Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sibele Berenice Castellã Pergher

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • escalonamento de sínteses ecofriendly: das cinzas de carvão a peneiras moleculares
  • O presente projeto propõe o escalonamento da síntese de zeólitas a partir de cinzas de carvão através de sínteses eco-friendly. Inicialmente será realizado a síntese de várias zeólitas em escala laboratorial, as sínteses serão otimizadas e se escolherá quais materiais são promissores para o escalonamento. Estes materiais serão sintetizados em escala piloto, otimizando o rendimento com minimização de resíduos. Os materiais estudados serão caracterizados por várias técnicas complementares, especialmente Difração de raios X, Medidas de adsorção de gases para análise textural, Microscopia eletrônica de varredura e composição química. Contamos com a colaboração do PROCAT para o escalonamento e da UFSC para fornecimento das cinzas de carvão.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sibele Vasconcelos de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • inovação e tecnologias sociais: transformação e criatividade nas experiências populares de geração de trabalho e renda no rio grande do sul
  • Em 2000, os 191 estados membros das Nações Unidas publicaram a Declaração do Milênio, documento que institucionalizou os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Na oportunidade, os referidos países sinalizaram o compromisso na implementação de acordos internacionais com vistas à promoção do desenvolvimento humano, preservação do meio-ambiente, direitos das populações vulneráveis, dentre tantas outras ações em prol da ampliação da qualidade de vida e do bem-estar social (UNDP, 2018a). Embasada na Declaração do Milênio do início do século XXI, a nova agenda universal prevê até 2030 o alcance de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Sob a perspectiva das Nações Unidas, através de esforços políticos e socioeconômicos, o desenvolvimento sustentável promulgar-se-á como uma das prioridades ao planeta e à humanidade (UNDP, 2018b). Vale ressaltar que o conceito contemporâneo de desenvolvimento sustentável é decorrente da conscientização da sociedade acerca dos vínculos globais entre os problemas ambientais, as questões socioeconômicas relacionadas com a pobreza e a desigualdade, além das preocupações com um futuro próspero para a humanidade (HOPWOOD; MELLOR; O’BRIEN, 2005). Assim sendo, assume-se a existência de forte correlação entre os aspectos ambientais, sociais e econômicos atrelados ao modo de vida e aos problemas enfrentados pelas populações rurais e urbanas. Hopwood, Mellor e O’Brien (2005, p. 38) argumentam que o interesse pela discussão acerca do desenvolvimento sustentável representa uma importante mudança na compreensão das relações da humanidade com a natureza e entre as próprias pessoas. O movimento social contemporâneo contrasta com a perspectiva dominante das últimas centenas de anos, que se baseou na visão da separação do meio ambiente de questões socioeconômicas. Destarte, consolidam-se no meio acadêmico grupos e projetos de estudo, os quais buscam diagnosticar os avanços alcançados e os desafios a serem superados neste processo de expansão das liberdades individuais e instrumentais das diversas populações. De fato, esta é a intenção do presente projeto, submetido à apreciação da chamada pública promovida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, através da Chamada CNPq/MCTIC/MDS nº. 36/2018 - Tecnologia Social - que tem como proponente principal, a Universidade Federal de Santa Maria, em parceria com a Universidade Federal do Pampa (campi Santana do Livramento e Dom Pedrito). Sendo assim, a iniciativa intitulada “Inovação e Tecnologias Sociais: Transformação e Criatividade nas Experiências Populares de Geração de Trabalho e Renda no Rio Grande do Sul” caracteriza-se por ser um projeto de avaliação de tecnologias sociais. O foco da análise são as tecnologias sociais implementadas por produtores rurais de territórios prioritários nos municípios de Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Santa Maria e São Pedro do Sul, Santana do Livramento e Tenente Portela, considerando um conjunto plural e multidimensional de macro-critérios. Define-se o objetivo geral da proposta como: avaliar as múltiplas experiências de inovação e tecnologias sociais no estado do Rio Grande do Sul vis-à-vis às experiências de sucesso nos países latino-americanos. Os objetivos específicos da proposta são: i. Mapear e analisar experiências de TS nos territórios prioritários em municípios selecionados do estado do Rio Grande do Sul, buscando evidenciar as particularidades que permitem caracterizá-las como tais, bem como seu potencial de propulsionar formas inclusivas e sustentáveis de desenvolvimento nestes territórios. ii. Analisar o potencial de reaplicação das TS, sistematizar e divulgar os resultados para disseminação, a fim de possibilitar o uso e reaplicação por outros grupos. iii. Constituir uma rede de pesquisadores engajados com os temas da superação das vulnerabilidades socioeconômicas e do desenvolvimento sustentável, para produzir estudos e atividades de formação, desenvolvimento, reaplicação e análises de TS no âmbito latino-americano. Em suma, os procedimentos metodológicos da proposta são: 1) revisão bibliográfica e elaboração de textos analíticos-científicos sobre Tecnologia Social, em sua interrelação direta com os temas da Economia Popular e Solidária; Inovações sociais, Sustentabilidade, Agroecologia, e indireta, com os temas do Desenvolvimento econômico (e social), Agricultura familiar, medidas de combate à pobreza, e inclusão social produtiva. 2) Levantamento de dados, por meio de visitas e/ou imersões nas realidades, realização de entrevistas semi-estruturada, dinâmicas participativas de coleta de dados, etc.; 3) Análise dos dados e elaboração de textos finais; 4) Divulgação dos resultados em livro e vídeo. O projeto conta ainda com profissionais vinculados a outras universidades parceiras, como a Universidade Federal de Pelotas, a Universidade Federal do Paraná, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná, a Universidade Estadual de Campinas, a Universidade a Pontificia Universidad Javeriana (da Colômbia), a Universidad Nacional de Quilmes, a Universidad Nacional del Litoral (da Argentina). Assim, para além da execução das propostas aqui elencadas, o presente projeto tem como finalidade promover e/ou consolidar parcerias institucionais entre pesquisadores da UFSM e as demais universidades destacadas acima, criando, assim, uma rede de estudos entre pesquisadores latinoamericanos. Vale destacar os que pesquisadores das referidas instituições têm participado de iniciativas importantes na promoção de debates sobre a natureza das desigualdades sociais e assimetrias regionais, bem como sobre estratégias de consolidação de tecnologias sociais que possam contribuir para o bem-estar, inclusão produtiva e social. As iniciativas traduzem-se na construção de conhecimentos interdisciplinares, em ações de extensão que aproximam centros de ensino/pesquisa da sociedade civil e na constituição de indivíduos com capacidade de agência.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 01/12/2018-30/05/2021
Foto de perfil

