Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Cleci Teresinha Werner da Rosa

Ciências Humanas

Educação
  • o despertar para a ciência na educação básica: um estudo comparativo entre brasil e espanha
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de Passo Fundo - RS - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Cleide Mara Faria Soares

Engenharias

Engenharia Química
  • pesquisa, desenvolvimento e inovação em tecnologia enzimática para produção de biolubrificantes utilizando óleos vegetais da região nordeste do brasil.
  • A poluição ambiental, a toxicidade e o aumento do custo dos lubrificantes convencionais levam a uma conscientização e consequente necessidade de desenvolvimento e melhoria dos lubrificantes ecológicos. Definitivamente, o uso de ésteres oriundos de óleos vegetais como base para biolubrificantes tem se destacado por apresentar uma estratégia de aproveitamento de recursos ambientalmente amigáveis. Esses proporcionam benefícios ambientais importantes com respeito à renovabilidade de recursos, biodegradabilidade, baixa toxicidade e redução de custos, uma vez que normalmente são mais baratos que os lubrificantes sintéticos. Além disso, os biolubrificantes oferecem desempenho satisfatório em uma ampla gama de aplicações, devido à sua lubricidade, capacidade de biodegradação, características de viscosidade sob diferentes condições de temperatura, baixa capacidade de evaporação, entre outros. Os lubrificantes à base de óleos vegetais são parte importante de novas estratégias científicas, industriais e políticas, que auxiliam na redução da dependência do óleo mineral e de outras fontes não renováveis. Neste cenário, de modo a atender os princípios de desenvolvimento de processos e produtos sustentáveis, o presente projeto pretende atender este nicho de mercado e produzir um biolubrificante proveniente de insumos renováveis a partir do aprimoramento da tecnologia enzimática em meio convencional e não-convencional para a síntese de biolubrificante. Para isto, serão utilizadas reações de hidrólise e esterificação em cascata por rota enzimática para a obtenção de biolubrificante a partir do óleo da semente de diferentes oleaginosas da região nordeste na presença e ausência de líquidos iônicos. No âmbito do desenvolvimento tecnológico, os resultados obtidos serão utilizados para a obtenção de artigos e/ou patentes após a pesquisa de anterioridade dos processos propostos por rota enzimática em meio convencional e não-convencional.
  • Instituto de Tecnologia e Pesquisa - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleilson do Nascimento Uchôa

