Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Luís Antônio Guimarães Bitencourt Júnior

Engenharias

Engenharia Civil
  • o uso do concreto com agregado reciclado reforçado com fibras de aço como material estrutural
  • O desenvolvimento de práticas sustentáveis visando minimizar o impacto ambiental da indústria da construção civil têm sido um desafio. Neste contexto, pesquisadores têm avaliado a produção de concreto com agregado reciclado (CAR) devido à crescente necessidade de reduzir a exploração de recursos naturais e diminuir o volume de resíduos de construção e demolição. Com vistas a aplicações estruturais, o agregado reciclado (AR) oriundo de resíduos de concreto têm demonstrado um maior potencial devido as suas características mais homogêneas quando comparado a outras fontes. Uma alternativa promissora para viabilizar o uso do CAR como material estrutural consiste na adição de fibras de aço, as quais poderão mitigar possíveis desvantagens de comportamento mecânico introduzido pelo AR. Contudo, uma parametrização do comportamento do concreto com agregados reciclados reforçado com fibras de aço (CARRFA) e sua utilização segundo os critérios recentes de códigos de dimensionamento de elementos estruturais precisam ser investigados. Inicialmente, serão caracterizados CARRFA com diferentes percentuais de substituição de agregados naturais por reciclados e diferentes teores de fibras de aço para identificar o potencial desse material no atendimento aos requisitos estabelecidos para aplicações estruturais. Com base nesses resultados, serão dimensionados elementos estruturais que serão posteriormente ensaiados nos laboratórios para avaliação do comportamento nos estados limites de serviço e último. Uma vez que cobrir todas as variáveis de projeto apenas experimentalmente seria muito oneroso e lento, modelos numéricos serão desenvolvidos e simulações computacionais serão realizadas a fim de extrapolar os resultados experimentais obtidos e melhor compreender o comportamento deste compósito como um material estrutural. Espera-se no final desta pesquisa, viabilizar metodologias de dimensionamento e previsão de comportamento de elementos estruturais de CARRFA.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luís Augusto Nero

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • resistência a antimicrobianos: uma abordagem genômica para demonstrar a relevância das cadeias produtivas de alimentos numa perspectiva em saúde única
  • O desenvolvimento de resistência a antimicrobianos (AMR) por microrganismos é considerado um problema global, com impactos na saúde pública e economia. Diversos fatores podem determinar AMR, levando a um consenso sobre a necessidade de uma abordagem abrangente para a compreensão desse problema e definição de estratégias de controle. As cadeias produtivas de alimentos, em especial as de origem animal, possuem um papel relevante na manutenção e distribuição de AMR. Em relação aos animais, o uso de antimicrobianos na produção pode acelerar a seleção de cepas resistentes. Em relação ao ambiente, os dejetos da produção podem conter cepas resistentes e resíduos, perpetuando a AMR. Finalmente, os seres humanos entram em contato com as cepas resistentes pelo consumo de alimentos, além de diferentes formas de contaminação. Assim, apenas com uma abordagem em Saúde Única é possível a compreensão das particularidades das cadeias produtivas em relação a AMR. Em complementação, ferramentas moleculares como o sequenciamento completo do genoma (WGS) permitem uma análise detalhada da distribuição de AMR nessas cadeias e suas relações genéticas. Essa proposta tem como objetivo esclarecer a distribuição de AMR em diferentes cadeias produtivas de alimentos em uma abordagem em Saúde Única, apoiada em WGS. Estudos preliminares do grupo evidenciam a relevância da AMR em cadeias produtivas em que a utilização de antimicrobianos é comum, com consequente presença de cepas de patógenos bacterianos resistentes no ambiente de processamento e nos alimentos finais. Nessa proposta iremos desenvolver um estudo detalhado baseado em WGS e análises de bioinformática de cepas de Escherichia coli selecionadas considerando os seus perfis de resistência a antimicrobianos. Os isolados foram obtidos de diferentes cadeias produtivas (leite, carne bovina, carne suína, aves e pescado) e de diferentes regiões do Brasil, contemplando animais, ambiente, seres humanos e produtos finais.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luís Augusto Vasconcelos da Silva

