Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Daniel Luís Notari

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • iii mostra científica de conhecimento e inovação: elementos de transformação para o futuro
  • A educação escolar vive novos paradigmas. Os quatro princípios propostos pela Comissão Internacional sobre a Educação para o século XXI estabelecem que a educação deve ser estruturada em quatro eixos: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver e aprender a ser. Nessa proposta, o principal objetivo da educação escolar deve ser a aprendizagem permanente, que de acordo com os PCN’s, "supõe desenvolver a capacidade de assimilar mudanças tecnológicas e adaptar-se a novas formas de organização do trabalho”. A pesquisa e o aprendizado são características intrínsecas da natureza humana. A história da humanidade baseia-se na observação, análise, compreensão e transmissão deste conhecimento para os demais. A escola insere-se neste contexto com a missão de perpetuar e sistematizar o conhecimento adquirido. Considerando essas diretrizes, o ensino de Ciências tem a missão de ultrapassar as limitações do livro didático. A escola não pode ser alheia às modificações científico-tecnológicas que vêm acontecendo e sendo absorvidas no cotidiano. A formação dos educandos deve ser voltada para a compreensão e análise crítica destes eventos. A questão da experimentação é fundamental. O ser humano age cientista naturalmente ao olhar e ao entender o mundo. Deste modo, o ensino prático de Ciências deve trabalhar, também, com projetos investigativos. Nesta abordagem, o professor repassa orientações sobre o que é o método científico, como começar um projeto, criar hipóteses e buscar estratégias para confirmá-las. A investigação exige que se faça uma seleção da matéria a ser tratada. Essa seleção requer alguma hipótese que irá guiar e delimitar o assunto a ser investigado. Em seguida, conduzem-se os experimentos que testam e validam as hipóteses formadas. Esses resultados são então analisados e discutidos. Com base no exposto, o presente projeto propõe a inserção dos alunos das séries finais do ensino fundamental no contexto acadêmico a fim de formalizar o método científico e popularizar a ciência e a tecnologia. Além disso, procura-se estabelecer uma relação entre os avanços científicos e os eventos cotidianos da vida do estudante.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Daniel Magalhães Mucci

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • orientação empreendedora versus inércia familiar nas empresas familiares: antecedentes e consequências
  • Este estudo tem como objetivo discutir os antecedentes e as consequências da orientação empreendedora (OE) na empresa familiar. Discutimos o efeito moderador das características e intenções particulares das empresas familiares como moderadora da associação entre fatores contingenciais e OE. Além disso, discutimos o efeito da OE sobre o desenho e uso dos Sistemas de Mensuração de Desempenho (SMD). Em relação às características particulares da empresa familiar, focamos nas intenções familiares não-econômicas baseadas na lente teórica da Riqueza Socioemocional (SEW). Também estudaremos o desenho em termos do nível de sofisticação e o uso diagnóstico e interativo dos SMD. Entre as consequências, discutiremos o apoio da EO ao alcance tanto de objetivos econômicos voltados para os negócios e objetivos não econômicos voltados para a família dentro do negócio da família. Para testar essas relações de maneira empírica, desenvolveremos uma pesquisa por meio de questionários com empresas familiares brasileiras de médio e grande porte. Como método de análise, empregaremos a técnica multivariada de Modelagem de Equações Estruturais (SmartPLS). Este tópico é relevante, uma vez que a OE tem sido vista como um determinante de muitos resultados positivos, como inovação, crescimento da empresa e desempenho. Com este estudo, esperamos trazer mais luz sobre como a SEW moderam a associação entre fatores contingenciais e OE, bem como a influência da OE sobre o SMD. Também esperamos fornecer evidências de que uma OE (em contraste com a inércia familiar) pode apoiar tanto a busca de objetivos financeiros quanto não financeiros em empresas familiares, e como tal associação é fortalecida pelos benefícios gerados por SMD, o que como consequência tende a aumentar as chances de sucesso da empresa familiar no longo prazo.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Mendes Pereira Ardisson de Araújo

Ciências Biológicas

Genética
  • caracterização de novas espécies ou isolados de baculovírus para uso no controle biológico de insetos-praga
  • O controle de insetos-praga tem sido feito predominantemente com uso de inseticidas químicos que geralmente são inespecíficos, perigosos para a saúde humana, poluem o ambiente e criam ambientes propícios ao surgimento de resistência. Nesse apelo, os vírus surgem como uma alternativa viável e já eficientemente empregada para o controle natural de pragas agrícolas e florestais. O uso de vírus como agentes de controle biológico no Brasil começou a se espalhar depois do sucesso do baculovírus AgMNPV para controle da lagarta da soja Anticasia gemmatalis, bem como a crescente demanda por produtos livres de agrotóxicos. Os baculovírus são vírus de DNA dupla-fita circular capazes de infectar larvas de insetos das ordens Diptera (mosquitos), Hymenoptera (algumas vespas) e principalmente Lepidoptera (lagartas de borboletas e mariposas). Entretanto, o principal gargalo no uso de baculovírus é a restrição no número de espécies virais identificadas na natureza e descritas, uma vez que os vírus são altamente específicos para o hospedeiro de onde foi isolado. Dessa forma, o presente projeto visa caracterizar em nível genético, evolutivo e biológico novas espécies ou isolados de baculovírus para entender os aspectos básicos da interação vírus-hospedeiro e sua evolução a fim de desenvolver agentes efetivos para controle biológico de pragas da agricultura.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Menezes Souza

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • inflamassoma nlrp3: estudo translacional sobre a importância da ativação dessa plataforma molecular sobre o desenvolvimento de lesões de cutâneas simples e de mucosa na leishmaniose tegumentar humana
  • Leishmania braziliensis é um parasito de grande importância por ser responsável, no Brasil, pela maioria dos casos de leishmaniose tegumentar (LTH), um grave problema de saúde pública. Este parasito está associado a um amplo espectro de manifestações clínicas da LTH, variando de lesões cutâneas simples, as quais podem curar espontaneamente, até lesões de mucosas, uma forma invasiva hiperalérgica e destrutiva da leishmaniose. A imunopatogênese da LTH é complexas e ainda não totalmente esclarecidas, sendo assim, um dos fatores mais intrigantes no estudo da doença envolve a compreensão dos mecanismos moleculares de interação entre o parasito-hospedeiro, enfatizando fatores associados ao desenvolvimento de lesões cutâneas simples até formas estigmatizantes, como ocorre na manifestação clínica mucosa (LTH-M). Nesse contexto, a ativação de receptores da imunidade inata em células, tais como macrófagos, é crucial para a iniciação da resposta imune contra patógenos e para determinar a ocorrência de lesões teciduais associadas a resposta inflamatória. Em modelo murino de infecção por parasitos causadores da LTH, tem sido demonstrado que a ativação do inflamassoma de NLRP3, um tipo de receptor da imunidade inata, durante a infecção por Leishmania, é crucial para a resistência do hospedeiro à infecção. Esse controle é mediado por mecanismos dependentes da produção de IL-1β e IFN-γ, os quais induzem a geração de óxido nítrico que contribui para a restrição da replicação do parasito no interior de macrófagos. Entretanto, pouco se sabe a respeito dos mecanismos pelos quais a ativação do inflamassoma restringe a replicação de patógenos intracelulares e/ou desencadeia processos inflamatórios que podem levar a lesões teciduais. Além disso, pouco se sabe a respeito do envolvimento do inflamassoma de NLRP3 na infecção provocada L. braziliensis em humano, e o possível papel no controle da infecção, redução da carga parasitária tecidual, bem como controle do processo inflamatório que pode desencadear lesões de mucosa grave observada nos pacientes infectados pelo parasito L. braziliensis. Dessa forma, torna-se de grande importância determinar o papel do inflamassoma de NLRP3, bem como os mecanismos envolvidos na ativação da imunidade inata mediada por essa plataforma molecular, durante a infecção por L. braziliensis. Nesse sentido, o objetivo do presente projeto é avaliar o envolvimento do inflamassoma NLRP3 no desenvolvimento de lesões cutâneas (simples e de mucosa) em pacientes com LTH. A determinação do papel desse receptor inato frente à infecção por L. braziliensis tem o potencial de abrir novas perspectivas para o tratamento e profilaxia desta infecção, bem como de outras doenças inflamatórias crônicas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Orquiza de Carvalho

