Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Rodrigo Prado de Medeiros

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • proteção diferencial de transformadores baseada na transformada wavelet
  • A função diferencial é largamente utilizada na proteção de transformadores de potência, levando a uma discriminação confiável entre faltas internas e outros eventos associados à operação do transformador. No entanto, a função de proteção diferencial convencional baseada na estimação de fasores de corrente apresenta dificuldades na detecção de algumas faltas internas, tais como faltas espira-espira e espira-terra próximos ao neutro do transformador, e dependência das funções de bloqueio e de restrição por harmônicos na manutenção da segurança do esquema de proteção durante condições de inrush, sobreexcitação do transformador e faltas externas com saturação do transformador de corrente. Por outro lado, faltas internas e demais distúrbios associados à proteção de transformadores apresentam transitórios, os quais podem ser detectados de forma adequada pela transformada wavelet. Propõe-se neste projeto de pesquisa a implementação de um esquema de proteção diferencial de transformadores em laboratório, a partir da aplicação da transformada wavelet discreta redundante com efeitos de bordas das correntes que fluem pelos dois enrolamentos do transformador. Em tempo real, todas as etapas do sistema de proteção proposto serão levadas em consideração, tais como a aquisição digital das correntes, etapas de pré-processamento e todo o processamento wavelet. A partir dessa metodologia de proteção, um protótipo de um relé de proteção diferencial de transformador será implementado em FPGA e o seu desempenho será avaliado com simulações em tempo real e em um sistema elétrico simplificado montado em laboratório, em situações de energização do transformador e de faltas internas.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Santos Bufalo

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • anomalias, efeitos do vácuo e a estrutura quântica do espaço-tempo
  • No presente projeto de pesquisa propomos o estudo dos impactos e consequências de deformações da estrutura do espaço-tempo nas propriedades gerais de teorias clássicas e quânticas. Motivados pela busca de conciliar efeitos gravitacionais com a mecânica quântica, a possibilidade de fazer contato com a fenomenologia da gravitação quântica tem recebido muita atenção, principalmente por ajudar a aprimorar a nossa percepção da estrutura mais fundamental do Universo. Com esse intuito, procuraremos analisar a influência de diferentes cenários que carregam informação sobre física além do modelo padrão (principalmente sobre gravitação quântica) em ambientes anômalos: seja em processos quânticos anômalos no vácuo, anomalias de simetrias conservadas, violação da simetria de Lorentz e a geração de massa, etc. Ademais, queremos investigar processos gravitacionais devidos à quebra/aumento do grupo de simetria das transformações gerais de coordenadas, permitindo assim a descrição de novos graus de liberdade, como o conteúdo de matéria escura, energia escura e constante cosmológica. Esperamos que essas análises permitam estabelecer informações mais detalhadas da gravitação quântica, ajudando assim a ter uma visão mais clara da estrutura das simetrias e teorias físicas mais fundamentais da Natureza próxima à escala de Planck, ou seja do comportamento da Natureza em seu estado mais fundamental.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Savio Pessoa

Engenharias

Engenharia de Energia
  • filmes de tio2 e zno crescidos por deposição por camada atômica assistida à plasma para aplicação como camada bloqueio em células solares perovskitas não tóxicas
  • Este projeto tem por objetivo estudar o efeito de filmes dos óxidos metálicos: dióxido de titânio (TiO2) e óxido de zinco (ZnO) crescidos por deposição por camada atômica (Atomic Layer Deposition - ALD) como camadas de bloqueio (blocking layer - BL) na formação de células solares de estado sólido do tipo perovskita. Para isso será utilizado um reator comercial de ALD, Beneq TFS 200, operando nos modo térmico e plasma. Essa técnica de deposição utiliza dois tipos de precursores para o crescimento dos filmes de óxidos metálicos, um precursor metálico e outro ligante, sendo o precursor ligante fonte de oxigênio no processo. As perovskitas híbridas orgânico-inorgânico baseada em haleto organometálico (CH3NH3MX3) tem recebido grande atenção nos últimos cinco anos na área de células solares, devido à alta eficiência de conversão de energia (Power Conversion Efficiency - PCE) atingida, da ordem de 21%, porém o metal M mais utilizado é o chumbo (Pb) que possui grande toxicidade. O enfoque principal do trabalho proposto será em estudar a camada de bloqueio dos filmes de TiO2 e ZnO para maximizar as fotocorrentes e a eficiência de conversão de energia (PCE) nas células solares de perovskita. O enfoque secundário encontra-se na construção da célula solar de perovskita, utilizando um halogeneto não tóxico, pois a matéria prima utilizada na fabricação da perovskita (Pb) é considerada uma ameaça para natureza, sendo sua extração e manipulação prejudiciais ao solo, animais e pessoas, principal desvantagem do cristal supereficiente (CH3NH3PbI3). O processo de crescimento das camadas de bloqueio será estudado, quanto aos efeitos de cristalinidade, espessura, rugosidade e será identificada, quantificada e caracterizada a estrutura molecular dos reagentes da reação. Como alternativa na obtenção da perovskita não tóxica será estudada a obtenção de um cristal supereficiente proveniente do estanho (M=Sn) (CH3NH3MX3), por fim a célula solar será montada e estudada quanto a sua eficiência de conversão energética (PCE).
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Scalise Horodyski

