Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Cristina Fermino Soares

Ciências Agrárias

Agronomia
  • nexus: integração caatinga-sisal
  • A degradação e falta de conservação da Caatinga, associados a sistemas produtivos agrícolas não sustentáveis, tem gerado ineficiência produtiva, impacto ambiental, econômico e, principalmente social, sem nenhuma segurança hídrica, energética e alimentar, em regiões que englobam populações com os mais baixos índices de desenvolvimento humano (IDH) do Brasil. O atual sistema produtivo do sisal (Agave sisalana Perrine) no semiárido da Bahia, no bioma Caatinga, se enquadra na situação acima descrita. O projeto propõe desenhos e/ou redesenhos de Sistemas Produtivos Eficientes e Sustentáveis para o sisal integrado à Caatinga, com faixas de diversidade vegetal, com o manejo do banco de sementes nativas e com a introdução de espécies vegetais da Caatinga selecionadas pelo potencial medicinal, melífero e frutífero, com técnicas de conservação de solo e água, acrescentando-se a apicultura aos sistemas produtivos, mediante a instalação de pasto apícola e colônias de abelhas estudadas para esse agroecossistemas. Estes desenhos de sistemas produtivos eficientes se baseiam nas experiências e projetos realizados na região produtora de sisal no bioma Caatinga e no conhecimento e desenvolvimento científico e tecnológico sobre esse bioma e agroecossistemas sustentáveis. Também se propõe o desenho de um agroecossistema para o sisal com faixas de adubos verdes adaptados ao bioma Caatinga e o estudo de fixação biológica de nitrogênio no sentido de incrementar o aporte de nitrogênio e de biomassa no solo, por meio da inoculação e incorporação ao solo de leguminosas e com o estudo de seleção de estirpes eficientes de bactérias fixadoras de nitrogênio em associação com leguminosas da Caatinga. Ao diversificar o sistema de produção, com o uso da biodiversidade local, espera-se que ocorra a retomada da paisagem local, na qual a Caatinga se faz presente e possui espécies únicas, com potencial tanto para bioativos (plantas com potencial medicinal e perspectiva econômica), como para implantação de pasto apícola para exploração melífera e disseminação das espécies da Caatinga. Também árvores frutíferas da Caatinga para produção de frutos e outras plantas adaptadas a região serão usadas para cobertura vegetal do solo, adubação orgânica, para o desenvolvimento de sistemas de plantio de sisal que favorecem a drenagem e a conservação de água e solo, evitando a erosão e desertificação. O projeto propõe a revitalização de plantios de sisal instalados e a instalação de plantios novos com as faixas de diversidade de plantas da Caatinga com funcionalidade. A revitalização dos sistemas produtivos de sisal, tornando-os Sistemas Eficientes e Sustentáveis é necessário para garantir as condições de produção com as ações integradas propostas pelo Nexus (hídrica, energética e alimentar) e a consequente redução da pobreza e melhoria da qualidade de vida da população dessas regiões, com a valorização das espécies vegetais locais e a consequente conservação e preservação da Caatinga. Este sistema busca o bem estar do produtor rural, com a melhoria de qualidade de vida advinda das melhores condições de trabalho dentro do conforto ambiental que poderá ser promovido pela integração e diversidade do agroecossistema. Os Sistemas Produtivos eficientes Integração Sisal-Caatinga serão avaliados por indicadores de sustentabilidade descritos na literatura. Adicionalmente serão realizada a coleta de plantas de sisal em diferentes municípios produtores, no sentido de implantar um banco de germoplasma de sisal, para ampliação do banco da Embrapa-Algodão, com maior variabilidade genética, para estudos de genômica e fisiologia da planta. Será feita a genotipagem da população do banco de germoplasma de sisal com marcadores moleculares relevantes para o estudo de genes funcionais e a seleção de plantas mais adaptadas à região, permitindo avanços nos estudos com o sisal no Bioma Caatinga, para sistemas produtivos mais sustentáveis. O projeto será desenvolvido em parceria com a Associação de Produtores APAEB e Escolas Família Agrícola da região, com proposições de redimensionamento das áreas produtivas, inserindo os serviços ecossistêmicos locais e as técnicas de produção da cultura de sisal.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 05/12/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Ana Cristina Freitas de Vilhena Abrão

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • mães de prematuros sob intervenção de florais de bach: ensaio clínico controlado, duplo cego, randomizado
  • RESUMO: Devido aos altos índices de prematuridade e mortalidade neonatal, o leite humano, por suas qualidades ímpares, é a melhor escolha na alimentação para uma criança prematura, principalmente quando se trata de um recém-nascido com peso inferior a 1.500g. Estudos mostram que ao depararem com a impossibilidade de amamentar seu filho ao seio imediatamente após o nascimento, as nutrizes apresentam um quadro de estresse, ansiedade e dificuldade em manter a amamentação. Alguns estudos mostram que o uso de Florais de Bach contribui para a redução dos sintomas de estresse, no entanto não há estudos clínicos com mães de prematuros doadoras de leite humano. Objetivo: Analisar o efeito do uso de Florais de Bach (Five Flowers) no nível de estresse e produção láctea de mães de prematuros. Método: Trata-se de um ensaio clínico controlado, duplo cego, randomizado com mães de prematuros doadoras de leite humano, cujos filhos tenham sido internados na UTI Neonatal do Hospital Universitário da UNIFESP. O estudo será realizado no posto de coleta do Hospital Universitário da Universidade Federal de São Paulo. A amostra será de 102 mulheres, que estarão distribuídas igualmente em grupo intervenção (mulheres que receberão os Florais de Bach) e grupo placebo (mulheres que receberão placebo). A variável de desfecho primário é o estresse avaliado por meio do Instrumento Parental Stress Scale: Neonatal Intensive Care Unit e por meio da dosagem hormonal de cortisol. A variável de desfecho secundária é a produção láctea que será avaliada por meio do volume lácteo e dosagem do hormônio prolactina. A coleta dos dados será realizada entre 24 e 48 horas após o parto, entre o 5o e 7o dia e entre o 10 o e 12 o dia. Todas as análises serão planejadas e desenvolvidas considerando um nível de significância p=0,05. Espera-se que o uso de florais possa auxiliar na redução do nível de estresse de doadoras de leite humano, mães de prematuros e, consequentemente, no aumento da produção láctea, favorecendo assim o aleitamento materno exclusivo.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Gales

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo-piloto para a implantação de uma rede brasileira de vigilância de resistência antimicrobiana em saúde única
  • A resistência antimicrobiana tem sido reconhecida como uma das mais graves ameaças globais à saúde humana no século XXI. O uso de antimicrobianos na medicina humana, na agricultura e na pecuária têm contribuído para a seleção de bactérias multirresistentes. Embora comumente detectadas no ambiente hospitalar, bactérias multirresistentes também têm sido detectadas em outros nichos ecológicos. No Brasil, a ocorrência de cepas produtoras de carbapenemases do tipo KPC-2, SPM-1 ou NDM-1 tem sido relatada em esgoto bruto, rios impactados por esgoto e águas costeiras. As consequências da contaminação da água e do solo por bactérias que carreiam genes codificadores de carbapenemases ainda são desconhecidas, mas poderiam levar à contaminação dos alimentos, animais de produção e à aquisição de infecções comunitárias causadas por estas bactérias. A epidemiologia da resistência bacteriana aos antimicrobianos é complexa e tem sido amplamente reconhecida a importância de um sistema de vigilância integrado baseado no conceito “One-Health”- Saúde Única. Vários estudos brasileiros têm reportado a frequência, os fenótipos e genótipos de bactérias resistentes em isolados de origem humana, de distintos animais, incluindo animais selvagens, de produção e de estimação, bem como de alimentos e do meio ambiente. Entretanto, até onde é do nosso conhecimento, nenhum estudo coletou, prospectivamente e simultaneamente, isolados de humanos, de animais e do ambiente sob a perspectiva de uma vigilância integrada em saúde única. Com o objetivo de estimar a frequência de E. coli e K. pneumoniae resistentes às cefalosporinas de amplo espectro e carbapenêmicos, estabelecemos uma rede colaborativa com grupos de pesquisa das cinco regiões geográficas brasileiras para obtenção de amostras de humanos saudáveis e doentes, animais de produção, alimento e do meio ambiente sob o mesmo critério de inclusão e metodologia de avaliação. Desta maneira, pretendemos que a experiência acumulada por esse projeto piloto sirva como um futuro modelo para a implementação de um sistema de vigilância integrado brasileiro baseado em saúde única. Também esperamos contribuir para a melhor compreensão das características da microbiota gastrointestinal que possam predispor à colonização por bactérias multirresistentes por meio da realização do metagenoma das fezes de humanos e animais colonizados e/ou infectados por isolados produtores de ESβL e/ou carbapenemases comparados àqueles de humanos e animais não colonizados.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 05/10/2018-31/10/2021
Foto de perfil

