Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Paulo Alves Porto

Ciências Humanas

Educação
  • história e filosofia da química no ensino: investigando a natureza da química
  • Este projeto visa promover a aproximação entre a História e a Filosofia da Química e o Ensino de Química, buscando elementos para caracterizar a natureza da Química, de que forma ela se apresenta no ensino superior, e desenvolver reflexões sobre a forma de introduzi-la na formação inicial de químicos e professores de química. Para isso, o projeto propõe a realização de: levantamento bibliográfico de recentes produções nas áreas de Filosofia da Química e de Ensino de Ciências; investigação de aulas de Química Geral para um curso de graduação em Química; atividades visando a discussão explícita da natureza da Química junto a licenciandos; análise de livros didáticos de Química Geral para o ensino superior no século XX, procurando caracterizar as transformações na forma de se apresentar a Química nesse período; e estudos de caso em História da Química, que auxiliem a discussão da natureza da Química em diferentes contextos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Paulo André Niederle

Ciências Humanas

Sociologia
  • construção política de mercados alimentares e a produção de dispositivos institucionais e sociotécnicos nos repertórios de ação dos movimentos sociais
  • Os movimentos sociais se tornaram atores protagonistas da reestruturação do sistema agroalimentar. Isto não se deve apenas à crítica que eles sustentam à oligopolização e financeirização dos mercados alimentares. Cada vez mais, o repertório de ação dos movimentos também inclui a construção de novos formatos organizacionais e institucionais de mercados, a partir dos quais buscam disseminar princípios políticos e morais que questionam a ideia de alimento como pura mercadoria ou ativo financeiro. Ao invés de uma estrutura impessoal e abstrata, que opera com uma lógica universal preconcebida teoricamente, esse processo de construção política revela que os mercados são espaços sociais concretos, onde as mãos visíveis de diferentes atores concorrem para organizar as relações e práticas econômicas de tal maneira que estas respondam aos seus interesses e valores. A partir de um diálogo com abordagens da sociologia da agricultura, da sociologia econômica e das teorias dos movimentos sociais, este projeto de pesquisa tem como objetivo compreender como diferentes movimentos sociais agem na construção social e política de mercados alimentares “alternativos”, assim compreendidos aqueles espaços que valorizam alimentos locais, orgânicos, artesanais, saudáveis, ecológicos etc. Mais especificamente, o foco volta-se para o modo como esses atores coletivos desenham dispositivos institucionais e sociotécnicos (normas, regras, índices, certificados, selos etc.) com vistas a desenvolver práticas econômicas diferentes daquelas que predominam nos mercados controlados pelos atores dominantes no sistema agroalimentar. Ou seja, além de analisar a ação performativa dos dispositivos sobre a ação econômica, busca-se apreender a “política” que orienta os movimentos sociais a construí-los. Associado a isto emerge uma questão acerca da convergência entre os diferentes dispositivos e, por conseguinte, entre as diferentes políticas. Nossa hipótese geral sustenta um processo de “convergência divergente”, ou seja, embora os movimentos apresentem um discurso similar no que tange à defesa de “mercados cívicos”, os quais colocam em primeiro plano uma ideia de “democracia alimentar”, os dispositivos criados não apenas são diferenciados como, em alguns casos, operam com lógicas conflitantes. Em termos metodológicos, o primeiro passo consiste na identificação de movimentos sociais que têm incorporado a construção de novos mercados alimentares nos seus repertórios de ação, dentre os quais, à título de exemplo, destaca-se: (i) Movimento Agroecológico; (ii) Movimento de Consumidores Veganos e Vegetarianos; (iii) Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra; e (iv) Movimento de Cooperativismo Solidário. A partir de entrevistas com lideranças destes movimentos sociais, será possível identificar quais são os mercados mais relevantes às suas estratégias político-econômicas: feiras livres, lojas coletivas, compras governamentais, cooperativas, pequeno varejo, sistemas de entrega a consumidor, restaurantes, dentre outros. Estas lideranças também serão demandadas a identificar “experiências de sucesso” das suas estratégias políticas de construção de mercados, as quais serão analisadas in loco por meio de observação, entrevistas e grupos focais. Em virtude das limitações financeiras do projeto, enquanto as entrevistas com as lideranças dos movimentos não possuirá um universo empírico espacialmente delimitado, a identificação dos casos para observação das práticas de comercialização – e de uso dos dispositivos – estará restrita às experiências situadas na Região Sul do Brasil e, preferencialmente, no estado do Rio Grande do Sul.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Andreas Buckup

Ciências Biológicas

Zoologia
  • fiogeografia de peixes de riachos costeiros do sudeste do brasil
  • A presente proposta visa realizar estudos filogeográficos sobre peixes de riachos costeiros das bacias hidrográficas do trecho da Serra do Mar adjacente ao rio Paraíba do Sul, no sudeste do Brasil, com a objetivo de avaliar o papel dos divisores de água nesta região. Os objetivos específicos incluem o estabelecimento de relações filogeográficas entre populações de peixes das famílias Characidae, Crenuchidae e Poeciliidae, e o teste de hipóteses sobre os eventos biogeográficos que deram origem à estruturação populacional atual das espécies de peixes presentes na área de estudo. Duas hipóteses biogeográficas mutuamente excludentes serão testadas: (1) hipótese transposição e isolamento de populações através de capturas de cabeceiras, e (2) a hipótese de isolamento de rios causado pela elevação do nível do mar. Para isto serão produzidas 910 novas sequências de ADN de três genes mitocondriais e um gene nuclear de diferentes populações das espécies alvo. Estes dados serão utilizados na formulação e publicação de hipóteses sobre as relações filogegráficas entre populações das espécies dos gêneros (1) Astyanax, (2) Characidium e (3) Phalloceros, e de (4) uma análise global das implicações dos dados filogeográficos para o teste das hipóteses biogeográficas. O estudo insere-se na linha de pesquisa do Laboratório de Pesquisa em Biodiversidade Molecular do Museu Nacional, expandindo os estudos já em andamento de DNA barcoding e produção de mitogenomas por meio sequenciamento genômico de próxima geração.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Antonio de Souza Mourao