Ciências Agrárias

Agronomia
  • consolidação do núcleo de estudos em sistemas agrossustentáveis - nesa
  • Um dos maiores desafios da agricultura é o de desenvolver sistemas agrícolas sustentáveis que possam produzir alimentos e fibras em quantidade e em qualidade sem afetar os recursos do solo e do ambiente. A sustentabilidade vem se tornando uma estratégia de produção da agricultura moderna, propondo alternativas de manejo ao modelo convencional, na busca de tecnologias que sejam mais viáveis e menos agressiva ao ambiente e ao homem. Inserido numa região de clima semi-árido, o Baixo Jaguaribe vive a problemática da escassez de água além das irregularidades pluviométricas. Por esse motivo, a produção de alimentos está intimamente ligada aos projetos de irrigação oriundos dos governos estadual e federal. A história dos Perímetros Públicos de Irrigação no Brasil inicia-se ainda no período da ditadura, sendo consideravelmente marcado por um exacerbado assistencialismo em todos os âmbitos na vida do irrigante.Um dos maiores desafios da agricultura é o de desenvolver sistemas agrícolas sustentáveis que possam produzir alimentos e fibras em quantidade e qualidade sem afetar os recursos do solo e do ambiente. A importância da sustentabilidade vem se tornando uma linha de produção da agricultura, que propõe alternativas de manejo ao modelo convencional, em posição de destaque na busca de uma tecnologia que seja mais viável e menos agressiva ao ambiente e ao homem.Diante do exposto, crê-se que a soma de esforços institucionais é de suma importância no sentido de viabilizar a superação do desafio da extensão às comunidades rurais. Nesse contexto, configura-se a seguinte proposta no intuito de promover o emponderamento de práticas agroecológicas apropriadas às condições semiáridas de produção de alimentos com vistas à emancipação das comunidades.É importante ressaltar uma lacuna de mais de 5 anos com prestação descontinuada dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), em que a comunidade irrigante encontra-se distante muitas vezes dos avanços tecnológicos alcançados pelos centros de ensino e pesquisa. A Lei Nº 9.394 de 1996, institui o tripé da educação no Brasil quando preconiza a indissolubilidade do tripé Ensino, Pesquisa e Extensão. Historicamente, as Instituições têm atingido níveis de conhecimento tal que são responsáveis muitas vezes por encontrar respostas que respondem aos anseios da comunidade em geral, especificamente aos pequenos produtores rurais. Em outras palavras, no tange às vertentes do ensino e da pesquisa, as instituições têm atingidos seus objetivos. Contudo, notoriamente, o conhecimento gerado pela intensidade das ações nessas vertentes, de modo algum, tem chegado aos pequenos produtores rurais. Configura-se, desse modo, a fragilidade do tripé preconizado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Face ao exposto, está posto um grande desafio de aparar as arestas desse tripé e favorecer o equilíbrio entre as partes, no intuito de disponibilizar satisfatoriamente ao público alvo, o conhecimento técnico-científico propagado nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, Universidades e Centros de Pesquisa. A extensão leva conhecimento aos rincões mais distantes, leva o conhecimento resultante das pesquisas numa linguagem que o povo entende. É preciso criar mecanismos para fazer o conhecimento chegar ao pequeno agricultor.O IFCE Campus Limoeiro do Norte é composto por 3 (três) complexos, sendo: Sede no centro, Cidade Alta no bairro de mesmo nome e UEPE (Unidade de Ensino, Pesquisa e Extensão) na Chapada do Apodi dentro do Perímetro de irrigação Jaguaribe-Apodi.Dentre os laboratórios citam-se o Laboratório de análise fisico-química de leite e derivados; Laboratório de controle ambiental; Laboratório de fitossanidade; Laboratório de informática básica; Laboratório de microbiologia; Laboratório de padaria experimental; Laboratório de processamento de carne e pescado; Laboratório de processamento de frutas e hortaliças; Laboratório de processamento de leite e derivados; Laboratório de solos, água e tecidos vegetais; Laboratório de topografia e geodésia. A Unidade de Ensino Pesquisa e Extensão (UEPE) é uma área rural localizada na Chapada do Apodi e dispõe de uma área de cerca de 58 hectares na qual estão dispostos diversos laboratórios que dão suporte às ações de ensino, pesquisa e extensão do IFCE relativa às Ciências Agrárias e Meio Ambiente onde se localizam os laboratórios da Estação meteorológica; Laboratório de física do solo e manejo da irrigação; Setor de apicultura; Setor de culturas anuais e forragens e Setor de fruteiras irrigadas.Todos os projetos são fomentados pelo IFCE através de Editais internos de seleção de propostas bem como o devido apoio institucional para à plena execução das etapas. Por outro lado, diversos projetos têm sido contemplados em editais de nível estadual como a Fundação Cearense de Amparo à Pesquisa (FUNCAP) e nacional como Conselho Nacional para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Dentre os projetos destaca-se a FORMAÇÃO DO NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E PRODUÇÃO ORGÂNICA DA REGIÃO DO VALE DO JAGUARIBE, CEARÁ. Fomentado pela Chamada MCTI/MEC/MAPA/ CNPq N º 46/2012. Linha temática 1: Núcleos de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica, adotando as bases para a formação de uma rede de referência em extensão tecnológica, articulada a educação profissional e tecnológica voltada à inclusão social e produtiva em bases agroecológicas na região Jaguaribana. Tendo em vista sua missão institucional de desenvolver pessoas e organizações e seu compromisso com a qualidade do ensino e a responsabilidade social na perspectiva de formar profissionais competentes e cidadãos comprometidos com o mundo em que vivem, o Campus Limoeiro do Norte continua atendendo à demanda e às exigências do mundo contemporâneo com foco na realidade regional e local. Em busca do cumprimento da missão institucional o IFCE Campus Limoeiro do Norte vem buscando a soma de esforços com outras instituições públicas e iniciativa privada.
  • Instituto Federal do Ceará - Reitoria - CE - Brasil
  • 01/12/2017-31/10/2020
Foto de perfil

