Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Marcio Antonio da Silva

Ciências Humanas

Educação
  • temas interseccionais e livros didáticos de matemática: resistindo ao conservadorismo político e social
  • Esta proposta tem como objetivo analisar discursos que atravessam os livros didáticos de matemática e produzem verdades sobre mulheres, afrodescendentes, quilombolas, campesinos e indígenas. O material de análise é composto pelas coleções aprovadas pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), nos anos de 2020 (anos finais do ensino fundamental e 2021 (ensino médio). A perspectiva teórico-metodológica envolve três conceitos: política cultural, interseccionalidade e análise do discurso. Usando o conceito de política cultural, partimos da hipótese de que os livros didáticos ou qualquer outro texto curricular podem ser vistos como um manual que ajusta, homogeneíza, normaliza e uniformiza modos de vida. Nos últimos anos, o atual governo conservador tenta excluir as conquistas de grupos sociais que, historicamente, defendem que a diferença seja uma marca na construção de currículos. Assim, analisar os livros didáticos é ação potente de desconstrução de mecanismos conservadores e neoliberais que fazem parte das relações de poder, discurso e saber. Diante desse cenário, a educação matemática tem um papel estratégico, pois, de onde menos se poderia imaginar – os currículos de matemática –, é possível promover a discussão de temas relacionados à gênero, raça, etnia, entre outros, fazendo da matemática uma disciplina escolar estratégica para que a não-neutralidade dos currículos se manifeste e promova movimentos de resistência e contraconduta. Espera-se que se construa, em conjunto com o grupo de pesquisadores que fazem parte deste projeto, propostas potentes que possam ser utilizadas nas salas de aula brasileiras e que valorizem esses grupos sociais. Propostas que busquem o reconhecimento da importância da interseccionalidade como um aspecto fundamental para os currículos. Desse modo, a educação matemática trará contribuições para o projeto de construir uma nova sociedade, com novos valores e novas prioridades.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 10/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Márcio Caliari

Ciências Agrárias

Agronomia
  • agricultura sustentável na comunidade caxambú: desenvolvimento de novos produtos e valorização energética dos resíduos e subprodutos de baru
  • A produção sustentável de castanhas de baru (Dipteryx alata) na comunidade Caxambú, em Pirenópolis-GO é uma alternativa para manter a vegetação nativa, à medida que os produtores passam a conservar o bioma Cerrado, para tirar proveito da castanha, muito apreciada por moradores locais e por turistas. O desenvolvimento sustentável é uma estratégia através da qual as comunidades buscam um desenvolvimento econômico que também beneficie o meio ambiente local e a qualidade de vida. Neste contexto, temos de um lado a necessidade de conservar o bioma Cerrado e, de outro lado, o desenvolvimento de alternativas para o desenvolvimento econômico das comunidades envolvidas nesta atividade, trazendo novas ideias para a utilização dos resíduos do processamento de baru com possível inclusão de fontes de renda para as famílias locais. Assim, essa a proposta tem como objetivo o aproveitamento da torta de sementes de baru, subproduto oriundo do processamento do óleo, assim como do resíduo originário da retirada da semente, ou seja, a casca, resíduo lenhoso. Serão duas propostas de valorização, sendo: uma a caracterização completa da torta desengordurada para ser utilizada como ingrediente em produtos locais e a outra a utilização do resíduo como matéria prima para conversão de energia química em térmica/elétrica, ou seja, sua valorização energética. Este projeto será desenvolvido por pesquisadores do grupo de pesquisa CNPq ‘Cadeia Agroalimentar Sustentável’, e Grupo de Estudos em Energias Renováveis e Ambiente (GEERA) envolvendo 2 Instituições: Universidade Federal de Goiás (UFG), Escola de Agronomia e o Instituto Federal de Goiás (IFG) – Campus Inhumas. Os resultados esperados são promissores e o projeto se enquadra nas áreas prioritárias do MCTI: Tecnologia de Desenvolvimento Sustentável, Energia e Agronegócio.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Marcio Cataldi

