Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Bruna de Paula Fonseca e Fonseca

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • redes de cuidado: dinâmica do deslocamento de pacientes para o tratamento do câncer como evidência para o planejamento e gestão no sus
  • O aumento progressivo da incidência e mortalidade por câncer, associados a transição demográfica, exposições ambientais, urbanização e desenvolvimento socioeconômico, tornaram a doença um grande desafio para o Sistema Único de Saúde (SUS). A demanda por serviços de maior complexidade e atendimento multidisciplinar, com garantia do acesso pleno e equilibrado da população ao diagnóstico e tratamento oportunos, refletiu-se em um crescimento de 53,8% nas despesas governamentais com oncologia de 2010 a 2016, que atingiram um patamar de R$ 3,8 bilhões em 2016. Os procedimentos de quimioterapia e radioterapia realizados no SUS cresceram 38% e 27%, respectivamente, de 2010 a 2015, e as cirurgias oncológicas cresceram 20%. Com estimados 600 mil casos novos de câncer no Brasil no ano de 2018 e diante do crescente impacto sobre os serviços especializados, é incontestável a necessidade de se mapear a acessibilidade dos pacientes a esses serviços para gerar evidências que auxiliem o planejamento e a gestão do sistema de saúde. A primeira política nacional referente à atenção oncológica, publicada em 2005, já destacava a “necessidade de se estruturar uma rede de serviços regionalizada e hierarquizada que garanta atenção integral à população”. Em 2013, uma nova política nacional estabeleceu como diretrizes para o tratamento de pacientes com câncer, o oferecimento de tratamento oportuno de forma mais próxima possível ao seu domicílio. A conformação das redes de atenção à saúde, incluindo uma rede voltada para o atendimento a pessoas com doenças crônicas, também faz parte de um conjunto de propostas para superar a fragmentação da atenção, apesar de ser considerada ainda um projeto em curso. Avanços foram identificados nesse processo, mas há evidências de que os percursos dos usuários não respeitam as pactuações e normatizações estabelecidas no planejamento das ações e serviços de saúde. Uma vez que a oferta de serviços também está influenciada por assimetrias nas relações de poder, pela concentração de recursos e tecnologias em regiões de saúde e pela presença público-privada, é importante avaliar em que medida essa acessibilidade aos serviços especializados evoluiu ao longo do tempo. A acessibilidade, no contexto da saúde pública, é um dos componentes do acesso, e expressa o grau de ajuste entre as necessidades dos usuários e a oferta de serviços. Ao relacionar a localização da oferta e a localização dos usuários, considerados o tempo, a distância e os custos envolvidos no deslocamento, pode-se avaliar em que medida o uso de um serviço de saúde é afetado pela distância a que está localizado, mesmo que ele seja gratuito. Nesse cenário, a metodologia de análise de redes sociais (ARS) tem sido utilizada para mapear o itinerário terapêutico de pacientes e avaliar sua acessibilidade aos serviços de saúde, sejam eles voltados para atenção hospitalar ou para linhas de cuidado específicas. A ARS também tem sido utilizada como ferramenta para gestão em saúde, seja para mapear temas de interesse em saúde pública, estudar padrões de colaboração ou avaliar programas de pesquisa. Entretanto, estudos científicos que abordam a acessibilidade de pacientes ao tratamento são escassos. O único estudo que examinou a acessibilidade ao tratamento de câncer utilizando a ARS utilizou dados de 2005 e revelou que a mediana de deslocamento até o local de atendimento foi de 94-108 km e que há vazios sanitários, sobretudo no norte do país. Este projeto tem como objetivo analisar a dinâmica do deslocamento de pacientes com câncer para realização de tratamento no SUS, aplicando a ARS como uma nova ferramenta estratégica para a gestão de serviços de saúde. Duas lacunas de conhecimento serão abordadas: i) a evolução da acessibilidade ao tratamento de pacientes com câncer atendidos pelo SUS nos últimos dez anos; e ii) a adequação da ARS como ferramenta para gestão de serviços de saúde. Serão utilizados dados do Departamento de Informática do SUS (DATASUS) para a construção de três tipos de redes de deslocamento de pacientes de acordo com diferentes demandas de serviços de saúde: realização de cirurgias e procedimentos de quimioterapia e de radioterapia, em todo país. A acessibilidade aos procedimentos será analisada levando em conta as distâncias percorridas na busca pela assistência e os volumes envolvidos nestes deslocamentos, segundo o município de residência e de tratamento dos pacientes, em uma série histórica dos últimos dez anos. Ao incorporar ferramentas de inteligência estratégica para subsidiar processos de gestão em saúde, o projeto abre uma perspectiva analítica para a geração de conhecimento sobre acessibilidade ao SUS em resposta às necessidades de saúde da população. A análise histórica dessas redes permitirá conhecer a dinâmica do processo de oferta-demanda dos serviços e identificar lacunas em sua distribuição geográfica, além ter o potencial de fornecer subsídios para compreender os fatores que interferem na implementação de redes integradas de atenção à saúde no contexto da regionalização do SUS.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruna Leal Lima Maciel

