Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Salomao Antonio Mufarrej Hage

Ciências Humanas

Educação
  • trabalho, natureza e cultura como referências para a construção da escola pública do campo na amazônia
  • Este projeto se propõe investigar as realidades, os conflitos e os desafios que envolvem a Natureza, o Trabalho e a Cultura na Amazônia e utilizá-los como referências para refletir e analisar a Escola, a Educação e as Políticas Educacionais nos territórios do campo, considerando a complexidade, diversidade e inserção da Amazônia no cenário nacional e mundial contemporâneo. Ele toma como fundamentação os estudos e as ações que o nosso grupo de pesquisa vem acumulando através do diálogo com os movimentos sociais representativos dos povos tradicionais e camponeses e com os educadores e educadoras que participam das ações e estudos promovidos pelo grupo, desde sua criação em 2002. A Amazônia é formada por um conjunto de ecossistemas, que vão dos florestais aos não florestais, constituindo complexas e ricas teias de biodiversidade, que possui a maior área preservada de floresta tropical do planeta e de diversidade biológica, que abriga 1/5 da disponibilidade de água potável do mundo. São 250 milhões de hectares de floresta, onde é possível encontrar cerca de 30 milhões de espécies vegetais e animais, e 20 mil quilômetros de via fluvial que abriga cerca de 1.700 espécies de peixes e outras espécies que compõem a diversidade biológica marinha. A Amazônia apresenta uma estrutura produtiva complexa e peculiar, ao abrigar em seu território atividades econômicas de base familiar, cooperadas e solidárias que envolvem tecnologias simples; e processos de produção capitalistas, caracterizados por médios e grandes empreendimentos que usam sofisticadas e complexas tecnologias; desenhando uma matriz geográfica conflitual de usos e de significados de seu território e dos recursos naturais que abriga, expressando-se em lógicas e práticas de trabalho, produção e intervenção diferentes, opostas e/ou antagônicas. A Amazônia possui 13% da população nacional, 72% se concentra em áreas urbanas e nos territórios rurais vivem as populações tradicionais e camponesas, que constitui uma das maiores diversidades étnicas e culturais do mundo. Essas populações convivem em meio a teia complexa de relações, mobilizações e movimentos sociais que são diversas e singulares, resultantes de conflitos e alianças em função das disputas pela afirmação das diversas identidades culturais e de interesses e demandas advindas dos processos de territorialização, desterritorialização e reterritorialização dos grupos e povos, em meio às relações de poder desiguais existentes. Diante de situações existenciais tão ricas que compõem o manancial de saberes, valores, símbolos, crenças, experiências e tecnologias produzidas pelas populações da Amazônia, do campo e da cidade, nas situações próprias de trabalho e produção, na relação com os diversos ambientes, e nas práticas de formação pessoal e coletiva que vivenciam e acumulam; apresentamos esse projeto com a intenção de refletir sobre a Escola, a Educação e as Políticas Educacionais nos territórios do campo na Amazônia tomando como referência as contribuições do Bem Viver, da Agroecologia e da interculturalidade crítica. Pretendemos com esse estudo e com essas referências contrapor à visão hegemônica que tem se apropriado da Escola, da Educação e das Políticas Educacionais para fortalecer a mercantilização da vida e da sociedade, o individualismo, a competitividade e o consumismo, que hierarquiza, privilegia e reconhece os grupos com maior poder, apresentando suas culturas e saberes como padrão de sociabilidade; ao mesmo tempo em que exclui, silencia, invisibiliza, discrimina e estigmatiza os modos de vida próprios dos povos e comunidades tradicionais e camponesas da Amazônia, tratando-os como primitivos, arcaicos, atrasados, conservadores, sem história, sem cultura, incivilizados, alienados e sem perspectivas de futuro. Nossa aposta é de que a Escola, a Educação e as Políticas Educacionais, assentadas em relações de reciprocidade e complementaridade entre ser humano e natureza expressas por meio do Bem Viver, no trabalho cooperado e diversificado com enfoque agroecológico, e na dialogicidade e eticidade como princípios de afirmação da Interculturalidade; possam se configurar enquanto territórios de reconhecimento da diversidade sociocultural, racial, étnica, de gênero, religiosa e de fortalecimento da esfera pública na Amazônia, assumindo a responsabilidade com a formação de sujeitos críticos, a partir de seu lugar, e, ao mesmo tempo, capazes de colocar-se e entender-se em relação e interação com outros sujeitos e espaços sócio-políticos e culturais, em escala local e global. Em tempos de insegurança e de tensões que configuram a realidade brasileira na atualidade, precisamos de serenidade e ousadia para traçar estratégias que apontem caminhos e possibilidades que não nos permitam enveredar pelo ceticismo e retroceder nas conquistas já asseguradas. A luta por uma Sociedade de Direitos Humanos e Sociais garantidos, efetivados e universalizados é o nosso horizonte, e continua sendo a nossa meta e a nossa utopia. Na Sociedade de Direitos que estamos construindo e queremos fortalecer, a Escola, a Educação e as Políticas Educacionais, tomando como referência a discussão sobre a Natureza, o Trabalho e a Cultura na Amazônia são centrais para a formação humana dos sujeitos, e para a edificação de uma cultura política participativa e protagonista neste território e de um projeto emancipatório, soberano e sustentável de sociedade.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Salvador Barros Torres

Ciências Agrárias

Agronomia
  • ação de atenuadores na atividade antioxidante e tolerância de cultivares de cucurbitáceas submetidas aos estresses abióticos
  • As cucurbitáceas são uma das famílias botânicas de mais importância socioeconômica do Brasil. Todavia, os estresses ambientais de origem abiótica são considerados fatores limitantes para a produtividade e um dos períodos mais críticos para a sobrevivência das plantas é durante a germinação até o estabelecimento das plântulas. Nesse caso, estudos que possibilitem a utilização de tratamentos que eliminem ou reduzam os efeitos deletérios causados por esses estresses são de grande relevância. Sendo assim, objetiva-se avaliar o uso de atenuadores de estresses oxidativo e tolerância de diferentes cultivares de cucurbitáceas sob condições de estresses salino e hídrico. Para isso, serão testados sete cultivares de abóbora (Cucurbita spp.), melão (Cucumis melo L.), melancia (Citrullus lanatus Schrad) e pepino (Cucumis sativus L.) e quatro atenuadores de estresse (hidrocondicionamento, peróxido de hidrogênio, ácido giberélico e ácido salicílico), cujas concentrações serão adotadas com base em pré-testes. A pesquisa constará de quatro experimentos para cada espécie. Inicialmente (experimento I) serão verificadas as tolerâncias das cultivares sob estresse hídrico por meio dos testes de germinação, índice de velocidade de germinação, comprimento e massa seca total de plântulas, aminoácidos livres totais, prolina, açúcares livres totais e índice de tolerância. No experimento II será feito o acompanhamento da germinação e atividade antioxidante das cultivares que se mostraram mais tolerantes e sensíveis no experimento I, sob uso de atenuadores de estresse hídrico; neste, serão avaliadas além das variáveis anteriores, a atividade da superóxido dismutase, catalase e ascorbato peroxidase. Nos experimentos III e IV serão realizadas as mesmas avaliações dos experimentos I e II, respectivamente, sob estresse salino. Para simular a condição de déficit hídrico será usado o polietilenoglicol (PEG 6000) e no salino o cloreto de sódio (NaCl) nas concentrações de 0,0; -0,2; -0,4; -0,6 e -0,8 MPa. Os dados obtidos serão submetidos à análise de variância pelo teste F, as médias comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de probabilidade para avaliar o efeito das cultivares e dos atenuadores. Será feita a análise de regressão para avaliar o efeito dos níveis de potenciais osmóticos por meio do programa Sisvar.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samanta Cristina das Chagas Xavier

