Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Marilda Agudo Mendonça Teixeira de Siqueira

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • rede one health de monitoramento genômico em tempo real: dinâmica evolutiva, de transmissão e dispersão espaço-temporal do sars-cov-2 em humanos, animais e no ambiente
  • Em dezembro de 2019, foram relatados clusters de pacientes com pneumonia atípica de origem desconhecida, epidemiologicamente relacionados ao um mercado de frutos do mar em Wuhan, China e associados à infecção por novo coronavírus, denominado SARS-CoV-2. Os coronavirus (CoV) causam doença respiratória, gastrointestinal, hepática e desordens neurológicas. Periodicamente, novos CoV emergem na população humana, em virtude da alta prevalência, ampla diversidade genética e crescente interface homem-animal. Além de promover a variabilidade intraespécie, esses fatores favorecem o salto interespécie, quando os vírus adquirem adaptações para infectar novos hospedeiros. Dois principais clusters de SARS-CoV-2 foram identificados: A e B. Até o momento, foram identificadas 5 linhagens derivadas do grupo A e 9 do grupo B. Descendentes destas linhagens têm sido identificados no Brasil, onde já foram identificadas linhagens B (RJ e AM), A.1 (MG, ES e SP) e A.2 (RJ, MG, SP, RS, GO). O aumento de sequências fornecerá informações valiosas sobre a origem, evolução e epidemiologia do vírus durante a pandemia - com impacto na mitigação e controle -, bem como potenciais sítios de ação para drogas, mutações associadas à virulência e gravidade, potencial de escape à resposta imune, alvos diagnósticos. O sequenciamento massivo rápido em tempo real e análise em larga escala permitirão investigar a variabilidade viral inter- e intra-hospedeiro e a dinâmica de transmissão/ disseminação espaço-temporal do vírus em diferentes nichos (homem, animais e ambiente). A abordagem filogeográfica pode ser usada para investigar a disseminação espacial de patógenos e os estudos filodinâmicos permitem estimar parâmetros importantes para o monitoramento da epidemia, como o número reprodutivo básico. O desenvolvimento de novas técnicas de sequenciamento, combinado ao aprimoramento da capacidade computacional, tem permitido a aplicação genômica em Saúde Pública, subsidiando a vigilância epidemiológica de doenças. A identificação das árvores de transmissão é relevante, pois estima como um vírus se dissemina na população e permite fazer previsões do potencial epidêmico, subsidiando ações oportunas. Quanto maior o grau de agrupamento dos indivíduos em grandes redes de transmissão, maior o impacto das medidas de saúde na redução da transmissão local. Os estudos filogeográficos do SARS-CoV-2 permitiram identificar múltiplas introduções do vírus e a existência de cadeias de transmissão independentes. No projeto, investigaremos se a pandemia é resultado da transmissão do vírus através de redes locais de grande tamanho, de múltiplas redes locais de pequeno tamanho e/ou de múltiplas introduções independentes. Em complementação às abordagens epidemiológicas clássicas utilizadas na investigação epidêmica, esse conjunto de informações fundamental, seja no atual contexto, seja no período pós-pandêmico, visando monitorar a dinâmica de transmissão pós-pico epidêmico e subsidiar a preparação oportuna para a possibilidade de novas ondas epidemias. Ainda, buscamos agregar novas ferramentas analíticas à vigilância de COVID-19, contribuindo para com a intervenção oportuna pelo MS e seus pares nas diferentes esferas. O SARS-CoV-2 é principalmente transmitido através de gotículas infectadas e por contato com superfícies contaminadas. O papel dos aerossóis também tem sido investigado. Como descrito para outros coronavirus, o SARS-CoV-2 foi detectado no epitélio gastrointestinal21 e em amostras de fezes, sendo isolados a partir da última. Assim, tem sido questionado se a transmissão fecal-oral pode desempenhar um papel secundário na disseminação viral. A transmissão viral por diferentes vias (respiratória e extra-respiratória) ajudaria a explicar a velocidade de disseminação na população. Tem sido relatado que pacientes podem excretar o vírus nas fezes e escarro, mesmo após a remissão da sintomatologia respiratória, o que poderia constituir uma importante fonte de contaminação comunitária e entre profissionais de saúde. Esse contexto motiva o estudo ora proposto sobre a persistência/excreção viral em diferentes amostras clínicas e o potencial de transmissão fecal-oral. O SARS-CoV pode sobreviver nas fezes por 4 dias, ao passo que outros CoV podem sobreviver na água e esgoto de dias a semanas. O genoma do SARS-CoV-2 foi detectado no esgoto de 7 cidades holandesas. Alguns autores têm demonstrado a relevância dessa abordagem para monitorar a circulação de patógenos. A OMS considera a vigilância ambiental como um componente essencial aos sistemas de alerta precoce para o poliovírus. Dada a ausência de saneamento básico adequado no Brasil, o potencial de contaminação ambiental poderia constituir um desafio adicional no controle/prevenção dessa virose. No projeto, propomos investigar o potencial papel ambiental no contexto da COVID-19 e o valor do monitoramento ambiental como indicador de circulação/dispersão do SARS-CoV-2 na comunidade, através de estudo piloto na sub-bacia do Canal do Cunha, que faz parte da bacia da Baía de Guanabara. Existem lacunas sobre o papel de vertebrados na transmissão viral e que hospedeiros intermediários poderiam atuar como reservatórios e/ou amplificadores da doença. No projeto, pesquisaremos o vírus em animais e sua possível relação com vírus circulantes no homem e ambiente. No projeto, propomos a abordagem One Health, de modo a sequenciar vírus obtidos em humanos, amostras ambientais e animais, para que possamos gerar informações sobre a dinâmica evolutiva, circulação e disseminação viral em diferentes contextos, com possível impacto na saúde humana e a relação entre os vírus circulantes em diferentes nichos. Além do conhecimento científico gerado, esperamos contribuir significativamente para com o controle da epidemia no Brasil, subsidiando o desenho e/ou adequação de estratégias voltadas à vigilância e prevenção dessa virose no âmbito do SUS, frente imprescindível no enfrentamento à pandemia de COVID-19.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Marilda Agudo Mendonça Teixeira de Siqueira