Cleiton Augusto Libardi

Ciências da Saúde

Educação Física
  • hipertrofia muscular: individualidade biológica humana versus variáveis do treinamento de força
  • O treinamento de força (TF) é amplamente recomendado para prevenir ou atenuar a obesidade, diabetes tipo 2 e outras comorbidades, evitando a morte prematura. No entanto, vários aspectos envolvidos no TF e os mecanismos que são afetados com cada sessão de TF durante várias semanas não são bem compreendidos, o que impede uma prescrição de TF que possibilite fornecer um estímulo para promover ganhos contínuos, otimizados e maximizados de massa muscular (i.e., hipertrofia muscular). Nosso grupo tem investigado com êxito (financiamento FAPESP processo: 2013/21218-4) alguns dos mecanismos envolvidos na hipertrofia induzida por TF, tais como a relação entre a síntese integrada de proteínas miofibrilares (SPM) após sessão de TF, o dano e hipertrofia muscular em diferentes fases do TF. Na presente proposta, buscamos progredir e continuar a compreensão dos mecanismos envolvidos no TF visando uma prescrição que forneça os melhores estímulos para a promoção da saúde e melhorar o desempenho. Nesse sentido, um dos aspectos mais importantes do TF que está longe de ser compreendido, é como fornecer um estímulo adequado do TF para maximizar a hipertrofia muscular induzida por TF individualmente, uma vez que a variabilidade biológica humana de resposta ao TF é ampla. Portanto, uma importante pergunta ainda sem resposta é: é importante manipular variáveis do TF (e.g., intensidade, número de séries, repetições, tipo de contração, pausa entre séries) quando este é realizado até a falha muscular; ou a falha é realmente suficiente para maximizar os ganhos independentes de outras modulações do TF e a capacidade individual de se adaptar é a chave para compreender a variabilidade na hipertrofia muscular? Isso permitiria inferir se a magnitude do ganho de massa muscular é dependente do tipo estímulo do TF ou esse ganho está relacionado a capacidade biológica do indivíduo, independente do tipo de estímulo do TF quando este é realizado até a falha muscular. Portanto, propomos 10 semanas de TF unilateral (2·semana-1) realizado por indivíduos treinados para analisar a responsividade individual biológica frente à diferentes paradigmas de TF até a falha muscular em duas condições: 1) TF realizado de forma constante (TF-CON) – perna 1 (n=20); 2) TF com variação da carga (kg), séries, repetições, tipo de contração e intervalo de descanso (TF-VAR) - perna 2 (n=20). O TF-CON servirá como um controle interno, pois baseia-se na capacidade individual de progredir o TF até a falha muscular. Este será comparado intra-indivíduo com a perna TF-VAR, que executará o TF de forma variada. Analisaremos por meio de biópsias musculares a taxa de SPM (por meio do método de ingestão de água deuterada), ASTf e quantidade de células satélite (análises histoquímicas) e expressão de genes chave (por PCR em tempo real) relacionados com a hipertrofia muscular, além de avaliar a área muscular total por ultrassonografia. Os objetivos do presente estudo são: 1) Comparar o efeito de um protocolo de TF realizado até a falha muscular, porém com variação (TF-VAR) da carga [kg], número de séries, repetições, tipo de contração e intervalo de descanso, com um protocolo de TF também realizado até a falha, mas sem variação i.e., realizado de forma constante dentro de uma mesma zona alvo de repetições máximas (TF-CON), na área de secção transversa das fibras tipo I e II e do músculo – para compreender se a o TF até a falha muscular é suficiente para promover uma resposta intra-sujeito (i.e., comparação entre as pernas do mesmo sujeito) maximizada; 2) Comparar o efeitos do TF-VAR e TF-CON na SPM – para compreender o efeito de cada variável do TF na SPM; 3) Comparar a resposta intra-sujeito de uma perna executando o TF-VAR com a outra perna realizando o TF-CON – para verificar se a maior diferença na magnitude da hipertrofia muscular está realmente na individualidade biológica; e 4) Verificar se a variabilidade biológica individual pode ser explicada por mecanismos previamente sugeridos, como a taxa de SPM, as mudanças no conteúdo de células satélites e expressão genica de MGF e MRFs (fator miogênico 5 [Myf-5] e fator determinante miogênico [MyoD], Myf-6, miogenina e MRF4). Nossa hipótese é que não haverá diferença na hipertrofia das fibras tipo I e II e, consequentemente, do músculo como um todo, entre o TF-VAR e o TF-CON; 2) Não haverá diferença na resposta da SPM entre os protocolos de treinamento do TF-VAR, e também quando essas variáveis forem comparadas com o TF-CON; 3) A magnitude da hipertrofia muscular estará mais relacionada a individualidade biológica que a forma em que o TF é realizado; e 4) A SPM, o conteúdo de células satélites, número de mionúcleos e a expressão de MGF serão mais aumentados nos indivíduos que apresentarem maior hipertrofia muscular, independente do protocolo de treinamento realizado.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleiton da Silva Silveira

Engenharias

Engenharia Civil
  • previsões mensais de vazões para o sistema interligado nacional (sin) utilizando multi-modelos
  • Este estudo propõe o uso de modelos de previsão de vazões sazonais simultânea para todos os locais SIN através do acoplamento de diferentes modelos estatísticos e modelos dinâmicos baseados em informações de modelos atmosféricos. Serão usados modelos periódicos autorregressivos endógenos (PAR) e com variáveis exógenas (PARX) utilizando índices climáticos com diferentes maneiras das variáveis preditoras e modelos estatísticos não lineares. Além disso, devem ser usadas as previsões sazonais geradas a partir do modelo hidrológico chuva-vazão concentrado Soil Moisture Accounting Procedure (SMAP) forçados por informações dos modelos atmosféricos do NMME (North American Multi-Model Ensemble). Existem regiões que possuem skill diferentes dependo da técnica de previsão utilizada, a proposta visa avaliar incorporação das diferentes técnicas sem perda de correlação espacial. Os modelos propostos de previsão de afluência utilizarão os dados de vazões naturais gerados pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) e técnicas estatísticas como as de regressão linear múltipla e o método stepwise para escolha de variáveis explanatórias no PAR e no PARX. Serão utilizados 27 índices climáticos. A análise de desempenho das vazões será baseada no coeficiente NASH, no erro médio percentual absoluto e na distância multicritério. Após a primeira avaliação serão utilizadas técnicas de previsão por conjunto para unir os diferentes modelos, atribuindo maior peso aquele cujo skill é superior em cada posto do SIN, garantido a correlação espacial entre os aproveitamentos hidroelétricos através de estatística multivariada.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleiton Gredson Sabin Benett