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • heparinas: interações com sars-cov-2 e atividades anticoagulantes, antivirais e anti-inflamatórias para tratamento da covid-19
  • Mortes associadas à COVID-19 estão diretamente relacionadas à insuficiência respiratória aguda causada por coagulopatias na microvasculatura pulmonar. A terapia anticoagulante com heparina de baixo peso molecular (LMWH) diminuiu em 20% a mortalidade de pacientes com quadros graves de COVID-19 na China. Todos os protocolos de tratamento da COVID-19 empregados atualmente em países como Itália, Espanha e França incluem o uso de LMWH. Além de ser efetivas para reverter coagulopatias, heparinas, principalmente as não fracionadas (UFHs), apresentam potencial antiviral e anti-inflamatório para tratamento da COVID-19. Estudos preliminares já demonstraram que UFH diminui em até 50% a infecção in vitro de outros coronavirus. Portanto, o presente projeto avaliará o potencial antiviral e anti-inflamatório de diferentes heparinas para uso como medicamentos multialvo para enfrentamento da COVID-19. As atividades e mecanismos de ação antiviral e anti-inflamatório das heparinas serão avaliados através de um amplo conjunto de análises in vitro e in vivo que serão realizadas através de uma colaboração entre o LABTEC (UFRJ) e LVPS (IOC-FIOCRUZ). Além disto, vamos investigar aspectos moleculares das interações entre as heparinas e o coronavirus (SARS-CoV-2), utilizando técnicas “estado-da-arte” como ressonância magnética nuclear (RMN), ressonância plasmônica de superfície (SPR), cristalografia de raios X e modelagem molecular computacional, através de uma rede de laboratórios da UFRJ (LABTEC e CENABIO), UNESP e UFPE, com ampla expertise em pesquisas sobre biologia estrutural. Também pretendemos propor um protocolo de investigação clínica para avaliar/comparar os efeitos anticoagulantes, antivirais e anti-inflamatórios das heparinas atualmente aprovadas para uso clinico (UFH suína e bovina e LMWH enoxaparina) em pacientes acometidos pelo COVID-19. Apesar do grande potencial par uso como medicamentos multialvo (anticoagulante, antiviral e anti-inflamatório) para tratamento da COVID-19, a produção mundial de heparinas, baseada majoritariamente (> 95%) em uma única fonte de matéria-prima animal (suína) e concentrada na China (> 80%), é insuficiente e encontra-se ameaçada por uma epidemia de Febre Suína Africana. O FDA declarou que novas heparinas (UFH e LMWHs) de outras fontes animais devem ser introduzidas urgentemente para evitar uma possível escassez mundial. Heparinas de diferentes fontes animais apresentam propriedades químicas e farmacológicas diferentes. UFH bovina apresenta atividade anticoagulante 50% mais baixa do que UFH suína (100 e 200 UI/mg, respectivamente) devido a diferenças composicionais. O LABTEC e SENAI-CETIQT desenvolveram um processo para fracionar UFH bovina em dois derivativos com propriedades químicas e farmacológicas diferentes: 1) HABH, com composição, peso molecular e atividade anticoagulante (200 UI/mg) semelhantes à UFH suína (“gold standard”) e 2) LABH, com peso molecular semelhante e composição diferente da UFH suína e atividade anticoagulante reduzida (20 UI/mg). Avaliações técnico-econômicas realizadas pelo SENAI-CETIQT comprovaram a viabilidade técnica e econômica da produção de HABH e LABH em escala industrial e já contamos com uma estrutura para produzir lotes piloto. Estudos não clínicos sobre a atividade anticoagulante e antitrombótica e segurança da HABH e LABH já foram concluídos; portanto, o desenvolvimento pré-clínico destas novas heparinas encontra se em estágio avançado. O projeto vai avaliar a eficácia terapêutica multialvo de heparinas (UFH suína e bovina e LMWH enoxaparina) para implementação imediata em protocolos de tratamento da COVID-19 e vai possibilitar a pesquisa e desenvolvimento para novos usos das novas heparinas HABH e LABH 100% desenvolvidas através da parceria UFRJ/ SENAI-CETIQT e, portanto, consiste em uma importante contribuição para incrementar a inovação farmacêutica nacional. Resultados parciais do projeto serão periodicamente divulgados para a sociedade, comunidade médica e científica e órgãos públicos competentes (MS, MCTI etc.) em periódicos científicos especializados e através de veículos de comunicação de amplo alcance (internet, jornais e revistas), visando a aplicabilidade em curto e médio prazo para suplementação das Diretrizes para Diagnóstico e Tratamento da COVID-19 do SUS.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Paulo Antonio de Souza Mourao

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • pesquisa e desenvolvimento de novos anticoagulantes mais eficazes e seguros.
  • Este projeto engloba a pesquisa e desenvolvimento de novas drogas glicobiológicas baseadas tanto em glicosaminoglicanos clássicos como a heparina quanto nos novos polissacarídeos sulfatados extraídos de invertebrados marinhos. Alguns destes compostos inovadores serão desenvolvidos como opções mais eficazes e seguras aos anticoagulantes disponíveis. 1. Novos anticoagulantes Atualmente, as diferentes heparinas de baixo peso molecular (LMWH) e os novos anticoagulantes orais (DOACS) são amplamente prescritos para o tratamento e prevenção de tromboembolismo enquanto a heparina não fracionada (UFH) é majoritariamente utilizada em procedimentos cirúrgicos e hemodiálise. No entanto, assistimos a uma desigualdade social no uso destes anticoagulantes no Brasil. Enquanto nas clínicas privadas LMWHs e DOACs são amplamente utilizados para tratamento e prevenção do tromboembolismo, pacientes do SUS continuam a ter acesso majoritariamente ao varfarim (anticoagulante oral de 1ª geração) e UFH administrada por via subcutânea como substituto das LMWHs. Portanto, um dos objetivos deste projeto consiste no desenvolvimento de novos anticoagulantes para ampliar o acesso dos pacientes do SUS a medicamentos mais seguros e eficazes. A pesquisa e desenvolvimento destes medicamentos inovadores será realizado através das seguintes etapas: 1.1. Aprimoramento farmacológico da HBI O uso concomitante da heparina padrão ouro de intestino suíno (HPI), preponderantemente composta por glucosamina N,6-dissulfatada, com a heparina de intestino bovino (HBI), enriquecida em glucosamina N-sulfatada, ambas disponíveis no Brasil, pode causar sérios incidentes, incluindo sangramento pós-operatório, devido às suas diferentes atividades anticoagulantes (180 UI mg-1 e 100 UI mg-1, respectivamente). Estas diferenças levaram à recente publicação de monografias separadas para HPI e HBI pela Farmacopeia Brasileira. Através de um processo simples e inovador baseado em cromatografia de troca aniônica, nós conseguimos fracionar HBI em dois derivativos: 1) Heparina bovina com alta atividade anticoagulante (HABH), estruturalmente semelhante à HPI e com alta atividade anticoagulante (~200 UI mg-1) e 2) Heparina bovina com baixa atividade anticoagulante (LABH), enriquecida em glucosamina N-sulfatada e atividade anticoagulante muito reduzida (< 25 UI mg-1). Portanto, HABH é uma opção segura ao padrão ouro HPI. 1.2. Produção de uma LMWH bovina Todas as LMWHs disponíveis atualmente são produzidas a partir da HPI. A produção de uma LMWH utilizando HBI como matéria prima não é possível devido a sua baixa atividade anticoagulante e alta heterogeneidade estrutural; no entanto, o HABH, com estrutura e atividade anticoagulante semelhante à HPI, consiste em um candidato ideal para a produção da primeira LMWH de origem bovina farmacologicamente viável. 1.3. Pesquisa e desenvolvimento de um novo anticoagulante oral de origem marinha O condroitin sulfato fucosilado (FCS) extraído do pepino do mar Holothuria grisea apresenta atividade anticoagulante (40 UI mg-1) independente de serpinas (antitrombina e co-fator II da heparina). Além disso, nós já demonstramos que o FCS mantém sua atividade anticoagulante mesmo através de administração oral, diferente das UFHs e LMWHs que são obrigatoriamente administradas via parenteral. O principal gargalo para a produção em escala industrial deste FCS é a disponibilidade contínua de grandes quantidades de pepino do mar. Nós vamos solucionar este problema de suprimento de matéria prima através do desenvolvimento de um sistema de aquicultura multitrófica integrada do pepino do mar H. grisea para produção de seu FCS. Além disto, vamos desenvolver uma nova metodologia para avaliação fina de potencial hemorrágico através de um modelo animal de sangramento intracraniano provocado pelo FCS em comparação com os DOACs.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Antonio Zawislak

