Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aurora Trinidad Ramirez Pozo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • sistema inteligente de monitoramento de espécies marinhas
  • Este projeto foca na área de sistemas inteligentes para o monitoramento de espécies marinhas. A hipótese deste estudo é que as redes sociais são potenciais fontes de registros de ocorrências de espécies marinhas na costa brasileira. Para explorar estes dados, este projeto propõe trabalhar na captura, curadoria, armazenamento e análise de dados e metadados de redes sociais, jornais e bases externas; reconhecimento de imagens com técnicas de aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural. Como produto final, planeja-se desenvolver plataformas digitais de livre acesso para a divulgação de informações sobre a distribuição de espécies, sua importância ecológica, medidas para conservação ambiental e prevenção de acidentes, incentivando a ciência cidadã nos ecossistemas costeiros. O projeto realizará pesquisa básica e aplicada nas seguintes linhas de pesquisa: i) aprendizado de máquina, concebendo e desenvolvendo métodos avançados para acesso, processamento e análise de todas as informações coletadas das diferentes fontes de dados e realizando análises quantitativas, qualitativas e de semântica dos dados.; ii) bases de dados, no desenvolvimento de métodos e ferramentas para entender, consolidar e correlacionar dados extraídos de diversas fontes de dados e em diferentes formatos. Além disso, serão investigados métodos de curadoria dos dados, a fim de gerar estruturas de dados para representar de forma abstrata as observações extraídas do monitoramento das espécies-alvo; iii) computação paralela com GPUs e algoritmos computação de alto desempenho para otimizar algoritmos de alto custo computacional na área de inteligência artificial. Estas metodologias e ferramentas tecnológicas poderão futuramente ser aplicadas no estudo de diferentes espécies marinhas e até mesmo em outros tipos de monitoramento costeiro, como derramamento de óleo e poluição nas praias.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ayla Sant Ana da Silva

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • processamento de resíduos agroindustriais do açaí e da juçara para a obtenção de manano-oligossacarídeos (mos) e avaliação in vitro de sua atividade prebiótica
  • Prebióticos são compostos não digeríveis que propiciam o crescimento de bactérias que favorecem a saúde humana e animal, sendo ingredientes funcionais de rações, alimentos e cosméticos. A crescente demanda por prebióticos abre oportunidade para explorar sua produção a partir de resíduos agroindustriais em processos sustentáveis. Assim, o processamento desses resíduos pode gerar oligossacarídeos com potencial prebiótico, como os manano-oligossacarídeos (MOS), produzidos hoje a partir da parede celular de leveduras (alfa-MOS). Contudo, estudos indicam que MOS oriundos de parede celular vegetal (beta-MOS) de biomassas que contenham manana têm maior eficiência prebiótica. Portanto, a obtenção de beta-MOS pode ocorrer a partir da hidrólise parcial desse polissacarídeo. Resíduos agroindustriais ricos em manana são escassos, porém estudos do nosso grupo mostraram que as sementes de açaí e juçara apresentam ~50% de manana, o que as torna alvos promissores para a produção de beta-MOS. Ao mesmo tempo, existe interesse em identificar opções para o aproveitamento desses resíduos, uma vez que essas sementes correspondem a ~85% dos frutos. Hoje, o comércio de polpa de açaí gera anualmente 1,4 milhão de toneladas de sementes, causando um problema ambiental. A expansão da produção de juçara indica que o mesmo pode ocorrer nessa cadeia produtiva. Logo, é de interesse ambiental, econômico e social avaliar rotas para a obtenção de produtos que agreguem valor a estas sementes. Neste projeto, as sementes serão caracterizadas e seu processamento será avaliado através da hidrólise sequencial com ácidos dicarboxílicos e enzimas fúngicas (mananases), que terão sua produção também avaliada nesse estudo. Em seguida, os beta-MOS obtidos serão caracterizados e analisados quanto à sua atividade prebiótica in vitro comparada à alfa-MOS comerciais. Assim, o projeto visa a produção de um insumo de alto valor que poderá gerar benefícios para os envolvidos nas cadeias produtivas do açaí e da juçara.
  • Instituto Nacional de Tecnologia - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ayumi Aurea Miyakawa

