Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Rodrigo Gurgel Goncalves

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • laboratório virtual de vetores e triatodex: inovações para identificação de triatomíneos (hemiptera: reduviidae: triatominae), vetores de trypanosoma cruzi
  • Existem 153 espécies de triatomíneos e muitas delas são de interesse para a saúde pública porque transmitem o protozoário Trypanosoma cruzi, agente etiológico da doença de Chagas (DC). Iniciativas nacionais/internacionais para controlar a transmissão de T. cruzi para humanos foram implementadas na década de 1990. Apesar dos avanços no controle de vetores em algumas regiões, sua sustentabilidade permanece incerta. Poucos sistemas de saúde pública (SSPs) na América Latina têm estrutura econômica para monitorar, prevenir e oferecer acesso a diagnóstico e tratamento para DC. A contínua negligência da DC pela maioria dos SSPs nas Américas e a ampla extensão geográfica da doença destacam a necessidade de estratégias baseadas na população para complementar as atividades institucionais. Atualmente, não existem ferramentas de vigilância de triatomíneos com capacidade de identificação automatizada em nenhum país da América Latina. Embora muitas instituições de saúde pública registrem ocorrências de vetores, a maioria depende do envio de insetos para laboratórios de referência, e os dados resultantes não se tornam disponíveis em arquivos de dados abertos. Além disso, em muitos programas de vigilância de triatomíneos esses insetos não são corretamente identificados devido à rotatividade e treinamento insuficiente dos agentes de saúde. A principal inovação desta proposta é o desenvolvimento de ferramentas para identificar morfologicamente triatomíneos de maneira eficiente. Funcionalidades incluem distinguir triatomíneos de outros insetos e identificar espécies de triatomíneos permitindo a efetiva vigilância entomológica, identificação do potencial contato vetor-humano e sinalização de risco de transmissão de T. cruzi. Atualmente, um inseto coletado passa por diferentes locais antes de uma identificação, geralmente usando chaves dicotômicas impressas e desatualizadas. Raramente as identificações são relatadas aos moradores e muitos vetores em potencial não são identificados corretamente. Dessa forma há necessidade de desenvolvimento de novas estratégias de identificação de vetores para profissionais da vigilância entomológica e para a população em geral no intuito de melhorar a vigilância com participação comunitária. Essas novas ferramentas devem ser fáceis de serem utilizadas, ilustradas e autoexplicativas, atingir público amplo, promover uma rápida identificação e ampliar o conhecimento geográfico dos triatomíneos. Dessa forma os seguintes objetivos são propostos: 1) obter imagens de espécies de triatomíneos em coleções científicas e organizar um banco de imagens obtidas de celulares com diferentes condições de fotografia, 2) aperfeiçoar um método de identificação automática de triatomíneos a partir de fotos de câmeras de celulares, 3) aperfeiçoar um aplicativo, recém-desenvolvido, para identificação de espécies de triatomíneos (TriatoDex, versão 2.0) e validá-lo, e 4) treinar agentes de endemias e laboratoristas no Brasil para utilizar o TriatoDex em serviços de rotina de identificação de triatomíneos. Para alcançar o objetivo 1 serão obtidas imagens de triatomíneos em coleções de triatomíneos no Brasil localizadas no Rio de Janeiro/RJ (FIOCRUZ), Belo Horizonte/MG (FIOCRUZ) e Araraquara/SP (UNESP). O objetivo 2 está relacionado ao nosso projeto de identificação automatizada de triatomíneos (Virtual Vector Laboratory - VVL, Gurgel-Gonçalves et al. 2017) que alcançou acurácia superior a 80% para 30 espécies do Brasil. Avaliaremos os efeitos de (1) uso de câmeras de telefones móveis, (2) iluminação consistente, (3) orientação vertical (4) foco nítido e (5) distância do inseto à câmera. Duas funcionalidades específicas serão consideradas: (1) a capacidade de diferenciar triatomíneos de outros insetos comumente confundidos com vetores em domicílios, e (2) a capacidade de identificar espécies de triatomíneos. Esses experimentos permitirão verificar quão robustas e confiáveis podem ser nossas identificações automatizadas sob circunstâncias diversas. As fotos tiradas por celulares serão identificadas por meio de redes neurais. Com a série fotográfica experimental a ser desenvolvida neste objetivo específico, poderemos avaliar o “custo” em termos de perda de capacidade de identificação com fotografias de baixa qualidade. A análise preliminar de fotos tiradas por telefones celulares por meio de abordagem de redes neurais mostrou resultados promissores. O aperfeiçoamento do TriatoDex (objetivo 3) irá complementar o objetivo 2 ao permitir a identificação das espécies que não forem incluídas no VVL pela ausência de um banco de fotografias adequado ou baixa acurácia de identificação. O racional do TriatoDex será utilizar as características de mais fácil visualização para facilitar a identificação das espécies usando os aplicativos. Um banco de imagens de estruturas, fotos e mapas será organizado e usado para construção de aplicativos para utilização em celulares. O TriatoDex será validado por especialistas, agentes de saúde e estudantes ao se comparar o tempo requerido para a identificação e a porcentagem de identificações corretas obtidas pelo uso do aplicativo e pelo uso das chaves de identificação convencionais. O TriatoDex será disponibilizado gratuitamente na internet para Android and iOS. O objetivo 4 será alcançado a partir de cursos de identificação de triatomíneos para agentes de saúde com utilização do TriatoDex pela equipe do projeto. Finalmente, espera-se que as inovações para identificação de triatomíneos aperfeiçoadas e validadas durante o projeto sejam utilizadas em serviços de saúde pública no Brasil e em outros países, contribuindo para a vigilância da doença de Chagas.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Jensen

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • desenvolvimento, avaliação e implementação de um aplicativo para dispositivos móveis com subconjuntos terminológicos cipe
  • Introdução: Foram construídos subconjuntos terminológicos a partir da Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE) (versão 2013) para as áreas de saúde da criança, saúde da mulher (pré-natal e consulta ginecológica) e saúde do adulto e idoso, em parceria entre a Universidade Estadual Paulista (UNESP) e a Secretaria Municipal de Saúde de Botucatu. A partir de teste piloto, foi identificada a necessidade de estratégias para facilitar o acesso aos subconjuntos, para elevar as chances de sucesso de sua incorporação pelos profissionais. Objetivos: Desenvolver, avaliar e implementar um aplicativo para dispositivo móvel a partir de subconjuntos terminológicos da CIPE para saúde da criança, mulher e adulto/idoso. Métodos: Estudo metodológico que percorrerá três etapas: (i) Atualização e construção do núcleo central de diagnósticos; (ii) Desenvolvimento e avaliação de aplicativo para dispositivo móvel; e (iii) Implementação do aplicativo e comparação do perfil de cuidado entre diferentes cidades. Os subconjuntos terminológicos serão atualizados à versão 2017 da CIPE. Serão identificados os diagnósticos comuns aos três subconjuntos (pré-natal, consulta ginecológica e adulto/idoso) e agrupados a um núcleo central de diagnóstico generalista e núcleos de especialidades (diagnósticos que não aparecem nos três subconjuntos). Será desenvolvido aplicativo gratuito para dispositivo móvel (smartphone e tablet) pelo método Design Instrucional Sistemático e os dados organizados pelas necessidades do referencial de Wanda Horta. A avaliação de usabilidade se dará respeitando as normas ISO/IEC 25040:2011 e ISO/IEC 25010:2011, e será avaliado pelo público alvo (enfermeiros, professores e estudantes de enfermagem). A implementação será realizada em Unidades de Saúde de Botucatu (SP, Brasil), Vitória (ES, Brasil) e Lisboa (Portugal). Durante o período de um mês enfermeiros utilizarão o aplicativo para nomearem sinais, sintomas e queixas relacionadas (SSQR), diagnósticos (DE) e intervenções de enfermagem (IE). Análise dos dados: Na avaliação de usabilidade serão considerados satisfatórios itens com consenso maior que 80%. Os SSQR, DE e IE identificados nas diferentes Unidades de Saúde serão analisados por estatística descritiva (medidas de tendência central) e testes de associação. Análises comparativas entre as Unidades de Saúde e de agrupamento serão realizados por grafos, será utilizado o software Gephi.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Josemar Seminoti Jacques

