fruta mais produzida no mundo, alcançando 144,59 milhões de toneladas. Apesar de existir centenas de variedades cultivadas ao redor do mundo, a cadeia produtiva da banana, tanto a catarinense quanto a brasileira, é baseada em dois subgrupos, Prata e Cavendish, representados por poucos cultivares. Desta forma, a estreita base genética torna a cadeia produtiva da banana catarinense vulnerável a problemas bióticos e/ou abióticos. Com o objetivo de ampliar a base genética da bananicultura de Santa Catarina a presente proposta de projeto visa gerar dois novos cultivares de bananeira do subgrupo Prata. Nesse sentido, experimentos semelhantes a ensaios de VCU foram implantados em 4 municípios catarinenses no âmbito do projeto FINEP/OEPAS convênio 01.12.0206.00, com previsão de avaliação de, pelo menos, 3 ciclos produtivos para, em seguida, realizar o registro dos cultivares. Nos experimentos semelhantes a ensaios de VCU as variáveis analisadas serão: produtividade (Kg/ha), número de pencas por cacho, diâmetro de fruto (cm), número de folhas no momento da emissão e da colheita do cacho, tempo de ciclo (dias), altura da planta (m) no momento da emissão do cacho; diâmetro do pseudocaule (cm) a 30 cm e a 100 cm a partir de sua base, reação às principais pragas da cultura, e principais características morfológicas. Propõe-se também realizar no terceiro e no quarto ciclo o ensaio de DHE, de acordo com as normas do Mapa, e assim possibilitar a proteção dos cultivares. O projeto FINEP/OEPAS convênio 01.12.0206.00 tem encerramento marcado para março de 2019, momento em que as avaliações necessárias para o registro e proteção dos cultivares não terão encerrado, faltando as avaliações de, pelo menos, mais dois ciclos produtivos. Desta forma, propõe-se ao MCTIC/CNPq (Chamada Universal MCTIC/CNPq 2018) a continuidade destas avaliações para permitir o lançamento destes dois novos cultivares de bananeira. Para enriquecer as informações referentes aos futuros novos cultivares de bananeira, objetiva-se também avaliar a qualidade pós-colheita das frutas, a resistência ao mal-do-Panamá e o perfil genético (DNA fingerprint) dos genótipos avaliados; assim como a densidade de plantio a ser recomendada para um dos genótipos.
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ramon Silva Leite

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • o papel dos sistemas de marketing no bem-estar subjetivo
  • A melhoria da qualidade de vida é uma das possíveis contribuições do marketing para a sociedade. Isto normalmente é pesquisado considerando o bem-estar subjetivo - conceito que se concentra na qualidade de vida percebida pelo indivíduo. Já a relação do bem-estar com o consumo e as contribuições do Marketing e dos sistemas de marketing para o bem-estar podem ser avaliadas considerando o lócus da polis. Neste sentido, a presente proposta objetiva analisar como o sistema de marketing, mediado pelas atitudes das pessoas em relação ao consumo, afeta o bem-estar subjetivo. Para atender a esse objetivo, almeja-se cumprir os seguintes objetivos específicos: - Avaliar a existência de relação entre sistema de marketing e o bem-estar subjetivo; - Identificar quais características do sistema de marketing afeta de forma mais significativa o bem-estar subjetivo; - Verificar a existência de relação entre as atitudes em relação ao consumo e o bem-estar subjetivo; - Identificar quais dimensões das atitudes em relação ao consumo afetam o bem-estar subjetivo; - Verificar a existência de diferenças na percepção em relação aos sistemas de marketing por região e por características sócio demográficas dos consumidores; - Testar a validade e confiabilidade das escalas relativas aos construtos Atitudes em relação ao consumo, percepção sobre o sistema de marketing e bem-estar subjetivo. - Propor uma tipologia para os consumidores brasileiros em relação ao bem-estar subjetivo; - Identificar as características de cada segmento, determinado a partir da tipificação a ser proposta, bem como dos consumidores com maior e menor percepção em relação ao bem-estar subjetivo; Com base em Layton (2015), entende-se que os sistemas de marketing podem ser identificados por regiões ou locais, que fornecem uma matriz social distintiva em que ocorre a troca. Tais sistemas de marketing são compostos pelos diferentes atores que proveem produtos e serviços a uma determinada comunidade. Considera-se que os sistemas de marketing locais podem contribuir para o bem-estar subjetivo, em consonância com o que foi observado por Sirgy et al. (2008). Já as atitudes das pessoas em relação ao consumo podem ser tanto positivas como negativas. Para o propósito desta proposta, aderente ao trabalho de Iyer e Muncy (2016), a atitude em relação ao consumo é dividida em quatro. 1. Anticonsumo micro: ser contra o consumo por motivos pessoais. Ex.: evitar o excesso de consumo no intuito de viver uma vida mais simples. 2. Pró-consumo micro: desejo de consumir por razões pessoais. Ex.: consumir para aumentar o status pessoal, melhorar a autoestima. 3. Anticonsumo macro: ser contra o consumo por questões sociais. Ex.: ser contra o consumo devido ao impacto disso ao meio ambiente. 4. Pró-consumo macro: atitudes positivas em relação ao consumo por razões sociais. Ex.: entender o consumo como indutor do crescimento econômico. Considera-se que as discussões sobre Marketing e Sociedade ainda são incipientes no Brasil. Nesse sentido, acredita-se que o projeto poderá levar à criação de uma linha de pesquisa e uma disciplina no PPGA PUC Minas sobre a temática. Cabe ressaltar que o GEMACONS - Grupo de Estudos em Marketing, Consumo e Sociedade, liderado pelo coordenador desta proposta, tem entre seus temas de interesse a discussão sobre Marketing e Sociedade. Considera-se ainda que a adaptação e desenvolvimento de escalas sobre o papel dos sistemas de marketing para bem-estar, assim como a análise das atitudes em relação ao marketing, considerando as peculiaridades brasileiras, serão contribuições relevantes do trabalho. Para atender aos objetivos propostos, pretende-se realizar uma pesquisa quantitativa junto à população adulta brasileira, por meio de um levantamento online junto a um painel de respondentes previamente cadastrados. Para isso, as escalas de Iyer e Muncy (2016) e Sirgy et al. (2000) serão traduzidas e adaptadas para a realidade brasileira. O instrumento de coleta de dados será composto por quatro seções, sendo: perfil dos respondentes; avaliação sobre o sistema de marketing local; atitudes em relação ao consumo e bem-estar subjetivo. A seção referente ao perfil conterá perguntas de cunho pessoal, que permitam a classificação dos respondentes segundo sua faixa etária, sexo e região do Brasil, de forma a possibilitar análises cruzadas a partir destas características. A análise de dados será conduzida por meio de estatísticas descritivas, análises fatoriais exploratórias e confirmatórias, testes de correlação, associação e regressão, bem como a utilização da modelagem de equações estruturais (MEE). O uso da MEE se justifica pela possibilidade de análise não só da relação direta entre construtos e/ou entre variáveis observáveis, mas também pela possibilidade de avaliar a existência de relações indiretas, de mediação e de moderação entre tais elementos. Considera-se que seja oportuno e relevante refletir sobre o papel do marketing em nossa sociedade, embora essa discussão não seja comum. Em pesquisa realizada em agosto de 2018 na base de dados Spell, sobre bem-estar do consumidor, foram encontradas raras pesquisas, sendo estas focadas em públicos específicos, como crianças, ou em categorias específicas de produtos, como alimentos orgânicos. Assim, não foram observadas pesquisas que objetivavam compreender o bem-estar sob a perspectiva do macromarketing. Pesquisar as atitudes dos consumidores em relação ao marketing, assim como a contribuição dos sistemas de marketing para o bem-estar subjetivo, Dessa forma, o irá ampliar o conhecimento sobre o tema no contexto brasileiro e poderá ajudar a formular políticas públicas e programas de ação empresarial. Além disso, a avaliação do bem-estar subjetivo de forma localizada pode auxiliar a identificar problemas específicos em determinadas comunidades. Assim, os resultados de tal empreendimento poderão auxiliar consumidores, empresas e gestores públicos no esforço de alcançar um mercado mais justo e eficiente.
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ranny Loureiro Xavier Nascimento Michalski