Outra

Microeletrônica
  • desenvolvimento de plataformas de opto-fluídicas para aplicação em sensoriamento
  • A opto-fluídica surgiu nas últimas décadas a partir da união da tecnologia de dipositivos fotônicos com a tecnologia microfluídica. Dispositivos opto-fluídicos utilizam luz nas regiões ultravioleta, visível e infravermelha do espectro para realizar funções de sensoriamento, imageamento e manipulação (através de pinças e armadilhas ópticas) em tempo real dentro de microcanais. As áreas de aplicações são diversas: biossensoriamento, citometria (contagem, caracterização e classificação de células e partículas microscópicas), análise de DNA, espectroscopia, manipulação e análise de propriedades mecânicas de objetos microscópicos, entre outras. Uma tecnologia bastante promissora para se fabricar microcanais é a tecnologia de cerâmica verde (LTCC – Low Temperature Co-fired Ceramic). Esta cerâmica é constituída de alumina, vidro e compostos orgânicos. O LTCC é chamado de cerâmica verde (Green Tape), pois é manipulado em estado não sinterizado, sendo seu aspecto flexível e de fácil manuseio. A cerâmica LTCC permite a microfabricação de sistemas em diversas camadas, formando estruturas tridimensionais. Além disso, as cerâmicas são materiais apropriados para a produção de dispositivos cujo funcionamento envolva altas temperaturas, como reatores químicos microfluídicos, por exemplo. Pela facilidade de fabricação e possibilidade de desenvolver dispositivos 3D utilizando múltiplas camadas que são unidas através do processo de prensagem uniaxial e tratamento térmico, o LTCC é uma alternativa bastante interessante para o desenvolvimento opto-fluídicos. Embora o LTCC já tenho sido usado para desenvolver dispositivos microfluídicos com bastante sucesso, aplicações usando esta tecnologia para o desenvolvimento de dispositivos opto-fluídicos são praticamente inexistentes, no melhor do nosso conhecimento. Não obstante, as dimensões e espessuras das camadas (da ordem de poucas dezenas a centenas de micrometros) são naturalmente apropriadas para integração de fibras ópticas. Ademais, esta tecnologia pode ser facilmente integrada com chips de silício. Com isso, dispositivos de fotônica em silício, fabricados com tecnologia planar, podem ser integrados a dispositivos microfluídicos fabricados em LTCC. Considerando as vantagens relacionadas com a utilização da tecnologia LTCC, a proposta do atual projeto é desenvolver dispositivos opto-fluídicos utilizando cerâmica verde para medida de tamanho de objetos microscópicos em suspensão coloidal. Estes dispositivos serão fabricados utilizando integração hibrida de microcanais fabricados em LTCC e fibras ópticas ou, alternativamente, guias fabricados em chips de silício utilizando tecnologia planar. Cabe ressaltar que em trabalhos anteriores adquirimos boa experiência no que diz respeito ao projeto e fabricação de guias em fotônica de silício. A vantagem da utilização de guias de onda fabricados com tecnologia planar para desenvolver sensores de tamanho de objetos microscópicos está no fato de que as dimensões deste guias de onda podem ser otimizadas para esta aplicação. Isto é o oposto do que acontece quando se utiliza fibras ópticas, métodos comumente usado para este fim. Sensores desenvolvidos com tecnologia planar tem o potencial de serem capazes de detectar partículas menores do que os sensores à fibra, justamente pela possibilidade de otimizar as dimensões dos guias de onda para a aplicação em questão. Ademais, existe a possibilidade de se fabricar guias de onda com núcleos líquidos. Neste caso, o núcleo do guia de onda, responsável por confinar a luz propagante, coincide com a região por onde o líquido flui. Desta forma a interação entre a luz e os objetos a serem medidos é muito maior. Espera-se que a utilização das técnicas propostas gere resultados promissores do ponto de vista acadêmico e de inovação. Ademais, o projeto proposto deve permitir estabelecer provas de conceito que futuramente se tornem dispositivos passiveis de ser fabricados comercialmente com aplicações nas áreas de medicina, química e farmácia.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Papoti

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • desenvolvimento de uma bobina de rf com 8 canais para recepção dedicada para imagens por ressonância magnética do joelho em 7 teslas
  • Este projeto tem como proposta o desenvolvimento de uma bobina de radiofrequência (RF) com 8 canais de recepção operando em um campo de 7 Teslas para aquisições de imagens por ressonância magnética (IRM) do joelho. Esta bobina será desenvolvida dentro de uma proposta de cooperação entre o Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS) da Universidade Federal do ABC (UFABC) com o Instituto de radiologia da Faculdade de Medicina da USP (InRad-FMUSP) para operar como parte do equipamento de IRM MAGNETOM 7T – Siemens (Erlangen, Germany), adquirido com recursos da FAPESP dentro do projeto “Plataforma de Imagem na Sala de Autópsia” (PISA). A FMUSP, através do projeto PISA, adquiriu o primeiro tomógrafo de Ressonância Magnética de ultra-alto campo magnético da América Latina para a realização de diferentes projetos nas áreas de doenças respiratórias, doenças cardiovasculares, doenças neurológicas, envelhecimento e autópsias virtuais, este última em conjunto com o Serviço de Verificação de Óbitos da Capital (SVOC). Este sistema de IRM, por ser utilizado exclusivamente para ambiente de pesquisa, possui disponível pelo fabricante até o momento apenas uma bobina para imagens de cabeça. Por esta razão, para que o máximo ganho em termos de qualidade de imagem seja obtido também para outras anatomias além da cabeça, como o joelho, é de fundamental importância o desenvolvimento de geometrias dedicadas de bobinas. Além das vantagens em termos de relação sinal/ruído (RSR), esta bobina deverá permitir a implementação de metodologias de aquisição paralela para o estudo do sistema musculoesquelético. O projeto prevê ainda uma parceria de cooperação com grupos experientes em instrumentação para IRM, como o grupo liderado pelo Prof. Dr. Alberto Tannús, do Centro de Imagens e Espectroscopia in vivo por Ressonância Magnética (CIERMAG), do Instituto de Física da USP, campus de São Carlos.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pasquini