Outra

Ciências Ambientais
  • efeito isolado e sinergístico do fungo micorrízico e de minhocas na fitorremediação do cobre em solo arenoso
  • A contaminação do solo por cobre ocorre em diversos países devido às atividades agrícolas, industriais e de mineração. Este problema é mais grave em solos arenosos devido a baixa capacidade de sorção do metal, o que aumenta a sua biodisponibilidade e movimentação no solo. A fitorremediação é uma alternativa para a remediação destes solos e pode ser potencializada pela inoculação de fungos micorrízicos arbusculares nas plantas fitorremediadoras. Apesar de coexistirem em praticamente todos os solos do mundo e há milhares de anos, poucos estudos avaliaram o efeito sinergístico do fungo micorrízico e de minhocas na fitorremediação de metais pesados. Este projeto é mais uma etapa de uma sequência de estudos de longa duração que estão sendo realizados por este grupo de pesquisa, visando potencializar a fitorremediação através da associação com tecnologias biológicas. O objetivo deste projeto é avaliar o efeito isolado e sinergístico do fungo micorrízico arbuscular e minhocas na fitorremediação de um solo arenoso contaminado com altos teores de cobre. Serão conduzidos dois estudos em casa de vegetação para o cultivo de plantas de cobertura de verão (feijão de porco, Canavalia ensiformis) e de inverno (aveia preta, Avena strigosa). O solo arenoso será coletado em área de pastagem natural e contaminado com 100 mg kg-1 de cobre. As plantas serão cultivadas no solo contaminado com e sem a inoculação de minhocas (Eisenia andrei) e do fungo micorrízico arbuscular (Rhizoglomus clarum). Será avaliado a disponibilidade do cobre e de outros nutrientes na fase sólida e na solução do solo, o acúmulo de cobre e de outros nutrientes na parte aérea e nas raízes, o crescimento vegetal e a capacidade de amenização da fitotoxicidade do metal pesado pelo fungo e pelas minhocas, através de análises fotossintéticas e da atividade das enzimas do estresse oxidativo. Também serão avaliados a reprodução das minhocas e a concentração do cobre em seus tecidos. O trabalho apresenta uma importante contribuição para o entendimento dos efeitos isolados ou sinergísticos das minhocas e da inoculação do fungo micorrízico na biodisponibilidade e na absorção do cobre, nos consequentes danos celulares e no crescimento de plantas fitorremediadoras. Além disto, o projeto contribuirá para disponibilizar informações aplicadas sobre estratégias para aumentar a eficiência da fitoestabilização e fitoextração do cobre pelo feijão-de-porco e aveia preta em solos arenosos.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Junqueira Pereira

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • associação entre habilidade de permanência no rebanho em partos consecutivos e características de interesse econômico em bovinos de corte
  • O Brasil se destaca no cenário mundial quanto à produção de carne bovina, sendo o maior exportador. Desta maneira, esforços de pesquisa que contribuam para o melhoramento genético das raças zebuínas e taurinas são estratégicos para a pecuária de corte nacional, já que contribuirão para que esta cresça em competitividade e se torne ambientalmente mais eficiente. As vacas possuem um papel fundamental na pecuária de corte, pois a produção de bezerros de qualidade e em quantidade é um dos principais componentes da rentabilidade da fazenda. Os bezerros, por sua vez, são a matéria-prima para as demais fases do processo de produção de carne, como a recria e a terminação. Vacas que permaneçam e produzam por mais tempo permitem o incremento da produtividade do rebanho por meio do decréscimo na necessidade e custo de reposição, menor dificuldade de parto e maior quantidade de bezerros de maior peso para a venda. A habilidade de permanência no rebanho (HPR), também denominada stayability, é uma medida longevidade da vaca no rebanho. Tradicionalmente, esta característica é definida como a probabilidade de que uma vaca permaneça no rebanho até os 6 anos de idade dado que ela pariu pelo menos uma vez anteriormente. O principal problema com esta definição de HPR é que a vaca deve atingir os 6 anos para que tenha um fenótipo para a característica. O pai deste animal, consequentemente, terá́ no mínimo 8 anos de idade, resultando em baixa acurácia na avaliação de touros jovens e reduzindo o ganho genético por unidade de tempo. A avaliação genética dos animais utilizando como fenótipos a HPR em partos consecutivos e a metodologia de Regressão Aleatória (RA) parece ser uma interessante alternativa para se contornarem os problemas relacionados à definição tradicional de HPR. Dentre as vantagens de tal metodologia podem ser destacadas: os fenótipos podem ser atribuídos à cada período de tempo ao longo de toda a vida da vaca e os valores genéticos para HPR podem ser estimados para cada ponto dessa trajetória; efeitos ambientais dependentes do tempo/idade são facilmente implementados no modelo e a RA pode acomodar sem dificuldades o Modelo Animal e é simples de ser implementada nas avaliações genéticas de rotina. Contudo, até o presente momento, que seja de nosso conhecimento, nenhum estudo foi realizado no mundo associando a HPR em partos consecutivos e características de importância econômica de bovinos de corte, especialmente aquelas relacionadas às vacas. Também parece não ter sido realizado um estudo para investigar se há uma associação entre características de interesse e o risco de descarte na seleção para HPR. Ainda dentro dessa temática, seria possível criar um índice de seleção utilizando as características idade ao primeiro parto, dias para o parto, peso da vaca à desmama, peso do bezerro à desmama (efeitos direto e materno), peso ao sobreano, ou ao menos parte delas, que indique com acurácia o potencial genético dos animais para HPR em partos consecutivos? Testar estas hipóteses é o que nos propomos com este projeto de pesquisa apresentado ao CNPq. Assim, o objetivo geral com o estudo proposto é melhor compreender, sob o ponto de vista genético e fenotípico, a associação entre a característica habilidade de permanência no rebanho em partos consecutivos e características de importância econômica em zebuínos e taurinos de corte, utilizando como amostras bovinos das raças Guzerá, Nelore, Tabapuã, Angus/Brangus e Hereford/Braford fornecendo, assim, subsídios para os programas de melhoramento genético quanto à avaliação genética dessas características e uso de seus resultados.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Kerr Duarte Pereira

