Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Murilo Siqueira Alves

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • caracterização funcional de genes envolvidos na interação cowpea severe mosaic virus (cpsmv) e feijão-caupi (vigna unguiculata [l.] walp)
  • O feijão-caupi (Vigna unguiculata [L.] Walp) é uma leguminosa de alto valor nutricional, cultivada em regiões de altas temperaturas em todo o mundo, como a região do semi-árido do Brasil. Apesar de bem adaptada a determinadas condições edafoclimáticas adversas, ataques de pragas e patógenos limitam drasticamente a produção desta espécie. Os vírus são os principais patógenos de V. unguiculata, onde mais de 20 espécies de vírus são capazes de infectar diferentes cultivares desta espécie. O vírus causador do mosaico severo do Caupi, o Cowpea Severe Mosaic Virus (CPSMV), pertencente ao gênero Comovirus, destaca-se como um dos mais devastadores do feijão-caupi, sendo responsável por enormes perdas de produtividade anualmente. Embora sujeitas a condições ambientais desfavoráveis, plantas são capazes de sobreviver devido ao desenvolvimento de complexas e eficientes maquinarias fisiológicas, bioquímicas e moleculares de resposta e adaptação às condições adversas. Ao perceberem sinais de estresse, plantas ativam e integram complexas redes de sinalização e regulação que controlam a expressão de diversos genes de resposta, visando resistir à condição desfavorável e reestabelecer a homeostase celular. Estudos sobre os mecanismos de imunidade de plantas e de resistência à vírus são numerosos. Estes visam elucidar principalmente como plantas percebem o ataque de vírus, quais efetores virais são reconhecidos pelo hospedeiro, e quais genes de defesa estão envolvidos nos mecanismos de resposta de plantas visando escapar da infecção ou reduzir a severidade da doença. Entretanto, estudos sobre as interações compatíveis entre vírus e plantas suscetíveis são ainda escassos e incipientes. Perguntas fundamentais não respondidas, como quais estratégias moleculares são implementadas por determinados vírus para a ocorrência bem sucedida da infecção, ou quais fatores moleculares de plantas são utilizados pela maquinaria viral para o estabelecimento completo da doença à nível local e sistêmico, estão entre as principais questões que devem ser respondidas para um melhor entendimento das interações entre vírus e plantas. Informações mais detalhadas sobre patossistemas ainda pouco estudados são desta forma essenciais para o desenvolvimento de estratégias genéticas de aumento da resistência ou tolerância de plantas à patógenos, aumentando assim a produtividade de cultivares de interesse agronômico. Dentre um dos patossistemas virais menos estudados encontra-se a interação CPSMV e Vigna unguiculata. Visando entender as vias moleculares de resposta envolvidas na interação compatível entre uma cultivar suscetível de V. unguiculata e o vírus CPSMV, foram identificadas diversas proteínas diferencialmente expressas durante a infecção, a partir da análise do perfil protéico utilizando-se Proteômica livre de marcação (Paiva et al., 2016). Dentre as mais de 3000 proteínas identificadas, 2 destas destacaram-se como algumas das proteínas mais expressas durante o estabelecimento da infecção em plantas suscetíveis: a proteína GAMYB-binding protein, a qual liga-se à fatores de transcrição com domínio MYB, e o indutor apoptótico de condensação da cromatina, denominado ACIN1-like. Proteínas homólogas às proteínas GAMYB-binding protein e ACIN1-like foram previamente caracterizadas em outras espécies de plantas, estando envolvidas na regulação do processamento de moléculas de RNA mensageiro (mRNA), à nível de splicing, compondo o complexo riboprotéico do spliceossomo, e atuando na modulação de respostas de defesa de plantas à estresses ambientais (Zhang et al., 2013). Porém, até o presente momento, não há estudos sobre o papel biológico destas proteínas durante a interação CPSMV e V. unguiculata, bem como em outras interações entre vírus e plantas. O envolvimento destas proteínas na modulação de respostas de defesa em plantas, associado ao alto nível de expressão observado em plantas de V. unguiculata durante a interação compatível com o vírus CPSMV, torna as proteínas GAMYB-binding protein e ACIN1-like alvos interessantes para estudos funcionais, visando a determinação do papel biológico destas proteínas durante esta interação. Desta forma, este projeto apresenta como objetivo principal a caracterização funcional das proteínas GAMYB-binding protein e ACIN1-like de V. unguiculata durante a interação compatível com o vírus CPSMV. Para isso, será realizada a determinação, através de análises in silico, da sequência completa da região codificadora dos genes que codificam as proteínas GAMYB-binding protein e ACIN1-like em V. unguiculata. Análises in silico preliminares indicam a existência de apenas 2 (dois) genes que codificam proteínas GAMYB-binding protein e ACIN1-like em V. unguiculata (dados não publicados). A partir da identificação das sequências codificadoras das proteínas GAMYB-binding protein e ACIN1-like, será realizada a clonagem das respectivas regiões codificadoras em vetores de entrada e de expressão, visando a utilização das construções obtidas em ensaios funcionais de verificação da função biológica destes genes em plantas. As construções de DNA em vetores de expressão serão também utilizadas para realizar varreduras de proteínas parceiras de interação de GAMYB-binding protein e ACIN1-like, durante a infecção, através da construção de bibliotecas de cDNAs de Vigna unguiculata para uso no sistema de duplo-híbrido de leveduras. O ensaio de duplo-híbrido de leveduras trará informações importantes sobre o perfil global de interações proteína-proteína (interactômica) das proteínas GAMYB-binding protein e ACIN1-like, durante a interação compatível do CPSMV com plantas de V. unguiculata. Este estudo visa em última instância ampliar o conhecimento sobre esta interação planta-patógeno, podendo auxiliar significativamente no futuro desenvolvimento de plantas de feijão-caupi resistentes ao CPSMV, por meio da manipulação da expressão de genes envolvidos nas redes de sinalização, regulação e defesa em plantas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mychael Vinícius da Costa Lourenço