Ciências da Saúde

Nutrição
  • sobrepeso e obesidade em diferentes ciclos de vida: associações com o consumo alimentar, micronutrientes, barreira funcional gastrintestinal e fatores determinantes para doenças cardiovasculares em natal, rn, brasil
  • O sobrepeso e obesidade tem se elevado consideravelmente no Brasil. Poucos estudos buscaram observar as interações entre o excesso de peso e a presença de deficiência de micronutrientes, condicionada pelo padrão de consumo de alimentos processados e ultraprocessados, a barreira funcional gastrointestinal e fatores determinantes para doenças cardiovasculares. Este estudo tem como objetivo determinar as associações entre o excesso de peso com o consumo alimentar, micronutrientes, barreira funcional gastrointestinal e os fatores determinantes para doenças cardiovasculares em diferentes ciclos de vida da população de Natal, RN. Será realizado estudo transversal, de base populacional em crianças em idade pré-escolar (n=220), adultos (n=220) e idosos (n=220) de Natal, RN. Serão realizadas medidas antropométricas e de consumo alimentar e dietético, visando também determinar o padrão de consumo de alimentos processados e ultraprocessados. Dosagens de vitaminas A e E séricas, teste de lactulose:manitol e dosagem de marcadores bioquímicos e inflamatório (proteína C-reativa) serão realizadas. Os resultados devem ampliar os conhecimentos sobre as associações entre o excesso de peso, o consumo alimentar, especialmente de alimentos processados/ultraprocessados, estado de micronutrientes (vitaminas A e E), da barreira funcional gastrointestinal e os fatores determinantes para doenças cardiovasculares. Esse conhecimento será gerado na perspectiva de contribuir efetivamente para o planejamento de estratégias nas linhas de cuidado do sobrepeso e obesidade, em especial na Atenção Básica, contribuindo para a articulação da pesquisa-serviço de saúde estadual e municipal. Além disso, o projeto visa desenvolver e fortalecer parcerias interinstitucionais nacionais e internacionais, promovendo a formação de recursos humanos qualificados no âmbito da pós-graduação no Nordeste.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruna Romana de Souza

Ciências Biológicas

Morfologia
  • efeito do óleo de oliva no reparo de úlceras de pressão em camundogos
  • A integridade da pele é essencial para o funcionamento do organismo. Quando a pele é lesionada o processo de reparo tecidual é acionado para recompô-la. Entretanto diversos fatores podem atuar sobre este processo, retardando ou acelerando. A investigação das alterações patofisiológicas da pele é dependente de modelos biológicos. As úlceras de pressão são mimetizadas em roedores através da compressão de uma dobra de pele entre um par de magnetos. Este modelo mimetiza os eventos chave da destruição tecidual nestas úlceras que são o aumento da produção de espécies reativas de oxigênio e resposta inflamatória. Assim, nós propomos que a administração de substâncias anti-inflamatórias e antioxidantes, como o óleo de oliva, podem reduzir a resposta inflamatória e o dano oxidativo no modelo animal de úlcera de pressão. Assim, o objetivo desta proposta é investigar o efeito da administração oral do óleo de oliva no reparo de úlceras de pressão em camundongos. Análises histológicas, bioquímicas e moleculares permitirão a investigação dos efeitos do óleo de oliva no reparo de lesões crônicas e a proposição de mecanismos de ação. O desenvolvimento deste projeto permitirá a formação de alunos em diversos níveis e deverá produzir um artigo científico a ser publicado em revista internacional indexada, além de contribuir para o desenvolvimento de novas terapias.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Brunno Santos de Freitas Silva

Ciências da Saúde

Odontologia
  • caracterização das células-tronco da papila apical em lesões periapicais agudas.
  • Recentemente, um estudo conduzido pelo nosso grupo demonstrou que lesões periapicais agudas apresentam uma quantidade maior de células com característica de células-tronco pluripotentes, o que poderia indicar uma plasticidade maior das células presentes nessas lesões, e possivelmente ter efeito no epitélio odontogênico remanescente, dando respaldo a “teoria do abscesso” para a formação de cistos periapicais. As células-tronco mesenquimais da papila apical vêm demonstrando um grande potencial de proliferação e diferenciação, além de alta mobilidade. Após o processo de formação da raiz, é plausível postular que as células-tronco mesenquimais da papila apical possam permanecer na região periapical, e mesmo sob estímulo inflamatório, possam manter a sua viabilidade e capacidade proliferativa. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é caracterizar as células-tronco da papila apical presentes em lesões periapicais agudas em dentes com rizogênese completa. Trata-se de um estudo transversal analítico que terá amostras parafinadas de lesões periapicais (n=60). Estas lesões serão divididas em 3 subgrupos: abscessos periapicais (n=40), granulomas periapicais (n=40) e cistos periapicais (n=40). Adicionalmente, serão selecionados 20 blocos de papila apical colhidos de terceiros molares com rizogênese incompleta, que terão o papel de controle positivo. Após a confirmação do diagnóstico dos casos selecionados, por meio da obtenção e análise de cortes histológicos corados pelo método de hematoxilina e eosina, será avaliada a relação da inflamação com a presença de células com características de células-tronco. Com a finalidade de se investigar a presença de células-tronco com características da papila apical será avaliada a expressão imuno-histoquímica, pela técnica da estreptavidina-biotina, dos marcadores CD105, CD146, CD73 e CD45 (negativo). As imagens histológicas serão digitalizadas com o auxílio de um fotomicroscópio com câmera acoplada, analisadas utilizando-se o programa computacional de acesso livre ImageJ. A avaliação da expressão imuno-histoquímica será efetuada utilizando-se um sistema modificado de graduação da marcação baseado no método descrito por Pitynski et al. (2015), levando em consideração 4 categorias que estimam a intensidade da marcação e 6 categorias que estimam a proporção de células positivas. Os testes Kolgomorov-Smirnov e Shapiro-Wilk serão utilizados para avaliação da distribuição dos dados. O teste de análise de variância ANOVA será utilizado para comparação nas expressões imuno-histoquímicas das proteínas CD105, CD146, CD73 e CD45 nos abscessos periapicais, granulomas periapicais e cistos periapicais, para distribuição normal. O teste Kruskal-Wallis será usado para análise comparativa caso a distribuição seja não normal. Possíveis correlações entre o tipo de lesão, grau de inflamação, o tipo celular predominante na resposta inflamatória e a expressão dos marcadores de células tronco serão verificadas pelo teste de correlação de Spearman. Serão considerados estatisticamente significantes resultados com valor de P<0.05. Espera-se com este estudo contribuir para compreensão do processo de desenvolvimento dos cistos periapicais e a sua relação com a inflamação aguda periapical, subsidiando a “teoria do abscesso”.
  • Centro Universitário de Anápolis - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Alessandro Silva Guedes de Lima

