Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Heloisa Sobreiro Selistre de Araujo

Ciências Biológicas

Morfologia
  • papel das integrinas alphavbeta3 e alpha5beta1 na angiogênese tumoral, na migração e invasão de células tumorais e na fibrose tecidual em ambiente hipóxico
  • Integrinas são receptores heterodiméricos de superfície celular que conectam as células à matriz extracelular (MEC) e controlam diversos processos como a migração celular, a organização do citoesqueleto, a polaridade celular, a atividade de metaloproteases, a síntese de colágeno e a direção da migração. O padrão de expressão de integrinas pode estar muito alterado em células que sofreram transformação tumoral quando comparado ao de células normais. A sinalização mediada por integrinas modula também a resposta disparada pela ativação de receptores de fatores de crescimento como o VEGF, resultando em sinais pró- ou anti-angiogênicos dependendo da via envolvida. Desta forma, as integrinas vem sendo estudadas como possíveis alvos de inibição farmacológica para o tratamento do câncer e para prevenção de metástases. No entanto, a grande maioria dos efeitos de inibidores de integrinas descritos na literatura foram feitos em normóxia, condição muito diferente do que ocorre no microambiente tumoral. Nosso grupo trabalha há mais de dez anos com uma desintegrina recombinante denominada DisBa-01, antagonista das integrinas vb3 e 5b1. A DisBa-01 inibe a migração celular, é antiangiogênica, e inibe a expressão de MMP-2, VEGF e de VEGFR em células endoteliais. Todos os estudos in vitro anteriores foram feitos em condições de normóxia e em condições de cultivo em monocamada. Neste projeto, pretendemos estudar os efeitos do bloqueio de integrinas pela DisBa-01 em cultura tridimensional e em hipóxia. Pretende-se contribuir para o conhecimento sobre a sinalização mediada por integrinas no microambiente tumoral hipóxico de maneira a ampliar o entendimento e possibilidades de aplicação destes receptores como alvos farmacológicos na terapia do câncer e da metástase.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helon Vicente Hultmann Ayala

Outra

Robótica, Mecatrônica e Automação
  • rastreamento eficiente de delexões musculares em tempo real baseado em sensores miocinéticos e redes neurais artificiais para controle protético
  • Recentemente, os sensores miocinéticos foram propostos e estudados [17] com o objetivo de medir a intenção dos pacientes amputados, a fim de fornecer informações para o acionamento dos efetuadores finais de próteses. No entanto, é muito difícil estabelecer mapeamentos não lineares que sejam capazes de representar relações entre a medição dos sensores miocinéticos e a informação requerida para referência dos dispositivos protéticos. No presente projeto, os objetivos são (i) construir data-driven soft-sensors capazes de traduzir as informações do sensor miocinético em informação útil para a atuação de dispositivos protéticos, já que as técnicas atuais são baseadas em modelos muito complexos que, por sua vez, não são adequados nem para implementação em tempo real ou soluções embarcadas; (ii) projetar novas implementações de hardware de soft-sensors para transdutores miocinéticos usados ​​no controle protético baseado em redes neurais artificiais. Trabalhos anteriores dos participantes [17, 2] serão utilizados para alcançar (i) e (ii) em um esforço de colaboração internacional sinérgica. Esperamos obter soluções otimizadas do ponto de vista da precisão e consumo de energia, que possibilitem um controle protético melhor e mais refinado, fornecendo características diferenciais para os campos de sensores miocinéticos, suas soluções embarcadas e métodos fundamentais de aprendizado de máquina.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helotonio Carvalho

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • poluição atmosférica em recife e possíveis efeitos à população: morte celular e estresse oxidativo em células alveolares do tipo ii expostas a material particulado.
  • Os últimos dados compilados pela Organização Mundial de Saúde estimam que a poluição atmosférica é responsável pela morte de um total aproximado de três milhões de pessoas anualmente. A poluição atmosférica é diretamente responsável por um grande número de infecções respiratórias, pelo agravamento de condições alérgicas e de doenças cardiovasculares, além de estar associada ao câncer de pulmão. Este problema é agravado pelas políticas de estímulo à economia brasileira como tentativa de combater os efeitos da crise econômica mundial de 2008, que passaram por um incentivo, equivocado, à compra de veículos automotores. Outro fator que pode potencialmente agravar estes problemas é o crescente aumento da participação de usinas termoelétricas movidas a óleo diesel, carvão mineral e gás natural, na geração de energia elétrica no país. Esta participação tem aumentado também devido a fenômenos climáticos e ao atraso nas obras de novas hidrelétricas da região norte do país. Recife possui uma população aproximada de 1,6 milhão de habitantes e uma frota de 700 mil veículos. Resultados prévios do nosso grupo de pesquisa indicam um aumento no número de internações e mortes por doenças associadas à poluição atmosférica na cidade de Recife nos últimos 15 anos, que deve estar relacionado ao grande aumento da frota de veículos da cidade no últimos anos. O material particulado, um dos componentes presente na poluição atmosférica, é capaz de gerar espécies reativas de oxigênio (EROs) quando inalado. Estas espécies altamente reativas podem causar danos ao DNA, proteínas e membranas celulares, que podem culminar na morte da célula, a qual pode se manifestar na forma de apoptose. O propósito deste projeto é coletar e estudar a composição química e o efeito do material particulado (MP) coletado da atmosfera de Recife na indução de apoptose em células alveolares do tipo II humanas (A549). Além disso pretende-se determinar o papel de espécies reativas de oxigênio no processo de apoptose tanto pelo material particulado coletado da atmosfera de Recife, quanto material particulado derivado de diesel, com o qual temos trabalhado nos últimos anos através de análise de apoptose e medidas de produção de ROS por citometria de fluxo e das concentrações de GSH e GSSG, e dos níveis de enzimas antioxidantes que através de PCR em tempo Real e Western Blot. Serão realizadas também medidas das concentrações de óxido nítrico (NO) a fim de avaliar a possibilidade de material particulado levar à formação de NO. Os resultados obtidos poderão nortear tratamentos futuros para distúrbios cardiorespiratórios causados por poluição atmosférica.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/07/2021
Foto de perfil