Outra

Biomedicina
  • o papel do hormônio fndc5/irisina na formação de memórias e na neuroproteção em modelos experimentais da doença de alzheimer
  • A doença de Alzheimer (DA) é uma patologia neurodegenerativa que tem a perda de memórias como principal sintoma inicial, mas que evolui para prejuízos cognitivos graves em estágios mais avançados. Atualmente, mais de 35 milhões de pessoas sofrem de DA em todo mundo e tal incidência tende a aumentar consideravelmente nas próximas décadas, em função do aumento de longevidade das populações e da adoção de hábitos de vida pouco saudáveis. Apesar de intensos esforços em pesquisa, nenhuma terapia ainda se revelou eficaz em atenuar ou reverter a progressão da DA. Embora a idade continue como principal fator de risco para a DA, existem razões para supor que disfunções metabólicas associadas a hábitos alimentares inadequados e sedentarismo, tais como obesidade e diabetes, contribuam para um risco aumentado de desenvolver a DA em estágios tardios da vida. Por outro lado, a prática regular de exercício físico parece promover memória em indivíduos saudáveis e estabilizar parcialmente o declínico cognitivo em pacientes da DA. A descrição recente de um novo hormônio, liberado por células musculares apos exercício físico, que tem a capacidade de reprogramar o metabolismo e reverter disfunções metabólicas em modelos de obesidade e diabetes tem gerado grande interesse translacional. Este hormônio, gerado a partir da proteína precursora FNDC5 e denominado de irisina, também se revelou indutor de mecanismos de sinalização neuronais importantes para a memória de roedores. Pode-se hipotetizar, portanto, que FNDC5/irisina possua um papel neuroprotetor em desordens cognitivas tais como a DA. Nossos resultados preliminares sugerem que FNDC5/irisin está reduzida em cérebros de pacientes e de modelos animais da DA. Adicionalmente, a injeção intracerebroventricular de FNDC5/irisina recombinante ou de um vetor adenoviral para superexpressar FNDC5/irisina recupera déficits de plasticidade sináptica e de memória em modelos animais da DA. O presente projeto visa investigar o papel fisiológico de FNDC5/irisina na memória, bem como avaliar o potencial papel neuroprotetor da sua injeção periférica em modelos pré-clinicos da DA. Para tal, utilizaremos abordagens bioquímicas, moleculares e comportamentais em camundongos selvagens e em diferentes modelos animais da DA. Os resultados deste projeto tem o potencial de fornecer novas bases moleculares que expliquem o beneficio cognitivo do exercício físico sobre a memória, assim como oferecer novas estratégias com potencial translacional para a prevenção e terapia da disfunção cognitiva na DA.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mykola Khrypchenko

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • álgebras de incidência finitárias e suas derivações generalizadas
  • O projeto está dedicado ao estudo de álgebras de incidência (finitárias) e algumas aplicações aditivas em estas álgebras. Mais precisamente, estudaremos n-derivações de Lie, derivações de Jordan e Lie de ordem superior e suas versões locais.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mylene Christine Queiroz de Farias

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • métodos híbridos para análise de imagens médicas e diagnóstico de processos patológicos
  • In this project, we use advanced image processing and machine learning techniques to analyze magnetic resonance images of the brain, identify tumors, and help in the diagnosis of cancer. More specifically, we propose to use modern techniques of machine learning, such as deep neural networks and interpretability models, with the goal of designing an automatic system to help in the diagnosis of brain cancer tumors. An important aspect of our research is the study of the effect of the quality of the medical magnetic resonance images (MRI) in the performance (accuracy, precision and specificity) of the diagnosis system based on machine learning methods, more specifically on deep learning, for the detection of cancer brain tumors. We will consider both the presence of typical magnetic resonance image degradations (noise, blur, ringing, etc.), as the use of image processing algorithms (deblurring, denoising, deringing, etc.) to improve the quality of the original input MRI images. To train, validate, and test the system, we will used the databases available in the literature, but also create our own database, containing brain MRI images, with several levels of quality, with and without cancer tumors (of different types), processed or unprocessed. This project is part of a collaboration between the University of Brasília, Brazil, the Zhejiang University, China, e a Lomonosov Moscow State University, Rússia.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 08/08/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Myriam Regattieri De Biase da Silva Delgado

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • otimização evolucionária complexa baseada em (meta/hiper)heurísticas
  • O uso de técnicas de computação evolucionária para a otimização de problemas complexos é crescente, uma vez que, embora não garantam a otimalidade, da solução, estas técnicas podem lidar com este tipo de problema por um custo ajustável à reserva computacional disponível. A hibridização de diferentes técnicas tem atraído a atenção dos pesquisadores por permitir extrair vatagens e suprimir desvatagens de cada uma delas. Por outro lado, a quantidade de parâmetros a serem definidos pelo usuário representa um entrave para a computação evolucionária, em especial no caso de hibridização, e a configuração automática dos parâmetros aparece como uma alternativa. Este projeto de pesquisa visa, portanto, à proposta de heurísticas, metaheurísticas e hiperheurísticas, utilizadas isoladamente ou hibridizadas, para otimização de problemas complexos envolvendo mais de dois objetivos e espaços de decisão contínuos ou discretos de média ou alta dimensionalidade. As etapas do projeto compreendem inicialmente um amplo estudo dos problemas a serem abordados e das técnicas selecionadas para a resolução dos mesmos. Posteriormente, deverão ser implementados e testados algoritmos específicos para a resolução de cada um dos problemas previstos. Na parcela relativa à hibridização das técnicas (incluindo o uso de hiperheutísticas e algoritmos de estimação de distribuição e seus modelos gráficos probabilísticos) um esforço maior deverá ser empregado uma vez que esta representa o principal foco de inovação do trabalho. Os principais benefícios esperados são o fornecimento de material de apoio à comunidade científica; abordagem de forma mais aprofundada de alguns tópicos já considerados em projetos anteriores; forte inovação metodológica, em especial na configuração automática e hibridização de hiper-heurísticas e modelos probabilísticos no contexto otimização multiobjetivo e com muitos objetivos. Além disso, o projeto prevê ainda o fortalecimento de dois grupos de pesquisa: um pertencente à UTFPR (câmpus Curitiba e Ponta Grossa) e outro à UNICENTRO com perspectiva de futuras cooperações nacionais com a Universidade Federal do Paraná e internacionais com as Universidades de Lille na França e Universidade de Aalborg na Dinamarca.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Myriano Henriques de Oliveira Junior