Ana Cristina Garcia Dias

Ciências Humanas

Psicologia
  • integração ao ensino superior na transição da adolescência para vida adulta: o papel de estressores, expectativas e estratégias de enfrentamento na adaptação à universidade
  • Este projeto tem como objetivo geral investigar aspectos relacionados à transição para a universidade e à integração do estudante ao contexto universitário. O primeiro estudo tem como foco o estudante de ensino médio, e busca investigar fatores pessoais e contextuais que estão envolvidos na motivação para realizar o ensino superior. É sabido, que, apesar do maior número de oportunidades de ingresso no ensino superior para jovens de baixa renda e minorias, muitos não cogitam entrar na universidade. Assim, esse estudo busca conhecer o papel que a exposição à cultura do ensino superior tem sobre a aspiração (expectativas) aos estudos nesse nível de ensino, sem desconsiderar variáveis de caráter mais individual como autonomia, auto eficácia e a motivação para o crescimento pessoal. Espera-se que os resultados possam auxiliar ao compreender a melhor a importância tanto da motivação para o crescimento pessoal quanto da exposição à cultura do ensino superior como fatores que concorrem para a eleição do ensino superior como um objetivo de vida. Já o segundo estudo busca identificar como variáveis de saúde mental do estudante (depressão, ansiedade e estresse), expectativas referentes ao ensino superior, estratégias de enfrentamento e o desenvolvimento da autonomia afetam o processo de integração e adaptação ao estudo superior. Neste segundo estudo, de caráter longitudinal (1º e 3º semestre) pretende-se avaliar especialmente como as expectativas, o desenvolvimento da autonomia, as estratégias de enfrentamento e os sintomas de transtornos mentais (níveis de ansiedade, depressão e stress) podem emergir durante esse período do desenvolvimento (final da adolescência e início da vida adulta), em um contexto que pode trazer alguns novos estressores (maiores exigências acadêmicas, maior responsabilidade e autonomia frente aos estudos). Acredita-se que estudantes que apresentem maiores níveis de autonomia, apresentaram estratégias de enfrentamento mais funcionais. Esses estudantes também poderão apresentar melhores indicadores de saúde mental (como menores níveis de ansiedade, depressão e stress, e melhores níveis de adaptação/ integração à universidade, além de expectativas mais positivas face ao ensino superior). Pretende-se através desses estudos desenvolver, posteriormente, programas de intervenção que promovam a adaptação do estudante a universidade especialmente para aqueles interessados no estudo superior, que apresentam maiores riscos em termos de saúde mental (maiores indicadores de stress, ansiedade e depressão) e em termos desenvolvimentais (menores níveis de autonomia e suporte social).
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Juvenal da Cruz

Ciências Humanas

Educação
  • retraçando rotas, compondo territorialidades: o uso da tecnologia no ensino de história das diásporas africanas para o ensino médio
  • Este projeto de pesquisa agrega pesquisadoras e pesquisadores de diferentes instituições brasileiras e uma colombiana e constitui-se em uma investigação que visa integrar tecnologia a partir de uma base epistemológica em torno da experiência da diáspora africana negra para a formação e produção de conhecimento em ensino de história para o ensino médio. A proposta consiste no desenvolvimento de um aplicativo móvel piloto com conteúdos de componentes curriculares e estratégias de aprendizagem sobre a história da experiência da diáspora negra tendo como fonte primária os 8 volumes da Coleção História Geral da África (HGA). Metodologicamente isso se fará em duas etapas: a primeira etapa será composta de um levantamento de conteúdos e aprendizagens sobre a história da experiência da diáspora africana negra tendo como fonte primária a HGA; a segunda etapa, será o desenvolvimento de um aplicativo livre, gratuito e com acessibilidade fundamentado em uma formação básica da linguagem de programação para o ensino desses conhecimentos.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Lauer Garcia

Ciências Biológicas

Ecologia
  • potencial invasor e rota de dispersão de drosophila nasuta no brasil
  • Embora aos olhos dos leigos as espécies exóticas invasoras representem apenas a chegada de mais uma planta ou de um animal, a introdução destas espécies em novos territórios é uma das principais ameaças a biodiversidade e aos serviços ecossistêmicos em todo o mundo. As invasões biológicas causam impactos de longo prazo que podem levar à extinção de espécies. Nas últimas décadas tem crescido o número de invasões biológicas causadas por insetos, incluindo neste grupo as pequenas moscas da família Drosophilidae. No Brasil, o mais recente caso é a chegada de Drosophila nasuta, uma espécie originária da Ásia que já se espalhou para a África, a região oriental, as ilhas do Pacífico e o oeste da América do Norte e, recentemente, em 2015, foi anunciada em nosso país. Nos últimos três anos, D. nasuta já tem sido observada habitando a porção sul e norte da Floresta Atlântica, além do bioma Cerrado. No norte da Floresta Atlântica levantamentos realizados por nosso grupo de pesquisa evidenciaram que a e espécie está bem adaptada, superando em representatividade diversas espécies de drosofilídeos neotropicais. Dado o provável potencial invasor de D. nasuta a proposta do presente projeto será monitorar a espécie nas áreas onde a mesma tem sido relatada no Brasil. Também será avaliada a diversidade genética da espécie nos diferentes pontos geográficos investigados, a fim de verificar se há estruturação populacional e avaliar o potencial evolutivo de D. nasuta no Brasil. Finalmente, buscaremos elucidar, a partir de dados genéticos, a provável rota de dispersão da espécie no país. Considerando a ameaça que as espécies exóticas invasoras representam para o equilíbrio ecossistêmico, informações acerca de aspectos ecológicos e genéticos destas espécies são valiosos no contexto da biologia da conservação e ainda se tornam mais importantes quando há registros destas espécies ocupando biomas tão degradados e palcos tão relevantes de biodiversidade como a nossa Floresta Atlântica e o nosso Cerrado.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Petry

Ciências Biológicas

Ecologia
  • invasões biológicas em planícies costeiras: os peixes e as gramíneas da restinga de jurubatiba (rj) como modelos
  • A introdução de espécies em locais distintos de sua ocorrência natural tem ameaçado a integridade e o funcionamento dos ecossistemas mundialmente, mesmo quando inseridos em unidades de conservação. Dependendo da resistência do ambiente invadido e das características intrínsecas do invasor, como sua capacidade de dispersão, estabelecimento e proliferação, a erradicação dessas espécies não-nativas (ENNs) pode ser inviável, e seu controle tende a exigir manejo. Ecossistemas costeiros representam o limite da distribuição de organismos dulcícolas e terrestres, e esses tem sido considerados os mais fortemente afetados por invasões biológicas. Há 24 meses, foram iniciados levantamentos integrados de gramíneas (Poaceae) e peixes (Teleostei) em uma área de 14.000ha de planície costeira no norte fluminense, protegida desde 1998 na forma de unidade de conservação (UC; Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, PNRJ). O inventário taxonômico inédito para as gramíneas em 77km da faixa marginal das 18 lagoas contabilizou 60 espécies, incluindo novos registros de ocorrência para a região e material que possivelmente represente uma espécie nova para a ciência. A compilação da composição de peixes resultou em 98 espécies, incluindo duas espécies endêmicas. A frequência de ENNs até o momento é maior para as gramíneas (33% versus 3% para os peixes). Essa representou a primeira e fundamental etapa de uma proposta mais complexa, que tem por objetivo compreender a suscetibilidade de formações de restingas e lagoas costeiras à introdução de ENNs. Utilizando respectivamente as comunidades de gramíneas e peixes como modelos, o levantamento da composição específica e da representatividade das ENNs nas comunidades, bem como de métricas da paisagem relacionadas à pressão de propágulos, conectividade e filtros ambientais possibilitarão a geração de modelos preditivos e mapas temáticos da suscetibilidade à invasão biológica, visando a aplicação em sistemas similares e subsídios para intervenções ecossistêmicas. É escopo desta proposta avançar com o levantamento quantitativo dessas comunidades no PNRJ por meio de amostragens sistemáticas nas 18 lagoas, empregando para as gramíneas a determinação da biomassa acima do solo pela remoção da vegetação em quadrats sorteados numa faixa de 60m de largura a partir da margem, e para os peixes a biomassa de cada população de acordo com o método de captura (redes de espera e arrastos). Considerando que a Lagoa Feia está situada na zona de amortecimento do PNRJ, se conecta indiretamente com as lagoas da UC por meio de canais, e tem sua ictiofauna ainda pouco conhecida, as amostragens contemplarão este que é o maior corpo lêntico fluminense. Características físicas e químicas da água e do solo (incluindo granulometria, retenção hídrica, carbono orgânico dissolvido, nitrogênio e fósforo, pH, salinidade, condutividade elétrica, temperatura), declividade do terreno, e atributos da paisagem (como área e perímetro das lagoas, distância do mar, permeabilidade hidrológica e terrestre, riqueza de espécies das comunidades) serão incluídos nos modelos preditivos de suscetibilidade à invasão por meio de modelos lineares generalizados. Ao contemplar as comunidades diversas e expressivas de gramíneas e peixes na maior área de restinga protegida na forma de UC do país, espera-se revelar padrões que contribuam com evidências para a elucidação dos mecanismos promotores da invasão biológica e do sucesso do estabelecimento de ENNs em ambientes terrestres e aquáticos, contribuindo para a prevenção e controle dessa ameaça aos ecossistemas naturais.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Simões e Silva