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • conforto acústico em edifícios ícones da arquitetura modernista brasileira e propostas para compatibilização entre as diferentes áreas do conforto ambiental
  • A pesquisa visa a determinar o comportamento acústico em diferentes edifícios e espaços urbanos na cidade de São Paulo, e contribuir para o entendimento das inter-relações da acústica com outras áreas do conforto ambiental e também para o entendimento do desempenho global dos edifícios e espaços urbanos, de modo a realizar uma análise crítica que vai além das questões quantitativas do desempenho ambiental, para incluir uma perspectiva arquitetônica à mesma e propor diretrizes de projeto de edificações e espaços urbanos para adequação acústica. Com uma abordagem científica, a pesquisa visa a contribuir para o desenvolvimento tecnológico e científico do Brasil na área de conhecimento. A finalidade é que os novos arquitetos e urbanistas não deixem de considerar, desde a concepção de seus projetos, o conforto acústico e a compatibilização entre as diferentes áreas do conforto ambiental (acústica, térmica, iluminação, ergonomia e ventilação natural de edifícios). Será avaliado o conforto acústico em quatro edifícios ícones da Arquitetura Modernista Brasileira, de uso comercial e residencial, localizados na cidade de São Paulo e produzidos com abordagem ambientalmente adequada, sendo eles: o edifício do Conjunto Nacional (1963), na Avenida Paulista, projetado pelo arquiteto Daniel Libeskind; o edifício Louveiras (1946), no bairro de Higienópolis, projetado pelo arquiteto Vilanova Artigas; o edifício Anchieta (1948), na Avenida Paulista, projetado pelo escritório carioca MM Robertos, e o edifício Copan (1966), na Avenida Ipiranga, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e finalizado por Carlos Alberto Cerqueira Lemos. As avaliações não serão realizadas somente no interior das edificações, mas também em seu exterior, abrangendo tanto acústica de edificações como acústica urbana. Os métodos utilizados na pesquisa serão experimentais e qualitativos (através de levantamentos, entrevistas e medições em campo), apoiados por métodos numéricos ou previsionais. Os resultados serão analisados de forma comparativa, além de serem confrontados com critérios de desempenho. O assunto insere-se na linha de pesquisa sobre conforto em espaços urbanos da cidade de São Paulo do Laboratório de Conforto Ambiental e Eficiência Energética (LABAUT) do Departamento de Tecnologia da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, instituição de execução da pesquisa.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raoni Guerra Lucas Rajão