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • propriedades eletrônicas de materiais 2d e isolantes topológicos em heteroestruturas
  • Elétrons no grafeno comportam-se como férmions de Dirac sem massa, levando este material a apresentar propriedades físicas singulares, tais como o efeito Hall quântico anômalo, tunelamento Klein, absorção óptica independente do cumprimento de onda e transporte eletrônico balístico à temperatura ambiente. Entretanto, a estrutura de bandas com dispersão linear não é uma propriedade exclusiva deste material. Os isolantes topológicos 3D são materiais que apresentam bulk isolante e estados de superfície condutores, onde os portadores de carga também se comportam como férmions de Dirac sem massa. Os estados de superfície localizados na banda proibida do bulk são protegidos contra perturbações de reversão temporal, como defeitos no cristal e impurezas não magnéticas. Assim como no grafeno, propriedades singulares dos estados de superfície em isolantes topológicos têm despertado grande interesse científico e tecnológico, principalmente em spintrônica e informação quântica. Os materiais calcogênicos Bi2Se3, Bi2Te3 e Sb2Te3, embora venham sendo estudados por décadas, começaram a despertar grande interesse da comunidade científica a partir de 2009, quando foi observado que são isolantes topológicos 3D. Estes três materiais são formados pelo empilhamento de camadas quíntuplas, que estão fracamente ligadas entre si pela interação de van der Waals. Cada camada quíntupla, como sugerido pelo próprio nome, é composta pelo empilhamento de cinco camadas atômicas que estão covalentemente ligadas entre si. Este tipo de estrutura favorece o crescimento de materiais nano-estruturados, tais como filmes ultrafinos (2D) e nanofitas. Comparado às estruturas 3D, isolantes topológicos nano-estruturados possuem grande vantagem, por possuírem razão superfície-volume muito grande, reduzem a condutância residual do volume originada por estados de dopagem não intencional e não controlada, atraindo muita atenção como materiais para a nova geração de dispositivos eletrônicos e spintrônicos. Entretanto, ainda assim, devido a esta alta densidade de portadores de carga, normalmente atribuída a defeitos no cristal, o desenvolvimento de métodos de se controlar o nível de Fermi destes materiais é de grande importância. Apesar de sua estrutura em camadas, a produção de flakes por esfoliação não tem obtido o sucesso esperado. Apesar de esta técnica possibilitar a produção de amostras de boa qualidade, é de difícil reprodução, baixa taxa de sucesso, e resulta em estruturas irregulares. O crescimento por MBE (Epitaxia por feixe molecular) tem obtido sucesso na síntese de filmes ultrafinos destes materiais, entretanto, é uma técnica de alto custo. Em um trabalho pioneiro Kong et al mostraram o síntese de nano-placas ultrafinas de Bi2Se3 e Bi2Te3, pelo simples processo de crescimento por fase vapor sem catalisador. Este processo vem sendo aplicado com sucesso e aprimorado em diversos trabalhos, inclusive com crescimento de tais estruturais sobre grafite pirolítico (HOPG) e grafeno. Heteroestruturas, principalmente envolvendo materiais com propriedades eletrônicas singulares como o grafeno e os isolantes topológicos, têm grande apelo científico e tecnológico. Entretanto, além da síntese de materiais de alta qualidade, é necessário compreender os efeitos que a interação entre os materiais que compõem a heteroestrutura, assim como a interação com o substrato, exerce sobre suas propriedades eletrônicas. Esta compreensão por levar a formas de se modular as propriedades do material desejado de acordo com os objetivos pretendidos. Neste contexto, o grafeno epitaxial sobre o carbeto de silício (SiC) é altamente promissor para o crescimento de heteroestruturas com isolantes topológicos pois, além de ser um material que possui alta qualidade e homogeneidade, sua interface com o SiC pode ser controlada via intercalação, alterando as propriedades eletrônicas do grafeno. Originalmente, a forte interação grafeno-SiC é mediada pela buffer-layer (BL), que é uma reconstrução de superfície com um arranjo atômico similar ao do grafeno. Entretanto, ela apresenta cerca de 30 % dos seus átomos com hibridização sp3 e ligados quimicamente a átomos de Si da interface do SiC. A intercalação de outros elementos químicos entre o SiC e a BL faz com que os átomos da BL se re-hibridizem na forma sp2 e esta camada se torne uma nova camada de grafeno. Portanto, um sistema composto por uma monocamada de grafeno/BL/SiC se torna uma bicamada de grafeno com empilhamento AB sobre o SiC. A eliminação da BL pela intercalação com H também torna a mobilidade de portadores de carga no grafeno quase independente da temperatura, elimina o strain tipicamente apresentado pelo grafeno epitaxial, e possibilita a fabricação de bicamadas de grafeno de alta qualidade. Outro efeito da intercalação está relacionado à dopagem. Enquanto o grafeno sobre a BL é dopado tipo-n com uma concentração de portadores tipicamente de cerca de 2 × 10^12 cm-2, após a intercação ele passa a ser tipo-p com concentração entre 4 × 10^12 à 1,4 ×10^13 cm-2. Esta variação está relacionada, sobretudo, à polarização espontânea do SiC. Neste projeto, propomos a investigação das propriedades eletrônicas bi- e tricamadas de grafeno e de heteroestruturas grafeno/isolante topológico. Devido à forte influência que as interfaces exercem sobre o grafeno, pretendemos estudar o comportamento da densidade de estados eletrônicos destas camadas de grafeno com diferentes interfaces, principalmente comparando a intercalação com H com a intercalação com O. Em sequência estudaremos a influências destas interfaces, e da BL, sobre a densidade de estados de nano-placas de Bi2Se3 e Bi2Te3 crescidas sobre o grafeno epitaxial. Investigaremos como as diferentes propriedades do grafeno nestas condições influenciam as propriedades eletrônicas destes isolantes topológicos como diferentes espessuras. Por fim, também estudaremos o processo de crescimento das nano-placas, utilizando substratos com diferentes ângulos de misscut.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nabor das Chagas Mendonça

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • mservicelab: laboratório multi-institucional de pesquisa e inovação em microsserviços
  • Este projeto de pesquisa tem como foco investigar novos modelos, técnicas e soluções tecnológicas voltadas para apoiar as organizações no desenvolvimento, implantação, gerenciamento, e evolução de aplicações baseadas na arquitetura de microsserviços. O projeto contará com a participação de pesquisadores e alunos de três universidades cearenses: Universidade de Fortaleza (UNIFOR), como instituição executora, e Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Universidade Federal do Ceará (UFC), como instituições colaboradoras. Também participarão do projeto, na condição de colaboradores externos, três pesquisadores de instituições no exterior: Prof. David Garlan, da Carnegie Mellon University, EUA; Prof. Pooyan Jamshidi, da University of South Carolina, EUA; e Prof. Javier Cámara, da University of York, Inglaterra. Para assegurar que os objetivos do projeto estejam alinhados com as necessidades reais do mercado, os membros do projeto atuarão em estreita parceria com organizações de diversos setores da sociedade.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nádia Campos Pereira Bruhn