Helton da Costa Santiago

Ciências Biológicas

Imunologia
  • caracterização do conteúdo de exossomos isolados do plasma de pacientes com câncer de mama e sua capacidade de modulação de células dendríticas como mecanismo de escape tumoral
  • As células dendríticas (DCs) são células imunes derivadas da medula óssea e encontradas em tecidos epiteliais e linfóides sendo as principais células apresentadoras de antígenos envolvidas na ativação de linfócitos T naive. O potencial imunoestimulante dessas células tem sido aproveitado largamente aproveitado para imunoterapia do câncer quando DCs dos pacientes são diferenciadas e ativadas in vitro para promover uma imunidade anti-tumoral mais eficaz. Entretanto, nos últimos anos, foi demonstrado que DCs de pacientes com câncer são desreguladas e têm seu fenótipo alterado, tornando-se células com reduzida capacidade de apresentação de antígenos e, portanto, de ativação do sistema imune. Dados da literatura sugerem que os defeitos funcionais nas DCs intra-tumorais se manifestam também em DCs diferenciadas in vitro, a partir de monócitos do sangue periférico de pacientes com câncer, o que representa um obstáculo à utilização das DCs, dos próprios pacientes, em tratamentos imunoterápicos. Células tumorais são capazes de gerar um microambiente com sinais que conduzem a uma baixa regulação positiva da classe MHC II e moléculas co-estimulatórias, além do decréscimo na produção de citocinas pró-inflamatórias, favorecendo o escape tumoral ao sistema imunológico. Os mecanismos dessa desregulação de DCs em pacientes com cancer ainda é pouco estudado. Nossa hipótese é que a desregulação sistêmica esteja associada a imunossupressão sistêmica causada pelo câncer e mediada por vesículas de comunicação intercelular conhecidas como exossomos. Foi identificado que diferentes tipos de células neoplásicas são capazes de secretar exossomos, nanovesículas derivadas da membrana, de 30-100 ηm, que podem mediar a comunicação entre células e podem carrear lipídeos, proteínas, mRNA e microRNAs. Estudos demonstraram que exossomos derivados do tumor são capazes de transferir seus traços fenotípicos, onco-proteínas ou onco-microRNAs, para promover a proliferação, remodelamento da matriz extracelular, contribuir para pré- formação do nicho metastático e regulação do sistema imunológico. Nossos resultados preliminares demonstraram que DCs de doadores normais diferenciadas na presença de exossomos de pacientes com câncer de mama ductal invasivo possuem fenótipo imunossupressor e menor capacidade de induzir proliferação de linfócitos T, em uma reação mista de linfócitos. Assim, o presente projeto, busca avaliar os mecanismos moleculares envolvidos na regulação do estado fenotípico das DCs diferenciadas na presença de exossomos de pacientes com câncer de mama, através da determinação do conteúdo de miRNAs presente e vias de sinalização potencialmente envolvidas neste processo. Com esse projeto, pretendemos elucidar um importante mecanismo de imunssupressão e contribuir para estratégias de estudo na busca do reestabelecimento da função das DCs de pacientes para imunoterapia do câncer. Assim, pretendemos melhorar nossa compreensão da alteração fenotípica induzida por exossomas de pacientes com câncer na diferenciação de DCs avaliando detalhes fenotípicos e transcricionais que ainda não investigamos. Além disso, pretendemos avaliar o conteúdo dos próprios exosomos estudando o carregamento de microRNAs presentes nesses exosomas e avaliando se o carregamento de microRNA podem ser os mecanismos de modulação que estamos observando. Finalmente, vamos avaliar com maiores detalhes como o fenótipo alterado dessas DCs interfere na resposta imune adaptiva, uma vez que nossos dados sugerem que DCs diferenciadas na presença de exossomos de pacientes com cancer de mama polarizam-se com menor frequencia em Th1 e com maior frequencia em Treg.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helton Estrela Ramos