Engenharias

Engenharia de Produção
  • produção agrícola sustável e as metas climáticas do acordo de paris: buscando a integração entre tecnologia, organizações e políticas
  • O objetivo dessa pesquisa é examinar, de uma perspectiva sócio-técnica, a gestão da produção agrícola sustentável visando o cumprimento da meta de redução e gases de efeito estufa (GEE) estabelecida para o Brasil no Acordo de Paris para o ano de 2025 e 2030. Para isso a pesquisa terá um particular foco em três econômicos à produção agrícola sustentável atualmente em implementação no país: 1) mercados de cotas de reservas ambientais (CRAs); 2) pagamentos por resultados e créditos de carbono por desmatamento evitado (REDD+); e 3) e o Plano Agricultura de Baixo Carbono (ABC). Para explorar esse assunto, o projeto está organizado em dois componentes. No componente técnico serão realizados estudos quantitativos que buscam avaliar ex post e ex ante o efeito desses instrumentos na redução do desmatamento e produção agropecuária. Já no componente social será analisado as dinâmicas organizacionais e políticas relativas ao desenvolvimento e implementação dessas políticas de gestão ambiental. Esses dois componentes serão então confrontados e integrados utilizando-se de uma abordagem sócio-técnica. A partir dessa pesquisa pretendemos influenciar o desenvolvimento de políticas ambientais e contribuir, a partir da Engenharia da Produção, para o debate entorno da gestão de serviços ambientais, produção mais limpa e mitigação das mudanças climáticas. O presente projeto de pesquisa da continuidade à Bolsa de Produtividade em Pesquisa (305767/2014-3) Edital Universal do CNPq (471308/2013-7) e FAPEMIG (APQ-00748-13) já encerrados. A proposta também irá possibilitar que o projeto de pesquisa apoiado bolsas dos programas Pesquisador Mineiro (PPM-00719-16) e CNPq PQ de Produtividade (305772/2017-1), com foco no estado de Minas Gerais possam ganhar escala nacional. O projeto também irá contribuir para a internacionalização da Engenharia de Produção do país ao se articular com as atividades do Prof. Rajão como professor visitante das universidades de Lancaster e Bremen.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raoul Henry

Ciências Biológicas

Ecologia
  • o que afeta a biodiversidade em cursos de água? resolução através do ensino por investigação.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Raphael Escorsim Szawka

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • papel dos neurônios tuberoinfundibulares dopaminérgicos (tida) na infertilidade causada por hiperprolactinemia
  • Um em cada seis casais irá apresentar problemas de infertilidade. A alta secreção de prolactina (PRL) constitui uma causa importante de infertilidade tanto em mulheres quanto em homens. Entretanto, o mecanismo pelo qual a PRL afeta a fertilidade é ainda desconhecido. Sabe-se que a PRL é capaz de inibir a secreção de hormônio luteinizante (LH), embora tenha sido demonstrado que os neurônios produtores de hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH), os quais controlam a secreção de LH, não expressam receptores para PRL (PRL-R). Assim, a PRL deve modular a atividade dos neurônios GnRH indiretamente, via regulação transsináptica. A dopamina é reconhecida como um potente inibidor da secreção de LH, que pode atuar diretamente sobre a atividade dos neurônios GnRH. Ademais, a dopamina inibe a secreção de PRL pela adenohipófise, enquanto a PRL sabidamente autorregula a sua secreção através da ativação dos neurônios tuberoinfundibulares dopaminérgicos (TIDA). Portanto, dopamina e PRL estão funcionalmente atreladas de forma que durante uma hiperprolactinemia primária espera-se encontrar um aumento de atividade dos neurônios TIDA, conjuntamente com a supressão da secreção de LH. Entretanto, apesar do potente efeito inibitório da dopamina sobre os neurônios GnRH, o possível papel da dopamina como indutora da infertilidade causada pela hiperprolactinemia nunca foi determinado. Neste projeto, metodologias de análise hormonal de ponta, combinadas ao uso de ratos transgênicos, nos permitirão fornecer respostas precisas sobre o mecanismo pelo qual a PRL regula a fertilidade. Em especial, testaremos a hipótese de que o efeito da PRL de induzir a liberação de dopamina pelos neurônios TIDA é responsável pela inibição da secreção de LH durante a hiperprolactinemia. Para tanto, avaliaremos a secreção pulsátil de LH em ratas utilizando ensaio de ELISA ultrassensível. Nos experimentos propostos, utilizaremos ratas Wistar e ratas transgênicas que expressam Cre-recombinase sob o controle do promoter do gene para tirosina hidroxilase (TH-Cre), associadas à tecnologia de vetores virais AAV. Esta combinação nos permitirá utilizar métodos de farmacogenética para modular seletivamente a atividade dos neurônios TIDA, através da expressão Cre-recombinase dependente de DREADDs (“designer receptors exclusively activated by designer drugs”) especificamente nestes neurônios. Assim, os experimentos deste projeto empregarão diferentes abordagens para determinar o papel desempenhado pelos neurônios TIDA na infertilidade causada por hiperprolactinemia, assunto de grande interesse tanto para ciência básica quanto na prática clínica. Os resultados deverão fornecer avanços importantes em nosso conhecimento acerca das causas da infertilidade e têm potencial de gerar artigos de alta relevância científica e visibilidade internacional. Este projeto também envolve o desenvolvimento de novas tecnologias de análise hormonal e modelos de animais transgênicos em nosso laboratório na UFMG.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael José Ferreira Felizardo