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a evolução das capacidades de inovação de empresas industriais
  • Considerando como dados iniciais a pesquisa Caminhos da Inovação na Indústria Gaúcha e seus resultados, o presente projeto permitirá a continuidade da identificação do padrão de comportamento das empresas, bem como os diferentes arranjos das capacidades da indústria. Nesse contexto, o desenvolvimento de uma série histórica, com dados consolidados, permitirá uma avaliação da dinâmica de evolução das empresas industriais. O projeto Caminhos da Inovação na Indústria Gaúcha desenvolveu, entre 2010 e 2014, o modelo de análise das capacidades de inovação das empresas e realizou sua aplicação a mais de 1400 empresas industriais. O volume e, principalmente, a qualidade dos dados e informações acerca das capacidades de inovação de empresas industriais gerou um banco de dados inédito e permitiram um nível de aprofundamento e detalhamento raramente obtido. Suas conclusões remetem a trajetórias e arranjos de inovação, bem como recomendações empresariais e de política pública para o país. A proposta de projeto para este Edital Universal 2016 tem por objetivo reaplicar o modelo das capacidades de inovação na amostra de empresas disponível no banco dados acima referido e avaliar a evolução de suas capacidades de inovação ao longo dos últimos quatro anos (2014-2018). Com isso, será possível não somente ampliar a base de dados no que concerne o detalhamento das capacidades de inovação, mas, principalmente, aprofundar o entendimento da dinâmica das empresas e suas capacidades a partir de uma visão longitudinal. Para atender ao objetivo de analisar diferentes trajetórias de inovação em empresas industriais ao longo do tempo, a abordagem metodológica a ser utilizada será dividida em quatro etapas. 1: Pesquisa de natureza exploratória para aprofundar conceitos preliminares com o objetivo de aprimorar a sua formulação e mensuração. Mais do que isso, buscar-se-á estabelecer as bases teórico-conceituais do fenômeno estudado, principalmente por meio de pesquisa qualitativa. Dessa forma, nesta etapa, serão realizada três sub-etapas: pesquisa bibliográfica; visitas, workshops e entrevistas; e revisão e aprimoramento do instrumento e método de pesquisa para levantamento de dados. 2: A partir do que se aprofundou na primeira etapa, será aplicado o instrumento de pesquisa desenvolvido para realizar estudo quantitativo (survey) junto a diferentes empresas de todos os setores de atividade econômica do Rio Grande do Sul. Dessa forma, nessa etapa, serão realizadas duas sub-etapas: aplicação do pré-teste e aplicação da survey. 3: A partir do resultado da survey será possível conhecer a evolução do perfil da inovação das empresas industriais do Rio Grande do Sul no período de 2016 a 2019. Considerando que os dados do projeto anterior retratam o panorama industrial gaúcho do período de 2010 a 2014, os resultados da presente proposta de pesquisa permitirão análises longitudinais em relação à evolução da dinâmica da inovação no Estado. Dessa forma, nessa etapa, serão realizadas três sub-etapas: análise dos resultados; comparação dos resultados/pesquisa longitudinal; e aplicação do método de análise comparativa (Fuzzy set/Qualitative Comparative Analisys – fsQCA). 4: Finalmente, a última etapa do projeto consiste na exposição dos resultados, sendo essa dividida em duas sub-etapas: relatório final e divulgação dos resultados. Os resultados desta pesquisa serão importantes para que tomadores de decisão, públicos e privados, possam otimizar suas decisões, sejam de política pública ou estratégia empresarial respectivamente, no intuito de agregar maior valor à indústria brasileira. Além disso, o projeto aportará uma série de resultados, com especial atenção à formação de recursos humanos altamente capacitados (graduados, mestres e doutores), à produção acadêmica (artigos, relatórios, teses, dissertações e trabalhos de conclusão de curso, projetos de extensão) e à realização de eventos de interação e difusão (workshop, palestras, seminários, palestras com as empresas).
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Paulo Arruda