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de nanocompósitos poliméricos contendo híbridos de óxido de metal/grafeno, para aplicações em dispositivos de armazenamento de energia.
  • Metais ou óxidos metálicos normalmente sofrem dissolução, sinterização e aglomeração durante processos em que são aplicados, como por exemplo, quando empregado em processos catalíticos. Para aliviar essa dificuldade, as estruturas nanoestruturadas de grafeno 3D funcionam como matrizes de suportes para estes metais ou óxidos de metais, que em sua forma expandida maximizam as áreas de superfícies específicas eletroativadas e promove sua atividade e durabilidade, boa estabilidade química e ambiental e forte adesão às partículas dos metais e óxidos de metais. Apesar do tremendo progresso na adição de metais/óxidos de metais suportadas em grafeno, ainda observa-se problemas na montagem controlável de nanopartículas de óxidos de alguns metais suportados em sistemas de grafeno tridimensional (3D). Neste sentido, os sistemas de redes de polímeros têm sido um alvo atraente para suportar estas partículas sem a necessidade de trabalhar com grafeno 3D. Sistemas híbridos de óxidos metálicos/grafeno suportados em polímeros têm demonstrado potenciais de aplicações devido as seguintes e bem reconhecidas vantagens: - a grande área de superfície e a flexibilidade de nano folhas de grafeno (que é uma estrutura em 2D) podem oferecer área suficiente para acomodar vários nanomateriais e também podem evitar que eles se aglomerem. - devido às características superficiais finas do grafeno, a eficácia do contato interfacial com outros compostos aumenta e simultaneamente valoriza a quantidade de processos de adsorção. - a propriedade de condutividade elétrica do grafeno promove a taxa de transferência de elétrons na superfície. - por último, a condutividade elétrica dos híbridos são valorizadas pela incorporação de polímeros condutores tipo polianilina (PANi) e polipirrol (PPY). Assim sendo, o presente projeto visa produzir filmes compósitos produzidos por nanofibras de celulose e polímeros condutores PANi e PPY, com a incorporação de partículas híbridas de óxido de metal/grafeno. A presença das nanofibras de celulose é responsável pela formação de um filme e pela resistência mecânica final do material compósito, além de conferir flexibilidade do filme resultante. Os polímeros condutores serão sintetizados diretamente em solução contendo as nanofibras, de forma que estes se depositem na superfície das fibras durante a polimerização. As partículas híbridas serão adicionadas nas misturas posteriormente, de forma a se obter os compósitos com as propriedades desejadas para as aplicações em dispositivos de armazenamento de energia. É necessária uma gestão eficiente da energia renovável para um desenvolvimento sustentável do país e é esperado que o armazenamento eletroquímico de energia desempenhe um papel fundamental neste processo. Este projeto abordará o estado dos desenvolvimentos no campo do armazenamento de energia eletroquímica, com foco em materiais avançados e considerações de planejamento de baterias e supercapacitores para aplicações atuais e futuras em transporte, comércio, eletrônica, aeroespacial, biomédica e outros setores promissores. Para reduzir a dependência dos recursos convencionais e desenvolver uma nova paisagem energética, a geração de energia renovável deve ser complementada por sistemas eficientes de armazenamento de energia com operação robusta e com baixos custos. Os sistemas de armazenamento de energia eletroquímica possuem grandes promessas à medida que operam com alta eficiência, são escaláveis, podem ser implementado com várias substâncias químicas e podem ser baseados em materiais baratos, sustentáveis e recicláveis. A intenção deste projeto é desenvolver estratégias para melhorar as métricas de desempenho eletroquímico, atributos de segurança e reduzir o custo dos sistemas de armazenamento eletroquímico de energia. O projeto abordará os aspectos de química, materiais e engenharia para conceitos atuais e emergentes em baterias e além, armazenamento de energia capacitiva aprimorado, sistemas híbridos, mas também planejamento de células para considerações de nível de sistema. Os resultados se concentrarão nos projetos de armazenamento de energia multifuncional que vão além dos atuais desempenhos do sistema.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pedrosa Alves

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estudo da herança da resistência à peronospora destructor em populações avançadas de cebola
  • A cebola, Allium cepa, é uma hortaliça de grande importância econômica e social no Brasil e no mundo. O estado de Santa Catarina é o maior produtor de cebola do no Brasil, sendo o Alto Vale do Itajaí a principal região produtora de SC com mais de 70% da produção do Estado. Entretanto, o cultivo de cebola na região é muito afetado pela alta incidência do míldio, causado pelo patógeno Peronospora destructor. Essa doença onera os custos de produção, diminui a margem de lucro dos agricultores além de elevar os danos causados ao meio ambiente, uma vez que o manejo da doença é feito exclusivamente com agroquímicos. Graças a um projeto aprovado no edital universal do CNPq de 2014 e finalizado esse ano (449218/2014-7), foram desenvolvidas duas populações avançadas no programa de melhoramento de cebola da Epagri com alta resistência ao míldio, sendo experimentalmente conhecidas como “Bola Precoce Agroecológica” e “Superprecoce Agroecológica”. Essas populações se mostraram menos suscetíveis e mais produtivas frente à infecção do patógeno P. desctructor, e consequente ocorrência do míldio nas últimas três safras (2015/2016; 2016/2017 e 2017/2018). Até o presente momento não existe nenhum relato na literatura de resistência ao míldio em cebola comercial, A. cepa. Resistência ao míldio da cebola foi encontrado em uma espécie relacionada, Allium roylei, sendo que essa resistência é devido a um único gene dominante, denominado Pd. Assim sendo, torna-se necessário o completo entendimento da origem dessa resistência das populações “Bola Precoce Agroecológica” e “Superprecoce Agroecológica”. Dessa forma, o objetivo do presente projeto é estudar a herança da resistência à P. desctructor em plantas das populações avançadas “Bola Precoce Agroecológica” e “Superprecoce Agroecológica”. Para viabilizar esse estudo realizaremos hibridações de plantas resistentes de ambas populações com plantas suscetíveis de uma população de cebola roxa. Para assegurar a natura híbrida da progênie utilizaremos um marcador fenotípico, cor do bulbo, e marcadores moleculares para o gene Ms. Assegurada a natura híbrida das plantas F1, avançaremos a geração e analisaremos a segregação da resistência nas gerações filiais F2 e F2:3. Devido à natureza bienal da cebola (dois anos para completar o ciclo) no final deste projeto teremos pelo menos uma população segregante (F2) para a resistência ao míldio da cebola. Nessa população F2 realizaremos a fenotipagem para quantificar os indivíduos resistentes e suscetíveis além de extrair o DNA para futura genotipagem. Outra fenotipagem será realizada, em projetos futuros, em uma população F2:3, pois assim conseguiremos ter uma melhor estimativa do fenótipo utilizando um maior número de plantas e experimentos. Em um projeto futuro nós também faremos o mapeamento do gene de resistência dessas populações (usando o DNA extraído das populações F2).
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pens Gelain

