Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sônia Maria de Lima Salgado

Ciências Agrárias

Agronomia
  • caracterização fenotípica de progênies de cafeeiro para resistencia a meloidogyne spp. e identificação de marcadores moleculares associados com a resistencia
  • Meloidogyne sp., responsável por sérios prejuízos as lavouras cafeeiras, têm sua população reduzida mediante o uso de cultivares resistentes, entretanto, a cafeicultura brasileira dispõe de cultivares, na sua maioria, suscetíveis aos principais fitonematoides, principalmente do gênero Meloidogyne. O banco de germoplasma de café da EPAMIG constitui uma reserva gênica valiosa e alguns desses materiais podem apresentar resistência múltipla a fitonematoides. A fenotipagem e seleção assistida por marcadores moleculares podem auxiliar sobremaneira os programas de melhoramento genético do cafeeiro visando a obtenção de cultivares resistentes ao Meloidogyne spp. A seleção assistida por marcadores moleculares (SAM) aumenta a capacidade de analisar muitos materiais com eficiência e menor tempo. Propõe-se caracterizar progênies de cafeeiro, oriundas do programa de melhoramento do café, quanto à reação a Meloidogyne sp. sob condições de casa de vegetação e campo. A fenotipagem, etapa chave para o avanço do programa de melhoramento genético para resistencia do cafeeiro a nematoides, envolve a inoculação, extração e quantificação dos nematoides para determinação do Fator de Reprodução (FR), avaliação visual das raízes por meio da escala de notas adaptada de Carneiro (1995), índice de galhas/engrossamentos e o número de ovos e juvenis por grama de raiz. Além disso, variações fenotípicas no desenvolvimento dos cafeeiros, advindas do parasitismo nas raízes, podem ser avaliadas pelas características vegetativas como incremento na altura, diâmetro de caule e no número de ramos plagiotrópicos. Por meio da seleção assistida com marcadores, a reação das progênies ao nematoide será estudada buscando a associação desses marcadores a resistência das plantas. A fenotipagem das progênies será realizada por meio da caracterização do desenvolvimento vegetativo e reprodutivo em área cafeeira naturalmente infestada. Esta etapa se justifica pela importância do ambiente na manifestação do caráter genético dos cafeeiros, especialmente na presença de patógenos como os fitonematoides. Diante disso objetiva-se fenotipar a reação de progênies de cafeeiro a Meloidogyne spp. sob condições controladas em casa de vegetação além do campo, e identificar marcadores moleculares associados à resistência dos cafeeiros a Meloidogyne spp.
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Sônia Maria Guedes Gondim

Ciências Humanas

Psicologia
  • criatividade e inovação em organizações brasileiras e espanholas: explorando antecedentes e consequentes para subsidiar políticas de gestão
  • Este projeto tem como objetivo aprofundar a compreensão dos fatores individuais, grupais e contextuais que podem contribuir para a criatividade e a inovação organizacional, visando oferecer insumos para o desenvolvimento de políticas de gestão do trabalho e de capacitação de equipes de alto desempenho ou equipes de inovação. O presente projeto está inserido em um projeto maior de cooperação internacional entre Brasil-Espanha que visa a ampliação de um estudo conjunto iniciado em 2013. Até o momento o estudo está sendo realizado por meio de um survey que contém um inventário que explora diversos fatores individuais e contextuais apontados em estudos de meta-análise como tendo papel relevante na explicação da criatividade e inovação organizacional. O survey é apresentado em três idiomas (português, castellano e euskera), sendo dirigido e respondido por trabalhadores de organizações públicas e privadas de variados ramos de atividades. O inventário foi uma iniciativa de pesquisadores da Universidad del País Vasco e da Universidad Autónoma de Madrid e contou com a colaboração de pesquisadora da Universidade Federal da Bahia que se encontrava em estágio pós-doutoral na Espanha em 2013. Para desenvolver o referido estudo ampliaram-se as parcerias com pesquisadores e organizações de outros países da América do Sul (Chile, Argentina) e também do Brasil (Universidade Salgado de Oliveira – RJ, SEBRAE, Parque Tecnológico do Estado da Bahia). Espera-se que a cooperação internacional permita desenvolver novos estudos a partir dos resultados do survey, que se encontra em fase de ampliação de participantes brasileira, e que produza conhecimento em qualidade e quantidade sobre fatores individuais, ambientais, formas de organização do trabalho e modelos de liderança que favorecem a criatividade e inovação organizacional. A expectativa também é a de gerar insumos para a elaboração de programas de treinamento, desenvolvimento e capacitação profissional de equipes de trabalho de alto desempenho focadas em criatividade e inovação e que preservem o bem-estar no trabalho. Espera-se como resultado desse estudo, que leva em conta similaridades e diversidades de países e culturas, a ampliação das possibilidades de transferência de tecnologias de gestão, assim como a produção de orientações adequadas a tais tecnologias e às realidades locais.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Sonia Regina Lourenço

