Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Camila da Silva

Engenharias

Engenharia Química
  • valorização de sementes de nabo forrageiro utilizando processos em condições pressurizadas: extração do óleo, produção de biodiesel e obtenção de farinha funcional
  • Com a crescente produção de biodiesel, novos desafios surgem relacionados a métodos para obtenção do óleo e transformação deste em ésteres, bem como a aplicação do farelo desengordurado, visando o aproveitamento integral da matéria-prima utilizada. Os processos em condições pressurizadas destacam-se para estas finalidades visto que possibilitam a obtenção de produtos com elevada pureza em menores tempos de processamento e requerem um menor número de etapas posteriores de separação. A extração do óleo por líquido pressurizado, utilizando um solvente que atue como extrator e reagente, possibilita a condução do processo integrado para produzir ésteres com a alimentação da mistura óleo+solvente diretamente no sistema reacional, elimina-se as etapas prévias de purificação do óleo, separação/recuperação do solvente. A condução da reação em condições em que o álcool encontra-se sub- ou supercrítico apresenta com principais atrativos os elevados rendimentos obtidos sem a utilização de catalisador no processo. Decorrente da extração do óleo gera-se o farelo desengordurado rico em proteínas e fibras. No entanto, este farelo muitas vezes apresenta compostos antinutricionais em sua composição e a remoção dos mesmos é necessária, visando valorizar este subproduto, para isso a extração em água subcrítica é proposta para remoção destes compostos e ainda promover a concentração e a modificação na estrutura das fibras. Outro ponto de pesquisa na cadeira produtiva do biodiesel é a utilização de fontes não alimentares, dentre as quais o nabo forragueiro destaca-se por apresenta elevada produtividade em óleo, adaptação e resistência a condições climática, e alta estabilidade térmica do óleo vegetal obtido desta matriz oleaginosa. Com base no contexto descrito, este trabalho tem por objetivo desenvolver processos em condições pressurizadas para valorização de sementes de nabo forragueiro (Raphanus sativus L.), referentes à extração do óleo, síntese de ésteres e obtenção de farinha funcional.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila de Oliveira Rodini Pegoraro

Ciências da Saúde

Odontologia
  • avaliação in vitro da ação antitumoral de ganoderma lucidum associado a quimioterapia metronômica por 5-fu sobre células-tronco de carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço
  • No Brasil, cerca de 15.290 novos casos de carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço (HNSCC) estão previstos para 2015. Em 2012, mesmo com o tratamento de primeira linha, dos mais de 40 mil casos estudados, cerca de 50% foram previstos para ter recorrência ou metástase, com uma sobrevida global média de cerca de 10 meses, sendo este câncer, considerado um problema de saúde pública em todo o mundo. Recentemente, a subpopulação denominada como células iniciadoras tumorais ou células-tronco tumorais (CSC), vem sendo apontada como um dos principais responsáveis pela falha do tratamento, recorrência e metástases. Acredita-se também que, além de serem responsáveis pelas metástases e recidivas na maioria dos pacientes, as CSC são o motivo da ineficácia dos métodos de tratamento convencionais para o câncer, uma vez que essa subpopulação apresenta mecanismos de defesa contra a ação da radioterapia e de quimioterápicos. Um dos mecanismos de escape dessas células é sua maior resistência aos danos ao DNA, exibindo maior expressão de proteínas antiapoptóticas (Bcl2) e de bombas transportadoras de drogas (ABCB1 e ABCG2), que funcionam como transportadores de quimioterápicos para fora das células. Um dos tratamentos de primeira linha para esses casos é a associação de anticorpos monoclonais com a droga quimioterápica 5-Fluoracil (5-FU). Entretanto, além de não demonstrar grande eficácia, reações adversas como anemia, neutropenia, trombocitopenia, alterações cutâneas e sepse diminuem consideravelmente a qualidade de vida, além de aumentar o risco de doenças relacionadas à imunodepressão. Desta forma, a utilização da quimioterapia metronômica apresenta-se como alternativa por manter níveis séricos eficazes da droga sem desenvolver resistência à mesma. De forma complementar, diferentes compostos com atividades biológicas vêm sendo associados a inúmeros efeitos antitumorais e/ou imunomoduladores. O cogumelo Ganoderma lucidum (GL) apresenta, dentre suas inúmeras propriedades, a capacidade de evitar a invasão de células tumorais e estimular a resposta imune, sendo capaz de agir nas proteínas ABC de HNSCC e de facilitar a sensibilização dessas células quanto à quimioterapia. Desta forma, o objetivo principal deste estudo é avaliar, in vitro, os efeitos do fitoterápico Ganoderma Lucidum sobre a ação antitumoral de baixas doses de 5-FU na subpopulação de células-tronco tumorais presentes na linhagem SCC9 de carcinoma espinocelular de boca.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Camila Dias Lopes

