Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriano Marim de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • rede de laboratórios em bionanomanufatura
  • A Rede de Laboratórios em Bionanomanufatura e Materiais (BIONANO) do IPT consiste em uma iniciativa para viabilizar o desenvolvimento e aplicação de tecnologias em Micromanufatura, Nanotecnologia, Biotecnologia e Materiais Avançados de forma integrada e sustentável. Para o desenvolvimento de projetos de P&D e compartilhamento de sua infraestrutura com usuários externos, o BIONANO possui uma Política de Governança, que se apoia na estrutura básica formada pelo Comitê Gestor, pelo Comitê de Usuários e pela estrutura de Gestão da Informação, conjugada com apoio de instrumentos de fomento públicos e privados, além da inciativa de abertura do Instituto à comunidade externa por meio do IPT Open Experience.
  • Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Adriano Martimbianco de Assis

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • um olhar neuroenergético sobre a doença de alzheimer: o papel da lançadeira de lactato
  • A diminuição da expectativa de vida está relacionada com o aumento da incidência de doenças neurodegenerativas, tais como a doença de Alzheimer (DA). A DA é uma importante doença neurodegenerativa, pois é a principal causa de demência no mundo e ainda não existe um tratamento que pode impedir a sua progressão ou curar a doença. Desta forma, estudos adicionais são necessários para entender melhor esta doença, e permitir o progresso na busca de um tratamento. A DA é caracterizada inicialmente pelo acúmulo da proteína β-amilóide (Aβ) e do hipometabolismo hipocampal que evolui para morte neuronal, que se traduz clinicamente em perda de memória, declínio cognitivo e demência. A causa do aumento e deposição da proteína Aβ ainda é desconhecida, indicando a necessidade de uma melhor compreensão da ontologia da doença. Contudo, uma nova hipótese sugere que a diminuição do aporte energético cerebral causado pelo envelhecimento levaria a um aumento na competição neuronal por substrato, ocasionando na morte de muitos neurônios e consequentemente no aumento da formação de proteínas mal dobradas como a Aβ. Segundo esta hipótese, este seria o estágio inicial e pré-sintomático da DA. Recentes pesquisas demonstram que o lactato astrocitário pode ser transferido para os neurônios para sua metabolização. Este processo de interação astrócito-neurônio é conhecido como o sistema de lançadeira de lactato, e tem um papel muito importante no aporte energético cerebral principalmente em situações patológicas. O sistema de lançadeira de lactato é constituído de transportadores de monocarboxilatos (MCTs) localizados predominantemente nos astrócitos (MCT1 e 4) e neurônios (MCT2). Neste contexto, o objetivo deste projeto é analisar a influência do silenciamento gênico da expressão do transportador de monocarboxilato neuronal (MCT2) in vitro e in vivo sobre parâmetros clássicos da doença de Alzheimer. Alguns dos ensaios in vitro serão realizados por mim na Universidade de Lausanne na Suiça em parceria com o Prof. Luc Pellerin, através de um projeto financiado pela CAPES (Professor Visitante no Exterior Júnior - PVE Edital n° 45/2017 – Processo 88881.169978/2018-01). Em suma, a presente proposta tem um caráter inovador que visa investigar alterações neuroenergéticas precoces da DA com extrema relevância clínica. Durante o percorrer deste projeto, pretendo orientar uma dissertação de mestrado, uma tese de doutorado e duas orientações de iniciação cientifica, publicando 6 artigos em revistas científicas Qualis A. Todas as atividades científicas e educativas serão realizadas para promover o desenvolvimento do campo da neuroenergética no país contribuindo para área das Ciências Biológicas II (CBII) com a participação de estudantes de pós-graduação, bem como de iniciação científica, profissionais e pesquisadores.
  • Universidade Católica de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Max Moreira Reis

Ciências da Saúde

Farmácia
  • construção e validação de uma escala de avaliação do medication literacy em idosos
  • Introdução: um baixo nível de medication literacy pode levar a uma compreensão inadequada da prescrição, tornando os pacientes mais propensos a eventos adversos a medicamentos . Diversas mudanças relacionadas ao envelhecimento podem contribuir para o decréscimo do medication literacy em idosos, fazendo com que essa população seja mais susceptível a problemas na farmacoterapia. Esse cenário evidencia a necessidade de mensuração do medication literacy, a fim de se avaliar os seus reflexos no autocuidado e na segurança e efetividade da utilização de medicamentos entre idosos. Objetivos: Explorar o construto medication literacy por meio de uma scoping review; construir, validar e normatizar uma escala para a avaliação do medication literacy em idosos; e avaliar os fatores associados ao baixo medication literacy. Metodologia: Para a scoping review, será conduzida uma busca nas bases de dados MEDLINE, LILACS, Cochrane, CINAHL, EMBASE, PsycINFO e Scopus. Serão incluídos estudos metodológicos, observacionais, experimentais ou quase-experimentais que avaliem os determinantes ou os fatores relacionados ao medication literacy. A seleção dos estudos relevantes será feita pelas etapas: (i)dentificação; ii) seleção; iii) coleta de dados e iv) síntese dos resultados, realizada por um par independente de revisores. Para o desenvolvimento da escala, será conduzido um estudo metodológico. A coleta de dados será realizada em um ambulatório multidisciplinar de atenção aos idosos. Serão incluídos indivíduos com idade maior ou igual a 60 anos e de ambos os sexos. As entrevistas serão realizadas utilizando-se questionários estruturados, contendo perguntas sobre características sociodemográficas, clínicas, funcionais, relacionadas à utilização de medicamentos e ao letramento em saúde – por meio da escala Short Assessment of Health Literacy for Portuguese-speaking Adults – SAHLPS. Será desenvolvido um pool de itens que comporão a primeira versão da escala, a qual será submetida a um painel de experts e a uma amostra piloto para a avaliação da validade de face e conteúdo. Posteriormente, a consistência interna será avaliada pelo alfa de Cronbach. A validade de construto será avaliada pela análise fatorial e pela validação convergente-discriminante. A validade de critério será testada pela correlação entre os escores da escala desenvolvida e os escores obtidos na escala SAHLPS. Para a confiabilidade teste-reteste, serão selecionados aleatoriamente 20% da amostra prevista. A escala será reaplicada e os escores serão comparados pelo Coeficiente de Correlação Intraclasse e pelo Coeficiente de Correlação de Spearman. A normatização preliminar da escala será realizada pela norma referente a critério, sendo o ponto de corte obtido teoricamente. Os fatores associados ao baixo medication literacy serão avaliados por meio de uma regressão logística múltipla.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022