Ciências Agrárias

Agronomia
  • aplicação boratada em diferentes estádios fenológicos na cultura da soja
  • A cultura da soja é atualmente uma das leguminosas mais difundidas do mundo, por apresentar alto potencial de produção e importância econômica, podendo ser utilizada na indústria para fabricação de óleo, farelos e outros derivados para o consumo humano, ração animal e tendo destaque na produção de biodiesel. O objetivo do projeto é avaliar aplicação de doses de boro nos estádios fenológicos da cultura da soja nos componentes de produção, produtividade e qualidade fisiológica de sementes. O experimento será realizado em campo conduzidos nas safras 2018/2019, 2019/2020 e 2020/2021 na Universidade Estadual de Goiás, Campus Ipameri, localizada no município de Ipameri-GO. O delineamento experimental a ser utilizado será o de blocos casualizados, arranjados em esquema fatorial 5 x 6, sendo quatro estádios de aplicação do boro (V0, V3, V6, V9 e R1) e seis doses de boro (0, 1, 2, 3, 4 e 5 kg ha-1), com quatro repetições e aplicadas via solo utilizando como fonte de boro o ácido bórico (17%). Cada parcela será constituída de seis linhas de cinco metros de comprimento, e espaçamento de 0,45 m entre si, e 15 plantas por metro linear, perfazendo uma área total de 13,5 m2. A área considerada útil será constituída pelas três linhas centrais, desprezando-se 1,0 m em ambas as extremidades de cada linha. Serão realizadas as seguintes avaliações: índice relativo de clorofila, teores de boro foliar, componentes de produção, produtividade e qualidade fisiológica de sementes. Os dados serão submetidos a análise de variância separadamente e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade para variedades e estádios e, para as doses de B serão realizadas análise de regressão. As análises estatísticas serão processadas utilizando o software R.
  • Universidade Estadual de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clelio Campolina Diniz

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • dinâmica regional da indústria manufatureira no brasil e seus impactos econômicos e sociais
  • Quantificação da distribuição regional da indústria manufatureira, segundo principais aglomerações industriais e suas características estruturais ou especializações, por microrregiões geográficas. Quantificação da expansão da produção agropecuária, mineral e dos serviços , por microrregiões geográficas. Análise das relações inter-industriais entre manufatura, agropecuária, mineração e serviços, por microrregiões. Possíveis efeitos da reestruturação produtiva da indústria manufatureira sobre a distribuição regional da mesma. Analisar o papel das políticas educacionais, científica e tecnológica para o processo de desconcentração industrial
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clelton Aparecido dos Santos

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de coquetéis enzimáticos destinados à hidrólise de biomassa vegetal: utilização de mutagênese sítio-dirigido e proteínas quiméricas
  • A conversão de açúcar, derivada da degradação de biomassa vegetal via hidrólise enzimática, para a produção de biocombustíveis é um desafio. Assim, a busca por novos microrganismos e enzimas que possam aumentar a eficiência da sacarificação de substratos celulósicos permanece uma importante e prioritária área de estudo. Em um trabalho de vanguarda, utilizando uma abordagem racional, confrontando dados de sequenciamento de RNA (RNA-Seq) e genômica estrutural, nosso grupo foi apto a identificar a principal β-glicosidase expressa por Trichodermaharzianum(ThBgl) em condições de degradação de biomassa. Contudo, após a caracterização estrutural e funcional, os resultados revelaram que embora tal enzima fosse produzida com alto rendimento e pureza, ela não apresentava duas das principais propriedades desejadas para sua efetiva utilização para a suplementação de coquetéis enzimáticos destinados a degradação de biomassa – termoestabilidade e alta tolerância a glicose. Neste contexto, este projeto visa fornecer novos subsídios a engenharia de proteínas, especialmente aquelas envolvidas com a degradação de biomassa vegetal, com a implementação de uma plataforma empregando mutagênese sítio-dirigida (MSD) e construção de proteínas quiméricas para o desenvolvimento de enzimas mais eficientes à serem utilizadas na suplementação de coquetéis enzimáticos destinados à sacarificação de substratos celulósicos.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clemens Peter Schlindwein

