Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Cláudia Regina de Oliveira Vaz Torres

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • impacto epidemiológico do covid-19 no sistema prisional na cidade de salvador, bahia, brasil.
  • No início deste 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto do novo coronavírus 2019-nCoV como uma “emergência de saúde pública de interesse internacional”. Um alarme reservado para eventos que representam riscos planetários e que exige uma resposta internacional coordenada. Seja para o acometimento em escala epidêmica, seja para uma resposta sincrônica aos esforços internacionais coordenados pela OMS, o Brasil é diretamente convocado, dada a sua importância geopolítica, econômica e social. Neste contexto, quando o foco recai sobre a população encarcerada, confinada pelos imperativos intrínsecos aos sistemas penais, os riscos e a vulnerabilidade frente ao acometimento de doenças infecto contagiosas são aritmeticamente potencializados, considerando o que ocorre neste tipo de cenário às comunidades livres. Contudo, as populações encarceradas permanecem pouco estudadas, sendo alvo acentuadamente crítico quando se trata de pensar políticas públicas voltadas para as evidências de suas necessidades de saúde. A administração pública que se ocupa do Sistema Prisional, ao que os indicadores demonstram, têm se ocupado das emergências sem que o esforço de elaboração de políticas públicas eficientes em saúde para este campo seja uma ocupação, embora seja uma atribuição constitucional sua. Isto solicita a solidariedade de instituições da sociedade civil, a saber: elaborar subsídios para políticas públicas em saúde para o sistema prisional. Particularmente no cenário trágico da COVID-19. Assim, este projeto tem como objetivo principal caracterizar o impacto da pandemia do COVID-19 nos serviços de atenção à saúde no sistema prisional de Salvador. Para tanto será utilizado como proposta metodológica a revisão sistemática do estado da arte sobre a matéria em perspectiva internacional e comparada, um estudo epidemiológico do tipo corte transversal e, uma terceira etapa, que usa de métodos qualitativos para examinar e interpretar os resultados organizados previamente.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Claudia Regina Lindgren Alves

Ciências da Saúde

Medicina
  • inquérito sorológico em papel filtro para sars-cov-2 em recém-nascidos e suas mães e monitoramento do desenvolvimento nos primeiros 2 anos de vida
  • A gravidez é uma das condições com risco aumentado para complicações da COVID-19, podendo levar a aumento da mortalidade infantil e materna e complicações perinatais. A passagem transplacentária de anticorpos contra o SARS-CoV-2 já foi documentada, porém as repercussões tardias da exposição ao coronavírus-2 na gravidez ainda carecem de evidências. Neste sentido, o presente projeto pretende avaliar as repercussões da exposição intrauterina ao SARS-CoV-2 para o desenvolvimento infantil nos 2 primeiros anos de vida, a partir de inquérito sorológico realizado com mães e recém-nascidos na primeira semana após o parto. Muitos estudos têm analisado a soropositividade de crianças nascidas de mães com diagnóstico prévio da infecção ou que estão com COVID-9 no momento do parto. No entanto, o número de crianças expostas ao SARS-CoV-2 durante a gestação, baseado em estudos deste tipo, pode estar subestimado já que cerca de 60% das infecções são assintomáticas. Além disso, os processos inflamatórios desencadeados em resposta à infecção e a ação do próprio vírus durante a gravidez podem afetar o desenvolvimento do sistema nervoso do feto, a exemplo de outras infecções virais. A prematuridade e o sofrimento fetal secundários ao adoecimento da gestante com COVID-19 também podem acarretar atrasos do desenvolvimento neuropsicomotor, a exemplo de outras complicações da gravidez. Soma-se a isto as repercussões psicoafetivas da pandemia nas famílias, o que pode comprometer as interações com a criança. Para verificar tais hipóteses foi delineado um estudo observacional, analítico e transversal com componente longitudinal e amostra probabilística composta de 2000 díades mães-crianças de 5 municípios do estado de Minas Gerais. Na primeira etapa foi realizado inquérito sorológico utilizando amostras de sangue seco obtidas no momento da Triagem Neonatal e, na segunda etapa, o desenvolvimento de crianças com e sem evidências de exposição ao SARS-CoV-2 na gestação será monitorado por 2 anos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudia Regina Plens

