Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriano Max Moreira Reis

Ciências da Saúde

Farmácia
  • construção e validação de uma escala de avaliação do medication literacy em idosos
  • Introdução: um baixo nível de medication literacy pode levar a uma compreensão inadequada da prescrição, tornando os pacientes mais propensos a eventos adversos a medicamentos . Diversas mudanças relacionadas ao envelhecimento podem contribuir para o decréscimo do medication literacy em idosos, fazendo com que essa população seja mais susceptível a problemas na farmacoterapia. Esse cenário evidencia a necessidade de mensuração do medication literacy, a fim de se avaliar os seus reflexos no autocuidado e na segurança e efetividade da utilização de medicamentos entre idosos. Objetivos: Explorar o construto medication literacy por meio de uma scoping review; construir, validar e normatizar uma escala para a avaliação do medication literacy em idosos; e avaliar os fatores associados ao baixo medication literacy. Metodologia: Para a scoping review, será conduzida uma busca nas bases de dados MEDLINE, LILACS, Cochrane, CINAHL, EMBASE, PsycINFO e Scopus. Serão incluídos estudos metodológicos, observacionais, experimentais ou quase-experimentais que avaliem os determinantes ou os fatores relacionados ao medication literacy. A seleção dos estudos relevantes será feita pelas etapas: (i)dentificação; ii) seleção; iii) coleta de dados e iv) síntese dos resultados, realizada por um par independente de revisores. Para o desenvolvimento da escala, será conduzido um estudo metodológico. A coleta de dados será realizada em um ambulatório multidisciplinar de atenção aos idosos. Serão incluídos indivíduos com idade maior ou igual a 60 anos e de ambos os sexos. As entrevistas serão realizadas utilizando-se questionários estruturados, contendo perguntas sobre características sociodemográficas, clínicas, funcionais, relacionadas à utilização de medicamentos e ao letramento em saúde – por meio da escala Short Assessment of Health Literacy for Portuguese-speaking Adults – SAHLPS. Será desenvolvido um pool de itens que comporão a primeira versão da escala, a qual será submetida a um painel de experts e a uma amostra piloto para a avaliação da validade de face e conteúdo. Posteriormente, a consistência interna será avaliada pelo alfa de Cronbach. A validade de construto será avaliada pela análise fatorial e pela validação convergente-discriminante. A validade de critério será testada pela correlação entre os escores da escala desenvolvida e os escores obtidos na escala SAHLPS. Para a confiabilidade teste-reteste, serão selecionados aleatoriamente 20% da amostra prevista. A escala será reaplicada e os escores serão comparados pelo Coeficiente de Correlação Intraclasse e pelo Coeficiente de Correlação de Spearman. A normatização preliminar da escala será realizada pela norma referente a critério, sendo o ponto de corte obtido teoricamente. Os fatores associados ao baixo medication literacy serão avaliados por meio de uma regressão logística múltipla.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Nunes Nesi

Ciências Biológicas

Botânica
  • recrutamento de mecanismos preexistentes subjacentes à fotossíntese c4 nas famílias irmãs brassicaceae e cleomaceae
  • A fotossíntese C4 evoluiu independentemente da fotossíntese C3 em várias famílias de plantas angiospermas nos últimos 25 milhões de anos. Acredita-se que esta evolução paralela e múltipla represente uma adaptação às baixas concentrações atmosféricas de CO2, à seca e aos habitats de alta temperatura. A evolução da característica de fotossíntese C4 em plantas C3 requer a evolução paralela de características morfológicas e fisiológicas, tais como a diferenciação de células de bainha do feixe vascular fotossinteticamente ativas, alterações em atividades enzimáticas, e aumento no transporte de metabólitos inter- e intra-celular. O aumento da eficiência fotossintética em plantas C3 pode ser alcançado pelo entendimento dos eventos iniciais que ocorreram durante a evolução de plantas C3 para os intermediários C3-C4 e destas para as C4. Cleomaceae é uma família estreitamente relacionada à família Brassicaceae, em que ocorrem as espécies dos gêneros Moricandia e Arabidopsis (modelos de plantas com fotossíntese C3) e outros gêneros de importância econômica como Brassica. A comparação dos genomas e análises fisiológicas e moleculares entre as espécies dessas famílias irmãs (Cleomaceae e Brassicaceae) pode levar a identificação de genes ou conjunto de genes necessários para o desenvolvimento da fotossíntese C4 em espécies C3 de importância econômica. O gênero Cleome é constituído por mais de 200 espécies, entre as quais espécies com fotossíntese do tipo C3 e outras com fotossíntese C4. No Brasil são encontrados nove gêneros de Cleomaceae e aproximadamente 30 espécies. Assim, este projeto visa à caracterização genética e fisiológica de 14 espécies do gênero Cleome encontradas no Brasil que ainda não foram estudadas quanto à existência de mecanismos de concentração de CO2. Além de conhecer mais sobre as espécies brasileiras do gênero Cleome, espera-se que o presente projeto auxilie na identificação de genes necessários para desenvolver a fotossíntese C4 em plantas cultivadas C3.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Peres de Morais

