Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aldenir Feitosa dos Santos

Ciências Humanas

História
  • educando pela pesquisa numa abordagem ambiental
  • O fortalecimento da cidadania através da difusão científica serve como instrumento de integração dos diversos saberes, propondo reflexões e articulação entre ciência, educação, linguagem e comunicação que permitem a compreensão e domínio públicos sobre a Ciência, Pesquisa, Tecnologia e Inovação. Neste contexto, de geração do saber científico, as escolas são ambientes multiplicadores de conhecimento para a sociedade, visto que os professores e alunos ao desenvolverem a criticidade e a busca pelo conhecimento, através de resoluções de problemas loco-regionais, extrapolam para além dos muros da academia, de forma aplicada os conteúdos curriculares apreendidos durante a sua formação de ensino-aprendizagem. Dessa forma, ações como o Educar pela Pesquisa, além de estimular o aprender a aprender, compreender e intervir na realidade, possibilitará a descentralização dos saberes, visto que as IES irão as escolas estimulando à pesquisa, aprendizagem e inovação em escolas públicas da capital e do interior de Alagoas, promovendo a formação de agentes multiplicadores de importância na integração EDUCAR PELA PESQUISA. Um tema transversal e de caráter interdisciplinar é a Educação Ambiental (EA) através da sustentabilidade, trazendo uma nova forma de ler a realidade e de como atuar sobre ela. Através dessa temática é possível o surgimento de novas propostas educativas, visões de mundo, e um ambiente propício para desenvolver diversas políticas de ensino e aprendizagem, a partir de atitudes, além de informações e conceitos, para que todos os educandos possam compreender que o ser humano não é uma peça isolada do meio ambiente em que vive, mas ele está integrado ao mesmo. Partindo disso, a proposta deste projeto de Feira de Ciências do Estado de Alagoas (FECEAL: educando pela pesquisa numa abordagem ambiental) é promover o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no Estado de Alagoas, através da valoração de ações de educação ambiental que estimulem a melhoria da qualidade de vida da população em geral e o desenvolvimento sustentável. Para alcançar os referidos objetivos serão realizadas as atividades que promovam de forma lúdica, criativa, contextualizada, a integração entre alunos, professores e pesquisadores do ensino básico, técnico de escolas públicas e do ensino superior, da capital e do interior do estado de Alagoas, juntamente com a comunidade. As referidas atividades serão desenvolvidas em 5 etapas distribuídas entre as escolas, os Institutos Federais, a Universidade Estadual de Alagoas – Uneal, Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas – Uncisal, Universidade federal de Alagoas - Ufal e o Centro Universitário Cesmac, que mais uma vez atua como instituição executora da proposta e, a ONG SOS Caatinga. Basicamente as etapas se constituem em: Na 1ª etapa ocorrerá preparação dos graduandos das IES participantes da FECEAL, para atuarem como agentes multiplicadores através do Programa de Residência Pedagógica e do incentivo à docência; Formação continuada para docentes da educação básica, através de palestras e oficinas. Na 2ª etapa, ocorrerá experimentação no ensino básico e técnico com a produção de trabalho finalizado e/ou projeto inovador; Atividade de mostras de vídeo através da produção de vídeos com temática ambiental. Na 3ª etapa será realizada a Feira de Ciências na Escola no qual haverá exposição dos trabalhos finalizados e/ou projeto inovador, exposição SOS Caatinga e portas abertas (Cesmac, Uncisal, Uneal e Ifal); A FECEAL com a Exposição de Iniciação Científica , Núcleo de Robótica, Científica-digital e apresentações artísticas e culturais. Na 4ª etapa ocorrerá a vivência dos cursos de graduação, nas clínicas e laboratórios, através da Visitação às clínica-escolas e laboratórios das IES; Vivência no núcleo de robótica através do desenvolvimento de projetos inovadores; Vivência de pesquisa nas IES através do desenvolvimento de parte de suas atividades de pesquisa nos espaços laboratoriais e/ou de clínicas das IES. E por fim, na 5ª etapa ocorrerá a Implementação das bolsas, acompanhamento dos projetos, apresentação dos resultados finais e prestação de contas.
  • Centro Universitário CESMAC - AL - Brasil
  • 15/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Aldenir Feitosa dos Santos