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo do eixo intestino-rim: avaliação das alterações na microbiota intestinal na lesão renal glomerular.
  • O reconhecimento de que a microbiota intestinal exerce profundos efeitos sobre a saúde humana levou a grandes avanços em nossa compreensão dos processos das doenças. Estudos recentes ressaltam que a modificação do perfil microbiano intestinal (disbiose) do hospedeiro é um fator fundamental no desenvolvimento e progressão de doenças geralmente não transmissíveis como a doença inflamatória intestinal, diabetes e doenças hepáticas. O entendimento sobre a evolução das doenças renais e a disbiose ainda permanece pouco compreendido, mas novos estudos trouxeram diferentes perspectivas sobre como a microbiota está envolvida e podem direcionar a patogênese dos distúrbios renais. Embora poucos, a maioria dos estudos direciona suas análises nos aspectos inflamatórios das doenças renais, enquanto a descrição das consequências da disbiose em células renais, como os podócitos, ainda continua inexplorada. Dessa maneira, acreditamos que alterações na composição da microbiota intestinal, assim como os níveis de metabólitos gerados nestas condições, podem de alguma forma estar associados com o processo de dano às células renais como os podócitos, exacerbando ainda mais o estado da doença renal. Para responder a essa hipótese, iremos induzir um dano renal a camundongos, analisar mudanças no perfil metabólico microbiano e na composição da microbiota, identificar alterações nos níveis de produtos gerados por uma microbiota em disbiose, e investigar possíveis mecanismos de como esses metabólitos afetam os podócitos. Acreditamos que uma microbiota em disbiose é capaz de promover dano às células renais, da mesma maneira que uma microbiota sadia contribui para a manutenção da homeostase glomerular.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Ligeiro Barroso Santos

Ciências Biológicas

Ecologia
  • dinâmicas de metacomunidades de insetos aquáticos em um mosaico de manchas de cerrado e floresta amazônica: a influência do contexto espacial
  • A teoria de metacomunidades tem ajudado a elucidar padrões de distribuição e abundância de espécies em escala regional, e a entender os processos que estruturam as assembleias, incluindo as assembleias de insetos aquáticos de riachos. Filtragem ambiental e limitação de dispersão são os dois principais fatores invocados para explicar dinâmicas de metacomunidades aquáticas. A filtragem ambiental de baseia na teoria de nicho clássica, em que características do habitat selecionam as espécies capazes de sobreviver e prosperar em um dado local. Por outro lado, as distâncias espaciais entre os locais e as capacidades e modos de dispersão das espécies vão determinar o quão eficazmente os indivíduos alcançam seus ótimos ambientais, bem como a possibilidade da ocorrência de efeitos de massa (mass effects). Em muitos trabalhos científicos, esses elementos têm sido investigados por meio de análises de partilha de variação (variation partitioning), que buscam calcular o quanto da variação na composição das assembleias é explicada por variáveis ambientais e espaciais. Considerando assembleias de insetos aquáticos, de forma geral mecanismos relacionados a efeitos de massa e dinâmicas de manchas (patch dynamics) são documentados em escalas espaciais menores (p.ex., dentro de riachos e entre riachos próximos), enquanto que filtragem de espécies e limitação de dispersão são prevalentes em escalas intermediárias a grandes (p.ex., bacias hidrográficas, ecorregiões). Não só a escala espacial, mas também o contexto espacial (características das manchas de habitat e distribuição das mesmas na paisagem) é importante para a determinação das dinâmicas de metacomunidades, influenciando as taxas de dispersão e as probabilidades de colonização. A Reserva Extrativista (RESEX) do Rio Cajari (Amapá) constitui uma boa oportunidade para se estudar os efeitos do contexto espacial sobre os padrões de distribuição e os fatores que governam metacomunidades de insetos aquáticos, uma vez que nessa Unidade de Conservação (UC) coexistem, de forma muito próxima, ambientes de floresta amazônica e cerrado, altamente distintos em termos de suas características ambientais. Dessa forma, iremos verificar se a força dos filtros ambientais mantém as assembleias desses dois tipos de ambientes dissimilares, a despeito das pequenas distâncias geográficas entre os riachos, ou se algum grau de homogeneização biológica entre os ambientes é observado, em função de efeitos de massa. Essa será uma excelente oportunidade de verificar como se estruturam metacomunidades em um contexto de ambientes tão diferentes localizados tão próximos, como pode ocorrer em áreas limítrofes de biomas/ecorregiões, dando melhor suporte para práticas de conservação da biota aquática e manejo da paisagem nessas situações.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Longuinhos Monteiro Lobato

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo das propriedades térmicas de novos materiais 2d
  • Materiais bidimensionais (2D) vem relevando uma grande riqueza de propriedades físicas, que já começaram a promover avanços sem precedência em diversos campos do conhecimento aplicado. Os monocalcogenetos do grupo III estendem as propriedades físicas no mundo 2D apresentadas pelo grafeno, como um gap de banda não nulo. Trabalhos recentes demonstram que este grupo de materiais são promissores nos campos de eletrônica, optoeletrônica, ou mesmo em aplicações de geração de energia limpa. Por outro lado, as propriedades térmicas desta família foram pouco exploradas quando na nanoescala. Estas são conhecimento essencial tanto no desenvolvimento de dispositivos eletrônicos e optoeletrônicos, susceptíveis ao aquecimento durante operação, quanto ao desenvolvimento de dispositivos cujo funcionamento seja baseado essencialmente nelas, como dispositivos de dissipação de calor e termoelétricos. Esta proposta visa compreender, do ponto de vista da teoria atômica, as propriedades térmicas de materiais 2D da família monocalcogenetos do grupo III.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Martins Brum