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • análise espacial e diversidade das espécies de trypanosoma em triatomíneos e mamíferos silvestres, na mata atlântica do sudeste brasileiro
  • O gênero Trypanosoma inclui espécies de parasitos ainda desconhecidas e as estudadas estão associadas a doenças do homem e animais domésticos. Isso vem mudando, pois tornou-se clara a importância da biodiversidade na preservação da saúde ambiental e animal/humana. Pouco se conhece sobre a riqueza de espécies de parasitos na Mata Atlântica. No estado do Espírito Santo (ES) e no Maciço da Pedra Branca, Rio de Janeiro, observamos uma alta diversidade e espécies não identificadas de Trypanosoma. Esse cenário aponta a necessidade do entendimento das variáveis abióticas e bióticas que modulam sua ocorrência, como ampliar o estudo da diversidade de espécies do gênero, incluindo T. cruzi, agente causador da doença de Chagas. O objetivo desse projeto é identificar as variáveis que determinam a diversidade das espécies de Trypanosoma em mamíferos silvestres e triatomíneos na Mata Atlântica. Utilizaremos a análise espacial para determinar as áreas com maior e menor diversidade de tripanosomatídeos no estado do ES e no Maciço da Pedra Branca. Mapas temáticos das áreas estudadas serão gerados frente as seguintes variáveis: clima, solo, vegetação, relevo, biodiversidade e espécies de tripanosomatídeos. Para a determinação da influência de cada variável, os padrões de distribuição espaço-temporal e os níveis de correlação entre as variáveis resposta e explicativa serão avaliadas por análise exploratória e álgebra de mapas. A influência nos padrões de dispersão e diversidade das espécies serão determinadas pela análise multivariada pelo método de classificação pelo vizinho mais próximo. Os resultados observados serão validados a partir da coleta/recebimento de triatomíneos e captura de pequenos mamíferos silvestres nas áreas determinadas pela modelagem espacial. Serão aplicadas as ferramentas parasitológicas e moleculares para determinação das espécies de Trypanosoma e sua diversidade em mamíferos e vetores. Novas espécies serão caracterizadas morfológica e biologicamente.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samantha Cristina de Pinho

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • avaliação de potenciais aplicações de lipossomas liofilizados coencapsulando curcumina e vitamina d3 em alimentos
  • Atualmente, a busca pelo consumo de alimentos mais saudáveis é uma prática cada vez mais recorrente por parte do consumidor. Dessa forma, torna-se uma necessidade o desenvolvimento contínuo de tecnologias de microencapsulação de bioativos nas formulações alimentícias. A curcumina é um pigmento hidrofóbico, utilizado pela indústria de alimentos como corante natural, condimento e conservante, e que possui um alto potencial anti-inflamatório e antioxidante. Por sua vez, a vitamina D3 é um composto lipossolúvel com papel fundamental na saúde de ossos e dentes, visto que seu consumo promove o aumento da absorção de cálcio pelo sangue, além de ter atividade anticarcinogênica. Por serem moléculas hidrofóbicas, a aplicação direta tanto da curcumina quanto da vitamina D3 em formulações alimentícias pode se tornar uma dificuldade tecnológica, visto que a maioria delas possui base aquosa. Tal problema pode ser contornado a partir da coencapsulação de ambos os bioativos em carreadores lipídicos, como os lipossomas. Matrizes lipídicas como os lipossomas também possuem como vantagens a alta biocompatibilidade e baixíssima toxicidade. Do ponto de vista tecnológico, a produção de lipossomas multilamelares surge como um processo passível de escalonamento para escala industrial, apresentando diversas vantagens como a não-utilização de solventes orgânicos e o baixo custo operacional. O objetivo principal desse trabalho será explorar duas potencialidades de lipossomas liofilizados coencapsulando curcumina e vitamina D3 (sistema que vem sendo desenvolvido no LEnAlis desde 2015). A primeira delas será o desenvolvimento de um pó alimentício, a partir de aglomeração úmida, contendo amido de milho (uma matéria prima barata e de fácil obtenção) e lipossomas liofilizados coencapsulando curcumina e vitamina D3. Pretende-se estabelecer as melhores condições de produção dos lipossomas liofilizados em escala de laboratório, bem como avaliar a capacidade dos sistemas produzidos em proteger os bioativos. O amido enriquecido será então caracterizado morfologicamente e físico-quimicamente. Como resultado final, espera-se obter um produto completamente novo, multinutricional e de alto valor agregado. A segunda aplicação será feita através da incorporação dos lipossomas liofilizados em iogurte. O produto lácteo será caracterizado físico-quimica, microbiológica e sensorialmente. Dessa forma, o projeto pretende contemplar duas situações na indústria de alimentos relacionadas com sistemas de microencapsulação: a produção de um ingrediente funcional (amido enriquecido) e um produto final (iogurte).
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samir Adamoglu de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a noção institucional da administração enquanto profissão e sua influência na prática da gestão e na formação do administrador
  • O projeto de pesquisa tem como objetivo analisar de que forma a noção institucional da Administração enquanto profissão opera processos de âmbito individual, organizacional e societal que influenciam a prática da gestão e a formação do administrador. Entendidas sociologicamente, as 'profissões' configuram-se como papéis sociais instituídos na sociedade, responsáveis tanto por produzir campos de atuação prática, quanto por reproduzir lógicas e práticas inerentes a estes, funcionando como agentes institucionais influentes em três instâncias: como agentes culturais-cognitivos, como agentes normativos, e como agentes regulativos. Aceita-se o argumento de que é mediante a atuação desses tipos possíveis de agentes que se pode compreender como as condições de produção e de reprodução das esferas componentes de uma dada dimensão institucional se reforçam, revisam, transformam ou inovam, a partir de ações de praticantes organizados em classes profissionais e/ou de organizações profissionalizadas. Nisso, cinco proposições de estudo se desenham: (i) investigar processos de institucionalização do saber e de práticas concernentes a questões educacionais/educativas na formação de praticantes em escolas e cursos (superiores e tecnológicos); (ii) investigar processos de institucionalização do saber e de práticas concernentes a circulação/disseminação de práticas de gestão; (iii) investigar processos de institucionalização de regras e normas concernentes a questões de trajetória histórica da construção da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da construção da Administração enquanto profissão/campo profissionalizado; (iv) investigar processos de institucionalização de regras e normas concernentes a questões de dispositivos normativos e regulatórios pertinentes a construção da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da construção da Administração enquanto profissão/campo profissionalizado; e, (v) investigar processos de institucionalização de regras e normas concernentes a questões de midiatização relevantes na construção da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da construção da Administração enquanto profissão/campo profissionalizado. Assume-se a linguagem como elemento basilar que opera a fabricação de textos e discursos mediante seu uso na constituição das práticas sociais cotidianas, formando os contextos que norteiam a ação de indivíduos e organizações. A perspectiva teórica é o institucionalismo organizacional em sua vertente sociológica, de enfoque linguístico. Traça-se seis objetivos específicos: (i) caracterizar a trajetória histórica (em suas instâncias política, econômica, social e cultural) do contexto institucional de referência da formação da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da Administração enquanto campo profissionalizado; (ii) caracterizar os mecanismos/dispositivos normativos e regulatórios atuantes na construção da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da construção da Administração enquanto profissão/campo profissionalizado; (iii) caracterizar os mecanismos/dispositivos da mídia influentes na construção da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da construção da Administração enquanto profissão/campo profissionalizado; (iv) caracterizar as práticas educacionais/educativas relevantes na construção da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da construção da Administração enquanto profissão/campo profissionalizado; (v) caracterizar processos de criação, circulação e disseminação de práticas de gestão relevantes na construção da figura do administrador enquanto um profissional (grupo ocupacional) e da construção da Administração enquanto profissão/campo profissionalizado; e, (vi) analisar a(s) maneira(s) pela(s) qual(is) processos de âmbito individual, organizacional e societal que influenciam a prática da gestão e a formação do administrador são operados pela noção institucional da Administração enquanto profissão. Os espaços empíricos de pesquisa concebidos compreendem organizações de formação/capacitação profissional (ou profissionalizantes), educacionais, tecnológicas, e/ou de natureza reguladora, abordadas sob intenção compreensiva singularizada e/ou comparativa destas. A coleta de dados envolverá fontes primárias e secundárias, onde as primárias serão oriundas de entrevistas com roteiros abertos e/ou semiestruturados, atividades de observação em distintos graus, e as secundárias provenientes do 'texto' enquanto mensagem, no intuito de se alcançar a compreensão sobre o 'contexto'. Empregar-se-ão análises de conteúdo, de texto, contexto, imagens e de frames da linguagem em uso, de narrativas, e do discurso. Como resultado, espera-se: (i) realizar uma aproximação dos EORs com teorizações sobre o objeto 'profissões', viabilizando inserção da pesquisa nacional no debate internacional; (ii) discutir implicações práticas da visão institucionalista para o campo profissional/profissionalizado da Administração, e para a formação do administrador; (iii) compreender não apenas como a profissão da Administração – enquanto condutora institucional e vetor da prática de indivíduos e de organizações – pode ser entendida com base nos condicionantes pré-existentes que moldam o comportamento e o perfil dos agentes que atuam na e/ou lidam com a gestão, mas também como indivíduos e atores sociais (vide as organizações) estrategicamente posicionados no campo de atuação da Administração institucionalizam suas práticas em âmbito societal, e/ou operam modificações diretas nos arranjos institucionais que os configuram, profissionalizando esse campo, em suas ramificações.
  • Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas Sociais - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samira Itana de Souza