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • uma colaboração translacional para racionalizar a terapia e diagnosticar o escorpionismo
  • Ensaios de diagnóstico para acidentes por animais peçonhentos continuam indisponíveis para pacientes e médicos. Enquanto isso, mais de um milhão de acidentes por escorpião são notificados anualmente em todo mundo. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, foram notificados mais de 150.000 casos de envenenamentos por animais peçonhentos em 2013, cerca de 50% destes casos, representam acidentes por escorpião. Minas Gerais é o estado com maior número de acidentes notificados, de janeiro a agosto de 2018 já foram registrados 17 mil casos. O tratamento destes acidentes é feito com o soro antiescorpiônico, de acordo com recomendação do Ministério da Saúde. O presente projeto é motivado pelo uso indiscriminado de ampolas de soro por paciente, uma vez que, não foi estabelecido a dose correta deste com amostras de soro humano, demonstrando a redução da concentração de veneno após a injeção de antiveneno. Além disso, visa também verificar a necessidade de sucessivas aplicações quando os sintomas persistem, visto que já foi demonstrado, em outros tipos de envenenamento, que alguns danos já estabelecidos não podem ser revertidos com o antiveneno. Ademais, este projeto visa desenvolver um ensaio de imunodiagnóstico ultrassensível no soro dos pacientes envenenados que chegam ao Centro de Referência em Toxicologia de Minas Gerais (Hospital João XXIII). Para detectar esta pequena quantidade de veneno nas amostra dos pacientes (algumas nanogramas de veneno é injetado) será usada a metodologia de detecção ultrassensível (detecção com nanopartículas de ouro) ELISA plasmônica, desenvolvida para ser acessível para países com recursos limitados, já que pode ser detectada a olho nú sem a necessidade de instrumentos sofisticados. Após a padronização do teste será verificado o valor diagnóstico do ensaio, determinada a dose correta de antiveneno e, também, avaliado a reversão dos danos do veneno pelo antiveneno. Devido ao rápido mecanismo de ação, a detecção rápida e quantificação do veneno deste escorpião pode ajudar a aprimorar as decisões no tratamento, racionalizar a terapia e reduzir os custos e riscos envolvidos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Escudero

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • a natureza das experiências e dos contextos das práticas midiáticas dos imigrantes na cidade de são paulo
  • O presente projeto prevê uma pesquisa de caráter exploratório e conceitual que identifique, no amplo universo das ações comunicacionais migratórias, a natureza das experiências e dos contextos de produção de práticas midiáticas imigrantes que se materializam em diferentes modelos de gestão (coletiva ou individual, formal ou informal) a partir de variadas temporalidades, objetivos e articulação com públicos interno (os próprio imigrantes) e externo (para a sociedade de acolhida e/ou receptora). De abordagem qualitativa, para coleta de dados, utilizaremos Pesquisa Participante; para análise das informações colhidas, a Análise do Discurso. Entre os principais resultados esperamos: a contribuição efetiva com um conjunto de dados empíricos e reflexões sobre as práticas comunicacionais de imigrantes na cidade de São Paulo, contexto de maior presença migratória internacional no Brasil; e atualização do arcabouço teórico envolvendo os estudos migratórios, a mídia comunitária, bem como o diálogo com autores que têm se dedicado à pesquisa nessa interface transnacional e intercultural de comunicação, imigração e cidadania. O projeto prevê ainda um intercâmbio com cursos de graduação na área de Comunicação para a implementação de uma agência de comunicação voltada aos imigrantes, contemplando também Ensino e Extensão.
  • Universidade Metodista de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Fernandes Corrêa