Ciências Biológicas

Botânica
  • interações entre plantas e abelhas oligoléticas – polinização, comportamento e sinais florais
  • Entre as inúmeras associações que flores apresentam com abelhas, o entendimento das interações com abelhas oligoléticas ainda carece de explicações convincentes. Abelhas oligoléticas coletam pólen somente em flores da mesma família de planta podendo a especialização se restringir, em alguns casos, a apenas uma espécie de planta. No Brasil, a oligoletia ocorre em pelo menos 12 tribos de abelhas solitárias, e interações com essas abelhas são documentadas em pelo menos 16 famílias de plantas. Vários estudos revelaram abelhas oligoléticas como polinizadoras efetivas das suas plantas hospedeiras, e, em alguns casos, como as únicas polinizadoras revelando interdependência reprodutiva. Frequentemente, foram encontradas adaptações morfológicas e comportamentais nessas abelhas para coletar pólen e até sinalização específica das flores as quais guiam abelhas até elas. O estudo tem como objetivo caracterizar relações entre abelhas oligoléticas e plantas, com ênfase em representantes de Cactaceae (Parodia, Frailea, Opuntia), Loasaceae (Blumenbachia, Aosa, Loasa) e Solanaceae (Calibrachoa, Petunia). A questão central da proposta é o entendimento de adaptações dos parceiros que lhes permitem se selecionar, o que envolve (1) análises de morfologia e biologia floral, mecanismos de polinização e estratégias que favorecem polinização cruzada; (2) padrões de apresentação de pólen e estratégias de forrageio por pólen nas abelhas oligoléticas; (3) biologia reprodutiva e de nidificação das abelhas; e (4) mediação olfativa e visual flor-polinizador. Com essa abordagem abrangente que integra pesquisadores de diversas áreas biológicas esperamos caracterizar associações entre plantas e abelhas oligoléticas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleocir José Dalmaschio

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • síntese de nanocristais inorgânicos funcionalizados para processos de automontagem, preparação de compósitos e polímeros híbridos
  • Novos materiais baseados na nanotecnologia possibilitaram o desenvolvimentos e aprimoramento de muitos produtos e processos em diversas aplicações. Buscando um novo patamar a nanociência passa agora a buscar efetivamente usar nanopartículas como blocos de construção de estruturas mais amplas de dimensão micro e macrométrica. Neste sentido, essa proposta se baseia na síntese de nanocristais inorgânicos funcionalizados com moléculas orgânicas na superfície buscando conferir estabilidade coloidal e controle de interações interpartículas. Utilizando processos de automontagem se buscará estudar o ordenamento de cristais a partir de soluções coloidais de forma a se obter estruturas do tipo supperredes formandos com os nanocristais inorgânicos. Também se pretende, a partir dos nanocristais funcionalizados incorpora-los em polímeros para formação de compósitos, bem como emprega-los em reações subsequentes para formação de polímeros híbridos. Os materiais obtidos serão explorados em relação ao potencial uso em membranas de separação de soluções salinas por processos de osmose inversa. Além do caráter tecnológico a proposta irá auxiliar na formação de recursos humanos através do desenvolvimento de subprojetos de iniciação cientifica e dissertações de mestrado.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleomar de Sousa Rocha

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • conectividade: perspectivas de um tempo
  • O projeto de pesquisa Conectividade: perspectiva de um tempo centra-se na vertente tecnológica da arte e da cultura e nos modelos estéticos surgidos pelas ações colaborativas em rede, como fundamentos da poética e da estética da conectividade, bem como da era pós-mídia. Tal caracterização, mais que vincular metodologicamente artistas, sistemas e interatores, situa um modelo diferenciado do consumo da arte, plasmando os objetos e ações estéticas, e também uma condição vinculada ao estar em rede, ao estar conectado. A pesquisa se organiza sobre este objeto, a partir da metodologia analítica e prospectiva, situando o conceito tendo por base trabalhos da Rede Media Lab / Brasil – Laboratórios de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Mídias Interativas, mantidos pela UFG, UnB e Unifesspa.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleoni dos Santos Carvalho

Outra

Ciências Ambientais
  • biomarcadores bioquímicos em danio rerio após exposição a água do rio sorocaba.
  • O rio Sorocaba (S.P.) e seus afluentes são importantes na economia da região, pois suas águas são utilizadas para numerosos fins, como irrigação, abastecimento público, matéria prima para diferentes processos e também, como diluidor de despejos domésticos e industriais. Entretanto, estudos mostram que esse rio apresenta contaminantes químicos que podem afetar a vida dos organismos aquáticos e do ser humano. Portanto, a avaliação dos efeitos dos contaminantes nos organismos aquáticos em diferentes níveis, ou seja, celular, tecidual, bioquímico e molecular contribuirá na previsibilidade dos efeitos causados pelos diferentes poluentes neste ambiente, gerando informações sobre mecanismos de adaptabilidade frente aos estressores ambientais. Neste sentido, o objetivo deste estudo é avaliar o potencial do uso dos biomarcadores como: níveis de LPO (peroxidação de lipídeos ou lipoperoxidação), PCO (proteínas carbonilas) e da MT (metalotioneína); atividade da NOS (óxido nítrico sintase) e da AChE (acetilcolinesterase); atividade das enzimas do citocromo P-450 (etoxiresorufina O-desetilase - EROD) e GST (glutationa S-transferase); concentração de proteínas MXR (sistema de resistência a multixenobióticos) e níveis de glicose, glicogênio, lipídeo e proteína nos órgãos (fígado, rim, músculo, cérebro e pele) de Danio rerio no monitoramento da qualidade da água do rio Sorocaba. Para tanto, o desenho experimental consistirá em submeter grupos de animais a água do rio Sorocaba nos períodos seco (entre os meses de abril e setembro) e chuvoso (entre os meses de outubro e março), durante 5 dias de exposição. Será determinada também a presença de metais, agroquímicos e fármacos em amostras de águas de dois pontos do rio Sorocaba e nos dois períodos de exposição.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleonice Alves de Melo Bento