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de biomarcadores e fatores de risco para doença renal crônica em crianças e adolescentes
  • A Doença Renal Crônica (DRC) consiste na perda progressiva das funções dos rins. Por ser lenta e progressiva, a DRC se associa a processos adaptativos que mantêm o paciente praticamente assintomático até que tenha perdido mais de 75% da função renal e atinja o estágio de DRC terminal. Na população pediátrica é menor o número de pacientes com DRC em relação aos adultos, mas a abordagem da DRC neste grupo é um desafio, por apresentar, além daquelas complicações comuns aos adultos, características únicas decorrentes das manifestações da doença em seres em crescimento e em desenvolvimento neurológico, emocional e de sua inserção social. Além disso, a taxa de mortalidade em crianças portadoras de DRC em tratamento dialítico é 30 a 150% maior do que a da população pediátrica geral e a expectativa de vida para uma criança de zero a quatorze anos em diálise é de somente 20 anos. Nesse contexto, o projeto tem como objetivo investigar fatores de risco para progressão da DRC na população pediátrica e pesquisar novos biomarcadores, incluindo componentes do Sistema Renina Angiotensina (SRA), moléculas imuno-inflamatórias e fibrogênicas, fatores relacionados à coagulação, fibrinólise e estresse oxidativo. Pretende-se também com este estudo identificar biomarcadores para diagnóstico e prognóstico bem como novos alvos terapêuticos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Cristina Viana Campos

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • 1ª feira científica-cultural de saúde na escola de marabá - pa
  • A 1ª Feira Científica-Cultural de Saúde na Escola de Marabá - PA irá reunir trabalhos que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e inovação do Brasil, especialmente para divulgar ações de prevenção de doenças, promoção de saúde e educação ambiental no município de Marabá e região. O objetivo geral da feira é realizar um evento cientifico-cultural no município de Marabá, incentivando alunos e professores do ensino fundamental, médio, técnico e de graduação a planejar e executar projetos de ensino, pesquisa ou extensão, possibilitando aos alunos a oportunidade de construir seu conhecimento em saúde de forma interdisciplinar, criativa e contextualizada. Os trabalhos serão selecionados por uma comissão formada por professores da Unifesspa. A equipe selecionada fará sua apresentação oralmente no dia do evento, que será avaliada por uma comissão julgadora formada por dois avaliadores irá classificar os trabalhos, de acordo com os critérios a serem elaborados pela comissão em futuro edital. Todos os participantes receberão o certificado de participação e serão premiados os três primeiros trabalhos de cada nível.
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - PA - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Ana de Medeiros Arnt

Ciências Humanas

Educação
  • o que é e como se faz ciência: percepção da ciência e seu ensino por estudantes e docentes da educação básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 12/08/2019-31/08/2021
Foto de perfil

Ana Dolores Santiago de Freitas

Ciências Agrárias

Agronomia
  • fixação de nitrogênio na vegetação nativa e prospecção da diversidade e eficiência de rizóbios naturalmente estabelecidos nos solos de pernambuco
  • O Brasil experimenta grande sucesso de uso da fixação biológica de nitrogênio (FBN) em sistemas agrícolas e, recentemente, vem se posicionando no cenário internacional com a descrição de novas espécies de rizóbios. Em Pernambuco o uso de inoculantes em leguminosas é incipiente, em parte devido à falta de pesquisas para as diversas condições específicas de clima, solo e manejo da região. O estado apresenta um mapa diverso de condições edafoclimáticas que, em associação à grande diversidade de tipos de vegetação, representam uma grande oportunidade para estudos de ecologia de rizóbios e para buscas de estirpes elites para a FBN. Este projeto tem como objetivo acessar as características, a genética populacional e o potencial simbiótico das populações de rizóbios naturalmente estabelecidas em solos representativas do estado de Pernambuco e estimar o nitrogênio fixado em leguminosas arbóreas em diferentes formações vegetais do estado. Para alcançar este objetivo, serão empregadas metodologias já bem estabelecidas para estudo de ecologia de rizóbio. As atividades serão estabelecidas em linhas sucessivas de ação: 1) Avaliar a ocorrência de populações de rizóbios naturalmente estabelecidas em solos do Semiárido de Pernambuco sob vegetação de caatinga, capazes de nodular diferentes espécies de leguminosas de interesse regional (feijão-caupi, Vigna unguiculata (L.) Walp.; jurema preta, Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir., e Arachis spp, incluindo o amendoim (Arachis hypogaea L.); 2) Avaliar a ocorrência de populações de rizóbios naturalmente estabelecidas nos solos das principais situações de classes e tipos de cobertura vegetal da Zona-da-Mata de Pernambuco, capazes de nodular diferentes espécies de interesse para utilização como adubação verde na região (Crotalaria junceae L., Crotalaria ochroleuca G. Done e Crotalaria spectabilis Roth); 3) Obter uma coleção de rizóbios capazes de nodular as diferentes espécies de leguminosas, representativa das diferentes situações de solos estudadas; 4) Determinar as características, a estrutura genética e o potencial simbiótico das populações para promover o crescimento de plantas; 5) Selecionar isolados eficientes para recomendação de inoculação de Crotalaria spp., amendoim e feijão-caupi para cultivo em solos de Pernambuco e estimar o potencial de aporte de nitrogênio atmosférico das diferentes espécies inoculadas com os isolados selecionados; e 6) Estimar as quantidades de N simbioticamente fixado em leguminosas arbóreas presentes em diferentes formações vegetais de Pernambuco. Esta pesquisa contribuirá para o avanço no conhecimento da ecologia de rizóbios naturalmente estabelecidos nos solos e será um progresso no conhecimento dos componentes da biodiversidade do Brasil e à compreensão da biogeografia de micro-organismos fixadores de nitrogênio em regiões de clima tropical. As estimativas das quantidades de N fixadas em diferentes formações vegetais representa uma importância evidente no manejo de florestas, além de fornecerem dados para alimentar modelos matemáticos. Não se pode deixar de mencionar a contribuição para a formação de recursos humanos com habilitação na pesquisa, uma vez que envolve estudantes em sua equipe de pesquisadores.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Elisa Bressan Smith Lourenzani

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • indicações geográficas de café no brasil e a agricultura familiar: compreendendo as meso-instituições
  • Indicações Geográficas (IGs) são consideradas uma categoria dos direitos de propriedade intelectual coletiva e podem melhorar a coordenação das cadeias dos produtos uma vez que sinalizam características únicas e valores associados a um território particular, reduzindo assim as assimetrias de informação. Para a agricultura familiar, a adoção dessa estratégia representa possibilidade de fortalecimento da atividade, acesso a mercados e agregação de valor à atividade agrícola e mesmo não-agrícola, como o turismo e a gastronomia. As meso-instituições constituem uma lacuna na literatura e necessita de estudos para esclarecê-las. Trata-se do nível intermediário em que as regras gerais e direitos são estabelecidos e o nível em que os arranjos organizacionais e as transações ocorrem. Com vistas a em preencher a lacuna teórica, como apontado por Ménard (2017; 2018), e contribuir para a análise da eficácia das IGs, essa proposta tem como objetivo geral analisar o papel das meso-instituições nas IGs de café no Brasil e seu efeito sobre a participação da agricultura familiar. A metodologia proposta utilizará abordagem qualitativa (pesquisa descritiva utilizando o estudo de caso) e quantitativa (Índice de Condição de Vida). Espera-se que os resultados contribuam para avanços no conhecimento sobre a lacuna teórica a respeito das meso-instituições e para a sociedade no sentido de contribuir para a compreensão dos papeis dos atores envolvidos e da eficácia das IGs no Brasil, especialmente para a agricultura familiar localizada nos territórios.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Elizabeth Santos Alves