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • tafonomia estratigráfica e paleoecologia de invertebrados da formação rio bonito (permiano inferior, bacia do paraná, taió-sc): implicações bióticas e evolutivas
  • O Membro Paraguaçu (Permiano Inferior), aflorante no município de Taió-SC, encerra uma rica fauna de invertebrados marinhos preservados em arenitos finos de paleoembiente plataformal marinho raso. A fauna compartilha algumas afinidades taxonômicas e paleoecológicas com as faunas de Eurydesma (Austrália e Nova Zelândia), e Levipustula (Argentina). Estas faunas sofreram influência das fases glaciais do Carbonífero Superior e pós-glaciais do Permiano Inferior, caracterizando províncias faunísticas que habitaram os mares das zonas de altas latitudes, vivendo em águas frias, e colonizando leitos de fundo arenosos. Portanto, levanta-se a hipótese de que a fauna dos Arenitos Taió possa ser parte de um conjunto relicto do grupo original dos tempos glaciais. Assim sendo, o objetivo é avaliar o contexto estratigráfico, paleoambiental, paleoecológico e adaptações evolutivas das biotas bentônicas pós-glaciais da Bacia do Paraná (Permiano Inferior) com enfoque nos Arenitos Taió–SC. Como previsão de impacto social, o projeto prevê desenvolver mecanismos capazes de proteger seu importante patrimônio fossilífero tombando e guardando o material coletado no Museu Paleo-arquelógico e Histórico de Taió, que tem desenvolvimento de atividades educativas.Além disso, o projeto visa concomitante ao seu desenvolvimento, a elaboração de trabalhos em nível de graduação e pós-graduação e a formação de recursos humanos. Ainda, seminários internos, divulgação e extensão junto ao Laboratório de História da Vida e da Terra do PPGEO UNISINOS.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Sequinel

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • técnicas de processamento de imagens como ferramenta de previsão da qualidade de grãos de soja expostos à condição de déficit hídrico.
  • Este projeto pretende investigar a influência de condições de estresse hídrico na produtividade e qualidade de grãos de soja, por meio da utilização de diagnósticos por imagens. O Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja, com uma produção aproximada de 113 milhões de grãos de soja/safra. Boa parte desta produção é enviada para exportação e outra parte é processada para produção de óleo e farelo. A produtividade anual e a qualidade dos grãos estão diretamente relacionadas ao manejo adequado do solo e condições climáticas, sendo o volume e periodicidade de chuvas essencial neste contexto. Considerando o desequilíbrio climático observado nos últimos anos, é importante estudar os efeitos do déficit hídrico em etapas importantes do cultivo de soja. O objetivo é utilizar um diagnóstico por imagens buscando correlacionar variáveis físicas como tamanho, forma e cor, com propriedades físico-químicas de qualidade como teor de nitrogênio, umidade e teor de óleo dos grãos. Serão construídos modelos de calibração multivariados para correlação, baseados nos indícios de relação destas variáveis. Também será realizado estudo detalhado de qualidade do óleo, como acidez, índice de peróxido e perfil composicional de ácidos graxos. O projeto é inovador, propõe-se validar um diagnóstico rápido da qualidade dos grãos com potencial de ser futuramente adaptado para medidas de campo, que podem vir a contribuir na tomada de decisão em processos de beneficiamento.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Silveira Vieira

Engenharias

Engenharia Química
  • bioimpressão 3d de matrizes à base de humor vítreo extraído de peixe associadas a células-tronco mesenquimais ou vesículas extracelulares para a engenharia de tecidos oculares e da pele
  • Duas áreas são de interesse nesta proposta: a regeneração do tecido ocular e cutâneo, devido ao impacto do problema para os sistemas de saúde (Mundial e do Brasil). De fato, estima-se que 10 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de perda de visão da córnea. Enquanto as lesões fatais decorrentes de queimaduras são responsáveis por aproximadamente 180.000 mortes/ano e no Brasil ocorrem cerca de 1.000.000 de queimaduras/ano. Lesões dérmicas crônicas acometem 5 milhões de brasileiros sendo a 14ª maior causa de afastamento do trabalho no país. São distúrbios graves e requerem intervenção urgente para restaurar a integridade do tecido. Devido as diversas limitações dos tratamentos atuais disponíveis (dentre elas a escassez de órgãos disponíveis para transplante), tornou-se necessário o desenvolvimento de estratégias alternativas. Nesse sentido surge a Engenharia de Tecidos (ET), onde todo o processo tem por base cultivo de células vivas em scaffolds de forma a orientar o desenvolvimento do novo tecido para então, este ser inserido no paciente. Nesta proposta serão desenvolvidos produtos inovadores com potencial para aplicação na ET, através do uso da bioimpressão 3D, que permite uma construção rápida e personalizada com maior controle de qualidade no desenvolvimento dos scaffolds. Uma outra inovação deste projeto é o desenvolvimento de scaffolds à base de humor vítreo (HV) extraído de olho de peixe. O HV apresenta composição interessante, possuindo basicamente componentes que são naturalmente encontrados na matriz extracelular. Células troco mesenquimais e vesículas extracelulares serão incorporadas aos scaffolds sendo ambos agentes terapêuticos promissores para a regeneração dos tecidos alvos. Do ponto de vista de formação de recursos humanos e formação de rede em Engenharia de Tecidos e interação com empresas: a) contribuir para a formação científica de pessoal (através de orientações de alunos graduação, mestrado e doutorado) e colaborando para o fortalecimento dos grupos de pesquisa envolvidos b) publicações em revistas de alto impacto, patentes e produto tecnológico; c) interação universidade (brasileiras e estrangeiras) com empresas, d) formação de uma rede entre pesquisadores de Universidades Brasileiras: Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Pesca da UFC (Fortaleza - Ceará) e a Faculdade de Odontologia da UFC (Sobral – Ceará), a o Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA (Catanduva - São Paulo) e Universidades estrangeiras (Departamento de Engenharia de Materiais e Metalúrgica da Université Laval (Quebec – Canadá), Departamento de Ciências da Saúde da Università del Piemonte Orientale (Navara – Italia), d) Associação das Universidades participantes com as empresas: R-Crio Células Tronco (Campinas – SP) e Embrapa Agroindustria Tropical (Fortaleza – CE).
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Rodrigo Silveira Vieira