Outra

Microeletrônica
  • modelagem elétrica e micromagnética de dispositivos spintrônicos
  • Devido às limitações físicas impostas pela diminuição continuada dos transistores MOS, novas tecnologias de memória estão sendo desenvolvidas em nível acadêmico e industrial. Dentre essas, destaca-se a tecnologia STT-MRAM (memória magnética com comutação por transferência de torque), que apresenta alta escalabilidade, consumo estático baixo e facilidade de integração com a tecnologia de fabricação CMOS, além de ser uma tecnologia não-volátil e imune à radiação. A concepção de circuitos integrados à base de memórias magnéticas requer o desenvolvimento de ferramentas de EDA capazes de suportar essa tecnologia em todos os níveis de abstração de projeto, da síntese de alto-nível à simulação em nível de dispositivo. O objetivo principal deste projeto é investigar a modelagem compacta e micromagnética de dispositivos spintrônicos -? como as junções magnéticas de tunelamento, ou MTJs, de forma a permitir uma simulação precisa e escalável do comportamento destes dispositivos quando integrados a outros dispositivos eletrônicos. Essa investigação dar-se-á através do desenvolvimento de um ambiente de co-simulação micromagnética e elétrica, que integrará um modelo preciso e previamente estabelecido pela literatura das junções de tunelamento magnético com simuladores elétricos comerciais, empregados habitualmente como ferramenta de validação de projetos de circuitos CMOS analógicos e digitais. Partindo de uma implementação inicial, desenvolvida no contexto do projeto SISCHIP2, financiado pela FAPERGS, a primeira fase do presente projeto envolverá a resolução de problemas de convergência de simulação, advindos do fato de que cada simulador realiza um processo independente de integração numérica. A segunda fase tratará de melhorias sobre o modelo de condutância em função da magnetização. Uma terceira fase será dedicada a melhorias sobre o modelo de distribuição de densidade de corrente, atualmente considerado linear sobre a superfície da junção magnética. A quarta fase do projeto versará sobre a otimização de desempenho, compatibilizando as técnicas de otimização de passo de simulação entre os simuladores elétrico e magnético. Para avaliar a precisão do simulador, os resultados de simulação serão comparados com medidas experimentais de circuitos híbridos publicadas em artigos científicos. Para demonstrar o ganho de precisão sobre as técnicas de simulação atualmente disponíveis, será feita a comparação com modelos compactos abertos existentes, atualmente em uso por diversos grupos de pesquisa. Através de uma possível colaboração com o grupo de pesquisa da Universidade de Montpellier, almeja-se também avaliar a precisão do simulador contra amostras reais de células de memórias fabricadas com tecnologia STT-MTJ e CMOS combinadas. Os produtos dessa pesquisa serão integrados no kit de processo de fabricação aberto MagPDK45, desenvolvido como parte de meu projeto de estágio pós-doutoral. Assim, espera-se avançar o estado da arte em ferramentas de simulação, contribuindo com ferramentas de código aberto, para que a comunidade científica possa desenvolver projetos de circuitos híbridos CMOS/MTJ com maior precisão e segurança.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Mendes Ritti Dias

Ciências da Saúde

Educação Física
  • efeitos agudos e crônicos de breaks do comportamento sedentário com exercício isométrico nos indicadores de saúde cardiovascular de adultos
  • Longos períodos em comportamentos sedentários promovem piora da função vascular, que está diretamente associada com a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. Nesse contexto, recomenda-se a realização das quebras deste comportamento (breaks), feito por meio de pequenas caminhadas e de baixa intensidade. Estudos têm mostrado benefícios do treinamento isométrico na função vascular, o que poderia ser útil para minimizar as consequências do tempo em comportamento sedentário. Assim, o objetivo deste estudo será analisar os efeitos agudos e crônicos de breaks do comportamento sedentário utilizando o exercício isométrico de extensão de joelhos nos indicadores de saúde cardiovascular de adultos expostos a tempo prolongado na posição sentada. Tratam-se de dois estudos. Um ensaio clínico randomizado controlado e um estudo cross-over com uma sub-amostra do ensaio clínico. A população alvo do estudo compreenderá sujeitos saudáveis com faixa etária acima de 18 anos de ambos os sexos. Todos os sujeitos realizarão avaliações da função endotelial, pressão arterial e modulação autonômica cardíaca. Após essa avaliação, os sujeitos serão divididos de forma aleatória em dois grupos: grupo treinamento isométrico de extensão de joelhos (TIE) e grupo controle (GC) sendo constituídos por 30 em cada grupo. No final de 12 semanas, ambos os grupos realizarão as mesmas avaliações do momento pré-intervenção. Além dos efeitos crônicos, todos os sujeitos do TIE serão submetidos ao protocolo de avaliação aguda. Para tanto, os participantes do grupo TIE realizarão, em ordem aleatória, três sessões experimentais (controle, break com exercício isométrico de extensão de joelhos e break padrão). Todas as sessões terão em comum um período em comportamentos sedentários de 3 horas. No entanto, na sessão break padrão os participantes realizarão breaks de caminhada a cada 30 min, na sessão isométrico eles realizarão 4 séries de exercício isométrico e na sessão controle permanecerão sentados sem breaks. Antes e após esse período serão avaliadas a função vascular, a pressão arterial e a modulação autonômica cardíaca.
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Mendonça Guimarães

