Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alexandre Dias Tavares Costa

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • avanços em novos materiais para desenvolvimento de testes ‘point-of-care’ visando diagnóstico de doenças do programa nacional de triagem neonatal (teste do pezinho)
  • A triagem neonatal biológica (ou Teste do Pezinho) é uma ação preventiva que visa o diagnóstico no período neonatal, preferencialmente entre o terceiro e o quinto dia de vida do bebê, para doenças genéticas, metabólicas, enzimáticas e endocrinológicas. Apesar de ser obrigatório no SUS desde 1992, dados indicam que o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) tem cobertura abaixo de 90% em regiões afastadas de centros urbanos, especialmente nas regiões Norte e Nordeste devido principalmente à dificuldade de acesso da população à serviços básicos de saúde. Em virtude disto, propomos utilizar diferentes rotas tecnológicas para desenvolver novos materiais nanoestruturados (semicondutores e/ou plasmônicos) com caraterísticas químicas, óticas, e elétricas específicas para permitir a construção de novos dispositivos sensores miniaturizados de alto desempenho (alta especificidade, facilidade de análise, baixo limite de detecção e baixo custo). Estes nanomateriais serão incorporados em dispositivos e/ou biossensores portáteis capazes de realizar medidas em fluídos biológicos e estimar o status das doenças de interesse do PNTN e do SUS, como por exemplo fenilcetonúria, fibrose cística, e deficiência da enzima G6PD, em ambientes com pouca infraestrutura. Estes dispositivos serão comparados com testes comercialmente disponíveis e, caso atinjam valores de especificidade e sensibilidade adequados, serão avaliados com amostras de neonatos. O sucesso desta proposta se dará através da integração de pesquisadores no âmbito nacional e internacional, que já vem trabalhando em áreas de pesquisa semelhantes. Trabalhos recentes incluem o desenvolvimento e aplicação de novos materiais em biossensores para detecção de pesticidas, e o desenvolvimento, avaliação, e registro na Anvisa de testes diagnósticos para auxílio no manejo de doenças tropicais negligenciadas em ambientes de pouca densidade tecnológica, como a região Norte e Nordeste.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alexandre Dias Tavares Costa

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • avaliação de uma solução tecnológica completa (extração de dna + qpcr) para auxílio do diagnóstico de tuberculose no ponto de atendimento
  • O diagnóstico de tuberculose em pacientes suspeitos é atualmente realizado através do cultivo da amostra e subsequente crescimento e identificação do bacilo M. tuberculosis. Este teste é demorado, apesar de bastante específico. Alternativamente, existem equipamentos que realizam o diagnóstico molecular usando a técnica de qPCR, incluindo a difícil etapa de extração de DNA num único dispositivo, diminuindo assim o tempo para o diagnóstico final e também a possibilidade de erro pelo usuário. Apesar de bastante específico, estes testes são atualmente muito caros, e só são viáveis no SUS em virtude do subsídio fornecido diretamente pela empresa desenvolvedora, Cepheid (EUA), ou através de organismos internacionais multilaterais, com a OMS. Em trabalhos anteriores do nosso grupo, desenvolvemos um protótipo de extração rápida de DNA seguida de qPCR num equipamento portátil (Q3-Plus), que mostrou resultados promissores. Neste projeto, pretendemos aliar a portabilidade do equipamento Q3-Plus e a sensibilidade das reações de qPCR com um protocolo de extração rápida do DNA para compor uma solução tecnológica completa capaz de detectar a infecção por M. tuberculosis em amostras de escarro, diretamente no ponto de atendimento. Configurado como um kit, a solução tecnológica proposta engloba todos os passos necessários para a realização de um teste de base molecular, permitindo que eventuais tratamentos sejam iniciados rapidamente, sem necessidade da espera pelo resultado de laboratórios centrais de diagnósticos que demoram mais. Adicionalmente, no futuro, a solução tecnológica proposta permitirá que hospitais e centros médicos de menor capacidade laboratorial sejam capazes de continuar com diagnóstico molecular sendo realizado de forma local, rápido e adequado à demanda. Nesse sentido, vale ressaltar que o instrumento portátil Q3-Plus já foi validado para detecção de Plasmodium spp., Trypanosoma cruzi1, e Chlamydia trachomatis13, patógenos causadores de doenças que afligem a população carente e poderão ter seu diagnóstico facilitado com a disponibilização e o uso do instrumento portátil.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/12/2020-30/06/2023