Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

João Batista Tolentino Junior

Outra

Divulgação Científica
  • popularização da ciência no planalto serrano catarinense
  • A celebração do “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”, sensibiliza a comunidade acadêmica para a divulgação da trajetória exitosa da ciência brasileira na construção do conhecimento, promoção da tecnologia e inovação ao longo desses últimos 200 anos. Nesse contexto, essa proposta visa contribuir com o desenvolvimento de atividades de divulgação e popularização da Ciência nos municípios da região da AMURC – Associação dos Municípios da Região do Contestado. Esta associação é composta por 5 municípios: Santa Cecília, Frei Rogério, Ponte Alta do Norte, São Cristóvão do Sul e Curitibanos, situados na região do Planalto Catarinense. Serão desenvolvidas atividades no Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina tendo com público-alvo estudantes do ensino básico das escolas públicas dos municípios da região. Espera-se, com a realização deste evento, divulgar o conhecimento científico produzido nas instituições de Ciência e Tecnologia do Brasil e do mundo, com ênfase em seus benefícios para a comunidade local.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

João Carlos Medeiros

Ciências Agrárias

Agronomia
  • balanço de carbono em sistemas de cultivo de cacau (theobroma cacao) no bioma mata atlântica
  • A dinâmica dos gases de efeito estufa (GEE), relacionados às atividades agrícolas é dependente do manejo dos solos, o qual interfere na permanência destes no solo ou a emissão para a atmosfera, contribuindo para o aumento do efeito estufa. Visando a redução das emissões é preconizada a utilização de práticas de manejo que permitam a permanência desses gases no solo e o menor lançamento para a atmosfera. A região sul da Bahia nos últimos 30 anos vem passando por alterações no uso do solo, relacionadas aos sistemas de cultivo de cacau, principal atividade econômica da região. E, não existem ainda estudos que tenham avaliado emissões de GEE, nessa região do Brasil, considerando os sistemas de cultivo de cacau. Portanto, o trabalho será desenvolvido com o objetivo de identificar o montante de GEE emitidos em sistemas de cultivo de cacau, realizar o balanço de carbono orgânico do solo, e, gerar um índice monetário que relacione as emissões por unidade de cacau produzido. O estudo será realizado na CEPLAC, em Ilhéus, BA. Serão avaliados sistemas de cultivo de cacau predominantes na região, com quatro repetições: (i) SAF de cacau + açaí; (ii) SAF de cacau + cupuaçu; (iii) SAF cabruca, onde o cacau é cultivado no sub-bosque da mata atlântica; (iv) cacau a pleno sol consorciado com plantas de cobertura de espécies de Fabaceas nas entrelinhas; (v) cacau a pleno sol consorciado com Braquiária; (vi) Cacau a pleno sol consorciado com cobertura de plantas espontâneas; (vii) cacau a pleno sol mantendo o solo exposto e como referência (viii) mata atlântica nativa. Será realizada avaliação das emissões dos GEE (CO2, CH4 e N2O), o levantamento de dados de precipitação, temperatura média do ar, temperatura do solo e coleta de solo para determinação de análises relacionadas com as emissões (físicas, químicas e microbiológicas). Será avaliado o estoque de carbono orgânico total (COT) até 1m de profundidade e a produtividade de cacau nos sistemas avaliados.
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Carlos Palazzo de Mello

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de micropartículas mucoadesivas contendo extrato de baicuru como tratamento adjuvante na periodontite
  • As doenças periodontais, incluindo gengivite e periodontite, são um problema de saúde bucal global que afeta quase 10% da população mundial. Porphyromonas gingivalis é a principal bactéria envolvida nesses processos inflamatórios, pois é capaz de invadir o tecido do hospedeiro e colonizar o epitélio subgengival pela ação de proteases sobre as gengivas. Micropartículas mucoadesivas têm sido desenvolvidas com o objetivo de aderir a mucosa oral, liberando o(s) ativo(s) de forma prolongada, aumentando a eficácia, reduzindo efeitos adversos e melhorando a adesão do paciente ao tratamento, além de mascarar características organolépticas desagradáveis. Limonium brasiliense, popularmente conhecido como baicuru, é uma planta rica em polifenóis em seus rizomas. Esses compostos já são conhecidos por apresentarem boa atividade contra proteases de P. gingivalis. Além disso, apresentou potencial bacteriostático, antioxidante, antiviral e anti-inflamatório. O tratamento periodontal atualmente utilizado consiste no desbridamento mecânico e, eventualmente, no tratamento antibacteriano local e sistêmico. As terapias que usam antioxidantes podem ser interessantes para prevenir ou diminuir a degradação dos tecidos periodontais. Estudos recentes in vitro indicam atividade bacteriostática, anti-inflamatória e antioxidante de extratos de L. brasiliense e o uso de design fatorial para produzir diferentes tipos de extratos que demonstraram atividade antibacteriana frente a diferentes bactérias, incluindo as multirresistentes e bactérias relacionadas à doença periodontal. Estudos clínicos mais detalhados em seres humanos são necessários para comprovar a eficácia do extrato de L. brasiliense ou dos compostos isolados frente à doença periodontal. Sendo assim, o objetivo deste trabalho será avaliar o efeito clínico do extrato de L. brasiliense em micropartículas mucoadesivas como adjuvante no tratamento da doença periodontal em pacientes fumantes.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Cláudio Bassan de Moraes