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • processos oceanográficos e biogeoquímicos associados ao ciclo do carbono marinho no entorno da cordilheira submarina vitória-trindade (probioma)
  • A proposta é intitulada "Processos Oceanográficos e Biogeoquímicos associados ao Ciclo do Carbono Marinho na região da Cordilheira Submarina Vitória-Trindade (PROBIOMA)". As ilhas oceânicas, em especial aquelas cuja presença interage com os fluxos oceânicos, desempenham um papel importante nos processos físicos e biogeoquímicos que ocorrem nas suas águas adjacentes. Tal influência é comumente denominada pela comunidade científica de "efeito ilha". As alterações topográficas do fundo marinho e a presença de ilhas influenciam significativamente na geração de turbulência local, com consequentes repercussões nos níveis de mistura vertical da coluna d'água. Da mesma forma, alterações na intensidade da turbulência também trazem grandes repercussões na distribuição local de nutrientes, alterando os níveis de produção e competitividade entre grupos fitoplanctônicos e, consequentemente, afetando toda a cadeia trófica e fluxos de energia dos ecossistemas adjacentes às ilhas. Espera-se então que estes ambientes possuam características dinâmicas e biogeoquímicas bem diferentes daqueles mais ao largo das ilhas, ou seja, em regimes oceânicos. O estudo destas alterações e do quanto a presença das ilhas e montes submarinos influenciam nas águas ao redor torna-se, então, fundamental para um melhor entendimento da física, química e biologia da região e, consequentemente, do quanto as ilhas e as cordilheiras submersas afetam os processos oceanográficos nos oceanos globais. Cabe destacar ainda que a Cordilheira Submarina Vitória-Trindade (CVT), por ser um cinturão de ilhas, e pela porção oeste desta cordilheira interagir com a Corrente do Brasil e com o Vórtice de Vitória, deve apresentar interações entre os processos físicos e biogeoquímicos que ocorrem nas suas águas adjacentes bem distintas daquelas de outras ilhas presentes nos oceanos globais. Adicionalmente, o estudo dos sistemas de correntes de contorno oeste para a compreensão de aspectos relacionados ao ciclo do carbono e ao processo de acidificação dos oceanos ainda é muito pouco explorado. Neste contexto, o projeto PROBIOMA tem por finalidades: estudar o papel/influência das ilhas da Trindade e Martim Vaz e da CVT nos fluxos de dióxido de carbono na interface oceano-atmosfera, na potencialização do processo de acidificação dos oceanos, nas alterações nos níveis locais de nutrientes e nos grupos de fitoplâncton dominantes e investigar a relação entre os processos físicos e biogeoquímicos, responsáveis pelo controle das trocas de carbono na interface oceano-atmosfera e na mistura de massas de água em áreas com influências oceanográficas distintas no entorno da CVT. Desta forma, os esforços observacionais empenhados pela equipe de pesquisadores levarão a uma melhor compreensão dos processos oceanográficos de mesoescala (e de respostas associadas) que regem a dinâmica dos ecossistemas marinhos ao longo da área de estudo. O projeto visa, ainda, proporcionar a geração de dados biológicos e biogeoquímicos inéditos para estudos dos aspectos relacionados à acidificação dos oceanos e ao ciclo do carbono nos oceanos, permitir a intercomparação de análises químicas dos parâmetros do sistema carbonato e permitir o uso pleno da derrota do navio para medições contínuas em regiões carentes de medições oceanográficas no sudoeste do oceano Atlântico Sul. Um sistema de medição contínua dos parâmetros do sistema carbonato, desenvolvido por parceiros franceses, será testado pela primeira vez no Atlântico Sul. Adicionalmente, o projeto PROBIOMA irá capacitar recursos humanos para atuação em linhas de pesquisas vinculadas ao ciclo do carbono. O projeto PROBIOMA constitui uma iniciativa que visa avanços científicos em assuntos estratégicos, multi– e interdisciplinares, e de ampla relevância para as fronteiras do conhecimento das Ciências do Mar, através do preenchimento de lacunas espaço-temporais no que diz respeito à subamostragem de determinadas províncias biogeoquímicas do sudoeste do oceano Atlântico Sul. Nacionalmente, as atividades propostas no projeto PROBIOMA irão contribuir com as metas de médio e longo prazo da Rede BrOA, com as atividades do grupo nacional ligado à rede de pesquisa GEOTRACES, e com a integração de atividades de pesquisas científicas desenvolvidas nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. Internacionalmente, o projeto contribuirá para as novas iniciativas intergovernamentais, a saber, o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas 14.3 que destaca sobre a acidez dos oceanos, os objetivos propostos de cooperação científica para os estudos dos oceanos enunciados na Declaração de Belém, e para a recém inclusão da acidificação dos oceanos como um indicador climático da WMO. Como destacado na UN-ODS 14.3, sabe-se hoje que a acidificação dos oceanos está intimamente ligada às alterações na química dos carbonatos das águas, o que pode levar a um enfraquecimento significativo das conchas e esqueletos de muitas espécies marinhas. Além disso, estudos do estado de acidificação marinha em áreas do oceano aberto e costeiro, em todo o mundo, indicam que os níveis atuais estão frequentemente fora dos limites pré-industriais. Desde o início da revolução industrial, o oceano absorveu cerca de um terço do CO2 liberado pelas atividades humanas, mitigando assim o impacto total das mudanças climáticas. No entanto, isso tem um preço ecológico alto, pois o CO2 dissolvido na água do mar reduz o nível de pH dos oceanos, aumentando a acidez e alterando o balanço biogeoquímico do carbonato. Recentemente, as preocupações sobre as questões da acidificação dos oceanos já foram confirmadas. Entretanto, a extensão do seu impacto nos ecossistemas marinhos ainda necessita de investigação. A execução deste projeto contribuirá para o fortalecimento das parcerias internacionais na Rede LAOCA, de forma a preencher as lacunas já elencadas pela Rede GOA-ON.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 01/12/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Rodrigo Kerr Duarte Pereira

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • investigação dos processos controladores dos parâmetros do sistema carbonato e dos fluxos líquidos de co2 no estuário da lagoa dos patos, rs: uma contribuição regional para o balanço global de carbono
  • Este projeto tem por finalidade principal monitorar e reconstruir os parâmetros do sistema carbonato no estuário da Lagoa dos Patos (RS, Brasil) – ELP, bem como, estimar os fluxos líquidos de dióxido de carbono (CO2) nas interfaces água-atmosfera e água-sedimento da região. De caráter inédito na região de estudo, este projeto irá fornecer ferramentas para investigações sobre os processos biogeoquímicos controladores das trocas de carbono na área de estudo. Desta forma, visando estudos futuros sobre os aspectos relacionados à acidificação dos ecossistemas marinhos e propiciando informações para o desenvolvimento sustentável dos serviços ecossistêmicos no ELP. Para tal, saídas de campo em épocas distintas do ano ao longo do estuário e o monitoramento mensal dos parâmetros biogeoquímicos em dois píeres fixos no ELP permitirão a obtenção de dados biológicos (pigmentos fotossintéticos) e físico-químicos (temperatura, salinidade, nutrientes, pH, alcalinidade total, carbono inorgânico total e pCO2) inéditos, necessários para a compreensão das trocas de carbono na região de estudo. O projeto proposto neste edital, denominado "Investigação dos processos controladores dos parâmetros do sistema CARBONato e dos FLUXos líquidos de CO2 no estuário da Lagoa dos Patos, RS: uma contribuição regional para o balanço global de carbono (CARBON-FLUX)", contribuirá para a consolidação no Instituto de Oceanografia da FURG da linha de pesquisa: “Fluxos de Carbono, Acidificação dos oceanos e Carbono Antropogênico”, inserida, pelo proponente, desde 2012 na Instituição. Esta linha de pesquisa tem recebido destaque nas pesquisas científicas atuais das Ciências do Mar, devido ao foco internacional relativamente recente. O projeto em questão amplia as áreas científicas de atuação da Instituição, tanto no que se refere aos avanços da ciência, quanto à renovação e inovação dos Programas de Graduação e Pós-Graduação, ou seja, incorporando assuntos estratégicos, multi- e interdisciplinares, e de ampla relevância para as fronteiras do conhecimento científico atual. Internacionalmente, o projeto contribuirá para as novas iniciativas intergovernamentais, a saber, o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU (UN-SDG) 14.3 sobre a acidez dos oceanos e para o recém-estabelecido indicador climático de oceanos da Organização Meteorológica Mundial, conforme destacado pela carta de suporte recebida da Rede GOA-ON.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Lage Sacramento

