Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alcides Goularti Filho

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • desenvolvimento e logística: trajetória e desempenho dos transportes aéreos em santa catarina (1927-2018)
  • A partir de uma perspectiva interdisciplinar o objetivo geral deste projeto é analisar a trajetória e o desempenho do setor aéreo em Santa Catarina dentro do sistema nacional de aviação e da política nacional de transportes com foco no processo de integração regional e inserção da economia catarinense no cenário nacional e internacional. Os resultados da pesquisa terão como foco a comunidade acadêmica, agentes políticos vinculados aos órgãos governamentais dos transportes aéreos, secretarias e autarquias do governo do Estado de Santa Catarina que elaboram estratégias para o desenvolvimento da logística de transporte e executivos do mercado que tomam decisão para ampliar e modernizar o setor aéreo catarinense. Esta inédita pesquisa em Santa Catarina justifica-se por dois motivos: 1) A lacuna que há nas produções bibliográficas e historiográficas em Santa Catarina sobre a trajetória e o desempenho da aviação regional dentro do sistema nacional de aviação e da política nacional de transportes aéreos; 2) A relevância do tema para a sociedade e o mercado, dado que os transportes aéreos e a expansão da aviação regional nas duas últimas décadas cresceram de forma exponencial. O produto final será um relatório e artigos acadêmicos. Os mesmos poderão auxiliar os gestores públicos e os executivos do setor aéreo na formulação de políticas para o transporte aéreo catarinense e estratégias para obter mais eficiência produtiva. O impacto desta pesquisa revela-se pelo caráter inédito de um amplo estudo interdisciplinar sobre desenvolvimento e logística do setor aéreo em Santa Catarina, observando sua trajetória e desempenho atual. A partir de uma compreensão geral do sistema nacional de aviação e da política nacional de transportes aéreos, esta pesquisa tem por finalidade oferecer à sociedade catarinense e ao setor de transporte aéreo regional um estudo sobre a trajetória e o desempenho da aviação em Santa Catarina e nacional
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alckmar Luiz dos Santos

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • desenvolvimento de estratégias e ferramentas computacionais para literatura e linguística
  • Durante o processo de aprendizagem nos diversos campos que compõem a área de Letras, os professores muitas vezes envolvem os estudantes em tarefas que exigem destes uma participação ativa e contínua para chegarem à leitura competente dos materiais. As tecnologias educacionais são importantes para criação de novas possibilidades para esse processo de aprendizagem e a elaboração de novas perspectivas teóricas. Continuando as pesquisas em Literatura, Linguística e Computação realizadas pela equipe formada por pesquisadores da UFSC, da UTFPR e da UEMA, este projeto, voltado à educação e à cultura, propõe pesquisa e análise de ferramentas computacionais para o desenvolvimento de estratégias no ensino/aprendizagem de leitura e literatura, na pesquisa e acesso a bibliotecas digitais de textos literários e na análise de corpora linguísticos em Português. Tais estratégias consistem em: anotações semânticas manuais, semiautomáticas e automáticas, que associam conceitos de teoria literária a elementos das obras, tornando-se processáveis computacionalmente; anotações morfossintáticas, que associam automaticamente a cada termo ou expressão a sua classe gramatical e a sua função sintática; aprendizagem de máquina não supervisionadas para gerar representações vetoriais de palavras e mineração de padrões morfo-semânticos, que mapeiam automaticamente sequências recorrentes de termos com certas classes morfossintáticas e sentidos, para propor leituras e análises que se somam à leitura tradicional. Além de refletir sobre o impacto e a viabilidade do uso dessas estratégias e ferramentas para desenvolver novas abordagens e metodologias, este projeto também almeja ampliar a oferta de objetos culturais ligados ao patrimônio imaterial dos países lusófonos, disponibilizando aos usuários obras de domínio público e bancos de dados de história literária em formatos abertos para leitura e consulta diretas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alda Cristina Silva da Costa

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • “mídia e violência: sentidos e significados na amazônia” – versão 3
  • Esta pesquisa integra a compreensão dos fenômenos sociais, em específico a violência, a partir da midiatização da sociedade, considerando a transformação das referências simbólicas, da consciência contemporânea, dos processos de construção da realidade, da identificação dos sujeitos, e da reconfiguração da vida social. Ou seja, alinha-se entre as relações sociais e a prática dos meios. A proposta, busca ao mesmo tempo cartografar os conflitos de violência identificados na Amazônia e analisar as interações comunicativas entre os indivíduos, a mídia, os lugares e as instituições, sobre essas experiências no ambiente urbano e/ou rural. A violência é entendida de forma polissêmica, múltipla e plural, e de definição das alteridades. Por isso, qualquer que seja a forma através da qual se manifeste a violência, quase sempre recorre ao simbólico para se expressar (e, por sua vez, pode ser por ele engendrada). Assim, parte-se da hipótese de que há uma cultura do medo, a partir da violência, que tem transformado as sociabilidades, considerando que os indivíduos alteram suas relações com o outro e com os lugares. O medo passa a ser uma condição ou qualidade social que emerge ou subsume em função da relação real ou imaginária com o mundo exterior. Tal premissa é alimentada, em grande parte, pelas representações sociais produzidas pelas narrativas midiáticas. Como metodologia de análise e investigação, selecionamos: a) método cartográfico na reflexão do papel das periferias num novo mapa global, entre diversidade e resistência, possibilitando um exercício próprio do pensar sobre a diversidade da realidade amazônica; b) análise narrativas sobre a violência, a partir das construções ou representações feitas pelos indivíduos e pela mídia que podem conformar e/ou reelaborar as narrativas sobre e para a sociedade, podendo interferir diretamente, na compreensão das pessoas sobre o cotidiano dos amazônidas; e c) entrevistas narrativas (EN) com moradores do território.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025