Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ronaldo Vagner Thomatieli dos Santos

Ciências da Saúde

Educação Física
  • suplementação com probiótico atenua os efeitos da maratona sobre a função e metabolismo de monócitos?
  • Respostas fisiológicas e bioquímicas são geradas antes, durante e após a realização de exercícios físicos extenuantes. Essas modificações podem impactar negativamente o sistema imunológico e sistema gastrointestinal, o que por consequência pode causar um quadro de imunossupressão transitória. Diferentes estratégias são adotadas para minimizar os efeitos deletérios causados pelo exercício físico extenuante, sendo elas, a suplementação de macro e micronutrientes. Surge o interesse recentemente em avaliar os efeitos da suplementação de probióticos sobre a função imunológica e manutenção da homeostase gastrointestinal de atletas. Desta forma, o objetivo do presente estudo é avaliar a função de monócitos, a permeabilidade intestinal e a incidência de infecções oportunista no trato respiratório superior de 30 indivíduos que realizarão uma prova oficial de Maratona (42.195m), suplementados com 10x109 UFC de Lactobacillus Acidophilus e Bifidobacterium Lactis ou placebo de forma duplo cega durante 30 dias. Antes do período de suplementação, 24 horas antes da prova, imediatamente após, uma hora após e 24 horas após a prova serão coletados sangue e fezes para determinação da função celular, análise da permeabilidade intestinal e hormônios. A normalidade dos dados será verificada por meio do teste Shapiro-Wilk`s, a partir da distribuição normal dos dados será determinado o teste de hipótese adequado segundo o desenho experimental do estudo e nível de significância adotado será de p ≤ 5%.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roner Ferreira da Costa

Ciências Biológicas

Biofísica
  • simulações computacionais de nanosistemas, biomoléculas e moléculas
  • O projeto Simulações Computacionais de Nanosistemas, Biomoléculas e Moléculas tem como objetivo a investigação/desenvolvimento de nanoestruturas, biomoléculas e moléculas com atividade biológica por meio de simulações computacionais. Assim, tendo como metas: (i) simulações computacionais de como estas moléculas são ligadas aos nanosistemas, e consequentemente melhor poder sugerir como controlar de forma mais eficiente a sua entrega através dos nanosistemas; (ii) desenvolvimento de protocolos para estudar o funcionamento em nível molecular de moléculas/fármacos com a meta da descoberta de derivativos mais efetivos, o que será realizado através do estudo por bioquímica quântica das interações das diferentes moléculas/fármacos com os sítios ativos das respectivas proteínas alvo; (iii) estudo da relação entre o pH do meio e o estado de protonação e conformação estrutural de proteínas, biomoléculas e moléculas. O principal objetivo desta proposta é a preparação de uma série de protótipos nanopartícula-molécula para entrega seletiva de moléculas com atividade biológica usados no tratamento do câncer, infecções, etc., utilizando simulações computacionais em diversos níveis (docking, clássico, semiempírico, quântico), para a compreensão e o desenvolvimento de sistemas nanométricos conjugados. As principais linhas da proposta são: (1) simulações das propriedades estruturais, eletrônicas e ópticas de nanosistemas, nanopartículas e moléculas individuais utilizadas ou em desenvolvimento para o tratamento do câncer e doenças infecciosas, suas interações e a interação com as proteínas alvo; (2) simulação das propriedades estruturais, ópticas e vibracionais de biomoléculas e moléculas com a variação do pH. O projeto visa o desenvolvimento da atividade de pesquisa num contexto de integração de várias ramos científicos (física, química, bioquímica, farmácia, farmacologia, medicina) envolvendo técnicas e ferramentas no estado da arte na área de simulações computacionais, com grande potencial de inovação e formação de recursos humanos com competência multidisciplinar para aplicações nanotecnológicas na área do tratamento de diversas doenças, além de contribuir para o aperfeiçoamento e a consolidação dos grupos de pesquisa envolvidos.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rones de Deus Paranhos