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • estudo atrito e resistência a corrosão de revestimentos quasicristalinos a base de alumínio aspergidas pela técnica de aspersão técnica em mancais de deslizamentos de bronze e aço.
  • A importância econômica da tribologia e do estudo de resistência a corrosão sempre foi e fica cada vez mais importante no dia a dia da indústria. Por exemplo, para extrusoras, pás de turbinas ou frigideiras, o baixo atrito e a resistência à corrosão são de extrema importância. Podemos também citar também, o aumento da dureza de materiais com superfícies muito dúcteis e com pouca resistência ao desgaste, diminuir o atrito em superfícies que precisem entrar em contato com outras superfícies como rolamentos, para proteger superfícies de problemas de oxidação e reduzir problemas de superaquecimentos destas superfícies [1-4]. Temos alguns outros exemplos como o revestimento quasicristalino Al71Co13Cr8Fe8 que pode ser depositados pelo método gás-thermal em pistões e anéis de vedação [5]. Um revestimento quasicristalino depositado sobre um êmbolo de um motor de combustão interna serve de barreira para a temperatura reduzindo o aquecimento dos pistões. Acredita-se que à aplicação destes revestimentos quasicristalinos tornará possível diminuir a temperatura do pistão do motor e consequentemente o consumo de combustível [6]. Nesse sentido, os quasicristais despertam muito interesses em virtudes das suas propriedades físicas que podem torná-los úteis como material de revestimento. Para citar algumas dessas propriedades temos a elevada dureza e módulos de elasticidade, baixo coeficiente de atrito, resistência ao desgaste e corrosão [7-12]. O fato de serem extremamente frágeis, facilita o uso dos quasicristais em forma de pó e consequentemente como revestimentos. Os quasicristais a base de Alumínio, atualmente são um dos mais estudados, têm uma elevada resistência a corrosão em meio aquoso e uma condutividade térmica baixa. [13]. Vários estudos de revestimentos qusicristalinos, mais especificamente as ligas de AlCuFe, demonstraram que elas têm um baixo coeficiente de atrito chegando a μ = 0,05, sob certas condições de contatos de deslizamento entre duas camadas sólidas [14-16] tornando os quasicristais um candidato ideal para aplicações que requerem conatos deslizantes. Os Quasicristais (QC) são uma forma única de matéria que exibem ordem de longo alcance sem periodicidade e simetria rotacionais não cristalográficas (ou seja, simetrias de ordem cinco, oito, dez e doze) [17-18]. Os materiais quasicristalinos apresentam excelentes propriedades mecânicas e superficiais, tais como: elevada dureza, baixa energia superficial, baixo coeficiente de atrito, boa resistência à oxidação e corrosão, ainda baixas condutividades elétrica e térmica. Apesar de terem notáveis propriedades superficiais, já citadas, como já foi dito, a aplicação destes materiais é limitada pela sua elevada fragilidade e baixa capacidade de deformação à temperatura ambiente. Estas desvantagens podem ser superadas por meio do uso dos quasicristais na forma de materiais compósitos ou multifásicos e como revestimentos superficiais [20-21]. Neste contexto, este trabalho está direcionado aos estudos das propriedades de atrito, corrosão, aderência e desgaste em revestimentos quasicristalinos com diferentes espessuras, aspergidos em placas de Bronze e aço de baixo carbono e em mancais de deslizamento, a fim de se estudas as melhorias trazidas pelos revestimentos quasicristalinos na superfícies aspergidas. Os revestimentos serão aplicados por aspersão técnica de HVOF. Serão quasicristalinos serão AlCuFeB e AlCuFeCr, de forma a se estudar a influência da espessura da camada quasicristalina nas propriedades dos revestimentos e também a diferença entre as duas ligas citadas. Esta pesquisa é de grande interesse para diversos setores industriais, tais como indústrias aeroespacial e automotiva, a exploração de petróleo e especificamente, serão estudadas as melhorias em termos de atrito, desgaste e resistência a corrosão dos revestimentos quasicristalinos aspergidos na superfície de mancais de deslizamento.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Alexandre Pacheco de Castro Henriques

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de enxerto de biovidro para defeitos ósseos
  • O tratamento de grandes defeitos ósseos, principalmente aqueles com lesão elevada de tecidos moles, ainda é desafiador. Atualmente, a técnica desenvolvida por Masquelet tem apresentado bons resultados. Esta técnica consiste em implantar um espaçador de cimento polimetilmetacrilato (PMMA) dentro de área de defeito para desencadear a formação de uma membrana reativa com propriedades de cura óssea. Após 6-8 semanas, os espaçadores são removidos, seguidos pelo enchimento do enxerto ósseo. O enxerto estimula a diferenciação das células presentes na membrana em osteoblastos e permite o crescimento ósseo. O uso de enxertos autólogos e alloenxertos possuem limitações que têm incentivado o desenvolvimento de enxertos ósseos sintéticos. As opções comerciais consistem principalmente em enxertos de trifosfato de cálcio e hidroxiapatita, e uma alternativa crescente é a utilização de vidros bioativos, ou biovidro. Os biovidros têm proporcionado uma melhora na proliferação celular e na síntese de matriz óssea. O biovidro mais utilizado é o 45S5. Nos entanto, novas composições podem modificar as propriedades do enxerto e aumentar a produção de matriz óssea.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 10/11/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Bruno Alexandre Pacheco de Castro Henriques