Engenharias

Engenharia Química
  • curativo de pele tecnologicamente avançado à base de biocelulose e nanopartículas de grafeno modificado
  • De acordo com o Sistema Único de Saúde, o Brasil registrou em 2019 quatro milhões de brasileiros com alguma lesão crônica na pele, como queimaduras graves (2º e 3º grau), úlceras por pressão (decúbito) e úlceras venosas, a qual são incapazes de seguir as etapas fisiológicas normais para a cicatrização do tecido. O tratamento dessas lesões é comumente realizado via tópica, através do uso de curativos e do uso de drogas que atuem por via sistêmica, para controlar os danos causados pelos agentes químicos, físicos ou biológicos e auxiliar no processo de homeostase do tecido. Diante das elevadas cargas física (dor e incomodo), financeira e psicológica para os pacientes e hospitais, o uso de curativos avançados que desempenhem uma ação bioativa tópica sobre a ferida tem motivando pesquisas e o mercado farmacêutico mundial. Segundo relatório publicado em 2019 pela Global Advanced Wound Dressing Market, o segmento de curativos terapêuticos avançados está em crescente expansão e estima-se que represente uma maior participação do mercado global nas próximas décadas. Nossa equipe de empreendedores desenvolveu o GrafDerm, um curativo úmido de biocelulose contendo óxido de grafeno ancorado com nanopartículas de prata, objetivando obter um material com propriedades antimicrobianas, não citotóxicas, com alta adaptação. O GrafDerm, por ser úmido, possui adaptabilidade a superfície da lesão, flexibilidade e proteção ao tecido, capacidade elevada de remoção do exsudato, regulação da temperatura e umidade sobre a área inflamada, controle de trocas gasosas e de microrganismos patogênicos. O curativo foi desenvolvido por um grupo de empreendedores do Departamento de Engenharia Química e de Física da UFC, em colaboração com a Universidade da Flórida. Parte desse Grupo ao longo da Fase I fundaram uma startup a BIOMTEC (spin-off incubada no Parque Tecnológico da UFC). Através de uma planta de produção laboratorial de biocelulose, foram produzidas membranas de biocelulose, por fermentação estática. O óxido de grafeno foi adquirido da fabricante Cheap Tubes e foi modificado quimicamente através da redução de íons de prata, promovendo a formação de nanocompósito GO-Ag sobre as folhas de grafeno. O nanocompósito GO-Ag foi incoporado às membranas de biocelulose para obtenção do curativo tecnologicamente avançado, Grafderm. Os resultados iniciais da Fase I demonstraram que a rota de síntese realizada foi capaz de produzir um curativo a base de grafeno ancorado com prata, com porosidade ao longo de sua espessura que atua no controle das trocas gasosas, demonstrando ser um sistema de liberação controlada, com elevada absorção do exsudato, atividade bactericida e baixa citotoxicidade. As nanopartículas de óxido de grafeno demonstraram atividade antimicrobiana e citocompatibilidade. Além do mais, devido à presença de grupos funcionais reativos, as nanopartículas de óxido de grafeno podem ser modificadas, aprimorando suas propriedades biológicas. Dessa forma, a modificação das nanopartículas de óxido de grafeno com prata não apenas melhorou a qualidade da esfoliação e dispersão das nanopartículas na matriz polimérica, mas também aumentou a biodisponibilidade das propriedades antimicrobianas próprias do metal, para se obter um nanocompósito com maior biocompatibilidade e propriedades biológicas avançadas. A partir dos resultados da Fase I objetiva-se continuar na Fase II no processo de otimização do compósito de biocelulose contendo óxido de grafeno com prata ancorada. Será realizado um estudo experimental para maximizar as propriedades biológicas dos componentes ativos sem trazer aumento de citotoxicidade. Em seguira serão realizados os ensaios pré-clinicos em colaboração com Centro Universitário Padre Albino (UNIFIPA) no Laboratório Multidisciplinar-UNIFIPA e conduzidos de acordo com as normas da Comissão de Ética para o Uso de Animais (CEUA-UNIFIPA). Os ensaios usando animais serão realizados através dos modelos de lesão cutânea infectada e lesão diabética. Espera-se demonstrar que as características peculiares do curativo bioativo (CB-GO/Ag) permitirão diminuir a infecção e inflamação na área, acelerando a regeneração dos tecidos e induzindo cicatrizes esteticamente uniformes e mais discretas (devido ao estimulo na síntese de ácido hialurônico e colágeno), proporcionando ao paciente um cuidado menos invasivo (apenas via tópico), rápida resposta local, menor quantidade de trocas do curativo, fácil adesão ao tratamento, redução do tempo de cicatrização e menor custo associado na gestão da ferida. Relativo aos aspectos de gestão do projeto, ele será gerido por uma equipe multidisciplinar nas áreas de Engenharia, Química, Biologia e Física que vem empreendendo com soluções inovadoras de materiais para o setor biomédico. Essa equipe possui parcerias já estabelecidas com outras instituições de pesquisa nacionais (Unidade Didática e de Pesquisa Experimental (UDPE) do Centro Universitário Padre Albino (UNIFIPA) de Catanduva-SP, Clínica LS Cuidados em Saúde (Fortaleza, especializada em tratamento de feridas), Embrapa e Unicamp) e internacionais University of Florida (EUA), Biopolymers for Life Group da Royal Institute of Technology (Suécia) e o Laboratory of Biomaterials and Bioengineering (Canadá). Essas cooperações visam a articulação para os ensaios in vivo (pré-clínico) e para a demanda de produtos que serão realizados nessa Fase II da Chamada, visando a obtenção e validação do Produto Mínimo Viável. A gestão de negócios será construída paulatinamente e em conjunto com a equipe de gestão técnica, com a aprimorando do plano de negócios desenvolvido na Fase I desta Chamada, que irá apresentar todos os detalhes (pontos fortes e fracos) e premissas do empreendimento. A partir de um diagnóstico bem-feito, que contempla avaliar os diferenciais competitivos do produto e organização diante do mercado, serão definidas novas estratégias de teste e inserção do produto e identificadas novas oportunidades de negociação.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 26/09/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Rodrigo Stephani