Ciências Biológicas

Imunologia
  • relação entre subtipos de células th17/tc17 expressando receptores do tipo toll e resposta terapêutica em pacientes com esclerose múltipla remitente recorrente.
  • A esclerose múltipla (EM) é uma doença desmielinizante de caráter autoimune do sistema nervoso central (SNC), e é a principal causa de déficit neurológico em adultos jovens, sendo, portanto, um grave problema de saúde pública, pois afeta diretamente a população economicamente ativa do país. Assim como em outras doenças autoimunes, o desenvolvimento e severidade da EM depende da influência de fatores ambientais, tal como infecções, no sistema imune de indivíduos com predisposição genética. Na EM, a presença de padrões moleculares associados a patógenos (PAMP), por ativar a imunidade inata via receptores de padrão, pode comprometer os mecanismos de tolerância imune e favorecer a expansão de clones de células T efetoras dirigidos contra proteínas da bainha de mielina do SNC. Nesse sentido, estudo publicado pelo nosso grupo demonstrou elevada responsividade de monócitos de pacientes com EM ao LPS, identificada pela elevada produção de IL-6 e IL-23, quando comparado às citocinas IL-12 e IL-10. Ademais, os sobrenadantes dessas culturas potencializaram não apenas a produção in vitro de citocinas relacionadas aos fenótipos Th17 e Tc17, como também a resistência ao cortisol, ambos os fenômenos dramaticamente reduzidos após inibição da sinalização via receptor para IL-6. De forma interessante, elevada frequência de células T CD4+ e T CD8+ circulantes expressando TLR-2, TLR-4 e TLR-9 foi identificada nos pacientes com EM. A produção de IL-17, em associação com o IFN- ou IL-6, por esses linfócitos foram associados a maior atividade clínica e radiológica da doença. Finalmente, dentre os diferentes PAMPs testados, o ligante de TLR2 foi o mais potente em elevar a produção de citocinas relacionadas aos fenótipos Th17 e Tc17. Esses resultados sugerem que patógenos podem impactar na progressão da EM por favorecer a expansão de células Th17 e Tc17 encefalitogênicas responsivas à diferentes PAMPs, e levanta a hipótese que sucesso terapêutico com drogas modificadoras de doença depende do controle dessa população, o que será o objetivo do presente estudo.
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleverson Diniz Teixeira de Freitas

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • expressão heteróloga, caracterização e aplicações biotecnológicas de proteases
  • O interesse em produtos naturais com aplicações biotecnológicas tem crescido rapidamente. Entre estas moléculas se destacam as enzimas, pelo fato de serem específicas, possuírem alta processividade, não serem consumidas durante o processo e por apresentarem diversas aplicações de interesse industrial. As proteases estão entre as enzimas mais usadas comercialmente, devido às suas múltiplas aplicações nas indústrias de alimentos, farmacêutica e de detergente, bem como na preparação de couro. Proteases de diferentes origens têm sido alvos de estudos pela equipe do proponente e algumas aplicações biotecnológicas foram descritas. Vale ressaltar que nestes estudos prévios foram usados extratos proteolíticos. Alguns destes resultados já foram publicados como artigos e patentes, que serão mostrados ao longo do projeto. Assim, no contexto de continuidade e aprimoramento dos trabalhos desenvolvidos, o presente projeto tem como objetivos gerais: 1- Expressar diferentes proteases previamente identificadas e caracterizadas pelo grupo em sistema microbiano procariótico (Escherichia coli); 2- Caracterizar a estrutura das proteases por modelagem molecular; 3- Caracterizar a atividade proteolítica (pH, Temperatura e Efeito de Inibidores) das proteases heterólogas; 4- Avaliar suas potencialidades para a produção de queijo, depilação de pele para a produção de couro e produção de leite hipoalergênico. A inovação deste projeto está centrada nas fontes enzimáticas, que ainda são muito pouco estudadas. Serão estudadas proteases de látex, intestino de inseto e secreção digestiva de plantas carnívoras.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cleybe Hiole Vieira

