Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Simone Seixas da Cruz

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • projeto saj 60+
  • O Brasil está longe de se preparar para responder aos direitos dos idosos, reconhecendo que o envelhecimento da população afeta os sistemas de saúde. Objetivo: investigar condições gerais de saúde física, mental e déficit auditivo em idosos atendidos nas Unidades Básicas de Saúde de Santo Antônio de Jesus /BA. Objetivos específicos: Descrever condições gerais de saúde em idosos (Subprojeto1); Estimar prevalência de sofrimento mental e sua associação com fatores socioeconômico, de estilo de vida e de saúde (Subprojeto2); Estimar prevalência da perda auditiva e sua associação com fatores socioeconômicos, de estilo de vida e de saúde(Subprojeto 3); Desenvolver estudo de intervenção com capacitação dos profissionais das equipes para triagem de perda auditiva (Subprojeto 4);Desenvolver/avaliar um aplicativo eletrônico para rastreio da perda auditiva(Subprojeto 5). Método: SUBPROJETOS 1,2 e 3 – Desenho transversal, realizado em 300 idosos. O instrumento de coleta terá 3 seções: Características socioeconômico-demográficas e condições gerais de saúde; saúde mental; acuidade auditiva. Serão realizados exames audiológicos. Análise terá medidas de tendência central e variabilidade; identificação de fatores associados, com modelos hierarquizados, para estimar RP e IC95%. SUBPROJETO 4 –Desenho de intervenção. Será comparado o desempenho dos profissionais antes e depois da capacitação de triagem auditiva - Teste do Sussurro. Ao nível de 5%, será realizada teste t pareado ou de Wilcoxon. SUBPROJETO 5 -Estudo metodológico para desenvolver aplicativo de rastreio de perda auditiva(e-Sussurro). Etapas de desenvolvimento: Processo de design - serão determinados os requisitos e-Sussuro; Produção de design I – desenhadas as interfaces-rascunho; Avaliação preliminar do aplicativo; Produção de design II –desenhadas interfaces de alta fidelidade; Redesign - teste de usabilidade do e-SUSSURO. Serão estimadas medidas de tendência central e dispersão, teste de usabilidade.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Simone Souza Monteiro

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • testagem rápida para o hiv e promoção da saúde entre mulheres trans/travestis, gays/hsh e trabalhadoras sexuais: uma revisão integrativa
  • Segundo documentos oficiais recentes, a realização do teste de HIV é crucial para o sucesso da estratégia conhecida como “Tratamento para Todas as Pessoas” (TTP) ou “Tratamento como Prevenção” (TcP). Dado o compromisso do Brasil com as políticas globais de Aids, as respostas programáticas para o controle da epidemia vêm se apoiando em variadas iniciativas de ampliação do acesso ao diagnóstico com fins de prevenção. Projetos e programas de promoção da saúde e prevenção do HIV vêm assumindo o compromisso de oferecer o diagnóstico precoce e a remissão oportuna ao tratamento das populações consideradas chave pelas políticas, como mulheres trans/travestis, gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH) e profissionais do sexo. Tais iniciativas, nacionais e internacionais, vêm oferecendo testagem em lugares públicos, privados e em horários variados a fim de alcançar grupos populacionais com maior dificuldade de acesso e acolhimento nas unidades convencionais da rede de saúde. Organizações não-governamentais (ONGs), locais de sociabilidade e de interação sexual e domicílios (por meio do autoteste) tornam-se espaços alternativos para a realização da testagem para o HIV. Embora apresentem relevantes resultados, esses programas e ações de testagem não têm alcançado uniformemente as populações definidas como chave nas políticas de prevenção. Ademais se articulam, de forma diferenciada, com estratégias de prevenção e iniciativas mais amplas de promoção da saúde. Nesse sentido, o presente projeto pretende analisar os desafios implicados na tradução das atuais políticas globais de Aids para as realidades locais, focalizando seus alcances segundo os diferentes universos populacionais aos quais se destinam. Assim, tem-se o intuito de reunir e sistematizar achados da produção acadêmica a respeito do desenvolvimento de ações e programas de promoção da saúde e de controle epidemiológico baseadas na testagem de HIV, por meio de uma revisão integrativa. Tal revisão visa contemplar pesquisas acadêmicas e formativas, nacionais e internacionais, publicadas em bases de dados, durante o período de 2010 a 2019, que abordem estratégias de prevenção e promoção da saúde e de oferta da testagem de HIV junto a mulheres trans/travestis, gays/HSH e trabalhadoras sexuais. A revisão da literatura pretende trazer luzes sobre desdobramentos específicos das políticas globais entre populações sexualmente marginalizadas e mais vulneráveis ao HIV e outras ISTs. A compilação e a análise dessa produção científica têm o potencial de indicar os alcances e limites das estratégias de prevenção apoiadas na testagem do HIV, visando superar seus obstáculos e lacunas
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 06/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Simoni Campos Dias