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • biomarcadores preditivos da progressão da injúria renal aguda para doença renal crônica: correlação com inflamação e fibrose renal.
  • A injúria renal aguda (IRA) é uma afecção grave que acomete principalmente pacientes hospitalizados contribuindo para elevadas taxas de morbidade e mortalidade. É definida como súbita redução da função renal com incapacidade dos rins em excretar os resíduos do metabolismo celular e em manter o equilíbrio hidroeletrolítico. São múltiplos os fatores etiológicos relacionados à IRA. Dentre estes está a síndrome da rabdomiólise que é responsável por mais de 15% dos casos de IRA. Para os indivíduos sobreviventes à IRA, a recuperação renal incompleta está associada à progressão para doença renal crônica (DRC). Nos últimos anos, estudos epidemiológicos, clínicos e experimentais têm evidenciado estreita associação entre episódio de IRA e subsequente desenvolvimento de DRC. O reparo renal incompleto após IRA está relacionado à mecanismos fisiopatológicos que incluem rarefação vascular, inflamação persistente, proliferação de fibroblastos e alteração estrutural com perda irreversível da função renal. Neste sentido, a IRA não pode ser tratada apenas como um evento agudo e transitório, mas sim como um fator de risco para o desenvolvimento de alterações renais tardias. Por isso, a avaliação de parâmetros renais estruturais e funcionais em fases iniciais e tardias da recuperação pós-IRA faz-se necessária. Tradicionalmente, para o diagnóstico de IRA, a análise da função renal é realizada por meio da determinação da concentração sérica e urinária de creatinina, cálculo do ritmo de filtração glomerular (RFG) e medida do débito urinário. Entretanto, é bem documentada a limitação destes parâmetros no prognóstico de alterações renais tardias a partir da IRA. Deste modo, novos marcadores bioquímicos têm sido avaliados quanto ao seu potencial em predizer a progressão da IRA para DRC. Entre estes biomarcadores destacam-se a cistatina C, a lipocalina associada à gelatinase neutrofílica (NGAL), a molécula de injúria renal -1 (KIM-1) e a interleucina-18 (IL-18). Estudos experimentais que investiguem o papel destes biomarcadores na predição da progressão da IRA para DRC utilizam principalmente modelo de IRA induzida por isquemia/reperfusão. Todavia, a IRA induzida por rabdomiólise associada a traumas, grandes queimaduras e exercício físico extenuante também apresenta elevada incidência e tem como alteração estrutural característica a necrose tubular aguda (NTA), perfil de injúria renal que se apresenta como um fator de risco importante para o desenvolvimento e progressão da DRC. Deste modo, o objetivo geral do presente estudo é avaliar a capacidade preditiva dos biomarcadores cistatina C, NGAL, KIM-1 e IL-18 em relação à progressão da IRA induzida por rabdomiólise para DRC e sua correlação com eventos inflamatórios e fibrose do tecido renal. Para isso, serão utilizados 44 ratos Wistar com 10 semanas de idade, pesando entre 250-300 gramas. Os animais serão submetidos à administração intramuscular (I.M.) de glicerol a 50% ou salina (0.15 M) numa dose de 8mL/kg. Em seguida, os animais serão divididos em 8 grupos: 4 grupos Controle (submetidos a administração I.M. de solução salina) e 4 grupos Glicerol (submetidos a administração I.M. de glicerol). Os animais serão eutanasiados em diferentes tempos: Grupos Controle – 3, 15, 30 e 45 dias e Grupos Glicerol - 3, 15, 30 e 45 dias após administração de glicerol ou salina. Para todos os grupos, após 48 horas da administração de glicerol ou salina, os animais serão alojados em gaiolas metabólicas e urina de 24 horas será coletada. Amostras de soro também serão coletadas após ensaio metabólico. Na eutanásia, será realizada coleta de soro e dos rins. Serão realizados estudos de função e estrutura renal e análise imunoistoquímica para marcadores estruturais, inflamatórios e de fibrose. Adicionalmente, as concentrações renal, sérica e urinária dos biomarcadores NGAL, KIM-1, Cistatina C e IL-18 também serão avaliadas por ensaio imunoenzimático (ELISA). Para análise estatística, serão utilizados Teste T não pareado para comparação entre os grupos controle e glicerol e ANOVA One Way para comparação entre os grupos glicerol nos diferentes tempos de eutanásia e entre os grupos controles nos diferentes tempos de eutanásia. Com estes resultados, espera-se melhor compreensão sobre a progressão da IRA para DRC considerando os aspectos estruturais e funcionais, o processo inflamatório e a instalação de fibrose renal. Espera-se ainda identificar quais biomarcadores ou combinações entre biomarcadores apresentam maior capacidade preditiva quanto à progressão da IRA para DRC.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samira Kauchakje