Engenharias

Engenharia Civil
  • produção e caracterização de cimento à base de magnésio empregando lodo de estação de tratamento de água (leta)
  • Um tema global é a busca por opções de materiais na construção civil que apresentem melhores propriedades (mecânicas, físicas, etc.) e maior sustentabilidade (durabilidade, aproveitamento de resíduos, menor gasto energético, etc.). Dentro deste contexto, o cimento à base magnésio é uma opção de material que pode apresentar vantagens em relação ao cimento Portland, como menor demanda energética, melhor durabilidade e possibilidade de empregar fibras naturais como reforço, e ainda apresentar propriedades similares ao cimento convencional. Esse tipo de cimento pode ser obtido a partir da combinação de um material rico em óxido de magnésio e outro rico em silicato/aluminossilicato. Dentro da proposta de trabalho, a fonte de óxido de magnésio será a magnesita (MgCO3), enquanto o material empregado como fonte de aluminossilicato será um resíduo: o lodo de estação de tratamento de água (LETA). O problema geral que será resolvido com o emprego do LETA é fornecer um destino apropriado ao grande volume gerado deste resíduo, trazendo um caráter de sustentabilidade ao projeto. A destinação do LETA tem sido um grande desafio atualmente, e a possibilidade do emprego de grande volume deste resíduo em uma aplicação nobre, como a produção de cimentos, visa atender às demandas de propriedades do material e sustentáveis na construção civil. A principal questão deste trabalho é avaliar o LETA na produção de cimento à base de magnésio e fornecer uma destinação adequada a um resíduo através de uma aplicação nobre. Como o LETA é um material rico em aluminossilicatos, estudos preliminares mostraram que o resíduo tem grande potencial para ser empregado como matéria-prima em cimento à base magnésio. A magnesita e o LETA serão tratados termicamente combinados a fim de produzir o cimento à base de magnésio. Este cimento será caracterizado fisicamente e quimicamente, e depois será usado em pastas e argamassas para sua microestrutura, propriedades mecânicas/físicas e processo de hidratação.
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica - SP - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Joao Damasceno Martins Ladeira

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • divulgadores científicos no brasil contemporâneo: criadores de audiovisual em plataformas de streaming
  • A pesquisa se foca nas reconfigurações recentes das indústrias culturais, abordando um grupo de criadores voltados à produção de audiovisual dirigido a plataformas de streaming como o YouTube. O projeto recorta canais de divulgação científica reunidos em torno do ScienceVlogs Brasil, projeto cuja premissa consiste em estabelecer critérios de excelência para conteúdo on-line. Considera-se tais criadores como um nicho ocupando lugar dentro de um campo amplo de produtores e distribuidores de imagens. Trata-se de criadores de menor porte, participando de uma estrutura complexa para produção de cultura, na qual estão presentes tanto personagens mais discretos quanto empresas de tecnologias como o Google e as demais big techs. Como pressuposto, entende-se que o ecossistema midiático se encontra em transformação, e que o audiovisual não se restringe mais às redes nacionais de televisão ou às emissoras globais distribuídas a cabo ou via satélite. Difundido decididamente pela internet, elabora um campo em que forças de diferentes intensidades se encontram em embate, recorrendo, cada uma delas, a estratégias distintas, retomando o referencial teórico de Bourdieu. A interação entre criadores e tecnologias de distribuição controladas por plataformas digitais transforma esses personagens em parte de um processo produtivo que flexibiliza as dinâmicas prévias para a apropriação da cultura. Nesse conflito, cada personagem desfruta de acesso a diferentes recursos, com capacidade desigual de manuseá-los. Mapear essa situação se torna o objetivo do projeto. O esforço se justifica pela necessidade de identificar tanto oportunidades quanto dificuldades estruturais, pensando em estratégias para profissionais que pretendam se envolver no circuito. A metodologia recorre à a entrevista com interesse de registrar a biografia dos personagens. A divulgação da pesquisa transformará as entrevistas num podcast, narrando a vivência dos produtores e concedendo maior visibilidade ao trabalho.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Fernandes da Silva Júnior

Ciências Agrárias

Agronomia
  • mapeamento digital de solos e predição de atributos utilizando suscetibilidade magnética, espectrocolorímetro, temperatura da superfície terrestre e aprendizado de máquina em diferentes substratos geológicos e paisagens
  • O mapeamento de classe e atributos dos solos em escala detalhada ainda é um grande desafio para o manejo sustentável dos solos tropicais. Uma vez, que não existem leis específicas para a conservação e governança no País. Para a conservação e governança dos solos é fundamental o mapeamento detalhado para alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS): 13 Combate as alterações climáticas, 14 Vida na água e 15 Vida terrestre. No entanto, para obter essas informações dos solos de forma rápida, precisa e econômicas como: suscetibilidade magnética (SM), cor e temperatura da superfície terrestre para mapear e estimar de forma indireta as classes taxonômicas e atributos físicos e químicos dos solos. Nesse sentido nós propomos o uso da suscetibilidade magnética, cor do solo e temperatura da superfície terrestre junto com machine learning(ML) para entender melhor os solos para poder planejar o futuro uso do solo. É possível criar um mapa pedológico digital de solos baseados nas em uma área de referência e ML e também é possível usar smartphone, colorímetro e SM para estimar atributos físicos e químicos do solo? Sayão et al., (2018); Hounkpatin et al., 2018 Baldo et al 2020 mostraram que nossas hipóteses são plausíveis. Serão selecionadas 21 covariáveis obtidas do odelo digital de elevação do SRTM 30m e dos satélites Landsa5 5 e PlanetScope. A área de referência (AR) será o município de Tracuateua. Já a área de validação (AV) (verdade do terreno) será o mapa pedológico legado. Depois da escolha entre (KNN, SVM, RF, RNA), será usado esse algoritmo para os municípios vizinhos: Capanema, Primavera e Quatipuru. Com um grid de 250 amostras de solo de capanema: serão separados em dois conjuntos, calibração 70% das amostras n=175 e validação 30% das amostras n=75. A regressão linear será utilizada para obter as equações de pedotransferencia, o coeficiente de determinação (R²), raiz do erro quadrático médio (RMSE) aplicado ao conjunto de dados de validação.
  • Universidade Federal Rural da Amazônia - PA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Ferreira de Oliveira