Ciências Humanas

Educação
  • trabalho-educação em comunidades tradicionais rurais: saberes escolares e não escolares nos processos de produção da vida social
  • Este projeto de pesquisa é fruto de análises do grupo de estudos História, Trabalho e Educação do Museu Pedagógico da UESB, desenvolvidas em comunidades tradicionais rurais. Investigamos as condições de trabalho e as possibilidades no âmbito educacional de mulheres e homens no núcleo de produção familiar em quatro comunidades rurais do município de Planalto, na Bahia, levando em consideração aspectos relacionados à trajetória de vida produtiva e reprodutiva. Visitamos o núcleo de produção familiar de quatro comunidades localizadas na zona rural daquele município. Essa pesquisa gerou um conjunto considerável de dados: entrevistas semiestruturadas gravadas e transcritas, diário de campo, acervo fotográfico e documentário com 23 grupos familiares, em quatro comunidades de Planalto, BA, no período entre 2012 e 2013. Os dados contêm informações sobre as condições de trabalho e as experiências educativas vivenciadas no dia a dia de trabalho dos sujeitos das comunidades estudadas e as narrativas dos moradores, especialmente as mulheres, sobre a escola. Esses dados serviram de fonte primária da pesquisa “A centralidade do trabalho e da educação nas histórias de vida de mulheres e homens em comunidades rurais”, realizada no período de 2014 a 2016 e financiada pelo CNPq. Nas conclusões dessa última pesquisa e na articulação com os estudos desenvolvidos por Lia Tiriba, consideramos que os sujeitos de comunidades rurais estabelecem um modo de vida vinculado à natureza, mantêm as tradições no estabelecimento das relações de troca com os vizinhos, nos laços de solidariedade implementados nos projetos coletivos de produção associada, com o objetivo de garantir a reprodução ampliada da vida. Contraditoriamente, submetem-se a formas desumanas de trabalho impostas pelo capital e à negação do direito ao saber escolar. A negação do direito de frequentar ou de permanecer em uma escola está presente nos depoimentos dos trabalhadores e trabalhadoras. As narrativas das mulheres e dos homens mostram que eles passaram por experiências educativas em outros espaços de aprendizagem. Em que pesem essas afirmativas, insistimos em chamar atenção para a importância da mediação dessas experiências com a escola. É condição fundamental para essa gente o acesso aos conhecimentos sistematizados pela humanidade, uma forma de ela expressar os seus saberes de modo elaborado e de acordo com os seus interesses, conforme nos ensina o professor Dermeval Saviani. Algumas questões despontaram dessas discussões: Como se configurou a escola na história de vida de trabalhadores e trabalhadoras de comunidades tradicionais rurais? Em que medida a escola incorpora os saberes adquiridos nos processos de produção da vida social desses trabalhadores? Quais fundamentos históricos explicam a negação do direito ao saber escolar? Para responder a essas questões buscaremos analisar de que maneira a escola se entrelaça com os processos de produção da vida social de trabalhadores e trabalhadoras de comunidades tradicionais rurais, no que diz respeito à incorporação de saberes não escolares construídos por meio de experiências educativas em torno da terra, da família e do trabalho. Para tanto, usaremos as referências empíricas da pesquisa de campo realizadas nas comunidades de Planalto, Bahia, uma vez que a riqueza desses documentos ainda pode ser servir de fonte para outros estudos. Pretendemos nos apropriar dos relatos dos trabalhadores sobre as dificuldades em torno do acesso e permanência na escola. As fontes de dados empíricos também serão constituídas por meio de investigação nos grupos familiares das comunidades de Campinhos e Simão (Vitória da Conquista - BA) e do Povoado do Periperi (Belo Campo-BA), por meio do desenvolvimento de pesquisa articulada com o projeto de doutorado de Marisa Santos Oliveira. Faremos observações participantes, produziremos fotografias e entrevistas semiestruturadas com grupos familiares dessas comunidades. A relevância científica da proposta consiste em demonstrar as contradições entre o grande valor que as famílias das comunidades estudadas atribuem à escola, as possibilidades de acesso e permanência e a inter-relação dos saberes escolares e saberes não escolares.
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Gretel Echazú Böschemeier

Ciências Humanas

Antropologia
  • boas práticas sobre a covid-19 no rio grande do norte, paraíba e ceará: tradução e elaboração de materiais nos territórios
  • Nesse projeto propomos um diálogo entre saberes com comunidades locais a partir do olhar da saúde coletiva, a antropologia interseccional e os processos de tradução cultural. Com o intuito de pensar de forma conjunta processos sócio-sanitários e políticas públicas e de controle relativos à pandemia e pós-pandemia da COVID-19, realizaremos pesquisa de intervenção, participativa e inclusiva, visando à sistematização de saberes científicos, técnicos, da experiência e da tradição em diálogo. Nesse intuito, trabalharemos estratégias de educação popular e comunicação em saúde para a formação de multiplicadores(as) em sete comunidades do Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará. Para tal finalidade, formaremos um corpus de textos estratégicos composto por atualizações técnico-científicas, registros de políticas sócio-sanitárias e experiências de sucesso de base comunitária que tiveram lugar em outras latitudes globais e que foram escritos em inglês, francês e/ou espanhol. Depois de traduzidos, os conteúdos serão adaptados a várias linguagens da comunicação popular (gráficos, contos, vídeos) e compartilhados com as comunidades através de um trabalho em rede com suas lideranças. Por sua vez, elas estimularão a construção de novos materiais de primeira mão (diários, mapas, fotografias, mini relatos em vídeo, áudios) que serão sistematizados em registros de diversas naturezas (folhetos, protocolos, manuais, cordéis, cartazes institucionais, podcasts, entre outros) os quais serão colocados para circular dentro e entre comunidades e territórios. Os entrelaçamentos entre olhares diversos sobre o mundo, ciência, técnicas, tecnologias e práticas sociais permitirão a todos(as) agentes envolvidos(as) pensar em “boas práticas” em autocuidado e cuidado comunitário face à uma realidade global urgente. Consideramos que os lugares comunitários são, por excelência, aqueles que possuem as respostas mais criativas, resilientes e resistentes frente à progressiva crise pandêmica e suas consequências, incluindo a possível emergência de outras síndromes respiratórias agudas. Por sua vez, consideramos que um trabalho comunitário de base tem potência para contribuir na diminuição da crescente pressão sobre as instituições e pessoal do Sistema Público de Saúde, preservando as taxas de ocupação de leitos no sistema e ampliando a educação em saúde para fora dos espaços institucionais. São sete as comunidades-territórios que fazem parte da presente proposta: o Movimento de Pessoas em Situação de Rua e Jovens da Periferia Urbana de Natal organizados na Rede Emancipa - ambos grupos de Natal -, a rede de pescadores(as) Mangue Mar, a comunidade indígena do Amarelão - de João Câmara -, a Associação Comunitária Reciclando para a Vida - de Mossoró -, todos em Rio Grande do Norte, a Comunidade Cigana Calon da Paraíba e a Federação Indígena do Ceará. Os materiais traduzidos e adequados segundo as necessidades das comunidades serão disparadores para a criação de registros locais enraizados nos saberes e práticas de cada comunidade local. Nossa proposta observa a necessidade de produzir novas "caixas de ferramentas" para a produção de conhecimento e “boas práticas” sócio-sanitárias, levando em conta a implicação dos sujeitos – individuais e comunitário-territoriais nos processos de produção e análise. Espera-se que o projeto impacte em e entre comunidades locais, facilitando não somente o acesso mas também a própria construção de informações confiáveis ajustadas às realidades de cada comunidade e território, bem como seu alcance em outros contextos de âmbito nacional e global. Nota importante: Anexos I, II e II com materiais relativos aos projetos de tradução e encontro de saberes em curso não foram anexados por motivos de espaço mas se encontram disponíveis para avaliação.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022
Foto de perfil

Ana Heloisa Maia

Ciências Agrárias

Agronomia
  • núcleo de estudos, pesquisa e extensão em agroecologia (nepea) da unemat nova xavantina: transformando as bases produtivas no vale do araguaia a partir da construção do conhecimento agroecológico
  • Experiências mostram que os sistemas de produção agroecológica têm grande potencial de responder às necessidades de produção, alimentação da família e participação no mercado, sem provocar danos ambientais. Entretanto, ainda são incipientes os incentivos a produção agroecológica na região do Vale do Araguaia, e em muitos casos o agricultor se sente desmotivado em buscar iniciativas voltadas para o desenvolvimento de práticas alternativas nos estabelecimentos, principalmente em função da falta de assistência técnica. Neste aspecto, a criação do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão (NEPEA) da UNEMAT Nova Xavantina, torna-se fundamental para promover ações que valorizem a agricultura familiar e os aspectos inerentes ao processo produtivo com vistas a promoção do desenvolvimento rural local/regional. Assim, visa-se contribuir com as trocas de experiências e a promoção do diálogo entre pesquisadores, acadêmicos e agricultores com o intuito de expandir o conhecimento a partir da democratização dos saberes, sob enfoque interdisciplinar e interinstitucional aproximando as discussões da realidade social dos atores envolvidos.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 01/08/2017-30/11/2021
Foto de perfil

Ana Heloisa Maia

Ciências Agrárias

Agronomia
  • transformando as bases produtivas a partir da construção do conhecimento agroecológico no vale do araguaia-mt
  • Experiências mostram que os sistemas de produção agroecológica têm grande potencial de responder às necessidades de produção, alimentação da família e participação no mercado, sem provocar danos ambientais. Entretanto, ainda são incipientes os incentivos a produção agroecológica na região do Vale do Araguaia - MT, e em muitos casos o agricultor se sente desmotivado em buscar iniciativas voltadas para o desenvolvimento de práticas alternativas nos estabelecimentos, principalmente em função da falta de assistência técnica. Neste aspecto, torna-se fundamental para promover ações que valorizem a agricultura familiar e os aspectos inerentes ao processo produtivo com vistas a promoção do desenvolvimento rural local/regional. Assim, visa-se contribuir com as trocas de experiências e a promoção do diálogo entre pesquisadores, acadêmicos e agricultores com o intuito de expandir o conhecimento a partir da democratização dos saberes, sob enfoque interdisciplinar e interinstitucional aproximando as discussões da realidade social dos atores envolvidos.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Heloneida de Araujo Morais