Ciências Humanas

Ciência Política
  • coalizões e produção legislativas: o impacto da magnitude distrital no congresso brasileiro
  • Este projeto é parte da pesquisa que venho realizando desde 2015. Apresento aqui o projeto da fase atual a ser desenvolvido cuja questão é como sistemas eleitorais modificam os incentivos e as oportunidades para a formação de coalizões legislativas e para a produção de políticas distributivas. Organizo a literatura que enfrenta a temática em quatro conjuntos de estudos com suas respectivas vertentes, como se segue: o primeiro reúne a corrente distributivista que apresenta evidências sobre prática de pork barrel e o caráter local/distributivo das produções do legislativo nacional. Em seu interior encontram-se estudos sobre formação de distritos informais, de círculos eleitorais concentrados ou dispersos, classes de interesses representados e seus efeitos sobre as votações e os resultados legislativos. No caso do Congresso brasileiro, em que as fronteiras dos distritos eleitorais plurinominais coincidem com os estados, alguns autores têm argumentado ou demonstrado a importância de governadores para a carreira política de representantes e a consequente preferência por políticas paroquialistas na Câmara. Em debate com essa corrente, o segundo grupo de estudos, por um lado, tem apresentado evidências sobre o caráter principalmente nacional de projetos de lei nos legislativos nacionais. Por outro, busca explicar o comportamento e os resultados legislativos observando as normas constitucionais e infra-institucionais que orientam a relação entre Executivo e Legislativo e as coalizões legislativas e, consequentemente, disciplinam as votações. No Brasil, trata-se da proeminência do poder constitucional do Executivo e o papel regimental de líderes partidários no que diz respeito às iniciativas e à votação de leis no geral e, à iniciativa e execução da lei orçamentária, em particular. Um terceiro conjunto entende que a decisão e os resultados políticos derivam também, e de forma importante, de ideias e das orientações subjetivas. Para lidar com esta questão, a teoria culturalista observa valores e atitudes políticas e aa teoria do neoinstitucionalismo discursivo rastreia a trajetória dependente das ideias e a sua institucionalização. Por fim, o quarto agrupamento da literatura trata da interação entre arena parlamentar e arena eleitoral, traduzida na noção da conexão eleitoral.Para esse fim, a estratégia preferencial de qualquer parlamentar seria levar bens tangíveis para seu círculo eleitoral. Um dos eixos dessa literatura indica que representantes de distritos sobrerrepresentados nas câmaras legislativas levam vantagem nessa estratégia. De fato, várias investigações sobre representação distrital desproporcional ofereceram evidências robustas que as unidades subnacionais sobrerrepresentadas tendem a receber uma parcela desproporcionalmente maior dos recursos transferidos do centro do que receberiam se a representação fosse proporcional. Esse padrão de partilha de recursos é explicado pelas barganhas legislativas por projetos distributivos. Este modelo admite que qualquer legislador(a) tem interesse em participar de coalizões cuja contrapartida é obter recursos para seu distrito, mas, considera que parlamentares de distritos sobrerrepresentados/menos populosos tendem a ser atraídos para as coalizões porque custam menos no agregado. Quer dizer, seja qual for a quantidade de recursos a ser distribuído em uma coalizão vitoriosa, legisladores de distritos menos populosos podem obter mais recursos per capita do que conseguiriam seus/suas colegas de distritos mais populosos. Esse pressuposto, entretanto, foi desafiado pelos resultados da investigação que realizei como pesquisadora visitante na University of Illinois at Urbana–Champaign. Pude comprovar que parlamentares de distritos sobrerrepresentados não são cruciais nas coalizões vitoriosas do Congresso brasileiro. Diante deste resultado, José Antônio Cheibub e eu concluímos que o modelo de barganhas pela compra de voto toma como geral características próprias de sistemas eleitorais uninominais. Esse achado da pesquisa que já se encerrou é a base para o levantamento de nova hipotese e de uma nova rodada de testes que apresento neste projeto. O objetivo agora é comparar o impacto de diferentes sistemas eleitorais sobre as coalizões legislativas. Especificamente, analisarei a magnitude distrital em relação aos atributos institucionais de participantes das coalizões e, também, em relação à produção e de projetos distributivos na Câmara e no Senado. A hipótese a magnitude distrital afeta os incentivos e oportunidades para participar de coalizões legislativas. Usarei o método de análise estatística descritiva, a técnica de regressões com dados em painel. Também construirei uma tipologia sobre projetos distributivos. Estimarei a correlação pelo teste Q de Yule, para analisar a magnitude da associação entre as categorias desses projetos de lei e as variáveis do sistema eleitoral.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samiria Maria Oliveira da Silva

Engenharias

Engenharia Civil
  • gerenciamento da alocação de água para a promoção da segurança hídrica (aloca)
  • A proposta tem por objetivo analisar as vulnerabilidades do processo de alocação de água e definir estratégias que promovam a segurança hídrica em hidrossistemas. Para tanto, será estudado o sistema Jaguaribe-Metropolitano localizado na região semiárida do Ceará. A alocação de água tem sido realizada anualmente nesse Estado com a necessidade de adequar as dinâmicas sociais, hídrica e institucionais. É um processo que requer uma avaliação periódica a fim de harmonizar procedimentos, definir os riscos e incertezas, construir bases para a normatização e instrumentalizar os tomadores de decisão no processo de gestão de risco podendo ser um meio de alcançar a segurança hídrica. Dessa forma, a proposta possibilitará a construção de elementos para a melhoria do processo de alocação de água e permitirá a abertura de um canal de integração entre pesquisadores nacionais, internacionais e tomadores de decisão o que contribui para o aprimoramento da ligação do conhecimento com a ação.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel Chaves Dias

Ciências Humanas

Filosofia
  • i feira de ciências do mucuri: divulgando ciência e incluindo saberes interinstitucionais.
  • A Feira de Ciências é compreendida nesta proposta como espaço-tempo educativo não formal bem como uma importante ferramenta de formação de futuros pesquisadores/cientistas, pois possibilita aos estudantes desenvolverem atitudes/competências cada vez mais reflexivas, criativas, empreendedoras, interativas e inovadoras. Nessa direção, pretende-se na realização dessa primeira Feira desenvolver ações focalizadas na articulação, produção e socialização de conhecimentos interinstitucionais com a finalidade central de valorizar as especificidades locais bem como as dimensões científico-culturais, ambientais. Além disso, promover estudos, debates e trocas de experiências que contribuam para o fortalecimento das práticas em desenvolvimento e/ou a serem desenvolvidas nas instituições parceiras e para que as propostas elaboradas venham favorecer a melhoria da qualidade de vida da população, do desenvolvimento sustentável e, além disso, propiciar a divulgação da ciência e tecnologia e suas aplicações na vida cotidiana.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 08/01/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Samuel Cordeiro Vitor Martins

