Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alex Lopes da Silva

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • efeito da redução do teor de proteína bruta do concentrado, ao longo da fase de aleitamento, sobre o desempenho de bezerros
  • O presente projeto tem como objetivo avaliar a influência da redução no teor de proteína bruta do concentrado sobre o desenvolvimento de bezerros de origem leiteira. Retornando informações acerca do consumo, desempenho e eficiência de uso do nitrogênio. Serão utilizadas 24 bezerros mestiços, com grau de sangue variando de ½ a ¾ Holandês×Gir e com idade inicial de 3 dias. O experimento será conduzido em um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2×2; sendo 2 volumes de leite (4 ou 8 L/dia) e 2 estratégias de fornecimento de concentrado (convencional ou com teor decrescente de proteína bruta (PB)). A primeira estratégia consistirá no fornecimento de concentrado convencional com 19% de PB durante toda a fase de cria. Já os animais que forem submetidos à segunda estratégia de fornecimento de concentrado, receberão ração concentrada com 25% de PB dos 3 aos 20 dias de vida; com 19% de PB dos 20 aos 40 dias de vida; e com 14% de PB dos 40 aos 60 dias de vida. Desta forma, serão formados 4 tratamentos, os quais serão: 4 L/dia de leite e concentrado convencional (4L + CC); 8 L/dia de leite e concentrado convencional (8L + CC); 4 L/dia de leite e concentrado com teor de PB decrescente (4L + CD); 8 L/dia de leite e concentrado com teor de PB decrescente (8L + CD). Aos 15 e 45 dias de vida, os animais serão submetidos a ensaios de digestibilidade com coleta total de fezes e urina e amostragem de alimentos, com duração de 72 horas. O desempenho dos animais será avaliado através de pesagens realizadas utilizando-se balança mecânica e através de medidas biométricas. Serão realizadas duas coletas de sangue na veia jugular, a primeira no início do experimento (3º dia) e a segunda no fim do experimento (60º dia) para a quantificação do conteúdo de nitrogênio ureico no soro, glicose, insulina e IGF-I.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Nogueira Haas

Ciências da Saúde

Odontologia
  • efeitos do tratamento periodontal em desfechos nefrológicos de pacientes pré-dialíticos: ensaio controlado randomizado de 12 meses de acompanhamento
  • O objetivo do presente estudo será analisar os efeitos sistêmicos do tratamento periodontal em pacientes com periodontite e doença renal crônica (DRC) em fase pré-dialítica. Este estudo será um ensaio controlado randomizado em paralelo e será conduzido com participantes que fazem parte de uma coorte de indivíduos com DRC nos estágios 3 e 4 que estão em acompanhamento no Ambulatório de Doença Renal Crônica (ADRC) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Os exames e tratamentos odontológicos serão realizados no Hospital de Ensino Odontológico (HEO) da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FO-UFRGS). O cálculo do tamanho amostral para esse ensaio clínico resultou em um total de 120 participantes, com 60 participantes por grupo. Os indivíduos serão alocados aleatoriamente em um grupo teste e controle. O grupo teste receberá tratamento periodontal não-cirúrgico padrão que consiste em uma sessão de raspagem, alisamento e polimento corono-radicular (RAP) e instrução de higiene bucal seguida de quatro sessões de raspagem e alisamento radicular subgengival (RASUB) em um período de até 15 dias. Também serão realizadas consultas de manutenção periodontal mensalmente nos primeiros 6 meses, e aos 9 e 12 meses, com remoção profissional de biofilme dental e orientação de higiene bucal. Os indivíduos alocados no grupo controle receberão tratamento tardio, ou seja, o mesmo tratamento do grupo teste, porém após o término dos 12 meses de acompanhamento do estudo. Para análise dos desfechos, serão realizadas coletas sanguíneas em ambos grupos no exame inicial, 3 e 12 meses após o tratamento periodontal. O desfecho primário desse estudo será a taxa de filtração glomerular (TFG) medida em ml/min/1,73m2. Outros marcadores inflamatórios serão avaliados a partir da coleta sanguínea: proteínas C reativa (PCR), interleucinas 1 e 6, fator de necrose tumoral alpha e fibrinogênio. Será utilizada uma análise de acordo com a intenção de tratar. Para análise do desfecho primário de TFG e concentrações sanguíneas de marcadores inflamatórios serão utilizados modelos lineares que levam em consideração a agregação de dentes no indivíduo e o caráter longitudinal do estudo. Médias e erros-padrão serão utilizados para expressar os desfechos sanguíneos e periodontais.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Oliveira Barradas Filho