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • biotech3d tecnologia a serviço da vida no combate à covid 19
  • A epidemia de COVID-19, causada pelo vírus SARS Cov- 2 teve início, no final do ano de 2019, em Wuhan, na província de Hubei, China. Desde então, a doença se estendeu a outros países, vindo a ser declarada pandemia, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 11 de março de 2020. Até o momento, foram confirmados, em todo o mundo, mais de 212 milhões de casos, com mais de 4 milhões de mortes. Além dos prejuízos individuais, pelo agravo à saúde de muitos, podendo chegar à morte, as medidas para mitigação da pandemia trazem consigo enorme impacto para toda a sociedade, que tem sido comparado com o provocado pela 2ª Guerra Mundial. Há consenso de que, estrategicamente, a proteção aos profissionais de saúde, evitando o contágio, é uma prioridade. Cada profissional enfermo e afastado corresponde à redução de leitos disponíveis e redução de mão de obra qualificada para o atendimento de pessoas contaminadas. Além disso, o profissional de saúde infectado pode atuar como vetor da doença, acelerando a transmissão do vírus para a população. Foi a partir desse cenário, onde a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou sobre a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), a iniciativa intitulada FRENTE UFF surgiu para somar esforços e contribuir no combate à essa doença tão letal. Um grande grupo de alunos e professores da Universidade Federal Fluminense se uniu com voluntários da população local para estudar e produzir inicialmente máscaras faciais, mais conhecidas pelo seu nome em inglês, FaceShield, equipamentos de proteção individual (EPIs) importantes no combate ao Coronavírus. Elas permitem a criação de uma barreira física e intransponível de proteção entre o médico e o paciente, especialmente durante procedimentos que exponham a ambos o contato com sangue ou fluidos infecciosos. A iniciativa evoluiu bastante com grande apoio de todos os envolvidos e empresas que contribuíram para viabilizar a aquisição de mais de 15 impressoras 3D. Na linha de equipamentos importantes para o auxílio e atendimento de pacientes com complicações causadas pelo Coronavírus, a equipe desenvolveu também duplicadores de respiradores mecânicos artificiais e respiradores mecânicos de baixo custo. Os respiradores são necessários quando uma grave pneumonia compromete a função pulmonar, nesta condição o processo de respiração é realizado com enorme esforço (dispnéia) e reduz a concentração de oxigênio dissolvido no sangue (hipoxemia). Nesses casos críticos do COVID-19 é indicada a intubação e utilização de ventilação mecânica imediata. Os duplicadores de respiradores representam uma alternativa de baixo custo e rápida fabricação, que viabiliza o compartilhamento de respiradores existentes. Grande parte do conhecimento adquirido e gerado ao longo desta experiência foi compartilhado com a sociedade, de forma não presencial, no evento intitulado TECH3D UFF, realizado em 26 de agosto de 2020 ( http://lammoc.sites.uff.br/tech3duff/ ). Esta experiência, mesmo que incipiente, serviu de base e inspiração para a construção desta proposta, visando ampliar a abrangência e a transdisciplinaridade em um novo evento, a ser realizado no âmbito da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2021 do MCTI.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • inquérito sorológico de infecção pelo novo coronavírus (sars-cov-2) e fatores associados em diferentes grupos etários
  • A pandemia da doença pelo novo coronavírus (COVID-19) tem causado impactos em vários setores da sociedade em todo o mundo. Por tratar-se de uma doença nova, há insuficiência de informações sobre a prevalência de infecção pelo vírus na população e da sua associação com aspectos epidemiológicos, apesar da disponibilidade de estudos e estatísticas oficiais disponíveis sobre a sua evolução. Assim, verificar a magnitude da infeção pelo SARS-CoV-2 na população é o primeiro passo para o desenvolvimento de estratégias efetivas de saúde pública baseadas em evidências. Esta pesquisa tem como objetivo geral estimar a magnitude e evolução da soroprovalência de infecção por SARS-CoV-2 e sua associação com aspectos epidemiológicos em diferentes grupos etários e como objetivos específicos: Realizar inquérito sorológico para identificar a presença de anticorpos contra o SARS-CoV-2 em diferentes grupos etários; Estudar aspectos epidemiológicos associados à infecção por SARS-CoV-2; Determinar a fração de infecções assintomáticas ou subclínicas; Descrever conhecimentos, atitudes e práticas relacionados à prevenção da doença por coronavírus (COVID-19); Identificar associações da infecção por SARS-CoV-2 com indicadores socioeconômicos e de assistência à saúde; Identificar fatores de risco para infecção comparando as exposições de indivíduos infectados e não infectados e Estimar a real prevalência da infecção do SARS-CoV-2 dos entrevistados com base na sensibilidade e especificidade dos testes utilizados. Trata-se de um inquérito sorológico seriado (quatro etapas) de base populacional, segundo o protocolo de investigação soroepidemiológica estratificada por idade para infecção pelo vírus COVID-19 da Organização Mundial de Saúde. Serão realizadas 210 entrevistas por etapa (n=2.310), totalizando 9.240 entrevistas ao final da quarta etapa, com intervalo de 21 dias entre elas. Em cada município-sede dos 11 territórios de desenvolvimento (TD) do Piauí serão sorteados 30 setores censitários (1º. estágio) e 7 domicílios em cada setor. No domicílio sorteado (2º. estágio), os moradores presentes serão listados segundo idade e sexo, sendo sorteado um deles para participar da pesquisa (3º. estágio). Sendo sorteado um domicílio vazio ou se houver recusa de todos os ocupantes do domicílio sorteado, será consultada a lista de domicílios-reserva. Quando o indivíduo sorteado for menor de 18 anos, deverá responder ao questionário na presença de um adulto (>=18 anos de idade). As informações sobre recusas, domicílios vazios e domicílios-reserva serão anotadas pelos entrevistadores no diário de campo para cálculo da taxa de resposta. A cada etapa, será realizado novo sorteio de domicílios que podem ou não coincidir com o sorteio anterior. Em cada entrevista será realizado sorológico (teste rápido) para detectar a presença de anticorpos IgG/IgM contra SARS-CoV-2 e aplicado questionário com perguntas padronizadas, preenchidas pelo entrevistador no programa EpiColect ou RedCAP instalado em tablets, com informações sobre: a) aspectos demográficos individuais; b) aspectos socioeconômicos; c) sintomas potencialmente relacionados à COVID-19 nos 15 dias anteriores à entrevista, diagnóstico médico prévio de doenças relacionadas ao prognóstico da COVID-19, utilização de serviços de saúde nas duas semanas anteriores à entrevista e adoção total, moderada, leve ou não adoção das medidas de distanciamento social; d) conhecimentos, atitudes e práticas (CAP) em relação à COVID-19. O teste rápido será realizado usando kit de teste de imunoensaio que, nos estudos de validação realizados pelo fabricante, tenham apresentado sensibilidade maior que 85% e especificidade maior que 95%. A validação dos testes aplicados será verificada comparando-se os resultados dos testes rápidos com pessoas que realizaram o teste RT-PCR, cadastrados no LACEN-PI. O exame será realizado por meio de punção em polpa digital e a interpretação do resultado será realizada no local da entrevista. Na análise dos dados, serão estimadas as razões de prevalência segundo regressão de Poisson, com respectivos intervalos de confiança de 95%, com significância estatística quando p<0,05, no módulo svy, adequado para planos de amostragem complexa, no programa Stata. Essa etapa será realizada em conjunto com pesquisadores de instituições nacionais e internacionais, com base na literatura disponível e em consonância com o cenário epidemiológico local por meio de consulta aos indicadores epidemiológicos de morbimortalidade da pandemia. A pesquisa seguirá todos os princípios éticos. A partir da estimativa da soroprevalência de infecção por SARS-CoV-2 em nas diferentes regiões do território piauiense e do dimensionamento da distribuição da infecção, poderão ser formuladas estratégias de prevenção e assistência a partir dos dados obtidos. Tais resultados contribuirão para o planejamento adequado da assistência hospitalar e de ações de prevenção guiadas pela soroprovalência específica do nesse estado. O estudo também contribuíra com subsídios para a melhor compreensão da história natural da doença COVID-19.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Márcio Flávio Moura de Araújo