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • centro de química medicinal de acesso aberto
  • Resumo Muitas das descobertas da área em rápida expansão da genômica não são efetivamente utilizadas na medicina, agricultura e indústria. Isto acontece em parte por causa da falta de cooperação entre cientistas de disciplinas diferentes e também pelo fato de muito da pesquisa translacional feita na indústria e academia ser protegida por patentes e, portanto, não publicada no tempo oportuno. Nossa proposta INCT procura atacar estes problemas de duas formas. A primeira através da criação de uma rede altamente integrada de pesquisadores de diferentes disciplinas (genética, bioquímica, química medicinal, biologia celular e do desenvolvimento) e a segunda através do comprometimento com a pesquisa de livre acesso: todos os dados e reagentes gerados serão de livre acesso a qualquer pesquisador, dentro ou fora de nossa proposta, sem nenhuma restrição. Nossa proposta INCT visa explorar o potencial de genes relevantes medicamente focando nas proteínas codificadas por estes genes e desenvolvendo um pacote de ferramentas que permitirão a pesquisa nessas proteínas. Esse pacote de ferramentas incluirá clones de expressão gênica, protocolos de purificação de proteínas, anticorpos, estruturas cristalográficas e inibidores químicos. Esses conjuntos de reagentes (ou pacotes) irão permitir com que a comunidade cientifica expanda muito sua capacidade. A fim de garantir que os cientistas locais se beneficiem dessas ferramentas, nosso INCT apresenta o compromisso de disponibiliza-las livremente a todos cientistas interessados. Nosso projeto está focado na facilitação da pesquisa em proteínas pois proteínas específicas frequentemente representam o “elo perdido” entre a genética e estudos funcionais/médicos. O estudo detalhado das proteínas codificadas por um gene selvagem e o correspondente mutado em doenças ou proteínas-alvo em doenças parasitárias, são frequentemente pouco estudadas. Nosso INCT será formado em torno de um laboratório central na UNICAMP, em colaboração com o Consorcio de Genômica Estrutural (Structural Genomics Consortium – SGC; www.thesgc.org) e seus laboratórios nas universidades de Oxford e Toronto. Os grupos colaboradores componentes da rede do INCT irão escolher uma lista de genes alvo relacionados a sua pesquisa, conjuntamente com indicações de grupos colaboradores da parte de genética médica. Nosso laboratório central irá clonar, purificar, cristalizar e determinar as estruturas atômicas das proteínas codificadas. Nossos grupos componentes irão colaborar no desenvolvimento de ensaios funcionais para cada uma das proteínas de interesse (por exemplo: ensaios de atividade enzimática, interação com ligantes e/ou outras proteínas), buscando o entendimento da função destas proteínas alvo. Além disto, nosso laboratório central irá otimizar e realizar ensaios de rastreamento de pequenas moléculas para encontrar moléculas de ponto de partida para desenvolvimento de inibidores. Os laboratórios colaboradores irão usar o conhecimento e reagentes gerados pelos estudos proteicos para formular e testar hipóteses no contexto celular e fisiológico relevante. O objetivo chave de nosso INCT será a geração de 15 “Kit facilitadores de Descoberta” (ou do inglês “Target Enabling Packages” – TEPs), os quais consistem de: clones; métodos para purificação e cristalização de proteínas; ensaios de atividade; pequenas moléculas ponto de partida para desenvolvimento de sondas químicas e novas drogas; além de um conjunto de informação tais como: proteômica, impacto das mutações na função da proteína e fisiologia da proteína alvo. Os TEPs serão utilizados imediatamente pelos grupos do INCT para desenvolvimento seguinte de moléculas ainda mais potentes e ensaios celulares ainda mais complexos. Entretanto, um ponto chave de nossa proposta é o acesso irrestrito aos dados: uma vez que o kit estiver montado, ele será publicado no website de nosso INCT e em revistas cientificas, com um mecanismo de distribuição de clones e reagentes sem restrição de uso. Adicionalmente aos projetos dos grupos envolvidos neste INCT, nos iremos criar um mecanismo de nomeação aberto de alvos para desenvolvimento de TEPs, de forma que qualquer laboratório do Brasil possa sugerir novos genes. Estas sugestões serão avaliadas e prioritarizadas pelo grupo gestor do INCT, que usará critérios que permitam exploração mesmo de alvos mais especulativos. Os laboratórios que nomearem genes poderão usar o expertise e infraestrutura criada por nosso INCT para gerar proteínas, estrutura inicial e ensaios funcionais. Após experimentos exploratórios iniciais, cada projeto será avaliado e, quando apropriado, desenvolvido e um projeto completo. Todos laboratórios que quiserem nomear genes terão que concordar com a liberação de dados e reagentes no final da execução do projeto. Uma das inovações de nossa proposta consiste na transposição do conhecimento adquirido no desenvolvimento de TEP da biomedicina para a agricultura. Alvos chaves em plantas, majoritariamente proteínas da classe das quinases, potencialmente relacionadas com a resposta a stress abiótico, irão entrar no nosso pipeline. As ferramentas desenvolvidas para estas proteínas serão usadas para responder questões relacionadas a resposta da planta a stress abiótico. Estas ferramentas serão disponibilizadas para a comunidade que estuda plantas sem nenhuma restrição. Em resumo, nosso INCT propõe criar uma rede coordenada de grupos em colaboração com o consorcio internacional altamente bem sucedido e estabelecido “ Structural Genomics Consortium” para promover o uso das descobertas genéticas no desenvolvimento da medicina, da agricultura e da indústria.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Paulo Augusto Cauchick Miguel

Engenharias

Engenharia de Produção
  • diagnóstico do quadro atual de servitização no brasil: prospecção exploratória de produção qualificada nacional, pólos de pesquisa existentes, e identificação de lacunas de pesquisa
  • A servitização é um modelo de negócio onde as organizações típicas de manufatura agregam serviços aos produtos oferecidos aos clientes buscando mais diferenciação no mercado e maior rentabilidade. Em níveis mais avançados, a oferta ao cliente configura-se pela entrega de um resultado e competência, no qual o produto físico ocupa um papel secundário. Embora o conceito não seja recente, sua aplicação, principalmente em economias emergentes, pode ser considerada como embrionária. Nesse contexto, o presente projeto de pesquisa objetiva identificar e analisar práticas existentes associadas ao processo de servitização no Brasil, ainda em nível exploratório, uma vez que este modelo de negócio se encontra mais difundido e evoluído em países desenvolvidos. Em uma primeira etapa da pesquisa, será realizada uma análise da literatura internacional, seguida de um levantamento no nível nacional, de modo a identificar iniciativas em direção ao processo de servitização em empresas nacionais ou multinacionais que operam no país, bem como pólos de pesquisa nacionais que trabalham no tema. Após esta primeira etapa, uma análise exploratória de trabalho de campo será conduzida em organizações que apresentam características de adoção da servitização como transição para um novo modelo de negócio, sub-dividida em dois passos: (i) estudo de caso piloto e estudo de múltiplos casos. As etapas anteriores contribuem então para a etapa 3 de desenvolvimento de um modelo conceitual que considere características, elementos, facilitadores, etc. para a transição de empresas para a servitização.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Augusto Raymundo Pereira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • detecção multipla de biomarcadores clinicamente importantes em amostras não invasivas de saliva, suor e urina
  • Embora muita pesquisa inovadora tenha sido direcionada a novos métodos de detecção de biomarcadores únicos, a detecção multiplexada é necessária para os avanços de diagnósticos de doenças. Superfícies nanoestruturadas têm se destacado devido à grande vantagem em estratégias de amplificação de sinal, especialmente combinadas com técnicas eletroquímicas devido à sua capacidade de alcançar sensibilidade sem precedentes e limites de detecção ultrabaixo com sistemas de medição relativamente simples. No entanto, muitos desses estudos se concentraram na detecção de um único alvo em tampão, que tem relevância incerta para a detecção de biomarcadores multiplexados em amostras como soro, urina, suor ou saliva. Claramente, a medição simultânea de múltiplos biomarcadores nesses fluidos biológicos com pouco ou nenhum pré-tratamento será mais relevante para o diagnóstico. Neste contexto, propõe-se desenvolver um sistema para multidetecção de diferentes biomarcadores clinicamente importantes em amostras não-invasivas de saliva, suor e urina sem etapas de pré-tratamento. As plataformas sensoriais serão nanoestruturadas via fotolitografia sobre substratos flexíveis. Os biodispositivos enzimáticos serão aplicados para detecção de glicose, lactato e colesterol, enquanto que os imunossensores serão utilizados para detecção de cortisol e proteínas biomarcadores de câncer (melanoma e cabeça e pescoço). A detecção será feita com técnicas eletroquímicas em soluções padrão. Os dispositivos considerados ideais com relação à performance analítica em termos de sensibilidade, seletividade, ampla faixa linear e baixos limites de detecção serão acoplados ao sistema multidetecção para análise de amostras não-invasivas de saliva, suor e urina.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Bayard Dias Goncalves