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • densidade de estocagem do lambari astyanax altiparanae em viveiros de terra para piscicultura em pequena escala em sistema semi-intensivo.
  • A região do Vale do Ribeira, ao sul do estado de São Paulo, é conhecida por ter tido importante papel na aquicultura nacional nos anos 90, mas atualmente enfrenta dificuldade para se adequar ao novo cenário de desenvolvimento. Na região existe grande número de pisciculturas de pequeno porte, com mão-de-obra familiar, comércio local ou mesmo de subsistência. A região também é caracterizada por possuir diversas unidades de conservação ambiental, em uma das maiores áreas remanescentes de Mata Atlântica do Brasil. Nesse cenário o lambari-do-rabo-amarelo, Astyanax altiparanae, vem surgindo como uma espécie nativa alternativa para a piscicultura em pequena escala na região. No Vale do Ribeira existe grande demanda para o uso do lambari como isca para a pesca esportiva, sendo que seu uso na culinária pode ser outro mercado em potencial. As técnicas para obtenção de formas jovens já são conhecidas e existem criações comerciais da espécie em diversas regiões do país. Entretanto, ainda há muitas lacunas em pesquisas científicas sobre as técnicas de criação a serem utilizadas, como a densidade de estocagem de lambaris em criação semi-intensiva em viveiros de terra, sem renovação de água (estático). Na presente proposta de pesquisa serão avaliadas cinco densidades de estocagem (10, 25, 50, 75 e 100 peixes por m2) na criação do lambari da fase de juvenil (2 g) até o tamanho comercial (8 g), em viveiros de terra de 50 m2. O delineamento experimental será em blocos ao acaso com cinco tratamentos (densidades de estocagem) e quatro blocos (ciclos de produção). O período experimental estimado por ciclo é de 60 a 90 dias. Os peixes serão alimentados com ração comercial duas vezes ao dia. Serão realizadas biometrias a cada 15 dias para ajuste da alimentação em 10% da biomassa ao dia. Serão avaliados os seguintes dados de desempenho produtivo: sobrevivência, peixes produzidos por área, peso final, comprimento final, biomassa produzida por área, ganho em peso, ganho em peso diário, coeficiente de variação do comprimento. Quanto ao aproveitamento alimentar serão avaliados a conversão alimentar, eficiência alimentar, taxa de eficiência proteica e energética, taxa de retenção de proteína e de energia. Ainda serão analisadas a composição centesimal (umidade, proteína, lipídios e matéria mineral) do peixe inteiro e do peixe eviscerado sem escama, além do rendimento de carcaça do peixe eviscerado sem escama. Os parâmetros de qualidade da água serão analisados semanalmente: temperatura máxima e mínima, oxigênio dissolvido, transparência, pH, alcalinidade total, amônia, nitrito e nitrato, nitrogênio total e fósforo total. Os resultados serão divulgados em simpósios e congressos científicos, também serão publicados na forma de artigos técnicos e científicos. Com o presente estudo é esperado contribuir para o desenvolvimento sustentável da criação do lambari-do-rabo-amarelo em pisciculturas de pequena escala no Vale do Ribeira e outras regiões do país, por meio da definição da melhor densidade de estocagem do lambari para um bom desempenho produtivo.
  • Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Ferreira Azevedo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estudos de associação genômica em modelos aditivo-dominante com ênfase no melhoramento vegetal
  • O desenvolvimento de métodos eficientes que visam o estudo da associação genômica (Genome Wide Association Studies - GWAS) entre os locos de características quantitativas (Quantitative Trait Loci - QTL) e os valores genéticos, é de extrema importância para os programas de melhoramento vegetal. Ademais, no melhoramento vegetal há uma carência em estudos de associação com inclusão de dominância e a contribuição da dominância para a variação genética das características é essencial em espécies de propagação vegetativa e em populações cruzadas como os híbridos. O estudo de associações é realizado indiretamente entre os marcadores moleculares e os fenótipos, e isto é possível por meio do desequilíbrio de ligação (Linkage Disequilibrium - LD) entre o marcador e os QTLs que controlam a característica de interesse. A principal metodologia estatística usada na GWAS é a análise via marcas únicas, em que os efeitos dos marcadores no fenótipo são estimados via análises individuais e por meio de testes de hipóteses é possível detectar os efeitos com significância estatística. No entanto, este método sofre com a elevada taxa de falsos positivos, o qual consiste em declarar o efeito de um marcador como significativo, quando na verdade este marcador não está em LD com o QTL. Uma metodologia alternativa, denominada mapeamento de herdabilidades regionais (Regional heritability mapping - RHM), visa determinar as regiões do genoma que estão associadas ao fenótipo. A RHM vem mostrando maior poder para a detecção de QTLs verdadeiros e reduzidas taxas de falsos positivos. Além disso, as abordagens bayesianas apresentam a vantagem de estimar os efeitos de marcadores simultaneamente e de evidenciar as diferenças entre as proporções da variação explicada por cada marcador. O método bayesiano BayesA*B* é capaz de efetivamente encolher para zero os QTLs de efeitos-zero e tornar os QTLs responsáveis por proporções maiores da variância genética mais evidentes. No entanto, todas as metodologias citadas acima somente consideram efeitos aditivos nos modelos. Diante disso, o objetivo deste projeto é avaliar a eficiência das metodologias, análise via marcas únicas, RHM e bayesianas em detectar regiões do genoma, que estão localizadas dentro ou próximas a genes associados as características simuladas, sob a presença de efeitos de dominância, além de suas respectivas taxas de falsos positivos e de falsos negativos. Os dezoito cenários simulados constituirão de três níveis de grau médio de dominância, duas arquiteturas genéticas e três níveis de herdabilidade em sentido amplo.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Ferreira Roncari