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • sequenciamento do genoma completo do vírus do sarampo para uma epidemiologia molecular efetiva durante a eliminação do sarampo.
  • O sarampo é uma doença viral, aguda, altamente infecciosa, causada por um vírus da família Paramyxoviridade do genêro Morbillivirus que, apesar de possuir uma vacina eficaz há 5 décadas, ainda é responsável por aproximadamente 150 000 mortes anualmente no mundo. O sarampo tem grande impacto na saúde pública devido a severidade da doença e o aumento da susceptibilidade a infecções secundárias, resultante de uma combinação de má nutrição, comprometimento imune e a idade em que a infecção ocorre, podendo ocorrer complicações como otite média, pneumonia, diarreia, encefalite e morte. A distribuição do sarampo é universal e endêmica em grandes conglomerados urbanos com epidemia, a cada 2 ou 4 anos. Essa ocorrência está na dependência do grau de imunidade e susceptibilidade da população. O sarampo é uma doença essencialmente humana não possuindo reservatório animal capaz de sustentar a transmissão, possui somente um sorotipo e uma vacina segura e eficaz, em decorrência disso foi incluída entre as doenças passíveis de erradicação. Com o sucesso do Programa de Eliminação do Poliovírus, os países das Américas decidiram, no início da década de 1990, trabalhar em conjunto pela eliminação do sarampo. Posteriormente, com o sucesso das estratégias implementadas nas Américas, a OMS decidiu pela eliminação do sarampo e várias regiões mundiais estabeleceram a vacinação e as estratégias de eliminação como programas prioritários. Esforços para atingir estes objetivos incluem altas coberturas vacinais e melhoras da vigilância baseadas em dados epidemiológicos e laboratoriais. Novas ferramentas para a vigilância do sarampo vem sendo desenvolvidas, em particular, a análise molecular destes vírus através da identificação de genótipos de um fragmento do genoma viral ( gene N, 450 nucleotídeos). Esta análise fornece um método importante para verificar a efetividade dos programas de vacinação, com o objetivo de definir cepas autóctones e importadas. No início dos anos 2000, foi verificada a não circulação dos vírus autóctones nas Américas, onde surtos limitados são resultados de importações de áreas endêmicas. Posteriormente, os países membros da Organização Pan Americana da Saude/ OPAS decidiram pleitear a certificação da eliminação do sarampo das Américas. Os critérios para esta comprovação foram definidos por um Comite de Especialistas Internacionais, sendo que um deles é através da epidemiologia molecular, documentar a ausência do mesmo genótipo endêmico no país por um período de 12 meses. Todos os países das Américas entregaram a OPAS, entre 2011 e 2012, a documentação necessária para esta comprovação. No entanto, em março de 2013, um surto de sarampo iniciou-se no Brasil, no estado de PE, e em 2014 no estado do Ceará, com detecção de casos confirmados por mais de 12 meses de um único genótipo, evidenciando a endemicidade no país. Com isto, o Brasil e as Américas perderiam a possibilidade de certificar a eliminação do sarampo na região. No entanto, estudos recentes realizados pelo Instituto de Microbiologia do Canáda, no Laboratório de Referencia Nacional em sarampo, mostraram que a análise do genoma completo do vírus do sarampo permite diferenciar cepas dentro do mesmo genótipo, pertencente a mesma ou diferentes cadeias de transmissão. Este achado, junto com dados de epidemiologia clássica, mostraram diferentes introduções do mesmo genótipo por fontes externas/importações no Canadá, evidenciando a não circulação endêmica no país. Estes resultados tiveram grande impacto pois deram uma outra perspectiva nos surtos recentes de sarampo no Canadá, evidenciando sublinhagens virais até então não descritas e auxiliando na análise dos surtos e na comprovação da não endemicidade naquele país. Enviamos amostras clínicas, dos surtos de PE e CE, ao LRN do Canadá que sequenciaram os gene M/F e dados preliminares mostram a introdução de 2 linhagens do mesmo genótipo no nosso país. Precisamos analisar o genoma completo destas e de mais amostras para obter informações mais consistentes. Neste projeto, nos propormos, a implementar em nosso país, o sequenciamento do genoma completo do vírus do sarampo, em parceria com o LRN do Canadá e contribuir para uma melhor análise do genótipo circulante durante o surto no Brasil, contribuindo no processo de certificação da eliminação do sarampo no Brasil e nas Américas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Marilda Aparecida Behrens

Ciências Humanas

Educação
  • paradigma da complexidade e transdisciplinaridade como pilares epistemológicos para geração de construtos, saberes e práticas na formação pedagógica dos professores.
  • Este projeto tem como foco de investigação os construtos, saberes e práticas que atendem ao paradigma da complexidade, da transdisciplinaridade e da visão transformadora como pilares epistemológicos na ação docente. Assim, busca-se investigar junto aos professores que atuam na formação pedagógica de docentes universitários sobre a pertinência de propor estas concepções como pilares epistemológicos que sustentam a transformação da ação docente. Na pesquisa busca-se levantar as contribuições de professores brasileiros e portugueses experientes, em especial, com expertise na atuação na formação pedagógica de docentes universitários e que podem contribuir para compartilhar conhecimentos construídos ao longo de sua vida acadêmica. A expertise destes formadores pedagógicos envolvidos pode auxiliar na avaliação da pertinência da opção do paradigma da complexidade e da transdisciplinaridade como postura epistemológica na ação docente. A produção do conhecimento ao longo da pesquisa, aos poucos, será disponibilizada em REAs no repositório digital para compartilhar com outros interessados que possam reutilizar em suas intervenções formativas. Os repositórios funcionam como veículo de consulta e de compartilhamento de vídeos, CD-ROM, DVD, publicações autorizadas para digitalização, produções digitalizadas dos investigadores sobre a temática, entre outros recursos. Assim, o Repositório Digital (RDs) pode ser utilizado para consulta individual dos pesquisadores e para suporte de arquivos digitais sobre a temática que poderá ser utilizado em cursos de formação pedagógica de docentes. Para tanto, optou-se por investigar o seguinte problema: Como os professores que atuam na formação pedagógica dos professores universitários veem a pertinência de propor as concepções do paradigma da complexidade, a transdisciplinaridade como pilares epistemológicos que sustentam a transformação da ação docente e a possibilidade de compartilhar suas experiências num repositório digital? Tem como Objetivo Geral: Analisar junto aos professores experientes que atuam na formação pedagógica de docentes universitários sobre a pertinência de propor os construtos, saberes e práticas que atendem ao paradigma da complexidade, a transdisciplinaridade e a visão transformadora como pilares epistemológicos na ação docente e a possibilidade de compartilhar suas experiências que ficarão disponíveis ao público num repositório digital. E como Objetivos Específicos: Elaborar um estado da arte sobre paradigma da complexidade, a transdisciplinaridade como subsídio para fundamentar a concepção epistemológica da ação docente; Levantar as contribuições de professores brasileiros e portugueses experientes sobre a formação pedagógica de docentes universitários; Investigar os construtos, saberes e práticas que caracterizam o paradigma da complexidade, a transdisciplinaridade como abordagens inovadoras na reconstrução da prática docente; Validar junto a pesquisadores com expertise sobre formação pedagógica, a pertinência da opção do paradigma da complexidade, a transdisciplinaridade e a visão transformadora, como postura epistemológica na ação docente; Disponibilizar o processo de produção do conhecimento por meio de cocriação realizado no grupo de pesquisa e pelos participantes, em Recursos educacionais abertos (REAs), num repositório digital, com os resultados da investigação, para compartilhar com os pares que atuam na área de formação pedagógica de professores. A metodologia da pesquisa caracteriza-se por uma abordagem qualitativa, numa abordagem etnográfica, com procedimentos via netnografia. Entende-se a netnografia como a liberdade de expressão criada na Internet para oferecer aos pesquisadores a possibilidade de investigação e compartilhamento por meio de programas específicos e de levantamento de dados advindos dos envolvidos na pesquisa. Além disto, permitem as interações durante o processo investigativo e que podem ser registradas na rede digital, gerando os dados de pesquisa. Os dados serão publicados a partir da permissão do aceite do participante, portanto atendendo ao procedimento ético da pesquisa. A metodologia escolhida permite o contato presencial e a distância por meio de Skype ou vídeo conferência entre os pesquisadores que interagem em todos os momentos do processo investigativo. Parte-se da necessidade de investigar o estado da arte sobre a temática formação pedagógica, paradigma da complexidade e transdisciplinaridade, entre outros temas correlatos. Como procedimentos investigativos busca-se realizar o levantamento por meio do estado da arte, de entrevistas com outros pesquisadores brasileiros e portugueses, que são experientes e se dedicam a formação pedagógica nas universidades e faculdades, para levantar suas impressões e contribuições no sentido de alicerçar subsídios para atuar junto aos processos formativos. Inclui a discussão entre os pesquisadores e formadores de professores envolvidos na temática sobre possibilidade de contemplar o paradigma da complexidade, a transdisciplinaridade e visão transformadora como pilares epistemológicos na ação docente, ou seja, quais os construtos, saberes e práticas pertinentes para a formação pedagógica dos professores que respondam as inovações pedagógicas frente aos desafios epistemológicos e culturais da contemporaneidade. O universo investigado envolve 13 doutores pesquisadores, que atuam em quatro grupos de pesquisa, que compõe uma REDE entre a PUCPR, UFPR, UPORTO, ULISBOA, 30 formadores pedagógicos com expertise sobre a temática, bem como, doutorandos, mestrandos e alunos PIBIC. Com a finalidade de compartilhar os achados da pesquisa propõe-se a criação de um Repositório Digital sobre Complexidade, Transdisciplinaridade, Visão transformadora e Formação pedagógica, de livre acesso aos pesquisadores, formadores, professores universitários e ao público em geral.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Marilda Rosado de Sá Ribeiro