Engenharias

Engenharia de Energia
  • aplicação de métodos estatísticos e computacionais na avaliação da qualidade de biocombustíveis
  • Na busca por combustíveis alternativos que possam substituir gradualmente os derivados de petróleo, os biocombustíveis vêm ganhando notoriedade mundial, especialmente o etanol e o biodiesel. No Brasil, a produção e o consumo de biocombustíveis têm sido crescentes desde a criação dos Programas Nacionais do Álcool (Proálcool, 1974) e Biodiesel (PNPB, 2005). No entanto, para que o biocombustível seja comercializado é necessário ter o controle rigoroso de fatores tais como alguns parâmetros físico-químicos, além de que muitos desses parâmetros de qualidade demandam a aplicação de determinados procedimentos experimentais demorados e dispendiosos. Esses inconvenientes gerados pelos modelos oficiais têm motivado a proliferação de métodos alternativos que visem o controle da qualidade dos combustíveis com custos menores e depreendam mais rapidamente os resultados. Dessa forma, a avaliação dos parâmetros de qualidade por métodos mais simples e eficientes, aliados à computação, significaria uma alternativa importante no controle de qualidade de biocombustíveis. Nesse contexto, o projeto propõe o desenvolvimento e a aplicação de métodos alternativos eficazes na avaliação da qualidade de biocombustíveis.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Rafacho

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • impacto da exposição a pesticida organofosforado sobre a gestação, no pós-termo, nos fetos, e na prole adulta de ratos: busca por mecanismos de ação
  • Os pesticidas organofosforados estão entre os compostos mais empregados na agricultura e o seu uso em larga escala tem contribuído para a poluição ambiental e risco à saúde, incluindo casos crônicos e agudos de intoxicações, tanto em animais quanto em humanos. Estudos prospectivos sugerem uma relação entre a exposição direta ou indireta a pesticidas organofosforados, e.g., malathion, com o desenvolvimento de obesidade e diabetes mellitus tipo 2 (DM2) em indivíduos adultos. Em paralelo, tem sido demonstrado que a exposição a insultos diversos, como os poluentes ambientais, em períodos críticos do desenvolvimento (e.g., pré- e pós-natal), podem influenciar negativamente no peso corpóreo bem como resultar em disfunções metabólicas em períodos tardios da vida. Neste sentido, destacam-se as substâncias derivadas de atividades industriais, químicas, com potencial de causar desequilíbrio, interferência ou alteração no sistema endócrino, também denominados como disruptores endócrinos, entre os quais estão incluídos os pesticidas organoclorados e organofosforados. A exposição à tais compostos químicos durante períodos críticos do desenvolvimento podem ter efeitos permanentes e irreversíveis, com sérios impactos sobre a saúde durante a infância e a adolescência, e até mesmo para as futuras gerações, por meio de mecanismos de herança epigenéticas. Estudos preliminares obtidos em nosso laboratório revelaram um efeito tardio do malathion durante a gestação. Demonstramos que a ingestão de malathion por 21 dias, em período anterior ao início da gestação, resultou em marcante intolerância à glicose em ratas no período equivalente ao início do terceiro trimestre da gestação, mas não imediatamente ao término do tratamento. Até o momento, porém, não há nenhum estudo pré-clínico ou clínico que tenha avaliado detalhadamente o impacto da exposição a pesticidas organofosforados sobre a homeostase glicêmica ao longo da gestação com o foco na gestante, muito menos acompanhando se os eventuais desfechos são reversíveis no pó-termo. Ainda, nenhum estudo se estende aos fetos e a prole adulta numa única proposta, o que dificulta a interpretação do impacto nos diversos estágios e indivíduos supracitados. Assim, objetivamos avaliar quais as alterações bioquímicas e/ou morfofisiológicas podem decorrer da exposição a esta classe de pesticidas e o quanto destas potenciais alterações podem afetar o metabolismo da prole (fetos e adultos). Uma entre várias hipóteses é de que a exposição ao pesticida malathion, por um período que anteceda a fecundação (e.g., contexto que mimetizaria a exposição ambiental de mulheres no período pré-natal), impacte negativamente sobre a homeostase glicêmica durante a gestação e permaneça inalterada no pós-termo. Também hipotetizamos que os desfechos murinométricos e bioquímicos nos fetos e na prole adulta estarão afetados por esta exposição materna ao pesticida. Num primeiro momento, repetiremos os experimentos com as prenhes a fim de finalizar essas abordagens preliminares e estenderemos todas as abordagens nas prenhes até 2 meses ao pós-termo. Num segundo momento, avaliaremos parâmetros murinométricos, bioquímicos e morfológicos nos fetos e na prole adulta (ambos os sexos). Por fim, buscaremos avaliar o efeito direto do malathion sobre parâmetros moleculares e eletrofisiológicos das células beta pancreáticas com o intuito de revelar possíveis mecanismos de ação do malathion.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Sander da Silva