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • mecanismos centrais facilitatórios e inibitórios da ingestão de água e sódio em ratos com hipertensão renovascular 2 rins 1 clipe
  • A hipertensão afeta 36 milhões de pessoas no Brasil e contribui, direta ou indiretamente, com 50% das mortes devido a doenças cardiovasculares, a principal causa de morte no Brasil. A hipertensão é uma patologia multifatorial que pode ser influenciada por diversas variáveis, como sobrepeso/obesidade, ingestão de sal, ingestão de álcool e sedentarismo. A hipertensão renovascular 2 rins 1 clipe (2R1C) é um modelo experimental de hipertensão mediada pelo sistema renina angiotensina (SRA) e ratos 2R1C apresentam aumento da atividade nervosa simpática e da ingestão de água e solução hipertônica de NaCl. O SRA tem papel importante na regulação cardiovascular e no controle do balanço hidroeletrolítico. A angiotensina II (ANG II), principal peptídeo produzido pela ativação do SRA participa da regulação da pressão arterial e secreção de vasopressina, além de estimular a ingestão de água e/ou NaCl, por suas ações periféricas e centrais. Uma importante área envolvida no controle da ingestão de água e NaCl é o órgão subfornical (OSF). Acredita-se que o OSF seja o principal local de ação central da ANG II circulante, visto que a lesão dessa área abole a sede induzida por ANG II sistêmica. Estudos anteriores também demonstraram que os neurônios do OSF são osmossensíveis. O OSF recebe projeções serotonérgicas oriundas do núcleo dorsal da rafe (NDR). A hipovolemia causada por hemorragia ou injeção subcutânea de polietileno glicol induz aumento da liberação de serotonina (5-HT) no OSF e a administração de 5-HT diretamente no OSF induz sede e resposta pressora, sugerindo que o mecanismo serotonérgico no OSF está envolvido na regulação do balanço hidroeletrolítico e da função cardiovascular. O NDR recebe aferências do núcleo parabraquial lateral (NPBL) e do núcleo do trato solitário (NTS), áreas encefálicas que recebem informações periféricas sobre volemia, osmolaridade plasmática e outros sinais viscerais ou humorais. É possível que a projeção serotonérgica do NDR para o OSF seja importante para regular a ingestão de água em função das informações transmitidas pelos barorreceptores e a interação entre mecanismos angiotensinérgicos e serotonérgicos no OSF seria importante para a regulação do balanço hidroeletrolítico. No entanto, ainda não foi estudada a importância dessa via para o controle da ingestão de água e NaCl em estados crônicos de aumento da pressão arterial como na hipertensão ou em situações de hiperosmolaridade, condições em que a ingestão de água e NaCl está aumentada, mas a resposta mais apropriado para restauração da homeostase seria exatamente o oposto, ou seja, redução da ingestão de NaCl. Paralelamente à atuação dos mecanismos que facilitam a ingestão de água e de NaCl, mecanismos inibitórios atuam limitando a ingestão de água e NaCl. Estudos pioneiros mostraram que a lesão do NPBL aumenta a ingestão de água induzida por injeção central de ANG II, sugerindo um papel inibitório do NPBL sobre o controle da ingestão de água. Injeções de antagonistas da 5-HT e glutamato, assim como agonistas de receptores adrenérgicos alfa2, purinérgicos ou opioidérgicos no NPBL aumentam a ingestão de NaCl em ratos submetidos a protocolos dipsogênicos e/ou natriorexigênicos. Porém, em ratos normotensos em condição de normohidratação, esses mesmos tratamentos não produzem nenhum efeito na ingestão de NaCl. O NPBL parece exercer uma influência inibitória sobre a ingestão de NaCl através de mecanismos tônicos (mecanismos gabaérgicos e opioidérgicos) e mecanismos fásicos (mecanismos serotonérgicos, adrenérgicos, glutamatérgicos e purinérgicos). Além das alterações cardiovasculares, a ingestão de sódio de ratos 2R1C está elevada nas 5 semanas após a indução da hipertensão renovascular, mas ao final da 6ª semana a ingestão diária de NaCl 0,3 M retorna aos níveis observados em ratos normotensos. Apesar disso, os ratos 2R1C permanecem mais responsivos aos efeitos induzidos por protocolos natriorexigênicos, como injeção intracerebroventricular de ANG II e privação hídrica seguida de reidratação parcial. O retorno da ingestão diária de NaCl 0,3 M aos níveis basais na 6ª semana e a maior sensibilidade aos protocolos natriorexigênicos são indicativos de modificação nos mecanismos inibitórios e facilitatórios para a ingestão de NaCl em animais 2R1C. Resultados recentes mostraram que apenas a inativação dos mecanismos inibitórios do NPBL com injeções de moxonidina (agonista adrenérgico alfa2/imidazólico) foi capaz de induzir ingestão de NaCl 0,3 M em ratos 2R1C, enquanto que em animais normotensos essa resposta não é observada. Esse resultado sugere que é possível que um mecanismo inibitório fásico em animais normotensos possa ter sido alterado para um mecanismo inibitório tônico em ratos 2R1C, o que poderia explicar o retorno da ingestão de NaCl aos níveis observados em animais normotensos em fases tardias da hipertensão. Futuros estudos são necessários para testar se outros mecanismos do NPBL também foram modificados e se ocorreu alguma perturbação do padrão normal de regulação da ingestão de NaCl pelo NPBL e pelo mecanismo serotonérgico do NDR, assim como a interação com mecanismos facilitatórios ativados pela ANG II ou hiperosmolaridade plasmática. Essas alterações nesses mecanismos facilitatórios e inibitórios para a ingestão de água e NaCl poderiam explicar o porquê de um animal hipertenso apresentar maior ingestão de NaCl e auxiliar na otimização do tratamento de humanos hipertensos, que são constantemente orientados a reduzir a ingestão de NaCl, mas apresentam uma maior avidez por água e NaCl, provavelmente devido a um funcionamento inadequado dos mecanismos centrais de controle do comportamento ingestivo. Portanto, o objetivo do estudo é investigar se ocorre alteração na interação entre os mecanismos inibitórios do NPBL e os mecanismos facilitatórios ativadas por 5-HT, ANG II ou hiperosmolaridade em ratos com hipertensão renovascular.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Fonseca Lopes Brandao

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • análise de proteômica e produção de antígeno recombinante (rp55) para o vírus da anemia infecciosa equina.
  • Vide projeto anexo
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Camila Helena Aguiar Bôtto de Menezes

Ciências da Saúde

Medicina
  • transmissão do vírus zika pelo aleitamento materno em manaus-am
  • A infecção pelo vírus Zika durante a gravidez está associada a alterações no sistema nervoso central e microcefalia em neonatos, definida como síndrome congênita associada ao vírus Zika. Outras formas de infecção na criança como a infecção perinatal ou pelo leite materno necessitam ser investigadas. A infecção por vírus Zika em neonatos e crianças na primeira infância vem sendo possivelmente subestimada. As lacunas no conhecimento relacionadas aos desfechos decorrentes da infecção por vírus Zika na gestação, feto, recém-nascido e criança ainda necessitam ser preenchidas e os estudos de coorte permitem uma avaliação adequada a estas questões. O estudo proposto tem como objetivo avaliar a transmissão do vírus Zika pelo aleitamento materno em crianças atendidas na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) em Manaus, Amazonas. O estudo será desenhado como de coorte prospectivo. As crianças expostas durante a gestação serão atendidas na FMT-HVD por equipe multidisciplinar, independente do diagnóstico de infecção congênita ou síndrome congênita associada ao vírus Zika. A infecção por vírus Zika será avaliada por meio da detecção viral utilizando técnica da reação em cadeia da polimerase com transcrição reversa em tempo real (RT-qPCR).
  • Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Indiani de Oliveira