Outra

Multidisciplinar
  • inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira
  • O fortalecimento do processo educativo requer que todos da comunidade escolar se responsabilizem por um ensino de qualidade, desenvolvendo habilidades e competências que propiciem ao estudante vivenciar a escola como um local onde se aprende e se constrói o conhecimento, no qual este é importante ator. Nesse contexto, destaca-se a importância da melhoria da qualidade do ensino de ciências no ensino básico e técnico através da popularização e divulgação do conhecimento científico e tecnológico. Um meio de ligar ciência e tecnologia ao ensino básico e técnico é através da inteligência artificial, utilizando filmes, desenhos, jogos interativos e buscas em websites. Além de criar meios de aproximação entre as escolas e universidades, uma vez que estas atuam como as principais produtoras de ciência e tecnologia no Brasil, e tem utilizado da inteligência artificial no ensino e na pesquisa. Dessa forma, a associação entre Universidade e escola promoverá o desenvolvimento de experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes e discentes de caráter interdisciplinar e inovador, concebendo um movimento enriquecedor, mútuo e contínuo, sendo um espaço excepcional para consolidar a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. A proposta deste projeto de Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do estado de Alagoas (SNCT-AL) é promover a melhoria da qualidade do ensino de ciências (Ensino Fundamental I e II, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e Educação Tecnológica), através da divulgação do conhecimento científico e tecnológico, sua interiorização e consolidação. Para isto, se desenvolverá atividades nas modalidades Exposição de CT&I, Seminário ou Ciclo de Palestras e Seminários, Amostra de Vídeos e Portas Abertas, que ocorrerão em escolas públicas e privadas, com ações distribuídas entre a capital e o interior do estado, bem como, no Centro Universitário Cesmac – IES executora da proposta de SNCT/AL 2020 (Campus Maceió e Unidades do Sertão e Agreste), Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - Uncisal, Universidade Estadual de Alagoas – Uneal (Campus Arapiraca), Universidade Federal e Alagoas – Ufal (campus Maceió), e Instituo Federal de Alagoas - Ifal (Campi Maceió, Coruripe, Satuba e Murici). O presente projeto terá abrangência estadual, contemplando 14 municípios do estado de Alagoas, nas mesorregiões Zona da Mata, Agreste e Sertão. Estão envolvidas no projeto 22 escolas públicas distribuídas entre municipais e estaduais. A proponente possui experiência em organizações de eventos dessa natureza, realizando em 2018 a I Feira de Ciências “Sustentabilidade Ambiental, suas ideias, nosso futuro” e o II Congresso de Estudos sobre o Meio Ambiente - CEMEIA (https://doity.com.br/feira-de-ciencias-cesmac#about) e em 2019 o IX Encontro Científico Cultural -ENCCULT (https://www.enccult.org/) e I ELUNEAL – Encontro de Licenciaturas na Universidade - PIBID e RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA
  • Centro Universitário CESMAC - AL - Brasil
  • 22/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Aldenir Feitosa dos Santos