Ciências Agrárias

Agronomia
  • papel do grau de proteção hidráulica na tolerância à seca em eucalipto
  • O plantio de eucalipto tem importância fundamental no setor florestal, correspondendo a 72% da área total de plantio de árvores no Brasil. Em anos de déficit hídrico severo, como ocorrido em 2007, houve relatos de mortalidade diferencial de clones de eucalipto em áreas em expansão, como o Norte de Minas Gerais. Essa observação evidencia dois pontos críticos para o setor florestal: o perigo iminente de mortalidade frente à seca e a existência de variabilidade genética na tolerância à seca em eucalipto. Portanto, surge a necessidade de abordagens para seleção de materiais mais promissores para plantios onde o risco de períodos de seca pode se tornar crescente com os cenários futuros de mudanças climáticas. Atualmente, o melhor preditor de mortalidade de árvores é o parâmetro chamado "margem de segurança hidráulica" (MSH) que é a diferença entre o menor potencial hídrico (Ψw) medido durante a estação de crescimento (Ψmin) e o potencial hídrico no ponto de falha hidráulica (Ψ50_ramos), considerado como o Ψw onde ocorre perda de 50% da capacidade de transporte de água nos ramos. Quanto maior a MSH, menor seria a susceptibilidade de um dado material em perder sua capacidade hidráulica frente a eventos de seca, apresentando, presumidamente, maior tolerância ao déficit hídrico. No entanto, como a obtenção do Ψmin é extremamente morosa, envolvendo monitoramento de longo prazo, surge a necessidade de variáveis que guardem correlação com o Ψmin, mas que sejam de obtenção mais viável. Recentes estudos tem sugerido que o potencial hídrico no ponto de falha hidráulica das folhas (Ψ50_folhas) seria a variável que mais guarda correlação com o Ψmin, sendo um forte candidato para a estimação de MSH sem a necessidade do Ψmin. Diante do exposto, o nosso projeto visa identificar o "grau de proteção hidráulica" no sistema vascular de plantas de eucalipto, comparando valores de Ψ50 de folhas e ramos. Como inovação metodológica, usaremos um novo método para a obtenção do Ψ50, conhecido como determinação óptica de embolismos. A principal vantagem desse método é que ele pode ser realizado em mudas, já que demanda uma menor quantidade de material em comparação com outros métodos tradicionais para determinação da perda de capacidade hidráulica. Como forma de testar nossa hipótese, conduziremos um experimento utilizando diferentes clones de eucalipto, com sensibilidade diferencial à seca, onde espera-se que os clones sensíveis à seca apresentarão um menor grau de proteção hidráulica. Para tal, primeiro serão determinados a perda de capacidade hidráulica em folhas e ramos (Ψ50_ramos e Ψ50_folhas), e, posteriormente, será conduzido um experimento com déficit hídrico até que sejam visualizados sinais de abscisão foliar (espera-se que isso ocorra em torno do Ψ50_folhas). Durante esse período, será monitorado o potencial hídrico, as trocas gasosas e fluorescência da clorofila a; serão coletadas amostras para determinação de carboidratos (glicose, frutose, sacarose e amido) e aldeído malônico na ausência de déficit hídrico, no ponto de murcha das folhas e quando do aparecimento dos primeiros sinais de abscisão foliar. Adicionalmente, serão coletadas amostras para determinação de características morfológicas e anatômicas de caule e folhas que possam ser associadas a uma maior ou menor capacidade de manutenção da capacidade hidráulica, i.e., maior ou menor vulnerabilidade à cavitação. Esse conjunto de dados permitirá compreender qual a relação do grau de proteção hidráulica com a manutenção das trocas gasosas e metabolismo de carboidratos durante um período de déficit hídrico, avançando assim o nosso entendimento sobre a fisiologia e mecanismos de tolerância à seca em eucalipto.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel da Silva Feitosa

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aprendizagem de máquina para problemas relacionados ao covid-19
  • A propagação da síndrome respiratória aguda Coronavírus (SARS-CoV-2) já tomou proporções pandêmicas, afetando mais de 100 países em questão de semanas. Situações caóticas vem sido percebidas em diversos países, incluindo países de primeiro mundo como a Itália e os EUA, que apesar de possuírem grande disponibilidade de recursos para investimentos na área da saúde, tem apresentado dificuldade para atuar na atual situação. No Brasil, os primeiros casos ocorreram no final de janeiro de 2020, e desde então o país vem tomando medidas para se preparar para o avanço da doença, investindo recursos para melhorar o sistema de saúde, e também disponibilizando recursos para pesquisas que respondam aos mais diversos problemas que esta pandemia nos traz. Neste contexto, este projeto pretende atuar em 3 (três) vertentes no combate à COVID-19, sendo a primeira a aplicação de diferentes modelos de aprendizagem de máquina para a detecção e classificação de notícias com o potencial de serem falsas, caracterizada pela prevenção, uma vez que a disseminação das fake news podem custar vidas, favorecendo o espalhamento da doença, aumentando o número de infectados e, infelizmente, o número de mortos. A segunda vertente, caracterizada pela predição da direção e espalhamento da doença, de modo a antecipar a situação à sociedade e preparar o sistema de saúde. A última vertente se dá na área do diagnóstico: serão trabalhados mecanismos e arquiteturas de deep learning no sentido de auxiliar no diagnóstico de exames laboratoriais e de imagem. Espera-se a partir deste projeto contribuir com a ciência e com a sociedade, de forma a aplicar os conhecimentos estudados na resolução de problemas reais e de extrema importância.
  • Instituto Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Samuel de Assis Silva

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • desempenho de conjuntos mecanizados e uso de sensoriamento remoto aéreo e proximal em lavoura cafeeira micro-terraceada
  • O estado do Espírito Santo é o terceiro maior produtor de café arábica do Brasil, sendo as lavouras dessa espécie cultivadas em regiões montanhosas onde as características de relevo limitam o uso de sistemas mecanizados. Nesse sentido, nos últimos anos tem crescido a utilização de micro-terraceamento, visando oferecer condições para o tráfego de máquinas e, consequentemente a mecanização de inúmeras etapas de manejo. Com esse trabalho se objetiva: estudar o efeito do micro-terraceamento sobre o sistema de produção de café arábica, sobre as características químicas e físicas do solo e sobre a produtividade dos cafeeiros; avaliar o desempenho operacional e os custos das operações agrícolas mecanizadas e o impacto do tráfego de máquinas sobre a sustentabilidade dos solos dos micro-terraços; monitorar o desenvolvimento vegetativo dos cafeeiros ao longo dos ciclos de cultivo utilizando sensores óticos ativos e imagens multiespectrais obtidas com sensor embarcado em veículo aéreo não tripulado (VANT). O estudo será realizado, durante três anos, em uma lavoura comercial de café arábica localizada na Microrregião do Caparaó, no Estado do Espírito Santo. O experimento será conduzido em uma área inclinada onde foi realizado o nivelamento das entrelinhas de plantio de café. Para atendimento aos objetivos propostos será montado na lavoura uma grade amostral irregular contendo 100 pontos amostrais, onde serão avaliados, o estado nutricional das plantas, a fertilidade do solo e a produtividade dos cafeeiros. Ao longo do tempo de execução da pesquisa, serão determinadas variáveis indicadoras de qualidade do solo, visando identificar o efeito dos terraços e do tráfego de máquinas sobre essas características. Serão realizadas avaliações nas linhas de cultivo e nas entrelinhas (micro-terraços). Para determinar a eficiência de conjuntos mecanizados em diferentes etapas de manejo durante o ano agrícola, serão realizados estudos de tempos e movimentos e análises de custos fixos e operacionais. O efeito dos micro-terraços sobre a capacidade operacional e o rendimento da derriça semimecanizada será estabelecido através da utilização e teste de diferentes modelos de derriçadoras portáteis, comparando-as com a colheita manual. O comportamento espectral das plantas de café será avaliado utilizando sensores óticos ativos e imagens digitais obtidas com sensor multiespectral embarcado em veículo aéreo não tripulado (VANT). As avaliações utilizando sensor ótico ativo serão realizadas ao longo da linha de cultivo, avaliando o terço superior, médio e inferior da copa dos cafeeiros. As imagens aéreas serão obtidas utilizando uma câmera multiespectral embarcando em um VANT. A partir dos dados de sensoriamento remoto serão calculados diferentes índices de vegetação, os quais serão relacionados com todas as variáveis medidas em campo. Serão realizadas análises geoestatísticas para avaliar o comportamento espacial dos atributos químicos e físicos do solo, da produtividade da cultura e dos resultados da avaliação de desempenho das operações mecanizadas. Análises de correlação serão realizadas buscando-se estabelecer relações entre: as variáveis mensuradas no campo e os índices de vegetação obtidos com os sensores óticos ativos; as variáveis mensuradas no campo e os índices de vegetação obtidos utilizando o mapeamento aéreo com VANT; os índices de vegetação obtidos com os sensores óticos ativos e aqueles obtidos utilizando o mapeamento aéreo com VANT. Serão geradas equações para estimativa de produtividade e do estado nutricional das plantas a partir dos índices de vegetação calculados com os diferentes sensores. A obtenção de informações acerca de um sistema que tem crescido em utilização, mas que ainda carece de estudos para identificação das interações com o ambiente natural e produtivo representam grande impacto para a sociedade em geral, mas principalmente para os agentes envolvidos no agronegócio. Nesse sentido, esse trabalho tem grande potencial para geração de informações e tecnologias que auxiliarão tanto a comunidade científica quanto a produtiva no entendimento do complexo sistema de micro-terraceamento de lavouras de café.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel de Souza Neto