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo da associação entre hipotireoidismo e sarcopenia em idosos da universidade aberta à terceira idade – universidade do estado da bahia
  • Introdução: A sarcopenia é uma condição caracterizada por modificações na composição corporal dos indivíduos, com redução progressiva e generalizada da força e da massa muscular esquelética, associada a um risco aumentado de resultados adversos. Objetivos: Avaliar a associação entre hipotireoidismo e sarcopenia em idosos de Salvador. Metodologia: Estudo observacional, analítico e de corte transversal, que incluirá 300 idosos inseridos na Universidade Aberta à Terceira Idade (Universidade Estadual da Bahia/UNEB), no período de dez/2018 – dez/2020. No tratamento estatístico, serão utilizadas ferramentas que possibilitem analisar e descrever a correlativa dos dados. Os parâmetros definidos para avaliação e diagnóstico da sarcopenia são de acordo o Consenso Europeu de Sarcopenia: Circunferência da panturrilha, dinamometria, teste de marcha, bioimpedância elétrica e DEXA e, para o hipotireoidismo são dosagens hormonais de T3, T4, TSH e ATPO. Os resultados esperados visam colaborar para inovações na área da saúde e melhoria nas intervenções da assistência ao idoso.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helton Santos Pereira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • resistência à murcha-de-fusário em feijoeiro-comum: genética, melhoramento e identificação de marcadores moleculares
  • O Brasil tem sido um dos principais produtores mundiais de feijão (Phaseolus vulgaris L.) nos últimos anos, onde esse grão representa importante fonte de proteína para a população, além de ser rico em minerais como ferro e zinco. Entre as diversas doenças que acometem essa cultura, a murcha-de-fusário, causada pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. Phaseoli, apresenta grande importância, por ser causada por um patógeno de solo para a qual o controle químico não é efetivo. O uso de cultivares resistentes é uma das medidas de controle mais efetiva, devendo ser inserido junto com outras práticas no manejo integrado. Diversos trabalhos têm relatado a existência de variabilidade genética para a resistência à murcha-de-fusário, indicando a possibilidade de seleção de genótipos resistentes. Entretanto, existem poucas cultivares, principalmente do grupo carioca, que é o mais importante no Brasil, que apresentam nível satisfatório de resistência. Assim, é necessário obter novas cultivares de grão carioca com resistência a murcha-de-fusário e que associem fenótipos favoráveis para outros caracteres de interesse. Para se aumentar a chance de sucesso de um programa de melhoramento para resistência a essa doença, é fundamental conhecer o controle genético do caráter, bem como as estimativas de parâmetros genéticos, que serão úteis para a definição das estratégias a serem utilizadas. A maioria dos trabalhos realizados em condições controladas tem relatado que a herança da resistência à murcha-de-fusário é qualitativa, entretanto, em condições de campo, nota-se a existência de grande variação do nível de resistência das linhagens. Um segundo aspecto relevante e, termos de controle genético é conhecer a relação genética entre a reação à murcha-de-fusário e outros caracteres de importância, como a produtividade, tamanho e coloração dos grãos. A magnitude da interação entre genótipos e ambientes para esse caráter também deve ser considerada, já que tem sido relatada a existência de algumas raças diferentes do patógeno causador da murcha-de-fusário. Quando a interação entre genótipos e ambientes é importante na expressão do caráter, pode-se utilizar análises de estabilidade e adaptabilidade para identificação de linhagens superiores. Isso é particularmente importante no Brasil, já que o feijão é produzido em três épocas distintas durante o ano e, consequentemente, as condições ambientais são bastante discrepantes. Um dos primeiros passos para a implantação de um programa de cruzamentos visando a obtenção de cultivares resistentes a murcha-de-fusário é a escolha dos genitores. Entre os métodos de escolha dos genitores que utilizam o seu próprio desempenho, o mais empregado é a própria média do caráter em questão. Entre os métodos que utilizam a informação das progênies, o cruzamento dialélico têm sido o mais empregado em várias espécies, inclusive no feijoeiro-comum, e ainda fornece informações sobre o controle genético dos caracteres e possibilita a seleção de populações segregantes mais promissoras para extração de linhagens. Outro ponto importante é a possibilidade de identificação de marcadores moleculares ligados a genes de efeito maior que controlam a resistência. Esses marcadores poderão ser utilizados em seleção assistida, facilitando a obtenção de linhagens resistentes. Até o momento, não se tem relatos de marcadores identificados como ligados aos genes que conferem resistência à murcha-de-fusário, que tenham sido validados e que sejam comprovadamente eficientes. Com base no exposto, o objetivo do presente projeto é realizar estudos genéticos visando: o entendimento do controle genético da reação à murcha-de-fusário e de sua relação genética com outros caracteres; o entendimento da importância da interação entre genótipos e ambientes para a resistência à murcha-de-fusário, tamanho e produtividade de grãos; a seleção de linhagens que reúnam resistência à murcha-de-fusário, tamanho, coloração e produtividade de grãos adequados; e a identificação de marcadores moleculares ligados a genes que controlam a resistência à murcha-de-fusário, para utilização em seleção assistida.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helvecio Costa Menezes

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • nano tubos de carbono para amostragem de desreguladores endócrinos em águas com determinação por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas
  • Um desregulador ou disruptor endrócrino (Endocrine Disrupting Chemicals- EDC) é definido pela Agencia de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (Environmental Protection Agency- EPA) como um agente que interfere na síntese, transporte ou eliminação dos hormônios naturais do organismo. Os EDCs estão presentes em diversos produtos de uso doméstico, industrial e agrícola. Atualmente a estimativa de produção mundial desses produtos é da ordem de dezenas de milhões de toneladas anuais. No ambiente esses produtos podem seguir várias rotas atingindo atmosfera, solo, águas superficiais e subterrâneas. Além disto, e podem permanecer no ambiente por longos períodos. Portanto constitui um grande desafio o desenvolvimento de métodos eficientes e sensíveis para a amostragem e determinação destes tóxicos em águas. Este projeto propõe utilizar nano tubos de carbono (NTC) para amostragem de EDCs em águas com determinação por cromatografia a gás acoplada à espectrometria de massas (GC/MS). Os NTC serão obtidos pelo processo de deposição química de vapor (CVD), e funcionalizados para potencializar as extrações das diferentes classes químicas que serão objeto do estudo. A aplicação do método será em amostras de águas coletadas em corpos d’água localizados no estado de Minas Gerais. Este projeto contribuirá para demonstrar o uso para fins analíticos destes novos materiais. Será feita a divulgação em periódicos indexados, formação de recursos humanos, e ampliação das interfaces com outras áreas do conhecimento como nano materiais, e saúde ambiental.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helvécio Vinícius Antunes Rocha

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento e avaliação de sistemas incrementadores de dissolução de praziquantel
  • Vide projeto anexo
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 21/11/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Henderson Silva Wanderley