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • aprisionamento de átomos e moléculas neutras em armadilhas magnéticas partindo da técnica de sublimação de matriz de isolamento
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Leonardo Costa de Oliveira

Outra

Divulgação Científica
  • xv semana nacional de ciência e tecnologia em roraima- xv snct/rr
  • Para o ano de 2020, são previstas atividades em todos os municípios de Roraima com o tema “Inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”. A culminância das atividades ocorrerá no período de 17 a 23 de outubro de 2020, trazendo um panorama de ações de médio e longo prazo, como por exemplo, apresentações orais e de projetos de pesquisa em desenvolvimento, vivências em propriedades rurais, em comunidades indígenas, cursos de capacitação para as reeducandas de regime-fechado, palestras, bem como das atividades realizadas nas feiras científicas escolares da rede de educação infantil, ensino fundamental, médio e EJA. Nessas feiras científicas participam as escolas da rede pública e privada, tanto da área urbana, rural e indígena de Roraima e tem se caracterizado como um importante espaço de letramento científico e popularização da ciência entre jovens em idade escolar. Além de outras atividades propostas que irão ocorrer em diferentes locais e instituições parceiras. Para o ano de 2020 serão contemplados conteúdos científico-pedagógico que visem os seguintes objetivos: a) promover eventos e atividades de divulgação e popularização da ciência que estimulem a curiosidade científica, o raciocínio científico e a inovação, abordando o tema “Inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira” em escolas da educação básica da rede pública e privada de Roraima por meio de palestras, vídeos, podcasts e oficinas de robótica. Estarão envolvidos nessa ação a UERR, por intermédio do Laboratório de Turismo, Ecologia e Ambiente (LabTEMA/UERR), o Núcleo de Pesquisa e Estudo em Educação em Ciências e Matemática (NUPECEM/UERR), o Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências (UERR) e a Embrapa Roraima; b) promover ações de divulgação científica em comunidades de assentamento e indígenas de formar a relacionar os conhecimentos científicos com os saberes e fazeres dos povos e comunidades tradicionais, relacionados a temática da inteligência artificial. Serão agentes diretos desse objetivo o Laboratório de Turismo, Ecologia e Ambiente (LabTEMA/UERR), o Programa de Pós-graduação em Agroecologia (UERR), a Embrapa Roraima, a Escola Agrotécnica da Universidade Federal de Roraima (EAGRO/UFRR), o INPA; Instituto INSIKIRAN de Formação Superior Indígena (UFRR) e o curso de Serviço Social da UERR; c) abordar as temáticas sobre inteligência artificial, nanotecnologia e materiais avançados e as contribuições para soluções de questões sociais e para o desenvolvimento do estado. Serão abordados prioritariamente nesse ponto assuntos como a crise migratória venezuelana: vulnerabilidade social, acolhimento e desdobramentos; elementos sobre a situação dos grupos minoritários tais como LGBTS, indígenas, mulheres privadas de liberdade. Serão agentes diretos dessa discussão o Instituto INSIKIRAN de Formação Superior Indígena (UFRR); o Laboratório de Turismo, Ecologia e Ambiente (LabTEMA/UERR); professores do curso de Relações Internacionais da UFRR, e a Embrapa Roraima; d) estimular o compartilhamento de conteúdo e experiências de divulgação e popularização da ciência, por meio de exposições em diferentes locais de acesso da população tais como praças, supermercados, bares e shoppings da cidade, apresentando ao público experimentos, vídeos, teatro científico e exposições. Serão responsáveis por essa ação as instituições parceiras, a saber, Embrapa Roraima, UFRR, IFRR, EAgro e INPA; e) promover reflexões acerca do papel social e produtivo das mulheres na ciência e/ou que estimulem meninas e mulheres a entrar, permanecer e ter sucesso nas carreiras científicas, especialmente, nas ciências exatas, engenharia e computação. Essa parte da SNCT terá como prioridade a publicitação de pesquisas de mulheres no estado de Roraima, e f) difundir os temas da inteligência artificial e das tecnologias convergentes e habilitadoras tanto para estudantes e professores da educação básica, como para a sociedade roraimense.
  • Universidade Estadual de Roraima - RR - Brasil
  • 22/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Rodrigo Lingnau

Ciências Biológicas

Zoologia
  • integridade ambiental do refúgio de vida silvestre dos campos de palmas: suas águas e seus anfíbios associados
  • O Refúgio de Vida Silvestre dos Campos de Palmas (doravante RVS-CP), é uma unidade de conservação de proteção integral, porém formado por propriedades privadas. Desta forma, a unidade de conservação ainda apresenta diversos problemas tais como o uso de agrotóxicos em alguns plantios no interior da Unidade de Conservação, gerando contaminação do solo e dos recursos hídricos. Essa unidade de conservação abriga várias das nascentes da bacia do Rio Chopim, e que serve para o abastecimento público de vários municípios da região. Principalmente em regiões agrícolas, como é o entorno do RVS-CP, a contaminação dos sistemas aquáticos vem aumentando de forma alarmante nos últimos anos, resultado principalmente da ação antropogênica no meio ambiente. A biota aquática tem sido constantemente afetada por distintas formas de contaminação oriundas das mais diversas fontes de poluição. Conforme mencionado no Plano de Manejo do RVS-CP, na área da unidade de conservação “a presença de áreas plantadas impõe uma série de riscos às espécies e ao ambiente, tais como a perda da paisagem e de hábitats, bem como da qualidade hídrica das nascentes do rio Chopim em função do uso de agrotóxicos.” Considerando esses aspectos mencionados, o presente projeto tem como objetivo geral contribuir significativamente para a caracterização e conservação da integridade ambiental dos recursos hídricos e anfíbios associados no Refúgio de Vida Silvestre dos Campos de Palmas (RVS-CP) e seu entorno. Mais especificamente, objetivamos 1) Diagnosticar a qualidade da água por meio da avaliação dos parâmetros físico-químicos e microbiológicos, em lagoas e riachos do RVS-CP e seu entorno; 2) Avaliar o teor de agroquímicos nas águas de lagoas e riachos do RVS-CP e seu entorno; 3) Avaliar o possível impacto de xenobióticos ambientais sobre anfíbios anuros na região do RVS-CP e seu entorno; 4) Determinar a sensibilidade (TCmin/TCmáx) e a tolerância térmica (WT) da anurofauna na região do RVS-CP, testando o possível impacto de xenobióticos sobre a fisiologia térmica das espécies; 5) Prospectar ambientes aquáticos no interior e entorno do RVS-CP em busca de novas populações de Boana stellae, classificada como dados insuficientes (DD) para avaliação de seu estado de conservação, e da espécie rara Pithecopus rusticus; 6) Avaliar como as alterações na qualidade da água estão afetando a incidência e prevalência da quitridiomicose em anfíbios anuros do RVS-CP; 7) Atuar fortemente junto à comunidade no interior e entorno do RVS-CP com atividades de educação ambiental em escolas, promovendo a valorização das Unidades de Conservação, particularmente do RVS-CP; e 8) Contribuir para ações adequadas de manejo na unidade de conservação, através de uma aproximação da equipe do projeto com a equipe gestora do RVS-CP.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 11/12/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Rodrigo Lopes Miranda