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • biocurativos à base de dietilditiocarbamato (detc) para o tratamento tópico da leishmaniose cutânea causada por leishmania braziliensis
  • A droga de primeira escolha para o tratamento das leishmanioses, é o antimonial pentavalente (Sb+5), sendo que no Brasil é utilizado o antimoniato de meglumina (Glucantime). No entanto, o tratamento com o Sb+5está associado a uma toxicidade significativa e, além disso, há um crescente registro de casos de resistência à droga. Resultados do nosso grupo mostraram a eficácia do DETC, um inibidor de SOD1 na eliminação de Leishmania braziliensis tanto em macrófagos humanos, quanto em camundongos experimentalmente infectados. O DETC não foi tóxico para macrófagos em concentrações capazes de induzir atividade leishmanicida e a análise das células infectadas por L. braziliensis e tratadas com DETC mostrou uma destruição seletiva dos amastigotas no interior do macrófago. Nossa hipótese é que um biocurativo à base de celulose bacteriana (CB), CB-DETC, aplicado de forma tópica na lesão de pacientes com leishmaniose cutânea (LC) agirá de forma aditiva ao tratamento com drogas de primeira escolha, contribuindo para acelerar a cura da LC. A CB é um nanomaterial produzido por bactérias gram negativas apresenta propriedades químicas e estruturais relevantes para a aplicação prática como alta pureza, elevado grau de polimerização e elevada estabilidade mecânica. Os biocurativos à base de CB são biocompatíves, não tóxicos e favorecem a cicatrização. Diante do potencial leishmanicida do DETC e das características da CB, esta proposta tem como objetivo a avaliação da eficácia terapêutica e da segurança de biocurativos à base de CB-DETC para o tratamento humano da LC causada por Leishmania braziliensis em uma área endêmica na Bahia. O desenvolvimento de uma formulação tópica para o tratamento da LC trará maior conforto ao paciente e poderá permitir reduzir os níveis de interrupções de tratamento e o crescente registro de resistência às drogas existentes também pressiona a identificação de novos fármacos. Essa proposta pretende então gerar resultados a respeito de uma formulação que responde a essas duas demandas, atendendo aos requisites do edital de relevância, potencial de inovação, desenvolvimento científico e tecnológico.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 15/01/2019-31/05/2021
Foto de perfil

Camila Indiani de Oliveira

Ciências Biológicas

Imunologia
  • identificação de biomarcadores de desfecho clínico em pacientes com leishmaniose após tratamento com o biocurativo bc-detc
  • Para o tratamento das leishmanioses, a droga de primeira escolha é o antimonial pentavalente (Sb+5) e, no Brasil, é utilizado o antimoniato de meglumina (Glucantime®). No entanto, o tratamento com o Sb+5está associado a uma toxicidade significativa, e há um crescente registro de casos de resistência à droga. Essas limitações pressionam para a identificação de novos fármacos, assim como novos métodos de aplicação, especialmente formulações tópicas para a leishmaniose tegumentar, uma doença crônica de grande importância para o estado da Bahia. Nesse sentido, desenvolvemos um biocurativo à base de celulose bacteriana (CB) impregnado com um inibidor de superóxido dismutase (SOD1), o DETC (Dietilditicarbamato) (CB-DETC). Os biocurativos mostraram ótimo desempenho em modelo pré-clínico de leishmaniose tegumentar (LT), causada por L. braziliensis, reduzindo a carga parasitária, a resposta inflamatória in situ e controlando o desenvolvimento da lesão. A partir desses resultados promissores, avançamos para a execução de um ensaio clínico Fase I, de prova de conceito, em uma área endêmica para LT, na Bahia. O ensaio clínico teve como objetivo avaliar a eficácia terapêutica e a segurança da associação entre o antimonial pentavalente (Glucantime®) e o biocurativo CB-DETC. Resultados preliminares decorrentes deste ensaio indicam que houve 80% de cura nos pacientes tratados com o biocurativo comparado a 60% observado nos pacientes tratados com o antimonial pentavalente, somente. A partir destes resultados preliminares e das amostras já coletadas, pretendemos realizar dosagens de marcadores imunes de maneira multiparamétrica. Subsequentemente e diante de todos os dados clínicos, bioquímicos e imunes, pretendemos empregar métodos analíticos multivariados para identificar biomarcadores de desfecho clínico (cura) em pacientes submetidos ao tratamento com o biocurativo CB-DETC. Acreditamos que este tipo de abordagem nos permitirá avançar no conhecimento acerca dos parâmetros biológicos associados com a maior cura clínica observada em pacientes de LT tratados com uma formulação tópica de CB+DETC, em associação ao tratamento convencional.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Lopes Veronez