Ciências da Saúde

Nutrição
  • eficiência, estabilidade e efeito anti-inflamatório do inibidor de tripsina sacietogênico da semente de tamarindo (tamarindus indica l.) nanoencapsulado aplicado sobre cultura de células intestinais e modelo experimental de obesidade
  • A obesidade é um problema mundial de alta prevalência, sendo considerada uma doença inflamatória. Altas concentrações de citocinas inflamatorias secretadas pelo tecido adiposo, como o TNF-α, resultam em numerosos efeitos metabólicos e fisiológicos, a exemplo das alterações na barreira intestinal, causando disfunção e aumento da permeabilidade, o que está associado a uma série de doenças. Assim, compostos sacietogênicos e também anti-inflamatórios, que reduzam as concentrações de TNF-α, como é o caso de proteínas bioativas isoladas da semente de tamarindo (Tamarindus indica L.), poderiam impactar positivamente sobre o ganho de peso e inflamação, respectivamente, inclusive protegendo a integridade da barreira intestinal. Frente à importância dessa temática e para investigar tal hipótese, será estudado o efeito do inibidor de tripsina de tamarindo (ITT) nanoencapsulado em quitosana e proteína do soro do leite (ECW) sobre a saciedade em modelo experimental de obesidade e a integridade e funcionalidade da barreira intestinal em cultura de célula Cacao2. O ITT será obtido da farinha oriunda do processamento da semente do tamarindo e o ECW pela técnica de nanoprecipitação e analisado quanto as suas características físicas, químicas, eficiência de encapsulação, cinética de liberação e estabilidade ao trato gastrointestinal. Ademais, os seus efeitos serão estudados em ratos Wistar com obesidade induzida por dieta de alto índice glicêmico e alta carga glicêmica (HGLI). Esses animais serão alimentados com a dieta HGLI + 1 mL de ECW por gavagem, na concentração de 12.5 mg/kg de peso corporal, por 10 dias, após os quais serão comparados com grupos sem tratamento e a um grupo controle eutrófico alimentado com dieta padrão Labina® + 1 mL de água por gavagem. Os parâmetros estudados serão: consumo alimentar; estado nutricional; esterologia do adipócito; secreção de CCK; concentração plasmática, imunohistoquímica e expressão de mRNA de TNF-α. Além disso, serão feitos ensaios in vitro em células Caco-2 tratadas com ECW e avaliadas quanto à secreção de CCK e análise da estabilidade no trato gastrointestinal e mucoadesividade por fluorescência com derivados de fluoresceína. Espera-se que o ECW apresente efeito sacietogênico e anti-inflamatório, amentando as concentrações plasmáticas de CCK e reduzindo de TNF-α e, consequentemente, resultados positivos sobre a morfologia e esterologia do adipócito de ratos com obesidade e ainda, apresente estabilidade no trato gastrointestinal e mucoadesividade as células intestinais. Essa é uma abordagem inédita do ECW, sendo importante para embasar uma possível aplicação terapêutica dessa molécula e consolidá-la como um produto inovador.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Karina Bezerra Pinheiro

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • vulnerabilidades ao hiv da população lgbt e mulheres em situação de rua e em privação de liberdade
  • A vulnerabilidade se diferencia do risco, pois, ao passo que, esse demonstra quais as chances de adoecimento de um indivíduo ou população, a vulnerabilidade evidencia possíveis fatores de adoecimento, de não adoecimento e as formas de enfrentá-lo. Na área da saúde, vulnerabilidade tem uma maior relação com algumas populações específicas, tais como pessoas em situação de rua, mulheres, população LGBT, população encarcerada e pessoas com HIV/Aids. Diante do exposto, percebe-se que a compreensão das vulnerabilidades de mulheres e da população LGBT em situação de rua e nos presídios ao HIV, torna-se relevante para o planejamento e desenvolvimento de ações de melhoria contínua da qualidade da assistência, superação das barreiras de acesso às instituições de saúde e ações concretas para o redirecionamento dos serviços de atenção à saúde. Objetiva-se analisar as vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas para o HIV de mulheres e da população LGBT em situação de rua e em privação de liberdade. Trata-se de estudo de multimétodos composto por dois subprojetos de pesquisa: (1) Vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas ao HIV de mulheres e população LGBT em situação de rua; (2) Vulnerabilidades pessoais, sociais e programáticas ao HIV de mulheres e população LGBT em privação de liberdade. O recrutamento da amostra acontecerá nos dois centros de referência para população em situação de rua de Fortaleza e em duas unidades prisionais na zona metropolitana do município. Serão coletados dados quantitativos relativos aos fatores de vulnerabilidade e qualitativos relacionados às percepções de risco e significados atribuídos ao HIV. O programa SPSS será utilizado para construção do banco de dados e tratamento estatístico dos dados quantitativos. A primeira fase da análise estatística consistirá na realização de componentes descritivos, por meio dos cálculos das frequências, de medidas de tendência central e de medidas de dispersão. Para as medidas de tendência central, será realizado o teste de Kolmogorov-Smirnov, a fim de identificar a normalidade de distribuição dos dados. Para as inferências estatísticas serão investigadas associações entre as variáveis dependentes e independentes do estudo. Será realizada análise bivariada usando o teste qui-quadrado de Pearson, com adoção do nível de significância menor que 0,05. A análise comparativa das médias será realizada pelo ANOVA e pelo teste t de Student. Posteriormente, os resultados serão apresentados na forma de tabelas ilustrativas, categorizados segundo as sessões do instrumento. A análise dos dados qualitativos se dará a partir da análise de conteúdo utilizando o Software IRAMUTEQ (Interface de R pour analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionneires). Os resultados serão discutidos conforme a literatura pertinente e o conceito de vulnerabilidade. Este estudo respeitará os princípios éticos e legais no Brasil de acordo com o Conselho Nacional de Saúde (CNS) e será submetido à avaliação do Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) com base na Resolução 466/12.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 02/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Ana Karina Teixeira da Cunha França

Ciências da Saúde

Nutrição
  • avaliação da implementação da estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó – nutrisus em creches públicas: um estudo multicêntrico.
  • A infância é uma fase da vida de intensas transformações. Durante os primeiros anos de vida, ocorrem inúmeros processos físicos, motores e neuropsíquicos responsáveis pelo pleno crescimento e desenvolvimento das crianças. Condições ambientais favoráveis e alimentação adequada estão diretamente relacionadas às condições de vida e nutrição das crianças, especialmente das menores de cinco anos de idade, as quais estão mais suscetíveis ao surgimento de carências nutricionais. Dentre estas carências, destaca-se a anemia, especialmente nas crianças menores de cinco anos de idade, tendo em vista o elevado requerimento de ferro para o crescimento acentuado nessa faixa etária, assim como naquelas nascidas em famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Não obstante, diversas outras carências nutricionais de micronutrientes podem surgir nesse grupo e provocar efeitos deletérios à saúde. Dessa forma, o Ministério da Saúde do Brasil, a fim de prevenir e controlar as carências nutricionais na infância tem desenvolvido algumas estratégias em âmbito nacional, dentre as quais se destaca a Estratégia Nacional de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutrientes em Pó (NutriSUS), de 2014, que consiste na adição de micronutrientes em pó à alimentação das crianças de seis a 48 meses de idade nas creches públicas que aderiram ao Programa Saúde na Escola. Como a sua execução está relativamente recente e os estudos de avaliação da sua efetividade são escassos e pontuais, faz-se necessário uma avaliação de seu funcionamento desde a distribuição pelo Ministério da Saúde até o destinatário final. Assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar a implementação da Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutrientes em Pó – NutriSUS em creches públicas nas macrorregiões brasileiras. Para tanto, será desenvolvido um estudo multicêntrico em 90 creches de 30 municípios, distribuídos equitativamente entre os cinco estados das macrorregiões do Brasil, que implementaram a Estratégia NutriSUS, incluindo a capital, um município da região metropolitana e quatro municípios do interior dos estados. Os estados participantes serão: Maranhão, Pará, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Dois tipos de amostragem serão utilizados para diminuir o viés de seleção da amostra: a primeira etapa da seleção amostral será por conveniência, em que serão incluídas as unidades federativas e respectivas capitais de cada região brasileira participante do estudo e; a segunda etapa da amostragem para seleção do município da região metropolitana será realizada por sorteio aleatório simples, considerando a heterogeneidade socioeconômica dos municípios do interior. Um formulário semiestruturado será adotado para a coleta das informações sobre: logística e tempo de distribuição dos sachês; parcerias intersetoriais nas esferas estaduais e municipais; adesão dos pais ou responsáveis pelas crianças à Estratégia NutriSUS; aspectos higiênico sanitários do armazenamento dos sachês e do preparo da alimentação escolar; administração dos sachês na alimentação escolar e monitoramento da suplementação. O projeto será submetido à Plataforma Brasil para obtenção de aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa. Com a realização desta pesquisa, informações fidedignas e atualizadas da implementação da estratégia NutriSUS servirão para propor recomendações para contribuir com o aperfeiçoamento do seu planejamento e gestão, potencializando a suplementação das crianças e fundamentando sua possível ampliação em âmbito nacional.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 01/01/2020-31/12/2021
Foto de perfil