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • variabilidade carbono do solo na cidade do rio de janeiro
  • A temperatura média global da superfície do planeta vem apresentado aumento desde o final do século XIX, e sucessivamente, as últimas três décadas foram as mais quentes das quais se têm registros, com um aumento na temperatura de próximo 1º C, desde a revolução industrial. O aumento da temperatura é resultado da atividade humana, relacionadas principalmente da queima de combustíveis fósseis e desmatamento. No entanto, entender como as mudanças no uso do solo modificam o processo de respiração do solo é fundamental, pois o solo contribui com cerca de 20% das emissões total de CO2 por meio da respiração do solo e das raízes, 12% do metano (CH4) e com 60% das emissões antropogênicas óxido nitroso (N2O). A mudanças no uso do solo que ocorre nos grandes centros urbanos também contribui para o aumento dos gases do efeito estufa para a atmosférico. No entanto, em algumas dessas cidades, há a existência de florestas e parques urbanos, reservas ecológicas e ambientais, que podem atuar como sumidouro/fonte de carbono. Entretanto, essas quantificação dos sumidouro/fonte de carbono urbanos são escasco ou até mesmo inexistente, como para a cidade do Rio de Janeiro-RJ. Diante do exposto, o objetivo desta pesquisa é quantificar a variabilidade carbono do solo na cidade do Rio de Janeiro e na Reserva Ecológica de Guapiaçu (REGUA). A quantificação do carbono do solo será realizada na cidade do Rio de Janeiro com medições na floresta urbana da Tijuca, parques urbanos, reservas ecológicas e ambientais distribuídos pela cidade mediante o uso do IRGA (Infra-red gas analyzer) e parametrização da soda lime, em blocos e tratamentos distintos de medições mensais em floresta. As medições na floresta da Tijuca realizadas com soda lime serão comparadas com as medições realizadas pelo IRGA. Para validar as medições com soda lime serão obtidos índices estatísticos que permitem inferir sobre a precisão e exatidão das medições como: a Raiz do Quadrado Médio do Erro (RQME), o coeficiente de determinação (r²) da regressão linear (Yi = β0 + β1Xi) entre as medições com o IRGA (Xi) e a soda lime (Yi) e seus coeficientes angular (β1) e linear (β0), o índice de concordância de Willmott (d) e o índice de desempenho (c). As análise estatísticas dos tratamentos será realizada com ANOVA.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henri Carlo Belan

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • sistema de controle integrado para hidráulica digital
  • A hidráulica de potência convencional é uma tecnologia amplamente utilizada em sistemas em que a exigência por alta densidade de potência, robustez, rápida resposta dinâmica e controlabilidade são predominantes. Todavia, sistemas hidráulicos também são conhecidos por apresentar baixa eficiência energética, especialmente quando comparados aos sistemas elétricos. A hidráulica digital é uma proposta que, segundo os resultados de pesquisas recentes, tem se mostrado uma alternativa promissora para a redução da dissipação de energia, mantendo os benefícios característicos da hidráulica. Os trabalhos apresentados pelo grupo de pesquisa do Laboratório de Sistemas Hidráulicos e Pneumáticos – LASHIP/UFSC demostraram ser possível reduzir a dissipação de energia em até 90%, com uma concepção de hidráulica digital em comparação ao uso de servoválvulas. O aumento da eficiência energética obtido está associado à ausência de controle resistivo por orifício, redução dos vazamentos internos e configuração regenerativa. Atualmente, estas pesquisas estão sendo desenvolvidas em ambiente de laboratório, com utilização de sistemas de aquisição de dados e controladores industriais que, além de volumosos, apresentam um custo elevado, com valor superior ao equipamento de atuação hidráulico digital. Este aspecto, apesar de necessário para a fase de pesquisa, restringe financeiramente a disseminação da tecnologia e a aplicação em alguns setores produtivos. Neste sentido, este trabalho tem como foco pesquisar soluções para a implementação de um sistema de controle e aquisição de dados completo, com custo reduzidos e que atendam a requisitos de modularidade, flexibilidade e possibilidade de integração ao sistema de atuação hidráulico digital. Um dos resultados diretos esperados com esta proposta é a obtenção de um conceito com viabilidade técnica e financeira para aplicação em áreas diversas como, por exemplo, em reguladores de velocidades de hidrelétricas, equipamentos móbeis como retroescavadeiras, caminhões guinchos, guindastes, máquinas florestais e empilhadeiras e máquinas industriais como injetoras, máquinas ferramentas, equipamentos de siderurgia, dentre outros.
  • Instituto Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henri Ivanov Boudinov

Outra

Microeletrônica
  • dispositivos eletrônicos de semicondutores orgânicos
  • Existem poucas dúvidas sobre a enorme influência da eletrônica no dia a dia das pessoas. Do mercado de entretenimento ao mercado de pesquisas espaciais, milhões de pessoas dependem de funções que são realizadas por sensoriamento e processamento de sinais. Contudo, os limites da integração em silício tornam-se claros quando se pensa na integração do circuito integrado com os produtos finais. Nos últimos anos houve uma enorme integração da sociedade com o mundo eletrônico, mas os equipamentos em si ainda são relativamente caros (na faixa das dezenas de dólares, não dos centavos) e de acesso limitado. Num cenário em que a eletrônica esteja presente no dia a dia das pessoas de maneira mais transparente, ela deve ser integrada nos objetos comuns. Por exemplo, nas roupas (controlando o espaçamento dos fios do tecido em função da temperatura desejada), nas embalagens (identificando que o produto está acabando e sinalizando uma nova compra ou uma atualização na geladeira) ou na própria maneira de se interagir com o ser humano, nos objetos que se usam todo o dia (papel) ou nos sensores que monitoram funções do corpo. Para o grupo de aplicações acima reportado não interessa tanto a integração de componentes às centenas de milhões dentro de um chip. O valor agregado está em esconder o processamento e a memória em objetos banais, com funções que requeiram poucos transistores, mas permitam a integração no objeto em um controle digital complexo e de baixíssimo custo. Exemplos de aplicação imediata são: • monitoramento da temperatura e registro em produtos perecíveis; • embalagens inteligentes, que podem avisar ao caixa que estão no carrinho em um supermercado ou padaria; • papel inteligente, que reconhece a ortografia e processa OCR (online character recognition); • papel seguro, que possui código para leitura de documento (a tinta só apareceria após algoritmo de criptografia ser validado). Embora algumas destas aplicações estejam ainda distantes, o fato de se conseguir fabricar um controlador simples, elementos de memória ou sensor num papel ou em um material plástico flexível abre um leque de oportunidades impressionante. Além disto, como os recursos para fabricação são mais baratas que a fabricação normal de circuitos em silício, sua utilização em aplicações de baixo custo seria facilmente adotada.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henriette Monteiro Cordeiro de Azeredo