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • caracterização funcional das variantes p.a8v, p.q370h e p.r384q presentes no gene da angiopoietina 1 – angpt1
  • O angioedema hereditário (AEH) é caracterizado por repentinos episódios de edemas que causam dor, desconforto e conforme sua localização pode causar a desfiguração do indivíduo. Os edemas acometem principalmente extremidades superiores e inferiores (mãos e pés), trato gastrintestinal, genitálias e face. Se não tratado, pode levar ao óbito devido ao edema de glote. O AEH é um transtorno autossômico dominante resultante de algumas mutações no gene do inibidor C1 esterase, SERPING1, ou resultante de mutações específicas no gene que codifica o fator XII, levando a uma superprodução de bradicinina. Mutações deletérias no gene SERPING1 são responsáveis pelo AEH dos tipos 1 e 2, e diversas alterações neste gene já foram comprovadas por serem responsáveis pelo fenótipo apresentado pelos pacientes acometidos por esta patologia. Entretanto, uma outra variante dessa doença possui causa genética desconhecida, o AEH-U. Recentemente, Bafunno et al (2017) identificaram uma nova mutação (p.A119S) no gene da angiopoietina 1 (ANGPT1) em uma família italiana, e concomitante com este fato, nosso grupo, investigando este gene, encontrou três variantes que através de análises in silico foram descritas como “disease-causing”. Desta forma, este trabalho tem como objetivo analisar in vitro as mutações p.A8V, p.Q370H e p.R384Q para esclarecer se a presença destas se relaciona com o AEH, através de seu impacto na função/estrutura da angiopoietina 1 e a sua influência na permeabilidade celular. O gene ANGPT1 contendo as mutações alvo será clonado e expresso em células eucarióticas. As proteínas contendo a mutação serão avaliadas quanto à estrutura pela análise de multimerização de suas subunidades e por ensaios funcionais de permeabilidade. Os resultados deste projeto devem gerar informações importantes sobre o papel dessas mutações na clínica dos pacientes portadores de AEH-U e nortear o aconselhamento genético e tratamento da doença.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Marchetti Maroneze

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • sistemas híbridos grafeno-nanoestruturas metálicas: aplicação em processos eletroquímicos de conversão de energia utilizando fontes renováveis
  • O presente projeto propõe a síntese e aplicação de sistemas híbridos do tipo grafeno-nanoestruturas metálicas com aplicações em processos eletroquímico de conversão de energia utilizando fontes renováveis. A temática escolhida para esta proposta de trabalho está fundamentada principalmente nas exigências atuais de processos mais sustentáveis de conversão e armazenamento de energia que acompanhem a grande demanda de uma sociedade em crescente desenvolvimento. A projeção de novas plataformas nanoestruturadas que se utilizam de nanomateriais de carbono (grafeno e derivados) para tais funções ocupam uma posição de destaque, especialmente devido ao grande impacto que estes sistemas podem apresentar na fabricação de baterias, células combustíveis e supercapacitores aplicados, por exemplo, no desenvolvimento de dispositivos eletrônicos portáteis (celulares e computadores) e veículos híbridos elétricos. De maneira mais específica, o trabalho envolverá a modificação química da estrutura/superfície de óxido de grafeno com organosilanos catiônicos que devem atuar tanto no processo de preparação de nanopartículas metálicas suportadas assim como elemento funcional nos dispositivos a serem desenvolvidos, visto que possuem propriedades adequadas a aplicações eletroquímicas. Os materiais desenvolvidos serão estudados e aplicados prioritariamente em processos eletrocatalíticos de evolução de hidrogênio e oxigênio, que são as reações mais importantes nos dispositivos das aplicações citadas. A habilidade de manipular e controlar a matéria em dimensões extremamente reduzidas assim como o potencial apresentado pelos sistemas desenvolvidos na concepção de novas tecnologias no setor de energia será devidamente explorado, e constituem certamente um objeto de grande interesse não apenas científico, mas também industrial e tecnológico.
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Camila Maria de Melo

Ciências da Saúde

Nutrição
  • estudo das relações entre qualidade de sono, estado nutricional e condições de saúde nos diferentes ciclos da vida
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Camila Medeiros da Silva Mazzeti

Ciências da Saúde

Nutrição
  • rede eco-ab – rede de enfrentamento e controle da obesidade no âmbito da atenção básica no estado do mato grosso do sul
  • A obesidade é um dos grandes desafios da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), visto que sua prevalência tem crescido de maneira importante. A Atenção Básica e a porta de entrada no sistema de saúde e, por estar mais próxima a comunidade, é local privilegiado de atuação na promoção da saúde e no enfrentamento do excesso de peso. Assim, a estratégia de saúde da família e de agentes comunitários de saúde colaboram para reorganizar e fortalecer a atenção básica. Neste contexto, o presente trabalho tem como proposta desenvolver uma Rede de Enfrentamento e Controle da Obesidade de educação continuada e de pesquisa para vigilância e monitoramento no território da Atenção Básica integrando as 11 microrregiões de saúde do estado do Mato Grosso do Sul. Por meio desta pesquisa espera-se criar uma plataforma digital interativa para apoio na formação, qualificação, acompanhamento e socialização das ações desenvolvidas pelas equipes de saúde, visando a atenção à saúde no controle da obesidade.Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 30/11/2018-31/03/2021
Foto de perfil