Ana Karine Pereira

Ciências Humanas

Ciência Política
  • capacidades estatais para a implementação de empreendimentos de infraestrutura: um estudo dos setores de transporte e energia
  • A construção de infraestrutura no Brasil recebeu um forte aporte de recursos dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a partir de 2007. A implementação desses projetos é complexa, exigindo instrumentos de monitoramento de políticas públicas, coordenação intersetorial entre os órgãos envolvidos no planejamento e execução, sinergia do Estado com grupos sociais locais, articulação com representantes de entes subnacionais e diálogo com órgãos de controle externo. Dessa forma, a atuação do Estado no setor de infraestrutura requer robustas capacidades administrativas e relacionais. O objetivo deste trabalho, utilizando a metodologia de process-tracing e o método da diferença de Mill, é comparar dois projetos do PAC – a Usina Hidrelétrica de Belo Monte e a ferrovia Transnordestina, rastreando os mecanismos causais de fortalecimento e enfraquecimento dessas capacidades nos setores de energia e transportes. O recorte de análise recai nas fases de planejamento, implementação e operação desses empreendimentos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Karla Silva Soares

Ciências Humanas

Psicologia
  • atitudes e comportamentos pró-ambientais em crianças: correlatos valorativos da personalidade e perspectiva de futuro
  • As discussões sobre questões ambientais permeiam tanto os contextos acadêmicos, quanto o senso comum, em que a preocupação com as mudanças climáticas, a degradação da natureza e as necessidades do planeta são analisadas por diferentes visões, principalmente quanto ao conhecimento, magnitude dos impactos e a maneira mais adequada de promoção de atitudes e comportamentos ambientalmente mais responsáveis. Por sua vez, a perspectiva do tempo é considerada uma dimensão de suma relevância na construção e compreensão do tempo psicológico, das atividades vivenciadas em termos de presente, passado e futuro, com pesquisadores reconhecendo sua relevância e influência na concepção de mundo dos indivíduos. Seguindo uma tendência de simplificação conceitual, nesta pesquisa dar-se ênfase a perspectiva de futuro, definida como a noção que alguns indivíduos possuem de pensar sobre o futuro com mais frequência, caracterizando-se como a capacidade de planejá-lo, de perceber necessidades individuais futuras e do grau de vínculo estabelecido do presente para com o passado e o futuro. Assim, visto que comportar-se de forma sustentável exige que o indivíduo focalize resultados futuros e comportamentos sustentáveis em detrimento de vantagens imediatas, considera-se importante analisar a relação entre os construtos. Ademais, as atitudes e comportamentos pró-ambientais dos indivíduos podem ser compreendidos e explicados por diferentes variáveis, dentre as quais destacam-se a personalidade e os valores humanos como seus preditores consistentes. Nesta direção, o presente projeto tem por objetivo avaliar em que medida as atitudes e comportamentos pró-ambientais de crianças são explicados pela perspectiva de futuro, valores humanos e personalidade. Especificamente, o projeto em pauta buscará avaliar os correlatos valorativos e da personalidade para com a perspectiva de futuro e atitudes e comportamentos pró-ambientais e elaborar um modelo explicativo com estas variáveis. Participarão da pesquisa um mínimo de 400 crianças, das regiões centro-oeste, nordeste e sul do Brasil, com idades entre 9 e 12 anos (masculino e feminino). Estas responderão o Questionário dos Valores Básicos - Infantil, Questionário de Cinco Fatores para Crianças, Escala de Atitudes Ambientais das Crianças, Escala de Comportamento Ambiental Responsável para Crianças e perguntas de caracterização da amostra. Os dados serão analisados com o programa Mplus, procurando conhecer em que medida e direção as variáveis se correlacionam e elaborar um modelo explicativo das atitudes e comportamentos pró-ambientais partindo da perspectiva de futuro, prioridades valorativas e personalidade. Espera-se que os resultados corroborem as hipóteses elencadas no projeto e contribuam com a construção de conhecimento sobre as temáticas em estudo.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Katherine da Silveira Gonçalves de Oliveira

Ciências da Saúde

Medicina
  • impacto da radiofrequência fracionada microablativa e outras opções terapêuticas para tratamento da síndrome geniturinária da menopausa: contribuição da microbiota vaginal e função sexual
  • IMPACTO DA RADIOFREQUÊNCIA FRACIONADA MICROABLATIVA PARA TRATAMENTO DA SÍNDROME GENITURINÁRIA DA MENOPAUSA: CONTRIBUIÇÃO DA MICROBIOTA VAGINAL E FUNÇÃO SEXUAL •Introdução: O envelhecimento é um processo universal e inevitável que está despertando interesse em diversas áreas em todo mundo. Na mulher, além das alterações fisiológicas decorrentes da idade, ocorrem outras em função da falência ovariana que culmina com a menopausa. No período da menopausa ocorre decréscimo dos níveis hormonais e como consequência observa-se um espectro de sintomas e sinais geniturinários denominados Síndrome Geniturinária da Menopausa (SGM). A SGM pode incluir diversos sintomas genitais, como secura vaginal e no vestíbulo vulvar, ardor, desconforto e irritação vulvovaginal, além de sintomas sexuais, como falta de lubrificação e dispareunia, levando a dificuldades durante relações sexuais. Há ainda sintomas urinários, como urgência, aumento de frequência, disúria e infecções urinárias recorrentes. Clinicamente, o epitélio genital se torna mais fino, pálido e seco, e pode causar restrição e encurtamento vaginal. A mucosa pode ficar menos elástica, com perda gradual de rugosidade e alterações na microbiota vaginal, além da diminuição no fluxo sanguíneo. Em casos de atrofia severa, a superfície do vestíbulo e a vagina podem se tornar friáveis, com petéquias e ulcerações e sangrar com facilidade. O desconforto associado a essas alterações pode ter um impacto significativo na saúde em geral e na qualidade de vida destas mulheres. A recomendação para a mulher menopausada com sintomas geniturinários é a reposição local de estrógeno em baixas doses, entretanto em muitas mulheres o uso de hormônios é contraindicado, em virtude de muitas delas também apresentarem outras patologias como câncer de mama e tromboses, que contraindicam a terapia hormonal. Por este motivo se faz necessário a descoberta de opções não farmacológicas de tratamento. Métodos físicos, como laser e radiofrequência nas formas não ablativa, ablativa e microablativa, já têm sido usados para o rejuvenescimento da pele do rosto, pescoço e corpo. Neste contexto, o presente estudo propõe avaliar o efeito terapêutico da Radiofrequência Fracionada Microablativa na função sexual e nos sintomas genitourinários advindos da menopausa. •Objetivos: - Geral: Avaliar o efeito terapêutico da Radiofrequência Fracionada Microablativa e outras opções hormonais e não hormonais disponíveis sobre a função sexual, microbiota vaginal e sintomas geniturinários de mulheres menopausadas. - Específicos: Realizar Revisão Sistemática com Metanálise para avaliar a eficácia absoluta e comparativa, além da tolerabilidade dos tratamentos hormonais e não hormonais sobre a função sexual de mulheres na menopausa. Avaliar a eficácia de método alternativo (Radiofrequência Fracionada Microablativa) para tratamento da Síndrome Geniturinária da Menopausa. •Metodologia Utilizada: 1. Revisão Sistemática com Metanálise 2. Ensaio Clínico Randomizado 1.Revisão Sistemática com Metanálise Inicialmente será realizada revisão sistemática com provável metanalise, registrado no PROSPERO (International prospective register of systematic reviews) sob o número CRD42018100488, seguindo os critérios do PRISMA. •Estratégia de busca: “Menopause AND sexual behavior AND (hormonal AND therapy) AND (estrogens AND combination AND alone) AND (synthetic AND steroids) AND (selective estrogen receptor modulators) AND (nonhormonal AND treatment) AN (education) AND (lubricants) AND (moisturizers) AND (dilators) AND(Vibrators) AND (physical therapy modalities) AND (topical lidocaine) AND (laser AND therapy). •Gerenciamento de dados mediante o uso do software Review Manager (RevMan 5.2 •Avaliação da Heterogeneidade e Risco de Bias Modelos de efeitos fixos ou de efeitos aleatórios serão escolhidos dependendo da ausência ou presença de heterogeneidade entre os estudos. A heterogeneidade estatística entre os estudos será avaliada pela estatística I2 (<25%, sem heterogeneidade; 25% -50%, heterogeneidade moderada; e> 50%, forte heterogeneidade). Quando uma heterogeneidade significativa existir entre os estudos incluídos (I2> 50%), um modelo de efeitos aleatório será utilizado para a análise; caso contrário, o modelo de efeitos fixos será usado. 2. Ensaio Clínico Randomizado Em um segundo momento, será realizado um ensaio clínico de tratamento, randomizado-controlado, paralelo, aberto, com três braços. Para garantir a randomização utilizaremos o Software Research Randomizer®: as pacientes elegíveis serão codificadas e aleatorizadas em blocos na proporção de 1:1. As pacientes serão divididas em três grupos: grupo controle (sem intervenção), grupo com hormônio (Estradiol) e grupo com intervenção (RFFM). Será realizada avaliação da função sexual através do FSFI (Female Sexual Function Index), além da avaliação da microbiota vaginal e do sistema geniturinário, antes e após a cada secção de Radiofrequência Fracionada Microablativa. • Processamento e análise - criação de banco de dados que será exportado para o EPI INFO, onde será feita consistência inicial da digitação dos dados. A estatística inferencial será utilizada para estabelecer as possíveis diferenças entre os grupos, de acordo com o teste de normalidade de Komolgorov-Sminorff. Hormônioterapia com a base de Estradiol 17β, 1g duas vezes por semana, quatro semanas. Radiofrequência Fracionada Microablativa - serão feitas três aplicações na vagina/introito vaginal, com intervalos de 28 a 40 dias. Será realizada uma aplicação sequencial nas paredes vaginais sob visão direta. •Avaliação da microbiota Vaginal e percentual de lactobacilos em coloração pelo Gram •Determinação do pH vaginal •Citopatologia hormonal – para avaliação do índice de maturação celular ou de Frost, com células profundas, intermediárias e superficiais (P/I/S), expressas em porcentagem. •Avaliação do Trato Urinário - pela quantificação de células epiteliais provenientes da esfoliação
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lorym Soares