Ciências Humanas

Arqueologia
  • arqueologias do doi-codi do ii exército (são paulo): leituras plurais da repressão e da resistência.
  • O presente projeto tem por objetivo implementar uma pesquisa arqueológica (histórica e forense) sobre o Conjunto das antigas instalações do DOI-Codi - o mais importante aparato de repressão da Ditadura Militar brasileira (1964 – 1985) -, para a localização, identificação, classificação e interpretação de sua cultura material para a compreensão de seu funcionamento. Para tanto, serão pesquisados documentos, e colhidas e analisadas entrevistas, pessoas que vivenciaram experiências nesse ambiente durante o período estudado. Também serão empregadas metodologias advindas do campo da arqueologia forense para detecção de evidências para identificação de vestígios de tortura. Posteriormente, proceder-se-á com as etapas de genética forense, no caso de localização de evidência de sangue, arqueologia da arquitetura para compreensão dos espaços utilizados e, escavação do subsolo do conjunto arquitetônico para busca de evidências das ações desenvolvidas nesses ambientes. A partir desta pesquisa, será possível produzir conhecimento e entendimento dos mecanismos adotados pelo órgão e suas conexões com outros espaços de tortura, tanto no Brasil como na América Latina, assim como compreender o impacto social destas atividades na sociedade brasileira, para uma proposta de Arqueologia Pública para que a sociedade possa compreender o papel do DOI-Codi durante a ditadura militar e o impacto das ações operadas nesse ambiente sobre as vítimas e familiares.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudia Sayer

Engenharias

Engenharia Química
  • nanocarreadores poliméricos para tratamento de doenças parasitárias
  • O Brasil e outros países enfrentam as doenças tropicais negligenciadas (DTN), um grupo diversificado de doenças transmissíveis que prevalecem em condições tropicais e subtropicais em 149 países. Leishmaniose e doença de Chagas são exemplos conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde), e afetam principalmente a população em situação de pobreza, com condições sanitárias inadequadas e em contato próximo com animais infectados e vetores de infecção. A fase crônica dessas doenças pode ser fatal sem tratamento. Os principais gargalos no tratamento envolvem o diagnóstico e a administração ineficiente dos fármacos. Particularmente, os fármacos apresentam restrições de aplicação e vários efeitos colaterais. As nanopartículas poliméricas de base biológica (NPs) são de grande interesse para tratar e diagnosticar essas doenças, com administração parenteral ou intramuscular de nanocarreadores (NCs) contendo fármacos ou anticorpos. A liberação controlada de fármacos, a diminuição dos efeitos colaterais e o direcionamento aos tecidos e órgãos afetados estão entre as principais vantagens dessa estratégia ainda pouco explorada no tratamento das DTNs. Contudo, quando os NCs são inseridos na corrente sanguínea, a superfície perde a identidade química e adquire uma identidade biológica devido à adsorção de biomoléculas do sangue, formando uma coroa proteica, que pode influenciar o tempo de circulação e a biodistribução. Portanto, este projeto envolve a preparação de NCs de superfície controlada por adsorção de polifosfoeteres, proteínas e carboidratos. Os NCs serão preparados utilizando biomacromoléculas e polímeros renováveis sintetizados a partir de reações do tipo Alder-eno, aza-Michael, tiol-eno e polimerização enzimática por abertura de anel (e-ROP) em miniemulsão. Os NCs com superfície projetada podem promover a liberação controlada de fármacos para tratar ou diagnosticar DTNs e evitar a formação de coroa proteica, permitindo avanços significativos no tratamento destas doenças.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cláudia Szlejf Jerussalmy