Ciências Humanas

Educação
  • expressividades estéticas, decomposições imagéticas e constelações formativas em adorno e ŽiŽek
  • A ruptura com antigos parâmetros são realidades que se mostram cada vez mais presentes em nossa era de globalização capitalista. Estamos no limiar de um tempo em que, por um lado, se vislumbra a “apoteose” do progresso técnico-científico, com suas transformações organizativas, com seu caráter de transitividades do conhecimento. Por outro lado, nos deparamos com inúmeros aspectos problemáticos, que estão a gerar, em termos freudianos, um mal-estar civilizatório com guerras, fome, violência, crises em muitos graus e sentidos. A necessidade de reflexão para tais questões tornou-se uma marca central de uma educação atenta para com as problemáticas desse nosso tempo. Nesse horizonte, cabe algumas questões importantes: Como situar a educação no contexto dos problemas contemporâneos, tais como migrações, diversidades culturais, desigualdades sociais e políticas? Como pensá-la nesse momento em que floresce cada vez mais aspectos de barbárie civilizatória do que de emancipação humana? Que rumos podemos pensar para auxiliar na constituição formativa dos sujeitos contemporâneos? Desse modo, o presente projeto de pesquisa pretende se situar no âmbito das discussões atuais sobre os rumos da educação contemporânea num contexto de constituição de sociedades cada vez mais plurais e complexas. A proposta diz respeito em aproximar-se dos estudos sobre os atuais problemas civilizatórios, e de sua interferência direta ou indiretamente nas orientações teóricas-educacionais, a partir de um olhar descentrado do ponto de vista da produção do conhecimento educacional. O que isso significa? Significa buscar orientações teórico-metodológicas que possam indicar caminhos formativos na atualidade numa perspectiva ampla de análise e reflexão. A necessidade de reflexão para tais aspectos torna-se uma necessidade para situar a educação no horizonte dos problemas contemporâneos. Bem como, no modo de pensá-la nesse momento em que floresce cada vez mais aspectos de uma crise de referências do que aspectos consolidados de emancipação humana. Nesses termos, colocamos a seguinte problemática de pesquisa: Qual a potencialidade da expressividade estética na perspectiva da Teoria Estética de Theodor W. Adorno? E, em que sentido pode‐se associar o tema da expressividade estética de Adorno com a noção de paralaxe do filósofo Slavoj Žižek? Como ambas perspectivas contribuem para formulações de proposições para uma educação atual. Nesses termos, objetivo central da pesquisa é analisar obras Teoria Estética de Adorno (2007) e A visão em Paralaxe de Žižek (2008) em suas dimensões de indeterminação, justamente, como potência crítica para formação/educação na sociedade contemporânea. As obras desses filósofos têm alcances distintos, porém, serão interconectadas nessa pesquisa como mote de abertura para compreender as alterações e desafios da sociedade contemporânea. As experiências educativas, tomadas unicamente como meio e fim em si mesmas, tornam-se impedimentos à própria formação cultural, uma vez que ela mesma requer espontaneidade, imaginação e criatividade. A relação da educação com o tempo e o espaço pode diferenciar-se da rapidez do consumo e da maquinaria do mundo, pois este impede e controla a imaginação necessária à própria experiência formativa numa configuração somente de meios e fins. Nesse sentido, é possível pensar a educação como formação cultural se considerarmos as expressividades estéticas e suas decomposições imagéticas capazes de sistematizar experiências cumulativas dos sujeitos educativos (professores e alunos), de modo que sua compreensão da realidade ultrapasse o mero uso de esquemas conceituais pré-definidos no fazer educativo.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022