Ciências Humanas

Filosofia
  • 5ª. feira de ciências júnior da pucpr - “smart cities”
  • A 5ª Feira de Ciências Júnior da PUCPR pretende incrementar o ensino da ciência na Educação Básica e estimular a cultura indagativa e crítica, própria da ciência e outras questões próprias da sociedade, entre os estudantes dos ensinos fundamental II, médio e técnico da Cidade de Curitiba e Região Metropolitana, estimulando o despertar de vocações científicas e tecnológicas; a capacidade inventiva e investigativa. Como nos anos anteriores, a Feira será realizada de forma concomitante com o XXVIII SEMIC (Seminário de Iniciação Científica), sendo uma oportunidade de os estudantes do ensino médio terem contato com os programas de iniciação científica da PUCPR e, desse modo, visualizarem um futuro próximo. A PUCPR definiu algumas áreas estratégicas que estão alinhadas com os desafios globais, com suas competências internas, com o planejamento e a missão institucional, a saber: Saúde, Tecnologia da Comunicação e Informação, Energia, Cidades, Direitos Humanos, e Biotecnologia. Para difundir essa posição da Universidade entre a própria comunidade universitária e contribuir para o aprofundamento das questões emergentes de cada área estratégica, foi decidido que a cada ano a Feira de Ciências Júnior e o SEMIC (seminário de iniciação científica) assumirão uma delas como temática central. Em 2020, a temática será Cidades. Os estudantes serão organizados em grupos de até 3 membros e 1 professores nas seguintes categorias: - Categoria ensino médio e técnico 1º ano: nesta categoria poderão concorrer apenas estudantes matriculados no 1º ano do ensino médio, em função da premiação ser bolsa de Iniciação Científica Júnior do CNPq (5 CNPq e 5 PUCPR), para ser implementada quando o estudante estiver no 2º ano do ensino médio. - Categoria ensino médio e técnico livre: para todos os estudantes do ensino médio independente do ano de estudo. Categoria ensino fundamental II: Essa categoria visa estimular estudantes do ensino fundamental II à pesquisa. A 5ª. Feira de Ciências Júnior da PUCPR terá abrangência municipal e será realizada no campus de Curitiba, Paraná. Está prevista também uma mostra paralela que terá a participação de projetos aprovados por escolas/colégios de ensino fundamental II, médio ou técnico de outras cidades do Paraná, vislumbrando, em um futuro próximo, o atingimento da meta de propor feiras de ciências com abrangência estadual.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Cleydson Breno Rodrigues dos Santos

Ciências Biológicas

Biofísica
  • planejamento de compostos bioativos baseada em ligante-estrutura com atividade antibacteriana em cepas de mrsa e vrsa
  • Os antibióticos são substâncias químicas, naturais ou sintéticas que atuam principalmente contra bactérias patogênicas. Pode-se afirmar, que os antibióticos representam uma classe de medicamentos em que o uso incorreto afeta a comunidade como um todo, pois estimula modificações de caráter genético nas bactérias, permitindo a aquisição de mecanismos de resistência. Atualmente algumas espécies de Staphylococcus aureus apresentam mecanismos de resistência a muitos tipos de antibióticos e causam infecções em diferentes tecidos e órgãos. Neste sentido, torna-se de fundamental importância investimentos em estudos que possibilitem a utilização de métodos para a descoberta ou planejamento racional de antibióticos. Este projeto de pesquisa tem como objetivo combinar ferramentas da química medicinal e modelagem molecular para planejar compostos bioativos baseada em ligante-estrutura com atividade antibacteriana. As estruturas serão selecionadas baseadas no estudo de Oramas-Royo et al. (2017) que sintetizaram e analisaram a atividade antibacteriana de novos dibenzofuranos polioxigenados simétricos. Os compostos promissores serão obtidos a partir de uma perspectiva antibacteriana, por meio de triagem virtual baseada em ligante (farmacóforo) em cinco bases de dados (ChemBrigde_DIVERSet, ChemBrigde_DIVERSet_Exp, Zinc_Drug Database, Zinc_Natural_Stock e Zinc_FDA_BindingD), seguido de predições in silico farmacocinéticas, toxicológicas e simulações de docking molecular, realizadas nos laboratórios da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (FCFRP/USP) e no Laboratório de Modelagem e Química Computacional da Universidade Federal do Amapá (LMQC/UNIFAP). Após a aplicação desses vários "filtros", diversos compostos "sobreviventes" serão selecionados para compra pelo LMQC/UNIFAP e posteriormente serão realizados ensaios biológicos antibacterianos nos Laboratório Central de Saúde Pública do Amapá (LACEN/AP) e no Laboratório Morfofuncional da Faculdade de Macapá (LABMORFO/FAMA). Com esse projeto, espera-se unir competências das áreas de ciências biológicas e química medicinal para planejar e desenvolver compostos bioativos com grande potencial para serem empregados como agentes antibacterianos, bem como contribuir com os estudos de etiologia, tratamento e controle de cepas de MRSA e VRSA
  • Universidade Federal do Amapá - AP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clodoaldo Irineu Levartoski de Araujo