Ciências da Saúde

Medicina
  • uso do processamento da língua natural para identificação de delirium em idosos hospitalizados: desenvolvimento e validação de sistemas de alerta ao cuidado baseados em algoritmos de aprendizado de máquina
  • Delirium, caracterizado pela instalação aguda e curso flutuante de alterações mentais, é frequente em idosos hospitalizados. Se associa a desfechos adversos e aumento nos custos com saúde. Porém, delirium não é reconhecido em até 2/3 das internações e as estratégias de rastreio não são práticas. Técnicas de processamento da língua natural (PLN) permitem entender, interpretar e manipular a linguagem humana por meio de algoritmos. Modelos de PLN têm sido utilizados para avaliar dados não estruturados e auxiliar no reconhecimento de condições clínicas, mas não foram usados para delirium no Brasil. Nosso objetivo é desenvolver modelos de aprendizado de máquina que utilizem PLN para identificar delirium com base em texto narrativo de notas clínicas de prontuário eletrônico de idosos hospitalizados. Para desenvolver e validar internamente os modelos, utilizaremos uma coorte retrospectiva de cerca de 30.000 admissões de idosos em leitos de enfermaria no Hospital Israelita Albert Einstein. Os dados de notas clínicas serão divididos em subconjuntos de treino (70%) e teste (30%). Será realizada anotação semiautomática das notas clínicas por busca de palavras-chave, códigos CID-10 sugestivos de delirium e Confusion Assessment Method (CAM), instrumento de rastreio padrão-ouro, quando disponível. Além disso, as notas clínicas de 2000 admissões (1000 de cada subconjunto de dados) serão anotadas por médicos geriatras, que identificarão passagens de texto sugestivas de delirium. As anotações servirão de input no desenvolvimento dos algoritmos, que utilizarão técnicas clássicas de aprendizado de máquina e de deep learning. Para testar a validade externa dos modelos, utilizaremos uma coorte distinta, prospectiva, composta por 600 admissões de idosos em leito de enfermaria do Hospital das Clínicas da FMUSP. Esses indivíduos serão avaliados diariamente durante a internação com o CAM e o desempenho dos algoritmos nessa população será comparado aos resultados do CAM.
  • Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Teixeira Guimarães

Ciências Agrárias

Agronomia
  • identificação de novas fontes do alelo superior do gene zmmate1 e prospecção de genes com potencial para aumento da tolerância ao alumínio em germoplasma de milho tropical
  • Dentre os fatores que contribuem para a baixa produtividade do milho, destaca-se a toxidez causada pelo alumínio (Al), intrínseca aos solos ácidos, predominantes nas regiões tropicais. Apesar de a tolerância ao Al em milho ser uma característica de herança quantitativa, apenas um gene foi identificado como responsável por parte do seu controle, o gene ZmMATE1. Esse gene codifica um transportador de citrato, cuja expressão é induzida pelo Al no ápice radicular e se apresenta em três cópias em um número restrito de genótipos tolerantes. O alelo superior do gene ZmMATE1 é raro e a sua introgressão assistida aumentou a produção de grãos em solos ácidos e sob estresse hídrico em híbridos de milho, confirmando o potencial de genes de tolerância ao Al no aumento da estabilidade de produção de grãos. Assim, é importante que novas fontes desse alelo e de genes de tolerância sejam identificadas para ampliar a sua utilização no melhoramento. No Brasil, dois grupos de pesquisa atuantes na área se juntam na presente proposta para agregar seus conhecimentos e gerar produtos de interesse para o agronegócio nacional. Genomas já sequenciados de um grupo diverso de acessos de milho, incluindo raças tradicionais, ancestrais e pan-americanas serão utilizados para a mineração de polimorfismos já descritos para o gene ZmMATE1. Esses acessos selecionados, juntamente com variedades crioulas, linhagens elites e acessos do banco de germoplasma de milho serão genotipados com marcador alelo-específico e avaliados quanto à tolerância ao Al, expressão e número de cópias do ZmMATE1. Em paralelo, genes candidatos identificados por meio da integração de dados públicos terão o perfil de expressão avaliado nas fontes de tolerância ao Al selecionadas. Como resultados, serão propostos: genes candidatos como alvos para futuros estudos de validação funcional, inferência evolutiva sobre o gene ZmMATE1 e fontes dos alelos de tolerância ao Al, que terão grande potencial para uso no melhoramento de milho.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudia Tirelli