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • snacks de banana como veículos de probióticos
  • Considerando a grande demanda por produtos que atendam aos requisitos de saudabilidade e conveniência, serão desenvolvidos dois tipos de snacks probióticos de banana, a saber: um flexível e gomoso (fitas comestíveis) e outro quebradiço e crocante (banana liofilizada com revestimento probiótico). Espera-se que os snacks protejam as bactérias probióticas contra degradação durante o processamento, a estocagem e a passagem pelo estômago, mas permitindo sua liberação no intestino. Na primeira etapa, serão desenvolvidos filmes (fitas) comestíveis contendo polpa de banana e uma matriz filmogênica. Serão testadas duas matrizes (uma digerível e uma não-digerível – amido e celulose bacteriana, respectivamente) e duas cepas probióticas (esporogênica e não-esporogênica - Bacillus coagulans e Lactobacillus casei, respectivamente), além da presença ou ausência de um agente prebiótico (frutooligossacarídeos – FOS). As diferentes formulações serão avaliadas em termos de propriedades físicas (propriedades mecânicas, térmicas, óticas e estruturais) e desempenho funcional (estabilidade da cepa à estocagem, capacidade de manter os probióticos vivos no estômago e liberá-los no intestino). A formulação com melhor combinação de propriedades físicas e desempenho funcional será ainda produzida por casting contínuo (simulando uma escala semi-industrial) e submetida a testes de aceitação sensorial. Na segunda etapa, a formulação escolhida para as fitas será adaptada (sem polpa de banana) como material de revestimento para fatias de banana, que serão então liofilizadas e submetidas a avaliação sensorial e de estabilidade ao longo da estocagem.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique Almeida Fernandes

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • comportamento crítico dinâmico em sistemas de spin e em modelos com estados absorventes
  • O presente projeto, enviado ao CNPq para participação no Edital MCTIC/CNPq de número 28/2018 - Universal, tem como objetivo estudar o comportamento crítico dinâmico de diversos modelos físicos para a obtenção de suas transições de fases e expoentes críticos. Dentre eles, pretende-se examinar modelos de spin, como por exemplo o modelo de Potts com interações de longo alcance, modelos de Baxter e Z(N), modelos com estados absorventes tais como os de superfície catalítica e epidêmicos, como também os de crescimento de superfícies em sistemas de spin. Em se tratando de modelos epidêmicos, pretendemos utilizar redes complexas para determinar sua influência na propagação de doenças tais como dengue, Zika virus, febre amarela, sarampo e Aids. Com a inclusão de parâmetros tais como características morfológicas e biológicas dos vetores da doença, bem como suas interações com os respectivos hospedeiros, além de incluir aspectos socioeconômicos, ambientais, manejo, preservação, diagnóstico e profilaxia de doenças infecciosas, esperamos obter uma ferramenta que poderá contribuir para o estudo epidemiológico e dar suporte à ações estratégicas e políticas públicas no combate a doenças emergentes e reemergentes. Os resultados serão obtidos, principalmente, pela técnica conhecida como simulações Monte Carlo em tempos curtos (ou fora do equilíbrio) com o auxílio de uma técnica de otimização conhecida como coeficiente de determinação. Essa técnica já tem sido utilizada com sucesso em diversos modelos, mostrando-se eficiente na localização de pontos de transição de fases contínua e descontínua. Alguns trabalhos vem sendo desenvolvidos pelo proponente considerando esta técnica e outros já foram publicados em revistas como o Physical Review E, Computer Physics Communications, Communications in Nonlinear Science and Numerical Simulation, Brazilian Journal of Physics e Journal of Statistical Mechanics.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique Bunselmeyer Ferreira

