Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Thiago de Oliveira Vargas

Ciências Agrárias

Agronomia
  • atributos químicos, físicos e biológicos em solo sob sistema plantio direto de hortaliças
  • A produção de hortaliças em sistemas convencionais é uma atividade agrícola que causa grande degradação do solo, tornando a produção ao longo do tempo insustentável do ponto de vista sócio econômico e ambiental, levando o agricultor muitas vezes a abandonar a atividade ou então buscar novas áreas para a continuidade da produção. O sistema de plantio direto de hortaliças (SPDH) propõe uma nova metodologia para a produção de hortaliças, preconizado pelo aporte constante de matéria orgânica (MO) através da rotação entre as plantas de cobertura e as culturas de interesse comercial, com o mínimo revolvimento do solo nas atividades produtivas. Neste sentido, o objetivo deste projeto de pesquisa é avaliar o efeito de longo prazo da adoção do SPDH nos atributos químicos, físicos e biológicos do solo na região Sudoeste Paranaense. O experimento será conduzido no município de Pato Branco, localizado na Mesorregião Sudoeste Paranaense. O experimento será disposto em parcelas subdivididas em delineamento de blocos casualizados com 4 repetições. Nas parcelas serão testados 6 consórcios de cobertura de inverno mais uma testemunha (sem cobertura) e nas subparcelas o cultivo de 2 brássicas (brócolis e couve-flor) cultivadas em sucessão de culturas sob sistema de plantio direto (SPD), totalizando 28 parcelas e 56 subparcelas. As coberturas consistirão de: aveia preta solteira (AV), e os consórcios aveia preta, ervilhaca peluda e nabo forrageiro (AV+EP+NF); aveia preta, ervilhaca peluda e ervilha forrageira (AV+EP+EF); aveia preta, ervilhaca peluda e tremoço branco (AV+EP+TB); aveia preta, centeio, ervilhaca peluda e ervilha forrageira (AV+CE+EP+EF), e aveia preta, centeio, ervilhaca peluda, ervilha forrageira e tremoço branco (AV+CE+EP+EF+TB). Após o término do ciclo das plantas de cobertura de inverno, estas serão manejadas através de roçada e então será realizada a semeadura de uma cobertura de verão em área total. Ao final do ciclo das plantas de cobertura de verão será realizado o manejo e então será realizado o plantio em subparcelas das brássicas. Após a colheita das hortaliças será planejado uma nova semeadura de plantas de cobertura adequadas para a época do ano, em seguida um novo ciclo de cultivo de brássicas e assim sucessivamente durante todo o projeto. Serão avaliados os atributos químicos (pH, Al, Ca e Mg, H+Al, K, P, NH4+ e NO3-, COT), físicos (densidade, porosidade total, macro e microporosidade e resistência do solo à penetração) e biológicos (carbono da biomassa microbiana, respiração microbiana, quociente metabólico, quociente microbiano) do solo, além do fracionamento granulométrico da MO e posterior caracterização química e espectroscópica das frações, como parâmetro de avaliação da qualidade do solo proporcionada pela adoção do SPDH.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago dos Santos Francisco