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • presença estrangeira, política industrial e inovação: um estudo dos efeitos de transbordamentos intrarregionais no brasil
  • A capacidade de gerar inovações difere entre as unidades de federação brasileiras? Quais são as características das unidades de federação brasileiras que podem promover os efeitos de transbordamentos de inovação decorrentes da presença estrangeira? Qual a relação espacial existente entre capacidade de inovação e efeitos de transbordamentos decorrentes da presença estrangeira entre as unidades de federação brasileiras. Essas questões nortearam o desenvolvimento da presente pesquisa, cujo objetivo central consiste em: (i) identificar quais são os aspectos das unidades de federação brasileiras que podem promover os efeitos de transbordamentos de inovação decorrentes da presença estrangeira; e (ii) investigar a relação espacial existente entre capacidade de inovação e efeitos de transbordamentos decorrentes da presença estrangeira entre as unidades de federação brasileiras. Visando atender os objetivos desta pesquisa será empregada a estratégia metodológica baseada na análise exploratória de dados espaciais (Exploratory Spatial Data Analysis – ESDA), que compreende as técnicas que permitem identificar e descrever a distribuição espacial, os padrões de associação espacial, a existência de diferentes regimes espaciais ou outras formas de instabilidade espacial (não-estacionariedade), bem como observações atípicas (outliers). O método de autocorrelação espacial a ser utilizado neste estudo será o Índice de Moran Global e Local. As análises dos dados desta pesquisa serão feitas utilizando o software ArcGis for Desktop 10.2.1. Um banco de dados georreferenciado será criado para construir o GIS (sistema composto de banco de dados, variáveis, temas e mapas). As variáveis que compõem as análises deste estudo serão coletadas da base de dados da Pesquisa de Inovação Tecnológica (PINTEC), publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Anuário Estatístico de Propriedade Intelectual do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). Os resultados desta pesquisa permitirão identificar se as unidades de federação brasileiras têm se beneficiado de externalidades decorrentes da presença estrangeira. Há na literatura sobre os efeitos de transbordamentos, o reconhecimento de que a intensidade do efeito da participação estrangeira, na capacidade de inovação regional, dependerá da capacidade de absorção dos agentes locais. Dado que a inovação é um processo evolutivo e cumulativo, somente as empresas que possuem a capacidade necessária, para identificar, assimilar e desenvolver conhecimento externo úteis às regiões de acolhimento irão, efetivamente, beneficiar-se da tecnologia avançada incorporada ao investimento direto estrangeiro e as operações de empresas multinacionais.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nádia Cristina Guimarães Errobidart

Ciências Humanas

Educação
  • limites e potenciadades do método de ilhas de racionalidade interdisciplinar na estruturação de meios e recursos materiais para o ensino de ciências
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Nádia Maria Weber Santos

Ciências Humanas

História
  • o pensamento de sandra jatahy pesavento e sua importância na historiografia brasileira: da história econômica à história cultural – um estudo a partir do arquivo pessoal da historiadora
  • O objetivo geral deste projeto é compreender a importância do pensamento da historiadora Sandra Jatahy Pesavento (1946-2009) – pesquisadora 1A do CNPq (de 1996 até 2009) e professora titular de História da UFRGS (desde 1991) –, e de sua obra para a historiografia contemporânea brasileira, a partir do estudo de seu arquivo pessoal (Acervo SJP) atualmente sob custódia do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (IHGRGS). O projeto pretende desenvolver uma política de acervo para o arquivo pessoal da historiadora, a fim de fomentar acesso e pesquisas acerca de sua trajetória e da relevância de seu pensamento, haja vista a influência de seus estudos na formação e produção intelectual de historiadores da História Cultural e das sensibilidades do Brasil e do Exterior, dando origem a um patrimônio histórico significativo. Como objetivos específicos propõe a organização do acervo documental e bibliográfico, que conta com aproximadamente 114 metros lineares, e o desenvolvimento de pesquisas sobre a vasta obra deixada pela historiadora, a fim de que possam servir amplamente para o desenvolvimento do pensamento e produção científica da comunidade acadêmica e demais interessados, dada a importância para o campo da historiografia. Ela foi professora titular do Departamento de História da UFRGS e professora dos Programas de Pós-Graduação de História e do PROPUR da mesma instituição. Fez doutorado em História Econômica na USP e possuía 3 pós-doutorados em Paris, rumando neste momento (início da década de 1990) para o campo da História Cultural, de onde foi uma das pioneiras no Brasil. Foi uma das primeiras pesquisadoras 1 A do CNPq na área de História e tinha interlocução com autores e historiadores de vários países. Autora de uma vasta obra historiográfica, com 126 artigos publicados no Brasil e no exterior, 51 livros, entre individuais e coletivos e 85 capítulos de livros, é uma das mais importantes historiadoras do século XX, cuja obra versa sobre variadas vertentes da historiografia. Da História Econômica, com viés marxista, à História Cultural, sua riquíssima obra estuda e pesquisa as charqueadas gaúchas, a Revolução Farroupilha, a burguesia gaúcha e a industrialização, e, também, as questões do urbano, das imagens, das sensibilidades e da relação História/Literatura, estas últimas já sob o enfoque da História Cultural. Por iniciativa da família Pesavento, os escritos da historiadora gaúcha foram digitalizados integralmente e disponibilizados gratuitamente para a comunidade acadêmica e para a sociedade em geral, constando no site do IHGRGS. O acervo intelectual da pesquisadora, constituído durante os 40 anos em que foi atuante como historiadora, bem como sua grande e importante biblioteca de aproximados 4 mil títulos estão depositados no IHGRGS e em fase de organização. A importância de suas pesquisas na História Cultural, em âmbito nacional e internacional, é validada pelos inúmeros trabalhos acadêmicos que citam suas obras. Sua especificidade em lidar com os arquivos e com as fontes históricas é reconhecida, legado este que seus ex-orientandos e interlocutores compartilham e transmitem a seus alunos. Como historiadora da cidade de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul, ela era popular e muito solicitada a compartilhar seus conhecimentos históricos com a população em geral e na mídia. Variados campos de estudos têm em sua obra balizadores conceituais, dentre eles, as Performances Culturais, campo interdisciplinar do PPG que acolhe este projeto. No estudo do Acervo SJP, metodologicamente cruzando suas leituras (livros de sua biblioteca) com os documentos que ela produziu nos quarenta anos de sua atuação como professora e pesquisadora (entre eles, manuscritos de suas obras e de sua produção intelectual, resenhas de autores e livros, projetos de pesquisa, planos de aulas, transcrição de fontes primárias, coleção de imagens, reflexões sobre suas temáticas preferencias – urbano, sensibilidades, imagens, literatura) e com sua produção intelectual (artigos, livros e capítulos, entre outros), será possível não somente traçar a trajetória intelectual da pesquisadora de produtividade do CNPq, como trazer à tona a importância de seu pensamento para a historiografia brasileira, desde a década de 1970. Este projeto é planejado em um momento em que necessitamos preservar nossos bens culturais, nossa memória e a memória da sociedade, mais do que nunca. A professora Pesavento foi uma historiadora altamente produtiva, como pesquisadora do CNPq, tenho galgado a posição de pesquisadora 1A numa época em que poucos conseguiam, graças à sua produtividade. Desde a fase marxista, pesquisando a economia gaúcha, a industrialização, as Charqueadas, até a fase em que pensou o urbano, os excluídos, as sensibilidades dos homens do passado, ela publicou muito, formou várias gerações de historiadores, influenciou pensamentos, pesquisas, dentro e fora do Brasil. Tudo isto está documentado em seu acervo, arquivo pessoal este que precisa ser estudado com maior profundidade e preservado, pois nele constam documentos importantes de nossa história. Por exemplo, nos 32 arquivos de fichas, há fichamentos de jornais do final do século XIX e início do século XX, dentre eles, A Gazetinha, de 1896 e O Independente, de 1910, de onde retirou fontes para suas pesquisas sobre os Becos e os excluídos da cidade de Porto Alegre, origem de várias de suas produções intelectuais. Alguns periódicos fichados nem existem mais ou estão em má conservação em seus arquivos de origem (como no Museu Hypólito da Costa, de Porto Alegre). Outro exemplo importante são os fichamentos de processos-crime e dos materiais da pesquisa de seu último livro, Os Sete Pecados da Capital, que estão todos arquivados no acervo. Faz-se mister não deixar com que estas fontes históricas se percam em definitivo.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nadja Kolb Bernardes