Ciências Humanas

Sociologia
  • disputas e resistências: a cidade (re)construída entre a norma instituída pela política habitacional e os modos de existência dos habitantes das periferias
  • No Brasil, pesquisas que avaliem a implementação e a efetividade das políticas públicas de habitação ganharam importância a partir da última década. Esses estudos geralmente apontam para o hiato existente entre a formulação da política e os seus resultados em distintos territórios. Esta pesquisa se propõe a incluir novas questões a esse debate a partir de investigações empíricas que possibilitem evidenciar outras formas de interpretar e viver a cidade, para além da normatização imposta pelos programas habitacionais. Busca-se olhar para as diversas formas de significar e construir a cidade, trazendo para o centro da análise os modos de existência forjados pelos habitantes das periferias urbanas ao fazer a cidade. Assim, esta pesquisa irá investigar as disputas e resistências que decorrem do encontro entre a norma e as estratégias de existência e sobrevivência desses moradores, os quais (re)constroem a cidade cotidianamente a partir das suas ações e redes. Tomando como recorte espacial dois conjuntos habitacionais construídos por meio do Programa Minha Casa Minha Vida nas cidades de Pelotas e Santa Cruz do Sul, duas cidades médias do Estado do Rio Grande do Sul, pretende-se analisar as distintas formas de habitar construídas por esses grupos desde o período de instalação dos conjuntos até o presente. A metodologia da pesquisa envolverá procedimentos quanti e qualitativos para a coleta de dados, incluindo a aplicação de questionários, análise documental, entrevistas semiestruturadas com moradores e observações diretas nos conjuntos habitacionais. O projeto será executado por meio de uma rede interinstitucional de pesquisadores formada por docentes e discentes dos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional/UNISC e de Antropologia/UFPEL. Espera-se que os resultados contribuam para o debate acadêmico sobre as compreensões de cidade e de seus usos e para a qualificação do planejamento e implementação de políticas públicas habitacionais.
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 17/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cláudia Vieira Prudêncio

Ciências Agrárias

Agronomia
  • plantas alimentícias não convencionais da bacia do rio grande: resgate de sabores e saberes esquecidos
  • A melhoria na qualidade da alimentação deve estar associada a uma agricultura mais sustentável, com respeito ao meio ambiente e ao conhecimento popular, além do estímulo ao resgate das tradições locais relacionadas ao prazer da alimentação. Por outro lado, o baixo consumo de espécies vegetais regionais favorece a perda de materiais e até a extinção de espécies, com grandes prejuízos ecológicos e culturais. Assim, a utilização de plantas alimentícias não convencionais (PANC) características da região pode favorecer o consumo de pratos típicos regionais e valorizar a expressão cultural da população, além de favorecer a segurança alimentar e nutricional. Com este projeto pretende-se criar o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica para o estudo de Plantas Alimentícias Não Convencionais (NEA-PANC). O objetivo desse Núcleo de Estudos é realizar o levantamento etnobotânico de PANC do município de Barreiras (BA) e a avaliação de seu valor nutricional, visando sua conservação e a conscientização da sua importância alimentar e nutricional. A caracterização físico-química das espécies encontradas e a qualidade microbiológica de suas preparações são informações essenciais para avaliar a adequação nutricional de PANC para a população de diversas faixas etárias. O foco principal do projeto é fomentar a produção e a inclusão de alimentos regionais e PANC na comunidade local. Para isso, serão realizados diversos cursos visando a produção e utilização destes alimentos, além de cursos relacionados ao aproveitamento total de alimentos, rotulagem e marketing de mercado. A realização de tais cursos irá favorecer o conhecimento acerca do tema e as possibilidades de aplicação de PANC na alimentação. Paralelamente, o projeto visa promover a agricultura agroecológica e familiar através do apoio à implantação de uma feira agroecológica, direcionada à comercialização de produtos de base agroecológica e/ou orgânica. O projeto beneficiará agricultores familiares e produtores em transição agroecológica, membros da comunidade acadêmica (estudantes, professores e técnicos administrativos da educação) das instituições de ensino participantes, a saber Universidade Federal do Oeste da Bahia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, Universidade do Estado da Bahia e Faculdade São Francisco de Barreiras, agentes de assistência técnica e extensão rural, além de outros membros da comunidade. O maior consumo de PANC também irá valorizar a identidade sociocultural das comunidades locais, por favorecer o uso de produtos da região, muitas vezes relacionados a costumes e preparações atualmente pouco utilizadas. Por outro lado, o projeto visa também incentivar a formação de produtores agroecológicos através do fornecimento de cursos com diferentes temáticas, que incluem desde conteúdos sobre compras públicas da agricultura familiar a técnicas de processamento e higiene de alimentos. Esta capacitação torna-se importante por fornecer aos produtores opções para processamento e comercialização de seus produtos, favorecendo a melhoria de renda das famílias beneficiadas. A criação do NEA-PANC, com formação multidisciplinar e parceria com outras instituições, é importante para fomentar a preservação das espécies e divulgação de conhecimentos acerca do papel e importância de PANC na alimentação e na segurança alimentar e nutricional.
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia - BA - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Cláudia Viviane Viegas