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • morfologia matemática aplicada a proteção de sistemas elétricos de potência: validação em hardware-in-the-loop
  • Este documento apresenta a proposta de trabalho para Chamada Universal MCTIC/CNPq 2018 Categoria Faixa A. A pesquisa será desenvolvida na Universidade Federal de Santa Maria dentro do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica. A pesquisa tem como meta principal a investigação e a implementação em hardware dos filtros morfológicos para a utilização em proteção de Sistemas Elétricos de Potência. Os testes serão realizados no simulador digital em tempo real Opal-RT. Em primeiro momento os filtros morfológicos serão implementados em Matlab/Simulink e testados através da técnica Software-In-The-Loop. Os modelos morfológicos com desempenho satisfatório serão implementados em hardware e validados através da técnica de simulação Hardware-In-The-Loop
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Reis Lucheta

Ciências Agrárias

Agronomia
  • microbioma e metaproteoma da terra preta da amazônia: potencial para a descoberta de novos bioprodutos
  • A Terra Preta da Amazônia (TPA) é um dos solos mais férteis do mundo e um modelo de sustentabilidade em regiões tropicais. A TPA abriga comunidades microbianas (bactérias, fungos e arqueis) exclusivas quando comparadas aos solos pouco férteis típicos da região Amazônica. Apesar do reconhecimento da elevada biodiversidade e riqueza microbiana associadas à TPA, pouco se sabe sobre as funções destes micro-organismos e proteínas envolvidas na manutenção da fertilidade e sustentabilidade deste ambiente. A exploração do metagenoma e metaproteoma da TPA pode revelar a presença de novos micro-organismos e enzimas com potencial biotecnológico para aplicação industrial, remediação ambiental e agricultura. A presente proposta tem como objetivo realizar o sequenciamento do metagenoma e metaproteoma da TPA, com ênfase para os processos metabólicos e transformações biogeoquímicas relacionados à manutenção da fertilidade, além da prospecção in silico de proteínas/enzimas com potencial biotecnológico. Somados aos métodos independentes de cultivo, será realizado o isolamento de micro-organismos habitando a TPA com potencial para a promoção do crescimento de plantas e biocontrole de pragas agrícolas.
  • SENAI - Departamento Regional do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Rodrigues Azzoni

Engenharias

Engenharia Química
  • nanopartículas formadas por proteínas recombinantes modulares: novas plataformas de entrega de genes para células tumorais.
  • A baixa eficiência de transferência de ácidos nucleicos para células tumorais é um problema recorrente em estudos de terapia gênica para o tratamento do câncer. Isso surge, principalmente, pela dificuldade de direcionamento e transporte das moléculas terapêuticas do exterior para o interior das células alvo, devido à presença de inúmeras barreiras físicas, enzimáticas e difusionais. Nosso grupo de pesquisa tem, ao longo dos últimos anos, desenvolvido proteínas recombinantes multifuncionais especialmente desenhadas para entrega gênica, buscando mimetizar a habilidade dos vírus de explorar as sinalizações e respostas extra- e intra-celulares para infectar as células. O principal objetivo deste projeto é o desenvolvimento e caracterização de novas proteínas recombinantes multifuncionais, capazes de se auto-organizar em nanopartículas e realizar eficientemente o transporte de material genético (DNA plasmidial ou RNA de interferência) para o interior de células tumorais. Para esse fim, nanopartículas serão formadas combinando-se pDNA ou siRNA e proteínas especificamente desenhadas para facilitar o direcionamento, entrada na célula e tráfego intracelular de ácidos nucleicos. Espera-se, dessa forma, a obtenção de nanopartículas pDNA-Proteína e siRNA-Proteína capazes de eficientemente proteger, direcionar, facilitar a entrada na célula e o tráfego intracelular de transgenes. A cinética de formação das nanopartículas, estabilidade e parâmetros físico-químicos como diâmetro hidrodinâmico e potencial zeta serão então avaliados e correlacionados com a eficiência de entrega gênica para diferentes tipos de células tumorais. Para isso, moléculas de pDNA e siRNA modelo, capazes de expressar (pDNA) ou silenciar (siRNA) o gene repórter GFP (green fluorescent protein), serão utilizados nos estudos de formação das nanopartículas e de transfecção. Espera-se, dessa forma, o desenvolvimento de novos vetores capazes de eficientemente transportar e direcionar transgenes para diferentes linhagens tumorais, além de levantar informações importantes sobre os mecanismos envolvidos nos processos de complexação, direcionamento, internalização e tráfego intracelular.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022