Ciências Humanas

Psicologia
  • mapeando produções psicológicas, no brasil: um estudo histórico em periódicos científicos (1949-1962)
  • A formação e a profissão de psicólogo, no Brasil, foram regulamentadas, em 1962, a partir da promulgação da lei nº 4.119. Entretanto, a tramitação dessa lei ocorreu por, aproximadamente, dez anos, em decorrência de debates e tensões entre diferentes atores sociais envolvidos com a produção e a prática da Psicologia, no país. Nesse cenário, com o intuito de lançar luz sobre tais debates e tensões, esta pesquisa objetiva descrever e analisar produções associadas à Psicologia, veiculadas em três periódicos científicos brasileiros, vinculados à Psicologia, no entorno temporal da promulgação da lei nº 4.119 (1949-1962). Metodologicamente, esta pesquisa se caracteriza como História do Tempo Presente, ancorada na História da Psicologia e na História das Ciências. Procedimentalmente, ela sofre influência da Análise Documental, História Quantitativa, História Digital da Psicologia, Bibliometria e Cientometria. Estima-se, como resultado da pesquisa, a identificação e a caracterização de parte da comunidade brasileira envolvida com a Psicologia, no Brasil, à época. Os resultados encontrados concorrem para uma melhor compreensão sobre quem eram aqueles atores, a que instituições estavam vinculados e assim por diante. Além disso, será possível compreender aspectos intelectuais e procedimentais desse grupo, bem como quem eram os autores que ali circulavam, as temáticas mais recorrentes, as referências mais comuns, entre outros. Dessa maneira, os resultados desta pesquisa podem nos ajudar a compreender certos cortes e continuidades em práticas científicas, profissionais e legais, envolvidas na conformação da Psicologia. Por sua vez, a compreensão de tais aspectos nos permitiria uma leitura mais crítica de problemáticas presentes.
  • Universidade Católica Dom Bosco - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Magalhães de Carvalho

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • simulação avançada de operações de manuseio de granéis usando o método dos elementos discretos
  • O projeto proposto trata da simulação avançada de operações de manuseio de granéis usando o método dos elementos discretos. Propõe-se escolher até seis materiais granulares relevantes ao estado do Rio de Janeiro, como matérias primas para a indústria siderúrgica, bem como agregados para construção civil. Amostras desses materiais serão coletadas em unidades parceiras, ou utilizadas do banco de dados do próprio Laboratório de Tecnologia Mineral da COPPE, UFRJ. Ensaios para calibração das propriedades de escoamento dos materiais serão realizados em escala de bancada e permitirão calibrar os parâmetros dos modelos de contato. Adicionalmente, os materiais serão caracterizados quanto às suas propriedades de quebra. O termo simulação avançada, implica na utilização do método dos elementos discretos (DEM) acoplado ao modelo mecanicista da cominuição desenvolvido pelo proponente na ocasião de suas pesquisas de mestrado e doutorado no LTM/COPPE/UFRJ. Desta forma é possível prever não só a escoabilidade do fluxo granular por um determinado ponto de transferência bem como prever a geração de material fino (particulado). O projeto prevê a utilização do dispositivo de manuseio do LTM, recém desenvolvido na forma de protótipo, com o acoplamento de uma câmera de alta velocidade de aquisição, o que permitirá validar o resultado das simulações em DEM. Adicionalmente, é previsto a realização de dois estudos de caso que contemplarão a simulação DEM em escala industrial.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Mello Gomes

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • efeitos da superalimentação precoce pós-natal e ingestão de dieta hipersódica durante a puberdade em parâmetros cardiometabólicos em ratos
  • Estima-se que existam atualmente mais de 1,9 bilhões de adultos obesos, e aproximadamente 41 milhões de crianças com menos de cinco anos apresentando sobrepeso em todo o mundo, sendo um problema de saúde pública. Tem sido observado uma relação entre obesidade e problemas cardiovasculares. Em todo o mundo, 17 milhões de pessoas sofrem de problemas no coração. No Brasil, essa taxa anual chega a 300 mil, de acordo com o Ministério da Saúde, o que corresponde a uma morte a cada dois minutos. Durante as fases iniciais do desenvolvimento insultos ambientais, nutricionais e hormonais contribuem fortemente para o aparecimento de distúrbios metabólicos e cardiovasculares na vida adulta. Esse fenômeno tem sido chamado de programação cardiometabólica. Apesar dos avanços no conhecimento e no tratamento da obesidade, síndrome metabólica e doenças cardiovasculares, muitas lacunas permanecem. Nesse sentindo, é fundamental o desenvolvimento de pesquisas que possam contribuir para elucidar os mecanismos fisiopatológicos da síndrome metabólica causada pela programação durante fases cruciais do desenvolvimento, tais como, a lactação e a puberdade.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Octavio D'Azevedo Carreiro

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • o amador e o real no sound design de filmes contemporâneos
  • A proliferação de dispositivos de registro digital de sons e imagens, combinada com a emergência das redes sociais online como espaço de circulação massiva de produtos audiovisuais, tem gerado nas últimas duas décadas um aumento significativo na produção de filmes de ficção que incluem sons e imagens precários e de baixa resolução, seja por terem sido realizados por pessoas sem treinamento nas funções técnicas de realização fílmica, seja pela simulação de uma estética da imperfeição como forma de criar efeitos de real que ampliem a sensação de verossimilhança documental. Este projeto de pesquisa pretende investigar o papel do sound design em filmes (amadores ou profissionais) que façam uso da imperfeição formal como modelo estético. O projeto parte da constatação de que o real, em múltiplas modalidades, tem se tornado uma commodity de grande valor cultural, por emprestar a produções audiovisuais um sabor de autenticidade valorizado pelo público. Desse modo, a pesquisa pretende analisar os modos como realizadores, editores de som, mixadores e sound designers inserem ou reforçam elementos de realismo na banda sonora das produções audiovisuais, assim como pretende relatar como pessoas sem treinamento constroem trilhas sonoras de filmes a partir de elementos do real. Para atingir esses objetivos, pretendemos qualificar um laboratório de análise fílmica.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Octavio Mendonca Alves de Souza

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • industria 4.0: a quarta revolução industrial aplicada a síntese de ingredientes farmacêuticos ativo
  • Os avanços tecnológicos impulsionaram aumentos dramáticos na produtividade industrial desde a Revolução Industrial. As fábricas movidas a vapor no século XIX, a energia elétrica levando à produção em massa na parte inicial do século 20 e a automatização da indústria a partir da década de 70. Nas décadas que se seguiram, no entanto, os avanços tecnológicos foram apenas incrementais, especialmente se comparados avanços que transformaram TI, comunicações móveis e e-commerce. Agora, porém, estamos no meio de uma quarta onda de avanço tecnológico: o surgimento de nova tecnologia industrial digital conhecida como Industry 4.0, uma transformação que é alimentada por nove avanços tecnológicos fundamentais. Nesta transformação, sensores, máquinas, peças de trabalho e sistemas de TI serão conectados ao longo da cadeia de valor de uma empresa. Esses sistemas conectados podem interagir uns com os outros usando padrão baseado em protocolos de internet e analisar dados para prever falha, autoconfigurar-se e adaptar-se às mudanças. Indústria 4.0 tornará possível reunir e analisar dados entre máquinas, permitindo processos mais rápidos, flexíveis e eficiente para produzir bens de maior qualidade a custos reduzidos. Este, por sua vez, irá aumentar produtividade industrial, mudar a economia, fomentar o crescimento industrial e modificar o perfil da força de trabalho - em última análise, a competitividade das empresas e regiões. Neste contexto, o mundo farmoquimico/farmacêutico vem sendo direcionado ao conceito de “Pharma 4.0” para aplicar princípios da Indústria 4.0 à fabricação farmacêutica. A Pharma 4.0 prevê processos automatizados altamente eficientes - que podem ser em sistemas contínuos, batelada ou híbridos - impulsionado por uma estratégia integrada de controle de produção. Sendo assim, acreditamos que o desenvolvimento de novos sistemas baseados no conceito de Pharma 4.0 e Industria 4.0 para produção de Ingredientes Farmaceuticos Ativos (IFAs) de interesse para o Sistema Único de Saúde (SUS) é uma oportunidade ímpar para o Brasil se manter na vanguarda do desenvolvimento tecnológico e inovação. Para este fim a experiência de nosso laboratório no desenvolvimento de processos contínuos e híbridos vai de encontro com o que acontece na fronteira do desenvolvimento tecnológico industrial no mundo.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Otávio Silveira Silva