Ciências Humanas

Educação
  • expansão e qualidade da educação superior no contexto do plano nacional de educação – pne 2014-2024: transições políticas, novos modos de regulação e perspectivas de controle social
  • Este projeto insere-se no contexto de análise crítica das políticas e reformas da educação superior no Brasil a partir dos anos 1990. Objetiva analisar as políticas, indicadores, metas, estratégias e processos de expansão da educação superior, estabelecidas, sobretudo, a partir do PNE (2014-2024), considerando as transições políticas, os novos modos de regulação, as perspectivas de controle social e a compreensão do papel da educação superior no processo de desenvolvimento econômico e social do país. Serão examinadas, portanto, as metas e estratégias do PNE que tratam da expansão e qualidade da graduação e da pós-graduação à luz das políticas, das ações, das estratégias dos agentes, da conjuntura e das condições objetivas do atual sistema de educação superior no país. Questiona-se em que medida as transições políticas que vem ocorrendo, os novos modos de regulação e as alterações no controle social e no papel da educação superior mudaram efetivamente as condições para se atingir as metas do Plano? A investigação conta com pesquisares da UFG, UFRN, UERN e UEG. A metodologia prevista contempla: revisão de literatura acerca da temática em estudo; levantamento e análise de fontes documentais primárias e secundárias, bem como dos dados agregados, em conformidade com variáveis e indicadores definidos na investigação; e, ainda, tratamento e análise de dados coletados. Os indicadores serão explorados em cruzamentos diversos, uma vez que os bancos de dados disponíveis não contemplam todas as especificidades tratadas nas metas e estratégias do Plano. Considera-se que, a partir de 2014, as políticas, programas e ações, visando o cumprimento das metas do PNE, vem sofrendo severa descontinuidade, especialmente devido à crise econômica e política, que resultou, dentre outros, na aprovação da Emenda Constitucional No 95 (EC-95). Esta decisão tem prejudicado não só o cumprimento do PNE em vigor, mas também poderá inviabilizar os dois futuros planos nacionais de educação.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Flávio da Silveira Petruci

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • construção de plataformas analíticas iot miniaturizadas e de baixo custo para sensoriamento remoto de analitos em amostras diversas
  • A miniaturização e automação de sistemas de análises químicas tem como principais vantagens a diminuição do volume de amostra requerida, o acoplamento de múltiplas etapas analíticas, diminuição no custo total e baixo consumo de energia. Essas características conferem portabilidade ao instrumento, permitindo a realização de análises no local (in situ) e minimizando erros comumente obtidos em etapas convencionais de transporte, armazenamento e tratamento de amostras. Com o atual desenvolvimento tecnológico, a miniaturização de sistemas analíticos é facilitada pela variedade de dispositivos (opto)eletrônicos, métodos de fabricação e dispositivos de aquisição e transmissão de dados disponíveis. Entretanto, devido a diferentes exigências de performance analítica e tipos de amostras, a construção de microssistemas analíticos deve ser realizada de maneira dedicada a aplicação requerida. Dessa forma, o objetivo deste projeto é a construção de diferentes microssistemas de análises químicas e aplicação em problemas analíticos relevantes, como por exemplo: (i) monitoramento móvel de poluentes atmosféricos utilizando microimpingers e reações colorimétricas e acoplando a plataforma analítica com veículos aéreos (drones); (ii) análise de contaminantes em alimentos e cosméticos utilizando técnica de microextração por difusão a gás seguida por análise colorimétrica; (iii) eletrodos sensores integrados a um potenciostato sem fio acoplados a um protetor bucal para a análise de Li+ na saliva e (iv) outras aplicações. Métodos ópticos e eletroquímicos possuem grande potencial para aplicação devido a variedade de reações químicas de identificação e fácil acesso a dispositivos eletrônicos de detecção, conferindo adaptabilidade ao problema abordado. Em todos os instrumentos desenvolvidos, a transmissão dos resultados gerados será realizada utilizando dispositivos IoT, facilitando a aplicação remota e obtenção/tratamento de dados em diferentes períodos de tempo e/ou tipos de amostras
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Joao Francisco Galera Monico