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • leite em pó nano particulado: produção e determinação das propriedades físico-químicas e microestruturais durante o armazenamento
  • O leite fluido integral apresenta uma microestrutura típica de uma emulsão de baixa estabilidade, sendo possível separar a fração lipídica por diferentes operações unitárias. O tamanho médio dos glóbulos de gordura no leite in-natura é de aproximadamente 5 micrometros, e após o processo de homogeneização tradicional, é possível obter população de partículas centradas em 1 micrômetro em média, tamanho este adequado para evitar a separação lipídica, no entanto ainda muito grande para a obtenção de uma emulsão com características distintas. O desenvolvimento de um novo processo tecnológico e industrialmente viável visando a construção de uma matriz láctea, com características de emulsão provenientes de nanopartículas proteico-lípidicas é a proposta central deste projeto, ressaltando que a composição original do leite não será modificada durante o processo. O leite em pó nano particulado (LPN) será obtido, mediante aplicação da tecnologia já desenvolvida pela equipe proponente, permitindo que a população das nanopartículas centradas em até 200 nm, possuam habilidades de emulsificação única, permitindo a possibilidade do consumo direto com diferentes aspectos nutricionais associados, ou a utilização da matriz como ingrediente lácteo, responsável pela construção de uma micro ou nanoestrutura diferenciada no produto final. Assim, o objetivo do projeto é desenvolver LPN, mantendo a mesma macro composição do leite in-natura, permitindo o desenvolvimento de leites com especificidades distintas do original, considerando não só a redução do tamanho das partículas a um nível não usual pelas indústrias, como também pelo fato que se infere em relação às novas interações entre as proteínas e os lipídeos destas partículas nanométricas obtidas após os tratamentos. Almejasse diferenciação no processo digestório, devido a formação de coágulos menores e mais espaços entre os glóbulos de gordura do leite. O LPN proporcionará novas opções de produtos para a indústria de laticínios, visando explorar mercados específicos, devido à sua estrutura permitir a inclusão de compostos com características de baixa solubilidade em água, sendo assim potencial carreador de princípios ativos com características farmacológicas distintas. O processo a ser desenvolvido não gerará subprodutos ou coprodutos, sendo classificado como não agressivo ao meio ambiente.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrygo Luis Teodoro Santos

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aprendizado de representações para descoberta de conhecimento científico
  • A literatura científica registra o conhecimento construído ao longo dos séculos por pesquisadores de todo o mundo. Dados seu volume e crescimento massivo, com milhares de novos artigos publicados a cada dia, acompanhar a literatura de uma dada área de interesse exige um esforço não trivial. Como resultado direto, a falta de uma visão completa da literatura dificulta novas descobertas construídas a partir de descobertas anteriormente publicadas. Este projeto tem como objetivo geral a pesquisa e o desenvolvimento de modelos para a representação do conhecimento presente em publicações científicas, por meio da análise automática de seu conteúdo e de seus relacionamentos com outras entidades do domínio acadêmico, como pesquisadores e outras publicações. Tais modelos deverão possibilitar melhorias na provisão de acesso a conhecimento científico relevante, na forma de uma máquina de busca acadêmica.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roger Behling

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • aceleração de alguns métodos em otimização contínua
  • Em dois trabalhos recentes nós introduzimos o método de reflexões circuncentrado (CRM). Nosso método não apenas acelera o método clássico de Douglas-Rachford (DRM), como também consegue superar as diculdades de Douglas-Rachford em lidar com problemas de viabilidade envolvendo mais de dois conjuntos. Nossos papers acabaram de ser publicados, no entanto, já estão no foco de especialistas da área. De fato, Bauschke et al se basearam totalmente nos nossos trabalhos em seu paper intitulado "On circumcenters of _nite sets in Hilbert spaces". Achamos que CRM pode ser ainda muito mais frutífero, como descrito nas primeiras seçoes do nosso plano de trabalho. Em particular, notamos que nos inspiramos em CRM para introduzir o método do gradiente elíptico, um método de primeira ordem que acelera substancialmente o método de Cauchy e que em experimentos preliminares se mostrou bastante competitivo com Barzilai-Borwein. Temos ainda esperança de traduzir CRM para o contexto do método de direções alternadas de multiplicadores (ADMM). Finalmente apresentamos uma breve descrição de dois outros tópicos de pesquisa. Um deles se refere a propostas de melhorar resultados do nosso mais recente artigo de 2018. Nesse trabalho revisitamos a famosa função de complementaridade de Fischer-Burmeister e deixamos alguns questões em aberto para pesquisas conjuntas futuras. Finalmente, propomos um estudo e ajuste do método de Levenberg-Marquardt para equações com resíduo não nulo, um contexto importante, mas quase que inexplorado.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roger Walz