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • contratos internacionais: modelos contratuais e cláusulas padrão à luz do direito comparado: o caso da indústria do petróleo, gás e energia
  • As negociações internacionais se revestem de crescente complexidade em fenômeno de formação de redes contratuais, específicas de segmentos da indústria. Neste horizonte destacam-se instituições geradoras de modelos contratuais e cláusulas -padrão, que constituem verdadeira fonte de direito, solidificando o costume internacional através de lex mercatória específica e de especialização crescente. Criam-se assim plataformas para balizamento das negociações entre os players desse mercado global. Nosso projeto agregará algumas vertentes principais: o estudo da formação dos contratos e seu complexo processo genético; a adoção de contratos e cláusulas padrão; o recurso ao direito comparado , na dinâmica interação entre agentes econômicos oriundos de ordenamentos jurídicos distintos. Por fim a priorização da área do petróleo , gás e energia, e de áreas de infraestrutura conexas , nos permitirá revisitar estudos anteriores que exigem uma atualização frente às transformações recentes no contexto internacional e na legislação e práticas domésticas
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marilena Bittar

Ciências Humanas

Educação
  • estudo de decisões didáticas relativas à elaboração e implementação de aulas propostas por um grupo de professores
  • Muitos fatores internos e externos à sala de aula levam os professores a realizarem escolhas no planejamento de suas aulas e mudanças nesses planejamentos. Nesta pesquisa pretende-se identificar e analisar fatores que influenciam a tomada de decisões de professores ao prepararem suas aulas e ao executá-las. Para isso serão constituídos grupos de professores que atuam na educação básica e estagiários de cursos de pedagogia ou de matemática para juntos, discutirem, elaborarem e executarem planos de aulas. Como material de apoio serão disponibilizados resultados de estudos realizados em educação matemática, relativos aos temas escolhidos para as aulas, o que também permite fortalecer e ampliar parcerias entre escola e universidade. Para além dos avanços teóricos trazidos pela pesquisa, esta proposta tem forte característica de formação continuada para os professores que já atuam na educação básica e permitirá aos estagiários vivenciarem a articulação teoria e prática, contribuindo com sua entrada na docência. Além disso, todos os planejamentos de aula elaborados, aplicados e reescritos pelos grupos de toda as instituições participantes serão editados e disponibilizados em formato digital, como forma de ampliar significativamente o público alvo atingido pelo projeto.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marilene Henning Vainstein

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • diversidade de fungos e de suas moléculas bioativas com potencial biotecnológico, isolados de ambientes marinhos extremos do arquipélago de são pedro e são paulo
  • Ambientes isolados com condições climáticas peculiares, alta incidência de radiação solar, alta concentração de sais e com variedade de fontes de microrganismos oriundos de guano e da flora microbiana marinha, representam uma oportunidade única para isolar e caracterizar fungos. Fungos são um dos maiores e mais diversos Reinos de organismos eucarióticos. Tem sido estimado que mais de 5 milhões de espécies fúngicas habitem o planeta, apenas uma pequena parcela destas espécies (100 mil) já foram descritas. Habitando solos, águas e ambientes extremos, estes organismos são prolíficos produtores de metabólitos secundários e enzimas de interesse biotecnológico. Assim, melhor compreender a biodiversidade destas espécies fúngicas está também ligado a bioprospecção de produtos de interesse comercial e científico. O arquipélago de São Pedro e São Paulo é formado por um grupo de pequenas ilhas rochosas, desprovidas de vegetação, localizadas no meio do Oceano Atlântico. Lar de uma biodiversidade única de animais marinhos e terrestres, a diversidade fúngica, das ilhas que compõe o arquipélago, nunca foi explorada. Neste sentido, o presente projeto tem por objetivo isolar e explorar a micodiversidade do arquipélago, bem como o potencial biotecnológico destas espécies. Duas abordagens principais serão empregadas em amostras de água marinha e sedimento (solo, rochas, guano e detritos) da região: (I) técnicas de micologia para o isolamento de fungos filamentosos e leveduras; (II) metagenômica shotgun para bioprospecção de genes interesse. Fungos obtidos a partir da primeira abordagem terão seus metabólitos secundários testados em ensaios para avaliar a inibição de fungos patogênicos de importância médica (Cryptococcus neoformans e Candida albicans) e bactérias multi-resistentes (S. aureus, Pseudomonas aeruginosa e Klebsiella pneumoniae). Extratos e fungos, que se mostrarem promissores, serão mais bem explorados, através da purificação e caracterização dos metabólitos com atividade bioativa, e o sequenciamento do genoma dos fungos, a fim de identificar os agrupamentos gênicos envolvidos na biossíntese destes metabólitos. Na segunda abordagem, as sequências obtidas a partir do método de metagenômica, serão também mineradas para a presença de agrupamentos gênicos envolvidos na biossíntese de metabólitos secundários. Estes genes e agrupamento serão avaliados através de filogenia e genômica comparativa para a identificação de potenciais alvos. Finalmente, alguns agrupamentos gênicos, obtidos a partir de ambas abordagens serão escolhidos para expressão heteróloga em linhagens “chassi”, a fim de identificar compostos novos e melhor compreendendo as rotas de biossíntese destes metabólitos. Desta forma, o presente projeto pretende não apenas explorar a diversidade de fungos do arquipélago de São Pedro e São Paulo, como explorar a presença de moléculas bioativas, identificando compostos de interesse.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/12/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Marilene Kreutz de Oliveira

Engenharias

Engenharia Química
  • v feira de ciencias do município de alto alegre/rr
  • A V Feira de Ciências do Município de Alto Alegre/RR, ocorrerá no mês de outubro do ano de 2021, na Praça Municipal Gonçalves Dias, receberá inscrições de projetos nas modalidades: Educação Infantil; Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio.Atenderá as categorias: Ensino Regular, Educação de Jovens e Adultos e Educação Especial. Os projetos inscritos passarão por comissão de avaliadores e serão credenciados em Feira filiadas a nível Estadual e Nacional. A previsão de visitação do publico ao evento é de 1400 pessoas.
  • Prefeitura Municipal de Alto Alegre - RR - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Marilene Kreutz de Oliveira

Ciências Humanas

Educação
  • iii semana nacional de ciência e tecnologia nos municípios de alto alegre e mucajaí no estado de roraima – iii snct/aa/mji/rr
  • III SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA NOS MUNICÍPIOS DE ALTO ALEGRE E MUCAJAÍ NO ESTADO DE RORAIMA – III SNCT/AA/MJI/RR, tem o objetivo de Promover eventos científicos nos municípios de Alto Alegre e Mucajaí no Estado de Roraima, com a participação de professores, alunos de escolas publicas e privadas, pesquisadores, lideranças e comunidade tendo como objeto final de popularizar da ciência. Acontecerá no período de 01/09/2020 a 01/09/2021, com as atividades concentradas no período de 17 a 23 de outubro de 2020. Excepcionalmente nesta edição teremos atividades online devido a pandemia da COVID 19, e algumas datas poderão sofrer alterações devido ao mesmo motivo. Porém todas acontecerão dentro da vigência do projeto.
  • Prefeitura Municipal de Alto Alegre - RR - Brasil
  • 03/11/2020-31/07/2021
Foto de perfil