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • tecnologia gnss no suporte à navegação aérea
  • O uso de sistemas de posicionamento por satélites (GNSS) para a navegação aérea constitui uma tendência mundial na atualidade e será a principal tecnologia adotada no futuro para a determinação de posição das aeronaves em todas as fases do voo. O uso de tecnologia desta natureza apresenta inúmeras vantagens com uma considerável redução na necessidade de instalação de equipamentos em solo, otimização do espaço aéreo com rotas, redução do tempo de voo e consequente economia de combustível, dentre outros. Inserido neste contexto, destaca-se o sistema GBAS (Ground-Based Augmentation System), tecnologia que faz uso de sistemas GNSS, sobretudo o sistema de posicionamento global americano (GPS) com a transmissão de correções para a melhora da acurácia na determinação de posição visando a conduzir aeronaves para um pouso de precisão. Entretanto, os sinais do sistema GPS, assim como o de qualquer outro sistema de posicionamento por satélite, sofre forte influência da camada ionosférica, com a introdução de erros que podem afetar os requisitos de acurácia, integridade, disponibilidade e continuidade exigidos pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI). A camada ionosférica apresenta comportamentos distintos em função da localização (sobretudo com a variação de latitude), da hora do dia, do período do ano e do ciclo de atividade solar, cujo período é de onze anos. A ionosfera sobre o território brasileiro, em especial nas regiões de ocorrência da anomalia da ionização equatorial, apresenta características singulares com relação ao restante do planeta pela concentração de fenômenos e anomalias que ali ocorrem fazendo com que o desempenho de sistemas de posicionamento por satélite na região seja pior quando comparado a regiões como os Estados Unidos e a Europa, por exemplo. Por esta razão, a aplicação de tecnologias baseada em GNSS na aviação sobre o território brasileiro exige uma avaliação profunda dos efeitos da ionosfera. Estudos nesse sentido revestem-se de grande importância em razão dos criteriosos requisitos de segurança envolvidos na aviação, por envolver risco de vidas humanas. Diante deste cenário, a proposta de criação deste INCT visa realizar uma análise detalhada dos modelos de decorrelação de erros devido à ionosfera (modelo de risco), desenvolvidos para uso nos Estados Unidos, que garantem a segurança da operação para sistemas de pouso de precisão, como o GBAS. Tais modelos exigem uma análise de viabilidade para uso no Brasil, uma vez que as condições ionosféricas são bastante distintas daquelas para onde foram desenvolvidos os modelos. Adicionalmente, serão propostas adaptações e melhorias neste modelo de risco a fim de adequá-lo à realidade brasileira de modo a atender os critérios de acurácia, integridade, continuidade e disponibilidade exigidos pela OACI. Também os estudos deste projeto INCT contribuirão para o aperfeiçoamento do uso da fusão GNSS com sistemas inerciais. Para o desenvolvimento do projeto em tela, faz-se necessário um conjunto consistente e abrangente de dados de receptores de GNSS em território nacional a fim de subsidiar as análises das especificidades da ionosférica brasileira e a consequente viabilização do uso de tecnologias GNSS para a navegação aérea. Por isso, propõe-se uma ampliação das redes de monitoramento contínuo existentes compostas por receptores GNSS com capacidade de medição dos parâmetros mais importantes da atividade ionosférica: o Conteúdo Eletrônico Total (CET) e os índices de cintilação ionosférica (S4 e P2). A demanda exposta foi apresentada pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) para atender a comunidade brasileira com um serviço seguro para procedimentos de pouso de precisão. Os dados de receptores GNSS desta nova rede poderão ser utilizados para a otimização do desempenho dos receptores GNSS durante a incidência de cintilações ionosféricas e ainda para disponibilizar aos usuários mapa em tempo real dos erros causados pelo atraso ionosférico e da ocorrência de cintilação. Tais mapas são úteis em diversas aplicações geodésicas, dentre as quais agricultura de precisão e posicionamento de plataformas de prospecção de petróleo. Podem ainda ser assimilados por modelos ionosféricos e utilizados em diversos estudos científicos. Contudo, o enfoque do projeto se dará com fins à navegação aérea. Vislumbra-se ainda a possibilidade de, no futuro, os mapas de TEC e cintilação incorporarem um serviço prestado pelo Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB). No contexto do problema exposto, a UNESP Presidente Prudente, que vem pesquisando o desenvolvimento de metodologias e algoritmos considerando aplicações do GNSS para Geodésia, Atmosfera e Agricultura de Precisão, em conjunto com o INPE, que é um instituto especializado em estudos da ionosfera e o ITA e o IAE, especializados em questões aeronáuticas, propõe o presente INCT visando atender a essa demanda da sociedade.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 08/01/2017-30/11/2024
Foto de perfil