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • fração de câncer atribuível à ocupação no brasil
  • Em todo o mundo, a carga do câncer está aumentando, alavancando pesquisas e ações de política pública para o controle da doença. Um conjunto importante de cânceres evitáveis possui como causa necessária ou componente a exposição ocupacional. O reconhecimento de carcinógenos ocupacionais é, portanto, importante para a prevenção primária e vigilância de trabalhadores expostos, bem como para distinguir as causas de câncer na população em geral. Entretanto, antes de estabelecer e implementar estas ações, é importante considerar seu impacto na incidência de câncer, uma vez que elas permitam a redução ou cessação da exposição aos fatore de risco aos quais ela se destina. É preciso identificar e analisar adequadamente medidas de impacto para determinadas ações de saúde pública. A fração atribuível populacional (FAP) é a medida epidemiológica que quantifica essa potencial redução na incidência de câncer. Não há no Brasil estudo que quantifique a fração de câncer atribuída ao trabalho. Desta forma, o objetivo do presente estudo é estimar o impacto da exposição ocupacional na ocorrência de câncer no Brasil. As etapas do estudo consistirão em definir quais serão as substâncias e circunstâncias de exposição que tem risco para o trabalhador, além de estabelecer quais serão as localizações de câncer que possuem relação com atividade ocupacional; estimar a prevalência da exposição ocupacional a carcinógenos no Brasil; realizar revisões sistemáticas e metanálises para cada exposição e câncer específico, de forma a obter a estimativa de risco para cada situação de exposição e desfecho apontada; estimar a incidência dos cânceres selecionados a partir dos dados de mortalidade par Brasil e grandes regiões num período de 20 anos, e projetar os dados para os próximos 20 anos; e estimar a fração atribuível, por localização de câncer, por sexo, e por grupo de circunstâncias de exposição. Os resultados do estudo possuem como público alvo, os trabalhadores brasileiros. Uma vez que os resultados permitam mapear as circunstâncias de exposição que provocam câncer, e quais cânceres estão mais associados às atividades produtivas, será possível que os gestores, em todos os níveis federativos, ao ter acesso a estas informações, possam qualificar seus sistemas de vigilância e monitoramento, e com isso subsidiar a Política Nacional da Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora no Brasil.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Nagao de Sousa

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • resolução espaço-temporal de óxidos metálicos em superfícies policristalinas
  • Osciladores eletroquímicos são considerados sistemas-modelo singulares na mimetização do comportamento emergente encontrado de forma ubíqua na natureza. Esta complexidade, expressa em termos da formação espontânea de padrões auto-organizados afastados do equilíbrio termodinâmico, pode ser manipulada de forma precisa por técnicas desenvolvidas em engenharia de sincronização. Na prática, a aplicação de metodologias de controle e o desenho racional desta estruturação espacial têm sido fundamentados pelo ajuste exclusivo de parâmetros experimentais que afetam o sistema como um todo, abstendo-se de uma descrição físico-química detalhada. Este projeto, portanto, visa estabelecer relações entre a dinâmica não-linear com informações da cinética química molecular envolvida no fenômeno de auto-organização e, consequentemente, favorecer a obtenção seletiva de um padrão desejado mediante o conhecimento prévio dos aspectos mecanísticos reacionais. O sistema base a ser estudado será a distribuição de óxidos na superfície metálica durante a dissolução e deposição eletroquímica de metais de transição, respectivas ligas e, semicondutores. A resolução espaço-temporal será obtida pela extração combinada de imagens superficiais da distribuição espacial dos óxidos via medidas elipsométricas além da monitoração da massa molar adsorvida pela nanobalança eletroquímica a cristal de quartzo. A variação global de corrente e potencial serão comparadas simultaneamente com as medidas espectro-gravimétricas. Modelagem matemática e simulações numéricas baseadas em um tratamento determinístico serão conduzidas em paralelo aos experimentos com o intuito de aprofundar o entendimento da conexão entre a cinética da reação e a dinâmica eletroquímica auto-organizada. A abordagem do projeto é interdisciplinar o que favorece parcerias já estabelecidas no âmbito nacional e internacional.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Sanzio Pimenta

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • formação de recursos humanos em produção vegetal e biotecnologia e biodiversidade na amazônia.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 07/01/2020-07/01/2025
Foto de perfil

Raphael Sanzio Pimenta

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • utilização de fungos associados a cinco plantas medicinais da amazônia em processos biotecnológicos
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphael Soeiro Suppino