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • práticas, desafios e estratégias de profissionais de saúde e usuários/as de serviços de referência em hiv/aids em meio às novas biotecnologias de prevenção (carga viral indetectável e prep).
  • As pesquisas no campo da saúde coletiva, especificamente das ciências sociais em saúde, e da psicologia social têm contribuído significativamente para qualificar a compreensão das dimensões sociais, políticas e subjetivas da epidemia, visibilizando, entre outros aspectos, as desigualdades decorrentes de questões de gênero, classe, raça, orientação sexual, território, que são fundamentais para compreender os diversos desafios e entraves na prevenção e na convivência com o vírus HIV. Nessa direção, este projeto objetiva compreender como as novas biotecnologias de prevenção (PrEP e carga viral indetectável) para HIV/aids repercutem nas relações afetivo-sexuais e nas práticas de cuidado e prevenção de pessoas vivendo com HIV/aids (PVHA) e usuárias da Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), bem como nas práticas de cuidado dos profissionais de saúde dos serviços de referência destas biotecnologias. Adota-se um desenho de pesquisa qualitativo longitudinal e multicêntrico, nacional e internacional, a ser desenvolvido concomitantemente em duas cidades do Brasil (Salvador-Ba e João Pessoa-PB) e uma da Espanha (Barcelona). Fundamenta-se em perspectivas pós-construcionistas das ciências sociais e humanas na interface com a saúde coletiva. Abordaremos os/as participantes através de entrevistas em profundidade, adotaremos a observação participante, com a utilização de diários de campo. As informações serão sistematizadas no Atlas-i e submetidas às análises de conteúdo e de discurso, com interpretações consubstanciadas pela escrita etnográfica. Finalmente, produziremos relatos científicos em linguagem acessível para mídias digitais e redes sociais, artigos para revistas indexadas nacionais e estrangeiras, como também um livro-coletânea que congregue os resultados dessa pesquisa com outras produções no campo de estudos em HIV/aids. Espera-se que este projeto possa produzir novos conhecimentos em HIV/aids, considerando os novos avanços biomédicos e seus desafios contemporâneos.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luis Carlos de Souza Ferreira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • aliança público-privada para o desenvolvimento de estratégias voltadas para a prevenção da covid-19
  • A proposta tem como principal objetivo desenvolver estratégias vacinais que demonstrem eficácia na indução de imunidade protetora contra a Covid-19 em condições experimentais e que resultem em tecnologias rapidamente transferíveis para empresas públicas e privadas brasileiras com competência para produzir vacinas e insumos relacionados. Para alcançarmos o objetivo maior, a proposta trabalhará com 4 abordagens tecnológicas, a saber: (i) vacinas de DNA com capacidade de desencadear preferencialmente imunidade protetora contra a Covid-19 baseada na ativação de linfócitos T citotóxicos; (ii) vacinas baseadas em antígenos estruturais do vírus SARS-Cov-2 produzidos em sistema heterólogo que preservem propriedades antigênicas e imunogênicas das proteínas nativas, sem os riscos de manipulação do vírus; (iii) vacinas baseadas em nanopartículas auto-estruturadas desenvolvidas por meio de tecnologia inovadora em um dos laboratórios participantes da proposta; (iv) vacinas baseadas em fusão de antígenos virais a proteína bacteriana com capacidade de preservar epitopos conformacionais das proteínas estruturais virais.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Luís Carlos Lopes Júnior

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • custo-efetividade da atenção domiciliar em relação à atenção hospitalar no mundo: revisão sistemática e metanálise
  • Objetivo: Sintetizar sistematicamente e avaliar criticamente as evidências sobre o custo-efetividade da atenção domiciliar em relação aos serviços intra-hospitalares em âmbito mundial. Método: Revisão sistemática, que será guiada pelo PRISMA Statement 2020. Por meio do acrônimo PICOS emergiu a seguinte questão norteadora: “Qual o custo-efetividade da atenção domiciliar em relação à atenção hospitalar no mundo? Dez bases de dados serão acessadas: MEDLINE/PubMed, Cochrane Library, EMBASE, CINAHL, Web of Science, SCOPUS, Science Direct, LILACS, PsycINFO e CNKI sem restrições quanto à data ou idiomas da publicação. O nível de evidência será classificado de acordo com a escala desenvolvida pelo Oxford CEBM. Será aplicado um checklist de avaliação da qualidade do relato de estudos de avaliação econômica. Além disso, utilizaremos 4 diferentes ferramentas específicas para cada delineamento (observacionais e experimentais) a fim de avaliar o risco de viés e a validade interna dos estudos selecionados. A heterogeneidade entre os estudos será medida pela estatística I2. A certeza das evidências com base nos métodos Cochrane e de acordo com o GRADE. Todas as etapas metodológicas dessa revisão será realizada de forma independente e pareada por 2 revisores e conduzidas e gerenciadas no Software EPPI-Reviewer™ (UK). Resultados: Os resultados oriundos dessa pesquisa trarão de forma sistemática e com alto rigor metodológico as evidências disponíveis sobre o custo-efetividade da AD em relação aos serviços intra-hospitalares, explorando diferentes desfechos disponíveis na literatura, nos diversos modelos de sistemas de saúde no mundo. Esses resultados terão relevância para o embasamento de políticas públicas de saúde no Brasil, quanto a formas de organização da AD, especialmente em termos de avaliações econômicas completas via análises de custo-efetividade em relação a atenção hospitalar, de modo a obter os elementos necessários para subsidiar a tomada de decisão de gestores sobre a
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 03/12/2021-31/12/2022
Foto de perfil

Luis Carlos Paschoarelli

Ciências Sociais Aplicadas

Desenho Industrial
  • integração de instrumentos fisiológicos e subjetivos na avaliação da satisfação em design de produto: o fator emocional da interação usuário x artefato
  • Os métodos de Design tem evoluído nas últimas décadas, especialmente quanto aos procedimentos de avaliação aplicados no desenvolvimento de produtos. De fato, já existe um consenso (especialmente em projetos focados na usabilidade) sobre a importância de se considerar a ‘satisfação’ do usuário na interação com artefatos, sendo o fator emocional um importante componente desta satisfação. Novos instrumentos para análise emocional (Fisiológicos: EEG - Eletroencefalograma e FR - FaceReader Micro-expressão Facial; e Subjetivos: PAR - Protocolos de Auto-relato) contribuem para estudos e métodos de avaliação mais robustos e replicáveis, entretanto pouco se sabe sobre a integração (correlação) entre eles. Portanto, a questão de pesquisa é: “a integração de diferentes instrumentos de análise emocional, durante a avaliação da interação usuário x artefato, é sensível a diferentes designs de produtos?” O objetivo do estudo é esclarecer a influência dos diferentes designs de produtos, no nível emocional do usuário, durante o uso do artefato, com instrumentos próprios e integrados (correlacionados). O estudo caracteriza-se por ser indutivo, transversal e experimental, com abordagem quali-quantitativa. O projeto será submetido ao sistema CEP-CONEP, com amostra de conveniência (n=30). Serão aplicados instrumentos de avaliação emocional (EEG, FR e PAR). As etapas metodológicas serão: Fundamentação teórica; Preparação metodológica; Avaliação de uso de produtos (artefatos para preparação de alimentos de uso individual, doméstico e cotidiano; e colheres para Pessoas com Doença de Parkinson - baseado nas demandas do Grupo de Pesquisa); Análise de dados; e Divulgação de resultados. Os contributos deste estudo poderão ser disponibilizados na forma de documentos (artigos científicos e divulgação pública), relatando os sistemas de avaliação de interfaces, principalmente durante os procedimentos metodológicos do Desenho de Produto.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luís da Cunha Lamb