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • desenvolvimento de superfícies multifuncionais para implantes dentários de zircônia
  • O MultiBioCer visa o desenvolvimento de novas superfícies multifuncionais de zirconia com vista ao melhoramento das propriedades mecânicas e biológicas em implantes dentários a partir da versatilidade da tecnologia laser e de modo a produzir avanços significativos na fiabilidade e longevidade de sistemas protéticos cerâmicos por meio de uma abordagem holística. O MultiBioCer pretende solucionar os principais problemas que afetam o comportamento clínico de sistemas de reabilitação dentária à base zirconia e, assim, mudar o paradigma atual para um horizonte equivalente ao tempo de vida dos pacientes. Para atingir tão ambicioso objetivo, motivado pelos riscos e custos associados a cirurgias de revisão e reparações, este projeto explorará os seguintes aspetos: melhoria da resistência mecânica do sistema protético e melhoria da capacidades de osseointegração do implante cerâmico. A melhoria da resistência mecânica será feito por meio de tensões residuais compressivas e as uso de gradientes composicionais. Para melhorar a osseointegração, nomeadamente diminuição do risco de adesão bacteriana e melhoramento de aposição óssea, serão exploradas modificações de superfície processadas a laser para incorporação de materiais bioactivos (vidros bioactivos, HAP, β-TCP, etc.) bem como serão exploradas modificações físico-químicas em superfícies de zircônia feitas laser, combinando alterações na rugosidade e composição química. O mercado de implantes e restaurações cerâmicas à base de zircônia é um mercado de alto valor (mercado mundial de implantes vale mais de 2,1 bilhões de euros) onde as inovações podem ter impactos econômicos e sociais significativos, traduzidos em receitas, empregos, bem-estar etc. Estima-se que a quota de implantes de zircônia atinja em breve os 15%, impulsionado pelo desenvolvimento das restaurações em zircônia que corresponde atualmente a 50% do mercado. As empresas brasileiras estão atentos a esta oportunidade. O MultiBioCer conta com a colaboração de um leque de pesquisadores nacionais e internacionais altamente qualificados bem como uma excelente infraestrutura laboratorial que contribuirão para o sucesso deste projeto.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Alonso Miotto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliação da taxa de migração interna de médicos formados no brasil após a implementação do programa mais médicos
  • Atualmente no Brasil, país com extensa área territorial e marcantes disparidades socioeconômicas regionais, são notáveis as distorções relacionadas à oferta, distribuição, concentração e fixação de médicos, além das desigualdades no financiamento, na destinação de recursos, na gestão e na prestação de serviços em saúde. Visando corrigir essas distorções, especialmente em relação à oferta e fixação de médicos em áreas remotas e pouco assistidas, o Governo Federal recentemente implementou o Programa Mais Médicos no país, estabelecendo novas diretrizes para a formação médica e promovendo a abertura massiva de novos cursos de Medicina, de vagas de residência médica. Faz-se necessária entretanto, uma criteriosa avaliação da efetividade do Programa, o que depende da estimativa e do monitoramento à longo prazo de parâmetros quantitativos, espaciais e temporais da população médica brasileira. Assim, este projeto visa, a partir dos referências da Demografia Médica, estimar a taxa de migração interna de médicos formados nas escolas médicas criadas após a implementação do Programa e avaliar a distribuição destes profissionais em território nacional. Para tanto, será realizado um cruzamento (linkage) transversal de dados secundários disponibilizados junto aos Conselhos Regionais de Medicina, à Comissão Nacional de Residência do Ministério da Educação, à Associação Médica Brasileira e ao Cadastro e-MEC de Instituições e Cursos de Educação Superior.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Angelo Strapasson

Ciências Humanas

Psicologia
  • a história do behaviorismo clássico e seu impacto no movimento behaviorista
  • O presente projeto de pesquisa se refere a uma pesquisa historiográfica sobre a formulação do behaviorismo clássico de John Broadus Watson. Propõe-se uma pesquisa em arquivos de documentos pessoais, acompanhada de ampla revisão de literatura, de modo a identificar contingências sociais que possam ter influenciado Watson na formulação, defesa e divulgação do seu behaviorismo clássico. A combinação desses procedimentos dará subsídios para uma caracterização do behaviorismo clássico que parta do ambiente social imediato que afetou John B. Watson. Implicações das descobertas realizadas pela pesquisa para a contextualização histórica do movimento behaviorista serão apontadas.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Bruno Apolo Miranda Figueira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • síntese hidrotermal de peneiras moleculares de óxidos de mn a partir de rejeitos da antiga barragem do kalunga (província mineral de carajás, pará) e sua aplicação na remoção de poluentes orgânicos
  • Peneiras moleculares de óxidos de Mn (OMS-octahedral molecular sieves) são largamente empregadas na indústria química e tecnológica devido às suas estruturas e propriedades exclusivas de troca iônica, estabilidade térmica, atividade catalítica, eletroquímica, dente outras. Elas são formadas através de octaedros de MnO6, compartilhados através de seus vértices e arestas, o qual possibilitam a formação de uma grande diversidade de estruturas em túnel. A mista valência do Mn (3+ e 4+) nos octaedros gera um déficit de carga estrutural, compensado pela presença de cátions nos túneis, que por sua vez são responsáveis em grande parte pelas atividades físico-químicas descritas anteriormente. No presente projeto é proposta a síntese de peneiras moleculares com controle das aberturas dos túneis a partir de amostras de Mn da bacia de rejeitos do Kalunga (Província Mineral de Carajás, Pará), após estudos de caracterização e subsequente modificação. Inicialmente, os rejeitos serão convertidos em nanoestruturas lamelares análogas ao mineral birnessita através de processos químicos de co-precipitação. Com variação nos parâmetros sintéticos (temperatura, pH, tempo, tipo de cátion), os materiais em camada serão hidrotermalmente convertidos em distintas estruturas em túnel com diferentes tamanhos, incluindo OMS-1 e OMS-2. Os produtos finais serão caracterizados química (ICP-MS e espectroscopia de Absorção atômica) e mineralógicamente (Difração de raios-X, Microscopia Eletrônica de Varredura, Espectroscopia de Infravermelho e Raman, Análise Termal). Também será avaliada a capacidade das peneiras moleculares obtidas dos rejeitos (e de reagentes comerciais) em reter poluentes orgânicos, a partir de soluções aquosas, em diferentes condições de concentração, pH e razões sólido/líquido.
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Bruno Augusto Mattar Carciofi