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • produção de formulados biodegradáveis a base de peptídeos e proteínas inseticidas para controle de insetos vetores de doenças de importância na saúde pública
  • Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus são vetores de doenças de arboviroes como dengue, zika, chikungunya,febre amarela e protooses como a filariose. Devido à inexistência de vacinas para a maioria destas patologias o melhor método para diminuir a disseminação das enfermidades é o controle de vetores. O controle químico é utilizado como primeira escolha embora sejam responsáveis pela criação de rápida resistência e causem danos para a população e insetos não alvos. A OMS indica o uso de inseticidas biológicos por serem eficientes específicos e não contaminantes. O sucesso mundial da utilização de bioprodutos contendo Bacillus thuringiensis (BT) e Lysinibacillus sphaericus (LS) comprova sua efetividade inseticida seletiva contra várias classes de insetos. Trabalhos anteriores realizados entre a Universidade Católica de Brasília e Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia demostraram que após avaliados 29 peptídeos, um lipopeptídeo produzido por uma bactéria do solo do Cerrado demonstrou atividade de 100% de mortalidade larval para as duas espécies de mosquitos vetores, sem demostrar citotoxicidade contra células humanas. Quando o peptídeo foi conjugado com Bt e Ls foi observado sinergismo de atividade e diminuição da concentração ao redor de 100 vezes. Neste projeto se propõe uma continuação dos trabalhos anteriores onde o peptídeo e as proteínas inseticidas serão produzidos em fermentadores e os ativos biológicos serão formulados em um produto larvicida biodegradável em sistema de liberação controlada dos ativos. As formulações serão avaliadas quanto a liberação dos ativos. Testes em laboratório e campo serão conduzidos para avaliar atividade seletiva, funcional e especifica das moléculas. Este é um produto inovador pela sua concepção ecológica e além de natural, único pois será composto por dois bioinsetidas.De fácil acesso poderá ser aplicado em pequenos recipientes dentro e ao redor das residências nos criadouros diminuindo a transmissão e numero de afetados
  • Universidade Católica de Brasília - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Simoni Margareti Plentz Meneghetti

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • biorrefinaria integrada utilizando os frutos de macaúba: produção de biocombustível, solvente, plastificante e biocarvão.
  • Com base no conceito de biorrefinaria, a proposta visa o uso integrado do óleo dos frutos da palmeira macaúba (Acrocomia sclerocarpa) e da torta da extração. Essa espécie, endêmica da América do Sul, é usada para conforto térmico do gado em pastagens (pantanal e cerrado). Seu óleo, explorado de forma incipiente em usos farmacêuticos e cosméticos, tem produtividade de 5000 L/hc/ano, que são perdidos no campo. Assim, há um enorme potencial para o uso industrial desses recursos sem concorrência com a produção de alimentos ou uso adicional da terra. Visando novas aplicações e agregar valor aos frutos da macaúba (alto teor de óleo no mesocarpo e castanha) eles serão coletados/tratados e o óleo será obtido por prensagem/extração. Estudos da equipe apontam excelente composição para a produção de biocombustíveis (biodiesel ou hidrocarbonetos) e, devido à alta acidez, o óleo passará por (i) hidrólise e esterificação (ésteres alquílicos de ácidos graxos (FAAE); biocombustível ou solvente) e (ii) interesterificação (polímeros para lubrificantes). O glicerol oriundo de (i) será convertido em oligômeros (plastificante e intermediários para síntese de poliésteres). Serão usados catalisadores heterogêneos robustos, tais como óxidos (p.ex. SnO2/MoO3 e SnO2/Nb2O3; balanço adequado entre a acidez de Lewis e de Brönsted). A torta de extração será pirolisada para biocarvão (suporte para os catalisadores e avaliação para uso energético). Trabalhos da equipe já mostraram o desenvolvimento de tecnologias para uso de diferentes biomassas e a presente abordagem visa o aproveitamento integral dos frutos de macaúba. As tecnologias conhecidas irão demandar adaptações, o que será contornado com os catalisadores robustos propostos. Assim, será disponibilizada uma plataforma completa de tecnologias para uso nos setores energéticos e de materiais, contribuindo para uma possível inserção de produtos renováveis no mercado, com ganhos sociais, econômicos e ambientais para o país.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025