Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Miriam Maria de Resende

Engenharias

Engenharia Química
  • biolixiviação de chumbo contido em placas de circuito impresso de computadores por cultura mista submetida a campo magnético
  • O grande consumo de equipamentos eletrônicos juntamente com o surgimento de novas tecnologias no mercado impulsiona o crescimento de resíduos eletroeletrônicos. As placas de circuito impresso são encontradas em praticamente todos os equipamentos eletroeletrônicos e são particularmente problemáticas para reciclar devido à mistura de material orgânico, metais e fibra de vidro. Devido à presença dos metais dentre eles metais pesados, as placas são altamente tóxicas. Muitas vezes são descartadas de forma indevida e indiscriminada, normalmente sem nenhum tratamento e junto com os demais resíduos urbanos, contaminando o meio ambiente e causando graves problemas a saúde humana. Elas são industrialmente recicladas pelos processos hidrometalurgicos e pirometalurgicos. A biolixiviação, que é baseada na capacidade de microrganismos solubilizarem metais, pode ser usada para recuperar metais de placas de circuito impresso de computadores. Assim, neste projeto pretende-se estudar a recuperação de chumbo de placas de circuito impresso de computadores obsoletos pelo processo biohidrometalurgico. As placas serão processadas por cominuição, seguida de separações magnéticas e eletrostáticas. A cultura mista submetida a campo magnético será cultivada e adaptada na presença de placas de circuito to impresso. Serão realizados estudos em reatores de bancada com e sem recirculação para avaliar a influência da presença do campo magnético no processo de recuperação de chumbo.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mirian Albert Pires

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • (ir)responsabilidade social empresarial: uma análise de um acidente ambiental
  • Esta proposta de pesquisa busca realizar uma discussão sobre o tema Irresponsabilidade Social Empresarial (IrSE), abordando como alvo de estudo o desastre ambiental causado pela Samarco Mineração S.A. ao município de Mariana-MG, que impactou todas as cidades localizadas na região dos rios Gualaxo do Norte, do Carmo e Doce. Tendo em vista este caso, a proposta de trabalho pretende a discutir, por intermédio de um estudo de caso, como os benefícios econômicos gerados por uma empresa podem influenciar na atribuição de culpa e na intenção punitiva. Os indivíduos que serão pesquisados tratam-se de moradores dos municípios de Anchieta-ES, Colatina-ES, Linhares-ES e Mariana-MG, tendo em vista que essas cidade foram impactadas por esse acidente ambiental. Destaca-se que esta análise também focará na percepção a respeito da severidade do evento, na percepção de ganância da empresa, na sensação de ultraje moral, na intenção de fazer comentários negativos à empresa e na percepção da integridade da empresa por parte de alguns moradores dos municípios que serão foco da pesquisa. A metodologia classifica esta proposta como uma pesquisa quantitativa e qualitativa, a qual fará uso de modelagem de equações estruturais e entrevistas semiestruturadas e em profundidade para a obtenção dos resultados.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mirian Claudia de Souza Pereira