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • métodos e princípios para integração de raciocínio e aprendizado de máquina
  • A Inteligência Artificial de forma geral e a área de Aprendizado de Máquina, em particular, tiveram grande impacto além da comunidade de Ciência da Computação na última década. Resultados de grande impacto alteraram paradigmas de pesquisa em áreas como visão computacional, processamento de imagens e linguagem natural. Tamanho foi o impacto, que reconhecidas personalidades, além do mundo científico, como Bill Gates, Elon Musk e Stephen Hawking passaram a questionar as consequências da Inteligência Artificial (IA) sobre todos os aspectos da vida humana, incluindo a redução de oportunidades de trabalho, disrupção na indústria automobilística devido às tecnologias de IA e implicações éticas do avanço dessas áreas de pesquisa. No entanto, para que sistemas baseados em IA e aprendizado de máquina sejam amplamente aceitos, os mesmos necessitam ser “explicáveis”. Historicamente, os modelos computacionais baseados em lógica permitem interpretação e verificação, oferecendo garantias aos usuários. Além disso, a integração entre modelos de raciocínio e aprendizado de máquina é um dos grandes desafios atuais na área de IA. Assim, este projeto visa construir modelos computacionais que contemplem raciocínio e aprendizado de máquina, essenciais para que os modelos de IA sejam explicáveis, oferencendo interpretação aos usuários destas tecnologias.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Luis Fabian Olivera Mederos

Outra

Microeletrônica
  • projeto de circuitos integrados para aplicações em colheita de energia
  • Atualmente, as baterias são a principal fonte de alimentação dos sistemas microeletrônicos. No entanto, a colheita de energia ganhou uma grande atenção no gerenciamento destes sistemas, já que com ela é possível converter as energias do ambiente, tais como térmica, solar, entre outras, em energia elétrica. Com um gerenciamento eficiente da energia colheitada podem ser carregadas as baterias, ou evitar o uso destas através do carregamento de supercapacitores, melhorando assim a autonomia e necessidade de manutenção dos sistemas. O projeto de circuitos microeletrônicos pode ser substancialmente afetado pelas imperfeições no processo de fabricação, sendo cada vez mais desafiador para os projetistas alcançar soluções eficientes através de modelos analíticos para os níveis de consumo de energia e tempo de mercado demandados pela indústria. Com a alta concordância dos modelos analíticos, podem ser exploradas soluções eficientes com muito baixo custo computacional, reduzindo assim o tempo requerido pelas extensas simulações elétricas. Aproveitando do baixo custo computacional e alta concordância dos modelos analíticos propostos nos últimos cinco anos pela equipe proponente, metodologias de projeto e novas topologias de circuitos foram publicadas em revistas internacionais de alto impacto na área de microeletrônica. Neste contexto, o presente projeto propõe o estudo, desenvolvimento e verificação experimental de circuitos integrados para gerenciamento de colheita de energia. O desenvolvimento de metodologias de projeto através de modelos analíticos com baixo custo computacional é um dos principais focos deste projeto, visando alcançar soluções ótimas no compromisso geralmente apresentado entre consumo de energia, área ocupada no silício e variação dos parâmetros causada pelo processo de fabricação CMOS.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luis Felipe Dias Lopes

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • ações empreendedoras e inovação social na agricultura familiar
  • A mudança de comportamento dos produtores da agricultura familiar vem despertando a atenção da comunidade científica. Diante a isso, tem-se a seguinte questão de pesquisa: quais são as ações empreendedoras do agricultor familiar frente ao comportamento inovador e inovação social do setor agrícola familiar? Para isso, o objetivo é analisar as ações empreendedoras do agricultor familiar frente às inovações sociais do setor agrícola. Como objetivos específicos apresentam-se: levantar e descrever o comportamento do agricultor familiar nas atividades desenvolvidas em sua propriedade; desenvolver um instrumento voltado a inovação social; identificar o perfil inovador a partir do comportamento quanto a inovação social do agricultor familiar; testar as relações entre as dimensões do comportamento inovador do agricultor e, propor uma cartilha para reflexão sobre atividades empreendedoras do agricultor familiar que influenciam positivamente a adoção de inovação nas propriedades. Esta pesquisa trata de um estudo de natureza aplicada, de abordagem multimétodo, do tipo exploratório e baseado em pesquisa empírica. Será elaborada uma revisão sistemática de literatura (RSL), com a finalidade de construir o estado da arte sobre comportamento empreendedor e inovação social, logo será desenvolvida e validada uma escala para mensurar os níveis de inovação social dos agricultores familiares a partir da técnica Delphi. Assim, será possível realizar uma pesquisa survey composta pelos instrumentos: sociodemográfico, escala sobre comportamento empreendedor e o instrumento de pesquisa para mediar a inovação social dos produtores da agricultura familiar (ISP-AF). Espera-se que seja possível avaliar e comparar a diversidade do comportamento dos produtores, evidenciando informações essenciais para que possamos refletir e reproduzir as atividades empreendedoras para ampliar a inovações no setor agrícola, e assim propagar positivamente a todos agricultores familiares.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 04/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Luís Felipe Ignácio Cunha