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • o receptor para produtos finais de glicação avançada (rage) no desenvolvimento da neurodegeneração dopaminérgica típica da doença de parkinson a partir de inflamação sistêmica: estudo translacional
  • A Doença de Parkinson (DP) está entre as patologias neurodegenerativas mais frequentes atualmente. Não há uma causa específica identificada para a DP, portanto os tratamentos disponíveis focam na sintomatologia. A administração de L-DOPA para repor os níveis de dopamina e de agonistas de receptores de dopamina para ativar neurônios estriatais são as estratégias farmacológicas mais utilizadas, enquanto que o implante de marca-passo estimulador cerebral para controle do circuito dos gânglios basais é a alternativa cirúrgica disponível. No entanto, com a contínua degeneração dos neurônios dopaminérgicos, tais tratamentos perdem a efetividade com o tempo. Ultimamente, componentes típicos de resposta pró-inflamatória vêm sendo descritos na DP, como ativação microglial e produção elevada de citocinas pró-inflamatórias. A ativação microglial pode estimular o acúmulo de formas aberrantes da α-sinucleína, o que por sua vez acaba por estimular a formação de corpos de Lewy, a morte neuronal e reforçar a própria ativação microglial, em um ciclo de retroalimentalação positiva de neuroinflamação e neurodegeneração. Considerando esses fatores, pretendemos estabelecer o papel do receptor para produtos finais de glicação avançada (RAGE) como principal integrador da sinalização neuroinflamatória e neurodegenerativa. O RAGE é considerado um promotor de estados pró-inflamatórios crônicos, e um dos seus efeitos mais pronunciados é a indução de vias pró-inflamatórias controladas pelo NF-kB. Como o gene do RAGE (AGER) também conta com um elemento responsivo ao NF-kB, a sua ativação é capaz de aumentar a própria expressão. Em trabalhos recentes do nosso grupo, observamos que a inibição seletiva do RAGE na substância negra de ratos Wistar é capaz de prevenir a denervação dopaminérgica e o déficit motor causados pela administração de 6-hidroxidopamina, e também que a indução de inflamação sistêmica com LPS intraperitoneal é capaz de aumentar os níveis de RAGE na substância negra. O objetivo geral do presente projeto é o de estabelecer a importância do RAGE na patogênese e na progressão da neurodegeneração dopaminérgica típica da Doença de Parkinson. Para este objetivo ser alcançado, estudaremos a relação entre o RAGE e processos celulares reconhecidamente responsáveis pela indução da morte dos neurônios dopaminérgicos na Doença de Parkinson em modelos pré-clínicos da doença (roedores), avaliaremos a relação entre a presença deste receptor (e seus moduladores) no soro de pacientes e o estadiamento da doença, e a relação entre RAGE e seus moduladores com o estadiamento histopatológico em amostras de cérebro post-mortem de pacientes. Para tanto, iremos caracterizar, em animais submetidos à inflamação sistêmica induzida por LPS, o papel do RAGE na evolução de sintomas pré-motores (anosmia e anedonia), sintomas motores (déficits motores e locomotores) e não-motores (déficit cognitivo) associados à neurodegeneração dopaminérgica da substância negra, bem como a evolução da perda de neurônios dopaminérgicos e dos níveis de dopamina, ao longo de 10 meses após a administração de LPS. Além disso, propomos diferentes protocolos pré-clínicos de inibição do RAGE em modelos de neurodegeneração avançada (i.e., a partir da manifestação de estágios motores), testando a eficácia através de avaliações comportamentais, bioquímicas e histológicas. Também pretendemos caracterizar, através de estudos de microscopia confocal em cérebros de roedores, bem como utilizando ferramentas de biologia molecular combinadas com técnicas de visualização e imunodetecção em modelo in vitro (culturas de neurônios), o efeito do RAGE na expressão e tráfico vesicular de α-sinucleína, bem como na possível desregulação do turnover (etapas de degradação proteossômica) e consequente acúmulo celular/membranar, além da indução de formas aberrantes e seu acúmulo em neurônios dopaminérgicos. No contexto clínico, propomos caracterizar a presença de ligantes de RAGE, bem como de sua isoforma solúvel (sRAGE), no soro de pacientes da Doença de Parkinson estratificados de acordo com os diferentes estágios clínicos da doença, grau de envolvimento neurológico e de declínio motor e cognitivo. Por fim, iremos caracterizar a presença do RAGE e de seus moduladores na substância negra, bulbo olfatório e tronco cerebelar em amostras crio-preservadas de cérebros humanos provenientes de pacientes de Doença de Parkinson (e respectivos controles pareados). Tais esclarecimentos trarão avanços significativos no entendimento das causas da DP e na busca de terapias efetivas. Assim, se comprovado o papel deste receptor na associação entre o estímulo inflamatório e a progressão da morte das células dopaminérgicas da substância negra, identificaremos um alvo molecular de grande potencial terapêutico para o combate a um fator causador dos sintomas da DP, ou seja, a neurodegeneração dopaminérgica, em contraste com as terapias existentes atualmente, que focam no alívio ou retardo dos sintomas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pereira da Silva

Engenharias

Engenharia Química
  • estratégias tecnológicas para integração de resíduos agroindustriais da indústria do suco e processos de obtenção de biossurfactantes
  • A presente proposta de pesquisa descreve a utilização de resíduos agroindustriais, provenientes do processamento de frutas na indústria de sucos, oriundos da região Nordeste e com especificidades locais, objetivando promover o desenvolvimento e a inovação na obtenção de biossurfactantes, tanto em características de processo como de produto. Os altos custos associados a produção bem como os baixos rendimentos nestes tipos de processos os tornam pouco eficientes em larga escala dificultando assim os biossurfactantes de competir com os produtos sintéticos comercialmente. Uma das maneiras de redução de custos na produção, aliado a maior sustentabilidade, é buscar meios de cultivo alternativos e que forneçam aos microrganismos melhores condições para obtenção de biossurfactantes. A estratégia alternativa proposta neste trabalho será avaliada e monitorada no tocante a estruturação de um meio de cultivo que melhor supra as necessidades dos microrganismos para que os mesmos possam produzir biossurfactantes de modo quantitativa e qualitativamente satisfatórios e inovadores, avaliados analiticamente por técnicas padronizadas na literatura. Deste modo, espera-se que pelos resultados obtidos seja possível a minimização dos custos de produção dos biossurfactantes, em especial devido ao grande potencial residual agrícola e agroindustrial do Brasil, bem como obtido um nível razoável de desenvolvimento, implementação e inovação no processamento e obtenção de biossurfactante.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Ratton Figueiredo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • representações eficientes de baixa dimensão de nós para alinhamento de múltiplas redes
  • Dados em rede desempenham um papel central em muitas áreas com aplicações em análise de dados, incluindo biologia computacional, redes sociais, economia e processamento de linguagem natural, para citar apenas algumas. No entanto, para muitos problemas, os dados brutos da rede (nós, arestas e seus atributos) geralmente são muito detalhados para extrair significado diretamente. Em vez disso, algoritmos que extraem representações intermediárias de dados em rede são uma abordagem promissora de forma que essas representações de mais baixa dimensão alimentem mais naturalmente tarefas de análise de dados. Exemplos de tais representações incluem métricas que avaliam a posição de nós na rede (por exemplo, medidas de centralidade como PageRank) e redução de dimensionalidade de distâncias na rede, como reescalonamento multidimensional. Uma abordagem mais recente é gerar representações para nós em um espaço métrico de baixa dimensão, aproveitando atributos dos nós e a estrutura de rede utilizando alguma metodologia de aprendizado. Isso tem sido impulsionado principalmente pela profunda revolução no aprendizado de máquina, onde muitos problemas são primeiro convertidos para um espaço métrico de baixa dimensão, tornando-os passíveis de métodos genéricos de aprendizado por redes neurais (métodos "* 2vec"). Enquanto esses métodos tendem a ser gerais e, portanto, aplicados a vários problemas, há tarefas para as quais representações específicas seriam mais eficazes e previsíveis. Além disso, sua generalidade muitas vezes compromete a viabilidade de caracterizar suas limitações teóricas ou garantias de desempenho. Uma representação alternativa é a rotulação canônica, que são algoritmos baseados na estrutura da rede que enumeram (rotulam) os nós, e que podem ser considerados como representações discretas para grafos. Proposta como uma ferramenta para identificar isomorfismos e automorfismos em grafos, a rotulação canônica é uma ferramenta matemática bem explorada e rigorosa, porém com pouca aplicação fora de seu escopo original. O alinhamento de rede (também chamado de correspondência em grafos) é o problema de identificar correspondências entre nós de duas redes correlacionadas com base nos atributos dos nós e na estrutura de rede. Por exemplo, na biologia computacional, a rede de interação proteina-proteina (PPI) de diferentes espécies tende a ser similar, embora as proteínas (nós) sejam quimicamente diferentes devido à flutuação evolucionária. Assim, o alinhamento de duas redes PPI pode esclarecer as correspondências funcionais entre as espécies. Embora o alinhamento de rede tenha sido extensivamente estudado nas últimas décadas, pouco se sabe sobre sua generalização para várias redes, onde a correspondência entre nós de todas as redes deve ser identificada. Este cenário desafiador é um exemplo em que as representações de nós podem levar a algoritmos muito eficazes. O principal objetivo desta proposta de pesquisa é projetar e implementar metodologias para representação de nós que possam ser usadas para lidar efetivamente com o alinhamento de múltiplas redes (MNA). Além disso, esta pesquisa explorará representações baseadas em estruturas que posicionam nós em um espaço métrico de baixa dimensão, bem como representações geradas por algoritmos específicos de rotulação canônica. Estas representações são provavelmente uma ferramenta poderosa para atacar o problema de MNA, além de ser uma abordagem metodológica pouco explorada também no contexto do alinhamento de duas redes. A equipe de pesquisa por trás dessa proposta está singularmente bem posicionada para atacar esse problema. Eles possuem um longo histórico de colaboração bem-sucedida (desde 2005), bem como trabalho independente em áreas muito relacionadas ao tema desta proposta. Essa oportunidade de financiamento é um instrumento fundamental para reforçar essa duradoura colaboração, ao mesmo tempo em que aborda um novo e desafiador problema de pesquisa com novas metodologias, além de envolver jovens pesquisadores e estudantes do lado brasileiro e suíço.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/04/2019-31/03/2022
Foto de perfil