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • a nanotecnologia reduzindo o impacto ambiental do uso de agrotóxicos.
  • O projeto Nanotecnologia Reduzindo o Impacto Ambiental do uso de Agrotóxicos tem como metas: (i) Preparação das nanopartículas de CaCO3 para liberação controlada dos agrotóxicos da classe dos neonicotinóides. Em especial, os de primeira e segunda geração (imidaclopride, acetamiprida, nitempiram, tiametoxam, clotianidina, dinotefurano e tiaclopride; (ii) Caracterizar experimentalmente, do ponto de vista químico, físico e físico-químico os Nanosistemas. Através de técnicas vibracionais e ópticas, tais como: espectroscopia vibracional da região do infravermelho, espectroscopia Raman, espectroscopia de absorção da região do ultravioleta e visível, ressonância magnética nuclear e microscopia eletrônica de varredura que deverão ser utilizadas para se compreender as propriedades físicas, químicas, a seletividade e a potência das nanopartículas em atuar na liberação dos agrotóxicos; (iii) Realizar simulações das propriedades estruturais, eletrônicas e ópticas de nanopartículas e dos compostos neonicotinóides (agrotóxicos) e dos nanomaterias. Assim como analisar as interações receptor-ligante para a interação agrotóxico-nAChRs; (iv) Realizar um estudo comparativo das propriedades vibracionais e eletrônicas através dos dados experimentais e teóricos; (v) Mensurar a cinética de liberação dos compostos agrotóxico@nanosistema e (vi) Avaliar a atividade dos compostos agrotóxico@nanosistema em sistemas agrícolas de crescimento rápido. Assim como monitorar a melhoria da relação custo-benefício dos nanosistemas (agrotóxico@nanosistema) em comparação com sistemas convencionais. Sendo o objetivo principal dessa proposta o desenvolvimento de protótipos de nanosistemas baseados em CaCO3 (agrotóxico@CaCO3) para a liberação controlada agrotóxicos, em particular, os compostos da classes do neonicotinóides. Buscando analisar as vantagens inerentes a esses sistemas na aplicação desses agrotóxicos com uma redução da quantidade que não é aproveitada e passa a fazer parte da problemática da poluição ambiental. Através do uso de técnicas diversas que correlacione resultados experimentais e teóricos, com simulações computacionais em diversos níveis (docking, clássico, semiempírico, quântico). Realizando simulações das propriedades estruturais, eletrônicas e ópticas de nanopartículas e dos agrotóxicos e para comparação com os resultados experimentais que possam auxiliar a na potencialização desses nanomateriais. Visando, de modo geral o desenvolvimento da atividade de pesquisa num contexto de integração de vários ramos científicos (física, química, bioquímica, farmacologia, medicina) contribuindo assim para a formação de recursos humanos com competência multidisciplinar para a produção de aplicações nanotecnológicas.
  • Universidade Estadual Vale do Acaraú - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago dos Santos Pereira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • anisotropias espaciais na era da cosmologia de precisão
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Duarte Pimentel

Ciências Sociais Aplicadas

Turismo
  • sistema de indicadores para a gestão de destinos turísticos
  • Considerando, tal como apontado na literatura e na prática, por um lado, que o principal desafio dos destinos turísticos é a ausência de meios e métodos efetivos de planejamento e gestão e, de outro, a ausência sistemática de indicadores, dados e parâmetros que permitam a tomada de decisão de forma efetiva, este projeto de pesquisa tem o objetivo de elaborar um conjunto de indicadores para a gestão de destinos turísticos. Especificamente, tartará de um processo de elaboração conceitual de um conjunto de indicadores próprios para o sistema turístico, em particular para a gestão de destinos turísticos, em seus diferentes segmentos. Para tanto, lançará mão, metodicamente, do uso do painel dephi (painel de especialistas) como forma de lapidar, validar e extrair um consenso sobre os indicadores elaborados na 1ª fase deste estudo. Após consolidar um conjunto representativo de indicadores, buscar-se-á a coleta de dados secundários e primários, com vistas a testar o quadro de indicadores proposto, bem como validar a sua capacidade preditiva. Como resultados, espera-se poder fornecer um quadro de indicadores que seja suficiente abrangente e robusto para servir instrumento informacional útil e de apoio a tomada de decisão, em órgãos públicos e privados, no tocante as diferentes fases do processo de gestão: desde o monitoramento, controle, gestão e até o planejamento de destinos turísticos.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Estevam Parente Martins