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • algoritmos e combinatória em problemas de grafos, bioinformática e proteção de software
  • Estudamos temas teóricos e práticos para a Computação, cada vez mais essenciais pela necessidade de lidar com problemas complexos que exigem o desenvolvimento de novas e elaboradas tecnologias. A partir de um problema, modelamos e traduzimos a questão usando um objeto matemático, resolvemos o problema teórico e verificamos se a solução é viável na prática. Caso negativo, buscamos soluções alternativas viáveis, caso positivo, implementamos-as. Objetos combinatórios, como grafos e permutações, são usados para modelar muitos dos problemas práticos. Permutações possuem papel crucial em bioinformática (comparação de genomas), assim como o estudo de processos aleatórios é essencial para a compreensão de modelos de disseminação de informação/infecção e computação quântica (caminhos aleatórios). Além disso, estudos da Complexidade Computacional e Teoria de Grafos desempenham papel central na etapa solução teórica x prática, como problemas de análise e proteção de software, utilizando grafos de fluxo de controle. Buscamos resolver problemas e verificar se soluções exatas ou alternativas obtidas são viáveis para questões em bioinformática (reconstruções de árvores filogenéticas), segurança da informação (prevenção de ataques a programas) e computação quântica (operadores em tesselações em grafos). Atuamos em temas sobre os limites da tratabilidade computacional clássica e parametrizada com hipótese de que há problemas fáceis e difíceis. Assim, elaboramos soluções eficientes, provas de intratabilidade e também formas de análise e proteção de software. Na equipe há versatilidade, internacionalização e capacidade de consolidação do projeto pela produção acadêmica em assuntos diversos e atuação na segurança da informação no mercado. Os colaboradores são de diferentes áreas e com resultados que mostram a frutífera pesquisa nacional e internacional, com metodologia feita pela descrição rigorosa dos resultados conhecidos e obtidos, publicação de artigos e aplicação na indústria.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luis Felipe Skinner

Outra

Ciências Ambientais
  • baía da ilha grande: exemplo de aplicação da transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta
  • O projeto “Baía da Ilha grande: exemplo de aplicação da transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” apresentado aqui para ser objeto de Divulgação durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia objetiva, por meio de atividades Científico-Culturais e Artísticas, associar o conhecimento Científico gerado pela Universidade ao Conhecimento Tradicional, construído a partir das vivências e experiências do habitante, nativo ou não da Baia da Ilha Grande, em especial de suas Vilas tradicionais. O Ecomuseu Ilha Grande (ECOMIG) é o exemplo mais claro da aplicação da transversalidade da Ciência, Tecnologia e Inovação buscando inovações para o Planeta. O ECOMIG divulga as pesquisas nos mais diversos campos do saber que são realizados pela UERJ, mas também busca o conhecimento nas Comunidades Tradicionais. Assim sçao construídos os diálogos ente a Ciência e o Cotidiano Social. A proposta deste ano é de cominar eventos presenciais e atividades remotas tendo como eixo norteador as ideias de Ciência-Cidadã, que além de aproximar a Ciência do dia a dia das pessoas também contribui para que estas mesmas pessoas sejam e se reconheçam como geradoras e detentoras de conhecimento. Além das exposições sobre a Biodiversidade terrestre e marinha da Baia da Ilha Grande, teremos oficinas sobre a ilustração e o registro desta riqueza ambiental. Da mesma forma, promoveremos o reconhecimento desta biodiversidade por meio das narrativas e construções das comunidades, representadas por sua história e tradições. Adicionalmente, promoveremos a interação pelas redes sociais e canais digitais de comunicação com atividades estimulantes baseadas em questões como: Que Planta é essa ? Em que a comunidade envia fotos das plantas e nossos especialistas e convidados respondem sobre elas; ou 2) Que bicho é esse ? A mesma ideia do que planta é essa... ou ainda o 3) Compartilhe uma História. – onde a ideia é que a comunidade possa relatar, por escrito, áudio, vídeo ou fotos, fatos, acontecimentos locais ou ítens do patrimônio material e imaterial da Ilha e região. Assim, pretendemos chegar mesmo àquelas localidades onde não teremos atividades presenciais, mas que as comunidades se sintam representadas e participantes.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Luís Fernando de Macedo Brígido