Ciências Humanas

Antropologia
  • cosmopolíticas quilombolas: a relação afroindígena, a terra e os territórios
  • A experiência de pesquisa de campo forneceu um solo etnográfico fértil a partir do qual a proposta de pesquisa apresentada se encontra assentada. A reflexão focaliza a perspectiva e as relações que os quilombolas estabelecem entre os seres humanos e não-humanos que conferem à vida nos quilombos, os sentidos do habitar, do viver e da extensão do sentido de humanidade para além dos seres humanos, incorporando plantas, animais e seres sobrenaturais como sujeitos que coabitam o mundo. Neste projeto de pesquisa, pretende-se estudar como a cosmologia destes coletivos negros se constitui de fluxos e pertencimentos, composições e criações que apontam para teorias locais sobre a natureza, o território e a vida, delineando, assim, os contornos e os modos de existência afroindígenas. Os encontros entre a população africana e os povos indígenas no estado de Mato Grosso presentes tanto nas narrativas de viajantes quanto nas narrativas de quilombolas e indígenas contemporâneos apontam para a existência de composições e criações ético-estéticas no sentido cosmopolítico de outros mundos possíveis.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sorahia Domenice

Ciências da Saúde

Medicina
  • pesquisa de variações do número de cópias genômicas patogênicas em uma coorte de pacientes com insuficiência ovariana primária
  • A falência ovariana é uma condição frequente e ocorre em cerca de 1% das mulheres antes dos 40 anos e 0,1% antes dos 30 anos. A falência ovariana primária (FOP) se caracteriza por ausência de ciclos menstruais por um intervalo maior do que 6 meses acompanhada por níveis elevados de gonadotropinas (FSH>30 U/L) e hipoestrogenismo. Esta condição pode ter um amplo espectro de apresentação, que varia de amenorreia primária acompanhada ou não da falta de desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários femininos à presença de amenorreia secundária após o desenvolvimento puberal completo e menarca. Nas pacientes portadoras de FOP o hipoestrogenismo prematuro leva ao aumento do risco de osteoporose, de doenças cardiovasculares e doenças neurodegenerativas, além de infertilidade. A alta frequência desta condição na população feminina e as graves repercussões na saúde física e mental destas mulheres tornam o estudo etiológico da FOP de alta relevância. As causas etiológicas da FOP envolvem mecanismos heterogêneos e podem ser secundárias a processos infecciosos, a doenças metabólicas e autoimunes, a fatores ambientais e iatrogênicos além das causas cromossômicas e genéticas. Porém, na maior parte das pacientes a causa da FOP ainda não é estabelecida. As técnicas citogenéticas convencionais contribuem para a identificação da causa etiológica em apenas 10-15% dos casos. Deleções, inversões e translocações no cromossomo X são as causas genéticas mais frequentemente identificadas nas pacientes com FOP. Os genes FMR1 (pré-mutação, Síndrome de X frágil) e o BMP15, localizados no cromossomo X, tem seu papel comprovado na etiologia da FOP. Anormalidades em vários genes autossômicos como GDF9, FIGLA, FOXL2, NOBOX, NR5A1 (SF1), FSHR, ESR1, LHR, SOHLH1/2, INHA, NANOS3, STAG3, SYCE estão também associados a FOP. Entretanto, cerca de 80% dos pacientes com FOP permanecem sem diagnóstico etiológico estabelecido, apesar da investigação laboratorial e genética realizada. Na busca por um diagnóstico molecular para esse grande número de pacientes portadores de FOP de etiologia não conhecida, várias técnicas de citogenética, citogenômica e biologia molecular têm sido utilizadas. Com o objetivo de melhorar a resolução das técnicas de citogenética convencional novas metodologias foram desenvolvidas, como as técnicas de arrays, Comparative Genomic Hybridization Array (CGH-array) e Single Nucleotide Polymorphism Array (SNP-array), também conhecidas como “cariotipagem molecular”. O CGH-array e SNP-array são técnicas de citogenômica, que permitem avaliar através de pequenas amostras de DNA, todo o genoma, ou parte dele; representando uma revolução na análise cromossômica, com uma maior resolução na detecção de variação no número de cópias (copy number variants-CNVs) além de detectar baixos níveis de mosaicismos (10-30%) e perda de heterozigose de uma maneira mais rápida e acurada. O objetivo deste estudo é pesquisar a presença de deleções ou duplicações submicroscópicas e investigar uma possível relação da presença de CNVs raras com a etiologia da doença, em um grupo selecionado de pacientes com FOP sem causa definida. Quarenta e seis pacientes portadoras de falência ovariana primária serão estudadas, todas com cariótipo 46,XX; o grupo se constitui por 11 casos familiares (23 pacientes) e 23 casos esporádicos. Análises de DNA dos pacientes serão submetidas a avaliação pela técnica de Comparative Genomic Hybridization Array (CGH-array). Os achados serão comparados com CNVs descritas em bancos de dados de controles normais compilados pelo Database of Genomic Variants (http://projects.tcag.ca/variation/), e também pelos estudos de CNV em indivíduos com fenótipos alterados, depositado no banco de dados do DECIPHER Consortium (http://decipher.sanger.ac.uk). Os possíveis genes candidatos serão pesquisados nos bancos de dados disponíveis para consulta pública e na literatura científica quanto à sua possível associação com o fenótipo em estudo. Os resultados deste estudo poderão além de estabelecer o diagnóstico genético da paciente com FOP, permitir o rastreamento e o aconselhamento de outras mulheres da família, portadoras da mesma alteração gênica porém assintomáticas ou em fases precoces da doença e com a possibilidade de orientação sobre medidas para preservação de fertilidade.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022