Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Tatiane Combi

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • utilização de amostradores passivos para determinação de contaminantes emergentes e poluentes orgânicos persistentes na baía de todos os santos, ba
  • O uso de produtos químicos potencialmente perigosos para o ambiente (incluindo poluentes orgânicos persistentes (POPs), contaminantes emergentes, entre outros) em grandes quantidades e variedade ameaça as águas, os sedimentos e a biota. A presença de uma gama tão ampla de compostos no ambiente resulta em interferências durante a realização de análises químicas, prejudicando a avaliação da ocorrência e distribuição de contaminantes em matrizes ambientais. Desta maneira, o desenvolvimento e a otimização de métodos de amostragem e métodos analíticos capazes detectar diversas classes de compostos em níveis muito baixos está entre as questões mais complexas e atuais na área da química ambiental, especialmente em países menos desenvolvidos como o Brasil. O desenvolvimento dessas metodologias é essencial para a avaliação dos níveis de contaminação e risco ambiental em áreas costeiras e marinhas. Essa proposta pretende implementar um método de amostragem passiva para análise de contaminantes emergentes e poluentes orgânicos persistentes na Baía de Todos os Santos (BTS), BA - Brasil. A metodologia analítica para análise concomitante dos contaminantes selecionados também será otimizada e implementada. Adicionalmente, pretende-se avaliar a ocorrência, variações espaço-temporais e as fontes potenciais dos contaminantes em áreas de interesse na BTS, bem como contribuir com dados inéditos para os inventários regionais e globais.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tatiane de Andrade Maranhão

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de métodos para determinação de constituintes inorgânicos em amostras ambientais por técnicas espectrométricas: avaliação das legislações vigentes
  • O presente projeto tem como finalidade o desenvolvimento de métodos analíticos simples e rápidos, envolvendo extração e pré-concentração de constituintes inorgânicos (metais e não metais) em amostras de interesse ambiental (águas naturais, residuais e produzidas), assim como resíduos de processos industriais submetidos ao processo de classificação conforme ABNT NBR 14000:2004, e posterior quantificação empregando técnicas espectrométricas. Serão usados métodos de preparo de amostras que consideram a extração e pré-concentração baseado nos fenômenos de ponto nuvem (CPE), microextração líquido líquido dispersiva (DLLME) e microextração líquido líquido dispersiva de fase reversa (RP- DLLME) com a finalidade de melhorar limites de detecção, separação dos analitos da matriz e minimização de interferências comuns em análise química das amostras ambientais. As concentrações dos elementos encontrados serão avaliadas conforme parâmetros de valores máximos permitidos da Legislação Brasileira vigente para cada tipo de amostra. Serão aplicadas técnicas de planejamento experimento simultâneo de dois e três níveis, com o intuito de reduzir e otimizar os experimentos. Os resultados obtidos serão avaliados através de técnicas multivariadas de dados, tais como análise de componentes principais (PCA) e a análise de agrupamento hierárquica (HCA) para identificar tendências no conjunto de dados gerados.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Tatiane Maria Rodrigues