Ciências Humanas

Educação
  • por uma pedagogia do estágio supervisionado: da proposta de formação de professores de educação física ao acolhimento e acompanhamento da prática de ensino na escola
  • Este estudo tem como foco a perspectiva de uma Pedagogia do Estágio Supervisionado na Formação de Professores de Educação Física. Assim, ele toma como ponto de partida as transformações que estão na base do movimento da profissionalização docente ao considerar a prática profissional como um lócus de produção, e também de formação nos saberes. Esta compreensão acabou envolvendo a aproximação de pesquisadores, de âmbito nacional, envolvendo UNESP/Rio Claro, Universidade Federal de São Carlos, Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal de Rondonia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Federal de Rondonia, Centro Universitário Catolico de Quixadá - Ceara, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade Estadual de Londrina, Universidade do Estado de Santa Catarina, e, de âmbito internacional, Universidade de Montreal (CRIFPE), Universidade de Caldas (CO), Universidade de Louisville (EUA), Universidade do Porto (Portugal). No presente dá-se continuidade a este diálogo na forma de uma pesquisa coletiva, propondo como objetivo geral compreender nas propostas de formação e práticas de acolhimento e acompanhamento de estágio a perspectiva de uma pedagogia do estágio supervisionado. Especificamente busca (a) identificar e analisar, nas propostas de formação de professores, o projeto de estágio, a especificidade da docencia no profissional a ser formado e as formas de desenvolvimento do estágio supervisionado; (b) apontar e analisar, no desenvolvimento do estágio, como que o acolhimento e o acompanhamento do estagiário são realizados na escola; (c) identificar e analisar, na realidade das universidades estudadas a parceria universidade-escola e; (d) averiguar e analisar, nos dispositivos de formação, os agentes, os saberes e as modalidades de orientação, supervisão e colaboração pedagógica que estariam contribuindo para a formação de uma pedagogia do estágio supervisionado. Neste contexto, opta-se por uma metodologia de pesquisa qualitativa, construtivismo social, tendo como técnicas: fonte documental, observação, entrevista semi-estruturada, análise de conteúdo. Nesta pesquisa, os participantes serão em torno de 48 sujeitos: sendo por instituição (12 IES) um professor-supervisor universitário, um professor-colaborador de escola e dois estagiários. Porém, este número de participantes poderá ser ampliado se houver necessidade. Portanto, o que se busca na experiencia brasileira é: (1) fazer uma reflexão sobre os elementos que compõem o estágio supervisionado; (2) apresentar um mapeamento das idades do estágio supervisionado em diferentes regiões do Brasil e; (3) traçar diretrizes para uma pedagogia do estágio supervisionado no que se refere a organização do estágio e o acolhimento e acompanhamento do estagiário na escola. Da experiencia internacional o que se busca são contribuições relativas: (1) organização do estágio; (2) modelo de formação profissional (idades do estágio supervisionado) e (3) diretrizes vinculadas a relação universidade-escola e o acolhimento e o acompanhamento do estagiário na escola. A Formação Prática no século XXI se tornou uma realidade, como demonstram as proposições do PIBID e da Residencia Pedagógica, mas eles precisam ser fundamentadas cientificamente para que a prática sem a teoria não se torne vazia.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel Goldenberg

Ciências Biológicas

Genética
  • uso de crispr/cas para a determinação da função e papel de proteínas de ligação a rna (rbps) na regulação da expressão gênica em trypanosoma cruzi
  • A regulação da expressão gênica em Trypanosoma cruzi ocorre essencialmente ao nível pós-transcricional. Os transcritos policistrônicos são processados no núcleo e transportados para o citoplasma para a tradução em proteínas. Todavia, considerando que os mRNAs no transcrito policistronico não são relacionados nem em função, nem em expressão diferencial durante o ciclo de vida do parasita, deve haver mecanismos de seleção dos mRNAs que serão traduzidos, estocados ou degradados. Esta sinalização do destino dos mRNAs é feita pelas proteínas de ligação a RNA (RNA binding proteins ou RBPs). Nosso trabalho ao longo dos últimos anos permitiu evidenciar diferentes RBPs em T.cruzi e os resultados indicam o papel inequívoco das mesmas na seleção dos alvos (mRNAs) associados a uma dada RBP, de acordo com mudanças fisiológicas (estresse) a que o parasita é submetido. Recentemente estabelecemos a metodologia de CRISPR/CAS para o T.cruzi, facilitando o uso de ferramentas genéticas para o estudo do papel de diferentes genes na diferenciação do T.cruzi. Nesta proposta almejamos investigar o papel de diferentes RBPs na regulação da expressão gênica no parasita, tendo como foco inicial o estudo de RBPs com domínio de dedo de zinco, na constituição de mRNPs de T.cruzi, bem como na modulação da expressão gênica e diferenciação do parasita. Usando a metodologia de CRISPR/CAS, determinaremos o papel das RBPs na biologia do T.cruzi e a alteração nos respectivos complexos mRNP.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Samuel Goldenberg

Ciências Biológicas

Genética
  • uso de crispr/cas para a geração de para a determinação da função e papel de proteínas de ligação a rna (rbps) na regulação da expressão gênica em trypanosoma cruzi
  • A regulação da expressão gênica em Trypanosoma cruzi ocorre essencialmente ao nível pós-transcricional. Os transcritos policistrônicos são processados no núcleo e transportados para o citoplasma para a tradução em proteínas. Todavia, considerando que os mRNAs no transcrito policistronico não são relacionados nem em função, nem em expressão diferencial durante o ciclo de vida do parasita, deve haver mecanismos de seleção dos mRNAs que serão traduzidos, estocados ou degradados. Esta sinalização do destino dos mRNAs é feita pelas proteínas de ligação a RNA (RNA binding proteins ou RBPs). Nosso trabalho ao longo dos últimos anos permitiu evidenciar diferentes RBPs em T.cruzi e os resultados indicam o papel inequívoco das mesmas na seleção dos alvos (mRNAs) associados a uma dada RBP, de acordo com mudanças fisiológicas (estresse) a que o parasita é submetido. Recentemente estabelecemos a metodologia de CRISPR/CAS para o T.cruzi, facilitando o uso de ferramentas genéticas para o estudo do papel de diferentes genes na diferenciação do T.cruzi. Nesta proposta almejamos investigar o papel de diferentes RBPs na regulação da expressão gênica no parasita, tendo como foco inicial o estudo de RBPs com domínio de dedo de zinco, na constituição de mRNPs de T.cruzi, bem como na modulação da expressão gênica e diferenciação do parasita. Usando a metodologia de CRISPR/CAS, determinaremos o papel das RBPs na biologia do T.cruzi e a alteração nos respectivos complexos mRNP.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel Penna Wanner