João Guilherme Bezerra Alves

Ciências da Saúde

Medicina
  • influência do padrão de atividade física e nível sérico de vitamina d nos desfechos da covid-19: estudo caso-controle multicêntrico
  • Background: A pandemia vigente da COVID-19 é um grave problema de saúde pública, tanto pela morbidade e mortalidade, como pelas consequências econômicas nos mais de 200 países afetados. Até o momento não existe tratamento e nem vacinas, sendo as medidas de isolamento social os meios mais eficazes para diminuir o avanço da pandemia. Entretanto, essas quarentenas limitam a atividade física e diminuem a exposição solar, contribuindo para dois possíveis fatores de risco que podem favorecer as complicações respiratórias e causas de morte na COVID-19. Entretanto, ainda não se sabe se a inatividade física e a insuficiência de vitamina D são fatores de risco para complicações da COVID-19. Além disso, como é a primeira vez que a COVID-10 está acometendo um país com áreas pobres, como a região do nordeste do Brasil, este estudo epidemiológico pode ainda, de forma também pioneira, contemplar a influência de alguns aspectos socioeconômicos (educação, renda, estado nutricional, condições de moradia e saneamento básico) e de assistência à saúde nos desfechos graves da COVID-19. Objetivo: Verificar se o padrão de atividade física e os níveis séricos de vitamina D, oferecem proteção contra o desenvolvimento de complicações respiratórias pelo SARS-Cov-2. De forma secundária, verificar a influéncia de fatores socioeconômicos e assistência médica na evolução da COVID-19. Métodos: Será realizado um estudo multicêntrico caso-controle com pacientes hospitalizados por complicações respiratórias da COVID-19. Serão selecionados como controles, pareados por sexo e idade, pacientes também com confirmação diagnóstica de infecção pelo SARS-CoV-2 e que desenvolveram formas assintomáticas ou apresentaram sinais de infecção de vias aéreas superiores. Os centros participantes serão o IMIP e Hospital Dom Moura, respectivamente os maiores hospitais exclusivamente SUS nascidades de Recife e Petrolina, no estado de Pernambuco. Este projeto deverá receber aprovação prévia do Comitê de Ética do IMIP e todos participantes deverão assinar um termo de consentimento livre e esclarecido. O nível de atividade física será determinado através do “Questionário Internacional de Atividade Física” e os níveis de 25-hidroxi-vitamina D serão determinados através da cromatografia líquida. Todos os participantes preencherão um questionário com informações sobre as condições sócioeconômicas e de assistência à saúde, incluindo o atendimento médico na doença atual. A amostra de 614 pacientes foi calculada com um poder de 80%, admitindo um risco de proteção > 10% para pessoas fisicamente ativas ou com níveis adequados de vitamnina D. Os grupos serão devidamente comparados e calculado o “odds ratio”. Os resultados serão apresentados em publicações científicas e através da mídia social e imprensa local.
  • Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira - PE - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

João Hermínio Martins da Silva

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • mostra científica e de inovação em biotecnologia - fiocruz ceará e escola técnica eusébio de queiroz
  • A região nordeste tradicionalmente tem sido uma das regiões com o pior acesso a saúde de qualidade, com recursos financeiros menores e menor disponibilidade de informação. Associado a grandes epidemias de arboviroses e doenças infectocontagiosas, particularmente devido ao saneamento básico precário e a falta de esclarecimento quanto à hábitos e práticas saudáveis, a região torna-se especial para a realização de atividades como as propostas na SNCT, em especial com a temática de 2022, “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”. Durante a pandemia de Covid-19, particularmente a região nordeste foi muito penalizada, sendo essa uma oportunidade de esclarecimento contínuo e amplificação do conhecimento. A relação entre a FIOCRUZ Ceará e a Escola Técnica Eusébio de Queiroz data de 2014, quando propusemos a criação do Curso Técnico em Biotecnologia, vislumbrando o atendimento à demanda que surgiria com a inauguração do Campus onde está sediada a Unidade Regional da FIOCRUZ no Ceará (Eusébio). Trata-se do único curso técnico em Biotecnologia no Estado do Ceará. Tradicionalmente, integramos as atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia ao calendário acadêmico do Estado do Ceará, assim como à Feira do Conhecimento, realizada em nível Estadual. Durante a SNCT de 2018 a FIOCRUZ CE realizou um dia de atividades diretamente na Escola Técnica, com grande sucesso e adesão dos alunos. Em 2022 pretendemos intensificar a participação dos alunos no evento, realizando as apresentações dos trabalhos de conclusão, em formato de projeto científico (pôsteres) durante a SNCT, integrado a programação que já realizaremos, com rodas de conversa, palestras, apresentação teatral apresentação de vídeos e outras atividades, financiadas por chamada específica da FIOCRUZ. Importante ressaltar que o evento será realizado no campus da instituição proponente, FIOCRUZ Ceará.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Joao Luis Ribeiro Fragoso