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • alimentação, inovação e compreensão na prevenção e controle do diabetes: o papel da enfermagem.
  • Este projeto possui dois objetivos de pesquisa, a saber: 1. Analisar o custo-eficácia de uma formulação de café (cafeinado ou descafeinado), enriquecida com cacau e fruto-oligossacarídeos (FOS), no controle glicêmico e da pressão arterial de adultos durante 20 semanas e 2. Compreender a influência do confinamento durante a pandemia por COVID-19 no comportamento alimentar em usuários da Estratégia Saúde da Família com diabetes tipo 2 com bom e mau controle glicêmico. Para o alcance do objetivo 1 desenvolveremos um ensaio clínico randomizado duplo cego, com pessoas não diabéticas. Estas passarão por duas avaliações (pré e pós-intervenção), na qual serão tomados dados antropométricos, pressão arterial e biomarcadores de glicemia de curto, médio e longo prazo. Assim como serão orientados a fazer uso da intervenção 2x ao dia (café da manhã e almoço). A intervenção será disponibilizada em forma de saches contendo café (6g), cacau (250mg) e FOS (3g), via rota enzimática, a serem coados em água quente. Já para o alcance do objetivo 2, conduziremos um estudo misto do tipo sequencial explanatório. A pesquisa será realizada na cidade de Eusébio, Ceará, Brasil, especificamente em uma Unidade Básica de Saúde da Família. A coleta de dados será do tipo sequencial; a fase 1 (quantitativa) e fase 2 (qualitativa). A coleta de dados de dará por aplicação de formulário contendo questões estruturadas sobre idade, tempo de doença, uso de medicamentos, antecedentes de saúde prévio e presença de comorbidades, instrumento de classificação econômica do Brasil elaborado pela Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP) de 2021, questionário de frequência de consumo alimentar (QFCA) proposto por Ribeiro (2006), instrumento Summary of Diabetes Self-Care Activities Questionnaire (SDSCA) e a versão brasileira da escala PAID (Problems Areas in Diabetes) com Alpha de Cronbach de 0.93. Os dados serão analisados por meio da análise descritiva e descrição interpretativa à luz de Sally Thorne.
  • Fundação Oswaldo Cruz - CE - Brasil
  • 11/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Márcio Galvão Pavan

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • vigilância integrada em tempo real de hotspots de transmissão de arbovírus e densidade de ae. aegypti através do emprego de drones, genômica e da espectroscopia do infravermelho próximo
  • A vigilância em saúde pública tem como maior propósito avaliar o risco de ocorrência de epidemias. O controle do Aedes aegypti no Brasil é ineficiente por ser baseado em índices larvares que não refletem a densidade de mosquitos adultos, que transmitem arbovírus para humanos. Ademais, a ausência de dados em tempo real acerca de mosquitos e humanos infectados leva à não observação de áreas de maior risco de transmissão, dispersando os investimentos econômicos no controle e a força de trabalho dos agentes de saúde para áreas não prioritárias. Essa proposta visa a adoção de novas tecnologias para determinar em tempo real hotspots de risco de transmissão de arbovírus. A análise de criadouros larvares e alados, com o uso de ovitrampas e ~4 mil Adultraps, assim como análise de mosquitos infectados por arbovírus (RT-qPCR multiplex) já vem ocorrendo em Foz do Iguaçu há quatro anos, com tempo de resposta de ~72h. Nesta proposta, pretendemos mapear por genômica possíveis áreas de entrada de mosquitos e genótipos de arbovírus exógenos, assim como inserir na vigilância veículos aéreos não transportados (VANT) para localizar criadouros e espectroscopia do infravermelho próximo para identificar infecção viral em Ae. aegypti coletado em campo. Voos de VANT serão realizados para o reconhecimento automático de objetos em imagens aéreas via visão computacional para identificar, contar e coletar coordenadas de criadouros tais como caixas d’água, fontes ornamentais ou piscinas. Em condições de laboratório, o infravermelho próximo (NIRS) foi capaz de identificar em menos de 5 segundos infecções por DENV, ZIKV e CHIKV em Ae. aegypti com 90% de acurácia e a próxima etapa é avaliar sua eficácia em campo. Espera-se que a velocidade na produção destas informações permita ao gestor local de saúde tratar criadouros produtivos de maneira eficiente e analisar mapas atualizados em tempo real, identificando hotspots com risco de transmissão de arbovírus em sua cidade.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Marcio Gomes de Sá

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • artesanato no nordeste hoje: políticas públicas, gestão e condição artesã
  • O artesanato é uma atividade econômica vinculada à cultura e aos saberes populares, que persiste em nosso tempo como fonte de renda e identidade para milhares de grupos e comunidades periféricas. Entretanto, desafios do presente condicionam sua continuidade, afinal, fenômenos como a dificuldade de manutenção econômica por meio do ofício e o desengajamento das novas gerações se manifestam em condições artesãs específicas, como as encontradas no Nordeste brasileiro (Souza et al, 2020; Sousa et al, 2020a). Por outro lado, a dificuldade de consolidação de agenda pública, para o desenvolvimento coletivo e sustentável do artesanato como negócio em médio e longo prazo, tem problematizado a implementação e o impacto efetivo de políticas públicas federais, estaduais e locais nas condições de vida e trabalho de comunidades artesãs (Sá et al, 2020). Aqui parte-se do pressuposto que as políticas públicas voltadas ao artesanato condicionam e são condicionadas pelo público artesão, o que implica focar em dois fenômenos: implementação de políticas públicas voltadas ao artesanato e condições artesãs localizadas. Neste sentido, tomam-se as esferas estaduais e locais como campos de potencialidades e tensões à implementação das políticas públicas (Sobrinho e Helal, 2017) por nelas se darem contatos mais diretos entre os burocratas de rua e o público beneficiado. Diante disso, esta proposta objetiva realizar mapeamentos e análises da implementação de políticas públicas federais direcionadas aos artesãos em todos os estados nordestinos, bem como analisar condições artesãs localizadas específicas, sistematizando seus interesses e demandas aos poderes públicos em parte dos estados da região, tais como: Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Ceará. Para tal, recorre a uma estratégia metodológica mista (qualitativa e quantitativa) e dividida em duas etapas conforme item sobre metodologia.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Marcio Henrique Franco Bettega