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • integração dos serviços de computação em nuvem da aws à plataforma tecnológica de bioinformática da fiocruz, rio de janeiro.
  • Essa proposta objetiva avaliar o potencial de integração entre as funcionalidades da computação científica de alto desempenho (HPC) em nuvem oferecidas pela Plataforma AWS e os processos e serviços oferecidos pela Plataforma de Bioinformática da Fiocruz Rio. O principal resultado previsto para o projeto é o desenvolvimento de processos para análise de dados que serão ofertados como serviços à múltiplos usuários usando as soluções de computação científica em nuvem da AWS. A avaliação dos custos e dos benefícios desses resultados será utilizada na tomada de decisões quanto aos investimentos em infraestrutura física para os parques computacional das plataformas de bioinformática da Rede de Plataformas Tecnológicas da Fiocruz; sempre visando ao uso mais eficiente dos recursos públicos, o melhoramento dos serviços oferecidos aos usuários, e por conseguinte, às entregas da Fiocruz para a sociedade. Os impactos científicos dessa proposta ocorrerão de forma secundária devido ao uso de dados de projetos específicos para a padronização das pipelines que serão implementadas e seu teste inicial com dados de usuários selecionados e levando-se em consideração o limite de créditos disponível. Os principais impactos dessa proposta serão tecnológicos e econômicos, pois os resultados obtidos impactarão diretamente as decisões institucionais sobre onde os recursos disponíveis para computação científica devem ser alocados; na compra de novos servidores mais potentes para serem instalados in loco, o que requer um grande dispêndio inicial e um gasto moderado de operação e manutenção, ou se na alocação de serviços em nuvem, com gasto inicial essencialmente nulo, mas potencialmente com um custo de operação maior. Caso nossa hipótese seja comprovada, os recursos que seriam gastos com a compra de novos servidores poderão ser economizados e investidos de forma mais eficientes.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 24/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Thiago Estevam Parente Martins

Ciências Biológicas

Genética
  • diversidade genética, estrutural e catalítica de citocromos p450 em peixes da família loricariidae
  • Apesar da diversidade e da abundância dos cascudos (Loricariidae), pouco se sabe sobre a diversidade genética dessa família de peixes, cujas espécies apresentam grande variação na susceptibilidade aos efeitos tóxicos de poluentes ambientais. Há 15 anos, nosso grupo investiga a diversidade e as adaptações catalíticas de citocromos P450 (CYP), principal família gênica envolvida na biotransformação de xenobióticos, de cascudos em comparação com outros vertebrados. Nesse período, identificamos: (i) que a atividade de EROD (principal marcador catalítico de CYP1A) não é detectada no fígado de algumas espécies de dois gêneros de Loricariidae (a saber, Pterygoplichthys e Hypostomus), apesar do gene ser expresso e da proteína ser acumulada; (ii) que o CYP1A de Pterygoplichthys possui mutações específicas que alteram a ancoragem do substrato de EROD e a dinâmica da sua interação com o sítio ativo da enzima; (iii) que, quando expresso em leveduras, o perfil catalítico do CYP1A de Pterygoplichthys é diferente do perfil característico de CYP1A de vertebrados; e (iv) que ao menos uma espécie de Pterygoplichthys parece ter passado por eventos exclusivos de expansão de subfamílias de CYPs (CYP2Y e CYP2AA). A despeito dos avanços dos últimos anos e principalmente devido a falta de conhecimento básico sobre a genética dessas espécies, os mecanismos moleculares que subsidiam a variação na susceptibilidade de Loricariidae aos efeitos tóxicos de poluentes ambientais continuam largamente desconhecidos. O aprofundamento da caracterização da diversidade genética, estrutural e catalítica dos citocromos P450 de peixes da família Loricariidae e de sua regulação por xenobióticos é, portanto, necessário. Dessa forma, os efeitos tóxicos para essas espécies nativas decorrentes da exposição a poluentes ambientais serão melhor compreendidos, além de poder ajudar no esclarecimento do papel de alguns CYPs no metabolismo de compostos endógenos e de possibilitar o desenvolvimento de biomarcadores mais eficientes para a detecção precoce da exposição de espécies de Loricariidae a poluentes.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Gomes de Castro