Daniel Reis Plá

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • meditação e práticas contemplativas no ensino superior: perspectivas para a criação e o ensino de artes da cena
  • Este projeto constitui-se no desdobramento dos processos de investigação realizados pelo proponente em seu doutorado em Artes na UNICAMP e pós doutorado na Universidade de Huddersfield, UK, fortalecendo as redes de colaboração estabelecidas ao longo desse período e visando criar maiores subsídios para pesquisas envolvendo artes da cena, meditação e práticas contemplativas. Ao longo da última década percebe-se o crescimento do interesse acerca da meditação e outras práticas contemplativas (PLÁ, 2018) entre pesquisadores brasileiros das mais diversas áreas. Esse crescimento reflete um interesse mais amplo, em âmbito, internacional, a respeito do tema. Desde a década de 1960, quando Kabatt-Zinn iniciou as pesquisas que desembocaram no método MBSR (Mindfulness-Based Stress Reduction) diversos pesquisadores, principalmente na área de saúde e educação, vêm investigando os benefícios da prática meditativa e de outras práticas inseridas no campo das práticas contemplativas para a saúde, aprendizagem, desenvolvimento da criatividade, gerenciamento das emoções, entre outras aplicações. Autores como Kabat-Zinn & J. Mark G. Willians (2013); Oren Ergas & Sharon Todd (2016); Olen Gunlaugson, Edward W. Sarath, et.all (2014), apontam para a importância que os estudos acerca das práticas ligadas a meditação tem ganhado ao longo das últimas décadas, indicando também os possíveis perigos de uma separação dessas práticas do contexto ético-filosófico original. No que se refere as artes da cena, foco dessa proposta, observa-se também o aumento do número de artigos, teses e dissertações que tratam da relação entre práticas contemplativas e práticas artísticas, seja de modo direto ou indireto. Como exemplo disso pode-se citar o oitavo congresso internacional da ABRACE (Associação Brasileira de Pesquisa em Artes Cênicas), principal reunião científica na área de artes da cena, que no ano de 2014 promoveu uma mesa temática tratando da relação entre teatro, budismo e meditação, evidenciando o interesse dos pesquisadores brasileiros nesse assunto. Antes disso, no ano de 2013, a professora Andrea Copeliovich da UFRJ também organizou um simpósio tratando de teatro e budismo. No ano de 2016, realizou-se na UNIRIO o seminário “Artes da Cena e Práticas contemplativas”, que deu origem ao GT da ABRACE “Artes Performativas, Modos de Percepção e Práticas de si”. Além disso, foi publicado neste ano de 2018 um número da revista Pós (EBA/UFMG) focado neste assunto, e está prevista uma publicação somente com autores brasileiros na revista Performance and Mindfulness, da Universidade de Huddersfield/UK, com a mesma temática. Apesar desse interesse observa-se que há ainda uma carência de materiais em português acerca dessa temática, situação que dificulta o desenvolvimento de novas investigações nesse campo bem como a realização de debates mais qualificados. Isso se deve também a falta de comunicação entre os diferentes artistas e pesquisadores que vem desenvolvendo trabalho na intersecção entre artes da cena, práticas contemplativas e meditação no país. Ao trazer as práticas contemplativas para a relação com as práticas de criação no contexto do ensino de artes cênicas nas instituições de ensino superior, passa-se a fazer referência a criação de espaços de escuta e de atravessamento por meio deste treinamento, o que possibilita ao corpo-mente cotidiano transbordar-se em um corpo-mente em arte. Middleton (2012), Plá (2016) e Quilici (2015) afirmam a possibilidade do treinamento psicofísico apresentar-se como uma ação de cultivo, que se se insere no processo de desautomatização das percepções e ações, no reconhecimento e superação dos “esquemas de percepção codificados” (LARROSA, 2006) abrangendo diversos aspectos da experiência do indivíduo. No campo das artes da cena significa que o processo de preparação/educação do ator/performer não se refere somente ao desenvolvimento de novas habilidades para uma atuação profissional mais eficiente. O processo de formação do artista pela ótica da contemplação se aproxima da noção de filosofia dada por Pierre Hadot quando se refere ao período grego clássico: não um exercício de discussão intelectual mas um modo de vida. É necessário construir um corpo não-cotidiano, com um pensamento não cotidiano, mas principalmente um indivíduo que se afaste do senso comum. Assim, essa proposta prevê a tradução para o português de materiais ligados a essa temática além do levantamento de artistas e pesquisadores que se identificam com essa abordagem, bem como de suas práticas. Também pretende-se a proposição de ações unindo práticas contemplativas e artes da cena por meio da exploração de procedimentos e aplicação deles à criação, culminando em um seminário internacional reunindo pesquisadores interessados no tema.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Richard Sant'Ana