Sidarta Araújo de Lima

Engenharias

Engenharia Civil
  • modelagem computacional e experimental da hidrodinâmica e transporte em meios porosos: aplicação à injeção de polímeros em reservatórios e eletrocinética em meios argilosos
  • O objetivo deste projeto é compreender os fenômenos físico-químicos que ocorrem no processo de transporte de solutos iônicos em meios porosos (aquíferos) e no processo de injeção de polímeros em reservatórios de petróleo. As estapas para obter essa compreensão são: modelagem matemática dos processos e modelagem computacional. Na modelagem matemática da injeção do polímeros, empregamos técnicas que permitem descrever a hidrodinâmica de fluidos não–newtonianos pseudoplásticos, o transporte das fases fluidas e de polímeros durante a recuperação avançada de petróleo. Para a modelagem do transporte de solutos iônicos, utilizamos formulações multiescala que captam os fenômenos eletrocinéticos no transporte de solutos mono/bivalentes em meios porosos carregados eletricamente. Os modelos encontrados são sistemas acoplados de equações diferenciais não-lineares. Na simulação numérica dos modelos obtidos, devido ao caráter hiperbólico de algumas equações presentes no sistema, aplicamos, conjuntamente, o método dos elementos finitos mistos, SUPG e o método dos volumes finitos. Além disso, para diminuir o custo computacional das simulações, empregamos técnicas de decomposição de domínio. Para obter os parâmetros efetivos do modelo matemático macroscópico serão realizados ensaios laboratoriais no Laboratório de Transporte e Suspensões e Perda de Injetividade da UFRN.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sidinei Rocha de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a (re)construção de carreiras e mercados de trabalho na economia digital
  • O surgimento e a rápida ascensão de movimentos como a economia compartilhada (sharing economy) e a economia “gig” (gig economy) apontam para alterações de natureza econômica e social com potencial para afetar e modificar profundamente as relações de trabalho (Sundararajan, 2016). Fenômeno mundial, a economia gig pode ser entendida como o conjunto dos mercados que conectam, através de plataformas digitais, as demandas dos consumidores aos fornecedores por meio de trabalhos de curta duração: os “gigs” (Donovan, Bradley & Shimabukuro, 2016). Desse modo, ao se considerar aspectos ligados ao trabalho, percebe-se o destaque para práticas cada vez mais flexíveis de trabalho (Fleming, 2017) e o surgimento de novas práticas laborais. Além disso, muitas destas tarefas se apresentam como atividades informais, em que não há contrato, salário fixo, férias ou garantias de nenhuma natureza. Nota-se, entretanto, que estas novas formas de trabalho e emprego ligadas às plataformas têm sido pouco estudadas dentro da discussão de carreiras e mercado de trabalho (Greenwood & Wattal, 2017). Essa articulação entre carreira e mercado de trabalho na Economia Digital permite traspor uma crítica recorrente aos estudos sobre carreira – a falta de inovação nos trabalhos realizados –, bem como compreender como emergência de novos aspectos políticos e culturais, grupos de trabalhadores e atores que formam os mercados de trabalho marcam as relações de trabalho nos campos campo econômico e social. Dado o panorama descrito sobre o crescimento da Economia Digital, caracterizada pelos movimentos da economia compartilhada e da economia gig, e a partir das bases conceituais do mercado de trabalho e carreira que embasam esta discussão, este trabalho apresenta duas questões centrais para pesquisa: Como se formam os mercados de trabalho na Economia Digital? Como se constroem as carreiras em novas ocupações ligadas à Economia Digital? Para responder a estas questões, este projeto estrutura-se em quatro etapas: 1) Discussão teórica sobre a formação de novos mercados de trabalho e carreira na Economia Digital, cuja base teórica servirá de base para o desenvolvimento de estudos empíricos; 2) Estudos com profissionais que atuam em atividades ligadas ao campo das startups; ; 3) Estudos sobre mercado de trabalho e carreiras relacionados com a atividade de motoristas de aplicativos; e 4) Estudos sobre mercados de trabalho e carreiras relacionados com a atividade de desenvolvedores de softwares.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022