Ciências Humanas

História
  • as escrituras da cabeça política do estado do brasil: construção de um banco de dados dos livros de notas de salvador da bahia, 1664-1807
  • Este projeto objetiva elaborar um banco de dados de TODAS as escrituras públicas dos tabelionatos (Ofícios de Notas) da antiga América portuguesa entre os séculos XVI e XVIII. Tais escrituras legalizavam e publicizavam, como até hoje o fazem, diferentes atos da sociedade. Nelas temos vendas, créditos, contratos de negócios, testamentos, alforrias, patrimônios para padres, procurações etc. Portanto, a sociedade ao rés do chão. O ponto de partida serão os tabelionatos da cidade de Salvador da Bahia, por ser a cabeça política do então Estado do Brasil, disponibilizados no site da British Library, para o período 1664 – 1807 (76.472 imagens). Essas escrituras serão transcritas com o auxílio do aplicativo Transkribus (a transcrição manual de 15% do documento gera modelos que transcrevem do restante) e contém ainda ferramentas de buscas. Em seguida, será elaborado um banco de dados permitindo investigações nas áreas de Ciências Humanas e Econômicas. O banco será hospedado em universidades públicas e, via internet, franqueado ao público em geral. O projeto será capitaneado pelo grupo de pesquisa Antigo Regime nos Trópicos (ART) da UFRJ e credenciado no CNPq, em rede com pesquisadores de diferentes Universidades públicas do Brasil. Aquelas escrituras servem à diversas metodologias da historiografia. Para os adeptos da história serial dos Annales é possível estudar as mudanças e permanências da sociedade; no caso de séries temporais das vendas, dos créditos etc. Para a micro história o tabelionato registrava, ao menos, parte das relações vividas pelos agentes da sociedade. Assim, tendo como fio de Ariane os nomes das pessoas em tais papeis –dotes, testamentos etc – poder-se- ia entender a lógica da sociedade. Além, de permitir fazer mapas georreferenciados. Seja qual for o método optado o banco das escrituras irá dar a solides empírica para a ainda jovem historiografia brasileira. Auxiliando a melhor compreensão da sociedade contemporânea e a solução de seus problemas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Luiz Nicolodi

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • integração da gestão costeira com o planejamento espacial marinho: múltiplas abordagens para um planejamento eficiente do sistema marinho-costeiro
  • A zona costeira e marinha do Brasil apresenta elevado grau de estresse ambiental, social e populacional em função da exploração de recursos naturais, uso desordenado do solo e baixa efetividade de políticas de planejamento territorial. Agrega-se as discussões acerca de mudanças climáticas e seus aspectos como vulnerabilidade, risco e sensibilidade. Uma das principais problemáticas nesse cenário é a falta de integração entre bases conceituais, ferramentas e, principalmente, de um escopo metodológico que propicie a otimização da utilização de informações nos instrumentos de gestão com foco no planejamento. Parte-se da premissa de que, a partir da adoção da perspectiva informacional, conjuntos de dados possam ser efetivamente integrados e adotados em instrumentos de gestão territorial. Propõe-se o desenvolvimento conceitual de um sistema embasado no tratamento de informações suas formas de representação e visualização a partir da convergência entre cartografia e tecnologia da informação. Vislumbra-se contribuir, para além dos aspectos acadêmicos, na redução de custos e esforços para elaboração e implantação destes instrumentos. Este é o enfoque desta proposta, a qual está estruturada em três módulos: 1: Análise multi-escalar de governança: estabelece o contexto de políticas públicas e relações entre setores interessados na utilização de espaço e recursos e identifica fontes e tipologia de dados oficiais disponibilizados em formato digital com potencial emprego em sínteses. 2: Sistematização informacional: padronização metodológica de sínteses cartográficas que subsidiem os instrumentos de gestão costeira conforme as escalas de governança, e estruturação da informação publicamente disponível para aplicação nas metodologias e catalogamento de metadados com disponibilização pública em plataforma Web. 3: Elaboração de produtos audiovisuais a partir de conceitos e técnicas que trabalham na transposição de conteúdos científicos complexos para linguagens de acesso universal.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Manoel da Silva Malheiro

Ciências Humanas

Educação
  • os clubes de ciências e os processos de ensino e aprendizagem das ciências na educação básica
  • As escolas públicas, são espaços propícios a criação de Clubes de Ciências que tenham atividades didático-pedagógicas com foco em Metodologias Ativas, em especial o Ensino Investigativo. Com base nos resultados exitosos do Clube de Ciências/Campus Castanhal, acreditamos que a efetivação desses espaços, poderá contribuir para despertar o interesse e a aprendizagem das Ciências entre os estudantes da escola básica, contribuindo para que professores replanejem suas aulas objetivando a aprendizagem dinâmica dos alunos. Diante de um ensino de Ciências muitas vezes desinteressante pela forma como os conteúdos são ensinados é que acreditamos que a criação de Clubes de Ciências, fundamentados no Ensino investigativo, proporcionará a alunos e professores o desejo de compreender de forma dinâmica como a Ciência se desenvolve ao longo do tempo. Objetivando compreender de que maneira as ações didáticas e pesquisas científicas realizadas em Clubes de Ciências do Pará podem contribuir para a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem das Ciências no ambiente de sala de aula, é que propomos esse projeto, acreditando que é possível ensinar e aprender Ciências de forma mais ativa e contextualizada, mesmo sem laboratórios nas escolas. Pesquisas recentes demonstram que Clube de Ciências com metodologias investigativas, mesmo em escolas sem laboratórios e com poucos recursos didáticos, conseguem ter bons resultados com a utilização de materiais de baixo custo e/ou recicláveis, promovendo a motivação para ensinar entre os professores e o aprender entre os alunos. Portanto, a execução desse projeto permitirá a fomentação e possível implementação de Clubes de Ciências nos municípios interessados, a formação continuada de professores de Ciências nas escolas públicas, além de motivar a organização de um Ensino Investigativo dinâmico dentro dos processos interativos/dialógicos, motivando o desenvolvimento de processos formativos entre professores e alunos.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Marcello Fortes Furtado

