Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alexandre Bragio Bonaldo

Ciências Biológicas

Ecologia
  • a biodiversidade como indicadora de bens e serviços para o desenvolvimento sustentável do bioma amazônia
  • Vide projeto anexo
  • Museu Paraense Emílio Goeldi - PA - Brasil
  • 02/03/2020-01/03/2025
Foto de perfil

Alexandre Bryan Heinemann

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • caracterização ambiental da região produtora de arroz irrigado tropical no brasil
  • A produção mundial de arroz deve aumentar para atender às necessidades futuras de alimentos em meio a uma forte competição por recursos naturais. No Brasil, há dois sistemas de produção de arroz: arroz irrigado e de terras altas. O arroz irrigado é responsável por 82% da produção nacional, sendo que 76% são provenientes do arroz irrigado subtropical, produzido basicamente no Sul do Brasil (Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Entretanto, o arroz irrigado subtropical praticamente já atingiu o seu potencial produtivo e o nível aceitável de exploração de áreas favoráveis para o seu cultivo no sul do Brasil, por isso dificilmente excederá os atuais 1,2 milhão de hectares. Nesse contexto, é estratégico a diversificação da oferta de arroz no Brasil, por meio do aprimoramento da produtividade do arroz irrigado tropical nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Nessas regiões, a produção do arroz tropical apresenta menor produtividade e maior variabilidade, comparado ao arroz irrigado subtropical, devido aos riscos agroclimáticos mais intensos. Parte desse risco agroclimático está relacionado com a adoção de cultivares não adaptadas ao ambiente tropical. Identificar linhagens promissoras e adaptadas a um específico ambiente tropical é um desafio e demanda enorme esforço dos melhoristas devido complexidade das interações Genótipo x Ambiente x Manejo (GxAxM), e necessidade de avaliação de um alto número de linhagens em múltiplos ambientes, assim como identificação de seus respectivos ambientes alvos. Para minimizar a complexidade das interações, uma solução é a identificação de ambientes de populações alvos (TPE – “Target Population Environment”), que é a caracterização ambiental levando-se em consideração não somente os aspectos climáticos básicos, como precipitação pluvial e temperatura, mas também os efeitos da interação GxAxM. Modelos de simulação do crescimento, desenvolvimento e produtividade de culturas possuem uma série de funções matemáticas que se mostram eficientes na captura das interações GxAxM e avaliação do desempenho de cultivares, com base em princípios ecofisiológicos. Este estudo tem como objetivo utilizar modelos de simulação de crescimento de culturas para identificar grupos ambientais homogêneos na região produtora de arroz irrigado tropical pela caracterização dos efeitos de fatores limitantes ambientais (temperaturas extremas, radiação global acumulada) e de manejo (datas de semeadura) sobre a produtividade e características fenotípicas de cultivares de arroz que melhor se adaptam aos respectivos ambientes identificados. Com esse estudo pretende-se o aumento da eficiência do programa de melhoramento, a identificação de regiões homogêneas na região de produção, a otimização da alocação de experimentos na região de estudo, e a identificação e quantificação dos fatores limitantes a produtividade na região de estudo. Como consequência, a seleção e adoção de cultivares adaptadas a ambientes específicos reduzirá os impactos ambientais no sistema de produção (reduzir a aplicação de pesticidas). Um melhor conhecimento das edafoclimáticas da região de produção do arroz irriga tropical irá auxiliar no suporte as políticas públicas. Além disso, a metodologia a ser utilizada nesse estudo poderá ser aplicada em outros programas de melhoramento vegetal.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023