Ciências Humanas

Educação
  • a pesquisa sobre o ensino de ciências da natureza na educação de jovens e adultos: análise da produção científica brasileira e socialização de suas tendências
  • O projeto propõe realizar uma pesquisa do tipo Estado da Arte cujo o objeto de investigação é a produção científica brasileira (artigos, dissertações e teses) sobre o ensino de ciências da natureza (biologia, física e química) na educação de jovens e adultos (ensino fundamental e médio), publicada entre os anos de 1997 e 2018. A pesquisa será desenvolvida a partir dos seguintes questionamentos: a) Quais são os aspectos que caracterizam a produção científica brasileira sobre o ensino de ciências da natureza na EJA? b) Que concepções sobre EJA, educação escolar, público da modalidade e ensino de ciências da natureza são explicitadas pela produção científica brasileira? Além de integrar pesquisadores de diferentes instituições (UnB, IFGoiás, UFG, UFT – Campus de Araguaína) e áreas (Biologia, Física, Química, Ciências e Pedagogia) o projeto propõe a criação de um banco de dados com todas as produções científicas levantadas e a publicação de um E-book com as análises da investigação. Esses materiais serão disponibilizados gratuitamente no site da Rede de Pesquisa em Ensino de Ciências para EJA a ser construído para este fim. Espera-se que o projeto possa aprimorar a discussão teórico-metodológica da pesquisa em torno do objeto; inserir nas licenciaturas o debate sobre a EJA como elemento formativo e contribuir com a compreensão do processo de ensino-aprendizagem dos conceitos científicos, bem como, seus aspectos didático-pedagógicos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roni Costa Ferreira

Ciências Humanas

Educação
  • ii feira integrada de ciência, tecnologia e inovação de são joão de meriti
  • A II Feira Integrada de Ciência, Tecnologia e Inovação de São João de Meriti será realizada durante dois dias, dentro da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do IFRJ, campus São João de Meriti. Serão realizadas exposições de trabalhos feitos por estudantes sob a orientação de professores de unidades públicas municipais e estaduais, além de escolas particulares. O evento contará com uma divulgação especial para atrair meninas e envolver jovens infratores do município, para despertar o interesse pelas áreas de C&T. Os objetivos principais são o de mostrar a possibilidades de qualificação profissional para adolescentes e jovens, criar situações ricas para o desenvolvimento do empreendedorismo na região e aumentar o nível do conhecimento de ciências e matemática nas instituições de ensino de São João de Meriti.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Roniberto Morato do Amaral

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • colaboração científica nacional e internacional dos programas de pós-graduação em ciência da informação
  • Há um crescente interesse em estudos métricos sobre a colaboração científica na pós-graduação brasileira, visando compreender o processo de internacionalização das pesquisas científicas. Porém, parte significativa desses estudos é realizada a partir de bases de dados bibliográficas internacionais em nível macro, enquanto outros estudos limitam-se a um determinado Programa de Pós-Graduação (PPG), impossibilitando análises comparativas e o mapeamento das colaborações científicas nacionais e internacionais. O desenvolvimento de metodologias capazes de avaliar a colaboração científica institucional é um dos desafios dos pesquisadores nesse assunto. Além disso, também é desafiador o ato de verificar o seu impacto para o desenvolvimento da ciência e o grau do envolvimento dos pesquisadores nessas colaborações. Visando contribuir para os estudos métricos da ciência e para o avanço da Ciência da Informação no Brasil, o objetivo geral desta pesquisa compreende investigar a colaboração científica nacional e internacional dos Programas de Pós-Graduação stricto sensu da Área de Ciências Sociais Aplicadas 1 – Ciência da Informação do Brasil. Será utilizada uma abordagem quantitativa de natureza exploratória. A bibliometria e a análise de redes sociais serão utilizadas como técnicas de análise de informações. A Plataforma Lattes e a Base de dados Web of Science serão as fontes de informações. A amostra analisada compreenderá os currículos Lattes, em especial a produção científica, de docentes vinculados aos PPG da Ciência da Informação, no período de 2013 a 2016. Para a extração dos dados, análise e elaboração dos indicadores serão utilizadas as seguintes ferramentas computacionais: 1] o SyncLattes, ferramenta para a extração da produção científica dos docentes registrada na PL; 2] o VantagePoint, ferramenta para o tratamento das informações e análise bibliométrica; e 3] os Softwares UCINET, GEPHI e VOSviewer para a análise e representação das redes de colaboração científica. A análise dos indicadores será baseada em artigos científicos que versam sobre estudos métricos, colaboração científica nacional e internacional e política de ciência tecnologia e inovação. Espera-se contribuir para o aperfeiçoamento dos PPG e do Sistema Nacional de Pós-Graduação, ao maximizar a compreensão da colaboração científica e suas implicações para a internacionalização das pesquisas científicas da Área de Ciências Sociais Aplicadas 1 – Ciência da Informação. Essa contribuição esta baseada nos seguintes resultados esperados: a)Indicadores comparativos entre os Programas de Pós-graduação em Ciência da Informação para as seguintes dimensões: 1] experiencia internacional, envolvendo o mapeamento da formação dos docentes no exterior; e 2] produção científica, indicadores de produtividade e de ligação ou cooperação científica nacional e internacional; b) Analise dos indicadores no contexto das políticas públicas de ciência e tecnologia e inovação; c) Consolidação de um conjunto de indicadores úteis e reprodutíveis sobre colaboração para o Sistema Nacional de Pós-graduação, em especial da Área de Ciências Sociais Aplicadas 1 – Ciência da Informação; d) Publicações para divulgação dos indicadores elaborados e das metodologias empregadas; e) Dissertações de mestrado e trabalhos de conclusão de curso de graduação sobre a produção e colaboração científica nacional e internacional.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ronice Muller de Quadros