Ciências da Saúde

Medicina
  • efeito de diferentes parâmetros de estimulação elétrica cerebral profunda na amígdala sobre os mecanismos de neuroplasticidade do hipocampo ventral
  • Os custos diretos e indiretos anuais das doenças do cérebro na Europa atingem 1 trilhão de dólares, superando o câncer, doenças cardiovasculares e diabetes juntos sendo ss doenças psiquiátricas a principal causa de incapacidade em todo o mundo (Lancet 2012, 380: 2163–2196). Os transtornos de ansiedade, são responsáveis por 27,6 milhões de anos perdidos em decorrência da doença, e um custo anual na Europa de mais de mais de €65 milhões de euros (Nature 201, 478:15). Porém, o avanço no tratamento farmacológico dos transtornos psiquiátricos tem sido insuficiente para casos refratários às modalidades terapêuticas disponíveis (Nat Med 2018, 24:1). A Estimulação Cerebral Profunda (ECP) do inglês “Deep Brain Stimulation”, consiste em administrar uma corrente elétrica através de eletrodos implantados em regiões cerebrais através de cirurgia estereotáxica, para modular circuitos neuronais, melhorar sintomas e a qualidade de vida dos pacientes. Esta abordagem é amplamente utilizada na Doença de Parkinson, tremor essencial e distonias e vem sendo investigada em outras patologias incluindo: depressão, estresse pós-traumático, Guilles de la Tourrete, adicção, transtornos alimentares (obesidade e anorexia nervosa), agressividade, Alzheimer e epilepsias. O proponente deste projeto realizou Research Fellow de um ano (2014-2015) na área de ECP no Center for Movement Disorders and Neurorestoration na Universidade da Flórida (Gainesville, EUA), coordenado pelo Prof. Michael Okun (JAMA 2017, 318:791-792; N Engl J Med 2014; 371:1369-73) como parte da estratégia institucional da UFSC de implantar o Centro de Neurociências Aplicadas (CeNAp). Foram criadas no Hospital Universitário da UFSC a Sala de Neurocirurgia Funcional, a Unidade de Vídeo-Eletroencefalografia (VEEG), e o Laboratório Avançado de Neurofisiologia (LANF) do Centro de Ciências da Saúde (prédio anexo). O LANF está equipado com sistema de VEEG para roedores e um “set” de Eletrofsiologia para estudos de neuroplasticidade “in vitro”, já instalados. Os estudos de eletrofisiologia “in vitro” foram impulcionados por 2 visitas de 30 dias (2017 e 2018) do pesquisador Zuner Bortolotto (Universidade de Bristol), com financiamento da FAPESC e do Fundo Newtown (Inglaterra). Atualmente ECP da amígdala já está sendo utilizada como alvo de ECP no tratamento de estresse pós-traumático em veteranos de guerra (ver Trials 2014, 15:356) embora os mecanismos envolvidos e os parâmetros de estimulação ainda não estejam plenamente estabelecidos. Como a região anterior do hipocampo humano (correspondente ao ventral em roedores) densamente conectada com a amígdala e ambas estão envolvidas com as manifestações relacionadas ao estresse e ansiedade, acreditamos que a neuroplasticidade no hipocampo anterior esteja ao menos em parte estar envolvidas com potenciais efeitos da ECP sobre sintomas ansiosos, depressivos e de estresse pós-traumático. Recentemente demonstramos que pacientes cuja manifestação incial das crises epilépticas do lobo temporal é o “medo ictal” apresentam níveis reduzidos da subunidade GluA1 do receptor glutamatérgico do tipo AMPA na amígdala e de seus níveis de fosforilação na Serina 845 no hipocampo anterior (Mol. Psychiatry 2018 doi:10.1038/s41380-018-0084-7, IF 11.640). Os achados, tomados em conjunto com resultados prévios do nosso grupo e da literatura, sugerem que e modificações na neuroplasticidade relacionas à Potenciação e Depotenciação Sinática (LTP e LTD) na região anterior do hipocampo humano estejam, juntamente com a amígdala e outras estruturas que compõe o circuito de defesa, envolvidas na modulação do medo e resposta ao estresse. Este projeto utilizará a abordagem translacional “Bed to Bench” para investigar o efeito agudo e crônico de diferentes parâmetros de ECP da amígdala em roedores sobre parâmetros eletrofisiológicos e marcadores neuroquímicos de neuroplasticidade do hipocampo anterior previamente investigados em pacientes com a manifestação epiléptica de medo ictal. O objetivo principal do projeto é compreender mecanismos de neuroplasticidade no hipocampo ventral de roedores (correspondente ao hipocampo anterior) submetidos à ECP da amígdala. A equipe conta com a participação de: 1) um aluno de mestrado e uma de pós-doutorado já familiarizados com as técnicas de ECP a serem utilizadas; 2) dois alunos de pós—doutorado que treinamento em eletrofisiologia durante “doutorado sandwich” nas Universidade de Bristol (com Prof. Zuner Bortolotto, http://www.bris.ac.uk/synaptic/people/12751/index.html) e de Coimbra (com Prof. Rodrigo Cunha https://www.uc.pt/fmuc/pessoas/docentes/RCunha) respectivamente; 3) uma aluna de pós-doutorado PNPD familiarizada com as técnicas de Western Blot; 4) outros alunos de pós-graduação a serem recrutados para o projeto. O projeto irá viabilizar: 1) a capacitação alunos de pós-graduação eletrofisiologistas para realizar pesquisas na área ECP; 2) a consolidação das técnicas de ECP experimental e eletrofisiologia “in vitro” no Laboratório de Eletrofisiologia Avançada da UFSC, financiado pelo CT-INFRA-CT-INFRA; 3) a ampliação da inserção internacional do grupo, consolidando as colaborações com 2 grupos de referência internacional em eletrofisiologia; 4) o incremento na qualidade das publicações científicas do grupo do proponente, coordenador de um PRONEX em neurociênias em Santa Catarina. Todas as abordagens que serão utilizadas foram aprovadas pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Animais da UFSC – CEUA (Projeto n° 00893). O uso de dispositivos implantáveis para o tratamento da doença de Parkinson já é uma realidade no Brazil. O custo da ECP contribui substancial e negativamente para a nossa balança comercial na área do complexo da indústria da saúde. Como a utilização desta modalidade terapêutica já está se tornando uma realidade, esperamos que a expertise acumulada na execução do projeto forneça subsídios para colaborações futuras entre a universidade e setor produtivo na área de dispositivos para DBS.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Rogério Arena Panizzutti