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • modelagem matemática e simulação numérica da secagem de frutas por micro-ondas a vácuo
  • O Brasil tem destaque mundial como produtor e exportador de frutas in natura, porém, ainda é carente na agregação de valor comercial e apresenta grandes perdas destes produtos ao longo da cadeia produtiva e de distribuição. A secagem de frutas em um ambiente a vácuo utilizando um campo de micro-ondas eletromagnéticas como fonte de energia térmica é uma alternativa para agregar valor econômico, conferir aspectos sensoriais desejados e reduzir a degradação de nutrientes, além desta fonte ser mais eficiente e economicamente competitiva. A modelagem matemática baseada em princípios físicos (modelo mecanístico) é uma ferramenta para o projeto de processos e equipamentos e auxilia na compreensão dos fenômenos observados. Apesar da importância, a literatura dispõe de poucos modelos matemáticos para a secagem com micro-ondas a vácuo, apresentando apenas abordagens parcialmente empíricas. Este projeto propõe a elaboração de um modelo matemático mecanístico para descrever a evolução temporal da umidade, da temperatura e da porosidade de pedaços de frutas submetidos ao processo de secagem por micro-ondas a vácuo, possibilitando a melhor compreensão e o estudo das variáveis de processo. Considerando as frutas como um meio poroso formado de três fases (a matriz sólida, o líquido presente em uma fração dos poros, e uma mistura gasosa de ar e vapor na fração complementar dos poros), o modelo será baseado nos princípios de conservação, na propagação e conversão térmica das ondas eletromagnéticas e nos fenômenos de transferência de quantidade de movimento, de calor e de massa. O modelo será resolvido numericamente e a validação será realizada pela comparação aos dados da secagem de frutas sob diversas condições.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Barbieri de Pontes Cafeo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • comvip-sc: combatendo violações de padrões de uso de apis em sistemas configuráveis
  • APIs (Application Programming Interface) têm sido vastamente adotada no desenvolvimento de software. Com isso, é comum que funções de API sejam utilizadas em diferentes contextos, assim como também frequentemente aplicadas de maneira conjunta de modo que seus usos seguem algumas regras ou padrões de uso. No entanto, não se sabe se violações nos padrões de uso ocorrem em sistemas configuráveis implementados com diretivas de pré-processamento. Ainda pior, não se sabe quais os impactos dessas violações em atributos de qualidade. Dessa forma, o objetivo deste projeto é verificar se e como ocorrem violações de padrões de uso em sistemas configuráveis devido a diretivas de pré-processamento. Além disso, espera-se identificar atributos de qualidade que sejam impactados por violações de padrões de uso de APIs. Por fim, espera-se fornecer uma ferramenta que se integrará a uma IDE de desenvolvimento para auxiliar o desenvolvedor na identificação de violações de padrões de uso de APIs durante a codificação.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Benetti Junta Torres

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • efeitos do dantrolene e das células-tronco mesenquimais nas bexigas neurogênicas de ratos com trauma espinhal
  • Os distúrbios da micção são uma das principais sequelas do trauma espinhal agudo (TEA) que compromete a qualidade de vida de animais de companhia e de seres humanos, além de elevar as taxas de comorbidades e mortalidade. O TEA altera os circuitos neurais que coordenam a função urinária. Uma das metas no tratamento do TEA consiste na reversão dos eventos secundários que levam a neurodegeneração e déficits funcionais. A recuperação miccional é fundamental para melhorar a qualidade de vida do paciente paralítico. Acredita-se que o dantrolene (DAN) proteja o tecido neural após o TEA, resultando em um microambiente mais propício para a sobrevivência e ação reparadora das células-tronco mesenquimais (CTM) transplantadas e, consequentemente, permita recuperação morfológica e funcional das estruturas envolvidas na micção. Objetiva-se investigar a recuperação clínica miccional e morfológica da bexiga urinária de ratos com dissinergia detrusor-esfíncter, consequente de TEA, tratados com dantrolene e CTM e observados por 30 dias. Para isso, serão utilizados 30 ratos Wistar (Rattus novergicus) que serão submetidos a TEA grave toracolombar para que desenvolvam dissinergia detrusor-esfíncter, com consequente retenção urinária e cistite hemorrágica. Os animais serão distribuídos em cinco grupos experimentais com seis animais cada e receberão os seguintes tratamentos: (G1 - CTM); (G2 - DAN+CTM); (G3 - DAN); (G4 - controle positivo); e (G5 - controle negativo). Clinicamente, serão avaliadas presença de retenção urinária e gravidade da hematúria. A urina será coletada periodicamente para urinálise. Aos 30 dias, os animais serão eutanasiados para para avaliação macro e microscópica da bexiga urinária.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Bruno Brito Lisboa