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desenvolvimento e avaliação de três vacinas experimentais contra a toxina épsilon de clostridium perfringens tipo d.
  • Dentre as diversas espécies de clostrídios, C. perfringens tipo D, produtor da toxina épsilon, destaca-se como importante causador da enterotoxemia em ovinos, caprinos e bovinos, enfermidade vulgarmente conhecida como “doença da superalimentação”. Além dos prejuízos diretos associados aos quadros entéricos em animais, a toxina épsilon é ainda reconhecida como um potencial agente de bioterrorismo e guerra biológica, graças a sua grande potência e toxicidade também em seres humanos. Como C. perfringens tipo D pode ser encontrado como comensal do trato gastrointestinal dos ruminantes, a erradicação desse agente torna-se impraticável e o controle da doença baseia-se principalmente vacinação sistemática dos rebanhos de ruminantes. Apesar do reconhecido impacto da enterotoxemia por C. perfringens tipo D em ruminantes, sabe-se pouco com relação ao comportamento da curva de anticorpos contra a toxina épsilon nesses animais ao longo do tempo. Até o presente momento, todos estudos focaram apenas na avaliação do título de anticorpos vacinais no pico de produção desses, não havendo na literatura trabalhos avaliando a manutenção de títulos até o momento da revacinação, que ocorre, por recomendação de bula, anualmente. Com isso, veterinários de campo e pesquisadores têm questionado a capacidade das vacinas presentes no mercado brasileiro, mesmo quando aprovadas nos testes oficiais, em manter os títulos de anticorpos protetores contra a toxina épsilon sobretudo nos últimos meses antes da revacinação anual. Em adição ao desconhecimento da potência das vacinas clostridiais ao longo de um ano, há ainda uma forte demanda comercial pelo desenvolvimento de imunógenos de dose única em bovinos e ovinos, o que facilitaria o manejo sobretudo em animais criados extensivamente ou em bovinos confinados. Em caprinos, a situação torna-se ainda mais crítica já que estudos demonstram que os títulos de anticorpos contra toxina épsilon nessa espécie são mais baixos e de menor duração do que em ovinos e bovinos. Diante disso, tem-se preconizado a revacinação a cada três ou quatro meses durante toda a vida do animal. Dessa forma, faz-se necessária a busca por uma nova vacina que permita a redução do número de imunizações nessa espécie, facilitando o manejo. Deve-se ressaltar ainda que, apesar da importância da enterotoxemia por C. perfringens tipo D em pequenos ruminantes, não existem, no mercado brasileiro, vacinas a base de toxóides clostridiais para uso exclusivo em ovinos e caprinos. Com isso, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a potência vacinal de diferentes formulações de toxóide épsilon bruto ou purificado em combinação com diferentes adjuvantes. Para tal, estirpes de C. perfringens pertencentes as bacterioteca da EV-UFMG serão avaliadas quanto a produção de toxina épsilon. Após a seleção da estirpe mais adequada, a toxina épsilon será produzida e purificada. Vacinas contendo toxoíde épsilon (purificado ou não) e diferentes adjuvantes serão formuladas e testadas inicialmente em coelhos, modelo atualmente utilizado para o teste de potência desse antígeno. Após a seleção das candidatas de melhor desempenho em coelhos, grupos de bovinos e caprinos serão vacinados com uma ou duas doses e acompanhados por um período mínimo de um ano. Uma vacina comercial previamente aprovada pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento será incluída no trabalho. Por meio da coleta mensal de soro dos animais, o presente estudo revelará o comportamento da curva de anticorpos da vacina comercial e das vacinais experimentais previamente triadas em coelhos. Com isso, o presente projeto poderá elucidar três problemas práticos de extrema relevância na vacinação de ruminantes domésticos contra essa clostridiose. Primeiro, o trabalho elucidará se uma vacina comercial, aprovada pelos testes oficiais, é capaz de induzir títulos protetores de anticorpos ao longo de um ano em ruminantes. Segundo, buscará formulações vacinais com toxóide épsilon que não necessitem de duas doses em bovinos e ovinos, facilitando o manejo das propriedades. Por último, o presente estudo poderá elucidar uma combinação de toxóide-adjuvante que permita um menor intervalo de vacinações em caprinos, hoje praticado idealmente quatro vezes por ano.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Patto Sá Motta

Ciências Humanas

História
  • imprensa e ditadura no cone sul: os casos de o estado de são paulo e de clarín
  • O propósito básico da pesquisa é compreender as atitudes e comportamentos da mídia impressa tradicional diante dos Estados autoritários, considerando uma escala variando entre adesão, acomodação e resistência. Outro objetivo essencial é estudar os efeitos políticos das representações jornalísticas, notadamente o seu impacto na formação da opinião pública e na legitimação de intervenções autoritárias na América Latina, particularmente no Brasil e na Argentina, tendo como base o estudo dos diários O Estado de São Paulo e Clarín. A intenção é construir um olhar historiográfico que transcenda o enfoque nacional, estabelecendo um quadro analítico mais amplo sobre ditaduras e imprensa na região do Cone Sul. Nesse sentido, construiremos uma abordagem comparativa que leve em conta as semelhanças entre os objetos em foco, porém, igualmente atenta às especificidades locais.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pedro Pinto Soares