Marilene Kreutz de Oliveira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • v feira de ciências do município de alto alegre/rr
  • A V Feira de Ciências do Município de Alto Alegre/RR, acontecerá no mês de outubro do ano de 2020, na Praça Municipal Gonçalves Dias, receberá inscrição de projetos da: Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio, atenderá as modalidades: ensino regular, EJA e educação especial e trabalhará com políticas para incentivar a participação das meninas nos projetos.Os projetos inscritos passarão por comissão de avaliadores e serão credenciados em feiras filiadas a nível estadual e nacional. A previsão de visitação do publico ao evento e de 2000 pessoas.rojeto anexo
  • Prefeitura Municipal de Alto Alegre - RR - Brasil
  • 31/01/2021-31/01/2022
Foto de perfil

Marília Afonso Rabelo Buzalaf

Ciências da Saúde

Odontologia
  • engenharia de película adquirida do esmalte para proteção contra a erosão dentária: avaliações in vitro e in vivo do efeito protetor da cistatina derivada da cana-de-açúcar (canecpi-5), hemoglobina, e/ou peptídeo derivado da estaterina
  • A erosão dentária é caracterizada por uma perda irreversível de tecido dental duro causada por ácidos de origem não bacteriana. A presença da película adquirida do esmalte (PAE) é um dos fatores protetores contra a erosão dentária. Em razão disso, estudos recentes têm focado no reforço da PAE com proteínas que tenham alta afinidade pela hidroxiapatita e sejam resistentes à remoção por ácidos, em procedimentos que têm sido denominados de “engenharia de película adquirida”. Dentre as proteínas da película adquirida com potencial para se ligar ao esmalte e propriedades ácido-resistentes, foram identificadas recentemente, pelo nosso grupo, a cistatina, a lisozima, a hemoglobina (Hb) e a estaterina. Assim, os objetivos desta pesquisa serão 1) Avaliar, in vitro, o efeito protetor da hemoglobina ou peptídeo derivado da estaterina (StN15pSpS), em diferentes concentrações, contra a desmineralização erosiva inicial do esmalte e 2) avaliar, in vivo, as alterações na composição proteica da PAE após tratamento da superfície dentária com cistatina derivada da cana-de-açúcar (CaneCPI-5), Hb, StN15pSpS ou a combinação das 3 proteínas antes da formação da PAE e posterior desafio erosivo intrínseco ou extrínseco, bem como avaliar o potencial protetor destes tratamentos contra a desmineralização erosiva intrínseca ou extrínseca do esmalte. Para a primeira parte do estudo serão confeccionados 150 blocos de esmalte bovino (4x4 mm), que serão divididos em 10 grupos, sendo um controle negativo (água deionizada), um controle positivo (CaneCPI-5 0,1 mg/mL) e 8 grupos experimentais (Hb 4 mg/mL, Hb 2 mg/mL, Hb 1mg/mL, Hb 0,1 mg/mL, StN15pSpS 0,94 X 10-5 M, StN15pSpS 1,88 X 10-5 M, StN15pSpS 3,76 X 10-5 M e StN15pSpS 7,52 X 10-5 M. Uma vez ao dia por 3 dias, os espécimes serão expostos às soluções proteicas ou água deionizada, sob agitação por 2 h a 37°C. Os espécimes serão então incubados em pool de saliva humana por 2 h a 37ºC para formação da PAE. Os espécimes serão então lavados em água deionizada e incubados em HCl 0,01 M (pH 2,3) por 10 s a 37ºC, sob agitação. As análises de microdureza de superfície (SHM) serão feitas e as alterações na SMH (SHM baseline – SMH pós-erosão) serão calculadas diariamente. Os dados serão checados quanto à normalidade e homogeneidade, para seleção do teste estatístico apropriado (p<0,05). Para a segunda parte, 10 voluntários participarão de um estudo cruzado e triplo-cego, constituído por 10 fases. Em cada fase, após profilaxia dental, com o objetivo de remover toda a PAE, os voluntários farão bochecho (1 min; 10 mL) com água deionizada, CaneCPI-5 0,1 mg/mL, hemoglobina (concentração a ser definida), StN15pSpS (concentração a ser definida) ou solução contendo mistura das 3 proteínas anteriores. Após o bochecho, a PAE será formada durante 2 h. Decorridas as 2 h para formação da PAE, para cada tratamento, os dentes serão isolados com rolos de algodão. Sobre o incisivo central superior direito será fixada uma fita adesiva contendo um orifício de 4,52 mm2 de diâmetro. Sobre as superfícies vestibulares dos demais dentes superiores e inferiores serão feitos 2 tipos de desafios erosivos, em duas fases distintas: aplicação de HCl 0,01 M pH 2 ou aplicação de ácido cítrico 1% pH 2,5 por 10 seg. A aplicação será feita com uma pipeta. Após lavagem para remoção do ácido, a PAE será coletada com papel filtro de eletrodo embebido em ácido cítrico 3%. Será feito um “pool’ com os papeis de filtro obtidos de cada 3-4 voluntários, para cada grupo. Após extração das proteínas, as mesmas serão submetidas à cromatografia líquida de fase reversa interligada a um espectrômetro de massas (nLC-ESI-MS/MS). Quantificação proteômica livre de marcadores será feita utilizando o software Protein Lynx Global Service (PLGS). Os mesmos desafios ácidos serão feitos sobre a superfície do incisivo central superior direito, sendo que após os 10 s de aplicação dos ácidos (5 µL), a gota será coletada para análise de P. As proteínas avaliadas poderão, no futuro, ser incorporadas em produtos odontológicos, como dentifrícios, enxaguatórios ou géis, visando ao enriquecimento da PAE com as mesmas e, consequentemente, ao aumento da sua capacidade ácido-resistente.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marília Carvalho Sampaio

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • estudo do comportamento das medidas acústicas do programa praat na avaliação vocal.
  • A análise acústica é comumente realizada nos estudos diagnósticos e ensaios clínicos por produzir medidas objetivas da qualidade vocal e evidências sobre o tratamento dos distúrbios vocais. O aumento da oferta e variedade de softwares pagos e gratuitos nas últimas décadas tem contribuído para popularizar o uso da análise acústica também no contexto clínico, auxiliando no diagnóstico do comportamento vocal e no planejamento terapêutico. No Sistema único de Saúde, a análise acústica já é um procedimento clínico reconhecido e registrado na tabela de procedimentos, sendo realizado por fonoaudiólogo nos serviços de média complexidade municipais, estaduais ou federais. O PRAAT (BOERSMA e WEENINK, 2013) é um software gratuito, executado em diferentes sistemas operacionais, e utilizado para fins científicos, clínicos (MARYN, 2017) e pedagógicos (MENDES, FERREIRA e CASTRO, 2012). Este instrumento de análise é especialmente atrativo por não ser invasivo, pelo baixo custo, pela relativa facilidade de execução após treinamento, e por facilitar a comunicação com os pacientes e profissionais de saúde. O software possibilita a obtenção de medidas tradicionais isoladas, como a frequência fundamental (F0), jitter, shimmer e proporção harmônico-ruído, obtidas em sua maior parte através da vogal prolongada, e que se encontram em processo de validação. No Brasil, o PRAAT é menos utilizado para avaliação da qualidade vocal em comparação com outros softwares. As pesquisas brasileiras sobre validação das medidas acústicas do PRAAT para avaliação da qualidade vocal são incipientes. Atualmente o software é utilizado na rotina clínica de dois serviços especializados de média complexidade conveniados como Sistema Único de Saúde (SUS): o Centro Docente Assistencial de Fonoaudiologia da UFBA (CEDAF) e o Serviço de Fonoaudiologia do Complexo Hospitalar Universitário Professor Magalhães Neto-UFBA (HUPES). Em ambos os serviços, o PRAAT é utilizado também na formação dos alunos de graduação e pós-graduação. Uma das dificuldades para a utilização do PRAAT seria a falta de valores de referência confiáveis das medidas de qualidade vocal que auxiliem na interpretação dos parâmetros avaliados. Neste sentido, a normalização e validação das medidas acústicas do PRAAT contribui tanto para a rotina clínica quanto para o desenvolvimento das pesquisas científicas no SUS. Portanto, o objetivo do presente estudo é normalizar e validar as medidas acústicas do PRAAT em uma população de Salvador-BA. O estudo favorecerá a utilização do PRAAT na rotina clínica dos fonoaudiólogos atuantes no SUS, pois essa ferramenta, imprescindível no diagnóstico vocal e no acompanhamento da evolução terapêutica fonoaudiológica, é gratuita e exige baixo custo tecnológico para sua utilização. Além disso a pesquisa favorecerá o uso do PRAAT no contexto pedagógico de formação dos profissionais de saúde inseridos nos serviços de assistência conveniados como SUS no Brasil (alunos de graduação, residentes, mestrandos e doutorandos). O presente projeto de estudo será, quantitativo, prospectivo, de natureza observacional, de estrutura transversal, nível descritivo, com amostra de conveniência. Também será um estudo de acurácia e validação. A instituição proponente será a Universidade Federal da Bahia; o estudo será realizado no CEDAF e no Serviço de Fonoaudiologia do HUPES. Serão convidados para participar do estudo os usuários do CEDAF, usuários do (HUPES) e indivíduos da comunidade UFBA (alunos, professores, servidores técnico-administrativos). Os participantes serão submetidos à gravação da voz, aplicação de protocolo de autoavaliação e à avaliação laringológica.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marilia Costa Morosini