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • efeito de proximidade nanomagnética em materiais quânticos
  • Desenvolvimentos recentes em materiais quânticos, como filmes finos de alta qualidade de supercondutores de alta temperatura crítica (Tc) e isolantes cristalinos, que apresentam um estado metálico nas bordas, abrem várias possibilidades de aplicações desses materiais em heteroestruturas, a fim de controlar e aplicar propriedades interessantes de materiais quânticos, como resistência zero em supercondutores ou polarização total de spin em isolantes topológicos, para desenvolvimento de sensores quânticos ou dispositivos de memória. Nesta proposta, pretendemos investigar os fenômenos emergentes que surgem na interface entre os materiais ferromagnéticos e quânticos. Já se sabe que o chamado efeito de proximidade é capaz de quebrar o estado de supercondutividade em supercondutores ou gerar magnetizações particulares nos isolantes topológicos a temperatura ambiente, quando os materiais ferromagnéticos são crescidos na parte superior ou inferior desses materiais quânticos. Nosso objetivo nesta proposta é investigar o efeito de geometrias nanoestruturadas na camada ferromagnética, que podem ser manipuladas para apresentar interessantes geometrias magnéticas como vórtices, skyrmions ou domínios uniformes. Essas geometrias magnéticas exóticas podem ser manipuladas para melhorar a comutação entre estados normais e supercondutores nos supercondutores de alto Tc ou imprimir texturas magnéticas topologicamente protegidas nos estados topológicos nas bordas do isolante. Embora as texturas magnéticas muito estáveis possam ser investigadas para atuar como um portador de informações rápido e robusto, o sensor magnético supercondutor muito sensível pode ser utilizado para a leitura de informações na próxima geração de computadores quânticos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clodoaldo Valverde

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • determinação estrutural e teórica de propriedades elétricas e ópticas lineares e não lineares de cristais orgânicos
  • O projeto justifica-se pela importância do tema em si e pela possibilidade de desenvolvimento que sua implementação trará. O estudo de cristais orgânicos através do crescimento e a preparação das amostras cristalinas bem como a determinação da estrutura espacial nos permite estudar várias propriedades elétricas. Sabemos que cristais orgânicos terão não linearidades altas quando suas moléculas são assimétricas e quando, ao se empacotarem na rede cristalina, o fazem de modo também assimétrico. Com efeito, muitas vezes o empacotamento das moléculas assimétricas pode se dar de modo a tornar o sólido um cristal simétrico. Esses efeitos devem ser (ou são), perceptíveis mesmo antes do cálculo teórico, através de uma preliminar análise estrutural. Iremos estudar as propriedades opticas não lineares desses materiais.
  • Universidade Estadual de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clodoveu Augusto Davis Junior

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • geoinformática para computação urbana
  • A expressão Urban Computing (Computação Urbana) tem sido empregada para designar o processo de aquisição, integração e análise de grandes volumes de dados heterogêneos, produzidos por fontes variadas no espaço urbano. Essas fontes vão desde sensores ambientais até dados governamentais oficiais, passando pela contribuição direta do cidadão em processos de crowdsourcing ou contribuição voluntária. Os dados e informação produzidos são direcionados à compreensão e solução de problemas urbanos típicos das grandes cidades no Brasil e no mundo, tais como mobilidade urbana, segurança, saúde pública, poluição do ar e sonora, consumo de água e energia, e muitos outros. A preocupação é tripla: com a melhoria do ambiente urbano para convivência das pessoas, com a melhoria da qualidade de vida urbana, e com a melhoria nas condições de operação, pelas autoridades governamentais e concessionárias de serviços públicos, dos diversos sistemas que compõem a cidade. O projeto pretende estabelecer um ciclo qualificado para a coleta, integração e uso de informação geográfica em benefício da sociedade, promovendo a evolução do estado-da-arte em tópicos ao longo desse ciclo, tais como infraestruturas de dados espaciais, geocodificação, recuperação de informação geográfica, e visualização de dados geográficos. Seu objetivo geral é expandir o arcabouço metodológico da Computação Urbana, por meio da proposta, concepção, implementação e experimentação de métodos e técnicas voltadas para a captura, integração e análise de grandes volumes de dados geoespaciais heterogêneos sobre o espaço urbano. Os produtos da pesquisa nessa direção são aplicados em problemas urbanos típicos, com ênfase no uso da localização geográfica como fator de integração de dados e comunicação de resultados. A aplicação prática e real dos conhecimentos desenvolvidos no presente projeto, que envolve a colaboração com pesquisadores das áreas com atuação no espaço urbano, é priorizada, através da implementação de protótipos e estudos de caso.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Clóves Cabreira Jobim

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • apoio à formação de doutores em áreas estratégicas na universidade estadual de maringá
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 10/01/2020-10/01/2025