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • infraestrutura computacional para os grupos de colisões e de sistemas fortemente correlacionados
  • Este projeto visa a aquisição de um cluster computacional para atender a demanda dos grupos de colisões de elétrons e pósitrons por moléculas (Universidade Federal do Paraná e Universidade Federal do ABC) e de estrutura eletrônica de ligas e compostos de metais de transição (Universidade Federal do Paraná). Há dois subprojetos propostos: espalhamento de elétrons e pósitrons por moléculas e estrutura eletrônica de óxidos de metais de transição. Os subprojetos propostos são sobre temas atuais e relevantes e demandam processamento de alto desempenho para sua execução. No que diz respeito ao espalhamento de elétrons e pósitrons por moléculas, o interesse está no estudo de processos elásticos e eletronicamente inelásticos envolvendo alvos moleculares de relevância biológica e tecnológica. Para os cálculos de espalhamento será utilizado o método Schwinger multicanal. Além disso, pretendemos aprimorar a descrição da interação pósitron-molécula incluindo um potencial modelo neste método. No caso do estudo da estrutura eletrônica de óxidos de metais de transição, as motivações são o desenvolvimento de um modelo de cluster multissítio capaz de modelar sistemas não estequiométricos e a aplicação de aproximações mais atuais em cálculos de estrutura de bandas para a determinação da origem microscópica das propriedades físicas de sistemas de interesse tecnológico. Além de aumentar a visibilidade e competitividade dos grupos envolvidos nos cenários nacional e internacional, este projeto permitirá a formação de recursos humanos altamente qualificados.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Marcio Nunes Corrêa

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • estimativa do requerimento de glicose para a ativação do sistema imunológico de vacas leiteiras de alta produção, diante das principais doenças do período pós-parto
  • Em vacas em lactação, a glicose circulante é dirigida à glândula mamária para a produção de leite. Nos processos inflamatórios agudos, esta é redirecionada para suprir a demanda energética ocasionada pela redução da IMS e ativação da resposta imune. Em 2017, Kvidera et al. estimaram esta demanda em mais de 1 Kg de glicose para 12h de ativação da resposta imune, usando um modelo de indução inflamatória por LPS. Nosso estudo, visa estimar este custo energético em doenças naturalmente estabelecidas. Para isso, vacas sadias em sistema CB terão os níveis euglicêmicos individuais de 21d antes do parto determinados e serão monitoradas por coleiras eletrônicas até 90d após parirem, passando por exame clínico mediante alertas de alteração de comportamento alimentar e/ou produtividade. Uma vez diagnosticadas com metrite, endometrite, mastite ou laminite (n=8/doença), estas serão randomizadas em 2 grupos. Metade receberá uma infusão contínua de glicose EV por 12h e metade, placebo. Pelo menos 8 vacas sadias blocadas por critérios de semelhança, servirão de controle. Todos os animais terão acesso a cochos eletrônicos e receberão um dispositivo de medição contínua de glicose, que auxiliará no ajuste de volume e fluxo de infusão para manter a euglicemia. Amostras de sangue serão coletadas a cada 3h e a TMR ofertada nos cochos será amostrada para análise bromatológica. Parâmetros clínicos, resultados de hematologia, bioquímica sérica, níveis plasmáticos de insulina e IGF-1, além de ruminação, atividade, IMS, produção e composição do leite, serão comparados entre os grupos, ao longo do tempo. Ainda, análises de lipidose por histologia e de expressão de genes do metabolismo energético, serão realizadas em tecido hepático biopsiado antes e após o fornecimento de glicose. Os resultados obtidos contribuirão para desenvolver terapias nutricionais e farmacológicas para as doenças focos deste estudo, de grande impacto sobre o bem-estar e a economia de fazendas de leite em todo o mundo.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 03/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Márcio Oliveira Alves

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo teórico de reações químicas no meio interestelar
  • Há uma grande abundância de moléculas detectadas no espaço, desde estruturas simples como o H2 àquelas mais complexas como benzeno (C6H6) e fulerenos (C60 e C70). Estas espécies são encontradas sobretudo em nuvens de poeira no meio interestelar, cuja densidade de partículas está na ordem de 100 cm-3. A detecção de moléculas no espaço é realizada através de telescópios de grande precisão abrangendo uma grande faixa no espectro eletromagnético. Já os mecanismos de formação e destruição das espécies podem ser elucidados por experimentos, que simulam colisões das espécies em um ambiente parecido ao interestelar e por modelos astroquímicos que permitem estimar a abundância das espécies com o passar do tempo. Cálculos de estrutura eletrônica podem auxiliar enormemente na interpretação dos experimentos, elucidando os intermediários e estados de transição envolvidos, bem como prevendo as constantes de velocidade para casos em que experimentos são atualmente inviáveis. Neste projeto serão realizados estudos teóricos e computacionais das reações envolvidas na formação de grãos de sulfetos e silicatos , cujos detalhes de formação ainda não são claros, bem como moléculas contendo átomos de fósforo e nitrogênio, cujo entendimento ainda está em uma fase inicial, apesar de sua importância para a astrobiologia. Há vários exemplos sobre como cálculos de estrutura eletrônica podem fornecer informações cruciais acerca de espécies químicas do meio interestelar. Dentre eles, tem-se como destaque a formação do monossulfeto de silício e sua importância em regiões de formação estelar. As reações de interesse serão estudadas otimizando a energia dos reagentes, produtos, intermediários e estados de transição, empregando em todas as situações cálculos de alta precisão. As constantes de velocidade serão calculadas através da construção de superfícies de energia de potencial, seguida por cálculos de dinâmica, ou ainda pela teoria do estado de transição.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Marcio Rocha Francelino