Ciências da Saúde

Medicina
  • impacto do acesso qualificado com pronta vinculação (provi) na retenção de pacientes com infecção pelo hiv ou com indicação de profilaxia pré-exposição
  • O diagnóstico precoce e o tratamento oportuno de doenças crônicas são pilares para a prevenção de complicações e resultam em menor morbidade e mortalidade. Entretanto, no caso das doenças crônicas transmissíveis, como a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), soma-se ao benefício individual do tratamento e da profilaxia, o benefício para a saúde pública, pois o tratamento com supressão viral e o uso profilático com adesão, interrompem a cadeia de transmissão, sobretudo em casos de infecção aguda/recente (Cohen, 2011). Um estudo em Bangkok estimou que a detecção da infecção aguda pelo HIV e imediato tratamento reduziu em 89% a transmissão entre homens que fazem sexo com homens (HSH) (Kroon, 2017). Pacientes tratados nesta fase poderão ser candidatos no futuro à cura funcional, um possível controle virêmico, mesmo na ausência de tratamento antirretroviral (TARV) (Sáez-Cirión et al., 2013; Robb et al., 2016; Rutstein et al., 2017). O adequado tratamento com supressão viral é tido como ferramenta essencial para pôr fim na epidemia de AIDS, e para isso faz-se necessário diagnosticar as pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHA), vinculá-las no serviço de saúde e mantê-las retidas em uso regular de antirretrovirais. O relatório da UNAIDS de 2017 observa que, globalmente, quando as lacunas ao longo da cascata são combinadas, apenas 43% de todas as PVHA tiveram a carga viral suprimida em 2016, o que é muito abaixo do alvo proposto de 73%, demonstrando que muitas regiões estão fora do curso certo para alcançar a meta até 2020 (UNAIDS, 2017). A profilaxia pré-exposição (PrEP) também exerce um importante papel na prevenção da infecção por HIV entre populações mais vulneráveis, desde que com adesão (Sidebottom, 2018). O objetivo deste estudo é obter informações sobre as etapas no processo de incorporação ao sistema de saúde das PVHA ou em alto risco de aquisição, com indicação de PrEP. Permitindo um melhor entendimento da dinâmica da epidemia e avaliar ferramentas que possam impactar na vinculação e retenção, com o objetivo principal de interromper a cadeia de transmissão, quer pela não aquisição da infecção pelo uso regular de PrEP ou pela supressão viral (viremia <200 cópias/mL) nos casos em tratamento. O uso da metodologia de teste rápido de quarta geração, com características de point of care, possivelmente permitirá encurtar o tempo de janela imunológica, em comparação aos testes rápidos diagnósticos (TRD) convencionais em uso no SUS e será usado nos casos suspeitos de infecção aguda pelo HIV com TRD de terceira geração negativo (associado a biologia molecular) e no dia do início da PrEP. Os casos diagnosticados pela rede de saúde de Santo André serão monitorados, com avaliação das dificuldades de acesso ao Centro Médico de Especialidades, Referência em Assistência, Ensino e Pesquisa em Infectologia (CME-RAEPI), recém inaugurado em 15 de dezembro de 2018 (antigo Ambulatório de Referência em Moléstias Infeciosas - ARMI), serviço de referência no atendimento das PVHA, assim como, as barreiras para a vinculação e retenção com adesão adequada ao TARV ou a profilaxia pré-exposição. Pretendemos testar se a Pronta Vinculação (PROVI), seguida ao Pronto Acolhimento, terá impacto significativo nesta retenção e consequente supressão viral nos casos tratados. Assim como, fatores inerentes ao vírus, que possam influenciar nesta supressão, também serão estudados, em especial em gestante, mulheres em idade fértil, casos de infecção aguda/recente e naqueles no qual não houver queda de um log na carga viral, após 30 dias de TARV. O estudo terá um olhar na detecção do perfil de vulnerabilidade dos usuários, de modo que se possa propor estratégias diferenciadas para estas populações. No serviço haverá um novo modelo de organização, o qual o acesso dos casos diagnosticados será facilitado pelo Pronto Acolhimento por equipe multidisciplinar, valendo-se de ferramentas como: i) ficha de acolhimento padronizada, com informações que permitem identificar as vulnerabilidades do usuário e ii) algoritmos na identificação da provável fase da infecção (aguda, crônica latente ou aids) que orientarão quanto a urgência do atendimento médico. A estratégia de PROVI propõe para os casos já diagnosticados com infecção pelo HIV, que a primeira coleta e consulta médica ocorra no máximo em 7 dias após este acolhimento, com início imediato da TARV, seguido de retenção, com coleta de exames de controle em 30 dias após este início e consulta com o médico retentor em cerca de 15 dias após esta última coleta (cerca de 45 dias após a admissão). Outras ferramentas serão usadas no monitoramento, dos casos em uso de antirretrovirais como tratamento ou profilaxia, como: iii) uma agenda de vinculação, o qual o agente vinculador deverá lembrar o usuário da primeira coleta e consulta médica, por contato telefônico ou mensagem eletrônica (para usuários que autorizem no acolhimento), iv) uma planilha de monitoramento de vinculação. As faltas no processo de retenção, inclusive na adesão aos antirretrovirais (ARV), quer como tratamento ou profilaxia, também serão monitoradas por agente retentor em v) uma planilha de monitoramento de retenção e vi) uma planilha de monitoramento de falhas na retirada do ARV. Este projeto permitirá testar ferramentas de organização do serviço, passíveis de serem aplicadas em unidades do SUS, assim como algumas metodologias laboratoriais que podem ser eventualmente incorporadas no futuro, que possibilitam diminuir as perdas de diagnósticos assim como, estimar o tempo de infecção, e desta forma procurar contribuir no entendimento melhor e consequente controle da epidemia.
  • Instituto Adolfo Lutz - SP - Brasil
  • 02/03/2020-31/03/2023
Foto de perfil