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • documentação da língua brasileira de sinais
  • A documentação da Libras compreendida na presente proposta inclui quatro frentes de trabalho: (1) aspectos linguísticos da Libras; (2) Literatura em Libras; (3) glossários especializados; e, (4) ensino de Libras. Os aspectos linguísticos analisados objetivam subsidiar a elaboração de uma gramática da Libras a partir de dados com produções em Libras coletados e transcritos em quatro estados brasileiros: Ceará, Alagoas, Rio de Janeiro e Santa Catarina. As produções literárias em Libras serão selecionadas e catalogadas para compor uma Antologia da Literatura em Libras no país. Os glossários especializados compreenderão as áreas de Química, Literatura, Física, Biologia e Matemática, no sentido de subsidiar a educação básica. Este material servirá de referência permanente para professores, tradutores e intérpretes de Libras e Língua Portuguesa. O material para o ensino de Libras envolverá produções em Libras para o uso no ensino de Libras, bem como a coleta de produções de alunos de Libras como segunda língua, no sentido de subsidiar as pesquisas e práticas dos professores de Libras em diferentes níveis da educação. Este material estará organizado por meio de um Portal de Libras que contará com diferentes interfaces multilíngues estruturadas a partir de produções em Libras. O desafio tecnológico envolverá o desenvolvimento destas interfaces que permitirão aos usuários acessarem os textos em Libras de forma interativa. Além disso, o desenvolvimento de ferramentas que favoreçam a leiturabilidade de vídeos em Libras associado ao design visual será o grande desafio das interfaces a serem disponibilizadas publicamente a todos os surdos e demais interessados nas produções em Libras. Todos os produtos e processos resultantes desta proposta estarão disponibilizados por meio do Portal de Libras que envolverá interfaces em Libras acessíveis e disponíveis publicamente em meio digital e abertos a toda sociedade. Esse portal também fomentará as ações relativas às políticas públicas que envolvem a Libras, pois servirá de fonte de pesquisa, de consulta e de lazer para todos os interessados (professores, tradutores, intérpretes e demais pessoas da comunidade em geral), servindo também como referência a todos os agentes políticos, sociais e educacionais que tenham a educação bilíngue como alvo da educação básica envolvendo a inclusão de surdos na sociedade brasileira. Para além disso, trata-se de uma proposta inovadora em termos de ciência, tecnologia e de políticas pública e linguística no País que vem se destacando pelos esforços em garantir, por meio de uma legislação específica, o acesso à educação bilíngue às pessoas surdas e tal acesso só pode ser, de fato, assegurado através da disponibilização de materiais linguísticos e literários em Libras. Neste sentido, a gramática da língua, sua produção literária, o registro de termos especializados e o ensino desta língua configuram um todo que retroalimentam um ao outro, cabendo à ciência e à tecnologia disponibilizarem recursos de acesso ao ensino, à pesquisa e à extensão com foco na Libras.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/12/2016-31/12/2020
Foto de perfil

