Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Svetlana Ruseishvili

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • imigração russa no estado de são paulo na primeira metade do século xx: uma reconstrução histórica através dos registros dos eventos vitais
  • Apesar de haver uma grande variedade de pesquisas históricas e sociológicas sobre diversos grupos de imigrantes em São Paulo, ainda existem comunidades que “permaneceram ignoradas pelas ciências sociais”, como aponta Giralda Seyferth (2004, p.32). Enquanto as principais características de imigrantes italianos, portugueses, espanhóis, sírio-libaneses, judeus e muitos outros, já são contempladas pela vasta produção académica, a própria existência de uma imigração russa no Brasil, que, no entanto, tem quase um século de história, é praticamente desconhecida. Efetivamente, a comunidade russa em São Paulo nunca foi um grupo visível pelos diversos motivos, tanto endógenos (o contexto histórico, político e social dessa imigração, sendo resultado dos desdobramentos da Revolução bolchevique de 1917), quanto exógenos (políticas restritivas do Estado Novo, discursos anti-comunistas, etc.). Além disso, a produção do conhecimento sobre esse grupo de migrantes é dificultada pelos fatores de ordem metodológica. De um lado, os registros de entrada e os livros de bordo, sendo fontes de dados prioritários, são marcados pela grande imprecisão quanto à origem e procedência desses migrantes. Por outro lado, as fontes de dados alternativos, contidos nos acervos particulares, são produzidos em idioma russo, o que praticamente impossibilita o acesso dos pesquisadores brasileiros. Dessa maneira, o presente projeto de pesquisa tem por objetivo preencher lacunas no conhecimento sobre grupos de imigrantes russos no Estado de São Paulo na primeira metade do século XX, dando continuidade para a pesquisa “Ser russo em São Paulo: os imigrantes russos e a (re)formulação de identidade após a Revolução bolchevique de 1917”, realizada com apoio do CNPq (Ruseishvili, 2016). Para isso, são priorizadas as fontes de dados alternativos, a maioria dos quais é redigida em idioma russo e contida nos acervos particulares – registros paroquiais de óbitos, batismos e matrimónios. Assim, a pesquisa buscará a: i) realizar inventário, sistematização e digitalização dos registros paroquiais das igrejas russas em São Paulo; ii) criar um Banco de dados produzidos a partir dessas fontes e iii) por meio de sua análise ancorada nos métodos da demografia histórica, complementada pelos dados trazidos de outras fontes, realizar uma reconstrução histórica das características sócio-demográficas e de mobilidade espacial dos imigrantes russos no Estado de São Paulo na primeira metade do século XX.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sydia Rosana de Araujo Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • obesidade infantil: avaliação sobre a implementação de intervenções complexas
  • A prevalência da obesidade infantil representa um desafio global urgente. A Comissão da Organização Mundial de Saúde (OMS) para acabar com a obesidade infantil propõe a implementação de um pacote integrado de recomendações ao longo da vida para fornecer serviços de prevenção e controle; no entanto, poucos estudos têm se debruçado para compreender como as intervenções são implementadas e mantidas ao longo do tempo. No Brasil, nasce a academia da saúde com o objetivo de garantir comunidades mais saudáveis, integrando ações de saúde pública na Atenção Primária dentro dos espaços onde as pessoas vivem, trabalham, estudam e se divertem. Este tipo de intervenção se mostra efetiva quando se pretende abordar agravos multicausais como é o caso da obesidade, principalmente a que incide em crianças e jovens. A obesidade infantil está presente nas diferentes faixas econômicas no Brasil. Pesquisas mostram este problema crescendo em escala nacional, no entanto, em estados mais pobres como os da região nordeste, estes são mais escassos e geralmente são feitos com populações muito específicas ou com escolares. Mais escassos ainda, são os trabalhos que enfatizem o processo de implementação de políticas de controle da obesidade infantil. O objetivo desta pesquisa será avaliar o processo de implementação do controle da obesidade infantil, a partir da investigação de uma intervenção local. Trata-se de uma pesquisa avaliativa, que utilizará de modelo lógico da intervenção, cinco dimensões da avaliação: alcance, eficácia/efetividade, adoção, implementação e manutenção, além dos fatores contextuais da implementação. Os dados serão produzidos a partir de pesquisa documental, base de dados da intervenção e entrevistas semiestruturadas e em profundidade com os envolvidos. A análise temática das respostas qualitativas das entrevistas será realizada e triangulada com os dados quantitativos. Integrará o estudo o Programa Bom dia, intervenção realizada pelo Programa Academia da Cidade, em Recife.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022