Luis Fernando Glasenapp de Menezes

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • suplementação continuada visando a terminação de novilhos precoces em sistema de pastejo
  • O objetivo do estudo será avaliar a melhor alternativa para a suplementação continuada de novilhos do desmame a terminação visando o abate de novilhos precoces em sistema de pastagem. O experimento será realizado na área experimental da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Campus Dois Vizinhos. Serão utilizados 24 bovinos castrados com idade média inicial de 8 meses, provenientes de cruzamento industrial. O experimento será dividido em duas etapas, recria e terminação. A recria começará no inverno em pastagem de aveia preta (Avena strigosa Schreb) e azevém (Lolium multiflorum L.) sobressemeada em pastagem de estrela africana (Cynodon nlemfuensis cv. Estrela Africana). A fase de terminação será em pastagem de estrela africana até os animais atingirem 500 kg de peso vivo. Os animais serão divididos nos seguintes tratamentos: TRADICIONAL: sem suplementação energética na recria e 1,0% do peso vivo de suplemento por dia durante a terminação; CONTINUADA: 0,5% de suplemento por dia do início da recria até a terminação; BAIXA-ALTA: Baixa suplementação durante a recria (0,3% do PV/dia) e Alta suplementação durante a terminação (0,7% do PV/dia); ALTA-BAIXA: Alta suplementação durante a recria (0,7% do PV/dia) e Baixa suplementação durante a terminação (0,3% do PV/dia). Será utilizada um suplemento formulado para que atendam às exigências (GMD de 800 g/dia e 1200 g/dia para a recria e terminação, respectivamente) em cada fase de criação como suplemento. Serão avaliados os parâmetros produtivos da pastagem (massa de forragem, taxa de acúmulo, capacidade de suporte), o desempenho animal (ganho individual, ganho por área), comportamento ingestivo, parâmetros nutricionais (consumo, digestibilidade, parâmetros ruminais), a composição de ganho dos animais e as características da carcaça (rendimento de carcaça, conformação, ,espessura de gordura) e da carne (marmoreio, força de cisalhamento, qualidade organoléptica, perfil de ácidos graxos).
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luis Ghivelder

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • materiais magnetocalóricos para refrigeração magnética e dinâmica de vórtices em novos supercondutores
  • O objetivo deste projeto é o desenvolvimento de linhas pesquisa de ponta em física experimental da matéria condensada, com ênfase em magnetismo e supercondutividade. Na linha de magnetismo, o foco são materiais magnetocalóricos. As últimas décadas tem sido caracterizadas por uma grande preocupação relacionada a obtenção de sistemas energéticos mais limpos e eficientes. Um dos temas com papel relevante na sociedade moderna são as tecnologias de refrigeração. Há uma busca intensa para encontrar substitutos aos gases ainda utilizados, que provocam danos ao meio ambiente. O estudo de materiais magnéticos com potencial magnetocalórico é um dos objetivos do nosso trabalho. Na linha de pesquisa em supercondutividade, o destaque será no estudo de uma nova classe de materiais: os supercondutores ferro-pinictídeos. Há muitas questões fundamentais ainda em aberto, como a existência de supercondutividade em materiais com elementos fortemente magnéticos. Pretendemos estudar o comportamento da corrente crítica em diferentes compostos e elucidar o papel da dinâmica de vórtices nas propriedades supercondutoras. Com laboratórios muito bem equipados na UFRJ e na UFF, estamos em condição de fazer contribuições significativas para o avanço do conhecimento nessas duas linhas de pesquisa. A UFRJ dispõe de uma excelente infraestrutura para medidas experimentais em baixas temperaturas e altos campos magnéticos. Utilizaremos de forma sistemática o equipamento “Physical Properties Measuring System” (PPMS), que permite a realização de medidas de magnetoresistência, magnetização e calor específico. A UFF dispõe de diversos fornos e equipamentos acessórios para fabricação de materiais, e um moderno sistema de difração de raios-x para caracterização estrutural dos compostos. O pesquisador da UENF é especialista na análise dessas medidas, e sua participação no projeto propicia a transferência de recursos para centros emergentes, com menor tradição em pesquisa científica.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luis Gustavo Morello

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de biomarcadores e perfil de expressão gênica relacionados à reserva microvascular periférica de pacientes com sepse
  • A sepse e o choque séptico são síndromes comuns nas Unidades de Terapia Intensiva sendo causa importante de morbidade e mortalidade, apesar dos importantes avanços terapêuticos das últimas décadas. Para a melhoria desse panorama, tem se buscado melhores formas de monitorização dos pacientes acometidos, baseadas em conhecimentos recentes sobre a fisiopatologia vascular e imune do choque séptico. Inúmeros estudos demonstraram que a monitorização distúrbios da microcirculação à beira de leito permite identificar pacientes com maior risco de mortalidade. Avaliando a reserva microvascular isquêmica à beira de leito, utilizando o índice de perfusão derivado da oximetria (IPP) associado ao teste de oclusão vascular, estudos recentemente publicados por nosso grupo demonstraram, de maneira inédita a capacidade desse teste de identificar muito precocemente um subgrupo de alto risco de mortalidade pelo choque séptico. Entretanto nenhum estudo da literatura elucidou claramente os mecanismos envolvidos na ocorrência de reserva microvascular periférica na sepse e no choque séptico, que assim permanecem obscuros. Desta maneira, o objetivo deste projeto é validar um novo método de monitorização microcirculatória de pacientes com sepse e choque séptico, em pacientes brasileiros, utilizando: 1) a avaliação da reserva microvascular periférica através do IPP derivado da oximetria de pulso 2) a identificação de possíveis mecanismos envolvidos como marcadores imune-regulatórios, do stress oxidativo e avaliação de endotipos genômicos de risco. Este projeto buscará caracterizar tais parâmetros na sepse, verificar a possível relação destes com os desfechos clínicos de morbidade e mortalidade e por fim verificar qual a relação fisiopatológica entre eles. Por fim, este projeto busca estabelecer a base de evidência necessária para o desenvolvimento de uma solução suporte para o diagnóstico de risco de mortalidade pela sepse, à beira de leito, utilizando os achados relacionados aos biomarcardores aqui estudados.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Luís Henrique Bassoi