Ciências Humanas

Psicologia
  • avaliação de percepção da imagem corporal: tarefas experimentais e aplicações clínicas
  • O aumento da incidência de transtornos alimentares e obesidade em escala mundial tem sido acompanhado de uma intensificação da pesquisa experimental e clínica em distúrbios de percepção da imagem corporal. Todavia, a literatura de avaliação em imagem corporal refere uma ampla gama de instrumentos, que costumam se dividir entre protocolos de avaliação de satisfação com o próprio corpo e avaliações da percepção do tamanho corporal. Os resultados dessas diferentes operacionalizações evidenciam contrastes não apenas na variabilidade dos processos psicológicos sob avaliação como também no valor clínico preditivo desta variável. Ainda assim, a variabilidade de resultados só tem feito aumentar os esforços para explicar a relação do construto com o processamento emocional associado às distorções e insatisfações corporais observadas em grupos clínicos. No Brasil, a avaliação tem se restringido à dimensão de satisfação corporal, através de escalas de autorrelato, ou se embasado no modelo tradicional de seleção de cartas de figuras de silhuetas, avaliado pela literatura atual da área como insuficiente e impreciso. Nesse contexto, este projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar a relação entre dimensões perceptivas da imagem corporal e o processamento de emoções em relação ao corpo utilizando procedimentos experimentais rigorosos de mensuração do construto. Três estudos experimentais compõem o projeto. O primeiro estudo investigará a acurácia para a percepção do tamanho corporal entre grupos contrastantes divididos de acordo com seu grau de satisfação com a imagem corporal. A tarefa experimental se pautará em um modelo de detecção e julgamento de estímulos de silhueta corporal apresentados randomicamente em intervalos de processamento visual automático. O segundo estudo investigará o efeito de um treino de viés de atenção para corpos idealizados sobre a indução seletiva de estados subjetivos de humor. Nesse estudo será utilizada uma adaptação da dot probe task para formatos corporais idealizados com diferenciação de instrução para dois grupos que posteriormente serão comparados em termos do efeito na indução de humor. No terceiro estudo será avaliada a precisão de estimativas espaciais sobre o tamanho do próprio corpo em uma amostra de pacientes obesos. Nesse estudo, um software computacional de avaliação de percepção de tamanho corporal produzirá um escore individual de distorção da imagem corporal que será utilizado posteriormente como critério preditivo para uma análise do bem-estar subjetivo dos pacientes obesos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Gomes dos Santos Braz

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • tolerância à seca de genótipos de urochloa spp.: resposta produtiva e fisiológica ao estresse
  • A seleção de genótipos de forrageiras adaptados à seca é fundamental para o desenvolvimento da pecuária em regiões semiáridas de maior risco climático. Nestes locais, o número de plantas adaptadas é pequeno, o que faz com que muitos produtores optem por genótipos pouco adaptados que irão resultar em degradação das pastagens e dos recursos naturais. Assim, o objetivo com o trabalho será avaliar a resposta produtiva e fisiológica ao déficit hídrico em genótipos de Urochloa para selecionar planta mais adaptadas ao cultivo em condições de risco climático. Serão avaliados 30 genótipos de Urochloa spp., incluindo as cultivares Marandu, Xaraés, Piatã, Paiaguás e MG4, além de 25 genótipos entre acessos de Urochloa brizantha e híbridos interespecíficos. O delineamento será em blocos casualizados com 4 repetições. As plantas serão manejadas por meio de cortes periódicos durante o período das águas (30 dias) e o período da seca (90 dias). Serão estimadas a produção de massa seca por corte; as porcentagens de folha, colmos + bainha e material morto; e a relação folha/colmo. A produção acumulada no ano será obtida com a soma dos cortes e a estacionalidade da produção por meio da relação entre a produção das águas e da seca. Também serão avaliados o número médio de perfilhos, índice de área foliar, conteúdo relativo de água e integridade das membranas por condutividade elétrica. Os parâmetros fisiológicos serão avaliados com analisador de gases no infravermelho (IRGA), onde serão medidos o consumo de CO2 (∆C - µmol mol-1), carbono interno (Ci - µmol mol-1), condutância estomática de vapores de água (Gs – mol m-1s-1), pressão de vapor na câmara subestomática, taxa de transpiração (E – mol H2O m-2 s-1), taxa fotossintética (A - µmol m-2 s-1), temperatura da folha (∆T - ºC) e a eficiência do uso da água (EUA – mol CO2 mol H2O-1). A composição bromatológica será avaliada em dois cortes no período das águas e um no período da seca por meio dos teores de proteína bruta, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, cinzas e lignina. Será realizada análise de variância, comparação entre médias por Scott-Knott (5% de probabilidade) e agrupamento dos genótipos por variáveis canônicas. Espera-se identificar com auxílio dos parâmetros produtivos e fisiológicos, plantas de Urochloa mais adaptadas ao cultivo em regiões semiáridas e candidatas ao lançamento e registro na forma de cultivares.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Henrique Napoleão