Ciências Biológicas

Morfologia
  • novas abordagens na identificação de vias de sinalização indutoras da hipertrofia cardíaca chagásica e na quimioterapia da doença de chagas.
  • A cardiomiopatia chagásica representa a maior causa de insuficiência cardíaca na América Latina. Embora o benznidazol (Bz), fármaco de primeira escolha para o tratamento da doença, alcance 60-80% de eficiência na fase aguda, estudos clínicos revelaram que o Bz não é capaz de prevenir o agravamento da doença em pacientes crônicos indeterminados. A hipertrofia e fibrose cardíaca encontram-se entre os principais sintomas da cardiomiopatia chagásica crônica (CCC). Portanto, o esclarecimento dos mecanismos que desencadeiam a hipertrofia cardíaca é essencial para a identificação de alvos terapêuticos. Quinase de adesão focal (FAK), uma proteína tirosina quinase não receptora, têm emergido como via de sinalização reguladora da hipertrofia cardíaca idiopática que, curiosamente, foi uma via identificada na entrada do Trypanosoma cruzi em cardiomiócito. Assim, nossa hipótese é que a via de sinalização de FAK transponha sua atuação sinalizadora de entrada de T. cruzi e possa estar diretamente envolvida na patogenia da doença de Chagas, tal como evidenciado na cardiomiopatia idiopática. Assim, temos como proposta deste estudo avaliar a participação de FAK na regulação da hipertrofia cardíaca na doença de Chagas. Para responder estas questões, aplicaremos o modelo de cultivo 2D e 3D de cardiomiócito (murino e humano) e ainda o modelo murino de infecção experimental por T. cruzi in vivo para análise da expressão de ANP (marcador específico de hipertrofia), BNP (marcador de hipertrofia e fibrose), FAK fosforilada nos resíduos Tyr397 e Ser910 além de ERK1/2 fosforilada. Ainda, os resultados insatisfatórios dos ensaios clínicos com fármacos promissores nos últimos anos apontam um cenário preocupante no campo de desenvolvimento de novos fármacos efetivos para combater a doença de Chagas (fase aguda e crônica), podendo se tornar um obstáculo para o alcance das metas de 2020 propostas pela Organização Mundial da Saúde. Neste contexto, investiremos na triagem de compostos derivados de 1,4 naftoquinonas e pirazois, classes de compostos que apresentam elevada atividade biológica contra diferentes agentes infecciosos, incluindo T. cruzi, assim como investigaremos o papel da via metabólica de heme como alvo promissor contra T. cruzi. Neste contexto, outra abordagem deste projeto será analisar o efeito tripanocida das séries de compostos sintetizadas sobre formas tripomastigotas e amastigotas de T. cruzi, estágios de desenvolvimento relevantes na infecção humana. Analisaremos as propriedades físico-químicas e a relação estrutura-atividade da série de compostos analisados com base na sua atividade biológica, visando realizar mudanças estruturais e melhorar a atividade farmacológica. Quanto a análise do metabolismo de heme, investigaremos o efeito de 5-ALA na biossíntese e detoxificação de heme no parasito assim como, seu efeito tripanocida no tratamento combinado com artemisinina e seus derivados. Assim, o desenvolvimento deste projeto contribuirá com novas informações sobre a ativação de vias de sinalização envolvidas na hipertrofia cardíaca induzida na infecção por T. cruzi e ainda, visa identificar novos alvos e compostos efetivos para tratamento da doença de Chagas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mirian Rocho da Rosa Silveira