Ronie Silva Juvanhol

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • integração de modelos de probabilidade e tendências de ocorrência de incêndios florestais como instrumento de auxílio à gestão em uma área protegida do bioma cerrado
  • O Cerrado é o segundo maior bioma da América do Sul, ocupando uma área de cerca de 24% do território brasileiro. É considerado um dos hotspots mundiais de biodiversidade, pois apresenta abundância de espécies endêmicas e sofre uma enorme perda de habitat. A Estação Ecológica de Uruçuí-Una (ESECUUNA) faz parte das unidades de conservação pertencentes ao bioma cerrado, no Sudoeste Piauiense, mais especificamente na sub-região dos altos platôs piauienses. Esta Unidade de Conservação tem experimentado constantes pressões antrópicas devido à sua localização geográfica, em uma região de grande fronteira agrícola, e às atividades de subsistência das comunidades do entorno. A problemática dos incêndios florestais é de enfrentamento constante pelos gestores ambientais, em especial devido à extensão da ESECUUNA, de cerca de 135.000 ha. Diante do exposto, torna-se importante delimitar alternativas de apoio a gestão desta unidade de conservação, no que diz respeito aos incêndios florestais. Para este processo, é importante contar com a colaboração da sociedade envolvida, da comunidade científica e dos gestores da ESECUUNA. Este projeto propõe desenvolver modelos de risco de incêndio florestal em função de variáveis explicativas e conhecer os padrões de comportamento da vegetação e sua relação com a ocorrência de incêndios florestais, para o clima atual e futuro, na ESECUUNA. Ao final, é proposto a elaboração do zoneamento da área quanto a diferentes zonas para gestão de incêndios florestais. Para alcançar estes objetivos, o projeto encontra-se estruturado em três etapas principais. Em todas as etapas metodológicas priorizou-se a utilização de dados de sensoriamento remoto orbital, devido a sua conhecida capacidade de fornecer informação de forma sinóptica, que abrange áreas extensas e alta frequência de aquisição. Isso permite o monitoramento de ecossistemas terrestres por meio de sensores com elevada qualidade na obtenção de dados, como a exemplo do sensor MODIS. A primeira etapa será a modelagem da probabilidade de ocorrência de incêndios florestais; a segunda etapa, estudo das tendências da vegetação à ocorrência de fogo; e a terceira etapa, a delimitação de zonas para gestão de incêndios florestais. Na primeira etapa serão utilizados dados de focos ativos de fogo e variáveis preditoras: variáveis topográficas, variáveis climáticas, variáveis de atividade humana, variáveis de vegetação como entrada para a modelagem da ocorrência de incêndios florestais. O método utilizado será o MaxEnt, que considera as configurações espaciais de ocorrência versus não ocorrência. Por este método, os resultados podem ser usados para prever a probabilidade de ocorrência e o ranking de importância da variável pode ser usada para identificar os fatores relevantes na gestão do incêndio. Serão realizados testes de omissão binomial unicaudal para avaliar se o modelo prevê a ocorrência de pixels de fogo significativamente melhor que aleatório. Além disso, será calculado a sensibilidade do modelo e a taxa de falsos positivos para esses mesmos valores de limiar usando a ocorrência real de pixels de fogo no mês simulado. Na segunda etapa, serão utilizados os resultados obtidos na primeira etapa e dados de vegetação obtidos por meio do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) do produto MOD13Q1, sensor MODIS, dados de queima do produto MCD45 A1, sensor MODIS, dados climáticos e de uso do solo. Nesta etapa serão geradas as tendências de ocorrência de fogo e de vigor da vegetação pelos métodos de correlação linear de Pearson, regressão linear simples e o método não paramétrico de Mann-Kendall. Será gerada a modelagem da correlação entre os dados de vegetação e ocorrência de incêndios florestais e, ao final, as tendências futuras de alterações na paisagem a partir dos incêndios florestais. Para esta última fase da etapa 2, serão consideradas: Análise de Mudança, Modelagem de Potencial de Transição e Previsão de Mudança; em que serão consideradas as alterações climáticas previstas pelo Intergovernamental Painel of Climate Change (IPCC), as informações de tendências observadas e de probabilidade de ocorrência de incêndios obtida na etapa 1. A etapa 3 consiste na elaboração de um zoneamento ambiental voltado à gestão dos incêndios florestais na ESECUUNA. Para tanto, as etapas anteriores (1 e 2) fornecerão o diagnóstico ambiental necessário para delimitação de diferentes zonas de gestão. Serão consideradas também, as informações das tipologias florestais encontradas na área. Serão organizadas palestras e reuniões públicas, em que a sociedade e gestores ambientais envolvidos, serão convidados à participar e contribuir nos processos de tomada de decisão. Com isso, são esperados os seguintes resultados: Mapa de probabilidade de fogo em diferentes estações de incêndios florestais; Ranking de importância da variável para identificar os fatores relevantes na gestão do incêndio; Tendências espaço-temporais do vigor da vegetação entre 2000 e 2018; Tendências futuras de alteração da paisagem; Mapas de uso e ocupação do solo de acordo com previsões futuras; Mapa de zoneamento da ESECUUNA, indicando zonas de gestão de incêndios florestais e um documento técnico/ cartilha sobre a importância da gestão de incêndios florestais na ESECUUNA.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 30/11/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Ronilson Freitas de Souza