Ciências Humanas

História
  • literatura e historicidade: crítica à modernidade historicista e emergência de temporalidades pós-utópicas em romances distópicos contemporâneos
  • Este projeto de pesquisa tem como escopo geral estudar o modo como história e literatura se informam mutuamente em termos de modelos organizadores de escrita e de reflexão sobre a dimensão temporal da história, a partir da análise do gênero romanesco em suas manifestações na história literária recente que dá vazão a enredos e modelos de temporalidade de tonalidade distópica. Interessa-nos verificar a emergência de uma crítica à temporalidade modernista, historicista e utópica e a constituição de possíveis noções presentistas ou pós-utópicas de temporalidade nesses romances, perscrutando os sentidos atribuídos a essas operações. Para tanto, elegemos como corpus documental ficções distópicas produzidas nas últimas três décadas por autores como Michel Houellebecq (França, 1956), Antoine Volodine (França, 1950) e Gonçalo M. Tavares (Angola/Portugal, 1970), todos reconhecidos internacionalmente pela produção literária.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Bezerra Candeias

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • morfologia matemática aplicada a imagens de multisensores para estudos ambientais
  • Em estudo ambientais, a modelagem dos problemas pode ter como entrada: tabelas, dados vetoriais, dados raster de imagens de múltiplos sensores entre outros. Um dos resultados desses estudos é a geração de cartas temáticas. Para produzi-las é necessário se obter, por exemplo, planos de informação. Estes planos podem ser gerados a partir do processamento de imagens de sensoriamento remoto de múltiplos sensores. Esses resultados devem ser robustos para serem aplicados a diferentes tipos de imagens, com sua respectiva resolução espacial, espectral, radiométrica e temporal. Supondo a resolução espacial, as imagens podem ser divididas em baixa, média e alta resolução espacial. Do ponto de vista da resolução espectral, as imagens de sensoriamento remoto podem estar na faixa do espectro do visível, infravermelho ou microondas. Por outro lado, as resoluções: temporal e radiométrica devem ser também levadas em consideração quando se extrai feições para se obter esses planos de informação (layers). Em geral, se deseja na cartografia temática que, com o processamento digital de imagem, seja possível extrair automaticamente feições e/ou bordas. Na análise aqui apresentada usando Morfologia Matemática (MM), divide-se as imagens dos sensores usados aqui pela resolução espacial (média e alta resolução). Trabalha-se com imagens do TM/Landsat 5 e OLI/Landsat8 para média resolução e imagens IKONOS-2 e ortofoto para alta resolução espacial. A metodologia também será aplicada as imagens de RADAR (faixa de microondas): LIDAR e ALOS/PALSAR. As principais contribuições científicas esperadas da proposta são: 1) geração de operadores para extração de feições, formação de alunos da graduação e pós-graduação com enfoque em processamento de imagem usando MM na extração dessas feições. 2) utilização de extração de feições em imagem de multisensores para auxiliar na Cartografia Temática. 3) protótipos em MATLAB e que podem ser depois encapsulados em python, ou outra linguagem, para ajudar os usuários na extração automática das feições de interesse. 4) aplicar a metodologia as imagens ópticas e de RADAR. Além disso, possui um caráter de inovação de métodos na área de Processamento de Imagem e podendo gerar patente. Este projeto se interliga diretamente a três projetos que já foram aprovados: 1) O projeto aprovado da FACEPE APQ-1405-1.07/12 e que deu suporte a compra de hardware e software, com coordenação da Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias. 2) o segundo, que forneceu problemas a serem estudados com múltiplos sensores, o Projeto INNOVATE (INterplay between the multiple use of water reservoirs via inNOVative coupling of substance cycles in Aquatic and Terrestrial Ecosystems) aprovado pelo MCT e pelo Ministério Alemão de Educação e Pesquisa - BMBF. Neste projeto obteve-se do lado do Brasil os parceiros: UFPE, UFRPE, EMBRAPA, IFPE, IPA e do lado da Alemanha os parceiros: TUB, UHOH, IGB, PIK, HTWD. O estudo envolveu mudanças climáticas no semiárido e a parceria área é o reservatório de Itaparica e seu entorno. Maiores detalhes podem ser vistos em http://www.innovate.tu-berlin.de/v_menue/home/. A coordenação pelo Brasil foi Maria do Carmo Sobral (Engenharia Civil da UFPE) e tendo como membro integrante a Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias. 3) Detecção de erros de classificação em múltiplas imagens que tem como proposta central se trabalhar com múltiplos sensores e o coordenador é o Prof. João Rodrigues Tavares Junior e tendo como membro integrante a Profa. Ana Lúcia Bezerra Candeias.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Dantas

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • excitações de sistemas magnéticos nanoestruturados
  • O programa de trabalho contempla o estudo teórico do espectro de micro-ondas de sistemas magnéticos nanoestruturados, bem como as excitações e reversão da magnetização por corrente polarizada de spin. Uma das demandas atuais da spintronica contempla a busca por nano-osciladores que possam oscilar com frequência bem definida, ou estreita largura de linha <10MHz, bem como emitir em alta potência, na faixa de 1W. Nesse contexto, os vórtices se apresentam como os sistemas mais promissores. E o nosso trabalho contempla o estudo do espectro de micro-ondas e de excitações, por corrente polarizada de spin, de vórtices em nanodiscos ferromagnéticos acoplados via campo dipolar. Já a indústria de gravação magnética está investindo no desenvolvimento de novas memórias magnéticas baseadas em paredes de domínio e conhecida por “racetrack memory. Portanto, investigaremos a reversão da magnetização por corrente polarizada, bem como o espectro de excitações, por corrente polarizada de spin, de paredes de domínio em nanofitas ferromagnéticas crescidas sobre um substrato antiferromagnético vicinal.
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Ferreira de Barros