Ciências Biológicas

Morfologia
  • plasticidade morfofuncional no treino cognitivo digital
  • Os objetivos específicos do projeto são: 1. Avaliar alterações morfofuncionais associadas ao treino cognitivo em modelo animal de esquizofrenia através de estudos de imagem, bioquímica e comportamento. 2. Estudar a plasticidade morfofuncional através do estudo dos movimentos oculares, da inibição da resposta de sobressalto por pré-pulso (PPI) e da atividade elétrica cerebral, em pacientes com esquizofrenia e idosos antes, durante e depois do treino cognitivo digital. 3. Determinar a viabilidade de usar o Modelo de Preparação da Comunidade para implementar e aumentar o engajamento ao treino cognitivo digital em indivíduos idosos. O treino cognitivo digital é uma forma eficaz de remediação do declínio cognitivo que pode melhorar o funcionamento e a qualidade de vida dos indivíduos acometidos. No entanto, um desafio significativo para o desenvolvimento de estratégias eficazes de remediação cognitiva é identificar as alterações morfofuncionais subjacentes aos ganhos induzidos pelo treino. O proponente estabeleceu uma estrutura de pesquisa e mostrou que um treino cognitivo digital baseado em neuroplasticidade pode ser desenvolvido e aplicado em uma população brasileira. O treino cognitivo está focado na precisão e na resolução temporal das entradas sensoriais que alimentam as memórias de trabalho e explícita. Este treino cognitivo resultou em melhora significativa da cognição global, em pacientes com esquizofrenia e idosos, que foi acompanhada por alterações em marcadores morfofuncionais. Apesar destes resultados altamente intrigantes, os mecanismos morfofuncionais subjacentes às mudanças comportamentais induzidas pelo treino cognitivo são desconhecidos. Neste projeto, iremos realizar estudos paralelos com treino cognitivo em animais e humanos para identificar mecanismos de plasticidade morfofuncional que sejam importantes para otimizarmos a resposta ao treino, a fim de aperfeiçoar as futuras intervenções para remediação cognitiva.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogério Arthmar

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • sismondi: história, liberdade e a crítica da economia política
  • O projeto visa estudar a obra histórica de J.C.L.S. de Sismondi e o impacto da mesma em seus escritos econômicos. Pretende-se escrever três artigos em língua inglesa sobre o assunto para publicação em revistas de história do pensamento econômico. Para tal fim, solicita-se recursos para a aquisição das Obras Econômicas Completas de Sismondi, publicadas em 2017, bem como outros livros, e visita de pesquisa aos Arquivos Sismondi, em Pescia, Itália durante o ano de 2019.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogério Barbosa Macedo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • a apropriação de conhecimentos sobre sistemas agroflorestais como mecanismo de autonomia da agricultura familiar camponesa
  • O presente projeto de pesquisa em extensão rural tem por objetivo promover a autonomia da agricultura familiar camponesa pela apropriação de conhecimentos sobre tecnologias apropriadas de baixo custo na implantação de unidades de referência de sistemas agroflorestais (SAF). A pesquisa executada com 02 (dois) grupos formados por agricultores familiares camponeses assentados da Reforma Agrária em assentamentos nos municípios de Jacarezinho e Carlópoilis na região Norte Pioneiro do Paraná. Em cada grupo será proposta a implantação de um modelo de sistema agroflorestal (SAF) adaptado às condições socioeconômica dos assentados, com o uso de tecnologias agorecológicas de baixo custo e que tenham como função a produção de mercadorias e de alimentos para o autoconsumo das famílias. O aprendizado dos agricultores familiares, representado pela apropriação de conhecimentos sobre estas tecnologias será avaliado pela aplicação de duas metodologias de aprendizagem reconhecidas pela extensão rural agroecológica no processo de socialização de conhecimentos e saberes: o “Treino e Visita” e a difusão tecnológica via “Campesino a Campesino”. Além de avaliar a aprrensão de conhecimentos e saberes tecnológicos pelos agricultores familaires camponeses, serão monitorados e avaliados os resultados sobre a geração de renda e a valoração do autoconsumo na economia doméstica, como mecanismos de fortalecimento da autonomia das famílias.
  • Universidade Estadual do Norte do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogério Carrazedo