Ciências Humanas

Educação
  • ensino de ciências naturais: articulando saberes por meio de projetos interdisciplinares
  • Vide projeto anexo
  • Universidade do Estado do Pará - PA - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Ronney Arismel Mancebo Boloy

Engenharias

Engenharia de Energia
  • misturas biogás-biodiesel utilizadas em sistemas de injeção dual-fuel dos motores de combustão interna a compressão
  • Atualmente, com o crescimento da população mundial, geram-se grandes quantidades de resíduos em vários sectores; indústria, agropecuário, urbano e florestais. No sector urbano, existem dois resíduos que geram um impacto tecnológico, econômico, ambiental e social bem considerável devido ao inadequado gerenciamento, são estes: 1- Resíduos Sólidos Urbanos – RSU e 2- Óleo Vegetal Residual – OVR. No ano 2016, no Brasil gerou-se 78,3 milhões de tonelada de RSU, sendo que 91% foram coletados, significando que 9% dos RSU tiveram destino inapropriado.Já no segundo caso, no Brasil 2,5% do óleo vegetal residual produzido é reutilizado de forma apropriada, sendo que o restante é descartado inadequadamente em corpos de água, redes de esgoto, solos, inclusive incinerados.Por tanto, gerenciar adequadamente os RSU e os OVR através da agregação de valor energético é o caminho para minimizar os impactos ambientais, bem como melhorando o saneamento básico proporcionando melhor qualidade de vida à sociedade e permitindo maior inclusão social com geração de emprego e renda. Assim sendo, pretende-se estudar a viabilidade energética, econômica e ambiental da utilização de misturas de biogás-biodiesel em sistema de injeção dual-fuel dos Motores de Combustão Interna de Ignição a Compressão – MCIIC, com o intuito de diminuir a poluição ambiental produzida pelas emissões de gases poluentes no setor de transporte urbano e de carga, que atualmente utiliza o diesel como combustível principal no Brasil, também almeja-se descentralizar a matriz energética brasileira com a inclusão de biocombustíveis produzidos a partir de Resíduos Sólidos Urbanos-RSU, no caso do biogás e a partir de Óleo Vegetal Residual-OVR, para o caso do biodiesel, dessa forma consegue-se melhorar o saneamento básico agregando valor energético aos RSU e ao OVR gerenciados inadequadamente. O biogás é produzido a partir de RSU em Aterro Sanitário através de um processo de digestão anaeróbica, e o biodiesel produzido a partir do OVR, utilizando processo de duas etapas, esterificação com catálise ácida homogênea (H2SO4) e transesterificação com catálise básica homogênea (NaOH). O MCIIC recebe as misturas de biogás/biodiesel em diferentes proporções, ou seja, biogás 25%-BG25, BG50 e BG75 visando estudar o impacto das proporções dessas misturas nos parâmetros de desempenho do motor e emissões de poluentes, procurando aumentar a eficiência de conversão das misturas e minimização das emissões de poluentes ao meio ambiente. A combustão das misturas biogás-biodiesel será estuda através de simulação computacional fluidodinâmica (CFD), onde serão analisados o atraso, e avanço da ignição, início da combustão, propagação da chama, razão volumétrica de compressão e as temperaturas dos gases de exaustão. Após esta análise serão realizados cálculos de parâmetros associados com o desempenho no MCIIC, tais como: consumo específico de combustível, eficiência térmica, de combustão e conversão das misturas biogás-biodiesel, todas em base exergética. Numa próxima etapa são determinados os custos de transporte urbano e de carga em US$/km utilizando MCIIC alimentado com misturas biogás-biodiesel. No projeto também espera-se determinar as emissões de Óxidos de Nitrogênio - NO, Hidrocarbonetos – HC, Monóxido de Carbono – CO, Dióxido de Carbono Equivalente - CO2e, indicador de poluição e eficiência ecológica como forma de avaliar o impacto ambiental do MCIIC. Além do aspecto científico da pesquisa, este projeto também tem como meta a formação de recursos humanos, o desenvolvimento e a divulgação da pesquisa através de artigos relacionados com análises técnicas, econômicas e ambientais dos motores de ignição a compressão alimentados com misturas biogás-biodiesel.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roque Ismael da Costa Güllich

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • formação e docência em ciências com foco no ensino por investigação
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal da Fronteira Sul - SC - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021