Ciências Agrárias

Agronomia
  • permafrost da antártica: solos e dinâmica do co2 em ambientes periglaciais sob cenários de mudanças climáticas
  • Vários estudos apontam a Península Antártica como área-chave nas mudanças globais, revelando as maiores elevações de temperatura nas últimas quatro décadas, com geleiras recuando a taxas mais rápidas que 25 m.ano-1. Nesse processo, surgem novas áreas livres de gelo, onde a sua ocupação ocorre de forma rápida, cujo desenvolvimento inicia com o surgimento de placas de cianobactérias e algas eucarióticas, seguido por musgos, hepáticas e liquens e, por último, plantas raras superiores, o que pode estar condicionando esses ambientes em possíveis locais de sequestro de CO2. Com isso, diferentemente do Ártico, onde o fenômeno de aumento da temperatura ocasiona o aumento da emissões de gases de efeito estufa, em função do derretimento do permafrost, na Antártica pode estar ocorrendo o inverso. Entretanto, os processos que envolvem essa condição de sequestro do carbono naquele ambiente ainda não estão totalmente esclarecidos. Esse projeto pretende avaliar esses processos em três diferentes escalas, partindo de medidas in situ da emissão de gases, em escala detalhada, até em escalas menores, porém, abrangendo todas as áreas livres de gelo da região de influência da Península Antártica, através de ferramentas de sensoriamento remoto. Trata-se de uma nova abordagem para diferenciar as condições específicas dos permafrost da Antártica. Para isso, serão aplicadas ferramentas de machine learning, dados de reanálise (ERA5) e sensoriamento remoto, validados por medidas realizadas no campo e pelos dados da rede de monitoramento da temperatura e umidade do solo, composta por 29 sítios distribuídos em diferentes pontos da Antártica, constituída e gerenciada pelo grupo de pesquisadores da UFV. Serão modelados o fluxo dos gases de efeito estufa na região estudada na condição atual e sob diferentes cenários futuros.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Márcio Rogério Silveira

Ciências Humanas

Geografia
  • sistemas de transportes e logística e seus papéis frente à competitividade territorial no brasil nas duas primeiras décadas do século xxi
  • A pesquisa tem como hipótese que a contemporânea reestruturação econômica possui na sua essência um importante componente: a intensificação da competividade entre os territórios e, que para isso ocorrer eficientemente, utiliza alguns elementos cruciais, como a os sistemas de transporte e logística. No Brasil, inclusive em escalas subnacionais, nas duas primeiras décadas do século XXI, houve um grande incremento da competividade territorial. A competividade e a inovação territoriais tornaram-se fórmulas agregadas do ordenamento na busca do desenvolvimento regional e local. Como auxiliares à competitividade territorial destaca-se os sistemas de transportes e logística, pois deve ser presente a expansão da fluidez dos insumos e produtos. A logística de Estado e a logística corporativa tornaram-se inovações organizacionais estratégicas para o planejamento, para a gestão e para as processuais estruturações dos territórios. A finalidade é expandir a fluidez/circulação do capital como uma das principais credenciais na atração de investimentos e posicionar-se melhor no crescente processo de competitividade global entre os territórios. Fato que introduz certas porções do Brasil, de forma mais evidente, na divisão internacional do trabalho, e permite ampliações mais significativas das processuais etapas das expansões geográficas do capital. A competitividade entre os territórios conta com a atuação do Estado, em suas diversas escalas, no atendimento das demandas corporativas por infraestruturas, armazenamento e logística para uma maior circulação. A logística realizada pelas empresas, otimiza os sistemas de engenharia de transportes e de armazenamento, a fim de minimizar novas construções e custos de produção. O objetivo é mostrar como os sistemas de transportes e logística tornaram-se elementos cruciais para aumentar a fluidez a competitividade entre os territórios e que ambas são elementos-chave no reordenamento de diversos espaços do território brasileiro.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Marcio Schmiele

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • exploração da palma para produção de farinha e aplicação em diferentes matrizes alimentícias
  • A procura por fontes alimentícias não convencionais tem sido explorada nos últimos anos. Neste contexto, a palma apresenta-se inovadora por apresentar alto teor de fibra alimentar com excelentes propriedades tecnológicas, nutricionais e fisiológicas. A aplicação de fibras alimentares em produtos de origem vegetal e animal apresenta desafios por alterar as propriedades tecnológicas e diminuir a aceitação pelos consumidores em função da coloração e textura ao palato promovidas pelos carboidratos não digeríveis. No entanto, a palma possui em sua composição fibras solúveis com características de formação de gel e emulsificação, podendo auxiliar na redução de efeitos deletério promovidos por fibras alimentares convencionais. Além disso, o uso da palma na forma de farinhas possui potencial para desenvolvimento de regiões carentes, como o caso do norte de Minas Gerais. O objetivo desta proposta é de desidratar a palma por 3 métodos diferentes (secagem por ar quente, liofilização e micro-ondas). As farinhas serão caracterizadas quanto às propriedades tecnológicas, nutricionais e de compostos bioativos. A farinha obtida será aplicada em matrizes alimentícias de origem vegetal (massa alimentícia e pão sem glúten) e animal (mortadela e sorvete) em função das características de formação de gel e emulsificação das fibras da palma. Os produtos serão avaliados em função das características tecnológicas, nutricionais, de compostos bioativos e sensoriais. As etapas serão desenvolvidas através de planejamentos experimentais, considerando a otimização e a validação dos modelos. Pretende-se obter produtos com características tecnológicas e sensoriais satisfatórias aos consumidores. Os resultados serão divulgados em publicações nacionais e internacionais, além da disseminação local através de projetos extensionistas para valorizar a agricultura familiar e a sustentabilidade, pois a palma pode ser explorada tanto do ponto de vista extrativista quando cultivável.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Márcio Zikán Cardoso