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • retorno de medicamentos em fim de vida e fim de uso: proposta de identificação e hierarquização de trade-offs entre impactos
  • O retorno de medicamentos em fim de vida (expirados e/ou avariados) e em fim de uso (não expirados e com potencial de recirculação controlada por profissionais de saúde) é abordado como logística reversa, embora o segundo caso possa ser caracterizado como economia circular por envolver o reuso, que é princípios central desse tipo de abordagem econômica. Independentemente de manterem a utilidade para a qual foram produzidos, medicamentos pós-uso são tratados como resíduos. A legislação federal brasileira não proíbe expressamente a reutilização de medicamentos que estejam dentro do prazo de validade e sejam considerados aptos a reuso mediante avaliação por profissional farmacêutico. No entanto, essa legislação não é suficientemente clara quando se refere a aspectos como desuso e periculosidade - se este último aspecto se aplica ou não diretamente a medicamentos enquadrados como resíduos e não rejeitos. O descarte incorreto de medicamentos traz danos ambientais e à saúde pública, enquanto uma parcela significativa da população não tem acesso a tais bens. Este projeto parte de uma experiência municipal de coleta e dispensação que já evitou o descarte irregular de 2,4 toneladas de medicamentos e resultou em benefício médio de 14,9% do salário mínimo brasileiro por atendimento em 3,5 anos. Contudo, custos de manutenção do programa são ônus crescente para o município. Em 2019, foi aprovada lei estadual que autoriza a replicação dessa experiência no Rio Grande do Sul. Porém, faltam mecanismos para envolver todas as partes da cadeia produtiva além de consumidores e agentes públicos de esferas diferentes da municipal. Este projeto propõe a identificação e a hierarquização de trade-offs ambientais, socioeconômicos e econômicos voltado a programas como o mencionado. Pretendem-se utilizar entrevistas semiestruturadas e Análise Hierárquica de Processos para identificar e hieraquizar trade-offs de valor que permitam entregar um guia de boas práticas para programas desta natureza.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Wasserman

Ciências Humanas

História
  • cartografia das memórias em disputa: manifestações/intervenções contemporâneas no espaço público (argentina, brasil, chile, colômbia e nicarágua)
  • O tema do projeto são as recentes intervenções populares no espaço público, protagonizadas por movimentos sociais organizados ou espontâneos, que visam questionar, contestar, recriar ou ressignificar as memórias oficiais modeladas pelo poder público estatal. Tais manifestações tendem a tensionar a história oficial ao inserir outros discursos, pessoas ou grupos na paisagem memorial cujas identidades sociais encontram-se sub representadas ou excluídas. O problema da pesquisa refere-se ao recente empoderamento de populações subalternizadas e suas manifestações em lugares de memória que sugerem memórias em disputa e podem ser vistos como sintoma da insatisfação popular com o espaço público. O levantamento prévio revela que as manifestações públicas buscaram alterar monumentos ou a paisagem memorial na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Nicarágua e despertam temáticas que podem ser exemplificadas pelos seguintes pares conceituais: memórias da conquista da América e da colonização europeia X memórias dos grupos e etnias submetidos à escravidão, genocídio ou etnocídio; Estado democrático de direito X Estado autoritário; demarcações de lugares relativos às graves violações de direitos humanos X apagamentos dessas memórias. A partir do levantamento das disputas ocorridas nos espaços públicos propagadas através da mídia dos países selecionados, e, em alguns casos, difundidas em tempo real pelas redes sociais ou transformadas em objetos de investigação, buscamos elaborar um mapa virtual que contemple a indicação espacial da intervenção, sua caracterização, o contexto político da manifestação e suas repercussões. Em termos teóricos e metodológicos serão mobilizadas reflexões em torno dos lugares de memória e dos sítios de consciência, das memórias em disputa, do patrimônio cultural e das identidades sociais. Por fim, nos valeremos das metodologias ligadas à história pública e à história digital de forma a contribuir para a divulgação do conhecimento científico.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025