Ciências Biológicas

Botânica
  • influência do excesso de metais tóxicos em aspectos estruturais e bioquímicos de cuphea calophylla cham. & schltdl. (lythraceae) com ênfase no sistema secretor
  • Áreas rurais envolvidas com a atividade agropecuária se destacam por apresentar solos contaminados com excesso de metais tóxicos como Cobre (Cu) e Zinco (Zn). Em baixas concentrações Cu e Zn são micronutrientes essenciais para as plantas, porém, em excesso podem causar alterações na estrutura e funcionamento vegetal. Cuphea calophylla (Lythraceae) é facilmente encontrada em áreas ruderais e ambientes antropizados. É popularmente utilizada no tratamento de hipertensão e os óleos produzidos em seus tricomas glandulares são fontes de matéria-prima para produção de sabão. Nosso objetivo é analisar a influência do excesso de Cu e Zn em aspectos morfológicos e bioquímicos em folhas de C. calophylla com ênfase no desenvolvimento e funcionamento do sistema secretor. Serão amostrados indivíduos de populações ocorrentes em área preservada e área contaminada com excesso de Cu e Zn. Ainda, indivíduos serão submetidos a altas concentrações de Cu e Zn em condições hidropônicas. Para análise do efeito dos metais tóxicos na anatomia foliar, análises serão realizadas ao microscópio de luz. Amostras de limbo foliar serão analisadas em microscopia eletrônica de varredura (MEV) convencional para análise da densidade do sistema secretor e em MEV com espectroscopia de energia dispersiva para quantificação dos elementos metálicos nos tecidos vegetais. Alterações celulares no mesofilo e nos tricomas glandulares serão investigadas ao microscópio eletrônico de transmissão. A composição química dos óleos essenciais será analisada por hidrodestilação. O nível de estresse oxidativo será determinado por quantificação de H2O2 e através dos níveis de peroxidação lipídica. Considerando o aumento de solos contaminados por fertilizantes e pesticidas no Brasil, nossos resultados poderão fornecer informações para manejo de espécies e gerar subsídios para predições dos efeitos de ações antrópicas na estrutura dos vegetais.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Tatianne Ferreira de Oliveira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • utilização de energia solar no tratamento de poluentes emergentes presentes em efluentes agrícolas e agroindustriais
  • Os efluentes aquosos originários de vários tipos de indústrias como a alimentícia, possuem substâncias que na maioria das vezes as Estações de Tratamento não foram projetadas para eliminá-los e sim reduzir em matéria orgânica e nutriente e não promovem a remoção e sua completa mineralização. Diversos estudos quantificaram estes compostos em rejeitos industriais, domésticos e até em água tratada (OLIVEIRA, 2011; ANDRADE, 2011). Entre estes compostos estão os micropoluentes emergentes ftalatos, que podem promover impactos adversos na saúde do homem por interferir no funcionamento normal do sistema endócrino (KIM, 2007; ABDELMELEK, 2011) por sua ação cancerígena, mutagênica, além de causar anormalidade no sistema reprodutivo. Poluentes orgânicos emergentes (POEs) referem-se a qualquer composto químico presente em produtos comerciais, como medicamentos, embalagens de alimentos, produtos de higiene, agrotóxicos, etc., que não são usualmente monitorados, ou ainda não possuem legislação regulatória correspondente em muitos países, mas apresentam risco potencial à saúde humana e ao meio ambiente (LA FARRE et al., 2008; KUSTER et al., 2008). A evidência dos efeitos tóxicos destas substâncias é causa de grande preocupação e a legislação nacional tem estabelecido algumas restrições. A Comunidade Europeia, como medida preventiva, classificou os ftalatos como substância perigosa prioritária e determinou a redução de 30% destes micropoluentes nos efluentes industriais aquosos, sendo que atualmente a concentração de ftalatos é de 1,3 μg L-1 nos corpos de água (OLIVEIRA, 2011). Nos últimos anos, contudo, têm sido aplicados estudos comparativos da eficiência de Processos Oxidativos Avançados (POAs) como uma forma de solucionar as falhas nos tradicionais tratamentos, posto que nestes haja mineralização da grande maioria dos contaminantes orgânicos (SILVA et al., 2009). Os POAs podem ser influenciados por alguns fatores importantes do ponto de vista cinético: pH, temperatura, concentração do catalisador e do efluente. Há uma promissora aplicação destes POAs combinados com utilização de luz solar como uma alternativa de tratamento do ponto de vista econômico, pelo fato de fornecer energia ao processo, dando sustentabilidade agroindustrial. Vale destacar, que o uso da luz solar implica em uma Produção Mais Limpa já que diminui o descarte de lâmpadas de mercúrio, aumentando a eficiência quanto ao uso de energia com benefícios econômicos e ambientais. Neste contetxo, a identificação de processos mais limpos para a remoção de contaminantes existentes em águas residuárias se constitui em sério problema em diversas indústrias. Os tratamentos podem ser divididos, em dois grupos: i) os físico-químicos, baseados na transferência de fase; e ii) os processos oxidativos, baseados na decomposição do poluente. Oliveira (2011) afirmam que nos métodos de transferência são obtidas duas fases: uma composta pela água limpa e outra pelo resíduo concentrado. Entre estes processos, podem ser citados: precipitação, coagulação/floculação, osmose reversa, destilação e evaporação, dentre outros. A vantagem dos processos oxidativos é a degradação do poluente levando à eliminação ou redução da toxicidade. Neste contexto, propõe-se neste projeto o Desenvolvimento e Implantação de um Piloto de Tratamento de Processo Oxidativo Avançado em efluentes agroindustriais/agrícolas utilizando a Energia Solar, visando a redução e mineralização de poluentes emergentes, principalmente os micropoluentes ftalatos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022