Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Thaciana Valentina Malaspina Fileti

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • nanoestruturas peptídicas auto-organizáveis: estrutura, energética e eletrônica
  • Nanoestruturas peptídicas têm sido investigadas e apresentadas com um impressionante potencial de utilização para diferentes aplicações tecnológicas e biomédicas. Este projeto visa o estudo de nanoestruturas auto-organizadas, suas estruturas e propriedades, através de simulações de dinâmica molecular e cálculos ab initio. Dentre os diversas possíveis tópicos para estudo neste campo, três em especial foram selecionados: A) o estudo das propriedades estruturais e estabilidade de membranas peptídicas; B) o estudo da interação entre nanoestruturas de carbono e agregados de peptídeos; e C) o estudo das propriedades óticas e eletrônicas de nanoestruturas peptídicas. Para todos os sistemas propostos, técnicas de dinâmica molecular ou métodos DFT poderão ser empregados para elucidar sua a estrutura, estabilidade e termodinâmica, bem como suas propriedades óticas e eletrônicas. Esses estudos poderão indicar, por exemplo, quais as características físico-químicas e/ou eletrônicas dos sistemas estudados são importantes para a auto-organização bem como para as propriedades do material funcional resultante.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thadeu Mariniello Silva

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • tanino oriundo de planta nativa da região semiárida na dieta de ovinos em crescimento
  • Objetiva-se com este trabalho testar a hipótese de que o tanino adicionado à dieta de ovinos melhora os parâmetros de fermentação e perfil lipídico da carne dos animais. Para tal, será definido o melhor nível de tanino com base no consumo de nutrientes, parâmetros ruminais, digestibilidade, desempenho produtivo, características da carcaça, qualidade da carne e a emissão de metano pelos animais. O experimento será conduzido na fazenda experimental da Escola de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia, localizada em São Gonçalo dos Campos - BA. Para avaliação dos parâmetros ruminais, serão utilizados cinco ovinos Santa Inês, adultos, castrados, com aproximadamente 40 kg de peso corporal, canulados no rúmen, distribuídos num quadrado latino 5x5 (5 tratamentos e 5 períodos).Para avaliação do consumo, digestibilidade, desempenho, características de carcaça e da qualidade da carne serão utilizados 40 cordeiros Santa Inês não-castrados vacinados e vermifugados, com média de 90 dias de idade e peso inicial médio de 15 Kg, distribuídos num arranjo inteiramente casualizado (5 tratamentos com 8 animais por tratamento), sendo os tratamentos o nível de tanino adicionado à dieta, que serão: 0,0; 2,0; 4,0; 6,0 e 8,0% de tanino na matéria seca da dieta total. As dietas serão formuladas com proporção volumoso:concentrado 50:50 na forma de mistura completa. O concentrado será composto de farelo de milho, farelo de soja, sal mineral. Todos os animais serão alojados, individualmente, em baias, com piso suspenso de madeira ripada, providas de bebedouros e comedouros. Serão coletadas amostras das sobras, ingredientes e a ração fornecida para posteriores análises químicas e bromatológicas. Ao final do período experimental os animais serão submetidos ao abate para realização das análises da caracterização da carcaça. Os dados obtidos serão submetidos a contrastes polinomiais para se determinar o efeito linear e quadrático dos tratamentos (níveis de tanino). O peso inicial dos animais será utilizado no modelo estatístico como covariável quando significativo. O efeito será considerado significativo quando P<0,05 e o software utilizado será o SAS® 9.1.3.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022