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • não-markovianidade como recurso para o processamento de informação quântica
  • A capacidade de se explorar sistemas quânticos para a transmissão e o processamento de informação, possibilita-nos, a princípio, comunicar informação de forma totalmente segura (comunicação quântica), atingir um ganho computacional em determinadas tarefas (computação quântica) e realizar medições com maior precisão (metrologia quântica). Todos esses ganhos obtidos quando utilizamos sistemas microscópicos e suas estranhas propriedades são estudados na área de informação quântica. Contudo, muitas das propriedades necessárias para a implementação de protocolos de informação quântica, como certo tipo de correlações quânticas, são extremamente sensíveis à interação do sistema com o seu ambiente. Um sistema físico nunca está totalmente isolado de seu ambiente. Sistemas onde essa interação não é desprezível são chamados de abertos. Entender e controlar como sistemas quânticos abertos evoluem em contato com seu ambiente é imprescindível para o desenvolvimento da área de informação quântica e para o desenvolvimento de novas tecnologias quânticas. A descrição mais comum da evolução de um sistema quântico aberto se dá para dinâmicas Markovianas. Dinâmicas Markovianas são definidas quando não existe nenhum efeito de memória na interação do sistema com o ambiente. Costuma-se descrever na literatura como o caminhar de um bêbado. A cada passo dado existem, como uma boa aproximação, probabilidades iguais dele cambalear para direita ou para esquerda. Cada passo que ele dá não depende do passo anterior que ele deu. Num sistema quântico, isso também é verdade. Num regime Markoviano, a evolução do estado que descreve o sistema num certo tempo t não depende do que aconteceu no passado, antes de t. Esse tipo de dinâmica já foi extensivamente estudada e é bem caracterizada. Forte interação do sistema com o ambiente, ou correlações do ambiente ou ainda correlações iniciais do sistema com o ambiente podem causar efeitos de memória resultando numa dinâmica não-Markoviana. Nesse caso, uma descrição teórica completa ainda não é bem estabelecida. Um aspecto importante desse regime é que a regra básica de que as propriedades quânticas são deterioradas devido ao contato com o ambiente, não necessariamente valerá. Existem casos, onde correlações quânticas, como o emaranhamento entre duas partículas, são menos danificadas quando expostas a uma dinâmica não-Markoviana do que quando expostas a uma dinâmica Markoviana. Para algumas dinâmicas não-Markovianas, o emaranhamento pode decair por um tempo, mas pode também ser recuperado quando o sistema é observado num tempo suficientemente grande. Logo, ao invés de tentar isolar o sistema quântico, com custos experimentais altos e sendo até impossível, pode ser que conhecendo a dinâmica do sistema basta esperarmos um tempo maior para observar uma recuperação de tal propriedade com o intuito de explorá-la em protocolos de processamento e proteção de informação. O principal objetivo deste projeto é explorar efeitos de memória contidos em dinâmicas não-Markovianas para o processamento de informação quântica, encontrando quais são as condições mais gerais para que esse tipo de comportamento seja verificado.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nadja Vladi Cardoso Gumes

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • a música pop é global, mas o sotaque é local - territorialidades, cosmopolitismos, valorações e a construção de cenas da música pop do sul global
  • Este projeto de pesquisa pretende compreender as estratégias de comunicação da música pop urbana do chamado Sul Global, a partir das suas articulações mercadológicas, sociológicas, ideológicas e seus contextos culturais locais, nacionais e transnacionais. Partindo da discussão da noção de cena musical (STRAW) e sua extensão para conceitos como cosmopolitismos estéticos, localismos, culturas bastardas, cidades e globalizações e do estudo de caso da nova música pop urbana de Salvador (Bahia), tentamos compreender como práticas musicais ocupam territorialidades geográficas, econômicas e afetivas, a partir de determinadas experiências político-estéticas que criam novos “idiomas estéticos” (REGEV), em um ambiente transcultural. A partir dessas discussões e dos avanços das pesquisas sobre música pop e estudos culturais urbanos no Brasil e na América Latina, percebemos a relevância da pesquisa de comunicação que pense a cidade como um espaço de midiatização tendo como cenário seus artistas, festivais, eventos, refletindo sobre determinadas questões como globalização e seus aspectos de internacionalização, cosmopolitismos, hegemonia, disputas, afetos, contribuindo para um debate sobre os estudos da cultura e, consequentemente, ampliando os estudos no campo da música e da comunicação. Em 2010, o BaianaSystem saiu no carnaval pela primeira vez. Em 2015, com a já anunciada crise da axé music e dos blocos com cordas, o Baiana arrastou 20 mil pessoas no Campo Grande. Em 2016, tornou-se o sinônimo do novo som de Salvador: um soundsystem que funciona em cima de um trio elétrico, sem cordas, com solos de guitarra baiana e uma imersão em sonoridades diversas como pagode, dub, rap, arrocha, cumbia, rumba, frevo, salsa, samba duro, samba-reggae levando um público de 50 mil pessoas, que se repetiu nos carnavais de 2017 e 2018, reverberando no que está sendo chamando pela imprensa como “a nova a cena da música pop de Salvador” que engloba artista como ÀTTOOXXÁ, Afrocidade, Baco Exu do Blues, Luedji Luna, Larissa Luz, entre outros. As características dessa “nova música pop baiana” traz a mistura de gêneros consagrados como MPB, Axé, com música eletrônica, afrobeat e gêneros mais regionais como o pagode, e o ijexá. O que acontece em Salvador, na segunda década do século XXI, é parte de um movimento que o pesquisador israelense Motti Regev (2013) chama de “cosmopolitismo estético”, e o estudioso colombiano Omar Rincón batizou de “culturas bastardas” (2016). Artistas, ao mesmo tempo em que legitimam suas singularidades nacionais, dialogam com um campo global de certas tendências estilísticas, incorporando novos idiomas estéticos (REGEV). O BaianaSystem conecta sua experiência sonora da música de rua de Salvador (como o pagode, o arrocha e o samba-reggae), a gêneros transnacionais como o dub, fazendo uma ligação da música de rua baiana com o soundsystem da Jamaica, e entrando no “circuito de globalização cultural” (REGEV), que observamos aqui como um espaço de criação de novas culturas que se relacionam em redes e fluxos de enorme interação, que podemos chamar de transculturalismo (Benessaieh, 2010). Autores que estudam o tema atentam que os fenômenos oriundos desse circuito de globalização cultural seguem uma padronização, mas não eliminam a diversidade e, em muitos casos, fomentam o surgimento de novas culturas dentro do quadro de um ocidente hegemônico, ou seja, essas culturas subalternas, não-hegemônicas, propõem resistências, apropriações e subversões (REGEV). O Baiana faz parte de uma rede artistas baianos que traz as referências de uma música global, incorporando sons afrobaianos como o ijexá, revestidos em uma linguagem pop. Todos esses artistas têm também como característica inserir a cidade de Salvador recontado sua história pela incorporação de gêneros como o pagode, o samba-reggae, as lembranças dos antigos carnavais e suas máscaras e fantasias, a percussão dos blocos afro, o resgate do imaginário de uma Bahia religiosa que logo em seguida é desconstruída pelo uso das bases eletrônicas, pela crítica ao carnaval estereotipado, pelas letras políticas que não escondem uma Salvador apartada. Esta nova cena atualiza o diálogo com uma Bahia contemporânea que se equilibra entre a festa e a desigualdade social, em conexão com referências culturais globais. Regev argumenta que o cosmopolitismo estético emerge de uma ação combinada entre o campo global e a cultura nacional, porque coloca os atores sociais nas duas posições, de forma simultânea. Simone Pereira de Sá (2016) atualiza o debate ao dizer que o cosmopolitismo estético se materializa a partir da circulação da cultura da música nas redes digitais. Ela analisa as conexões que são feitas entre atores globais e locais e, principalmente, nos meios que esses contextos se cruzam para trocar influências. Dessa forma, ao complexificar a relação global e local, Pereira de Sá traz reflexões sobre a importância dos mediadores entre esses dois lugares, e do poder de mobilização da rede. O que percebemos é que a música é um dispositivo cultural que nos possibilita entender alianças afetivas, conexões culturais, expressões midiáticas e aspectos socioeconômicos. A pesquisa entende que os estudos da cultura têm, cada vez mais, se concentrando nos cenários urbanos por percebê-los como espaços de privilégio para a compreensão dos fenômenos culturais, dessa forma, a cidade assume sua posição de sujeito principal para pensar a música produzida em seus territórios (STRAW, HERSCHMANN, 2018). Nossa ideia neste estudo, ao pensar essa nova cena, é perceber Salvador em territorialidades afetivas, ideológicas, sonoras e sociais, e geográficas e entender como os ambientes urbanos nos possibilitam perceber a relação entre pessoas, tecnologias e discursos.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nadson de Carvalho Pontes