Engenharias

Engenharia Química
  • projeto de sistema contínuo para a síntese, separação e purificação de furfural e seus derivados com uso de catalisadores à base de nióbio (nb)
  • Um dos maiores desafios nos mercados mundiais é o de conciliar crescimento econômico com sustentabilidade. Nesse sentido, desenvolver alternativas ao petróleo e seus derivados é essencial, tanto na matriz energética quanto na produção de substâncias químicas. No âmbito da produção de componentes, as moléculas-plataforma oriundas da biomassa ganham cada vez mais destaque. Dentre elas, encontra-se o furfural, capaz de produzir um vasto espectro de substâncias, devido à sua versatilidade e reatividade. Este composto pode ser produzido pela desidratação da xilose, que por sua vez advém da biomassa lignocelulósica. Adicionalmente, ao ser hidrogenado, o furfural pode produzir álcool furfurílico, 2-metilfurano, furano, entre outros. Dentre esses produtos, o álcool furfurílico é de grande importância na indústria, especialmente na parte de resinas e plásticos. No entanto, os processos industriais para obtenção dos mesmos são ainda muito agressivos ao meio-ambiente e usam catalisadores ácidos homogêneos. Desse modo, os estudos em catálise heterogênea para produção de xilose e hidrogenação do furfural devem ser intensificados. Contudo, boa parte dos estudos dessas reações se realiza em batelada, ao passo em que podem ser avaliadas em fluxo contínuo para melhor investigação de variáveis de processo industriais (tais como pressão e temperatura) a fim de se obter as melhores conversões e seletividade. Assim, o presente projeto propõe a construção de um reator de bancada multipropósito para dois estudos: a conversão direta de xilose a álcool furfurílico em um reator tubular contínuo e a produção de furfural através do stripping reativo da desidratação da xilose. Em ambos os casos, catalisadores serão preparados e pelletizados pelo grupo de pesquisa. Espera-se obter contribuições significativas na área de biorrefinarias e de bioprodutos, além de dar origem a novas linhas de pesquisa na área de produção de furfural e seus derivados.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raphaela de Castro Georg

Engenharias

Engenharia Química
  • 7ª mostra de divulgação científica e popularização da ciência para a educação básica do programa de pós-graduação em ciências biológicas
  • A Mostra de Divulgação Científica e de Popularização da Ciência para a Educação Básica do Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas (PPGCB) da Universidade Federal de Goiás, foi idealizada em 2014 tendo como objetivo articular a pós-graduação com o Ensino básico, aproximando a sociedade da universidade e contribuindo para a melhoria da qualidade de ensino e de vida das pessoas. De modo geral, visa popularizar a ciência e o conhecimento científico acadêmico para os alunos do ensino fundamental e médio, com ênfase à rede pública de ensino, diminuindo a distância entre a produção dos saberes científicos e a comunidade. Ao abordar a pesquisa científica em linguagem mais criativa e acessível, pretende-se demonstrar a relevância social das pesquisas básicas e aplicadas desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás, aproximando os alunos do ensino fundamental e médio da universidade e da pesquisa, apresentando a ciência como ferramenta de transformação e progresso da sociedade. De 2014 até 2020, foram realizadas seis edições da Mostra. Inicialmente, a metodologia utilizada consistia em trazer um número reduzido de estudantes ao Instituto de Ciências Biológicas para interagirem com pesquisadores, alunos de iniciação científica, pós-graduandos e pós-doutorandos vinculados ao PPGCB. A partir de 2018, com o aporte financeiro do CNPq (5ª Mostra - 2018) e da FAPEG (6ª Mostra - 2019) foi possível a ampliação da Mostra, atingindo um público de mais de 1000 alunos de escolas públicas da região metropolitana de Goiânia. Dentre as atividades desenvolvidas na Mostra estão: 1) Cantinho do Cientista – local onde alunos da educação básica tem a oportunidade de conversar com Cientistas e discutir sobre metodologia científica e sobre algumas grandes invenções da humanidade. Visando aguçar o interesse e a curiosidade pela pesquisa, os alunos são motivados também para perceberem a importância dos conhecimentos que estão adquirindo no ensino básico e que servem como a base fundamental para o aprimoramento da sabedoria que a investigação científica exige; 2) Apresentação, pelos alunos do ensino básico, de trabalhos e projetos científicos realizados em suas escolas, os quais são avaliados e, os melhores trabalhos premiados; 3) Observação e realização de experimentos, interagindo com pesquisadores e discentes, conhecendo as pesquisas realizadas no Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas e as possíveis aplicações que elas podem representar para a sociedade. Como resultado da evolução dessa atividade, os laboratórios de pesquisa disponibilizam atualmente estágios voluntários (sem bolsa) para alunos de Ensino médio e também foi criada em 2016 uma web page específica (https://ensinoppgcb.ufg.br) visando fortalecer e difundir à comunidade acadêmica da UFG e de outras instituições de ensino superior e de ensino básico, assim como à população em geral, sobre a importância da atuação da pós-graduação junto ao ensino básico. Desde 2018 a divulgação das atividades da Mostra também ocorre nas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Tendo em vista os resultados positivos da realização dessa atividade, observado pelo retorno que os alunos e as escolas trazem, pretende-se para a 7ª Mostra de Divulgação Científica e de Popularização da Ciência para a Educação Básica, a ser realizada em 2021, a ampliação desta ação para um maior número de participantes que as edições anteriores. Isso será possível com o aporte de recursos, que possibilitará a criação de uma estrutura para atender a um maior número de alunos visitantes. Desse modo, a presente proposta é apresentada visando obter recursos para que seja montada uma estrutura com estandes demonstrativas das pesquisas realizadas por pesquisadores, pós-graduandos e graduandos associados ao Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas, além de estrutura adequada para a apresentação dos projetos de Ciências de alunos da Educação Básica. Planeja-se um público de mais de 2.000 visitantes, entre alunos e professores de escolas de Ensino básico do município de Goiânia, que irão interagir diretamente com pesquisadores, pós-graduandos e graduandos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Raquel Alves de Carvalho