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • investigação de proteínas bioativas de origem vegetal quanto à atividade antimicrobiana e efeitos estimuladores sobre células-tronco e imunológicas
  • Lectinas são proteínas que se ligam a carboidratos amplamente encontradas em plantas. A ligação dessas proteínas a glicoconjugados presentes em superfícies celulares resulta em uma gama de propriedades biológicas. Os inibidores de protease são moléculas que atuam inativando ou reduzindo a atividade catalítica. Devido à especificidade e versatilidade dos inibidores de proteases, as ciências médica e farmacêutica têm explorado seu potencial biotecnológico. As lectinas e os inibidores de protease podem se ligar a proteínas de membrana ou intracelulares, gerando diferentes tipos de respostas, as quais podem resultar em prejuízo ou melhora das funções celulares. No presente projeto, serão avaliados os efeitos de lectinas e inibidor de tripsina sobre células patogênicas ao homem (bactérias e leveduras), células-tronco humanas e células imunológicas de camundongos. São objetivos do projeto: determinar a atividade antibacteriana de lectinas e inibidor de tripsina contra espécies de importância médica (isolados não-resistentes e resistentes a antibióticos), inferir mecanismos envolvidos na ação antimicrobiana e avaliar o potencial de sinergismo com antibióticos comerciais; avaliar efeitos citotóxico e proliferativo de lectinas sobre células-tronco mesenquimais (CTMs) de cordão umbilical humano, bem como a capacidade dessas proteínas de induzir a diferenciação das CTMs; avaliar a toxicidade e ação imunomoduladora de lectinas e inibidor de tripsina sobre esplenócitos de camundongos. O projeto tem relevância técnico-científica e de inovação por contribuir para a ampliação do estado-da-arte e preenchimento de lacunas no conhecimento relacionado a proteínas bioativas de origem vegetal, uma vez que tem como metas: ampliar o painel de lectinas com atividades antimicrobiana e imunomoduladora definidas; descrever mecanismos de ação antimicrobiana e imunomoduladora dessas moléculas; indicar lectinas e inibidor de protease como possíveis agentes sinérgicos para uso em conjunto com antibióticos comerciais no combate a microrganismos resistentes; e avaliar a capacidade de indução de proliferação e diferenciação de células-tronco por lectinas. A possibilidade de descoberta de novas moléculas bioativas parta uso no tratamento de infecções microbianas (inclusive contra cepas resistentes), em terapias regenerativas e na modulação do desempenho do sistema imunológico também evidencia a relevância socioeconômica do projeto e a capacidade de difusão em diferentes setores da área biomédica.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago José Arruda de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • as transformações da base econômica nas regiões produtivas do agronegócio: uma análise espacial
  • Este documento propõe uma série de pesquisas que analisam as Regiões Produtivas do Agronegócio (RPA) utilizando como referência a Teoria da Base Econômica de North (1961a; 1961b; 1966, 1977a e 1977b) e os seus desdobramentos, com destaque para Oliveira; Piffer (2017a e 2017b). Diante disso, adota-se uma concepção da Economia Regional para explicar as diferenciações estruturais existentes entre as RPAs. Para tanto, utiliza-se da estatística e da econometria espacial com o intuito de identificar por meio de ilustrações geográficas as variações no espaço-tempo e os fatores que alimentam essa heterogeneidade. Trata-se, portanto, de uma iniciativa que aumenta a percepção acerca da difusão de novas capacidades produtivas a partir da agropecuária. Ademais, enriquece a produção científica nacional ao abordar temas que se referem à análise espacial e ao processo de formação econômico no interior do País. Para tanto, três artigos científicos apresentados em congressos e submetidos em periódicos com no mínimo B2 na área de Planejamento Urbano-Regional (PUR) se efetivarão. Por fim, no primeiro trabalho, as informações do Censo Agropecuário de 2006 e 2017 e a escala Região Geográfica Imediata, recentemente formulada pelo IBGE, serão utilizadas, a fim de identificar as principais modificações no interior do País ocorridas nos últimos anos.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022