Ciências Biológicas

Ecologia
  • capacidade perceptual em borboletas tropicais
  • Nosso objetivo é entender como as espécies sobrevivem em paisagens fragmentadas. Para isso, queremos investigar os processos relacionados à sua capacidade de detectar habitats adequados para sua sobrevivência. Essa informação é importante para sabermos como organismos deslocam-se e colonizam habitats em uma paisagem fragmentada, a chamada conectividade funcional. Para responder essas questões, vamos estimar a capacidade perceptual em borboletas frugívoras e testar como esta capacidade é determinada pelas caracteristicas das asas e do seu aparelho sensorial. Evidências empíricas, sejam elas com invertebrados ou vertebrados, mostram que a distância de soltura na matriz afeta a capacidade do organismo orientar-se adequadamente na direção do elemento de habitat, ou seja, sua capacidade perceptual. Entretanto, nenhum estudo buscou integrar caracteres relacionados à capacidade de deslocamento e processamento sensorial com capacidade perceptual. Nosso projeto vai testar a hipótese que a capacidade perceptual em borboletas é determinada pelo seu aparato de locomoção (asas e estruturas associadas) e seu aparato sensorial (olhos e antenas). A capacidade perceptual será estimada através de experimento de soltura em ambiente de matriz. Concomitantemente, iremos mensurar correlatos morfo-funcionais que nos permitam testar se estes estão relacionados com a capacidade perceptual das borboletas. Para isso, iremos medir comprimento e envergadura das asas, largura do tórax e massa muscular para estimar características relacionadas ao tamanho do corpo e capacidade de movimento, e tamanho dos olhos e antenas para estimarmos o potencial sensorial das borboletas. Os indivíduos serão soltos em diferentes distâncias da borda e seguidos com GPS. A direção de voo será usada para estimar a capacidade perceptual, além da direcionalidade e velocidade do voo. Para avaliar o efeito dos parâmetros sensoriais (olhos e antenas) e de voo (asas e tórax) iremos usar modelos de regressão múltipla e PCA.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Marcirio Silveira Chaves

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • sire: uma ferramenta colaborativa para apoiar a promoção das interações sociais em projetos de ti em ambientes de trabalho remoto e híbrido
  • A tecnologia da informação está mudando a forma como todas as interações são feitas, incluindo a forma como os colaboradores de organizações se envolvem, tornando-os menos limitados por espaço e tempo. Este projeto aborda o uso de tecnologias colaborativas no contexto de projetos de tecnologia da informação (TI) em período de trabalho remoto e híbrido. As interações sociais têm sido identificadas como uma das causas dos problemas em projetos. A distância física entre os membros das equipes traz desafios mais significativos à gestão de projetos, pois gera constrangimentos para interação social que envolvem aspectos de comunicação, cooperação, laços sociais e compartilhamento de conhecimento. Até agora ainda não há uma ferramenta colaborativa com ambientes direcionados para a promoção de interações sociais. É necessário, por exemplo, entender como os laços sociais podem ser estreitados em ambientes de trabalho remoto e híbrido usando uma ferramenta colaborativa. Neste contexto, a questão de pesquisa desse projeto é: como a promoção das interações sociais das equipes de projetos de tecnologia da informação (TI) em período de trabalho remoto e híbrido pode ser potencializada com uma tecnologia colaborativa? O desenvolvimento de ferramentas colaborativas que suportam interações sociais em projetos permanece limitado. A dificuldade em interagir com colegas impacta no atraso nas entregas e na baixa qualidade dos produtos desenvolvidos em um projeto. Para responder a questão de pesquisa deste projeto, será adotada a abordagem de Design Science Research (DSR). A DSR permite a criação de um artefato, neste caso a tecnologia colaborativa, a qual será instanciada em projetos de TI. A DSR será composta por uma survey e pela realização de entrevistas para identificação dos requisitos da tecnologia a ser desenvolvida. A seguir, a tecnologia colaborativa desenvolvida será instanciada em projetos de TI para verificar o quanto as interações sociais melhoram a partir do seu uso.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Marcius de Almeida Gomes

Outra

Divulgação Científica
  • 10ª feira de ciências, empreendedorismo e inovação da bahia (feciba)
  • A FECIBA se insere, através do Programa Ciência na Escola, na política pública estadual de Educação de valorização do estudante, que deve ser um sujeito portador do direito à Educação Científica, a ter acesso ao patrimônio da Humanidade nas Artes, nas Ciências e na Cultura, a ter um aprendizado significativo, que o insira no mundo contemporâneo, científico e tecnológico, que não permite mais os analfabetos funcionais e analfabetos científicos, e que abre possibilidade de cidadania e de trabalho a quem justamente detém esse conhecimento e esse “saber fazer” Ciência. Dessa forma a FECIBA se torna um espaço de exposição científica, de troca e intercâmbio cultural entre as escolas, de competição entre as experiências dos estudantes, orientadas pelos docentes com o objetivo promover a popularização da ciência por meio da apresentação dos projetos de investigação científica desenvolvidos por estudantes da Rede Pública do Estado da Bahia. Mas além da competição, a estratégia do ensino deve se pautar na cooperação. O interesse é também estimular a cooperação para o fortalecimento de uma rede de pesquisadores juniores e seus orientadores. Planejada para ocorrer em novembro de 2022, são necessárias 4 etapas para divulgação e realização do evento. O diferencial da Feira de Ciências da Bahia é não se constituir apenas em um evento, mas visa fortalecer uma política pública de transformação do currículo das escolas estaduais e uma política pública de formação de professores objetivando a valorização dos mesmos, que devem ser sujeitos portadores de direito à formação, à atualização e ao protagonismo nas decisões pedagógicas em sua escola.
  • Secretaria de Educação do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 31/05/2022-31/05/2024
Foto de perfil