Ciências Agrárias

Agronomia
  • seleção de estirpes de rizóbio noduladores do feijoeiro quanto ao potencial biocontrolador de sclerotium rolfsii e à eficiência da fixação de nitrogênio
  • O feijoeiro é uma cultura estratégica, tanto economicamente quanto socialmente para o Brasil. O país é um dos maiores produtores mundiais do grão, sendo que este é produzido em todos os estados da federação. O feijoeiro é uma leguminosa e, por conseguinte, é capaz de estabelecer associação simbiótica com rizóbios que resulta na fixação biológica de nitrogênio atmosférico (FBN). Entretanto, diferentemente do que ocorre na cultura da soja, em que toda a demanda por N é satisfeita pela FBN, a menor eficiência da simbiose rizóbio-feijoeiro ainda não permite a exclusão total do emprego do fertilizante para obtenção de produtividades elevadas. Além disso, o feijoeiro é suscetível a uma gama de moléstias, como por exemplo a podridão-do-colo causada por Sclerotium rolfsii. Por outro lado, além da capacidade fixar N2 em simbiose com leguminosas, os rizóbios apresentam uma série de características de promoção de crescimento vegetal, entre elas a capacidade de suprimir agentes fitopatogênicos. Dessa forma, o emprego de estirpes de rizóbios selecionadas para a inoculação de sementes de feijão, visando tanto à FBN quanto à proteção da cultura contra doenças, pode representar uma alternativa viável de manejo em áreas em que a produção do grão é limitada pela presença de S. rolfsii no solo. Neste contexto, a coleção SEMIA, fiel depositária das estirpes autorizadas para a produção de inoculantes comerciais no Brasil e tendo como mantenedora a Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), possui, além das estirpes oficialmente recomendas para o feijoeiro, mais de oitenta isolados noduladores da cultura, os quais podem ser avaliados quanto à FBN e ao controle biológico, sendo uma fonte potencial de rizóbios mais eficientes. Dessa forma, o presente projeto tem como objetivos: (a) avaliar estirpes de rizóbios noduladores de feijão quanto à sua capacidade de inibir o desenvolvimento do fungo fitopatogênico Sclerotium rolfsii, (b) determinar os possíveis mecanismos de ação envolvidos neste processo, (c) identificar, em nível de espécie, oitenta estirpes de rizóbios noduladores de feijão pertencentes à coleção SEMIA, (d) avaliar o perfil transcricional de genes responsivos à presença do patógeno S.rolfsii em rizóbios noduladores do feijoeiro com potencial biocontrolador in vitro e (e) avaliar, em condições de casa de vegetação, o potencial de biocontrole e a eficiência simbiótica das estirpes selecionadas a partir do teste in vitro. Para contemplar estes objetivos, serão empregados testes bioquímicos in vitro para determinar o potencial biocontrolador das estirpes, bem como da identificação dos prováveis mecanismos de ação envolvidos no processo. As estirpes serão caracterizadas geneticamente por meio de empregos de técnicas de biologia molecular. O perfil transcricional será determinado por meio de técnicas em qPCR.Os isolados que apresentarem os melhores resultados nas avaliações in vitro serão utilizados em ensaio em casa de vegetação para avaliação in vivo com plantas de feijoeiro para determinar o potencial biocontrolador bem como a eficiência simbiótica destas estirpes. Espera-se que seja possível selecionar estirpes que sejam eficientes no controle de S. rolfsii também na fixação de N, o que irá repercutir no aumento na produtividade da cultura em áreas infestadas com este fitopatógeno, bem como na redução do custo de produção do grão em virtude da redução da aplicação de fertilizante nitrogenado.
  • Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Bruno Bueno Silva

Ciências da Saúde

Odontologia
  • atividade de diferentes formulações da combinação neovestitol-vestitol em modelo de biofilme subgengival multiespécie
  • A periodontite é uma doença multifatorial que leva à destruição dos tecidos de suporte dos dentes, com perda progressiva de inserção e migração apical do epitélio juncional, sendo que o biofilme periodontopatogênico é considerado como um dos principais agentes etiológicos. Assim, há na literatura uma busca constante de novos agentes capazes de impedir sua formação, sendo que os produtos naturais são a principal fonte para esta busca. Entre os produtos naturais, destacam-se dois compostos, o neovestitol e vestitol, os quais apresentaram atividade antimicrobiana e anti-cárie sendo tão eficazes quanto o flúor no combate a caries em modelo animal. No entanto, não há relatos na literatura sobre atividade destes compostos sobre biofilme sub-gengival multiespécie. Assim, o objetivo do presente projeto é avaliar o efeito de diferentes formulações da fração neovestitol-vestitol (FNV) sobre modelo de biofilme sub-gengival multiespécie. Para se atingir este objetivo, A FNV será preparada em veículo hidroalcoólico e também serão utilizadas outras 4 diferentes formulações sendo micelas e hidrogéis a base de PL407 e sua associação PL407-PL403. Ademais, serão empregados os seguintes métodos: fracionamento bioguiado da própolis vermelha, Modelo Calgary de biofilme subgengival multiespécie, avaliação da atividade metabólica de biofilme por meio de TTC e hibridização de DNA-DNA.
  • Universidade de Guarulhos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Carreira Batista

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • cinética complexa em eletroquímica
  • Comportamento complexo é o sublime resultado de interações entre muitos indivíduos. Manifesta-se na natureza em diversas escalas, na evolução e arranjo de coleções de átomos, sociedades humanas, até planetas e galáxias. Em química, está associado por exemplo, a reações de combustão autocatalíticas e oscilações como a do relógio de iodo. Em eletroquímica e particularmente em eletrocatálise, é corriqueira a observação de evolução explosiva de valores de corrente ou potencial, bem como o desenvolvimento de oscilações. O estudo destes fenômenos tem trazido novos pontos de vista e novas perspectivas para as reações de oxidação de moléculas orgânicas pequenas (compostos HCOs), aumentando o grau de conhecimento a respeito desses processos e indicando oportunidades interessantes de seletividade reacional e aumento de eficiência energética. Este projeto propõe investigar o comportamento complexo durante a interação de superfícies metálicas oxidadas ou modificadas com ad-átomos e compostos do tipo HCO (metanol, etanol, glicerol). A reação entre superfícies oxidadas de platina, ouro e ródio com pequenas moléculas orgânicas será estudada através de experimentos de transiente de circuito aberto acopladas com técnicas in situ. A reação oscilatória de etanol e a de glicerol sobre superfícies de platina modificadas com ad-átomos de Sn, Tl e Sb será estudada através de experimentos galvanostáticos acoplados com análise de infravermelho in situ, na configuração de camada fina e ATR-SEIRAS. A proposta busca explorar sinergia entre a formação prévia do candidato e as competências dos grupos de pesquisa do INQUI-UFMS e sua conclusão trará importantes informações sobre i) reatividade de óxidos e HCOs, com possível formação de produtos especiais ii) aumento da seletividade na quebra de ligações e de produtos formados através do uso de ad-átomos em condições oscilatórias, iii) desenvolvimento de metodologias in situ para análises de reações complexas.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Cavalini Cavenago