Camila Nicola Boeri Di Domênico

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • promovendo a inserção de jovens mulheres nas ciências exatas e engenharias
  • No passado, as mulheres foram excluídas da ciência, recebendo como atribuições apenas tarefas domésticas. Estes costumes permaneceram até o século 19 e, em muitos países, as mulheres ainda eram proibidas de frequentar uma universidade. Mesmo estando em 2018, as ciências exatas e as engenharias são vistas como áreas predominantemente masculinas. De acordo com uma pesquisa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 2012, somente 14% das brasileiras que ingressam pela primeira vez na Educação Superior escolheram cursos relacionados à ciência, incluindo engenharia, indústria e construção. Mesmo assim, conforme aponta o estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), entre 2003 e 2013, a participação das mulheres passou de 24 mil para 57 mil vagas de trabalho ocupadas em engenharia, equivalente a um aumento de 132%. Para Henriques (2018), as meninas apresentam um bom aprendizado em matemática ao longo do Fundamental I e II, mas no Ensino Médio esse rendimento diminui. Esse declínio na aprendizagem ao longo do ciclo de aprendizagem é, em grande parte, resultado do processo de socialização – na família e na escola. Os padrões de discriminação e estigmas da sociedade se refletem no interior da escola. No entanto, a escola precisa acolher as desigualdades e promover a equidade, atuando em favor das jovens e ampliando suas possibilidades de escolhas. Dessa forma, pretende-se fomentar e incentivar a participação das meninas nas ciências exatas e engenharias, por meio do desenvolvimento de diferentes atividades em escolas do ensino médio do município de Francisco Beltrão, Paraná. Neste sentido, o foco do presente projeto será a realização de atividades de iniciação à pesquisa bem como um programa de aulas complementares e diferentes atividades nas escolas participantes, de maneira a despertar nas meninas o interesse pela área de exatas. Para tanto, é proposta a construção e a experimentação de diferentes modelos de estufas sustentáveis de secagem solar para desidratação de frutas. Adicionalmente, pretende-se modelar matematicamente o processo de secagem solar para os diferentes produtos avaliados. Os secadores solares serão construídos com material de baixo custo e com a participação de todos os integrantes do projeto, em cada escola participante.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2020
Foto de perfil

Camila Pegoraro

Ciências Agrárias

Agronomia
  • pré-melhoramento dirigido à biofortificação com ferro em arroz
  • O ferro (Fe) é um mineral abundante na natureza e se encontra na forma solúvel [Fe(II)] ou insolúvel [Fe(III)] para absorção das plantas. O desenvolvimento normal dos vegetais pode ser afetado pela deficiência ou excesso desse elemento, resultando em perda de produtividade. Danos fisiológicos ocasionados pelo excesso de Fe são comuns em arroz irrigado cultivado nas regiões da África, Ásia e América do Sul. No entanto, apesar do Fe estar presente no solo em níveis tóxicos para a planta, é pouco acumulado no grão. Com isso, o arroz contribui muito pouco para suprir a necessidade de Fe na dieta humana, conhecida por ser deficiente nesse mineral em praticamente todo o planeta, tendo, como consequência a ocorrência de anemia por deficiência de Fe (IDA). A biofortificação, via melhoramento genético, é uma estratégia para solucionar o problema da IDA, assim como de outros minerais e/ou compostos com propriedades funcionais putativas. O arroz é uma espécie interessante para biofortificação pois é um alimento básico em países em desenvolvimento, onde a IDA é um problema real e que atinge a população de modo geral. Dessa forma, esta proposta tem como objetivo gerar conhecimento científico e avanços tecnológicos para subsidiar o desenvolvimento de genótipos com maior capacidade de acumular Fe no grão em arroz.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Camila Peres Buzalaf

Outra

Ciências Ambientais
  • efeito da exposição ao metilmercúrio e dioxina nos perfis obeso e diabético de camundongos 5-lo knockout: mecanismos moleculares envolvidos
  • As dioxinas e o metilmercúrio (MeHg), poluentes tóxicos persistentes no ambiente, são extensivamente associados a diversos agravos a saúde humana. Dentre vários efeitos tóxicos, vários trabalhos demonstram uma associação entre a exposição por esses elementos e o desenvolvimento da síndrome metabólica, conjunto de doenças associadas à obesidade como o diabetes tipo 2. A diminuição da sensibilidade à insulina é uma característica dessa doença e decorre dentre outros fatores, da presença de mediadores e células inflamatórias nos tecidos adiposo e hepático principalmente. Dentre os diferentes mediadores inflamatórios, destacam-se os leucotrienos (LTs), substâncias produzidas a partir da enzima 5-lipoxigenase (5-LO). Foi demonstrado que a presença de LTs aumenta a inflamação e diminui a sensibilidade à insulina. No entanto, pouco se sabe sobre a contribuição dos LTs na determinação de parâmetros de obesidade e do diabetes em camundongos expostos aos contaminantes ambientais. Assim, o objetivo desse trabalho é avaliar o efeito da exposição in vivo do MeHg associado ou não ao 2,3,7,8-tetraclorodibenzo-p-dioxina (TCDD) na deposição de lipídeos e na morfologia do fígado e na sensibilidade à insulina em camundongos produtores ou não de LTs. Para tanto, camundongos selvagem (129- WT) e depletados da enzima 5-LO (5-LO KO) receberão dieta hipercalórica, MeHg e/ou TCDD concomitantemente por 30 dias. Após o período experimental, serão realizadas a análise histológica do fígado e as quantificações de triglicérides e colesterol no fígado e plasma bem como a determinação na insulinemia para o cálculo do índice HOMA-IR. Além disso, os mecanismos moleculares envolvidos na toxicidade por essas substâncias serão avaliados pela análise proteômica do fígado nas diferentes condições experimentais. Assim, pretende-se identificar e validar as proteínas que possam ser alvos da toxicidade provocada por esses contaminantes encontrados no ambiente, os quais a população humana está exposta. Além disso, espera-se identificar a importância dos LTs em mediar o efeito tóxico do MeHg e/ou TCDD no metabolismo lipídico.
  • Universidade do Sagrado Coração - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Camila Rolim Laricchia