Ciências Humanas

História
  • i mostra ciênciação
  • O presente projeto propõe a execução de Mostra de Ciências, intitulada “I Mostra CiênciAção”, de abrangência municipal, envolvendo a rede de ensino da educação básica no município de Sombrio, estado de Santa Catarina. Objetiva, de maneira geral, contribuir na formação de cidadãos com maior consciência do papel das ciências no desenvolvimento tecnológico, econômico e social do país e capazes de buscar soluções científicas para questões de relevância contemporânea. Especificamente pretende-se: promover o desenvolvimento e a popularização da ciência, por meio do incentivo ao letramento científico e à indagação; identificar jovens estudantes que demonstrem interesse e potencial para a carreira científica; desmistificar o ensino das ciências e a produção científica e incentivar a participação de meninas na ciência; compartilhar saberes científicos; contribuir para as atividades docentes, propondo novas metodologias para o aprendizado das ciências; além de, divulgar as atividades das instituições de educação básica na comunidade local. O evento proposto caracteriza-se, principalmente: pela integração de toda a rede de educação básica do município (escolas públicas municipais, estaduais, federal e escola particular); por ter foco no aprendizado, na aplicação e na produção de ciência, nas suas várias áreas; por buscar a identificação de experiências exitosas; por colocar ênfase nas áreas da Matemática, das Ciências da Natureza e suas Tecnologias e das Ciência da Informação e Comunicação, porém, incluindo interdisciplinaridade apresentadas pelas demais áreas das ciências. Pretende-se promover o protagonismo, principalmente de meninas na ciência, por meio de uma sessão exclusiva de trabalhos apresentados por elas, conferindo o prêmio “GURIAS CIENTISTAS”, para o destaque da categoria. Em linhas gerais, as atividades a serem desenvolvidas na Mostra inscrevem-se dentro de dois eixos principais: a apresentação de trabalhos submetidos e selecionados para o evento; a oferta de minicursos, oficinas e palestras, visando à abordagem de temas científicos. O Instituto Federal Catarinense Campus Avançado Sombrio, proponente do projeto, é uma instituição de ensino que promove pesquisa científica, numa perspectiva de indissociabilidade do tripé ensino, pesquisa e extensão. Entretanto, apesar de ter algumas experiências em eventos desta natureza, seja como participante ou como organizador, o campus não dispõe ainda, de um evento próprio. Que agregue todas as experiências desenvolvidas em articulação com as escolas da educação básica do município de Sombrio e com comunidade local, dificultando a socialização dos trabalhos e o intercâmbio de ideias. Essa aproximação do IFC-CAS, com as escolas da rede de educação básica, possibilitará difundir conhecimento para uma inclusão produtiva e social, que melhore a qualidade de vida dos estudantes e permita um melhor exercício da cidadania. O projeto será conduzido por um grupo de trabalho, a ser designado por meio da emissão de portaria do campus e que ficará responsável pela condução do projeto, organização e execução da Mostra. Sendo que a instituição proponente buscará manter e/ou estabelecer parcerias com os governos locais, bem como com outras instituições de ensino, pesquisa e extensão. Como estratégias de capacitação e orientação para professores o projeto buscará o incentivo às atividades interdisciplinares, de caráter científico e de inovação, por meio da oferta, ao longo do ano, de palestras e oficinas direcionadas à capacitação de docentes da rede de educação básica, com intuito de incentivar trabalhos dessa natureza. A Mostra promoverá a apresentação de trabalhos e premiará o trabalho destaque nas categorias: tecnologias assistivas, empreendedorismo, tecnologias sociais e livre, além de premiar o trabalho destaque da sessão “GURIAS CIENTISTAS’; além da oferta de palestras, oficinas e minicursos. Contudo, espera-se portanto, que a “I Mostra CiênciAção” tenha, como principais resultados, a integração das escolas em torno do estudo das Ciências e a oportunidade de todos os estudantes da educação básica de Sombrio (SC) acessarem as experiências apresentadas no evento.
  • Instituto Federal Catarinense - SC - Brasil
  • 12/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Mirian Salvador