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • irrigação com deficit em milho e trigo com uso conjunto de hidrogel e bioinsumo
  • A agricultura irrigada, com baixa disponibilidade de água, pode se valer do uso de uma lâmina de irrigação menor que a requerida em alguns estádios fenológicos de uma cultura, o que pode gerar alterações nas respostas fisiológicas, nutricionais, morfológicas e da produção das plantas. A irrigação com déficit, junto com o uso de polímeros capazes de absorver e liberar água e microrganismos benéficos ao crescimento das plantas, é uma alternativa para obtenção de produtividade agrícola e economia de água satisfatórias sob restrição hídrica. Assim, este projeto pretende avaliar como o desenvolvimento e o crescimento do milho safrinha e do trigo irrigados com déficit hídrico e com o uso combinado de hidrogel e bioinsumo. Durante 3 anos, serão realizados experimentos em casa de vegetação e em campo, com 2 cultivares de milho e de trigo irrigadas por gotejamento, para avaliação de suas respostas sob 2 níveis de disponibilidade de água (irrigação sem déficit e irrigação com déficit até 30% da água disponível no solo no início de florescimento do milho e do trigo, com posterior reinício da irrigação), com aplicação de 2 doses de hidrogel - com e sem inserção de Trichoderma - e sem aplicação de hidrogel (5 níveis). Serão avaliados a disponibilidade de água na zona radicular, índice de área foliar, resistência estomática, índice de vegetação, teor foliar de clorofila, acúmulo de nutrientes na biomassa e a produção, composição e morfologia interna de grãos. Haverá avanço no conhecimento quanto à redução de uso de água e aumento de eficiência do seu uso em cultivos irrigados de milho e trigo; disponibilização de hidrogel com inserção de bioinsumo em sua formulação, com custo acessível ao produtor agrícola, para liberação de água e de mircrorganismo ao solo de forma rápida e gradual; fortalecimento de uma startup; avanço do conhecimento científico sobre o sistema de produção de milho e trigo e a sustentabilidade da agricultura; e formação de recursos humanos.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Luís Henrique de Amorim

Outra

Divulgação Científica
  • desinformação em saúde: um desafio e uma oportunidade para a divulgação científica
  • As mídias sociais hoje são de extrema importância para a sociedade e para a difusão de informações, incluindo as científicas. Como alguns autores argumentam, o desenvolvimento de tecnologias digitais levou a profundas transformações na maneira como o público aprende sobre ciência e tecnologia. A democratização e o fácil acesso a informação, porém, trazem também desafios. Entre eles destaca-se a circulação desenfreada de desinformação, com graves consequências para a sociedade, como podemos observar no cenário pandêmico atual. Apesar de sua importância e urgência, o conhecimento sobre a desinformação ainda é escasso. Assim, é necessário melhor compreender o fenômeno da desinformação a fim de aperfeiçoar as ações de divulgação científica. Uma das principais questões atuais é entender como se dá a recepção de notícias falsas pelo público. Ou seja, o que é percebido e levado em conta para aferir credibilidade ou não e quais são as motivações para o compartilhamento de informações sobre saúde. Diferentes trabalhos acadêmicos e manuais produzidos por diversas instituições buscam mapear características de notícias falsas, porém nossa hipótese é que muitas destas características não são levadas em conta pelo público no momento de compartilhar informações. Um estudo prévio realizado por pesquisadores que integram a equipe deste projeto, em Paris (França), mostrou que o nome do veículo responsável pela publicação de um texto não era relevante para os participantes no momento de avaliar a qualidade das informações ou a intenção dos mesmos de compartilhá-las ou não. Neste projeto, buscaremos, a partir da leitura de textos pelos participantes e entrevistas, avaliar a percepção da recepção pelo público de diferentes características, como, por exemplo, tamanho do texto, citação a cientistas, especialistas e instituições de pesquisa, por um lado, ou promessas, ausência de citações e teorias da conspiração, por outro.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luís Henrique de Amorim