Marco Akerman

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • as perspectivas dos jovens e dos trabalhadores de saúde sobre o acesso às ações de prevenção ao hiv
  • INTRODUÇÃO: Apesar do evidente avanço mundial nas respostas de países ao HIV/Aids, a desaceleração das taxas de novas infecções continua abaixo do esperado. As tendências observadas globalmente levam à conclusão de que novas métricas e olhares são necessários para melhor compreender a transição da epidemia e avançar em seu enfrentamento. A redução das taxas globais de novas infecções de HIV requer um foco intensivo na prevenção primária e na remoção de barreiras de acesso aos serviços e aos programas de prevenção. No Brasil, dados epidemiológicos apontam que jovens são afetados desproporcionalmente pela epidemia de HIV; se torna então imperativo considerar a diversidade juvenil e o contexto em que está inscrita. O conceito de acesso à saúde é multidimensional e não equivale à utilização dos serviços de saúde pelos usuários. Envolve também aspectos econômicos, políticos, sociais, técnicos e organizativos, na busca de estratégias para a universalização da atenção à saúde e esforços conjuntos entre o poder público, profissionais, sociedade civil e academia. Em locais com alta vulnerabilidade social, as demandas do território ultrapassam as barreiras da saúde pública e exigem ações conjuntas com a assistência social, educação, segurança etc, criando redes de serviços conectadas que deem suporte integral ao cidadão. Pesquisas realizadas sobre o acesso ao SUS e à qualidade do cuidado ao HIV/Aids na Atenção Básica no Brasil identificaram desafios de ordem ordem ética, institucional, organizacional, técnica, política e moral. Compreender as barreiras e as potencialidades do acesso aos serviços de saúde referentes à prevenção de HIV da população jovem, torna-se imprescindível para analisar a consonância da rede implementada pelo Estado e da rede demandada e utilizada pelos usuários, bem como se as especificidades do território estão sendo contempladas pelos serviços. Sabe-se que a prevenção e promoção à saúde dependem, em grande medida, de como os profissionais atuam na política, aumentando inclusão e enfrentando desigualdades. Em políticas com temáticas delicadas, como é o caso do HIV, a atuação dos profissionais é ainda mais determinante, especialmente considerando o potencial uso de estereótipos sociais que podem afastar determinados públicos dos serviços. Nesse contexto, se reconhece que compreender a perspectiva tanto dos usuários como dos profissionais de saúde sobre a rede de saúde e as ações de prevenção ao HIV pode oferecer informações importantes para a melhoria dos modelos e processos de cuidado. Está pesquisa tem como objetivo analisar e desenvolver ações de reconhecimento e enfrentamento das barreiras e identificação de potencialidades de acesso à rede de serviços de saúde referentes à prevenção de HIV/Aids, a partir da percepção de jovens (12 a 24 anos) em territórios de alta vulnerabilidade e profissionais de saúde da Rede de Atenção à Saúde do município de São Paulo. METODOLOGIA: Na primeira fase da pesquisa serão mapeadas as redes e as dinâmicas territoriais formais e informais de cuidados e sociabilidade em HIV existentes no território eleito, identificadas a percepção de risco de infecção pelo HIV por parte da população jovem e de profissionais de saúde e analisadas comparativamente as percepções da população jovem e dos profissionais de saúde. Os dados que serão produzidos com base em entrevistas semi-estruturadas, observações e grupos focais com jovens e profissionais da saúde. Na segunda fase, a partir do mapeamento das redes e das barreiras e potencialidades apontadas na Fase 1, se desenvolverão oficinas para capacitar jovens e profissionais de saúde multiplicadores para a construção de projetos inovadores de intervenção adaptadas ao contexto e às particularidades do território e com o objetivo de transformar a realidade local e melhorar as ações de prevenção do HIV. RESULTADOS ESPERADOS: A proposta sugere ações que ultrapassem as intervenções pautadas no modelo biomédico e possibilitem a criação de espaços que favoreçam surgimento de potencialidades. O que colabora para a diminuição dos estigmas sociais que são atribuídos aos sujeitos que ‘carregam’ o diagnóstico da doença, a ponto de ocultar seus potenciais. Busca-se mudar o olhar sobre a questão da prevenção ao HIV, o que pode ser um avanço no enfrentamento da doença. Esta mudança paradigmática permite a elaboração de intervenções que priorizem a promoção da qualidade de vida, ao invés de ações reativas a um problema social. Espera-se que os resultados dessa pesquisa possam subsidiar a atualização e reorientação de modelos de prevenção ao HIV/Aids com base na realidade concreta e contemporânea desse grupo populacional, assim como a formação e capacitação de jovens que sejam lideranças locais e profissionais da saúde para o desenho, implementação e seguimento de políticas e intervenções de prevenção do HIV mais adequadas e efetivas.
  • Centro de Estudos, Pesquisa e Docum. em Cidades e Municípios Saudáveis - SP - Brasil
  • 15/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Marco Antonio Hungaro Duarte