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • neuroproteção por polifenóis: modulação de danos oxidativos e marcadores inflamatórios em modelo de depressão in vitro
  • A depressão é um problema de saúde pública, sendo caracterizada por transtornos mentais e esta é uma das principais causas de inaptidão profissional ou social mundial. Universalmente, estima-se que 300 milhões de pessoas sejam afetadas por esta doença, sendo as mulheres mais acometidas do que os homens. O aminoácido triptofano (Trp) é um componente essencial da dieta humana, sendo que este pode ser levado para o sistema nervoso central (SNC) onde será convertido em serotonina (5-HT). Em caso de deficiência pode causar baixos níveis de serotonina e assim favorecer a depressão e ansiedade, além de insônia, impulsividade, irritabilidade e incapacidade de concentração, eventos comuns em pacientes com quadro depressivo. O processo natural do metabolismo gera espécies reativas de oxigênio (EROs) que envolvem produção de energia, síntese de substâncias relevantes como hormônios, enzimas, regulação do crescimento da célula, fagocitose e sinalização intracelular. A fim de evitar que o metabolismo sofra com os malefícios das EROs, o organismo responde com o sistema antioxidante. No entanto, quando ocorrem situações de desequilíbrio entre os dois sistemas pró e antioxidante, prevalecendo o sistema pró-oxidante, ocorre o estresse oxidativo. O estresse oxidativo pode estar relacionado ao surgimento de diversas doenças, incluindo desordens neurológicas, neurodegenerativas e neuropsiquiátricas, como a depressão. Apesar das correlações entre estresse oxidativo, inflamação e depressão terem sido descobertas, os mecanismos moleculares que ligam essas condições ainda permanecem por ser elucidados. Uma das hipóteses que explica a associação entre esses processos é o metabolismo da quinurenina. A inflamação ativa a via da quinurenina, um desvio na formação de serotonina a partir de Trp, acarretando em: a) aumento nos níveis de 3-hidroxiquinurenina (3HK) e ácido quinolínico (QA), metabólitos potencialmente neurotóxicos; e b) diminuição nos níveis de ácido kinurênico (KynA), um composto altamente neuroprotetor. O resveratrol é um composto polifenólico (trans-3, 4 ', 5-trihidroxiestilbeno), que ocorre naturalmente nas plantas, incluindo uvas, ervas, vinhos, chocolates, nozes e bagas. Estudos sugerem que este composto fenólico é um forte antioxidante na atenuação do estresse oxidativo, apresentando propriedades anti-inflamatórias, anti-carcinogênicas e neuroprotetoras. Embora o resveratrol seja um polifenol bastante estudado, seus efeitos sobre a depressão ainda não foram investigados. Da mesma forma, o ácido gálico (ácido 3,4,5-trihidroxibenzóico) que é extraído de galhos, folhas de chá, casca de carvalho, avelã e outras plantas (Alkan et al., 2011; Nabavi et al., 2012), e o ácido elágico encontrado em morango, romã, uvas muscadine, castanhas, amora silvestre e framboesa (Espín et al., 2007), apresentam numerosas propriedades biológicas como anti-inflamatório, anti-mutagênico, antioxidante (Giftson et al., 2010) e antimicrobiana (Chanwitheesuk et al., 2007), porém nenhum relato sobre suas ações em pacientes depressivos. Embora exista uma vasta gama de medicamentos disponíveis, cerca de 40% dos pacientes são refratários à terapia medicamentosa. Salienta- se, ainda, os problemas decorrentes da suspensão de uso devido a efeitos adversos causados pelos medicamentos. Neste contexto, é importante destacar a necessidade de novos estudos buscando novas terapias medicamentosas mais efetivas e que apresentem maior segurança ao paciente, e os sistemas nanovetorizados vem ganhando atenção, em função do aumento do potencial de ação do fármaco, além de promover a entrega deste ao alvo específico, minimizando a toxicidade indesejada (Leonardi, 2017; Weiss, 2001). Diante do exposto, é imprescindível elucidar os mecanismos bioquímicos da depressão, os quais poderão servir como base para estudos futuros envolvendo pacientes, assim como acredita-se que as nanoformulações serão a base da farmacologia, especialmente em torno dos polifenóis, visto que são estruturas nanoparticuladas lipofílicas o que facilita a passagem pela barreira hematoencefálica e portanto, garante a estabilidade dos ativos associados. Assim, o presente trabalho tem por objetivo avaliar o possível efeito dos polifenóis resveratrol e ácidos fenólicos em modelo de depressão in vitro utilizando células gliais e neuronais humanas tratadas com quinurenina. Posteriormente, o antioxidante que apresentar melhor efeito biológico será utilizado para nanoencapsulação.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-31/01/2023
Foto de perfil