Ciências Agrárias

Agronomia
  • seleção e caracterização de bacteriófagos com vistas ao controle biológico da mancha bacteriana do tomateiro.
  • A produção de tomate no Brasil possui grande contribuição do estado de Goiás, principalmente voltada para indústria. Dentre os fatores que reduzem a produção de tomate, doenças bacterianas são de grande importância. A mancha bacteriana, causada por Xanthomonas spp., tem causado grandes perdas nos cultivos destinados ao processamento. O manejo da doença é baseado no controle químico, de eficiência variável e riscos de contaminação do produtor, consumidor e meio ambiente. A ausência de variedades resistentes e o difícil manejo com práticas culturais criam a necessidade de novos métodos de controle da mancha bacteriana. Como alternativa, temos o controle biológico, que tem se expandido para diversos patossistemas, mas que ainda é pouco explorado para fitobacterioses. Muitas pesquisas têm abordado a formulação de produtos compostos por bacteriófagos, devido ao aumento de resistência de bactérias ao controle químico e pela especificidade dos bacteriófagos ao hospedeiro. Por essa razão, é proposto a caracterização de bacteriófagos para uso como agentes de controle biológico da mancha bacteriana do tomateiro. No trabalho, já em condução, obteve-se bacteriófagos isolados de folhas de tomateiro com sintomas de mancha bacteriana. Em breve, estes serão colocados em ensaios in vitro para avaliar se os bacteriófagos são capazes de infectar diferentes isolados das espécies de Xanthomonas. Como proposta para o projeto de pós-doutorado, propõe-se: a caracterização desses isolados de bacteriófagos; avaliar o potencial dos bacteriófagos no controle da mancha bacteriana em tomateiro por meio do encapsulamento das partículas virais; fazer o sequenciamento e montagem do genoma dos isolados de bacteriófagos mais promissores no controle de Xanthomonas spp.; estudar os mecanismos de resistência de Xanthomonas spp. aos bacteriófagos selecionados.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nady Rocha

Tecnologias

Tecnologias Médicas e da Saúde
  • v feira de ciências em engenharia elétrica
  • Neste projeto é proposto a organização e execução da quinta edição da Feira de Ciência em Engenharia. A Feira de Ciência de Engenharia Elétrica é organizada pelo Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em parceria com o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) e tem como principal objetivo a realização de ações motivadoras a fim de destacar alunos do ensino médio, por meio da realização de experimentos científicos, tecnológicos e de inovação. Os experimentos desenvolvidos pelos alunos de ensino médio são desenvolvidos em quatro diferentes categorias (Robótica, Domótica, Tecnologia Sustentável e Eletrônica). Os projetos desenvolvidos são orientados pelos alunos dos cursos de graduação em Engenharia Elétrica e cursos afins, com tutoria dos professores da UFPB e IFPB. Um grande diferencial dessa feira é que todos os projetos geram um protótipo que são apresentado para o público geral, contribuído para a popularização da ciência, assim como, contribuindo para despertar o interesse dos alunos de ensino fundamental, médio e técnico na área de tecnologia e programação.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 31/01/2021-31/01/2022
Foto de perfil