Ciências da Saúde

Odontologia
  • avaliação microtomográfica de canais radiculares de dentes portadores de complexidade anatômica preparados com sistemas de instrumentos endodônticos com diferentes ligas de níquel-titânio.
  • O objetivo deste projeto será avaliar os efeitos decorrentes do preparo de canais radiculares portadores de complexidade anatômica com instrumentos mecânico rotatórios com diferentes ligas de níquel-titânio. Dentes humanos serão escaneados por microtomografia computadorizada para realizar-se um estudo anatômico para o pareamento das amostras, de modo a obterem-se canais de raízes mesiais de molares inferiores com dupla curvatura (n=30) e canais de raízes mésio-vestibulares de molares superiores com curvatura acentuada (n=30), que serão designados ao subprojeto 1, e canais achatados com bifurcação de incisivos inferiores (n=45), designados ao subprojeto 2. Para o preparo dos canais radiculares serão utilizados sistemas com ligas de NiTi MWire (ProTaper Next) e com memória controlada (HyFlex CM e Flex Gold). O primeiro subprojeto consistirá em avaliar, nos canais com dupla curvatura e curvatura acentuada, os efeitos da cinética de preparo químico-mecânico até o diâmetro apical de 0.25mm, tanto em relação as alterações estruturais dos canais (volume do canal e dentina, alteração do ângulo das curvaturas, transporte, centralização do preparo e áreas não tocadas pelos instrumentos) quanto ao acúmulo e extrusão de debris, que serão analisados microtomográficamente e por MEV/EDS. Para avaliar os efeitos da sobreinstrumentação será dado sequência do preparo dos canais radiculares utilizando os instrumentos dos diferentes sistemas para dilatação até o diâmetro apical de 0.40mm. Adicionalmente serão avaliados desgaste e remanescente dentinários em áreas de risco e quando houver a formação de degraus, zip e rasgos na dentina. No subprojeto 2 os espécimes serão preparados até o instrumento com diâmetro apical de 0.25mm. Depois disso, os espécimes serão obturados por meio da técnica do cone único, com associação do corante rodamina B ao cimento obturador e escaneados por microtomografia para determinar o volume de material obturador. Todos os espécimes serão desobturados com o sistema ProTapper Retratamento, escaneados novamente e preparados até o diâmetro apical 0.30mm com os instrumentos dos respectivos grupos, sendo reobturados com a adição do corante fluorescência para dar sequencia ao processamento e avaliação por meio de microscopia confocal de varredura laser. Os dados obtidos em cada teste, serão submetidos ao teste de normalidade de D’Agostino e Pearson, para assim determinar o teste estatístico adequado, sempre com nível de significância de 5%.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Bruno César Azevedo Scárdua

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • folheações reais e holomorfas: geometria, singularidades, dinâmica e aplicações
  • A Área de Pesquisa O estudo local das soluções de uma equação diferencial complexa, próximas a um ponto singular, iniciou-se com os trabalhos de Briot e Bouquet em 1856. O primeiro trabalho de natureza global sobre estas equações diferenciais foi realizado por Darboux em 1871 que numa memória clássica analisou aquelas equações cujas soluções são todas algébricas. Vinte anos mais tarde estas duas vertentes se juntam nos trabalhos de Poincaré que por um lado, leva adiante o trabalho de Darboux e por outro, estabelece os primeiros teoremas locais de linearização. Quase simultaneamente, inicia-se com Painlevé(1890) o estudo geométrico das soluções globais destas equações (o que viria ser mais tarde a teoria das folheações) através da noção de holonomia introduzida por ele. Na década de 70, e de maneira independente, as equações diferenciais complexas renasceram na França e no Brasil. Esta teoria teve assim um desenvolvimento próprio independente da teoria moderna de Sistemas Dinâmicos Reais. Objetivo Principal De modo bastante objetivo, o que se pretende é o desenvolvimento das várias frentes de pesquisa existentes no sentido de se obter via o uso de técnicas de Teoria Geométrica das Folheações (clássica), Várias Variáveis Complexas, Sistemas Dinâmicos e Sistemas Dinâmicos Complexos, entre outras, que possibilite abordar de maneira bastante eficaz várias das questões em aberto na atualidade dos sistemas Dinâmicos Complexos, Folheações Analíticas e Equações Diferenciais Complexas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Bruno César Euphrasio de Mello

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • trabalho e exercício profissional no campo da arquitetura e urbanismo
  • Nos últimos anos duas leis reorganizaram o exercício profissional de Arquitetura e Urbanismo e as relações de trabalho: a lei nº 12.378/10, que criou o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), e a lei nº lei nº 13.467, que alterou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Mas que atividades os arquitetos e urbanistas realmente exercem em seu cotidiano laboral? Elas se aproximam ou distanciam das atribuições definidas pela lei do CAU? E, para os arquitetos e urbanistas, as alterações na legislação trabalhista “modernizaram” as relações de trabalho ou estão legitimando um movimento de precarização das relações de trabalho? Partindo destas perguntas, a pesquisa aqui proposta buscará investigar as diferentes modalidades de exercício profissional (trabalho) no campo da Arquitetura e Urbanismo, visando compreender sob que condições arquitetos e urbanistas exercem as atividades e atribuições definidas pela lei nº 12.378/10. E, para levantar as relações de trabalho (vínculos profissionais, remuneração, duração da jornada, exposição a riscos de doença laboral) exercidas por arquitetos e urbanistas no Rio Grande do Sul e São Paulo, empregará três técnicas de pesquisa: (i) levantamento documental; (ii) aplicação de questionário; (iii) realização de entrevistas. A pesquisa norteia-se pelas seguintes hipóteses: (i) o trabalho de arquitetos e urbanistas diplomados na última década caracteriza uma nova morfologia do trabalho; (ii) os arquitetos e urbanistas realizam, em seu cotidiano laboral, atividades estranhas à sua formação e às atribuições estabelecidas pelo artigo 2º da lei 12.378/10 (que criou o Conselho de Arquitetura e Urbanismo); (iii) o arquiteto e urbanista não é mais o architéctus Albertiano, o intelectual da construção que, por seu saber projetual, deveria comandar os demais atores envolvidos na produção edilícia; pelo contrário, ocupa uma posição subalterna na extensa e complexa cadeia produtiva da indústria da construção civil, o que se reflete no ensino praticado em instituições de ensino superior.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Bruno Corrêa da Silva