Mirla Cisne Álvaro

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • “todas as ruas têm nome de homens” : uma análise da construção sócio-histórica e econômica do patriarcado e do racismo na formação colonial brasileira
  • Entender um pouco do nosso passado, identificando traços históricos da nossa formação como sociedade e como povo brasileiro, é indispensável para compreender quem somos, bem como entender as raízes das desigualdades sociais que nos marcam ainda na atualidade. O atual sistema patriarcal-racista-capitalista em que vivemos, tem sua origem tecida na história da colônia, com fortes marcas e feridas feitas entre a senzala e a casa-grande que ainda não foram cicatrizadas. É sobre essa história, no período de mais de 3 séculos de escravidão durante o Brasil colônia, que o presente projeto de pesquisa pretende investigar. Essa demarcação temporal, todavia, não pretende abarcar uma análise detalhada de 3 séculos, dada a impossibilidade em decorrência do caráter deste projeto – pelo tempo e recurso disponíveis - mas, identificar traços das raízes históricas do patriarcado e do racismo sobre as mulheres escravizadas e indígenas no período colonial. Assim, o objetivo geral desta pesquisa consiste em: compreender a relação entre racismo e patriarcado na formação do Brasil colônia. Para tanto, adotaremos como método o materialismo histórico-dialético e realizaremos uma pesquisa de tipo bibliográfica de natureza qualitativa, centrada na leitura interpretativa de pensadores clássicos do pensamento brasileiro, com destaque para Gilberto Freyre, Darcy Ribeiro, Octávio Ianni e Heleieth Saffioti. Realizaremos ainda, uma pesquisa documental junto ao Acervo Nacional e à Biblioteca Nacional sobre o período temporal da pesquisa. Esperamos, fundamentalmente, contribuir para a construção de um referencial analítico marxista-feminista sobre as raízes da nossa história.
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mirna Albuquerque Frota

Ciências Humanas

Educação
  • metaparentagem como fator de proteção à saúde mental na primeira infância: intervenção literária com pais
  • Para a Organização Mundial de Saúde (OMS, 2013), a saúde mental e o bem-estar são fundamentais para o desenvolvimento pessoal e interpessoal do ser humano, devendo a sua promoção, proteção e recuperação constituírem preocupações vitais dos indivíduos, comunidades e sociedades. A pesquisa a ser desenvolvida tem, contudo, foco na promoção da saúde mental da criança na primeira infância, período que abrange os seis primeiros anos de vida (BRASIL, 2016). O projeto objetiva desenvolver e avaliar um projeto de treinamento parental para fortalecimento da metaparentagem na primeira infância O percurso metodológico será de cunho descritivo exploratório com abordagem qualitativa e quantitativa (Questionário) de desenho transversal. O campo de pesquisa será o município brasileiro de Horizonte/CE, localizado na Região Metropolitana de Fortaleza o município de Fortaleza. Participarão da pesquisa as mães de crianças de três anos de idade, em situação de pobreza. Para o tratamento dos dados quantitativos serão tabulados e revisados, para isso, será utilizado o programa estatístico Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 20.0. Os dados qualitativos será utilizado o software webQDA e o NVivo versão 10.0. A pesquisa seguirá as determinações da Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde (2012), que trata dos preceitos éticos na pesquisa com seres humanos.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mirna Stela Ludwig