Nady Rocha

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • conversores multiníveis para acionamento dinâmico de alto desempenho
  • Este projeto propõe o desenvolvimento, estudo e a análise de cinco sistemas de acionamento dinâmica de alto desempenho baseado no motor de indução com os enrolamentos em aberto. As configurações propostas são divididas em duas aplicações. Sistemas de acionamento de monofásico-trifásico CA-CC-CA para aplicações em baixa tensão e baixa/média potência e sistema de acionamento CC-CA para aplicações em média tensão e alta potência. Em relação aos sistema monofásico-trifásico de acionamento, são propostas três topologias. No lado monofásico é utilizado o conceito de conversores multinível com transformadores em cascata e no lado trifásico o motor é conectado com os enrolamentos em aberto. Os conversores monofásicos são formados por dois conversores em ponte completa, sendo uma topologia utilizando somente chaves controladas e as demais topologias, as chaves controladas são substituídas por diodos. Por outro lado, para o sistema de acionamento em média tensão são propostas duas topologias hibridas de acionamento de máquinas com os enrolamentos em aberto. A primeira formada por um inversor de dois níveis e um conversor NPC (Neutral Point Clamped) e a segunda topologia é utilizado inversor multinível com indutor acoplado ao invés do inversor NPC. Neste projeto pretende-se: analisar e comparar todas as configurações propostas com as existentes na literatura, desenvolver as estratégias de controle e de modulação e montar uma bancada experimental para avaliar e validar experimentalmente as topologias propostas.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nádya Pesce da Silveira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • síntese e caracterização de copolímeros a partir dos polímeros do amido para preparação de hidrogéis
  • Considerando-se os avanços obtidos até o presente momento, pretende-se implementar uma linha de síntese de macroiniciadores ATRP de base amilácea em nosso laboratório, permitindo a formação de recursos humanos na área. Pretende-se que seja possível a preparação de macroiniciadores provenientes dos polímeros do amido, através de reações ATRP, originando copolímeros com monômeros de NIPAM e outros monômeros a serem testados. Na sequência, objetiva-se consolidar uma linha de pesquisas em hidrogéis baseados nos copolímeros de amido, que possam ser estudados quanto a estímulos externos, como temperatura, pH e campo elétrico.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Nagila Francinete Costa Secundino

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • estudo da transmissão pela picada e da co-infecção dos virus zika, dengue, chikungunya e febre amarela em diferentes populações do mosquito aedes aegypti e aedes albopictus
  • Infeções por vírus transmitidos por artrópodes (arboviroses) podem causar varias infecções em humanos. As áreas afetadas por zika e pelo chikungunya frequentemente se sobrepõem as aéreas endêmicas de dengue. Os mosquitos Ae. aegypti e Aedes Albopictus podem transmitir simultaneamente todas as combinações de ZIKV, DENV e CHIKV aos humanos. As infecções concomitantes pelo vírus da dengue (DENV), Zika (ZIKV) e chikungunya (CHIKV) já foram detectadas. Um fato alarmante é que a disseminação desses vírus transmitidos por vetores, em regiões tropicais e subtropicais tem um impacto complicado na imunopatogênese de outros vírus endêmicos. As consequências das possíveis coinfecções com esses vírus têm mostrado um impacto significativo nas estratégias de tratamento, técnicas de diagnóstico e estratégias de desenvolvimento de vacinas para o controle dessas coinfecções. Para responder essas questões iremos estudar a interação mosquito/patógeno envolvida nas coinfecções (DENV, ZIKV, CHICK e YFV) dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus procedentes de diferentes cidades do Brasil. A titulação dos vírus será determinada e sempre fornecida aos mosquitos em alimentações sanguíneas com títulos e volumes iguais. O qPCR em tempo real dos insetos e cultura de células serão utilizados para quantificar o vírus em todas as etapas das infecções. No experimento (A) determinaremos se o desenvolvimento de um vírus predomina sobre outro. Se este for o caso, os experimentos (B e C) poderão fornecer uma informação se este fato é devido a taxas de replicação diferencial, ou se uma infecção primária com ZIKV, DENV, CHICK e YFV é capaz de bloquear ou talvez aumentar a imunidade do mosquito de forma a evitar uma infecção secundária. Finalmente iremos avaliar a dinâmica das transmissões através da picada de mosquitos mono e co-infectado. Em relação à coinfecção nossos resultados recém-publicados mostraram que o A. aegypti de Manaus é altamente permissivo à mono infecção e coinfecção com DENV e ZIKV e é capaz de co-transmitir ambos os patógenos pela picada. A coinfecção influencia fortemente a competência vetorial, favorecendo a transmissão do ZIKV para o hospedeiro vertebrado. Com base nestes dados pretendemos determinar como as coinfecções afetam a dinâmica da transmissão dessas arboviroses. Acreditamos que ao final deste projeto poderemos avaliar a dinâmica das coinfecções assim como avaliar o risco dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus poderem atuar como mosquitos ponte.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Nágila Raquel Teixeira Damasceno

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • impacto da suplementação de ômega 3 no tamanho, funcionalidade, capacidade antioxidante e incorporação de ácidos graxos na lipoproteína de alta densidade em indivíduos brasileiros: ensaio clínico, controlado, paralelo e aleatorizado
  • As doenças cardiovasculares (DCV) constituem a principal causa de morte no mundo, sendo responsáveis por aproximadamente 30% dos óbitos mundiais. Classicamente, as variáveis envelhecimento, hipertensão arterial sistêmica, (HAS), diabetes mellitus (DM), tabagismo, elevação do colesterol total (CT) e baixa concentração de colesterol associado à lipoproteína de alta densidade (HDL-C) estão relacionados com um maior risco cardiovascular, com grande enfoque, atualmente, sendo dado ao HDL-C. Sabe-se que o ω-3 pode modular diversos fatores de risco para as DCV, entre eles, aumentando o colesterol associado à HDL. Contudo, apesar de estudos epidemiológicos descreverem a partícula de HDL como um fator de risco independente para a DCV, recentes estudos de randomização mendeliana têm questionado tal associação, levantando a hipótese que mais do que a simples mensuração do colesterol associado à HDL, é necessária uma análise mais detalhada dessa lipoproteína. Além disso, alguns estudos falharam em demonstram aumento do HDL-C após intervenções com ω-3; bem como, raros são aqueles que se propuseram a investigar o papel desse ácido graxo no tamanho das subfrações de HDL e na incorporação de ácidos graxos na HDL. Neste contexto, este projeto tem por objetivo avaliar o efeito da suplementação com ácido graxo ω-3 nas características físicas e bioquímicas, capacidade antioxidante, incorporação de ácidos graxos e funcionalidade da HDL de indivíduos brasileiros com fatores de risco para a doença cardiovascular. Trata-se de um estudo clínico, randomizado, controlado, duplo cego e paralelo. Após a inclusão de pacientes, será realizada a caracterização demográfica, clínica, antropométrica e nutricional. A etapa de intervenção será baseada na suplementação com ω-3 (3g/dia contendo 1,8g EPA+DHA/dia) ou ω-6 (3g/dia de óleo de girassol contendo 65% de ácido linoleico) durante 8 semanas em indivíduos adultos e idosos. A partir do sangue coletado após 12h de jejum será determinada a atividade da paraoxonase (PON1) e a concentração da Lp-PLA2, a atividade das proteína transportadora de éster de colesterol (CETP), da proteína de transferência de fosfolipídios (PLTP) e a funcionalidade da HDL (método experimental); determinar a capacidade antioxidante da HDL (método experimental); analisar e o perfil de ácidos graxos no plasma e HDL. Será determinado ainda o conteúdo de Apo AI, B, CII e CIII. Todos os testes estatísticos serão realizados com o auxílio do programa Statistical Package for the Social Sciences® (SPSS), versão 20.0 (SPSS Incorporation, 2010) ou do software R versão 3.1.1 O valor de significância considerado será de p< 0,05.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Naíde Teodósio Valois Santos