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • leishmania (mundinia) enriettii: mecanismos imunopatológicos, visceralização e busca de um reservatório silvestre
  • Leishmania enriettii foi descrita em 1948 pelos pesquisadores Muniz e Medina da Universidade Federal do Paraná. Estes pesquisadores encontraram porquinhos da índia (Cavia porcellus) com lesões na orelha de onde eles isolaram este parasito. Recentemente, esta espécie foi incluída por Espinoza et al. (2016) em um novo subgênero, o Mundinia em homenagem a estes dois pesquisadores. Esta espécie foi utilizada muitos anos como modelo de estudo para a leishmaniose cutânea, na quimioterapia e biologia molecular. Após décadas do descobrimento de L. enriettii, um parasito semelhante foi encontrado infectando oportunisticamente cangurus na Australia, a Leishmania macropodum (Dougall et al. 2011). Seguido a estes parasitos, outras espécies que foram molecularmente agrupadas no complexo L. enriettii, agora englobadas dentro do subgênero Mundinia foram descritas incluindo Leishmania martiniquensis e L. orientalis (em substituição a L. siamensis). Uma característica marcante das espécies deste subgênero é sua plasticidade fenotípica sendo capazes de infectar vários hospedeiros incluindo: homem, bovinos, equinos e causar desde formas cutâneas até formas viscerais em pacientes HIV positivos. Além disso, L. macropodum foi capaz de infectar outro díptero não flebotomíneo, um ceratopogonídeo, que seria seu provável vetor na Austrália. Com base nestes resultados nosso grupo iniciou em 2012 uma linha de pesquisa neste parasito que é um modelo muito interessante e é umas das novidades mais recentes na Parasitologia a ponto de ser descrito um novo subgênero só pra estas 4 espécies. Sendo L. enriettii um parasito específico de cobaias, implantamos com sucesso este modelo no Instituto René Rachou/FIOCRUZ. Produzimos com sucesso uma dissertação de mestrado (2012-2014) e uma de Doutorado (2014-2018) que geraram duas publicações em revistas Qualis A1 e A2 (Paranaíba et al., 2015, Parasites & Vectors; Pinheiro et al., 2018, Frontiers in Microbiology). Além disso, escrevemos duas revisões que foram muito bem recebidas pela comunidade em dois periódicos de impacto na Parasitologia (Paranaíba et al., 2017a, 2017b, Plos Pathogens e Parasitology). Todos estes projetos e artigos foram publicados sem financiamento direto e serviram para implantar com sucesso esta linha de pesquisa no René Rachou/FIOCRUZ. Descrevemos a glicobiologia de L. enriettii e seu papel na interação com macrófagos, histopatologia, liberação de vesículas extracelulares e ausência de LRV1/2, um vírus relacionado à virulência em Leishmania. Entretanto, sendo um parasito que ficou muitos anos apenas sendo utilizado como modelo de biologia molecular, muitos aspectos ainda se encontram desconhecidos. Dentre os aspectos epidemiológicos não sabemos qual é o hospedeiro silvestre e pretendemos investigador o papel de Cavia aperea, o preá, neste processo. Além disso, a L. enriettii provoca uma lesão cutânea que se cura espontaneamente após três meses. Não sabemos se ocorre visceralização nesta espécie, mas dados preliminares de nosso grupo detectaram a presença do parasito na traqueia e no pulmão. Dispomos de todos os órgãos já emblocados de C. porcellus infectados com L. enriettii para prospectarmos a presença do parasito. Isto abrirá caminho para entendermos como este parasito circula na natureza uma vez que a lesão cutânea se cura mas o mesmo ainda consegue se manter. Finalmente, temos estudados duas cepas de L. enriettii (L88 e Cobaia) isoladas em dois momentos distintos (1945 e 1948), respectivamente. Estas cepas constituem um material biológico valioso por apresentarem características completamente diferentes. A cepa L88 é mais virulenta e capaz de causar lesões ulcerativas enquanto a cepa Cobaia é capaz de causar lesões nodulares não ulceradas. Recentemente publicamos que estas diferenças macroscópicas também ocorrem histopatologicamente, no qual a cepa L88 causa uma lesão com maior infiltrado pró-inflamatório e maior carga parasitária do que aquela causada pela cepa Cobaia (Pinheiro et al., 2018). Entretanto, um aspecto ainda desconhecido de como estas diferenças ocorreriam seria qual citocinas estariam envolvidas nos dois modelos. Pretendemos estudar estes mecanismos utilizando PCR em tempo real com primers específicos para C. porcellus, uma vez que anticorpos específicos ainda não estão disponíveis. Em conclusão este projeto pretende abordar mecanismos ainda desconhecidos da imunopatologia de L. enriettii assim como acessar o seu provável reservatório silvestre no estado de Minas Gerais. Estes mecanismos poderão ajudar entender como esta espécie e suas correlatas conseguem ter uma ampla plasticidade fenotípica e infectar diferentes hospedeiros no mundo inteiro causando formas cutâneas e viscerais dependendo do estado imunológico dos pacientes. Vale salientar que atualmente somos o único grupo que possui este modelo implantado no biotério. O sucesso e receptividade de nossos pares que resultaram em quatro publicações no último quadriênio nos encorajaram a submeter este projeto para o Edital Universal para podermos agora continuar esta linha promissora que tem rendido ótimos frutos além de ser extremamente original. Publicações: 1) Paranaíba LF et al. Soares RP (2015). Leishmania enriettii: biochemical characterisation of lipophosphoglycans (LPGs) and glycoinositolphospholipids (GIPLs) and infectivity to Cavia porcellus. Parasites & Vectors 8:31. 2) Paranaiba LF et al. (2017a). Leishmania enriettii, Muniz & Medina (1948) a highly diverse parasite is here to stay. Plos Pathogens 13(5): e1006303. 3) Paranaiba LF et al. (2017b). An overview on Leishmania enriettii: biology, immunopathology, LRV and extracellular vesicles during the host-parasite interaction. Parasitology 10:1-9. 4) Pinheiro LJ, Paranaiba LF, Alves A, Parreiras PM, Gontijo NF, Soares RP, Tafuri WL (2018). Differential immunopathological mechanisms in Leishmania enriettii strains: role of CD163 and L1 positive macrophages during infection in Cavia porcellus. Frontiers in Microbiology 9:969.
  • Fundação Oswaldo Cruz - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pereira Barretto da Costa Félix

Engenharias

Engenharia de Energia
  • ultrassom quantitativo e fotoacústica como métodos de análise de combustíveis (usqfa comb)
  • Ultrassom vem sendo utilizado com bastante sucesso na fabricação de biodiesel já há bastante tempo. Mais recentemente, técnicas de análise de componentes de misturas ou de qualidade de líquidos e gases que utilizam parâmetros ultrassônicos vêm sendo desenvolvidas e apresentam resultados relevantes. Os parâmetros tipicamente empregados são velocidade de propagação e atenuação ultrassônicas por meio de métodos pulso/eco ou transmissão/recepção. Normalmente, a excitação se dá com frequências discretas dada sua facilidade de geração, captação e processamento matemático. Entretanto, técnicas avançadas de geração e processamento do sinal ultrassônico estão disponíveis, tais como geração de sinais modulados em frequência e deconvolução no domínio da frequência. Por outro lado, variação de frequência do sinal aplicado em um meio reacional poderá induzir vibrações nas moléculas dos reagentes de forma significativamente distinta dos sinais monotônicos. Ambas abordagens da aplicação do ultrassom de banda larga, tanto para análise de meios fluídos em repouso ou quanto em processo de transformação (reação) química, não estão descritas na literatura. Este projeto tem como propósito estabelecer métodos para a aplicação de ultrassom de banda larga na fabricação de biodiesel e na análise de combustíveis e misturas de líquidos. As entregas do projeto serão novos métodos de análise de combustíveis líquidos e novos processos de fabricação de biodiesel utilizando ultrassom como princípio físico.
  • Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pereira da Rocha Rosistolato