Ciências da Saúde

Medicina
  • deficiência visual e cegueira em pessoas em situação de rua de ribeirão preto, brasil
  • Existe uma escassez de estudos sobre de cegueira e deficiência visual no Brasil, principalmente de estudos que abordam populações vulneráveis. As pessoas em situação de rua apresentam fatores de risco aumentado para diversas condições que podem afetar os olhos, como doenças infecciosas, desnutrição e maior exposição ao ultravioleta, além de menor acesso a serviços de saúde. Por isso, conhecer as condições de saúde ocular e os fatores de risco para deficiência visual das pessoas desta população é de extrema importância para o desenvolvimento de políticas públicas. Tendo como população-alvo pessoas em situação de rua de Ribeirão Preto (SP), os objetivos do projeto são descrever: 1) a frequência de deficiência visual e cegueira e suas causas; 2) as doenças oculares presentes e suas frequências; 3) a qualidade de vida relacionada a visão. Como as populações vulneráveis possuem mais barreiras ao acesso a serviços de saúde ocular, nossa hipótese é que pessoas em situação de rua apresentem altas frequências de deficiência visual e cegueira, principalmente por erros refrativos não corrigidos. Resultados compatíveis com esta hipótese foram encontrados em outras populações vulneráveis. Serão incluídos neste estudo transversal 500 adultos em situação de rua atendidos nos centros de apoio da cidade, divididos em 20 visitas. Será utilizado o questionário socioeconômico e protocolo de atendimento do Brazilian Amazon Region Eye Survey adaptado para o estudo. A avaliação clínica será composta de medida de acuidade visual para longe e perto, tonometria, biomicroscopia, refração, oftalmoscopia indireta, retinografia, e aplicação do questionário VFQ-25. Será designada a causa principal acuidade visual pior que 20/32 por olho e por participante. Tabelas de frequência serão utilizadas para análise descritiva, e as associações entre variáveis categóricas e co-variáveis serão avaliadas por análise de regressão logística múltipla. P menores que 0,05 serão considerados significativos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Joao Marcio Palheta da Silva

Ciências Humanas

Geografia
  • mapeamento dos impactos territorias dos grandes empreendimentos de mineração na amazônia brasileira (2010/2021)
  • O projeto de pesquisa propõe analisar, o período de 2010 a 2021, com base nas políticas territoriais do Estado brasileiro, que impactam os territórios da Amazônia Legal e as suas contradições no uso e apropriação dos recursos minerais pelos Grandes Empreendimentos Mineradores (GEM); analisar as concessões de territórios para uso das atividades econômicas da mineração, através do diagnóstico e do mapeamento cartográfico dos conflitos nas áreas diretamente atingidas pela atividade de mineração e como as políticas territoriais tem fortalecido ou aumentado o grau de vulnerabilidade socioeconômico e a pressão sobre a infraestrutura, os bens e serviços desses territórios. Através da construção da metodologia comparativa entre os territórios estudados, propomos classificar quais são as áreas sob influência direta e indireta dos Grandes Empreendimentos Mineradores, mensuradas através da criação do índice de desenvolvimento territorial em áreas de mineração e grau de bem estar social das cidades sedes dos GEM nos estados do Pará, Maranhão, Amapá e Mato Grosso.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Maurício Gama Boaventura

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • criação de valor aos stakeholders
  • A teoria dos stakeholders se desenvolveu nas três últimas décadas e sua influência na sociedade é cada vez maior. Evidências recentes disto estão no Manifesto Davos 2020, no qual o propósito universal das empresas deve ser a criação de valor a todos os stakeholders (World Economic Forum, 2020) e na Declaração do Propósito da Firma, pelo CEO Roundtable, em 2019, que redefine o propósito da empresa para todos os stakeholders e não apenas aos acionistas. Apesar do avanço desta teoria ainda há pontos obscuros, carentes de teses e evidências empíricas. Recentemente Freeman (2017) delimitou os limites desta teoria, apontando a ausência de um critério claro para a distribuição de valor aos stakeholders. Este projeto foca esta lacuna teórica e fundamentando-se na discussão ligada à importância estratégica do stakeholder para a criação de valor, como abordado por Garcia-Castro e Aguilera (2015), Tantalo e Priem (2016) e Yin e Jamali (2016) e nos aspectos positivos de justiça no tratamento aos stakeholders ao desempenho da empresa (Bridoux e Stoelhorst, 2014), desenvolve-se a hipótese que quão maior for a justiça na distribuição de valor aos stakeholders maior será o desempenho da empresa. Neste sentido, esta pesquisa tem por objetivo desenvolver um modelo teórico de distribuição justa de valor entre os stakeholders que se relacione com um desempenho superior e testá-lo. Se validado, este modelo tem aplicação prática na gestão de empresas, e o projeto promoverá tanto uma contribuição teórica como prática. A coleta de dados se dará por meio de análise de conteúdo nos prospectos para abertura de capital (IPOs) na Brasil, Bolsa, Balcão – B3, na New York Stock Exchange – NYSE, na National Association of Securities Dealers Automated Quotations – NASDAQ, na London Stock Exchange – LSE, na Bolsa Mexicana de Valores – BMV e na Australian Securities Exchange - ASX, no período de 2003 a 2020. O tratamento dos dados irá empregar método quantitativo, por meio de regressões estatísticas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 30/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Paulo Assis Gobo