Ciências da Saúde

Medicina
  • influência do crp3 nas propriedades mecânicas das células musculares lisas e no desenvolvimento de doenças vasculares.
  • As células musculares lisas (SMC) são os principais constituintes celulares da camada média vascular, controlam as propriedades contráteis do vaso e o fluxo sanguíneo. Já é bem demonstrado que alterações de forças mecânicas na parede vascular tem papel importante no desenvolvimento de doenças como aterosclerose, aneurismas e doença do enxerto venoso. O nosso laboratório demonstrou que a proteína rica em cisteína e glicina - 3 (Crp3) é expressa em SMCs arteriais e normalmente ausente em SMCs venosas. Entretanto, quando submetidos ao ambiente arterial, mimetizando as adaptações da veia safena utilizada na revascularização cardíaca, demonstramos que o estiramento induz a expressão de Crp3 em SMCs venosas. Dados não publicados demonstram que o Crp3 localiza-se nas adesões focais e modula a sinalização mediada por Fak. As adesões focais estão ligadas ao citoesqueleto de actina contribuindo para as propriedades mecânicas e a contratilidade das SMCs, alterando a organização da matriz extracelular (ECM). Os fatores que influenciam este processo não são completamente conhecidos e, neste trabalho, testaremos a hipótese de que o Crp3 modula a sinalização nas adesões focais, influenciando na contratilidade das SMCs de aorta e nas propriedades mecânicas celulares e da ECM. Serão utilizadas SMCs extraídas de aorta de ratos selvagens e knockouts para Crp3 (Crp3-KO). A rigidez celular será avaliada por microscopia de força atômica (AFM) e as propriedades contráteis serão avaliadas por ensaio de contração de gel de colágeno. A organização diferenciada das fibras de colágeno da ECM e impactos na morfologia serão avaliados pela técnica de imagem por difração de raio-X coerente (CDI) e correlacionados com dados funcionais das SMCs e da sinalização das adesões focais. Entender as propriedades mecânicas das SMCs é crítico para esclarecer os mecanismos subjacentes das doenças vasculares associadas ao estresse mecânico, possibilitando desenvolver novas abordagens terapêuticas.
  • Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Barbara Stolte Bezerra

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • meta-análise sobre o efeito de segurança de intervenções viárias
  • Recentemente, o governo brasileiro tem lançado programas para as mortes e feridos no trânsito. Em 2018 foi promulgada a Lei 13.614/2018 que criou o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), reestruturada pela Resolução CONTRAN nº 870/2021. Este plano apresenta seis pilares sendo a Engenharia um deles, e estabelece a responsabilidade compartilhada para a promoção de um sistema viário seguro, incluindo quem projeta, constrói e gerencia esse sistema; e tem como uma das metas principais reduzir em 50% o número de morte de pedestres e ciclistas. Desse modo, a gestão as segurança no trânsito é integrada e proativa. Papadimitriou et al. (2016) apontam que os manuais de projeto de infraestruturas viárias nem sempre garantem a segurança, e por isso os gestores da infraestrutura viária precisam de suporte baseado em evidências para escolher a melhor intervenção; porém há a falta de avaliação consolidada de um conjunto de medidas para a segurança viária. Hauer (2019) aponta que os engenheiros civis não estão preparados para tomar as decisões quanto à escolha dos parâmetros de projeto, os quais ficam em aberto na maioria dos manuais de engenharia de tráfego; e que há a necessidade de consolidação, sistematização de pesquisas e publicações com as boas práticas para intervenções viárias para embasar a tomada de decisão dos engenheiros. Nos Estados Unidos e na Comunidade Europeia há esforços para a elaboração de ferramentas para auxiliar na análise da estimativa dos efeitos de segurança das intervenções viárias. Assim, o objetivo deste projeto de pesquisa é criar um protocolo para estimar os efeitos de segurança de intervenções viárias de forma sistematizada para auxiliar na tomada de decisões. A questão que se coloca refere-se em como realizar a escolha de intervenções viárias com foco na segurança viária e economia de recursos públicos? Para atingir esse objetivo será utilizada a meta-análise de estudos de segurança viária.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 05/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Bartira Mendes Gorgulho

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • organização do cuidado às pessoas com dcnt em mato grosso: diagnóstico e capacitação
  • A maior parte das ações de controle e prevenção da obesidade e das DCNT acontecem na Atenção Primária à Saúde (APS), ou Atenção Básica (AB). No entanto, embora haja o plano de enfrentamento e controle das DCNT realizado pelo MS, com a proposta de implementação da Rede de Cuidado pelo SUS, sabe-se que nem todos os Estados já conseguiram implementá-lo, incluindo o Mato Grosso (BRASIL, 2019). Neste contexto, busca-se diagnosticar a organização da gestão do cuidado às pessoas com Doênças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) na Atenção Primária a Saúde (APS) do Estado de Mato Grosso, com ênfase nos fatores de risco modificáveis para diabetes, hipertensão arterial e obesidade, apoiando os municípios e territórios no planejamento, monitoramento e avaliação das ações e estratégias, bem como na organização de suas equipes, no reconhecimento dos equipamentos disponíveis e da intersetorialidade e transdisciplinaridade necessárias. Dessa forma, com base nos dados resultantes de avaliação situacional, com ênfase na obesidade (prevenção e estratégias de tratamento), serão planejadas e executadas atividades semipresenciais de formação em saúde, tanto para os gestores, quanto para os profissionais de saúde da rede.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023