Engenharias

Engenharia Civil
  • desenvolvimento de formulações para análise de compósitos estruturais e reforçados
  • Compósitos são materiais compostos por diferentes constituintes, chamadas de fase, em que cada fase contribui ativamente para as propriedades finais do compósito. No caso de compósitos de duas fases, chamam-se cada qual matriz e reforço. Duas classes de compósitos são especialmente notáveis: compósitos reforçados, no qual a matriz fornece proteção ao reforço e este é responsável pela absorção das ações, como no caso do concreto armado, e compósitos estruturais, que dependem da geometria das suas fases, em formas de lâminas sobrepostas ou separadas por um núcleo. O presente plano de pesquisa propõe o desenvolvimento de formulação baseada no Método dos Elementos Finitos Posicional, de forma consistente para análise de compósitos reforçados e estruturais, sujeito a gradientes de temperatura, além de alterações de natureza física e química, contemplando hipóteses de não linearidades física e geométrica. Quando enfoque for dado ao concreto armado, serão discutidas algumas das principais formas de manifestações patológicas do material: a corrosão, a reação álcali-agregado, a fluência e retração. Para simulação numérica, será empregada descrição Lagrangeana, ou seja, a configuração de referência é fixa e conhecida, o que facilita a definição da cinemática e o cálculo das grandezas físicas. O funcional de energia será escrito empregando o modelo constitutivo de Saint-Venant-Kirchhoff resulta em um sistema não-linear de equações, e a posição de equilíbrio é obtida pelo método de Newton-Raphson. Espera-se ao final do projeto contribuir com a formação de recursos humanos de alto nível, avançar no estado da arte pela publicação de artigos em periódicos indexados, e ainda promover a difusão e transferência do conhecimento com a participação de eventos científicos de notória reputação.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogerio de Oliveira Anese

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • estratégias para redução de podridões pós-colheita em maça, uva e goiaba-serrana
  • As podridões pós-colheita são as principais causas de perdas de frutas. No Brasil, em alguns anos as perdas durante o armazenamento chegam a superar 60% do total armazenado em algumas espécies e cultivares frutas, refletindo em significativas perdas financeiras para produtores e armazenadores. Os principais agentes causadores de podridões pertencem aos gêneros: Colletotrichum sp., Cryptosporiopsis sp., Botrytis sp. e Penicillium sp.. Dessa forma, é extremamente importante a minimização perdas de frutas por meio de estratégias alternativas não tóxicas. Este projeto propõe avaliar o efeito da aplicação de ozônio em pós-colheita, silício em pré e pós-colheita, além de produtos saneantes a base de cloro na redução de podridões em pós-colheita de maçãs, uvas e goiaba-serrana. Para isso, serão realizados sete experimentos ao longo de três anos, envolvendo a aplicação de silício em pré e pós-colheita, aplicação de ozônio e saneantes em pós-colheita de cultivares de maçã mutantes da ‘Gala’ e ‘Fuji’, uva de mesa ‘Niágara’ e goiaba-serrana, as quais são frutas relevantes na economia brasileira. Através desse projeto, será obtivo como resultado a redução na ocorrência de podridões em pós-colheita de maçã, uva e goiaba-serrana por meio da aplicação de ozônio, silício e saneantes em pós-colheita. Essas tecnologias limpas, contribuirão para oferta de alimentos mais seguros aos consumidores, redução de perdas de frutas em pós-colheita, além da redução da contaminação ambiental.
  • Instituto Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogério João Lunkes

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • efeitos da identificação social no comportamento de cidadania organizacional e na satisfação no trabalho mediado pelo uso dos sistemas de controle gerencial
  • Um indivíduo no ambiente organizacional pode ter várias identidades sociais aninhadas, ou seja, pode identificar-se com a organização como um todo, com o departamento ou equipe de trabalho, com a profissão que exerce, entre outras possibilidades. Pesquisas anteriores concentraram-se nas relações diferenciais de identificação organizacional e de grupo de trabalho, com atitudes e comportamentos. Entretanto, pouco esforço foi realizado para explorar os efeitos interativos entre esses focos de identificação e os sistemas de controle gerencial. Saber como os controles gerenciais afetam e são afetados por determinada identificação, faz com que os gestores tenham maiores cuidados ao desenhar e usar as informações do sistema. Desta maneira, este estudo visa contribuir ao grande desafio atual nas organizações, que é entender os efeitos da identidade social no uso dos sistemas de controle gerencial e, consequentemente quais são seus reflexos sobre os comportamentos de cidadania organizacional e satisfação no trabalho. Esta pesquisa permitirá consolidar uma rede nacional e internacional de estudo no tema.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogério José de Almeida