Ciências Humanas

Educação
  • internacionalização da educação superior e qualidade em contextos emergentes
  • O presente projeto, decorrente dos anteriores, se detém na qualidade da educação superior e internacionalização e objetiva especial atenção aos contextos emergentes. A pesquisa será desenvolvida junto ao CEES - Centro de Estudos em Educação Superior, coordenado pela solicitante e avaliado nacional e internacionalmente como um centro de excelência em pesquisa, bem como junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação/PUCRS, conceito 6, CAPES. Este projeto dá seguimento a uma caminhada de pesquisa reconhecida formalmente pelo CNPq (Bolsa Produtividade) há 27 anos em estudos sobre Educação Superior e mais recentemente, em torno de 10 anos, em Qualidade da Educação Superior. Esses temas têm como pano de fundo a internacionalização da educação superior. Fundamentam esta trajetória a coordenação do Observatório de Educação CAPES/INEP - Qualidade da Educação Superior que integra a RIES - Rede Sul Brasileira de Investigadores da Educação Superior; o Programa CAPES universidade do Texas, Desenvolvimento econômico, humano e social e a Qualidade na Educação Superior: Brasil-USA, e, mais recentemente, com a School of Education and Communication, da New Castle University. Esta trajetória possibilita a) a analise da educação superior brasileira que esta marcada por características de expansão, privatização, diversificação e da internacionalização; e b) num sentido mais amplo, visões comparativas com os países do norte, especialmente USA e União Europeia. Para a compreensão da complexidade da educação superior e de suas dimensões. Gumport (2007) chama a atenção para a importância de considerar fontes e forças mundiais para a mudança e as forças de continuidade, resultantes de heranças históricas da educação superior em um determinado país. “Através da lente de formas estruturais (como a colaboração ou redes) e forças político-econômicas (determinações do governo, mudanças nos mercados), os pesquisadores têm a oportunidade de estudar mudanças nos padrões de comunicação científica e parcerias institucionais e as consequências de atendimento para o ensino e pesquisa.” (p.356) Neste contexto a qualidade da educação desempenha um papel de destaque e vem imbricada à internacionalização universitária. A qualidade, como construto multidimensional (DALE, 1999), nos leva a considerar os princípios de uma cidadania social. Agrega a esta discussão a consideração da materialidade da internacionalização na qual, seguindo Dridiksson (2005) a busca de uma cooperação internacional horizontal – CIT de solidariedade e consciência internacional, fortalece “ ... los componentes claves de la integración y la articulación de los sujetos, instituciones, agencias y recursos para garantizar un tipo de cooperación horizontal compartida y que evite sustituir, alterar o dirigir la iniciativa local.” (p.25). É de ressaltar que a internacionalização sempre esteve acompanhando o conceito de universidade e podemos construir a cooperação de solidariedade, principalmente entre as nações que buscam integrar um bloco muito díspar e necessitando de redes de apoio ao desenvolvimento e de respeito à diversidade.. Nossas pesquisas têm mostrado que a Educação Superior vive um momento singular no contexto social, histórico e econômico mundial. Esta assertiva se estende para o Brasil: além das funções de ensino, pesquisa e extensão de qualidade, novos desafios estão postos dos quais se destacam as demandas locais num contexto global. Nesse momento de transição, este estado de mutação se encontra em todas as partes e tem pontos de contato, de domínio e de diferenciação, mas como se trata de uma transição histórica de longo prazo, se apresenta “muito complexo e congregador de forças que chegam de todos os lados e tem efeitos e causas desiguais entre o que está determinado e o que está surgindo”. (DIDRIKSSON, 2008. p. 5) O contexto de transição, no Brasil, na perspectiva da educação superior, está sendo marcado pela expansão acelerada e por políticas de diversificação. Antevemo-nos com um sistema de educação superior que não é praticamente de modelo único e quase imutável como aquele a que estávamos acostumados, decorrente de modelos históricos, presentes em nossa realidade desde o século XIX. Embora, hoje, a educação superior seja ainda de elite convivemos, ao lado do já existente, com novas IES, novos docentes, novos discentes, novos currículos, novas exigências da sociedade, do mercado e da globalização. Neste projeto entende-se por Contextos emergentes da Educação Superior - configurações em construção na educação superior que são observadas em sociedades contemporâneas sejam elas sociedades do conhecimento nominal, contraditório e sociedade inteligente do conhecimento e que convivem em tensão com concepções pré-existentes, refletoras de tendências históricas tradicionais. (RIES, 2013). E, neste caso, é de suma importância para o desenvolvimento do conceito de qualidade da educação superior a identificação dos contextos emergentes. O presente projeto propõe uma reflexão sobre a qualidade da educação superior e a internacionalização em contextos emergentes: Quais as políticas públicas de educação superior que conduzem(iram) a contextos emergentes na educação superior? Qual a relação entre organismo multilaterais e as políticas públicas educacionais e/ou institucionais? Quais são as características da educação superior em contextos emergentes internacionalizados? Há similitudes e diferenças em relação a diferentes realidades? (Estados Unidos, Inglaterra, Brasil, Portugal, etc.) Como se configura a relação entre qualidade da educação superior e contextos emergentes internacionalizados ? Em que medida a internacionalização da educação superior interfere em contextos emergentes, e mais especificamente na qualidade da Educação Superior?
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Marília Dalva Turchi