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • proteínas associadas ao desenvolvimento de platelmintos parasitas e prospecção e caracterização de novos compostos anti-helmínticos
  • Platelmintos parasitos das Classes Cestoda (por exemplo, Echinococcus spp. e Taenia spp.) e Trematoda (por exemplo, Schistosoma spp. e Fasciola spp.) são responsáveis por doenças debilitantes (helmintíases) que atingem centenas de milhões de pessoas em todo o mundo. Estas helmintíases, listadas como prioritárias para ações de controle pela World Health Organization dentre as doenças tropicais negligenciadas, afetam principalmente populações em condição de pobreza, sem acesso a saneamento básico e em contato com vetores de infecção e/ou animais domésticos. O fato destas helmintíases também afetarem uma ampla variedade de animais domésticos, além de causar importantes perdas econômicas, favorece a transmissão dos parasitos para seres humanos. O tratamento de cestodíases e trematodíases com quimioterápicos é um componente essencial de quaisquer estratégias de controle destas zoonoses, mas o número de fármacos anti-helmínticos existente é pequeno, sua eficácia é limitada e já há inúmeros relatos de emergência de resistência dos parasitos a eles. Há, portanto, uma necessidade premente da descoberta e disponibilização de novos fármacos com efeito anti-helmíntico. Por isso, o projeto aqui apresentado propõe duas abordagens complementares para a prospecção e o desenvolvimento de novos anti-helmínticos, mais eficientes do que os atualmente utilizados. Em ambas, serão utilizados como modelos experimentais espécies do gênero Echinococcus, causadoras da equinococose cística, Fasciola hepatica, causadora da fasciolose, e o cestódeo-modelo Mesocestoides corti, que viabiliza estudos de biologia do desenvolvimento de platelmintos in vitro. Numa primeira abordagem, dados de proteômica comparativa de M. corti, já disponíveis, e estudos filogenéticos serão utilizados para identificar proteínas associadas a processos de desenvolvimento e evolutivamente conservadas entre platelmintos cestódeos e trematódeos e outros helmintos parasitas. Posteriormente, as proteínas identificadas como tal serão analisadas in silico quanto a sua drogabilidade e para definição de possíveis compostos inibidores de suas atividades preditas. Será feita a modelagem estrutural in silico para proteínas-alvo selecionadas e ferramentas de docking molecular serão utilizadas para predição de interações entre elas e potenciais moléculas inibidoras. Versões recombinantes, expressas em Escherichia coli, de proteínas-alvo selecionadas serão depois utilizadas em ensaios bioquímicos para avaliação preliminar do efeito de seus potenciais inibidores. Também serão avaliados os padrões de expressão espaço-temporais destas proteínas ao longo do desenvolvimento in vitro de M. corti, para caracterização dos estágios de desenvolvimento e dos tecidos/órgãos nos quais as proteínas-alvo selecionadas são expressas. Numa segunda abordagem, serão utilizadas ferramentas in silico para reposicionamento de fármacos. Com isso, serão definidos fármacos a serem testados como potenciais anti-helmínticos. Posteriormente, os inibidores mais efetivos de algumas das proteínas-alvo conservadas e alguns fármacos candidatos a reposicionamento selecionados terão seus potenciais efeitos anti-helmínticos avaliados sobre cultivos de larvas e adultos de M. corti, pré-adultos (protoescólices) de Echinococcus spp. e adultos de F. hepatica. Aqueles inibidores ou fármacos reposicionados com efeitos anti-helmínticos mais pronunciados nestes ensaios terão seus potenciais anti-helmínticos avaliados em ensaios de infecção experimental de roedores. Os fármacos com maior efeito em roedores terão então seus mecanismos de ação investigados. Inicialmente, serão avaliados os efeitos dos inibidores/fármacos sobre citoesqueleto e indução de morte celular em protoescólices de Echinococcus spp. e adultos de F. hepatica. Efeitos mais globais serão avaliados a partir de análises proteômicas por LC-MS/MS comparativas de amostras destes parasitos expostas ou não aos inibidores/fármacos. Em conjunto, as atividades propostas neste projeto deverão identificar e caracterizar preliminarmente novos fármacos que funcionem como helminticidas ou helmintostáticos, suas proteínas-alvo e mecanismos de ação. Com isso, contribuir-se-á para o desenvolvimento e futura disponibilização de novos e mais eficientes fármacos anti-helmínticos, para tratamento e controle de cestodíases, trematodíases e outras helmintíases.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique Bursztyn

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • estruturas geométricas e teoria de calibres
  • O presente projeto aborda o estudo de estruturas geométricas com interesse central em geometria diferencial, incluindo simplética, Poisson, contato, Kahler, métricas com holonomia especial, tendo a teoria de calibres como eixo articulador; o projeto foca em diversas manifestações da teoria de calibres em diálogo com diferentes aspectos da geometria diferencial e a topologia de variedades. Nosso programa de investigação está esquematicamente dividido em 3 temas, que se entrelaçam com a teoria de calibres em diferentes dimensões: (1) Geometria de Poisson e estruturas relacionadas; (2) Topologia simplética e aplicações; (3) Variedades riemannianas com holonomia especial. O projeto prevê avanços científicos em questões chave da área, acompanhados da sólida formação de recursos humanos.
  • Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique Castro Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • concentração de controle acionário e políticas financeiras corporativas
  • Esse projeto propõe investigar quais são as decisões financeiras preferidas por acionistas controladores que têm maior propensão à expropriação. De modo amplo, o projeto apresenta as razões teóricas pelas quais acionistas com alto wedge (ou divergência) de controle têm maior tendência à expropriação que os demais acionistas (i.e. minoritários). Além disso, discutem-se quatro políticas financeiras que, antecipadamente, têm relação com conflitos de agência que potencialmente expropriam a riqueza dos minoritários: alavancagem, maturidade do endividamento, dividendos, e liquidez. A seguir, apresentam-se 4 hipóteses de pesquisa que sugerem que existe relação positiva entre wedge de controle do acionista controlador e decisões financeiras que facilitam a expropriação. A investigação empírica deverá utilizar técnicas de análise de painel dinâmico, estimado pelo método Método dos Momentos Generalizados em Sistema (GMM-Sys) de \citet{ArellanoBover1995,BlundellBond1998} e \citet{Roodman2009xtabond2}. Contudo, será particularmente necessária, a fins de estimar adequadamente os efeitos de causalidade em questão, a utilização de técnicas que facilitem a inferência causal, tais como \textit{Differences-in-differences} e \textit{Regression Discontinuity Design} (RDD), vide \citet{AngristPischke2008mostly}. Espera-se que os resultados desse projeto permitam um melhor entendimento de como a estrutura de propriedade e os incentivos dos acionistas controladores explicam as diferenças nas decisões corporativas, nas decisões de criação de valor e também demais decisões que afetem o público geral (por exemplo, decisões de fusões e aquisições, criação de mecanismos de combate à corrupção, decisões de responsabilidade social, participação política, etc.). As implicações dos resultados, portanto, serão de interesse de acadêmicos e profissionais da área financeira, mas também de órgãos responsáveis pela regulação dos mercados financeiros e bolsas de valores.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique César Muzzio de Paiva Barroso