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • estresse metabólico na foliculogênese de bovinos: caracterização, mecanismo de ação e alternativa
  • Um dos principais problemas abordados na pecuária de leite nas últimas décadas tem sido a redução da fertilidade em vacas de alta produção. Um grande número desses animais apresenta problemas reprodutivos relacionados ao prolongamento do intervalo para a primeira ovulação e aumento do intervalo entre partos. O balanço energético negativo (BEN) durante o período pós-parto é um fator de risco para que ocorram alterações reprodutivas. Durante esse período, as concentrações plasmáticas dos ácidos graxos não esterificados (NEFAs) e do β-hidroxibutirato (BHBA) estão aumentadas. Há evidências de que essas alterações têm reflexo no microambiente folicular bovino, acarretando prejuízos ao desenvolvimento do oócito, viabilidade das células da granulosa e diminuição da qualidade dos embriões produzidos. No entanto, não há estudos a respeito da ação dos NEFAs e do BHBA na divergência folicular e do seu mecanismos de ação durante o desenvolvimento do folículo. Esse conhecimento é essencial para o desenvolvimento de tecnologias ou alternativas para a solução desse problema. Ainda, a foliculogênese em ruminantes é responsiva aos sinais relacionados a nutrição, sendo que as vias capazes de detectar o fluxo de nutrientes dentro do folículo, incluindo o receptor ativado por proliferador de peroxissomo gama (PPARG) necessitam ser elucidadas. Portanto, uma das perguntas que ainda está sem resposta científica é se NEFAs e BHBA interferem na regulação da divergência folicular e por qual mecanismo de ação. Dessa maneira, nossa hipótese é que as altas concentrações intrafolicular de NEFAs e BHBA, durante o estresse metabólico regulam negativamente as células da granulosa bovina, levando o folículo dominante a entrar em atresia. Propõe-se também de que esse efeito ocorre via PPARG, regulado por FSH. Além disso, levanta-se a hipótese de que o PPARG regula fatores locais e, por ação dos NEFAs provoca estresse oxidativo e estresse de retículo endoplasmático afetando negativamente a divergência folicular, causando apoptose e interferindo negativamente na regulação da esteroidogênese. Assim, o objetivo que está sendo proposto é de entender a ação e mecanismo de ação dos NEFAs e do BHBA no desenvolvimento folicular e propor soluções para o aumento da fertilidade em vacas em estresse metabólico. Experimentos in vivo na espécie bovina serão realizados para estudar de forma fisiológica o efeito dos NEFAs e BHBA nas células da granulosa durante a divergência folicular. A utilização da técnica de injeção intrafolicular, já bem estabelecida em nosso laboratório, permite manipular o ambiente folicular sem alterar a fisiologia do crescimento. As células da granulosa provenientes de linhagens celulares (KGN) e metades foliculares, mantendo a interação células de teca e da granulosa, serão utilizadas para estudar de forma mais aprofundada o mecanismo de ação dos NEFAs e do BHBA. Desse modo, está sendo proposto quatro modelos experimentais, dois in vivo e dois in vitro: 1) avaliação da dinâmica folicular e 2) ovariectomia e isolamento das células da teca e granulosa após injeção intrafolicular de NEFAs e BHBA in vivo; estudos in vitro 3) utilizando células da granulosa provenientes de linhagens celulares (KGN) e 4) com metades foliculares. Assim, com a execução deste projeto, pretende-se avançar no conhecimento sobre o efeito dos NEFAs e do BHBA na divergência folicular durante o período do pós-parto em vacas de leite e, com essas informações, propor novas tecnologias que visem o melhoramento dos índices reprodutivos desses animais nos pós-parto.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Caramelli

Ciências da Saúde

Medicina
  • síndrome do risco cognitivo motor: investigação clínica e por neuroimagem estrutural de uma amostra de idosos da comunidade.
  • A síndrome de risco cognitivo motor (MCR) foi proposta por Verghese e colaboradores em 2014 e define indivíduos idosos que apresentam queixas cognitivas subjetivas, lentidão de marcha, desempenho funcional preservado e ausência de demência. A prevalência da síndrome foi estimada em 9,7% de idosos com 60 anos ou mais e alguns estudos recentes identificaram que pessoas com MCR apresentam taxas elevadas de conversão para demência em comparação com a população idosa geral. Não há até o momento nenhum estudo brasileiro ou latino-americano publicado a respeito do tema. Nesse contexto, o objetivo geral do presente estudo é determinar a frequência da MCR em uma amostra de idosos da comunidade e investigar se há correlação desta síndrome com variáveis sociodemográficas, clínicas e de neuroimagem estrutural. Serão avaliados 600 idosos (60+ anos) da comunidade, de acordo com critérios de inclusão estabelecidos. Os participantes serão submetidos a entrevistas por meio de questionários estruturados, avaliações clínicas (incluindo avaliação cognitiva, funcional, de sintomas depressivos, motora e de marcha). Uma sub-amostra de 40 indivíduos com MCR e 40 controles serão avaliado por exame de ressonância magnética, com análises volumétricas e tractografia. O estudo deve fornecer informações ainda não disponíveis para o Brasil sobre a frequência de MCR em idosos da comunidade. Este dado é de particular relevância para o planejamento de políticas e ações direcionadas à saúde do idoso. Adicionalmente, o estudo poderá contribuir para a melhor compreensão de fatores sociodemográficos, condições clínicas e substratos neurobiológicos associados à MCR, passíveis de serem utilizados como base para a elaboração de programas de intervenção terapêutica para redução do risco de declínio cognitivo e de demência nesta população.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo César de Faccio Carvalho