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • feira de ciências do estado de alagoas: integrando ensino e pesquisa
  • Na educação atual, apesar das propostas destinadas à prática de ensino pedagógico, como a interdisciplinaridade, é comum ver nas escolas, um ensino meramente baseado em métodos sistemáticos e disciplinares, geralmente limitando-se aos livros didáticos e a fala majoritária do professor, sem que haja uma participação ativa do aluno no processo de ensino e aprendizagem. Nesta perspectiva, promover a prática científica no processo de ensino e aprendizagem, induzindo o compartilhamento de conhecimento científico, por meio da realização de eventos científicos gratuitos, como feiras de ciências e mostras científicas, que oportunizam a observação, o questionamento e a compreensão da realidade social, é fundamental para a formação educacional do aluno e para a popularização da ciência. Dentro deste contexto, a proposta deste projeto de Feira de Ciências do Estado de Alagoas – FECEAL/Cesmac, tem como objetivo promover o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no Estado de Alagoas, através da valoração de ações de comunicação da Ciência que estimulem a implementação de práticas interdisciplinares promotoras de interação com o público e, a interiorização de ações de popularização da Ciência. Para alcançar os referidos objetivos serão realizadas atividades que promoverão de forma lúdica, criativa e contextualizada, a integração entre alunos, professores e pesquisadores do ensino superior e das escolas, juntamente com a sociedade como um todo. O projeto foi dividido em 5 etapas distribuídas entre instituições de ensino superior, básico e técnico do estado de Alagoas, inseridas nos municípios de Arapiraca, Belém Coruripe, Feira Grande, Maceió, Major Isidoro, Palmeira dos Índios, Piaçabuçu, Pilar, Satuba, São Sebastião, Santana do Ipanema, Tanque D’arca e Taquarana, representativos das regiões da Zona da Mata, Agreste e Sertão. Como instituições de ensino superior fará parte da proposta o Centro Universitário Cesmac (campus Maceió e Palmeira dos Índios) e a Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL (campus Arapiraca e Santana do Ipanema). Como instituições de ensino básico e /ou técnico fará parte da proposta o Instituto Federal de Alagoas – IFAL (campus Maceió, Satuba e Coruripe), e 22 escolas públicas municipais e estaduais, sendo 6 em Arapiraca, 1 em Belém, 1 em Feira Grande, 5 em Maceió, 1 Major Isidoro, 1 em Palmeira dos Índios, 1 em Piaçabuçu, 1 em Pilar, 2 em Santana do Ipanema, 1 em São Sebastião, 1 em Tanque D’arca e 1 em Taquarana. As etapas para presente proposta se dividem em: Etapa 1. Preparar os graduandos do Cesmac e da UNEAL para atuarem como agentes multiplicadores da importância da pesquisa no aprendizado de Ciências e na formação do indivíduo, contribuindo com a formação continuada do professor da escola, para que o mesmo também possa atuar, nas escolas, como agente multiplicador da importância da pesquisa no Ensino Básico – EB; Etapa 2. Incentivar a pesquisa nas escolas de ensino básico e técnico através da implementação de ações que favoreçam a integração de ensino e pesquisa, ao mesmo tempo estimulando as práticas interdisciplinares promotoras de interação com o público; Etapa 3. Promover eventos e ações de popularização da Ciência que estimulem a curiosidade científica e o pensamento crítico, contribuindo para a divulgação do conhecimento, considerando as especificidades locais, com o intuito de estimular trabalhos e projetos inovadores das escolas (produtos de pesquisa dos escolares sob tutela dos graduandos) e das IES envolvidas na proposta da FACEAL-Cesmac; Etapa 4. Proporcionar para os escolares a vivência no Centro Universitário Cesmac e na UNEAL, com o desenvolvimento dos projetos de Iniciação Científica Júnior - ICJ e realizações de incursões nos espaços das IES, para estimular às ações de pesquisa nas escolas como ferramenta metodológica para o ensino de ciências e Etapa 5. Promover a implementação das bolsas ICJ bem como o acompanhamento dos projetos. Os eventos científicos serão de livre participação para as escolas das redes pública do Estado e dos municípios e para a sociedade. Alunos e professores do ensino fundamental, médio e técnico, de escolas públicas da rede pública poderão se inscrever para a apresentação de trabalhos e participação nas demais atividades contempladas neste projeto. O evento será amplamente divulgado por meio físico e pelas redes virtuais, para que contemplar o maior público possível. Como resultados esperados pela presente proposta, espera-se que possam ocorrer interações e trocas de experiências entre os alunos das escolas de ensino básico e/ou tecnológico de Alagoas e os alunos do Centro Universitário Cesmac e UNEAL e como consequência dessa proposta, vislumbra-se que a Ciência, Inovação e Tecnologia no estado de Alagoas possa alcançar novos patamares de crescimento, favorecendo o contato direto com a sociedade civil com jovens talentos, para aumentar a divulgação de ideias e valorar a importância da pesquisa científica e suas aplicações.
  • Centro Universitário CESMAC - AL - Brasil
  • 07/01/2020-28/02/2022