Outra

Divulgação Científica
  • o desafio da desinformação em saúde: compreendendo a recepção para uma melhor divulgação científica
  • O uso massivo da internet e o intenso compartilhamento de informações via redes sociais digitais desencadearam transformações profundas nas formas de se comunicar, colocando-nos diante de novos e complexos desafios que marcam a era da pós-verdade. Entre eles destaca-se a circulação desenfreada de desinformação, com graves consequências para a sociedade, como podemos observar no cenário atual, em que informações incorretas e falsas sobre prevenção e tratamento de Covid-19 aumentam o número de vítimas da doença e dificultam o controle da pandemia. Apesar de sua importância e urgência, o conhecimento sobre a desinformação ainda é escasso. Diversos autores citam a necessidade de pesquisas para a melhor compreensão do fenômeno, destacando a premência do estudo da recepção de informações incorretas e falsas. Nesse contexto, a pesquisa em divulgação científica pode desempenhar um papel fundamental no sentido de contribuir para a mitigação da desinformação em ciência e saúde. Assim, o objetivo geral deste projeto é investigar a circulação da desinformação sobre saúde no contexto da pós-verdade, sob a perspectiva da recepção, tendo o público jovem, de diferentes classes sociais, como alvo preferencial. Dado o caráter amplo e complexo do fenômeno sob investigação, realizaremos ao longo do projeto seis estudos, lançando mão de métodos quantitativos e qualitativos e tendo as teorias da recepção como espinha dorsal. Por meio deles, buscaremos identificar as estratégias e os critérios utilizados por jovens para avaliar informação sobre saúde em diferentes contextos, analisar a atribuição de credibilidade às fontes de informação sobre saúde e examinar os modos de legitimação e deslegitimação do discurso científico em debates sobre temas controversos de saúde travados em variadas mídias. A partir dos resultados, iremos desenvolver e testar estratégias que possam contribuir para a despoluição do circuito informacional contemporâneo e, posteriormente, transformá-las em atividades de divulgação científica no Museu da Vida.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 09/11/2021-30/11/2024
Foto de perfil

Luís Marcelo Aranha Camargo

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • ectoparasitos e seus patógenos de morcegos (mammalia, chiroptera) na região central de rondônia
  • Os morcegos pertencem à ordem Chiroptera e estão entre os mamíferos mais diversos e geograficamente dispersos. Apresentam uma grande riqueza na diversificação da exploração de recursos, na ocupação de hábitats e estão diretamente envolvidos em vários processos ecológicos. Possuem grande importância para o ecossistema: como polinizadores, dispersores de sementes, transmissores de doenças e controladores de pragas. São hospedeiros de ectoparasitas dípteros, ácaros e carrapatos. Apresentam o maior número de ordens e famílias de artrópodes ectoparasitas sendo exclusivos de morcegos. São também vetores de várias doenças, muitos das quais, são patogênicos aos humanos e outros animais, como a raiva, e as bactérias dos gêneros Rickettsia spp., Coxiella spp., Borrelia spp. e Orientia spp.. Os morcegos serão capturados em noites com lua minguante com redes de neblina e em grutas existentes na área rural de Monte Negro-RO. Os ectoparasitos serão coletados dos corpos dos morcegos por observação direta e o uso de pinça de ponta fina. Será colhida uma amostra de 0,1 mL de sangue de vaso colhidas pelas veias braquial e os espécimes libertados em seguida. Tantos os morcegos quanto os ectoparasitos serão identificados morfologicamente de acordo com chaves específicas e quando necessário, com a utilização de técnicas moleculares. Os patógenos, por sua vez terão seu material genético extraído do sangue e dos ectoparasitos e preparados para sequenciamento gênico na plataforma da FIOCRUZ/ILMD-AM. Neste estudo, será avaliado a interação entre morcegos e seus artrópodes ectoparasitas, bem como, seus patógenos de importância médica. Contudo a falta de informações nas bases de dados sobre a fauna de Chiroptera na região central de Rondônia e seus ectoparasitas, ressalta a importância deste estudo, podendo assim contribuir para preencher a lacuna de informação sobre o tema em Rondônia.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Luis Marcelo Marques Tavares

Engenharias

Engenharia de Minas
  • modelagem avançada da moagem em moinhos atritores verticais em operação contínua
  • As texturas cada vez mais finas dos minérios, os seus menores teores, além de demandas específicas como a preparação de concentrados com granulometrias compatíveis ao transporte em minerodutos e à pelotização têm resultado em crescente demanda pela moagem até tamanhos progressivamente mais finos na indústria mineral. Os principais equipamentos empregados nessa tarefa são os moinhos atritores verticais. Diferentes fabricantes oferecem modelos desses moinhos que se distinguem por uma variedade de características, incluindo geometria do moinho e do agitador, intervalo de frequência de operação, tipo e tamanhos de corpos moedores, etc. Tanto com o objetivo de melhor adequar o modelo de moinho à cada aplicação em particular quanto o de até desenvolver novos modelos de moinhos mais adequados a aplicações específicas, há grande interesse em desenvolver modelos matemáticos que permitam simular a operação desses moinhos com grande fidelidade. O projeto trata do aprimoramento da aplicação do modelo mecanicista UFRJ à moagem contínua em moinhos atritores verticais, acoplando-o à fluidodinâmica computacional na descrição tanto da classificação realizada na parte superior do equipamento, quanto da interação entre os corpos moedores e a polpa mineral. Assim, o projeto visa aplicar as técnicas inicialmente na moagem em escala piloto, passando para sua aplicação à escala industrial, uma vez que a etapa de moagem descontínua já foi validada pela equipe (vide trabalhos anteriores da equipe). A escala piloto permitirá a validação detalhada do modelo, inclusive com a montagem de sistema experimental para validar a aplicação da fluidodinâmica computacional. Por fim, o projeto ainda buscará empregar informações obtidas em dispositivo inovador de quebra de partículas individuais, validando a sua aplicação na previsão da moagem em um moinho agitado vertical em escala de laboratório a ser adaptado como parte do projeto.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025