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • sistemas integrados de produção agropecuária: investigando caminhos para a intensificação sustentável
  • No contexto tecnológico, esta proposta justifica-se por propor investigação em Sistemas Integrados de Produção Agropecuária, que são considerados como a via tecnológica mais concreta para responder a agenda global da produção de alimentos, dentro do contexto emergente da redução de uso de insumos e de impacto no meio ambiente. Ademais, estão incluídos em destaque no Plano ABC, dentro da agenda política de mitigação de gases de efeito estufa e comprometimento nacional junto a COP-21. No contexto científico, os Sistemas Integrados ainda são pouco estudados, pois requerem duas características raras em pesquisas nacionais, e mesmo internacionais: estudos de longo prazo e transdisciplinaridade. Mais do que apenas medir a produtividade desses sistemas, avaliando a produção final de cada componente, há que se investigar os processos, e como interagem os diferentes compartimentos solo-planta-animal desses sistemas. Em outras palavras, essa iniciativa se propõe a não somente medir produtividade, mas compreender os processos que em último resultam nos sinergismos e nas propriedades emergentes características desses sistemas. Para tanto, propõe-se investigar dois protocolos que em princípio podem parecer contrastantes. No protocolo 1, o cenário de fundo é o da pequena propriedade com problema de escala e de diversidade naqueles produtos que são comercializados “fora da porteira”. No protocolo 2, o contexto é o do produtor de grande escala que tem sua atividade colocada em risco pela insustentabilidade da especialização (monocultivo) e pela filosofia de produção pautada em tecnologia de insumos. A questão científica comum a ambos está na hipótese de que a diversidade espacial e temporal dos componentes do sistema afetam o grau das interações sinérgicas, e a riqueza e magnitude dos ciclos biogeoquímicos. Os tratamentos propostos têm por objetivo provocar contrastes que permitam investigar relações de causa-efeito capturadas por parâmetros indicadores das interações e dos ciclos acima referidos, tais como o índice de manejo do carbono e o balanço de nitrogênio do sistema, para citar exemplos. Para dar suporte ao desafio proposto, os proponentes construíram um arranjo institucional e uma equipe de colaboradores sem precedentes no subtrópico brasileiro. Este arranjo trará suporte não somente a investigação em si, mas em sua posterior difusão no campo. Vários estudantes de pós-graduação e de graduação estarão envolvidos nos protocolos experimentais, pretendendo-se formar recursos humanos de excelência, com visão sistêmica e generalista, tão raros e requeridos para difusão e pesquisa desses sistemas. Por último, a valorização científica desta proposta, via publicação em periódicos científicos de elevado impacto, pode ter o seu nível de probabilidade de sucesso aferido pelo simples exame do currículo dos seus principais proponentes.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Cesar de Paiva

Ciências Biológicas

Zoologia
  • biodiversidade de anelídeos poliquetas tropicais: uma abordagem filogeográfica
  • O conhecimento da biodiversidade marinha brasileira, apesar dos constantes esforços e estudos, ainda é restrito. Esta biodiversidade envolve diferentes níveis hierárquicos como ecossistemas, espécies, populações e genes requerendo, portanto, a utilização de análises integradas com dados morfológicos, morfométricos e moleculares para sua melhor compreensão. Neste projeto, é proposta uma avaliação da biodiversidade de poliquetas em nível intra- e supra-específico. Análise filogeográficas deverão estabelecer padrões de distribuição geográfica das espécies com ampla distribuição na costa brasileira ou no mundo. Para atingir tais objetivos, espécimes coletados ao longo da costa atlântica serão submetidos à análises para delimitação de populações e espécies. A morfometria será avaliada através de fotografias e estabelecidos marcos anatômicos para análises de deformações e também de morfometria tradicional. Análises moleculares serão efetuadas através de amplificação de genes mitocondriais (COI e 16S) e marcadores moleculares nucleares (microsatélites). Topologias obtidas por análises de inferência bayesiana e de máxima-verossimilhança serão utilizadas para gerar hipóteses de relacionamento. Redes de haplótipos também serão obtidas para a delimitação de espécies e populações, assim como serão efetudas estimativas de fluxo gênico e estruturação populacional. As hipóteses filogeográficas produzidas serão utilizadas para delimitação de táxons/populações e refinamento da classificação taxonômica, procurando estabelecer novos limites biogeográficos das espécies e um incremento no conhecimento da biodiversidade críptica, especialmente das espécies de ampla distribuição. Os processos que moldaram esta distribuição serão avaliados em função de hipóteses históricas, especialmente aquelas associadas às transgressões e regressões do nível do mar e ao paleoambiente, ambos avaliados em função de modelos de distribuição de espécies obtidos através da distribuição atual.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo César Fonseca Giannini

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • sistemas eólicos costeiros do quaternário tardio e a antifase climática entre nordeste e sul-sudeste do brasil
  • Há inúmeros tipos de evidências, da palinologia à análise químico-isotópica de espeleotemas, de que as regiões Nordeste e Sul-Sudeste do Brasil apresentam padrões de variação da paleoprecipitação opostos, desde pelo menos o final do Pleistoceno (após o evento paleoclimático Heinrich 1, aproximadamente 17 ka AP). Esse contraste de tendências climáticas foi possivelmente acompanhado de um aumento na diferença termo-halina entre as águas costeiras das duas regiões. Apesar disso, pouco se conhece sobre a manifestação desta antifase climática e oceanográfica na sedimentação costeira, seja na cronologia e evolução de campos de dunas eólicas seja na composição químico-isotópica do carbonato biogênico. Sabe-se que a precipitação pluviométrica favorece a coesão das areias e a taxa de crescimento de vegetação, contribuindo, assim, para a estabilização de campos de dunas costeiros. Além disso, ela intensifica o aporte sedimentar à costa e favorece, com isso, a taxa de progradação de fácies subaquosas, em detrimento do desenvolvimento de depósitos eólicos. Em paralelo, a elevação da chegada de água doce pode alterar a salinidade e composição químico-isotópica da água do mar, sobretudo em lagunas e junto às maiores desembocaduras e estuários. O outro fator controlador da formação de depósitos eólicos, a força do vento, é, ao mesmo tempo, importante motor das correntes costeiras e da ressurgência e, portanto, da circulação termo-halina. Dada a inter-relação entre todos estes fatores, é natural, ainda que desafiador, tentar integrar os sistemas deposicionais eólicos com a evolução da circulação costeira e do clima, no Quaternário, através de um projeto de pesquisa. Neste contexto, o objetivo mais geral da presente proposta é analisar a resposta dos sistemas deposicionais eólicos terrígenos e carbonáticos (eolianitos) brasileiros a variações climáticas e buscar indícios de variações oceanográficas possivelmente conjugadas na composição químico-isotópica de bioconstruções e bioclastos de moluscos costeiros. Os eventos de formação e estabilização de campos de dunas serão relacionados com variações no tempo do clima, da circulação costeira e do nível relativo do mar, estes dois últimos fatores à luz de novos dados, em obtenção pelo grupo, de análise químico-isotópica, nivelamento e datação de bioconstruções carbonáticas (vermetídeos). Serão comparadas áreas costeiras do Nordeste e do Sul-Sudeste do país, bem como áreas afetadas e não afetadas por ressurgência costeira.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Cesar Lock Silveira