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • criatividade aberta: incremento da criatividade por meio da ação em rede - experiências em ambientes de coworking
  • A inovação tem a capacidade de proporcionar transformações na sociedade e sempre foi basilar para a competitividade das firmas. A criatividade é um processo vinculado à inovação, mas independente. Essa criatividade pode ser desenvolvida de forma aberta, ou seja, com o apoio de terceiros que podem se desenvolver em distintos níveis, desde a simples influência até parcerias formais. Os ambientes de coworking, ainda que não sejam exclusivos para a aplicação da criatividade aberta, são um lócus de observação privilegiado em função de sua natureza de atuação que envolve, dentre outros, a abertura para profissionais de diferentes campos de conhecimento, o compartilhamento de espaço e infraestrutura, a porosidade de sua composição, a vinculação de seu público alvo a um estilo de vida mais propenso a parcerias. Esses espaços permitem a colaboração, o compartilhamento de conhecimento, o aprendizado mútuo e oferece oportunidades para alcançar acordos comerciais entre seus participantes. Eles funcionam como um nó da rede, tanto no aspecto físico, como na perspectiva simbólica, potencializando interfaces que irão alimentar o processo criativo e a inovação.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique Douglas Melo Coutinho

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • redução da fitotoxicidade do cloreto de mercúrio por compostos fenólicos e avaliação do mecanismo de proteção por espectroscopia no infravermelho com transformada de fourier (eivtf) e métodos antioxidantes
  • Os metais pesados são considerados tóxicos, e fontes potenciais de degradação ambiental, visto que que produzem alterações na qualidade das águas e do solo. A contaminação com metais pesados afetam o crescimento, a distribuição e o ciclo biológico das espécies vegetais. Contudo, pesquisas científicas têm mostrado o potencial relacionado aos metabólitos secundários de diversas espécies de plantas para recuperação de áreas contaminadas ou poluídas. Essa recuperação ambiental pode ser atribuída à redução da toxicidade dos metais (sob formas catiônicas ou aniônicas) devido a mecanismos pelos quais os metabólitos secundários podem reduzir o potencial oxidativo do metal por meio de captura de elétrons livres ou quelação. Dentre estes metabólitos, destacam-se na literatura compostos fenólicos como taninos (ácido gálico, ácido caféico e pirogalol), presentes em uma grande diversidade de plantas já avaliadas com este potencial. Estes compostos podem interagir com átomos dos metais tóxicos como o mercúrio, reduzindo sua toxicidade e uma das formas de avaliar esta interação é o uso de métodos espectroscópicos vibracionais como Espectroscopia de Infravermelho com Transformada de Fourier, na qual podem ser avaliadas tanto as alterações vibracionais pelo sequestro de cargas na molécula como a ligação coordenada entre estas moléculas e o metal. Em vista disso, esta pesquisa se apresenta como uma continuação cujo objetivo é avaliar a capacidade de taninos (ácido gálico, ácido caféico e pirogalol), encontrados em uma ampla variedade de plantas em reduzir a toxicidade de cloreto de mercúrio, determinando seu mecanismo de ação (por sequestro de elétrons ou por quelação) através de ensaios antioxidantes e de espectroscopia vibracional. Além disso, serão realizados testes de determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) em microrganismos (bactérias e fungos) e ensaios de alelopatia com modelos vegetais para avaliar o potencial redutor do efeito fitotóxico e demonstrar biologicamente o quanto a capacidade antioxidante dos taninos pode reduzir a toxicidade de metais tóxicos como o mercurio.
  • Universidade Regional do Cariri - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique José Domiciano Amorim

Ciências Humanas

Sociologia
  • desenvolvedores de software e teleoperadores: produção e trabalho imaterial em perspectiva
  • Para a Chamada Universal MCTIC/CNPq 2018, encaminho projeto de pesquisa que dá seguimento a pesquisas anteriores, mas agora focado em um novo objeto específico: a análise das condições de trabalho dos desenvolvedores de software e dos teleoperadores de centrais de teleatendimento no Brasil. À primeira vista, estas atividades produtivas não estariam, primeiro, condicionadas por formas de organização do trabalho tradicionais, típicas do padrão de acumulação taylor-fordista, na medida em que acionariam predominantemente a intelectualidade de seus agentes produtivos, segundo, se diferenciariam também das práticas produtivas toyotistas, pois estariam baseadas, também predominantemente, em aspectos subjetivos da força de trabalho como a criatividade e a inteligência. Não obstante, estas novas formas de trabalho imateriais, parecem ainda, apesar de suas diferenças, reproduzir elementos da gestão e da produção muito semelhantes, por um lado, àquelas da produção seriada e padronizada das industriais tayloristas e fordistas e, por outro, da produção de automóveis do sistema toyotista, sobretudo, no que se refere às formas de estímulo e controle produtivos. Entendemos, por conta disso, que se faz necessário analisar o que há de novo e o que se conserva nas relações e condições de trabalho que têm como característica central a utilização da cognição, da informação, da comunicação, da intelectualidade e da criatividade, analisando também em que medida este tipo de produção se assemelharia ou não à produção material. Isto é, nos parece central precisar em que medida o trabalho imaterial se difunde como atividade produtiva e de serviços e quais são as condições de trabalho e as formas de precarização que perpassam este tipo de produção na sociedade brasileira contemporânea. Neste sentido, o que propomos com esta pesquisa é analisar, na atual conjuntura brasileira, o lugar do trabalho imaterial no interior da produção de mercadorias, tendo como objeto empírico de análise os desenvolvedores de software de “indústrias de software” e os teleoperadores de centrais de teleatendimento. Enfatizaremos, para tal, três dimensões destas atividades: 1. As condições objetivas de trabalho; 2. As formas de precarização do trabalho imaterial que podem atingir estes dois diferentes coletivos de trabalho; estabelecendo, por fim, 3. Aproximações e distanciamentos entre eles no que se refere às suas condições de trabalho e de vida.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Henrique Krieger