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • tecnologia de produção de juvenil de tilápia-do-nilo em sistema de bioflocos
  • Em 2017 a tilapicultura brasileira alcançou uma produção de 357 mil ton, tornando-se o 4º produtor mundial de tilápia. Apenas os estados do Paraná e Santa Catarina são responsáveis por 40% desta produção. Devido a maioria do juvenil de tilápia nestas regiões serem comercializados no tamanho de 0,5 a 3,0 g, torna-se importante a fase de recria para obtenção de melhores resultados na fase de terminação. A recria de tilápia possibilita ao produtor maior previsibilidade de cultivo e melhor ajuste na quantidade de ração na fase de terminação, resultando em melhor conversão alimentar. Contudo, a estrutura fundiária dos estados do sul do país, principalmente em Santa Catarina, baseia-se em pequenas propriedades rurais com mão-de-obra familiar, com pouco espaço para expandir sua produção. Esta característica obriga os piscicultores cada vez mais serem eficientes, focando no aumento de produtividade de forma sustentável. O sistema super-intensivo em bioflocos vêm suprir esta demanda, além de ser um sistema ambientalmente amigável, por não haver renovação de água, e ser um sistema biosseguro, devido ao maior controle sanitário. Este projeto tem objetivo de contribuir com o desenvolvimento da tecnologia de produção de juvenis de tilápia-do-nilo, Oreochromis niloticus, através do sistema super-intensivo em bioflocos. Para isto pretende-se, primeiramente, realizar um ensaio experimental avaliando diferentes manejos alimentares durante a recria de tilápias em bioflocos. Vinte unidades experimentais de 100 L serão povoadas com 35 alevinos 1 g (350 peixes.m-³), em cada unidade. Os animais serão alimentados quatro vezes ao dia (9:00, 11:30, 14:00 e 17:00), em quadruplicata, com cinco diferentes programas de alimentação ao longo do cultivo variando suas taxas de arraçoamento diário ao longo do crescimento. Em um dos tratamentos os peixes serão alimentados com a taxa de arraçoamento de 100% (TA100) do recomendado em uma recria em viveiros escavados, segundo tabela de alimentação da Epagri. Os outros tratamentos serão com 85% (TA85), 70% (TA70), 55% (TA55) e 40% (TA40) da taxa de arraçoamento do tratamento TA100. Após 45 dias de cultivo as unidades serão despescadas para avaliação dos parâmetros zootécnicos. Posteriormente, será realizado um segundo ensaio para avaliar cinco diferentes densidades de cultivo na recria de tilápia, utilizando o manejo alimentar selecionado na etapa anterior. Para isso, vinte unidades experimentais de 100 L serão povoadas com alevinos de 1 g, em quadruplicatas, com as seguintes densidades (número de peixes por unidade): 200 alevinos.m-³ (20 tilápias), 350 alevinos.m-³ (35 tilápias), 500 alevinos.m-³ (50 tilápias), 650 alevinos.m-³ (65 tilápias) e 800 alevinos.m-³ (80 tilápias). Após 45 dias de cultivo serão avaliados os parâmetros zootécnicos, e uma amostra de cinco animais de cada unidade será utilizada para avaliação dos parâmetros hemato-imunológicos. Por fim, será realizada uma terceira etapa, em escala pré-comercial. Esta etapa irá avaliar a recria de tilápia em diferentes sistemas de produção: semi-intensivo em viveiros escavados e super-intensivo em sistema de bioflocos. Para isto serão utilizados quatro viveiros escavados com 50 m² povoados com dois mil alevinos de 1g (40 tilápias.m-²), cada, e quatro tanques circulares de geomembrana com 5 m³ povoados com a densidade selecionada na etapa anterior. Durante o cultivo os animais serão alimentados quatro vezes ao dia (9:00, 11:30, 14:00 e 17:00), onde as tilápias povoadas nos viveiros escavados serão alimentados de acordo com manejo alimentar recomendado pela tabela de alimentação da Epagri. Já os animais dos tanques de recria em bioflocos serão alimentados conforme protocolo de manejo selecionado na primeira etapa. Ao final as unidades experimentais serão despescadas para avaliação dos parâmetros zootécnicos e econômicos. Uma amostra de cada unidade experimental será utilizada para realizar um teste de estresse ao transporte em sacos plásticos. Além de cinco animais por unidades experimental, antes e após o teste de estresses, serão utilizados para avaliação hemato-imunológica e parasitológica. Durante os ensaios de todas etapas, serão realizadas biometria semanais para acompanhamento do crescimento dos animais e ajuste da quantidade de ração fornecida de acordo com a biomassa de cada unidade experimental. Diariamente também serão monitorados oxigênio e temperatura dos cultivos, e duas vezes por semana os demais parâmetros de qualidade de água (pH, transparência, nitrogênio amoniacal total, nitrito, nitrato, alcalinidade, dureza, volume dos sólidos e sólidos totais). Os sólidos serão controlados nas unidades experimentais, durante os três ensaios, mantendo a concentração máxima de 600 mg.L-1. Para o controle de amônia, inicialmente, será adicionado melaço em pó como fonte de carbono, para manter a relação C:N em 20:1, tomando como base a quantidade de nitrogênio que será adicionado no sistema via ração. Após a estabilização do sistema, as adições de carbono serão realizadas apenas quando o nitrogênio amoniacal total ultrapassar 1 mg.L-1, empregando-se a relação C:N de 6:1. Já para manter o pH acima de 6,5 e a alcalinidade acima de 50 mg.L-1 será utilizado, quando necessário, a correção destes parâmetros com cal hidratada Ca(OH)2, na dose diária de 10% (p/p) da entrada diária de ração. Com este projeto pretende-se determinar alguns protocolos para a recria de tilápia em sistema de bioflocos que ainda não estão totalmente elucidados, como por exemplo as taxas de arraçoamento e a densidade de cultivo (produtividade final), para esta fase. Além disso, pretende-se estudar a viabilidade econômica deste sistema, frente ao sistema tradicional já utilizado comercialmente no sul do país, semi-intensivo em viveiro escavado. Este será um passo importante para a difusão desta tecnologia aos produtores rurais, principalmente de Santa Catarina, onde a Epagri possui grande atuação na extensão rural.
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022