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeitos da associação entre fotobiomodulação e o ácido hialurônico ligado a nanopartículas de ouro em modelos de lesão epitelial
  • As feridas abertas são caracterizadas por lesões geradas a partir da ruptura da integridade do tecido cutâneo, sendo a cicatrização o processo responsável por restaurar a integridade das estruturas internas ou externas do corpo. O laser de baixa potência (LBP) se destaca como um dos recursos mais eficientes no tratamento de lesões epiteliais, assim como o ácido hialurônico (AH), que vem se destacando como um novo fármaco para o tratamento de lesões dérmicas e epidérmicas. A aplicação biológica das nanopartículas de ouro (GNPs) vem demonstrando resultados promissores, devido à suas propriedades de funcionalização, biocompatibilidade, facilidade na permeabilidade celular e alta capacidade de aumentar o potencial terapêutico das drogas, alterando a farmacocinética, a biodistribuição ou absorção celular, além de propriedade antioxidante e anti-inflamatória, em modelos de lesão tecidual. Diante disto, este estudo terá como objetivo investigar os possíveis efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes da associação entre LBP e o AH ligado a GNPs em dois modelos de lesão epitelial. Os experimentos serão divididos em duas etapas utilizando 60 ratos Wistar em cada etapa distribuídos randomicamente em cinco grupos (N:12): Lesão epitelial (LE); (LE + LBP); (LE+LBP+AH); (LE+LBP+GNPs) e (LE+LBP+AH-GNPs). Na primeira etapa os animais serão anestesiados com isofluorano 4%, após serão tricotomizados e induzidos a uma lesão epitelial circular por incisão cirúrgica na região medial-dorsal com diâmetro de aproximadamente 2 cm. Na segunda etapa será induzido uma lesão epitelial por queimadura usando uma placa de cobre de 10 x 20 x 10 mm, mantida a 100 º C por 15 segundos. Nos dois modelos de lesão o tratamento iniciará 24 horas após a lesão e será realizado diariamente até o sétimo dia. O tratamento tópico com AH e/ou GNPs ocorrerá diariamente sendo aplicado ao redor da ferida uma vez ao dia e logo após ocorrerá a irradiação com laser de baixa potência (AsGa) com comprimento de onda de 904 nm e dose de 5J/cm2 sendo aplicado em 5 pontos ao redor da ferida. Os animais serão eutanasiados 12 horas após a última aplicação do laser e do AH e/ou GNP e a borda da ferida será removida, processada e armazenada. Para a análise da redução do tamanho da ferida serão realizadas imagens digitais no primeiro e sétimo dia e posteriormente analisadas pelo software IMAGEJ. Para a avaliação do infiltrado inflamatório e produção de colágeno será realizado análise histológica, por imunofluorescência será quantificado a presença de macrófagos M1 e M2. Além disso, avaliaremos parâmetros de estresse oxidativo, níveis de citocinas pró-inflamatórioas, anti-inflamatórias e fatores de crescimento. Com estes resultados pretendemos demonstrar que a cicatrização de lesões epiteliais pode ser acelerada quando associamos terapias padrões com nanotecnologia.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Cesar Ocheuze Trivelin

Ciências Agrárias

Agronomia
  • manejo de solo e rotação de culturas para renovação de canaviais: influência da adubação nitrogenada em soqueiras de cana-de-açúcar
  • O manejo adequado do solo e o uso de adubos verdes são práticas de conservação atualmente empregadas em diversas situações para promover a sustentabilidade dos sistemas agrícolas. Nos sistemas canavieiros, no entanto, observa-se algum temor na adoção de sulcos diretos, principalmente pela compactação provocada pelo intenso tráfego de máquinas. No caso do adubo verde, a prática também é pouco utilizada em áreas de renovação e a preferência dos agricultores é geralmente direcionada a culturas com potencial comercial, como soja e amendoim, que podem até ter limitações específicas. Na ausência de estudos que descrevam a interação entre essas duas práticas sustentáveis, o objetivo geral deste trabalho é avaliar a influência do manejo do solo, rotação de culturas e manejo da adubação nitrogenada sobre as três primeiras soqueiras de cana-de-açúcar. O experimento será composto por duas áreas experimentais, de acordo com o manejo do solo utilizado para reflorestamento dos canaviais: convencional e plantio direto, em delineamento de blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. A variedade de cana-de-açúcar será a RB966928, a segunda variedade mais plantada no Brasil, com maturação média e boa brotação em condições de colheita mecanizada. Os tratamentos de cada área de manejo serão constituídos pelos seguintes fatores: rotação de culturas (principal fator) e adubação nitrogenada de soqueira (fator secundário). O principal fator será seis tratamentos: pousio (sem adubo verde) e cinco adubos verdes (Crotalaria juncea, Crotalaria spectabilis, Crotalaria ochroleuca, soja e amendoim). A subdivisão das parcelas será realizada aplicando quatro níveis de tratamento com N: três doses de nitrogênio (50, 100 e 150% do N exportado nas lavouras) e o controle. Com exceção do perfilhamento, índice de área foliar e atividade enzimática do solo, todas as demais avaliações serão realizadas no momento da colheita: atributos químicos do solo, acúmulo de biomassa, extração de nutrientes, mineralização bruta de N, e produtividade e parâmetros tecnológicos da cana-de-açúcar. Além disso, será realizada uma análise econômica de todas as práticas de gestão adotadas no estudo.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Cesar Oliveira Vergne de Abreu