Ciências da Saúde

Educação Física
  • efeitos da associação entre a aclimatação ao calor e a suplementação com glutamina sobre o desempenho aeróbico e sobre respostas fisiológicas e perceptivas induzidas pelo exercício físico em ambiente quente e úmido
  • O projeto de pesquisa propõe o estudo de duas intervenções que podem influenciar o desempenho aeróbico e as respostas fisiológicas de indivíduos submetidos a um exercício prolongado em ambiente quente e úmido. Um dos focos do projeto será investigar a suplementação com glutamina, um aminoácido que tem sido frequentemente utilizado por atletas e praticantes de atividade física como suposto recurso ergogênico. Existem evidências que a suplementação com glutamina reduz as respostas inflamatórias e contribui para a manutenção da integridade da barreira gastrointestinal durante o exercício realizado sob estresse térmico ambiental. O outro foco do projeto será investigar a aclimatação ao calor, um procedimento comumente utilizado por atletas durante períodos de preparação para competições em ambientes quentes. Estudos anteriores indicam que a aclimatação ao calor melhora o desempenho físico, atenua os aumentos das respostas termorregulatórias e inflamatórias, e ajuda a manter a integridade da barreira gastrointestinal durante o exercício realizado nas condições ambientais descritas acima. No entanto, nenhum estudo investigou se a associação entre as duas intervenções produz efeitos somados, ou seja, benefícios superiores àqueles promovidos por apenas uma das intervenções. Este projeto possui um caráter translacional, pois possibilitará verificar se resultados previamente obtidos em camundongos de laboratório podem ser reproduzidos em seres humanos. Estudo desenvolvido no Laboratório de Fisiologia do Exercício da UFMG mostrou que camundongos suplementados com glutamina e expostos a 40ºC durante 2 h apresentaram atenuação dos aumentos da temperatura corporal interna e da permeabilidade intestinal [Soares et al. British Journal of Nutrition v.112 (n.10): p.1601-1610, 2014]. Tendo como base os achados do referido estudo com camundongos, os pesquisadores consideram importante investigar se a suplementação com glutamina também pode modificar as respostas termorregulatórias e a permeabilidade gastrointestinal de seres humanos saudáveis submetidos ao exercício em ambiente quente e úmido. O presente projeto também dará sequência a estudos que foram desenvolvidos no nosso laboratório e que avaliaram a efetividade de intervenções voltadas para a melhora do desempenho físico e para reverter possíveis prejuízos nas respostas fisiológicas durante o exercício sob estresse térmico ambiental. Um desses estudos demonstrou que indivíduos aclimatados ao calor apresentam respostas fisiológicas atenuadas durante o exercício em ambiente quente e úmido, conforme evidenciado pelos menores valores de frequência cardíaca e temperatura corporal interna [Magalhães et al. J Physiol Anthropol v.29 (n.1): p.1-12, 2010], e maior termotolerância celular, conforme evidenciado pela maior expressão de heat shock proteins (HSP) [Magalhães et al. Cell Stress Chaperones v.15 (n.6): p.885-895, 2010]. Os voluntários, de ambos os sexos, saudáveis e fisicamente ativos, serão divididos, aleatoriamente, em um dos quatro grupos experimentais a seguir: 1- não aclimatados e tratados com placebo (PLA); 2- não aclimatados e suplementados com glutamina (GLN); 3- aclimatados e tratados com placebo (HA + PLA); 4- aclimatados e suplementados com glutamina (HA + GLN). Cada voluntário dos grupos HA + PLA e HA + GLN comparecerá ao laboratório dez vezes, sendo que entre as quatro primeiras visitas, será dado um intervalo de, no mínimo, 48 h. Na primeira visita, será feita uma avaliação física e o de teste de VO2pico. Após a primeira visita, os voluntários retornarão ao laboratório para que seja realizada a familiarização aos procedimentos das sessões experimentais. Já na terceira visita, será realizado o teste físico juntamente com a coleta de dados. Da quarta a nona visita, serão realizados os protocolos de aclimatação ao calor e de suplementação, sendo que o protocolo de aclimatação ao calor terá duração de seis dias consecutivos, enquanto a suplementação terá duração de sete dias consecutivos. Após a nona visita ao laboratório, será dado mais um intervalo de 48 h e, em seguida, serão realizados novamente o teste físico e coleta de dados. Os voluntários dos grupos PLA e GLN farão apenas quatro visitas ao laboratório (teste de VO2pico, familiarização e duas corridas de 10 km). A aclimatação ao calor consistirá de seis sessões de corrida em esteira rolante, em temperatura seca de 40C e umidade relativa do ar de 70%, condições controladas por uma câmara ambiental. A aclimatação ao calor será induzida por protocolo de hipertermia controlada, caracterizada pela elevação da temperatura interna (retal) em 1,5C durante os 45 min iniciais de corrida a 8 km/h; em seguida, a temperatura interna será mantida neste patamar elevado por mais 15 min, com o voluntário caminhando a 6 km/h (a inclinação será sempre mantida em 1%). A suplementação com glutamina consistirá da ingestão de 0,15 g por kg de massa corporal, administrada em cápsulas, duas vezes ao dia, durante sete dias; o placebo utilizado será composto por celulose microcristalina, administrada de forma semelhante à glutamina. As suplementações serão realizadas de forma duplo-velada. O teste físico corresponderá a uma corrida de 10 km em temperatura seca de 33C e umidade relativa do ar de 70%; os voluntários deverão correr esta distância no menor tempo possível. Esta corrida será realizada com intensidade autorregulada, o que assegura semelhança com as características dos esforços físicos realizados em eventos esportivos. A cada km de corrida, serão coletados dados de tempo parcial de corrida, frequência cardíaca, temperatura interna e da pele, percepção subjetiva do esforço, sensação térmica, conforto térmico e sudorese local. Antes e após a corrida de 10 km, serão realizadas coletas sanguíneas para posterior análise da expressão intracelular das HSP72 e das concentrações sanguíneas de citocinas inflamatórias e marcadores de dano tecidual (intestino).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel Vandresen Filho

