Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sergio Luis Costa Ferreira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de estratégias analíticas visando determinação e especiação de metais e metaloides em amostras ambientais coletadas no rio joanes, bahia
  • O Professor Sergio Luis Costa Ferreira (Doutor PUC, Rio 1991), líder do Grupo de Pesquisa em Química e Quimiometria (GRPQQ), Professor Titular da Universidade Federal da Bahia, apresenta ao CNPq no âmbito do Edital Universal 2018, uma proposta visando o DESENVOLVIMENTO DE ESTRATÉGIAS ANALÍTICAS VISANDO DETERMINAÇÃO E ESPECIAÇÃO DE METAIS E METALOIDES EM AMOSTRAS AMBIENTAIS COLETADAS NO RIO JOANES, BAHIA. Entre os objetivos específicos, destacam-se: i) Desenvolver estratégias visando a determinação e análise de especiação de elementos de interesse ambiental em amostras de águas e sedimentos coletadas no Rio Joanes, Bahia. ii) Desenvolver estratégias analíticas empregando técnicas da espectrometria atômica na determinação e especiação de metais e metaloides de interesse ambiental em amostras de águas e sedimentos coletados no Rio Joanes, Bahia. iii) Empregar técnicas de planejamento experimental na otimização dos métodos analíticos necessários para o desenvolvimento do projeto. iv) Estabelecer procedimentos visando análise de especiação de arsênio e antimônio em amostras de águas e sedimentos coletados no Rio Joanes empregando métodos não cromatográficos e a espectrometria de fluorescência atômica. v) Estabelecer procedimentos de preconcentração empregando polímeros com íons impressos para determinação de cádmio, chumbo e mercúrio em amostras de águas coletadas no Rio Joanes usando espectrometria atômica. vi) Determinar mercúrio total em sedimentos coletadas no Rio Joanes empregando o DMA (Direct Mercury Analyzer). vii) Desenvolver estudos de fracionamento de mercúrio em amostras de sedimento do Rio Joanes. viii) Desenvolver estudos de caracterização de processos de adsorção de íons metálicos tóxicos no sedimento do Rio Joanes. ix) Estabelecer estudos de biodisponibilidade de metais em sedimentos usando o método dos sulfetos voláteis. x) Estabelecer procedimentos empregando microssistemas automatizados de injeção por fluxo (MSFIA) para determinação e análise de especiação de elementos tóxicos em águas coletadas no Rio Joanes. xi) Promover estudos que resultem na formação de recursos humanos como trabalhos de conclusão de curso (TCC), dissertações de mestrado e teses de doutorado. xii) Promover estudos que resultem em artigos científicos em revistas de alto índice de impacto. xiii) Apresentar relatórios técnicos científicos para os órgãos responsáveis pela captação de água potável para a Cidade de Salvador e adjacências. A otimização dos métodos analíticos será feita empregando técnicas de otimização multivariado, tais como o planejamento fatorial de dois níveis e metodologias de superfície de resposta. A metodologia prevê três campanhas de amostragens durante os três anos de projeto, envolvendo coleta de água e sedimento. Todos os métodos propostos serão validados de acordo com os parâmetros recomendados pela IUPAC. A exatidão dos métodos será avaliada empregando material de referencia certificado, testes de adição e recuperação e comparação de métodos analíticos. As técnicas analíticas disponíveis no laboratório são: espectrometria de absorção atômica, espectrometria de massas com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS) e espectrometria de fluorescência atômica com geração de hidretos (HG AFS). A equipe é composta de seis doutores, seis mestres cursando doutorado, um mestrando e três bolsistas de iniciação científica. O recurso solicitado é 119.990,00 Reais sendo que destes, 62.000,00 Reais para aquisição de material permanente, 53.190,00 Reais para custeio e 4800,00 Reais para pagamento de uma bolsa. Entre os resultados formais previstos, encontram-se três teses de doutorado e uma dissertação de mestrado além da publicação de nove artigos ao longo de trinta e seis meses. O projeto tem viabilidade cientifica considerando as publicações do coordenador no tema do projeto. Também os equipamentos estão em pleno funcionamento.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022