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • soluções viáveis para conservação de água em estabelecimentos assistenciais de saúde no distrito federal
  • O Distrito Federal vivencia uma crise hídrica sem precedentes em sua história. Torna-se imprescindível, neste momento, apresentar soluções viáveis para estimular a conservação de água pelo emprego de medidas que auxiliem no controle da demanda urbana de água. O uso de medidas voltadas à conservação de água em edificações tem sido visto como uma estratégia eficaz na redução do consumo de água nas grandes cidades. Dentre elas, destacam-se tecnologias voltadas ao uso eficiente de água pelo emprego de equipamentos economizadores de água e sistemas prediais de água não potável, que utilizam fontes alternativas de água (como águas pluviais, águas cinzas, águas residuárias, entre outros) em fins não potáveis. Para avaliar o desempenho de diferentes tecnologias e identificar soluções viáveis para a redução do consumo de água em edificações, é fundamental quantificar o consumo de água em seus usos-finais e compreender como essa água está sendo utilizada pelos usuários. Porém, apesar da vasta experiência internacional, a caracterização dos usos-finais do consumo de água no Brasil ainda está na sua infância e dados generalizáveis ainda não foram produzidos. Ao considerar a possibilidade de adaptar o estoque de edificações existentes no DF para a implementação de tecnologias voltadas à conservação de água, torna-se imprescindível uma análise de viabilidade técnica, econônica e ambiental. Evidentemente, tecnologias viáveis promoverão um retorno financeiro do investimento por meio das economias geradas pelas contas de água e esgoto. Mesmo assim, um alto custo de investimento pode desestimular proprietários, mesmo se o sistema for capaz de promover economias significativas pela conservação de água. A literatura nacional e internacional apresenta uma série de lacunas no que se diz respeito à análise do potencial de redução do consumo de água e benefícios para diferentes tecnologias voltadas à conservação de água em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EAS). Diante do exposto, o objetivo deste projeto de pesquisa é de realizar um diagnóstico do uso de água em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde no Distrito Federal (Unidades Básicas de Saúde, UBS; Unidade de Pronto Atendimento, UPA; e Hospitais) para identificar tecnologias conservadoras de água viáveis em termos de adaptação predial, custos, benefícios financeiros e ambientais para diferentes tipos de EAS. Para tanto, foi delineado uma metodologia dividida em três etapas: (i) coleta de dados primários em campo, (ii) composição de modelos representativos e (iii) análise de viabilidade. A coleta de dados primários em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde dá início por meio de um levantamento quantitativo referente ao histórico do consumo predial de água (últimos três anos), áreas (construída, verde e de projeção) e população (fixa e flutuante). Em seguida, um levantamento qualitativo capaz de caracterizar os usos-finais de água, será realizado em edificações pré-selecionadas que se insiram dentro de um mesmo cluster de consumidores típicos de água para cada tipologia. Para a caracterização dos usos-finais de água, serão realizadas medições específicas utilizando-se de hidrômetros específicos e medidores de fluxo capaz de armazenar dados (data-loggers) durante o período de um mês. Baseando-se nos dados coletados em campo, um modelo representativo para cada tipologia estudada será criado de acordo com valores estatísticos médios referentes a área construída, área de projeção, área verde, número de pessoas, consumo predial, vazão de equipamentos hidrossanitários e indicadores de usos-finais de água. Com isso, será possível calcular o potencial de redução do consumo de água para diferentes tecnologias voltadas a conservação de água (incluindo equipamentos economizadores de água e sistemas prediais de água não potável) e simular seus benefícios financeiros em valor presente líquido e custo incremental médio. Como resultado final, espera-se identificar soluções voltadas à redução do consumo de água potável em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde no Distrito Federal.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Roberto dos Reis Silva

Ciências Humanas

Antropologia
  • culturas populares no brasil: um olhar sobre a produção feminina nos arquivos do centro nacional de folclore e cultura popular
  • Este projeto tem por objetivo uma pesquisa sobre as trajetórias femininas nos estudos de folclore e culturas populares no Brasil a partir dos acervos do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP), em específico as coleções e fundos documentais de Lélia Coelho Frota (1937-1910) e Maria de Lourdes Borges Ribeiro (1912-1983). Pretende-se identificar e analisar o papel de mulheres na construção e consolidação de um campo de conhecimento, assim como nas políticas públicas de cultura elaboradas no país a partir da década de 1940, considerando a ampla, porém pouco difundida, produção das mesmas. Almeja-se também o tratamento técnico dos acervos citados (por meio da catalogação, digitalização e acondicionamento) com fins de publicização dos mesmos no intuito de fomentar novos usos e pesquisas a partir deles. Essas coleções fazem parte da construção do pensamento social brasileiro, bem como expõem os trânsitos, circulação e embates da presença feminina nas instituições que fomentam a produção de conhecimento no país. De tal forma, são fontes cruciais e únicas para (re)pensar novos olhares sobre o campo das culturas populares e percepções sobre a sociedade brasileira de modo geral.
  • Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Rodrigues de Lira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • evolução geomorfológica, processos superficiais atuais e quaternários a partir dos depósitos alúvio-coluviais do maciço da serra negra e seu entorno, semiárido de sergipe
  • A evolução geomorfológica é expressa nas modificações da paisagem e processada em diferentes escalas de tempo, têm sido alterados em razão das mudanças no sistema de cobertura da terra, relacionados as mudanças climáticas desde o final do Pleistoceno e início do Holoceno, até os dias atuais, destacando o papel da vegetação como elemento importante no controle da atividade morfogenética, pois o período de máxima atividade geomórfica ocorre no desencadear de um clima mais úmido em áreas submetidas a semiaridez. Para realizar este estudo escolheu-se o Maciço da Serra Negra e seu entorno no estado de Sergipe, uma vez que áreas de brejos de altitude são as mais importantes áreas de depósitos de encosta na região do semiárido, os quais guardam os registros geomorfológicos das mudanças de tempo na escala de milhares de anos. Nas áreas circovizinhas, onde tem-se as modificações da fisiografia da paisagem em razão da diminuição da precipitação e aumento da temperatura, as condições semiáridas, será possível acessar os depósitos de canais os quais podem fornecer informações a partir do final do Holoceno médio aos dias atuais. A compreensão dos processos envolvidos durante, e após, os eventos geradores de instabilidade nas encostas pode ser alcançada a partir de uma análise pormenorizada dos materiais coluviais e alúvio-coluviais uma vez que os eventos de curta duração, de máxima magnitude e de recorrência irregular são característicos dos ambientes semiáridos, justifica-se esse pesquisa uma vez que embora distribuídos irregularmente e de forma espacialmente descontínua, os sedimentos inconsolidados remobilizados (colúvios) ao longo das encostas até a base, ou mesmo até o contato com os sedimentos aluviais, são elementos que se destacam na geomorfologia das paisagens tropicais exibindo estreita relação com as mudanças e/ou flutuações das condições climáticas ocorridas no decorrer do Quaternário, produzindo significativas modificações geomórficas nas diferentes paisagens da superfície terrestre, permitindo recriar quadros climáticos pretéritos e futuros, tornando-se de grande importância para o planejamento territorial e tomadas de decisões para os ambientes semiáridos.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Schneider Tasca

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • medições granuladas em sistemas quânticos de variáveis contínuas
  • Este projeto visa o estudo de propriedades de sistemas quânticos submetidos à medições granuladas. Medições granuladas são medições as quais estão sujeitas às limitações fundamentais ou tecnológicas impostas pelos aparatos de medição, tais como sua resolução e alcance finitos. Estas limitações são particularmente importantes quando lidamos com observáveis físicos de espectro contínuo (variáveis contínuas), como a posição e momento linear de uma partícula quântica, por exemplo. Ingenuamente, poderia-se esperar que propriedades quânticas elementares, tais como relações de incerteza e viés entre observáveis complementares, seriam satisfeitas por medições sujeitas às restrições impostas pela granulosidade de detectores utilizados em laboratório [1]. Entretanto, a observância desses atributos típicos de sistemas quânticos é fortemente afetada pela granulosidade intrínseca das medições. Em publicações recentes, mostramos, por exemplo, como definir medições granuladas periódicas de forma a resgatar propriedades quânticas de viés entre observáveis complementares [2, 3]. Mostramos também como esse tipo medição pode ser utilizada na detecção de emaranhamento quântico [4]. A conformidade de medições granuladas de variáveis contínuas com atributos quânticos possibilita sua utilização na implementação experimental de protocolos de processamento e transmissão de informação no regime quântico. Neste projeto, daremos continuidade ao estudo das propriedades fundamentais de medições granuladas, com foco em implementações experimentais no laboratório de Óptica Quântica da Universidade Federal Fluminense. Utilizaremos também estes tipos de medição na demonstração de protocolos de processamento de informação quântica, tais como tomografia de estados quânticos e criptografia quântica.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Smania Brandão