Ciências da Saúde

Medicina
  • incidência de alterações precoces da função renal em uma coorte de pessoas vivendo com hiv, em uso de fumarato de tenofovir desoproxila
  • Estima-se que 36 milhões de pessoas vivem com HIV/aids, no mundo. Dessas, 21,7 milhões em tratamento antirretroviral (TARV). No Brasil, 200 mil pessoas usam TARV, distribuídos pelo Sistema Único de Saúde desde 1996. Considerando as políticas nacionais para expansão do acesso à TARV, espera-se um aumento no contingente de pessoas em uso desses medicamentos no Brasil. Embora seja inegável os benefícios da TARV, alguns medicamentos apresentam efeitos adversos que contribuem para o desenvolvimento de comorbidades. A nefrotoxicidade, e, por conseguinte a disfunção tubular, podem levar a insuficiência renal aguda (IRA), que está intimamente relacionada ao aumento da morbimortalidade (10 a 15 vezes), com gasto abusivo de recursos terapêuticos. O tratamento do HIV envolve vários medicamentos. Desde 2013, o Governo Brasileiro instituiu o fumarato de tenofovir desoproxila (TDF), em associação, como primeira linha para o tratamento do HIV. O TDF apresenta uma toxicidade renal a longo prazo significativa. Os mecanismos envolvidos na nefrotoxicidade não são bem entendidos, mas a toxicidade direta e lesão mitocondrial com interferência no funcionamento tubular fisiológico, ou uma combinação de ambos foi descrita. A detecção precoce do comprometimento renal é essencial para uma recuperação completa e rápida. Se negligenciada pode ser irreversível. A Lipocalina associada a gelatinase de neutrófilos urinários (uNGAL) é um marcador estabelecido de lesão tubular renal aguda subclínica e está associado a risco de DRC terminal ou morte, uma área de investigação ativa. Desta forma, é fundamental observar a frequência de alterações renais precoces, utilizando diferentes marcadores, para estabelecer medidas de prevenção e redução de danos, em coortes clinicas de pessoas vivendo com HIV. Os objetivos desse estudo são: Estimar a incidência de alterações precoces da função renal, por meio de diferentes marcadores laboratoriais, em uma coorte de indivíduos HIV-positivos, em uso de TDF; estimar a frequência de alterações da função glomerular por meio da taxa de filtração glomerular, dos níveis creatinina e Cistatina C, pré e durante o uso de antirretrovirais; Estimar a frequência de alterações da função tubular, com a dosagem uNGAL, no uso de antirretrovirais; estimar e identificas a incidência de marcadores de alterações precoces da perda de função renal (glomerular e tubular), anterior ao aumento da creatinina, na vigência de TDF; relacionar os níveis de creatinina, cistatina C, com alterações em achados de urinálise Metodologia: estudo será estruturado em dois componentes: uma coorte prospectiva e um estudo caso-controle aninhado na coorte. A coorte será composta por 140 adultos de ambos os sexos, entre 18 e 65 anos, residentes na região metropolitana de Goiânia, infectados pelo HIV, em início de tratamento antirretroviral, com esquema contendo TDF, na dose de 300mg/dia; iniciado até 30 dias antes do recrutamento; orientados e que assinem um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Serão excluídos os indivíduos em TARV durante internação hospitalar, com infecção oportunista, com CD4 <50 céls/mL, filtração glomerular menor que 60 ml/min/1,73m2 e gestantes indivíduos adultos, com infecção pelo HIV e em início de terapia antirretroviral, atendidos no Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr Anuar Auad (HDT) da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás. O Hospital, localizado na cidade de Goiânia, é responsável por cerca de 90% dos atendimentos especializados para pessoas com HIV, da região metropolitana de Goiânia. Além das consultas de rotina, os participantes serão entrevistados e avaliados clinicamente por um dos médicos nefrologistas da equipe do projeto e submetidos a exames laboratoriais (creatinina, cistatina c, relação albumina/ creatina urinária, uréia, fósforo sérico e urinário, magnésio sérico, densidade urinária, glicosúria, ácido úrico e uNgal -se elegível-) no tempo 0, 1, 3, 6, 12 e 18 meses. Caso-controle aninhado na coorte: alterações da função glomerular serão considerados como caso e indivíduos sem alteração da função renal glomerular, controles, numa proporção de 1:2, por faixa etária. Será criado um arquivo eletrônico para armazenamento e vinculação de bancos de dados e posterior análise estatística. Serão analisadas medidas de tendência central e dispersão para variáveis contínuas; distribuição percentual com respectivos intervalos de confiança para variáveis categóricas, serão calculadas a incidência e a densidade de incidência de alterações da função renal com os respectivos intervalos de confiança de 95% (IC 95%). A variabilidade das medidas da função renal será avaliada na linha de base, 0, 1, 3, 6, 12 e 18 meses de acompanhamento, comparadas e com resultados expressos como Risco Relativo. Para avaliar o tempo decorrido entre o início do TDF e alterações da função será realizada análise de sobrevida pelo método de Kaplan-Meier.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marília Freitas de Vasconcelos Melo

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • diversidade genética e estrutura genética espacial em cambuí (myrciaria floribunda) utilizando marcadores issr
  • Estudos sobre ecologia e genética de populações são fundamentais para entender os efeitos da fragmentação sobre espécies florestais. Um estudo baseado em marcadores ISSR será realizado para estimar parâmetros de diversidade genética e estrutura genética espacial, em população natural de Myrciaria floribunda, visando programas de conservação e melhoramento genético. As coletas serão realizadas em populações naturais do Estado de Alagoas. Folhas jovens serão utilizadas para a realização das análises de ISSR. Estas serão coletadas em, no mínimo, 30 indivíduos em cada uma das populações. Estes resultados darão um indicativo do potencial desses indivíduos para a conservação in situ, coleta de sementes para formação de bancos de germoplasma, bem como para a recuperação de áreas degradadas e futuros programas de melhoramento genético.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marilia Oliveira Fonseca Goulart