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • desenvolvimento e validação de uma escala de iatrogenia médica
  • Trata-se de projeto de pesquisa de pós-doutoramento do Prof. Dr. Rogério José de Almeida, sob supervisão do Prof. Dr. Celmo Celeno Porto. A iatrogenia médica, um efeito individual não desejado e danoso do impacto da ação do médico, pode ser considerada, dentro outras, fruto da relação de dependência do paciente pelo médico na era pós-moderna. Dessa forma, a ciência médica pode comprometer a saúde das pessoas, não só por meio da agressão direta no encontro clínico, mas também por meio do impacto de sua atuação nos condicionantes sociais da vida cotidiana. A preocupação central do presente projeto se remete à iatrogênese que pode ser reproduzida na interação entre o médico e seu paciente. Essas situações iatrogênicas ocorrem quando a pessoa é vista pelo médico de forma simplista, por meio de generalizações quantitativas, com rigor científico, mas nenhum comprometimento com a complexidade que requer o ser humano em situação de vulnerabilidade. Assim, o presente projeto tem por objetivo o desenvolvimento e validação de uma escala psicométrica que possa medir a iatrogenia médica. É um projeto que se justifica na medida em que atribuiu objetividade na compreensão dos meandros que interferem no processo saúde-doença, seus condicionantes socioculturais e, principalmente, a legitimidade isolada e, muitas das vezes iatrogênica, que constitui o encontro clínico entre um discurso científico (médico) e um discurso do senso comum (paciente). Trata-se de uma pesquisa de construção e validação de escala psicométrica. Será realizada em quatro etapas. A primeira consistirá na escolha e definição das dimensões que vão compor a escala, a serem observados através de itens comportamentais. Na sequência, os itens serão submetidos à análise teórica com cinco doutores altamente especializados, com vista a identificar coerência entre as definições (dimensões) e os comportamentos (itens) que representam empiricamente o fenômeno. A terceira etapa será realizada a validação fatorial, onde serão aplicados a escala a médicos que compõem o quadro de docentes e preceptores do curso de medicina da PUC Goiás e também médicos do Hospital da Polícia Militar - FPM. Serão consultados o quantitativo de médicos dos dois lugares e será feita uma amostragem chegando à quantidade necessária de participantes. Na quarta e última etapa os dados serão analisados por frequência absoluta e relativa, medidas de tendência central, medidas de dispersão ou variabilidade, correlações de Pearson para avaliar a homogeneidade dos itens e o alfa de Cronbach utilizado como medida de fidelidade interna. A validade dos itens de cada dimensão será verificada através da análise fatorial em componentes principais com rotação ortogonal pelo método Varimax e da escala multidimensional pela validade concorrente-discriminante (correlação de cada item com as dimensões a que pertence e com a que não pertence).
  • Pontifícia Universidade Católica de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogério Marchiosi

Ciências Biológicas

Botânica
  • efeitos de nanopartículas de óxido de alumínio (al2o3) e dióxido de silício (sio2) sobre o crescimento e metabolismo de lignina em soja.
  • O reduzido tamanho das nanopartículas (NPs) confere a elas propriedades fisico-químicas que permitem sua utilização em diferentes áreas como eletrônica, biomédica, farmacêutica, cosmética, energia, agricultura, aplicações catalíticas e materiais ambientais. Entretanto, a produção e utilização crescente de NPs, com sua consequente liberação no solo, água e ar, tem levantado questões a respeito de seus possíveis impactos sobre os organismos vivos. Neste contexto, a nanotoxicologia emergiu como uma ciência interessada em estudar os efeitos adversos causados por NPs liberadas no ambiente, com a maioria massiva dos estudos sendo realizados sobre animais. Recentemente, estabelecemos uma linha de pesquisa em nosso laboratório com objetivo principal de avaliar os efeitos de diferentes tipos de NPs sobre plantas cultivadas tais como soja e milho. Mais especificamente, procuramos investigar como os nanomateriais podem influenciar o crescimento e o metabolismo de lignina nestas plantas. Tais estudos podem fornecer pistas sobre as implicações das NPs sobre a produção agrícola. Neste projeto, investigaremos inicialmente a influência de NPs de óxido de alumínio (Al2O3) e dióxido de silício (SiO2) sobre o crescimento de plantas de soja após exposição por 16 dias. Em um segundo momento, determinaremos o conteúdo total de lignina de raízes, caules e folhas, relacionando os teores de lignina com as alterações de crescimento. Em seguida, a composição monomérica da lignina também será monitorada, bem como o conteúdo de fenóis totais. Determinaremos ainda as atividades de enzimas da via de fenilpropanoides comprometidas com a síntese de lignina, tais como fenilalanina amônia liase (PAL), cinamato-4-hidroxilase (C4H) e peroxidase (POD) ligada à parede celular. Análises de microscopia eletrônica de transmissão e de varredura serão realizadas, respectivamente, para determinar a morfologia das NPs e as possíveis alterações anatômicas nas plantas de soja expostas às NPs.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rogério Thomitão Beretta

Ciências Biológicas

Ecologia
  • 18ª semana nacional de ciência e tecnologia em mato grosso do sul – snct-ms
  • O presente projeto tem como objetivo apoiar, fomentar e promover ações para a produção, difusão, apropriação e a aplicação do conhecimento científico, tecnológico e de inovação no estado. Para tanto, nesta edição 2021, Mato Grosso do Sul escolhe dentro da temática proposta trabalhar com o tema “A transversalidade da CT&I na concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030”. As ações de fomento ao desenvolvimento sustentável implementada pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar - SEMAGRO junto ao setor produtivo e demais segmentos, têm como meta tornar Mato Grosso do Sul um Estado Carbono Neutro até 2030.
  • Sec. Est. Meio Amb Des. Eco. Prod. e Agr. Familiar - MS - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023