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • sistemas dinâmicos: criando sinergias com o icmc-usp
  • Neste projeto desenvolvemos pesquisas na área de Sistemas Dinâmicos em um amplo espectro de tópicos, como sistemas dinâmicos suaves, teoria ergódicas, ações de Anosov, renormalização em dinâmica unidimensional e dinâmica complexa. Para este fim, buscaremos fomentar colaborações existentes e potenciais do ICMC/USP com outros centros de sistemas dinâmicos do país e exterior, através de visitas entre membros das instituições participantes, a manutenção do Seminário de Sistemas Dinâmicos, participações dos membros em eventos científicos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Vieira de Sousa

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • geoarqueologia e paleoclimatologia no parque nacional serra da capivara (pi)
  • O Parque Nacional Serra da Capivara é o local com maior concentração de pinturas rupestres das Américas e mais de 1.000 sítios arqueológicos já foram cadastrados no IPHAN. É também um grande manancial de dados paleontológicos, que fornecem informações relevantes sobre a evolução biológica e climática durante o Quaternário no semiárido tropical. Apesar de inúmeras pesquisas arqueológicas existentes na região do Parque Nacional da Serra da Capivara, ainda não há pesquisas publicadas que utilizam de arcabouços das geociências, com intuito de revelar informações “escondidas”, utilizando uma abordagem microarqueológica, ou, como prefere a literatura, geoarqueológica que ao redor do mundo tem auxiliado a responder importantes perguntas sobre ocupações humanas mais remotas. Fato que indica uma carência de estudos, em uma das regiões de maior relevância científica na América do Sul, no que se refere a ocupação humana na América. Além da carência de pesquisas geoarqueológicas na região da Serra da Capivara, e apesar das inúmeras pesquisas paleontológicas existentes na região, ainda há uma lacuna acerca do entendimento da evolução climática do bioma caatinga durante o quaternário. Há relevância em entender a evolução dos ecossistemas semiáridos no cenário neotropical, principalmente para compreender o cenário que as populações pré-históricas viveram. Em vista disto, esta pesquisa tem por objetivo realizar estudos geoarqueológicos na região do Parque Nacional da Serra da Capivara para auxiliar a compreender as ocupações humanas mais remotas nesta região; e, compreender a evolução climática e a instalação de vegetações xerófitas no semiárido neotropical. Sendo assim, esta pesquisa possui as seguintes perguntas norteadoras: i) No âmbito da Geoarqueologia, quais elementos químicos podem ser utilizados como proxys de ocupações humanas na região do Parque Nacional da Serra da Capivara ? ii) Qual o tipo de alteração antrópica pode-se esperar encontrar nos solos da região ? iii) Qual a influência do homem na pedogênese; No âmbito das alterações climáticas, iv) Assinaturas químicas podem ser utilizadas como proxys climáticas ? v) Quando foram os picos de maior humidade durante o quaternário médio e superior na região de estudo ? A Geoarqueologia corresponde à utilização de conceitos, métodos e técnicas inerentes a Geociências, e as Ciência dos Materiais em pesquisas dedicadas à Arqueologia, sendo interdisciplinar por definição. Estudos geoarqueológicos, por exemplo, busca por alguns elementos químicos que indiquem a ocupação humana, tais como zinco, cobre, cálcio, carbono orgânico e, principalmente, fósforo. A diversidade e a concentração destes elementos deve-se ao modo de vida dos povos pré-históricos. Análises geoquímicas de teores totais, e análises de rotina de solos comumente utilizadas em Pedologia se mostram promissoras para aplicação em contexto arqueológico, pois fornecem informação associada a ocupações humanas, com base em resultados analíticos pouco onerosos. A observação de lâminas delgadas em microscópio petrográfico (micromorfologia) para observação do solo também oferece informações úteis a respeito dos vestígios da ocupação humana. O estudo micromorfológico possibilita ainda a caracterização dos processos que dão origem a solos e a sedimentos podendo auxiliar a compreensão do contexto ambiental associado a ocupação humana. Outra característica que possibilita compreender a ocupação humana, sendo apontada como bom indicador antrópico é a presença de minerais magnéticos. Sua gênese tem relação com fogueiras usadas por populações pré-históricas. Além da susceptibilidade magnética trazer informações importantes acerca do uso do fogo em sítios arqueológicos, também é importante para a caracterização de incêndios em ambientes sem a influência antrópica. O que é fundamental para a elucidação discussão sobre a sucessão da vegetação, haja visto que em ambientes campestres e cerrados, os incêndios naturais contribuem para o aumento da susceptibilidade magnética dos solos enquanto. Por esta razão, a determinação da susceptibilidade magnética é bastante aplicada em estudos de paleoambientes. Somado aos resultados da susceptibilidade magnética, esta proposta irá abordar a estratigrafia isotópica de solos, sedimentos acessando informações que permitam compreender a dinâmica da vegetacional (campos, cerrados, florestas) através da análsies isotópica do carbono. Além de metodologias que fornecem informações sobre os aspectos da vegetação, este projeto também irá contemplar informações acerca da fauna pretérita existente no quaternário na região da Serra da Capivara, através da análise do material fóssil depositado na reserva técnica da FUMDHAM. O conteúdo fossilífero, abundantemente coletado e descrito ao longo de décadas, coloca a fauna Pleistocênica da Serra da Capivara como uma das mais conhecidas do nordeste brasileiro. O estudo do material fóssil permitirá conhecer sobre os aspectos biológicos relacionados à paleofauna. Este projeto de pesquisa ao fazer com que dados da vegetação, geoquímica, sedimentológicos, paleontológicos e arqueológicos dialoguem entre si, permitirá um amplo entendimento da evolução paleoclimática e paleoecológica, no quaternário na região, fornecendo um grande subsídio para a compreensão da ocupação humana no continente Sul Americano.
  • Universidade Federal do Vale do São Francisco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniela Aparecida Biasotto-Gonzalez