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • estresses carbonílico e nitroxidativo: abordagens multi-propósito
  • A vida na terra é fortemente dependente da presença de oxigênio e de sistemas redox, devido, principalmente, à importância da transferência de elétrons para o suprimento de energia, defesa, reprodução, sinalização redox e dinâmica molecular de proteínas. A vida em ambientes aeróbios leva, inevitavelmente, à formação de espécies reativas de oxigênio (EROs). Quando em baixas concentrações, estas são imprescindíveis para a sinalização redox (“eutress”), já em altas concentrações causam danos irreversíveis a macromoléculas, provocando benefícios e malefícios, e, a depender da situação, levam ao estresse oxidativo (EO) (“distress”). Outras espécies de alta relevância neste contexto são as espécies reativas de nitrogênio (ERNs) e as mistas (ERONs). O estresse nitroxidativo (ENO) é base bioquímica para uma série de doenças, entre elas, câncer, doenças gastrointestinais, cardiometabólicas, neurodegenerativas, com destaque para a Doença de Alzhmeier (DA). A geração de espécies carbonílicas reativas (ECRs) contribui fortemente para a geração e agravamento destas doenças, dando origem ao termo estresse carbonílico (EC). Há uma forte conexão entre estas espécies e os respectivos estresses. No controle de ENO e EC, vários mecanismos de inibição agem e se complementam. Sistemas enzimáticos e não enzimáticos antioxidantes/antiglicantes/capturadores de dicarbonílicos, incluindo biotióis/polifenóis/di-aminas/guanidinas e outros têm papel essencial neste controle. A área de pesquisa em antiglicantes ainda não está consolidada e há necessidade de sistematização/padronização e novos testes. A presença de ENO e ECR pode ser diagnosticada por meio de biomarcadores. A pesquisa e a quantificação dos mesmos, pela construção de dispositivos analíticos, principalmente sensores, e sua correlação com as doenças pesquisadas podem contribuir no sentido de realizar diagnósticos precoces e em processos de intervenção, em termos nutricionais e medicamentosos, e tem forte apelo tecnológico. A sua separação e quantificação em matrizes complexas, por utilização de sistemas magnéticos adequadamente desenvolvidos mostra-se, também, relevante em termos básicos e aplicados. Considerando a diversidade de componentes em matrizes biológicas, a separação de determinadas substâncias, neste meio, torna-se um procedimento complexo, evidenciando a necessidade de se desenvolver e aplicar técnicas de separação cada vez mais seletivas. A técnica de separação magnética tem sido muito utilizada para estes fins e, quando acoplada ao reconhecimento molecular, através de polímeros impressos molecularmente (MIP), ganha seletividade. A partir do exposto, o presente projeto de pesquisa científico permite a interconexão das áreas de química de produtos naturais/ síntese orgânica/ bioquímica/ bioanalítica/ nutrição/ doenças gastrointestinais/neurodegenerativas, principalmente Alzheimer, seguindo a perspectiva atual da ciência, ou seja, da integração entre as áreas. A proposta visa a determinação de atividades antioxidante e antiglicante de produtos da biodiversidade brasileira, resíduos da fruticultura e compostos sintéticos, planejados de acordo com os mecanismos conhecidos. Ao lado disto, prevê-se o desenvolvimento de ensaios bioanalíticos simples e seletivos, de fácil aplicação, para a quantificação de tióis/fenóis; o planejamento, construção e utilização de polímeros impressos molecularmente (MIP), inclusive magnéticos (MagMIP), para a separação, a concentração e a análise específica de alguns biomarcadores de ENO. Entre estes, incluem-se produtos de dano ao DNA, como a 8-hidroxi-desoxiguanosina (8-OHdG) e a razão GSH/GSSG. A quantificação permite avaliar o estado redox em diferentes matrizes biológicas e sua correlação com doenças provocadas em modelos animais ou naquelas existentes em seres humanos. Para tanto, utilizar-se-ão dispositivos em várias escalas, eletrodos de carbono vítreo e de diamante dopado com boro, incluindo eletrodos impressos, portáteis e os MIPs desenvolvidos, com características magnéticas ou não. Serão também feitos estudos de validação. Vários produtos da biodiversidade brasileira são de grande interesse e sua análise/separação pode ser feita por métodos alternativos, envolvendo MIPs magnéticos, o que une os principais objetivos da presente proposta. O grupo que coordeno, no Laboratório de Eletroquímica e Estresse Oxidativo (LEEO) tem inúmeros trabalhos em eletroanalítica, em modelos animais (colite leve, média e grave; doenças hepáticas, entre outros), com investigação da suplementação com tióis e extratos vegetais. As matrizes biológicas já estão disponíveis para a análise. Há estudos também em pré-eclâmpsia (PPSUS). Todos os projetos envolvendo animais ou humanos estão aprovados pelo comitê de ética em pesquisa da UFAL (Projeto 44/2015). A análise eletroquímica e espectroeletroquímica é útil nos estudos de correlação e é uma das características marcantes do nosso grupo. Os pesquisadores da UFMG, UNESP, IFAL e UFAL/Arapiraca, complementam a lista de habilidades requeridas para a realização plena do projeto. Há expectativa fortemente positiva de que o desenvolvimento de novas metodologias que possam mensurar, a partir de uma coleta única de fluidos biológicos, diversos marcadores ligados ao ENO/EC, possa contribuir na inserção futura (próxima) das metodologias aqui apresentadas, no diagnóstico precoce dos agravos associados (gastrointestinais, pré-eclâmpsia), o que é tanto plausível quanto necessário, com impacto também positivo de intervenção com antioxidantes, em etapas futuras. Estão previstas 12 publicações, em revistas altamente qualificadas pela CAPES, 2 patentes, 2 cap. de livros, a defesa de 6 doutorados, 3 mestrados e o estágio de pelo menos 6 IC, no período de 3 anos do projeto, o que terá forte impacto nos programas de PG da UFAL: PPGQB, PPGCS, PPGNUT, RENORBIO e na colaboração interinstitucional com a UFMG, UNESP e IFAL (em vários campi). A presente proposta tem caráter inovador e multidisciplinar.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marilia Pivetta Rippe

Ciências da Saúde

Odontologia
  • influência da organização de espécimes cerâmicos bicamada no forno de sinterização sobre a resistência à fadiga, cor e translucidez
  • Objetivo: Avaliar a influência do número e posição de discos de cerâmica bicamada no forno de sinterização sobre a resistência à fadiga, diferença de cor e translucidez. Metodologia: Discos de zircônia In Ceram YZ serão confeccionados e sinterizados de acordo com as recomendações do fabricante, com espessura final de 0,7mm. Sobre os discos, a cerâmica feldspática VITA VM9 será manipulada e aplicada com o auxílio de moldes metálicos, e então o conjunto será organizado em dois grupos quanto à sinterização: G1- grupo formado por 25 espécimes, sinterizados um por vez e posicionados no centro do forno; e G5- grupo formado por 125 espécimes, sinterizados 5 de cada vez, onde 1 deles será posicionado no centro do forno (G5C) e outros 4 na periferia (G5P). Após a sinterização, todos os discos serão desgastados e polidos na face de cerâmica feldspática até que apresentem espessura totalizando 1,4 mm com a zircônia e diâmetro de 13,50 mm. Em seguida, todos os espécimes serão avaliados quanto à diferença de cor e translucidez através de um espectrofotômetro e serão submetidos ao teste de resistência à fadiga através do teste Step-Wise e posteriormente à análise fractográfica dos espécimes fraturados. Serão realizadas análises de sobrevida através do teste de Kaplan-Meier e Weibull para resistência à fadiga. A análise de cor e translucidez será realizada pelo parâmetro CIEDE 2000 e os dados serão submetidos aos testes de normalidade Shapiro-Wilk e homocedasticidade Prova de Levene, para se definir se será realizado um teste paramétrico ou não.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marília Regina Costa Castro Lyra