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • identificação, distribuição e fatores controladores de bactérias e arquéas nitrificantes presentes no biofloco e biofilme em sistemas intensivos de aquicultura
  • A tecnologia do Biofloco (“Biofloc Technology”- BFT) revolucionou a aquicultura nos últimos anos, permitindo uma produção intensiva em menores espaços e com baixa, ou nenhuma, produção de efluentes. Tal tecnologia só é possível pela manipulação das bactérias heterotróficas, cuja produção é estimulada pela adição de uma fonte de carbono. A multiplicação das bactérias após a adição de carbono faz com que estas incorporem amônia em sua nova biomassa, reduzindo os níveis deste composto nitrogenado, que é altamente tóxico para peixes e crustáceos produzidos. Entretanto, a diminuição efetiva das concentrações de amônia e nitrito só ocorre após o estabelecimento e ação de bactérias nitrificantes. A despeito de sua imensa importância, existem poucas informações sobre a composição específica de bactérias e arquéas nitrificantes, sua distribuição espacial e temporal no biofloco e biofilme bem como, o efeito de fatores ambientais neste processo. Este projeto objetiva aumentar o conhecimento sobre bactérias e arquéas nitrificantes no biofloco e no biofilme de sistemas intensivos de aquicultura como o BFT. Serão empregadas técnicas de biologia molecular (qPCR) para determinar a composição das bactérias e arquéas amônio e nitrito oxidantes. A partir destas informações empregaremos a técnica de Hibridização in situ fluorescente (FISH) para visualizar estas bactérias e estabelecer sua dinâmica espacial e temporal no biofloco e biofilme. Após adquirirmos estes conhecimentos, será possível realizar experimentos para testar diferentes fatores ambientais, especialmente a turbulência da água, e seu efeito nos microorganismos nitrificantes e no processo de nitrificação. Estas informações permitirão um melhor gerenciamento de sistemas intensivos de aquicultura, aumentando sua produtividade, sem gerar impactos ambientais significativos.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Cesar Piquini

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • propriedades fotofísicas de moléculas e nanoestruturas para aplicações em energia e saúde
  • O presente projeto se destina ao estudo de moléculas e nanoestruturas que se destinam à aplicações em geração de energia renovável, céluas fotovoltáicas e geração de hidrogênio, e em tratamento de câncer via terapia fotodinâmica. Os estudos serão conduzidos preferencialmente sobre sistemas moleculares e nanoestruturas sintetizados por grupos experimentais brasileiros colaboradores do projeto. A metodologia a ser empregada será aquela dada pela teoria do funcional da densidade e suas aproximações. Mais especificamente, estaremos estudando (i) sistemas moleculares baseados em macrociclos tetrapirrólicos, qua atuam como absorvedores de luz na faixa visível do espectro eletromagnético e (ii) nanoestruturas contendo metais de transição e/ou átomos da família dos calcogênios. Propriedades chave nestes estudos são os espectros de absorção, os potenciais de oxidação e redução, a dinâmica de estados excitados, em especial o cruzamento intersistemas.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Cesar Rech

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • a dinâmica de mapas e fluxos em espaços de parâmetros
  • Neste projeto de pesquisa investigaremos analítica e numericamente sistemas dinâmicos não lineares a tempo contínuo e a tempo discreto, os quais são modelados, respectivamente, por equações diferenciais e equações de diferenças (mapas). Nosso interesse reside na observação e caracterização dos possíveis estados de movimento dos sistemas em estudo, a saber, periodicidade, quase periodicidade, caos e hipercaos, bem como também no estudo dos tipos de bifurcação que originam tais estados. Também é nosso interesse investigar sincronização caótica e hipercaótica, e controle de caos e hipercaos em tais sistemas. Adicionalmente, nos interessa ainda investigar sistemas dinâmicos mais complicados, a saber acoplamentos consistindo de um número limitado de subsistemas. Os sistemas dinâmicos que pretendemos investigar no decorrer deste projeto serão escolhidos entre: a) pequenas redes neurais tipo theta [1], b) acoplamentos envolvendo mapas de Hénon [2] e de Ricker [3], entre outros mapas do plano, c) modelos discretos e contínuos para diferentes sistemas tipo predador-presa [4,5], d) modelos contínuos para acoplamentos de sistemas de Lorenz [6] e de Rössler [7], entre outros, e e) sistemas a tempo discreto (mapas de Hénon e de Ricker, por exemplo) e a tempo contínuo. De particular interesse é a organização de caos (e mesmo hipercaos, quando existir) e regularidade em espaços bidimensionais de parâmetros, para todos estes sistemas dinâmicos.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Cezar Bastianello Campagnol

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • desenvolvimento de oleogéis enriquecidos com compostos bioativos para aplicação como substitutos de gordura na indústria cárnea
  • Recentemente os produtos cárneos foram classificados como carcinogênicos para humanos (Grupo 1) pela IARC (International Agency for Research on Cancer). Esta classificação é baseada em evidências suficientes de que o consumo de produtos cárneos causa câncer colorretal. O fato dos produtos cárneos estarem no mesmo grupo que o tabaco, o amianto e a fumaça de diesel é uma propaganda extremamente negativa para a indústria cárnea e uma preocupação para os consumidores. Portanto, conferir características mais saudáveis aos produtos cárneos é uma necessidade urgente para que a economia e a saúde pública do país não seja prejudicada. Para tornar os produtos cárneos mais saudáveis é necessário basicamente reduzir os teores de sódio, aditivos químicos (especialmente o nitrito e o fosfato) e gordura saturada. Além disso, é necessário reduzir ao mínimo possível os compostos tóxicos formados durante o cozimento, fritura e defumação. Este projeto terá como foco reduzir o teor de gordura saturada e ao mesmo tempo melhorar o perfil lipídico de produtos cárneos emulsionados. Para atingir estes objetivos serão desenvolvidos substitutos de gordura utilizando óleos vegetais ricos em ácidos graxos ω-3 enriquecidos com compostos bioativos provenientes do alecrim e da jabuticaba. Três etapas serão realizadas. Na primeira etapa, compostos bioativos provenientes do alecrim e da jabuticaba serão incorporados nos óleos de chia e de linhaça por duas técnicas de extração sem solventes: ultrassom e micro-ondas. Na sequência, os óleos vegetais enriquecidos com compostos bioativos serão transformados em dois tipos de oleogéis utilizando processos economicamente viáveis. E finalmente, na terceira etapa, os oleogéis desenvolvidos serão aplicados como substituto de gordura animal em produtos cárneos emulsionados. Espera-se, portanto, que a realização deste projeto possibilite desenvolver uma tecnologia que possa ser utilizada pela indústria cárnea para melhorar a qualidade nutricional de seus produtos.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022