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • avaliação de imagem por ressonância magnética do posicionamento do disco articular em indivíduos com dtm após mobilização mandibular: ensaio clínico randomizado, placebo-controlado e duplo cego.
  • Introdução: Dentre os dispositivos instrumentais que têm sido propostos ao longo dos anos para integrar a avaliação clínica das disfunções da articulação temporomandibular (DTM), técnicas por imagem são as mais estudadas, mostrando que a imagem por ressonância magnética (IRM) é a técnica mais precisa para descrever a anatomia das estruturas da ATM e para avaliar a concordância dos achados de imagem com o diagnóstico clínico. Apesar da quantidade trabalhos na literatura sobre o uso da IRM para avaliação dos distúrbios e tratamentos da ATM há uma escassez de estudos que avaliem os achados por imagem, após tratamento fisioterapêutico. Objetivo: Avaliar a influência da mobilização mandibular, sobre o posicionamento do disco articular, por meio de IRM em indivíduos com diagnostico de DTM com deslocamento anterior do disco com e sem redução. Bem como analisar o comportamento da dor, da qualidade de vida e o comportamento da funcionalidade em indivíduos portadores de DTM antes, imediatamente, 3 e 6 meses após as sessões de tratamento. Materiais e Método: Trata-se de um ensaio clínico randomizado, placebo-controlado e duplo cego, desenhado para estudar os efeitos da técnica mobilização mandibular x placebo. Os indivíduos serão aleatorizados e alocados em dois grupos: GA (intervenção) e GB (placebo), e avaliados conforme: Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), IRM, END, WHOQOL-BREF, Escala Funcional Especifica do Paciente. Analise estatística: O posicionamento do disco articular extraído por meio da utilização da IRM, será considerado o desfecho primário, como desfecho secundário, serão avaliadas a dor, a qualidade de vida e a funcionalidade. A normalidade dos dados será verificada pelo teste de Kolmogorov-Smirnov, que serão expressos em média e desvio padrão e/ou mediana e intervalo interquartílico. Análise de medidas repetidas de variância de dois fatores, teste post hoc de Bonferroni serão utilizados para comparações inter e intragrupo. O nível de significância será ajustado p≤0,05.
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniela Aparecida Chagas de Paula

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • metabolômica e fitoquímica de ocotea para descoberta de novas moléculas anti-inflamatórias com mecanismo de ação inovador
  • As abordagens metabolômicas são realizadas com o emprego de uma ou mais técnicas capazes de demonstrar a diversidade química das plantas, tais como ressonância magnética nuclear (RMN) e cromatografia acoplada a espectrometria de massas de alta resolução (HRMS). A metabolômica aliada a ensaios farmacológicos e fitoquímicos é uma nova e importante estratégia para guiar o isolamento de substâncias ativas e inéditas, que nosso grupo de pesquisa vem utilizando e sendo premiado. Plantas demonstram grande potencial para a atividade anti-inflamátoria. Os anti-inflamatórios estão entre os agentes terapêuticos mais utilizados no mundo, porém apresentam algumas limitações com relação à sua potência, eficácia e efeitos adversos. Várias doenças inflamatórias, como a artrite reumatoide, ainda não tem um tratamento satisfatório. Sendo, portanto, necessária a busca por substâncias com potencial anti-inflamatório que eventualmente possam dar origem a novos fármacos de baixo custo e com efeitos adversos reduzidos, ou mesmo para auxiliarem no processo de investigação de mecanismos de ação de substânicias. As ciclooxigenases (COX) e as lipoxigenases (LOX) são enzimas fundamentais na regulação do ácido araquidônico formado no processo inflamatório. O ácido araquidônico pode sofrer oxidação pelas enzimas COX ou pelas LOX, resultando na produção de eicosanoides, como prostaglandinas (PG), na via COX-dependente, ou leucotrienos (LC) na via LOX-dependente. As PG contribuem para os sintomas da inflamação aguda, tais como aumento da permeabilidade vascular, edema, dor e febre. Já os LC causam danos gastrointestinais por estimular a infiltração de neutrófilos, que contribuem para a ulceração por oclusão de micro vasos, redução do fluxo sanguíneo e liberação de radicais livres e proteases que causam a necrose dos tecidos, precipitam crise de asma e conversão da inflamação aguda para crônica. Os anti-inflamatórios não esteroidais (AINES) atuais são capazes de inibir as COX e não são capazes de inibir as LOX. Recentemente, destacou-se a importância de procurar agentes que sejam capazes de inibir tanto a COX-1 como a 5-LOX. Tais agentes seriam úteis para o tratamento dos processos inflamatórios agudos e crônicos como, por exemplo, a artrite reumatoide, psoríase, asma e até mesmo para o tratamento e prevenção de doenças de origem inflamatória como o mal de Parkinson, dentre muito outras. Adicionalmente, tanto as COX quanto as LOX têm sido descritas como enzimas superexpressadas em muitos tipos de tumores, sendo que inibidores simultâneos dessas enzimas são candidatos potenciais a substâncias com propriedade antitumorais. Existem ensaios anti-inflamatórios in vivo e in vitro estabelecidos para avaliar a inibição da via da COX e da LOX. Os kits de triagem de COX e LOX são capazes de confirmar a inibição destas enzimas. E o ensaio de edema de orelha permite avaliar in vivo a inibição das duas vias: a diminuição da formação do edema indica a inibição da via da COX; e a diminuição da quantidade de mieloperoxidase (MPO) na orelha indica que poucos neutrófilos (células inflamatórias com maior concentração desta enzima) foram recrutados, e portanto, a via da LOX foi inibida. A família Lauraceae possui várias espécies com propriedades anti-inflamatórias comprovadas cientificamente. Um dos principais gêneros desta família, Ocotea, é encontrado em climas tropicais e subtropicais, principalmente do México a Argentina e possui cerca de 350 espécies descritas. Destas, somente 43 foram investigadas quanto a sua composição química ou farmacológica. Várias espécies do gênero (109) são endêmicas no Brasil, ou seja, só ocorrem em nosso país. Destas, algumas só são encontradas em domínios fitogeográficos prioritários para estudo científico e preservação, os hot spots Cerrado (CE) e Mata Atlântica (MA), uma vez que permanece preservado apenas uma pequena porcentagem destes biomas. Portanto, a riqueza química e farmacológicas destas espécies devem ser urgentemente investigadas por meio de estratégias modernas como as propostas neste projeto. Tais estratégias são capazes de gerar muito conhecimento, de maneira sustentável, utilizando apenas pequeníssima quantidade de partes renováveis das espécies estudadas. A composição química de espécies do gênero é principalmente composta por alcalóides, flavonoides, lignanas, neolignanas, derivados do ácido cinâmico e sequiterpenos. Estas classes de substâncias possuem alto potencial anti-inflamatório, como exemplo disso, podemos destacar a potente inibição dual de COX e LOX reportada para duas lignanas isoladas de Ocotea. Nosso grupo de pesquisa vem estudando várias espécies deste gênero e identificou 6 endêmicas no CE e MA: O. brachybotrya (Meisn.) Mez, O. divaricata (Ness) Mez, O. elegans Mez, O. laxa (Ness) Mez, O. minarum (Ness & Mart.) Mez, O. odorifera (Vell.) Rohwer. Nenhuma destas espécies possuem estudo científico sobre suas propriedades anti-inflamatórias, mesmo diante alto potencial para isso. A espécie O. odorifera, por exemplo, conhecida como sassafrás, é utilizada popularmente para o tratamento de reumatismo sem nenhuma evidência científico para isso. Recentemente, resultados de nosso grupo de pesquisa não somente confirmou tal propriedade, como permitiu identificar um dos seus princípios ativos. Assim, este projeto propõe utilizar estratégias metabolômicas para conhecer a composição química de espécies prioritárias para estudo, a identificação dos princípios ativos anti-inflamatórios e ainda determinar se os extratos e substâncias agem por mecanismo de ação inovador, de inibição das principais vias pró-inflamatórias: COX e LOX. Desta forma, não é apenas mais um projeto para avaliação de atividade anti-inflamatória, mas sim um com equipe capacitada para descobrir metabólitos que possuam alto potencial para revolucionar o tratamento de doenças de origem inflamatória.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022