Ciências Humanas

Educação
  • estigma e construção de trajetórias escolares.
  • A investigação proposta por este projeto está inserida na temática da distribuição de oportunidades educacionais. O objetivo é analisar a construção social das trajetórias educacionais vivenciadas por estudantes no decorrer da educação básica nas cidades do Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Petrópolis. Analisaremos as trajetórias educacionais com foco nas transições entre níveis de ensino e, sendo assim, priorizaremos os estudantes que optarem por seguir seus estudos no nível médio em escolas públicas estaduais. As três cidades escolhidas para esse estudo comparativo representam regiões distintas do Estado do Rio de Janeiro, tanto em termos geográficos, quanto econômicos e culturais. A primeira é a capital do Estado e tem uma das maiores redes de ensino da América Latina. A segunda está localizada na região da baixada fluminense, que guarda proximidade geográfica com a capital, mas tem diferenças significativas tanto com relação ao tamanho da rede quanto aos seus indicadores de desempenho. A terceira cidade faz parte da região serrana. Possui uma rede de escolas equivalente em tamanho à rede de Duque de Caxias, mas tem desempenho superior, próximo ao apresentado pela rede do município do Rio de Janeiro. Além disso, as três cidades, no ensino médio, são atendidas pelo sistema estadual de educação, o que faz com que os estudantes transitem do ensino fundamental majoritariamente para escolas estaduais. Esse projeto justifica-se na literatura educacional – nacional e internacional –que indica uma série de fatores que influenciam diretamente o aprendizado e, consequentemente, as trajetórias dos estudantes. Dentre eles, o background familiar em termos de escolarização, renda e capital cultural e a organização das escolas, a formação dos professores e as políticas educacionais (Coleman et all, 1966; Bourdieu, 1992; Paixão & Zago, 2007; Ribeiro & Kaztman, 2008; Costa, 2010; Sammons, 2008; Freitag, 1987; Brooke & Soares, 2008). As pesquisas anteriores já realizadas pela equipe (Rosistolato, 2015; Rosistolato et all, 2016) também indicaram que estudantes equivalentes em termos de background familiar e matriculados em escolas com perfil semelhante trilhavam trajetórias diferentes em todas as fases do ensino fundamental. Esses casos nos levaram a buscar interpretações sobre as trajetórias educacionais que considerassem as variáveis clássicas e propusessem novas hipóteses para a análise das diferenças entre trajetórias de jovens com perfil equivalente matriculados em escolas públicas. Sendo assim, nesse projeto argumentamos sobre o potencial heurístico de uma variável pouco explorada no debate educacional contemporâneo sobre a construção de trajetórias educacionais. Trata-se da presença de estigmas relacionados às crianças e às suas famílias nas reflexões que professores e gestores realizam sobre o perfil do corpo discente das escolas. Nossa compreensão sobre o conceito de estigma é orientada pelo livro seminal de Goffman (1975), sendo estigma definido como um conjunto de características individuais e/ou coletivas socialmente desvalorizadas que fazem com que as pessoas e/ou os grupos sociais que as portam sejam considerados inabilitados para aceitação social plena. A literatura sobre estigma e rótulo aponta que os rótulos promovidos por processos de estigmatização marcam os alunos individualmente e/ou em grupos e fazem com que os percursos sociais por eles percorridos sejam fragmentados e desconexos (Goffman, 1975; Rist, 1977; Link; Phelan, 2001). No caso específico da educação, argumentamos que tais estigmas e rótulos podem até mesmo conduzir os alunos ao abandono da escola. Nossa hipótese principal é que os estudantes vitimados por estigmas terão trajetórias fragmentadas e, por conta disso, expectativas educacionais reduzidas em comparação com as dos estudantes considerados “normais”. O método proposto é qualitativo e pensado com base em três caminhos complementares. O primeiro passo será realizar uma análise dos dados disponibilizados pelo INEP sobre as três redes de ensino definidas como contexto de investigação. Realizaremos comparações considerando o tamanho das redes, o nível sócio econômico médio dos alunos atendidos por cada rede e o desempenho das escolas nos anos iniciais e finais do ensino fundamental, além do ensino médio. O segundo passo será a realização de grupos focais com os estudantes, além de entrevistas em profundidade com estudantes, professores e gestores. O terceiro passo será a realização de observações etnográficas nas escolas investigadas. É importante frisar que o público alvo de nossa investigação são os estudantes em transição entre os segmentos. Queremos mapear a perspectiva dos alunos que estão transitando dos anos iniciais do ensino fundamental, daqueles que estão transitando dos anos finais para o ensino médio e dos que estão concluindo o ensino médio e necessariamente optando pela sequência dos estudos na Universidade e/ou pelo mercado e trabalho. Pretendemos investigar a perspectiva dos jovens para entendermos como eles realizam esse processo e fazem uso de sua autonomia relativa para definir em conjunto com suas famílias os seus próprios destinos escolares. E também precisaremos mapear a perspectiva de gestores e professores para que entendamos como as escolas estão organizando esses processos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Perito Cardoso

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • nitretação por plasma à pressão atmosférica usando microdescargas: avançando no entendimento do processo e em sua aplicação
  • Com o avanço tecnológico, as exigências de desempenho dos materiais e processos de fabricação intensificam-se. Para atingir o desempenho adequado os componentes mecânicos necessitam de tratamentos com elevada reprodutibilidade e qualidade. Ao mesmo tempo, com a degradação do meio ambiente, as normas ambientais tornam-se cada vez mais rígidas, inviabilizando a utilização de algumas tecnologias já consolidadas. Neste contexto, a utilização industrial de tratamentos de superfície por plasmas, na fabricação de componentes, vem ganhando importância nas ultimas décadas, devido principalmente à grande qualidade dos tratamentos realizados e ao baixo impacto ambiental dos referidos processos. Em geral, os tratamentos por plasma são realizados a pressão inferior a 15 mbar, o que aumenta o custo de implantação dos processos de fabricação, pela necessidade de sistemas de vácuo. Isto também impõe que o processo de fabricação seja realizado em bateladas. Devido a estas limitações, pesquisas visando o domínio de descargas fora do equilíbrio à pressão atmosférica, também conhecidos como plasmas frios à pressão atmosférica, veem atraindo interesses de cientistas e industriais. Nas últimas décadas, os estudos sobre as descargas à pressão atmosférica (P.A.) têm ganhado importância entre os estudos de plasmas, sendo hoje um dos principais temas em conferências e artigos científicos da área de plasma e aplicações de plasma. Motivado principalmente pelo interesse industrial em aplicar estes plasmas no processo produtivo, o estudo da aplicação dos plasmas à P.A. ao tratamento dos materiais vem apresentando acentuado crescimento, uma vez que estes processos superam as limitações supra citadas dos plasmas a baixa pressão. Dentre as diferentes tecnologias disponíveis para gerar plasmas frios à pressão atmosférica, as microdescargas se mostram atrativas por aplicar fontes de baixa tensão e não necessariamente de alta frequência. Usando pequeno espaço entre eletrodos é possível gerar microdescargas à pressão atmosférica com tensões em torno de 400 V. Além disto, a tecnologia das fontes de plasma DC é mais baratas que a das fontes de alta frequência, havendo uma ampla gama de fornecedores de tais equipamentos, o que contribui para a viabilidade de um projeto industrial utilizando microdescargas à P.A. Assim a utilização de tais descargas para o desenvolvimento de processos de fabricação se mostra muito interessante. Em projeto anterior financiados pelo CNPQ (CHAMADA UNIVERSAL – MCTI/CNPq Nº 14/2014 – Faixa A - R$30.000,00) um equipamento (reator de microdescarga com três eletrodos) foi construído e testado, possibilitando significativo avanço no domínio da tecnologia aqui proposta. Entretanto, um dos pontos fracos do sistema desenvolvido anteriormente é o controle de atmosfera, o que dificultou algumas medidas de caracterização dos plasma formados e limitou a performance dos tratamentos de niteração realizados. Assim, visto o comprovado potencial da aplicação e o know-how adquirido, neste projeto é proposta a construção de um novo aparato experimental que possibilitará maior nível de controle da atmosfera de trabalho. Com isso será possível avançar no entendimento da tecnologia de geração de microdescargas com três eletrodos à pressão atmosférica e em sua aplicação no processo de nitretação por plasma à P.A. Com isto este projeto deve trazer inovação na aplicação de plasmas à P.A. ao tratamento de superfícies metálicas, com possibilidade futura de desenvolvimento de um processo de fabricação contínuos em linha.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022