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • instituto nacional de epidemiologia da amazônia ocidental
  • A região amazônica possui importância central no contexto político, estratégico e econômico do Brasil. Em contraste com a riqueza de sua biodiversidade, a região apresenta os piores índices de desenvolvimento humano dentre os indicadores nacionais dos países que a compõem, além de apresentar uma baixa concentração de instituições de ciência, tecnologia e inovação. Em relação a saúde pública, persistem na Amazônia brasileira as patologias ditas tropicais, representadas por endemias de natureza viral, bacteriana, fúngica e parasitária, entre a quais podem ser definidas como as mais importantes: filarioses; doença de Chagas; leishmanioses; dengue; malária; infecções virais e bacterianas do sistema digestivo e respiratório na infância e hepatites virais. Acompanhar e encontrar soluções para eliminá-las é uma necessidade básica e essencial para que a Região alcance o desenvolvimento econômico e social sustentável. O Instituto Nacional de Epidemiologia da Amazônia Ocidental – EpiAmO - tem como objetivo avaliar o quadro epidemiológico das endemias e potenciais patologias emergentes na Amazônia Ocidental fortalecendo uma rede integrada de pesquisadores, visando à proposição e avaliação de medidas inovadoras de controle das endemias da região, e se propõem a empregar uma abordagem metodológica transversal, estruturada e integrada de investigação epidemiológica sobre os seguintes eixos de atuação: malária e vetores; dengue e chikungunya, leishmanioses e vetores, doença de chagas e vetores, filarioses e vetores, hepatites virais, doenças associadas a morbidades e mortalidade infantil, biotecnologia aplicada às endemias tropicais e epidemiologia genética, seguindo uma orientação de forte interação com o território - “from the bench to the field, from the field to the bench”. É importante destacar que o conhecimento sobre os eixos de atuação propostos é muito heterogêneo, sendo que, para algumas endemias as pesquisas e os sistemas de informações epidemiológicas oficiais do Sistema Único de Saúde possuem dados de maior abrangência e qualidade. Ainda, em função de sua grande extensão territorial, somada ao processo migratório recente, a Amazônia Ocidental é uma área de baixa densidade demográfica, o que possibilita a ocorrência de muitos fenômenos epidemiológicos peculiares que devem ser estudados com métodos e procedimentos especializados, e permitem a elaboração de diversas hipóteses de pesquisa. Em relação às endemias e potenciais patologias emergentes, serão determinados parâmetros epidemiológicos como incidência e prevalência; vetores; reservatórios naturais e artificiais; dinâmica e distribuição geográfica; caracterização dos patógenos e fatores de risco no hospedeiro. Nesse sentido, serão realizadas expedições de campo, visando ampliação do conhecimento no território, com levantamento de informações sobre o maior conjunto possível das endemias, articuladas com o posterior acompanhamento de pacientes e permitindo o avanço no conhecimento científico a respeito do quadro epidemiológico da região. Dessa forma, considerando o conhecimento escasso a respeito do quadro epidemiológico da Amazônia Ocidental, o EpiAmO pretende consolidar e promover maior integração de grupos de pesquisadores emergentes de várias instituições, com experiências nas áreas de pesquisa de parasitologia, epidemiologia, Entomologia, bioquímica e química orgânica, bioinformática, biologia molecular, genética, biologia estrutural, imunologia, farmacologia, virologia e microbiologia, visando utilizar a experiência e a jovialidade do grupo para desenvolver estudos com doenças tropicais amazônicas. O grupo proponente vem demonstrando competência reconhecida no enfrentamento das questões que se propõem a abordar. É importante destacar que o grupo já atua em conjunto, e inclusive está promovendo a construção do Polo Pesquisa, Inovação, Desenvolvimento e Difusão em Saúde do Estado de Rondônia, que albergará, em um único complexo, pesquisadores da Fiocruz, UNIR, CEPEM e outros interessados em realizar atividades voltados à saúde. Com apoio financeiro da FINEP e de orçamento próprio das instituições envolvidas na proposta, o empreendimento, com conceito inovador e projeto idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer tem previsão para ser inaugurado em meados de 2016. A melhoria na infraestrutura, articulada com o apoio a presente proposta contribuirá com um salto qualitativo nas atividades realizadas pelo grupo. Como atividades diretas do Instituto, serão publicados os resultados encontrados em revistas científicas e em relatórios técnicos para as autoridades de saúde, será estabelecido um biobanco, será estabelecida a coleção entomológica, serão feitas contribuições com coleções biológicas existentes; serão estabelecidos e qualificados para credenciamento serviços os de referência em endemias como hepatites, malária, filarioses e leishmanioses, com forte atuação no ensino de graduação, pós-graduação e junto aos serviços de saúde. Ainda, podemos destacar: a elaboração de cartilhas e mapas biogeográficos para divulgação do conhecimento nas áreas de estudo, com especial atenção às áreas de fronteira; prospecção biotecnológica de moléculas da biodiversidade amazônica para serem utilizadas como desenvolvimento de protótipos para a geração de futuros kits diagnósticos e uso na terapia das doenças negligenciadas; geração de material educativo para a população orientando sobre cuidados e ações preventivas e sustentadas. A importância do projeto resume-se em reunir um conjunto de pesquisadores de reconhecida competência que trabalham nesta parte do Brasil, para estudar de maneira integrada a etiologia complexa de doenças negligenciadas, possíveis nosologias novas e raras, suas distribuições e preferencialmente seus controles. Dessa maneira, o conjunto de ações coordenadas do grupo, permitirá promover importantes inovações para o diagnóstico, terapia e controle, contribuindo para a melhoria da saúde pública na Amazônia Ocidental.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RO - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022