Ciências Agrárias

Agronomia
  • tecnologias sociais de mitigação e adaptação às mudanças climáticas: uso de biodigestor para produção de biogás na agricultura familiar, comunidade quilombola angico, semiarido pernambucano
  • A produção de biogás a partir de dejetos animais requer o uso de uma tecnologia apropriada para tal, comumente denominada de biodigestor. Também requer, dependendo do modelo adotado, manejo permanente e adequado, considerando que existe alguns modelos com autoalimentação e dispersão de resíduos. O projeto proposto está direcionado a um modelo específico de biodigestor, denominado de biodigestor sertanejo com modificações significativas quanto aos materiais utilizados, objetivando baratear os custos de implantação e consequentemente facilitar a disseminação do biodigestor como alternativa de produção de gás metano para uso doméstico. As principais mudanças estão: (a) na adoção de uma caixa de fibra como opção para formar a campânula de armazenamento de gás; (b) no uso de placas de cimento como alternativa ao uso de alvenaria na construção do tanque de armazenamento (ou de fermentação); (c) e na utilização de materiais alternativos no sistema de captação e distribuição do gás produzido. Contudo, o projeto focará nos aspectos inovadores propostos, que devem ser analisados do ponto de vista da praticidade na construção, dos resultados na produção do biogás e ainda quanto aos custos totais do equipamento. Aprofundar sobre o abandono, seja de modo total ou parcial, impondo à tecnologia do biodigestor sertanejo a necessidade de identificar fragilidades quanto ao aspecto da adaptação à dinâmica das famílias agricultoras enquanto inovação tecnológica. Outra problemática a ser enfrentada pelo projeto está relacionada a capacidade do biodigestor contribuir para redução da emissão de gases do efeito estufa. Destaca-se, ainda, que o projeto envolve um aprofundamento sobre uso de tecnologia social para produção de biogás como alternativa energética no âmbito familiar focando a análise a partir do uso prático do biodigestor por famílias agricultoras, podendo também apresentar elementos que venham a contribuir para a divulgação e disseminação desta tecnologia como alternativa para produção de gás de cozinha em substituição ao uso de lenha, carvão vegetal e gás butano para atividades domésticas. De todo modo, os resultados obtidos a partir deste projeto trarão elementos para subisidiar os debates em torno do uso de tecnologias de mitigação e adaptação às mudanças climáticas. Nesta perspectiva, a tecnologia do biodigestor é essencialmente de mitigação, visto que utiliza matéria orgânica de origem animal que, quando expostas no meio ambiente emitem gás metano (CH4) e gás carbônico (CO2) na atmosfera, dois dos principais gases do efeito estufa. Observa-se ainda outro elemento associado ao uso do biodigestor que amplia consideravelmente sua importância enquanto tecnologia de mitigação às mudanças climáticas, pois minimisa o uso de lenha e carvão vegetal para uso doméstico, que pode ser facilmente substituída a partir da produção de biogás naquelas famílias onde as condições de produção de matéria prima estejam favoráveis. Não obstante, o biodigestor pode-se ser compreendido também como uma tecnologia de adaptação ao clima semiárido, por favorecer a produção de biofertilizante para os cultivos vegetais e incremento de renda para as famílias agriculturas. O projeto prevê atingir os seguintes objetivos específicos: a) Identificar aspectos relacionados ao abandono (parcial ou total) do uso de biodigestores para produção de biogás (gás metano); b) avaliar os impactos econômicos e sociais a partir da substituição do gás butano pelo biogás produzido por biodigestores; c) mensurar a contribuição dos biodigestores de uso familiar na redução do uso de lenha e carvão vegetal para uso doméstico; d) analisar os resultados do processo de assessoria técnica relacionados à construção, manutenção e uso dos biodigestores; e) produzir uma Cartilha com orientações técnicas e metodológicas para implantação de biodigestores na agricultura familiar do semiárido. Do ponto de vista metodológico, o projeto terá como base a Comunidade Quilombola Angico, localizada na região oeste do Município de Bom Conselho, pertencente à Região de Desenvolvimento do Agreste Meridional, Estado de Pernambuco. A comunidade teve o reconhecimento de Comunidade Quilombola em 19 de abril de 2005 com a certificação da Fundação Cultural Palmares. A coleta de dados secundários ocorrerá a partir de material bibliográfico e documental, constituído principalmente de livros, artigos científicos e documentos técnicos (manuais, cartilhas, dentre outros) relacionados aos temas abordados na pesquisa. A coleta dos dados primários será realizada a partir do levantamento de campo, por meio de entrevista semiestruturada, observações sistemáticas e registros fotográficos. A entrevista se dará por meio da aplicação de formulário de múltiplas respostas a aplicada para os seguintes públicos: a) 20 de famílias da comunidade quilombola do Sítio Angico com biodigestor instalado; b) famílias da comunidade quilombola Angico que não tem biodigestor instalado; c) um técnico indicado pela ONG Diaconia; d) duas famílias onde o uso do biodigestor está consolidado na dinâmica familiar; e, e) liderança comunitária responsável pela articulação local para implantação dos biodigestores. Espera-se ao final do trabalho de pesquisa, espera-se ter encontrado subsídios que indiquem os seguintes resultados: a) ter identificado os principais elementos que ocasionaram situações de abando do biodigestor; b) ter dimensionado os impactos econômicos e sociais a partir da implantação de biodigestores; d) ter identificados os principais aspectos relacionados à construção, manutenção e uso dos biodigestores como tecnologia social; f) ter dimensionado a contribuição dos Biodigestores como alternativa à redução do uso de lenha e carvão vegetal para uso doméstico; d) uma cartilha com orientações técnica e metodológicas sobre a implantação de biodigestores na agricultura familiar produzida e publicada.
  • Instituto Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/12/2018-30/05/2021
Foto de perfil

Marilia Xavier Cury

Ciências Sociais Aplicadas

Museologia
  • museu universitário e museu indígena - usos e acessos às coleções indígenas: novos desafios para os museus
  • O museu universitário tem seu papel na preservação devido às coleções científicas que forma e à forma como faz curadoria. Na particularidade das coleções indígenas, esse museu hoje tem outras responsabilidades relativas ao acesso aos diferentes públicos e aos indígenas. O museu indígena é a face da autonomia plena dos indígenas sobre a musealização. Apoiados nos processos de resistência cultural, esse museu se realiza de maneira própria. O projeto de pesquisa se desenvolve para uma análise das duas perspectivas museológicas, considerando os direitos indígenas no museu e ao museu.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marilisa Bialvo Hoffmann

Ciências Humanas

Educação
  • memória biocultural como eixo articulador entre a educação do campo e ensino de ciências: uma investigação no contexto das comunidades tradicionais do rio grande do sul
  • O presente projeto de pesquisa se propõe a investigar aspectos da Memória Biocultural presente no contexto das comunidades tradicionais do Rio Grande do Sul e a potencialidade desta, como eixo articulador entre a Educação do Campo e o Ensino de Ciências da Natureza. Entende-se por Memória Biocultural a extensa e complexa coleção de sabedorias locais, que se constituem e disseminam através, principalmente, da diversidade biológica, diversidade linguística e diversidade agrícola. Sendo a Licenciatura em Educação do Campo um contexto de formação de professores que busca conhecer, valorizar e difundir os conhecimentos das comunidades do campo, entre elas, ribeirinhos, quilombolas, indígenas, agricultores familiares, entre outros, investigar a Memória Biocultural presente na região de abrangência destas licenciaturas é ponto primordial. Outro diferencial das Licenciaturas em Educação do Campo é a formação de professores por área de conhecimento. Neste sentido, esta proposta se propõe a pesquisar as relações que podem se dar a partir da Memória Biocultural das comunidades na articulação com a formação na área de Ciências da Natureza, fazendo interfaces entre o conhecimento científico e o conhecimento popular/tradicional. A partir da inserção participante nas comunidades, proporcionada pelo regime de alternância da Licenciatura em Educação do Campo, com auxílio metodológico do diário de campo e da pesquisa participante, serão sistematizados os diálogos com os sujeitos do campo, na perspectiva de desvelar aspectos da Memória Biocultural que possam ser trabalhados na formação de professores. Desse modo, espera-se como resultados a proposição de ações na formação de professores que sejam condizentes com a valorização do conhecimento/saber popular e tradicional em suas relações com o ensino de ciências, considerando a diversidade étnica, racial, cultural, de gênero, etc, presentes entre as populações do campo. A proposta busca também dialogar com outras redes que investigam as relações entre Biodiversidade local e formação de professores, contribuindo para que se constitua um Observatório de Educação para Biodiversidade, onde se encontrará um panorama geral das pesquisas brasileiras em torno do tema, bem como materiais para utilização na formação de educadores em uma perspectiva intercultural de biodiversidade.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Marilou Bezerra Acácio

Outra

Divulgação Científica
  • semana estadual de ciência e tecnologia - a influência da inteligência artificial na transformação digital no brasil
  • A Semana Estadual de Ciência e Tecnologia do Estado do Acre reunirá diversas atividades em diversos eventos junto a Amostra Viver Ciência que contribuem na vivência e ação investigativas. Portanto, a Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia, agente propulsor da divulgação científica no Estado, reunirá Experiências de Software e/ou ferramentas que transformaram digitalmente a realidade da comunidade acreana e brasileira, apresentação de trabalhos tecnológicos e científicos aproximando a comunidade do conhecimento cientifico. a exposição das atividades da SEICT será nos municípios de Senador Guiomard, Bujari, Capixaba e Rio Branco, com o tema “Inteligência Artificial: A nova Fronteira da Ciência Brasileira” que tem ganhado muito espaço entre professores, escolas e universidades, na qual percebe-se um movimento intenso do uso da Inteligência Artificial no mais diversos setores da sociedade, como exemplo na Educação, Saúde, Finanças e Comércio. A transformação digital está mudando a economia e o mercado mundial, muitas pessoas e empresas estão se adequando a evolução dessas novas tecnologias. Por isso a SEICT realizará amostras e experiência de Software e/ou ferramentas que possuem Inteligência artificial para os estudantes do ensino médio e fundamental da rede pública e privada, estudantes das instituições de ensino superior público e privadas.
  • Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 05/11/2020-31/05/2021