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • desenvolvimento participativo de um sistema de irrigação eólica para a comunidade machadinha e de uma casa de farinha adequada ao assentamento osvaldo de oliveira
  • O projeto abrange dois territórios: um é a Comunidade Machadinha no município de Quissamã/RJ e o outro é o Assentamento Osvaldo de Oliveira no distrito Córrego do Ouro de Macaé/RJ. A escolha desses dois territórios se deu pelo histórico de atividades já desenvolvido pela equipe executora do projeto ligada à Universidade Federal do Rio de Janeiro campus Macaé (UFRJ/Macaé). A Comunidade Machadinha, reconhecida como remanescente de quilombo, em 2006, pela Fundação Palmares, é composta de cinco grupamentos: Fazenda Machadinha, Sítio Boa Vista, Sitio Santa Luzia, Mutum e Bacurau. Ao todo são aproximadamente 300 famílias e um total de 983 habitantes. Nesse território, o objetivo do projeto é desenvolver um sistema de irrigação eólica, pois os habitantes possuem uma produção diversificada com necessidade de irrigação. O assentamento Osvaldo de Oliveira é um Projeto de Desenvolvimento Sustentável do INCRA e possui 63 famílias cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. As tecnologias sociais que serão desenvolvidas nesse território, por meio deste projeto, é um sistema de gestão da produção e uma casa de farinha, composta por uma máquina de triturar mandioca, uma prensa e um forno. Para o trabalho agrícola, os assentados não possuem nenhum maquinário, apesar de ter uma produção diversificada. O sistema de gestão da produção do assentamento irá ajudar no planejamento dos diversos produtos do assentamento. A casa de farinha será uma tecnologia importante para beneficiamento do aipim, aumentando a renda para as famílias e facilitando o transporte do produto, pois eles não possuem transporte e as estradas são de difícil acesso. Este trabalho é fruto de um projeto de extensão universitária, denominado “Construindo soluções”, que desencadeou em uma disciplina (em curso) com uso de metodologia ativa de aprendizagem por projetos. Assim, tanto o projeto da irrigação solar, como da casa de farinha e do sistema de gestão já estão em andamento, necessitando de recursos financeiros para começar a fabricação. Para o desenvolvimento das tecnologias sociais citadas dispomos de uma equipe multidisciplinar, composta por professores e alunos dos cursos de nutrição e engenharia de produção, civil e mecânica da UFRJ/Macaé. É importante ressaltar que a escolha da tecnologia se deu pelas comunidades envolvidas. Além disso, a equipe possui experiência em metodologias participativas nas execuções de projetos de extensão universitária, em que a comunidade se envolve e participa das decisões e desenvolvimento das atividades.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/12/2018-30/11/2020
Foto de perfil

Camila Sampaio Mangolim

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • antocianinas obtidas a partir de uvas tintas da cultivar vitis lambrusca: extração, microencapsulação, estabilidade e aplicação em alimentos
  • Antocianinas são pigmentos flavonoides responsáveis por grande parte das cores em vegetais, com tonalidades que variam entre o vermelho e o azul. As antocianinas são compostos solúveis em água que têm apresentado interesse científico e industrial não só pelo seu potencial como corante alimentício natural, mas também pelas suas propriedades farmacêuticas, devido ao seu caráter antioxidante. Entretanto, mesmo sendo a utilização de corantes naturais em alimentos uma tendência atual, seus usos têm exigido estudos que permitam suas aplicações, pois os mesmos apresentam algumas limitações de aplicação devido a problemas de estabilidade. Sendo assim, o presente projeto tem como preocupação a obtenção de corantes naturais de elevada estabilidade a partir de uvas da cultivar Vitis lambrusca, com potencial de aplicação em alimentos. Para tanto, a proposta baseia-se na extração de antocianinas das uvas, que são frutas ricas nesses compostos, na caracterização físico-química desses extratos (incluindo teor de compostos fenólicos), na microencapsulação desses extratos ricos em antocianinas, utilizando maltodextrina como encapsulante e na aplicação desses extratos em iogurte. Serão avaliadas a estabilidade dos extratos e microcápsulas em relação aos fatores ambientais: aquecimento, luz e armazenamento. Ainda, as microcápsulas serão caracterizadas e os iogurtes serão avaliados quanto a cor e ao teor de antocianinas durante o seu armazenamento. Vale ressaltar que a preferência dos consumidores por aditivos de origem natural incentiva a indústria alimentícia a investir em pesquisas e no desenvolvimento de produtos que utilizem os corantes naturais em substituição aos sintéticos.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022