Ciências Humanas

Educação
  • projeto kokue - implantação de roças didáticas agroecológicas e segurança alimentar: espaço para a formação de professores e o ensino de ciências na educação básica nas escolas indígenas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 12/08/2019-31/01/2022
Foto de perfil

Raquel Canuto

Ciências da Saúde

Nutrição
  • desigualdades sociais, ambiente alimentar, consumo alimentar e excesso de peso: uma análise na área central de porto alegre
  • O objetivo desse projeto é estudar relação entre as características socioeconômicas contextuais e o ambiente alimentar urbano com o consumo alimentar e a ocorrência de excesso de peso na população adulta da área central de uma capital do sul do Brasil. Este projeto faz parte de um estudo maior, e as variáveis individuais, consumo alimentar e excesso de peso, já foram coletadas. Dessa forma, esta proposta tem foco na avaliação do ambiente alimentar e das características socioeconômicas contextuais. Trata-se de um estudo transversal que incluirá os estabelecimentos de comércio de alimentos do Distrito Sanitário Centro de Porto Alegre, RS. A população do Distrito Centro é de 261.813 indivíduos. Os ambientes alimentares e as características socioeconômicas contextuais serão caracterizadas de acordo com as 31 Unidades de Desenvolvimento Humano (UDHs) do distrito. Com auxílio de um GPS, serão obtidas as coordenadas geográficas (latitude e longitude) de todos os estabelecimentos que comercializem alimentos identificados em cada uma das UDHs. A técnica utilizada para a avaliação dos comércios de alimentos (densidade e tipo de estabelecimentos de comércio de alimentos) será a auditagem. Para avaliação dos estabelecimentos será aplicada a escala “Promoção da Alimentação Saudável em Comércios”, PAS, validada e adaptada a partir do Nutrition Environment Measurement Tool for Stores (NEMS). (GLANZ et al., 2007; MARTINS, 2013). Através dela é possível avaliar a disponibilidade, preço e qualidade nutricional dos itens alimentares comercializadas. Além disso, serão identificados os números absolutos de estabelecimentos de alimentos, categorizados em supermercados, mercearias, fruteiras, padarias e lojas de conveniência. Também serão coletados dados socioeconômicos contextuais das UDHs, como IDH, renda, escolaridade e condições de saúde, em bases de dados secundárias (Atlas do Desenvolvimento Humano – PNUD/ONU e IBGE). A digitação dos dados seguirá o procedimento de dupla entrada e análise de consistência. As coordenadas geográficas serão identificadas com auxílio de um GPS e serão exportadas para o Programa ArcGis (ESRI®) versão 10.3. Serão realizadas análises de associação entre os dados socioeconômicos contextuais e as características do ambiente alimentar por meio de técnicas multivariáveis de análise de dados. Já nas análises de associação entre ambiente alimentar e variáveis individuais (excesso de peso e consumo alimentar), será empregada análise multinível. Todas as análises serão realizadas no software Stata. Será adotada significância de 5% na detecção de associações. O presente trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, CAAE 69939617.9.0000.5347.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Raquel Ciuvalschi Maia

Ciências da Saúde

Medicina
  • investigação pré-clínica do composto pterocarpanquinona lqb-118 em leucemia mielóide aguda
  • Leucemia mielóide aguda (LMA) é uma doença complexa e heterogênea. A resposta à quimioterapia depende de uma série de fatores, tais como a idade do paciente, as características citogenéticas e anormalidades moleculares. A resposta ao tratamento de indução de remissão raramente excede 70% e a sobrevida global em cinco anos varia de 10% a 90% dependendo da idade e do subtipo da LMA. A associação antraciclina e citarabina persiste como o esquema de tratamento mais empregado nos últimos 40 anos, e a resistência a esses quimioterápicos se constitui na principal causa de falha terapêutica. Em estudos anteriores, demonstramos que o composto pterocarpanquinona LQB-118 superou a quimiorresistência das células da LMA e não afetou as células normais da medula óssea de camundongos Swiss. O nosso objetivo no projeto atual é investigar o mecanismo de ação in vitro e a citotoxicidade in vivo causada pelo composto LQB-118. Específicamente pretendemos: a) investigar se o composto LQB-118 regula a expressão da enzima hTopoIIα em linhagens celulares de LMA resistentes; b) verificar uma possível inibição da enzima hTopoIIα pelo composto LQB-118 e a regulação da expressão de AKT e das proteínas inibidoras da apoptose (IAPs) em linhagens resistentes de LMA; c) investigar in vitro a expressão das moléculas hTopoIIα, AKT e das IAPs em células leucêmicas provenientes de pacientes com LMA; d) avaliar in vivo a citotoxicidade do composto LQB-118; e) gerar e aplicar um modelo de xenoenxerto derivado de paciente (PDX) como uma plataforma para validar o efeito antitumoral do composto LQB-118. Diferentes abordagens laboratoriais serão utilizadas compreendendo: a) um modelo de xenotransplante subcutâneo de LMA em camundongos, b) linhagens celulares de LMA resistentes aos quimioterápicos, e c) amostras leucêmicas provenientes de pacientes. O tratamento da LMA persiste como um grande desafio, e consequentemente, o desenvolvimento de novas drogas torna-se necessário. Este projeto, associando estudo in vivo e in vitro, pretende obter subsídios científicos e metodológicos (modelo pré-clínico) visando futura realização de estudos clínicos para o tratamento da LMA.
  • Instituto Nacional de Câncer - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022