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • cultura do uso de crack nas classes sociais média e alta no estado de pernambuco e aspectos de sua vulnerabilidade à violência e à infecção pelo hiv e outras doenças sexualmente transmissíveis
  • Nas últimas décadas, o consumo de drogas tem tomado dimensões preocupantes, com graves consequências para o indivíduo, sua família e comunidade. No campo da saúde, alguns dos problemas associados ao consumo de drogas é a maior vulnerabilidade à infecção pelo HIV e à outras doenças sexualmente transmissíveis (DST), acidentes de trânsito, doenças cardiorrespiratórias, overdoses, além de agravos relacionados à violência A propagação do HIV entre usuários de drogas tem sido uma das preocupações no campo da saúde pública. No Brasil, a epidemia de HIV/aids concentra-se em populações em situação de maior vulnerabilidade – homens que fazem sexo com homens, profissionais do sexo e usuários de drogas. O consumo de crack emerge no cenário brasileiro na década de 1990, apresentando-se como fenômeno de rápida expansão. sendo uma droga com alto poder de tornar a pessoa dependente, tendo grande associação com a criminalidade. O conhecimento sobre vulnerabilidade social e uso de drogas é de grande relevância e vários estudos corroboram com a relação entre o consumo de crack e a exclusão social. Contudo, poucas são as pesquisas que investigam o fenômeno do consumo de drogas, principalmente de crack, entre pessoas de classes sociais mais elevadas. Uma das dificuldades para se desenvolver tais estudos refere-se ao acesso a indivíduos com melhores condições de vida, em especial quando se trata de comportamentos estigmatizados e criminalizados, que levam ao medo de discriminação e punições legais, bem como à preocupação com a confidencialidade de suas entrevistas e testagens. Assim, o presente projeto de pesquisa pretende investigar o perfil sociodemográfico de pessoas de classe média e alta que usam crack, suas especificidades quanto ao padrão e formas de consumo da droga, assim como quanto aos aspectos de sua vulnerabilidade relacionada a esse consumo, incluindo a violência e a infecção pelo HIV, hepatites e outras doenças infecciosas. Trata-se de um estudo transversal, sociocomportamental, empregando metodologias quantitativa e qualitativa. A população de estudo são homens e mulheres usuários de crack atendidos pelo Instituto Raid, maiores de 18 anos, que tenham consumido crack por pelo menos 25 dias nos últimos 6 meses. Será analisado banco de dados referente à realização de questionário estruturado e testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites B e C com 200 usuários de crack, recrutados pelas técnicas de amostragem por conveniência e por bola de neve, e pela realização entrevistas semiestruturadas com subamostra do inquérito epidemiológico, determinada por saturação. Os resultados esperados compreendem o perfil sociodemográfico e a caracterização da cultura local do uso de crack em classes sociais elevadas, identificando padrões, meios, materiais, técnicas, locais e estratégias utilizadas, assim como a identificação de situações de vulnerabilidade relacionadas a este consumo.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Naila Francis Paulo de Oliveira

Ciências da Saúde

Odontologia
  • análise de marcas epigenéticas em crianças e adolescentes com mucosite oral grave decorrente do tratamento quimioterápico para leucemia linfoblástica aguda
  • No Brasil, o câncer representa a segunda maior causa de mortalidade proporcional entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos para todas as regiões, sendo considerada a primeira causa de morte por doenças no país, após 1 ano de idade, até o final da adolescência. O câncer pediátrico prevalente em crianças é a leucemia linfoblástica aguda (LLA) e como efeito adverso da terapia antineoplásica, a mucosite oral é a mais comum. A mucosite é um processo doloroso e inflamatório que tem impacto significante na morbidade e qualidade de vida dos pacientes. Para o tratamento da LLA, são frequentemente utilizados protocolos quimioterápicos que incluem a droga metotrexato (MTX), a qual, por meio do mecanismo antifolato, reduz a atividade metabólica de células neoplásicas. Contudo, essa droga tem sido associada com o maior risco de desenvolvimento de mucosite oral. Essa, por sua vez, está relacionada ao desbalanço oxidativo e de citocinas inflamatórias. Em adição, estudos mostram que o mecanismo da toxicidade do MTX está relacionado a alterações no perfil epigenético dos pacientes. Epigenética estuda as modificações químicas do DNA e histonas e estão envolvidos no controle da expressão gênica. Assim, nossa hipótese é de que alterações em marcas epigenéticas, em especial a metilação do DNA estão associadas à ocorrência de mucosite oral grave (MOG) decorrente de protocolos quimioterápicos que incluam o metotrexato em crianças e adolescentes com leucemia linfoblástica aguda. Assim, o objetivo do trabalho é investigar o perfil epigenético e bioquímico de pacientes pediátricos no Hospital Napoleão Laureano- João Pessoa/PB com mucosite oral grave decorrente do tratamento quimioterápico para Leucemia Linfoblástica Aguda. Para tanto, os dados demográficos e de regime quimioterápico dos pacientes serão obtidos dos prontuários. A avaliação da mucosa oral será feita por meio da OAG e a mucosite será graduada pela classificação da Organização Mundial da Saúde. Os pacientes serão distribuídos em dois grupos, o controle (pacientes sem mucosite) e teste (pacientes com mucosite). Após, amostras de mucosa oral, obtidas por bochecho e amostras de saliva serão coletadas antes e após tratamento quimioterápico com MTX. As amostras serão levadas à Universidade Federal da Paraíba onde ocorrerão as análises laboratoriais. Células da mucosa oral terão DNA genômico extraído para análise de metilação global do DNA, pela técnica de COBRA e análise de metilação em genes do estresse oxidativo e de citocinas inflamatórias pela técnica de Sequenciamento. A saliva será utilizada para análises de marcadores bioquímicos do estresse oxidativo, pela técnica de Colorimetria e de citocinas inflamatórias pela técnica de ELISA. Após, os dados serão tratados para checar a normalidade e o teste estatístico quantitativo apropriado será utilizado, com nível de significância de 5%. Nossa proposta se justifica pelo exposto acima e pela falta de estudos avaliando perfil epigenético e a relação com o MTX e a MOG. Estudos com o propósito de identificar fatores de risco para o estabelecimento da mucosite oral em crianças e adolescentes com LLA são importantes e podem ser ferramentas para protocolos personalizados. Assim, espera-se ao final do Projeto contribuir com dados moleculares envolvidos na toxicidade do MTX e a ocorrência de MOG.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022