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • caracterização de moléculas orgânicas por espectrometria de infravermelho- aplicação na radiólise e fotólise de gelos astrofísicos
  • Neste edital, pretende-se adquirir um espectrômetro de infravermelho (IR) e os periféricos necessários para sua utilização imediata em: i) identificação de novas espécies químicas formadas na radiólise e na fotólise de gases condensados; ii) determinação de taxas de síntese e de fragmentação de compostos orgânicos expostos a feixes de elétrons; iii) caracterização óptica espectroscópica de filmes finos de novos compostos orgânicos. A presente proposta busca estudar os efeitos de elétrons de baixa energia (1 eV a 2 keV), de fótons ionizantes (na faixa do ultravioleta de vácuo - VUV), e de íons rápidos e energéticos (similares a raios cósmicos) sobre amostras de gelo compostas de uma mistura das moléculas mais abundantes detectadas na pluma de Enceladus pela missão Cassini: H2O, CO2, NH3, CH4, CH3OH, além de espécies orgânicas mais complexas como os hidrocarbonetos (HPA). O trabalho que estamos desenvolvendo no Laboratório de Física Experimental e Aplicada (LaFEA) permitirá a realização de um estudo da evolução de amostras de gelos sob irradiação de elétrons em uma particular faixa de energia, contemplando, portanto, os efeitos físico-químicos induzidos tanto pelo vento solar, quanto pelos raios cósmicos. As seções de choque de destruição de moléculas inicialmente presentes nas amostras, e de formação de espécies novas, produzidas via ionização pelo impacto de elétrons, serão determinadas por espectroscopia FTIR (Fourier Transform Infrared). A espectrometria de radiação infravermelha (IR) desempenha um papel fundamental na Físico-química molecular porque um grande número de espécies químicas apresenta vibrações na faixa de frequências correspondente a essa radiação, absorvendo ou emitindo-a preferencialmente. A aquisição do espectrômetro FTIR e de um filamento para o canhão de elétrons é o objeto central deste projeto. Durante os últimos quinze anos, trabalhos realizados por pesquisadores do grupo abordaram diferentes ramos da astroquímica (experimentos, observações e modelagem), com os experimentos sediados em laboratórios sob chefia de colaboradores, em instituições com que desenvolvemos parcerias. Com a expertise cultivada ao longo dessa interação, já possuímos independência para que possamos, com o equipamento solicitado neste edital, realizar medidas, no LaFEA, com feixes de elétrons de baixa energia, agregando ao banco de dados resultados inéditos, e complementando a análise, nessa nova escala energética, de amostras que se mostraram mais sugestivas e de interpretação mais complexa quando expostas a outras radiações.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Figueiredo Porto

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento de tecnologias para encapsulação da toxina produzida por bacillus thuringiensis no controle da lagarta-do-cartucho (spodoptera frugiperda) em milho verde
  • A presente proposta se enquadra dentro do Edital de Chamada Universal MCTIC/CNPq nº28/2018 em apoio a projetos de pesquisa que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação do País, uma vez que irá fortalecer o desenvolvimento de pesquisas e tecnologias inovadoras no âmbito de produção de biolarvicidas à base de toxina cristal de Bacillus thuringiensis encapsulada para o controle da lagarta do cartucho Spodoptera frugiperda do milho verde, linha de pesquisa desenvolvida no Laboratório de Biotecnologia do IPA. Os impactos ambientais, econômicos, sociais e tecnológicos serão observados ao longo do projeto, que visa o desenvolvimento de tecnologias para a produção de biolarvicidas encapsulados, para proteção do cristal em campo, mantendo a toxicidade por mais tempo, de baixo custo e menor impacto ambiental, contribuindo para a melhoria da produtividade da cultura do milho no país. A presente proposta visa apoiar o projeto em andamento aprovado pelo IPA através do Edital FACEPE 26/2017, Projeto Institucional Pesquisador Visitante. Associados à execução do projeto serão geradas monografias, dissertações de mestrado, teses de doutorado e relatórios de pós-doutorado, além de publicações científicas e patentes dos processos desenvolvidos e produtos obtidos.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Kassouf

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • examinando o impacto da gravidez na adolescência no mercado de trabalho e na educação de mulheres no brasil.
  • De acordo com a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 21 milhões de meninas de 15 a 19 anos e quase 2 milhões abaixo de 15 anos ficam grávidas todo ano, sendo a maioria em países de renda baixa e média. O Brasil tem 68,4 bebês nascidos de mães adolescentes a cada mil meninas de 15 a 19 anos. O índice brasileiro está acima da média latino-americana, estimada em 65,5. No mundo, a média é de 46 nascimentos a cada mil. Assim sendo, analisaremos o efeito da gravidez na adolescência sobre a educação e o mercado de trabalho, isto é, participação no mercado de trabalho, participação no mercado remunerado e rendimento das mulheres. A literatura mostra que em países desenvolvidos as adolescentes que são mães têm maior probabilidade de abandonar o ensino médio e fazer faculdade, o que impactará negativamente na participação no mercado de trabalho e nos seus rendimentos. A decisão da mulher quanto a ficar grávida e ao número de filhos que terá é uma escolha influenciada por fatores como motivação para mudar de vida e retornos no mercado de trabalho. Ciente do problema de endogeneidade existente na relação entre gravidez na adolescência e mercado de trabalho e educação, exploraremos variáveis instrumentais, incluindo idade da primeira menstruação e aborto involuntário, variáveis essas disponíveis na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). Os resultados auxiliarão no entendimento da relação entre gravidez na adolescência e educação e trabalho e assim permitirão análises e sugestões de políticas públicas para reduzir o problema e aumentar o bem estar das mulheres.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lucia Nogueira de Paiva Britto

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • acesso à água e aos serviços de saneamento básico na metrópole do rio de janeiro: perspectivas para enfrentamento das desigualdades e da escassez
  • A pesquisa se trata da gestão das águas e dos serviços de saneamento básico na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Busca-se associar os dois conceitos - direito humano à água e segurança hídrica- entendendo que a segurança da água ameaçada pela escassez, pela inequidade no acesso, pelo risco de inundação. Estes fatores podem ser atribuídos a uma incapacidade de implementar uma gestão adequada das águas. Nosso ponto de partida é, portanto, assumir que os obstáculos mais importantes a serem enfrentados na ação pública que visa a redução da desigualdade e da insegurança no acesso à água não são de caráter físico-natural nem técnico. Pelo contrário, sugerimos que as assimetrias no acesso aos benefícios da água e os problemas decorrentes de escassez hídrica derivam principalmente de processos de caráter socioeconômico, político, cultural e institucional, incluindo-se aí a formulação e implementação de políticas públicas. Este projeto busca, portanto: (i) analisar as políticas públicas que envolvem gestão das águas e a provisão de serviços de saneamento básico na área metropolitana (iii) diagnosticar situações de precariedade no acesso aos serviços (ii) indicar caminhos para a superação dos impasses hoje enfrentados, no sentido de garantir o direito humano à água e a segurança hídrica, repensando os sistemas sócio técnicos hegemônicos e valores sociais e econômicos que orientam a provisão e a gestão dos serviços. O projeto será desenvolvido no LEAU – Laboratório de Estudos de Águas Urbanas, grupo de pesquisa sediado no PROURB, Programa de Pós Graduação em Urbanismo da UFRJ, sob a coordenação da proponente do projeto, associado ao INCT Observatório das Metrópoles. Participam do LEAU professores, pesquisadores, doutorandos, mestrandos e alunos da graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Instituto de Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional. A pesquisa visa trazer subsídios para a formulação de políticas públicas, para o desenvolvimento de planos e projetos, e para que movimentos sociais organizados possam ter instrumentos para reivindicar seus direitos,associando direito humano à água e direito à cidade.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Lúcia Severo Rodrigues

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação de possíveis mecanismos anti-inflamatórios e antioxidantes da vitamina d3 em um modelo animal de depressão associado ao estresse
  • O transtorno depressivo maior (TDM) representa um dos transtornos psiquiátricos mais prevalentes na população, acarretando em perda considerável de produtividade e qualidade de vida, déficits no relacionamento social, além de estar associada com um alto índice de suicídio. O tratamento com antidepressivos convencionais proporciona uma completa remissão para apenas cerca de metade dos indivíduos além de gerar inúmeros efeitos colaterais, reduzindo a adesão dos pacientes ao tratamento. Tendo em vista essas limitações, a busca por novos agentes antidepressivos de baixo custo e seguros e que apresentem eficácia e menores efeitos adversos é de grande relevância. Nesse sentido, a vitamina D, além de participar na homeostasia do cálcio e do fosfato, apresenta efeitos pleiotrópicos. Dentre estes, destaca-se sua propriedade neuroprotetora, antioxidante e anti-inflamatória, bem como seu potencial antidepressivo indicado por alguns estudos pré-clínicos e reforçado por estudos clínicos. Vale ressaltar que baixos níveis de vitamina D estão associados com o aparecimento de sintomas depressivos e que a suplementação com essa vitamina é capaz de melhorar tais sintomas em pacientes. A enzima responsável pela síntese da forma ativa de vitamina D e receptores de vitamina D são encontrados no Sistema Nervoso Central, principalmente em regiões encefálicas relacionas à modulação do humor como o hipocampo, mas os mecanismos através dos quais a vitamina D pode proporcionar efeito antidepressivo ainda são pouco explorados e esclarecidos. Portanto, neste projeto, utilizando um modelo de depressão induzida por estresse crônico imprevisível, pretende-se investigar o possível efeito tipo-antidepressivo decorrente da administração repetida de colecalciferol (vitamina D3), bem como avaliar se o mecanismo pelo qual a vitamina D exerce seus efeitos envolve a modulação de vias associadas à inflamação e seu efeito antioxidante. Além de contribuir para o avanço no conhecimento dos mecanismos neurobiológicos do TDM, os resultados deste projeto poderão proporcionar uma associação entre os conhecimentos pré-clínicos e clínicos, auxiliando na busca de estratégias terapêuticas que reduzam os sintomas depressivos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022