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • investigação de microplasticos aerotransportados: uma cooperação entre brasil e frança (ima)
  • Um tipo emergente de poluição, os microplásticos, origina-se a partir da quebra de resíduos plásticos e representa um desafio ambiental futuro. Essas partículas possuem estrutura microscópica e podem persistir na atmosfera por longos períodos. Ainda há lacunas quanto às pesquisas de microplásticos em suspensão na atmosfera e na precipitação pluviométrica, em especial na região Amazônica. Propõe-se então investigar a poluição potencial por microplásticos aerotransportados e precipitados em áreas da Amazônia e do Sudeste do Brasil. A hipótese que orienta essa proposta é a de que os microplásticos estão presentes na precipitação pluviométrica e no ar de centros urbanos e locais não urbanos da Amazônia brasileira e de São Paulo, tendo sua concentração forte relação com o uso e ocupação do solo. A metodologia será composta da comparação de precipitação pluviométrica coletada por meio de um Pluviômetro Ville de Paris, e de material aerotransportado com amostradores passivos e ativos (hi-vol) durante todos os meses no intervalo de um ano, em diferentes localidades: na cidade de Porto Velho-RO, na Reserva biológica Jaru (município de Ji-Paraná-RO); em São Paulo-SP; e Iguape-SP, representativas de diferentes ambientes (urbano médio, urbano denso, florestal e litorâneo). Todas as amostras serão filtradas em filtros de fibra de quartzo GF / A Whatman (1,6 μm). Os filtros serão armazenados em placas de Petri de vidro e analisados com um estereomicroscópio com câmera acoplada, para posterior Espectroscopia no Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR) para identificar as fibras sintéticas e sua composição química. Por fim, será realizada interpretação e relação espacial das amostras a partir da identificação da presença e abundância dos microplásticos aerotransportados e precipitados, comparados aos resultados obtidos na França, utilizando-se do modelo HYSPLIT da NOAA calcular as trajetórias, distâncias e direções das partículas, e identificar as fontes de poluição.
  • Universidade Federal de Rondônia - RO - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

João Paulo Bassin

Engenharias

Engenharia Química
  • tratamento de esgoto por meio da tecnologia inovadora de lodo granular aeróbio: aliando eficiência na remoção de poluentes e recuperação de recursos
  • O déficit de tratamento de esgoto doméstico é uma grande preocupação do Brasil. No país, esse tratamento é geralmente realizado em plantas de grande porte, localizadas em áreas distantes de comunidades sem rede coletora. Outra preocupação emergente é a remoção de micropoluentes (como fármacos e produtos de higiene pessoal) do esgoto, pois trazem impactos negativos à saúde humana e de outros animais. Sistemas de tratamento descentralizados que sirvam toda a população de coleta, e que apresentem maior capacidade de remoção de poluentes, são, portanto, imprescindíveis na conjuntura atual. Além disso, a recuperação de subprodutos a partir do tratamento permite a geração de renda para um setor tradicionalmente visto como ônus para os municípios. A tecnologia de lodo granular aeróbio (LGA) vem sendo considerada um divisor de águas na área de saneamento. A presença de diversos microrganismos possibilita a remoção simultânea de diversos poluentes, como matéria orgânica e nutrientes (nitrogênio e fósforo), em um único reator compacto. Devido à ampla diversidade microbiana, esse processo biológico tende a ser mais eficiente na remoção de micropoluentes. Adicionalmente, permite a recuperação de subprodutos de alto valor agregado a partir do lodo biológico em excesso, como exopolissacarídeos do tipo alginato, que podem ser usados em aplicações médicas e alimentícias. Nesse trabalho pretende-se avaliar a remoção combinada de matéria orgânica, nutrientes, e micropoluentes de esgoto doméstico, sintético e real, em condições ambientais brasileiras, por meio do LGA. Para tornar a processo autossustentável, serão obtidos, a partir do lodo biológico em excesso, subprodutos como alginato e biogás, esse último a partir da digestão anaeróbia. Os principais microrganismos presentes nos grânulos serão avaliados e relacionados com o desempenho dos reatores biológicos. Espera-se que, com o ajuste das condições operacionais, seja possível tratar esgoto de forma eficiente e gerar recursos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

João Paulo Bestete de Oliveira

Outra

Divulgação Científica
  • xvii semana de ciência e tecnologia do ifes - campus de alegre
  • Evento que culmina com a apresentação dos diferentes projetos desenvolvidos na instituição, que tem como público-alvo a comunidade acadêmica interna e a externa, visando estimular a prática da ciência e da tecnologia, como elemento integrador do ensino e pesquisa, contribuindo para redução das desigualdades sociais do país. As atividades planejadas para a Semana atuarão como agentes, estimulando a vivência, gerando conteúdos e compartilhando experiências, envolvendo variadas estratégias didático-pedagógicas aderentes à proposta. O evento ocorrerá sob a forma de portas abertas, recebendo o público em geral. Apesar de total envolvimento da educação profissional, também haverá mostra de trabalhos realizados pelos acadêmicos da graduação e pós-graduação, palestras e minicursos e também de uma gincana acadêmica dentro da temática “BICENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”. A Semana estimulará a criatividade, atitude científica, inovação e, destacadamente, a importância dessas, na individualidade e coletividade nacionais, contribuir para que a população possa conhecer e discutir os resultados, a relevância e o impacto de pesquisas científicas e tecnológicas e suas aplicações. Mais ainda, para que a ciência e tecnologia se tornem parte integrante na vida dos cidadãos.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023