Ciências da Saúde

Odontologia
  • análise de aspectos anatômicos e avaliação e desenvolvimento de novas técnicas, materiais e protocolos visando a excelência no tratamento endodôntico
  • O projeto avaliará aspectos anatômicos, e analisará técnicas e materiais empregados no tratamento endodôntico, bem como no desenvolvimento de novos materiais buscando a excelência no tratamento endodôntico, e consequentemente a melhoria na saúde dos pacientes. será avaliado a capacidade de preenchimento, interface material/dentina e alteração volumétrica de novos cimentos reparadores (Bio-C Repair, NeoMTA2, NeoPUTTY) e obturadores (Bio-C Sealer e BioRoot RCS) à base de silicato de cálcio. Analisará em dentes humanos extraídos, por meio de micro-CT, o efeito da espessura de cimento na interface guta-percha/cimento/dentina na alteração volumétrica e presença de vazios dos cimentos obturadores Bio-C Sealer (Angelus) e BioRoot RCS (Septodont), em comparação ao padrão ouro à base de resina epóxi AH Plus (Dentsply). Será analisado também as Propriedades físico-químicas, atividade antimicrobiana, citotoxicidade e potencial bioativo de cimentos biocerâmicos e de associações a antimicrobianos. Em termos de técnicas e proptocolos de irrigação será avaliada a capacidade de limpeza de um novo dispositivo mecânico para a agitação da solução irrigadora, denominado tornado, em canais ovais e achatados de incisivos inferiores. Em outro projeto será estudado o Eficácia da combinação de métodos de desinfecção do canal radicular de dentes com istmo, utilizando a agitação ultrassônica e a terapia fotodinâmica. Será também anaisada Análise da influência da ampliação apical associada à diferentes métodos de irrigação a distância de istmo em molares. Será também analisada a capacidade de limpeza das paredes dos canais e solubilidade de tecido simulado promovido por protocolos de irrigação convencional e protocolos de agitação com ponta ultrassônica experimental denominada IVac. Todos os projetos empregarão metodollogias recentes e consagradas na literatura, como a Microtomografia Computadorizada, microscopia eletrônica de varredura, microscopia confocal de varredura a laser.
  • Faculdade de Odontologia de Bauru - USP - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Marco Antonio Morales Torres

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • propriedades eletrocatalíticas & magnéticas de materiais produzidos por solution blow spinning com líquidos iônicos
  • A produção de energia limpa pela obtenção do hidrogênio verde (H2) exige o desenvolvimento de materiais para processos eletroquímicos mais eficientes, hábeis a gerar H2 com baixo custo e consumo energético. Atualmente esses processos são obtidos com a aplicação de metais preciosos de alto custo e baixa oferta, como platina, rutênio e irídio. Existe um grande apelo para o desenvolvimento de materiais à base de metais abundantes na terra (Ni, Cu, Co, Fe, Mn, Zn, Ca). Em particular, para à produção de H2 verde pela eletrólise da água, uso de campos magnéticos externos para amplificar o efeito catalítico dos eletrodos tem atraído atenção. Embora seja um método recente e ainda subexplorado, tem se mostrado eficiente. Isso ocorre pelo alinhamento do spin que permite um fluxo eletrônico melhorado, além de impulsionar a atração entre o catalisador ferromagnético e as espécies intermediárias oxigenadas, favorecendo à cinética da reação. Nanofibras (estruturas unidimensionais, 1D) se apresentam como eficientes suportes para catálise devido a sua elevada área superficial, além de apresentarem uma boa distribuição de linhas de campos magnéticos devido ao seu formato cilíndrico. Por sua vez, os líquidos iônicos (ILs) são uma classe emergente de solventes para a síntese de eletrocatalisadores. Os chamados líquidos iônicos próticos (PILs) mostram vantagens adicionais devido à sua síntese simples, baixo custo e biodegradabilidade. Nosso grupo de pesquisa vem demonstrando um consistentemente aumento na atividade eletrocatalítica de materiais através da produção de nanofibras ocas de óxidos metálicos produzidos pelo método inovador Solution Blow Spinning (SBS). Neste projeto, iremos explorar o uso de PILs na síntese por SBS de nanofibras para eletrocatálise, e o efeito de campos magnéticos externos, tendo em vista uma melhora na performance eletrocatalítica desses materiais. Espera-se neste projeto contribuir com a disseminação desta promissora tecnologia de conversão de energia.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Marco Antônio Penido de Rezende

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • portal da arquitetura vernácula popular: mapeamento e análise pesquisas brasileiras
  • As pesquisas realizadas no Brasil sobre a arquitetura vernácula ou popular, têm normalmente uma abordagem regional ou local. A situação das pesquisas na área é semelhante a de um quebra cabeças desmontado, mas com algumas peças faltando. É necessário que se inicie a sua montagem para que se perceba a inter-relação entre as peças existentes entre si e os vazios. Este esforço foi feito, numa perspectiva mundial, com a edição da “Encyclopedia of Vernacular Architecture of the World”, em 1997, atualmente com sua segunda edição no prelo. Evidentemente, que por sua abrangência de escopo e devido à sua abordagem conceitual, esta obra de caráter mundial não teria como aprofundar-se numa perspectiva brasileira. Pensando na oportunidade de agregação das pesquisas, dos pesquisadores, e na possibilidade de atualização constante do material, propõe-se aqui um portal que permitirá não só a apresentação dos resultados da pesquisa de forma mais completa, dinâmica e abrangente, mas também a sua constante atualização. O portal não é a reprodução de dados já impressos, mas com a contribuição de pesquisadores da área da ciência da informação, a lógica do trabalho com dados se inverte, originando-se a obra impressa a partir do material do portal. A hipótese principal da pesquisa é que para o avanço no campo da arquitetura vernácula é fundamental que haja uma sistematização e análise das pesquisas realizadas até então de forma local ou regional. Acredita-se que, desta forma, será possível obter uma visão mais abrangente do quadro do país, determinar ações e pesquisas futuras no campo e se construir uma visão ou visões brasileiras sobre o tema. A pesquisa se desenvolverá, sobretudo, como mapeamento e síntese de pesquisas já realizadas e discussões sobre abordagens do tema por pesquisadoras e pesquisadores envolvidos. As instituições participantes do projeto serão envolvidas por meio de uma Rede de Pesquisa em Arquitetura Vernácula e Popular, difundida nos seus canais na internet e evento
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025