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • avaliação da participação do processo neuroinflamatório na depressão associada à abstinência ao etanol
  • O alcoolismo é considerado um problema de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde e está entre os cincos principais fatores de risco para doenças, deficiências e mortes no mundo. Segundo dados do Relatório Brasileiro Sobre Drogas, dentre os diagnósticos de transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de drogas, o álcool foi o que mais esteve associado a afastamentos do trabalho, 56,7%, seguido pela cocaína 20,1%. Já com relação a mortes associadas ao uso de drogas, lícitas e ilícitas, o álcool correspondeu a 90%. A Fundação Oswaldo Cruz estima um impacto financeiro de US$ 8,2 milhões por ano para tratar as doenças associadas ao alcoolismo pelo Sistema Único de Saúde. O tratamento do alcoolismo tem como objetivo final estabilizar a abstinência pela prevenção da recaída após o período de destoxificação. Um dos fatores que dificultam a manutenção da abstinência é a alta incidência de comorbidades psiquiátricas, como a depressão, durante esse período. Evidências clínicas indicam que a manifestação de sintomas depressivos durante a abstinência ao etanol aumenta a probabilidade de recaída e indica um prognóstico ruim em termos do resultado do tratamento. A utilização de drogas antidepressivas apresentam efeitos positivos no tratamento do alcoolismo, reduzindo os sintomas depressivos e diminuindo a vulnerabilidade às recaídas. No entanto, a eficácia das medicações para dependência ao etanol e da depressão ainda é modesta. Nesse sentido, a compreensão dos mecanismos envolvidos na depressão durante a abstinência ao etanol é de fundamental importância para a descoberta de novos alvos moleculares e, assim, o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas. Assim, apesar da depressão ser uma doença de etiologia heterogênea, a hipótese inflamatória da depressão tem despertado grande interesse. Nesta hipótese inflamatória, as citocinas pró-inflamatórias representam um fator chave na mediação central das características comportamentais, neuroendócrinas e neuroquímicas dos transtornos depressivos. A depressão associada à ativação do sistema imunológico é caracterizada pelo aumento das concentrações de citocinas pró-inflamatórias. Em estudos em pacientes com depressão foi demonstrado o aumento de citocinas pró-inflamatórias: as interleucinas IL-1β e IL-6, o Fator de Necrose Tumoral Alfa (TNF-α) e a ativação do Fator Nuclear kappa B (NF-κB). O TNF-α é um dos indutores fisiológicos mais eficazes da transcrição do NF-κB. Eles se influenciam mutuamente, e a indução de alguns genes responsivos ao TNF-α de relevância imunológica e inflamatória é mediada, pelo menos em parte, pela ativação do NF-κB. Essas mediações do NF-κB se fazem, através da regulação da óxido nítrico sintase (NOS) e da ciclo-oxigenase-2 (COX-2). A COX-2 também está associada a doenças relacionadas à depressão e resultados semelhantes foram demonstrados em modelos animais que exibiram comportamento depressivo, com alta expressão de mediadores inflamatórios e aumento da iNOS no córtex pré-frontal e hipocampo. Foi demonstrado que drogas antidepressivas podem inibir a produção de citocinas pró-inflamatórias e estimular a produção de citocinas anti-inflamatórias levando a normalização nas concentrações ao longo do tratamento. As citocinas anti-inflamatórias regulam a intensidade e a duração do comportamento tipo depressivo, provavelmente pela inibição da produção e pela atenuação da sinalização de citocinas pró-inflamatórias. Em particular, administração central de IL-10 ou do fator de crescimento semelhante à insulina tipo I (IGF-I), um fator de crescimento que se comporta como uma citocina anti-inflamatória no cérebro, atenua o comportamento tipo depressivo induzido por Lipopolissacarídeo (LPS), um ativador do sistema imune. Os antidepressivos também são conhecidos por aumentar a IL-10 sérica em camundongos tratados com LPS, sugerindo que a inibição da inflamação nesses estudos pré-clínicos estaria envolvida com a regulação positiva desta interleucina. Ademais, o comportamento do tipo depressivo induzido por LPS foi relacionado ao aumento do nível de TNF-α e diminuição do nível do Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF) no hipocampo de camundongos. Os fatores neurotróficos desempenham um papel importante na regulação de um amplo espectro de processos cerebrais, e o equilíbrio entre neuroregeneração e neurodegeneração é amplamente dependente da disponibilidade e atividade de fatores de crescimento específicos como o BDNF e o IGF-I. O BDNF desempenha um papel central na neurogênese e plasticidade sináptica, e o comprometimento na sinalização desta neurotrofina tem sido associado à depressão. Estudos sugerem que o BDNF está diminuído em pacientes com depressão e que o tratamento com antidepressivos restaura as suas concentrações. O IGF-1 aumenta a síntese e a atividade do BDNF, e ambos os fatores são necessários para melhorar a sobrevivência neuronal e a plasticidade no cérebro. Além disso, em estudo realizado com humanos em abstinência ao álcool as concentrações plasmáticas de BDNF e IGF-1 estavam diminuídas. Isso indica que a normalização dos níveis de BDNF e IGF-1 pode ser importante alvo terapêutico na terapia da depressão associada à abstinência ao etanol. Assim, evidências clínicas e pré-clínicas indicam forte relação entre níveis elevados de marcadores inflamatórios e os sintomas da depressão. No entanto, não há estudos sobre o papel do processo inflamatório no SNC e a sua associação com a depressão em indivíduos abstinentes ao etanol. Nesse sentido, o presente projeto visa avaliar o envolvimento do processo neuroinflamatório na depressão induzida pela abstinência ao etanol em camundongos.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuellson Lopes Cabral

Engenharias

Engenharia Civil
  • sistema de alerta hidrológico em tempo real para gerenciamento de bacias hidrográficas
  • As aplicações da tecnologia computacional para análise do processo chuva-vazão e do processo hidrológico expandiu-se grandemente nos últimos anos. O Centro de Engenharia Hidrológica do exército norte americano (Hydrologic Engineering Center - HEC) desenvolveu uma gama de software amplamente utilizada por engenheiros e pesquisadores internacionais de centros de previsão de risco hidrológico. O programa Real Time Simulation (HEC-RTS) é um produto recentemente disponibilizado para gerar informações de apoio à decisão por meio de previsões hidrológicas derivadas da integração e execução em cascata de modelos hidrológicos, hidráulicos e de análise de impacto com assimilação de dados e simulação em tempo real. Este estudo propõe o uso desta ferramenta na bacia hidrográfica do rio Mundaú no nordeste brasileiro. Serão utilizadas técnicas de previsão por conjuntos do WRF para alimentar o modelo hidrológico e hidráulico. Para analise da eficiência das vazões simuladas será usado o coeficiente de Nash-Sutcliffe e para a calibração das manchas de inundação será utilizadas as marcas de cheias dos eventos ocorridos nas áreas urbanas dos municípios afetados. Sendo assim esse projeto tem o objetivo de avaliar um sistema de suporte a decisão de alerta de risco de inundações em uma bacia do nordeste brasileiro. Essa informação torna-se necessária, para que os órgãos gestores disponham de tempo de antecedência para agir em caso de eminente inundação, com planos preventivos sobre a população residente nas áreas de risco.
  • Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sanclayton Geraldo Carneiro Moreira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • produção e caracterização (por espectroscopia óptica e raman) de filmes poliméricos (polivinil carbazol) finos nanoestruturadas com micro e nano partículas de beta-caroteno ou óleo de buriti
  • A Amazônia com a sua exuberante biodiversidade oferece uma fonte muito especial de novos materiais para pesquisa científica. Neste projeto vamos inserir o óleo de buriti (rico em beta-caroteno), oriundo da planta Mauritia Flexuosa da floresta Amazônica, num polímero, para produzir o novo material. A proposta consiste em modifica o polímero PVK pela inserção de micro e/ou nano estrutura de beta-caroteno e óleo de Buriti. Isto será feito em 3 momentos diferentes: primeiro somente o beta-caroteno será inserido, em seguida apenas o óleo e finalmente os dois serão inseridos juntos numa mesma matriz de PVK. Os primeiros ensaios mostram o aparecimento de deformações nas bandas e no GAP de energia tanto do PVK como o do Beta-caroteno o que possibilita a aplicações no campo de dispositivos como: célula solar, LEDs, etc. As bandas características (de emissão) do PVK podem ser reduzidas e até eliminadas pela presença do beta-caroteno, dependendo da concentração. O ponto forte e inovador desta pesquisa é a inclusão de óleo de Buriti (abundante na Amazônia), dentro da matriz polimérica. Na matriz do polímero o BC não degrada e, constitui um novo material com possíveis aplicações, em dispositivos ópticos/eletrônicos. O projeto também prevê a monitoração nas bandas do espectro Raman tanto do PVK como dos dopantes em função: da espessura do filme e da concentração dos aditivos.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandoval Nonato Gomes Santos

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • metodologia de ensino de língua portuguesa como disciplina curricular da formação docente: incursões em uma biblioteca de manuais pedagógicos
  • Este Projeto de Pesquisa objetiva caracterizar o estatuto da Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa como disciplina ou componente curricular integrante da formação acadêmica do professor de língua portuguesa. Para tanto, propõe recorrer à descrição e análise de um corpus de manuais pedagógicos particularmente voltados para a Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa publicados em um intervalo de quase meio século, entre o fim dos anos 1940 e meados dos anos 1990, no Brasil. Do ponto de vista metodológico, a seleção do corpus baseia-se em pesquisa documental, e sua abordagem implica análise textual focada na configuração de determinados tópicos temáticos, das estratégias de formulação textual e dos modos de posicionamento enunciativo do autor, na materialidade dos manuais pedagógicos. A descrição e análise dessa configuração textual sob uma perspectiva histórica e com base na contribuição de aportes teóricos dos estudos em educação e dos estudos da linguagem (estudos em história das disciplinas escolares e das ideias linguísticas e pedagógicas, em epistemologia e didática das disciplinas escolares e em linguística aplicada), entre outros, podem auxiliar a compreensão dos processos de institucionalização da Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa; em outros termos, os modos com que ela se investe no estatuto de disciplina de formação profissional.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022