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • avaliação bioquímica, inflamatória e hematológica associados à fisiopatologia do diabetes mellitus em mulheres diabéticas e climatéricas
  • Dados estimam que em 2025 23% da população dos países desenvolvidos estará com mais de 60 anos, o que projeta um aumento no número de mulheres em pós-menopausa. Atualmente as mulheres latino-americanas convivem com o hipoestrogenismo durante praticamente um terço da sua vida, visto que a expectativa da população feminina na América Latina é de 73,6 anos, porém, a idade da menopausa continua sendo em média 48,7 anos. O hipoestrogenismo está, em geral, associado com alterações no metabolismo lipídico, com o ganho de peso e modificação no padrão de distribuição de gordura corporal, com tendência ao acúmulo de gordura na região abdominal. Mulheres em pós-menopausa podem apresentar queixas diversificadas e com intensidades diferentes, e, muitas passam pelo climatério sem manifestações clínicas evidentes. Em ambos os casos, é fundamental que haja, nessa fase da vida, um acompanhamento sistemático visando à promoção da saúde, o diagnóstico precoce, o tratamento imediato dos agravos e a prevenção de danos. Alterações subclínicas podem estar em desenvolvimento sem que sejam clinicamente manifestas e preceder a instalação de agravos metabólicos e cardiovasculares. O desequilíbrio hormonal e metabólico do hipoestrogenismo altera o sistema de defesa celular, em especial aquele desempenhado pelas proteínas de estresse, como a proteína de choque térmico de 70 kDa (HSP70). A associação dos baixos níveis de estrogênio com a diminuição da concentração intracelular de HSP70 pode estar relacionada com uma menor capacidade de defesa e maior susceptibilidade a agravos e doenças. Por outro lado, o aumento da eHSP70, cronicamente produzido em resposta à inflamação de baixo grau (condição associada especialmente com obesidade visceral), está relacionado com uma resposta pró-inflamatória. Por conseguinte, a proporção na distribuição de HSP70 entre os ambientes extra e intracelular, (Índice H), pode revelar um estado inflamatório e de maior risco de ocorrência de agravos metabólicos. A proposição deste índice como biomarcador de risco de agravo ainda não manifesto clinicamente, vem sendo estudado em nosso grupo desde 2010. É baseado no entendimento de que o balanço entre as concentrações extra e intracelular de HSP70 representa o status de defesa às condições metabólicas adversas. Neste contexto, propomos avaliar as condições bioquímicas, inflamatórias e hematológicas de mulheres diabéticas climatéricas, bem como, estabelecer a razão eHSP70/iHSP70 e sua relação com os parâmetros mencionados. Busca-se estabelecer um biomarcador do estado imunoinflamatório em mulheres diabéticas climatéricas que possa contribuir no estabelecimento de intervenção terapêutica precoce e mais adequada. A população do estudo será composta por mulheres com e sem DM de um município da região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, seguindo critérios de inclusão/exclusão. A análise estatística dos dados será realizada utilizando testes de ANOVA, análise de regressão multivariada, teste de Correlação de Pearson ou teste de Spearman, sendo considerado significativo p≤0,05. O projeto encontra-se aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa da UNIJUI pelo PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP N° 1.173.158. Palavras chave: menopausa, HSP70, diabetes mellitus, mulheres.
  • Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moacir de Miranda Oliveira Junior

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • startups e o desenvolvimento e lançamento de novos produtos: o papel dos ambientes de inovação
  • O estudo proposto tem por objetivo identificar e analisar os recursos oferecidos pelos ambientes de inovação que podem estimular o desenvolvimento e lançamento de novos produtos por startups. Com isso, o problema de pesquisa pode ser sintetizado pela seguinte questão de pesquisa: quais recursos dos ambientes de inovação estimulam o desenvolvimento e o lançamento de novos produtos por startups? Para alcançar o objetivo central os seguintes objetivos específicos foram definidos: (i) desenvolver um modelo teórico que demonstre a relação entre desenvolvimento e lançamento de novos produtos por startups e recursos oferecidos por ambientes de inovação; (ii) verificar empiricamente a existência da relação entre desenvolvimento e lançamento de novos produtos por startups e recursos oferecidos por ambientes de inovação; (iii) verificar empiricamente qual tipo de ambiente de inovação promove maior alavancagem no desenvolvimento e no lançamento de novos produtos por startups; e (iv) verificar empiricamente quais os recursos oferecidos pelos ambientes de inovação mais impactam o desenvolvimento e o lançamento de novos produtos por startups. Embora o conceito de Ambientes de Inovação ainda esteja muito difuso na literatura, esse estudo tomo como pressuposto que são locais ou regiões que fomentam a inovação intensivo em tecnologia. Esses locais ou regiões são: (i) Parques Tecnológicos, (ii) Incubadoras de Empresas, (iii) Aceleradoras de Empresas, (iv) Coworking Spaces e (v) Clusters. O estudo será descritivo e misto - Quantitativo e Qualitativo -, e utilizará, principalmente, as técnicas de (i) levantamento, envolvendo a interrogação direta por meio de questionários estruturados; e de (ii) entrevista, utilizando um roteiro semi estruturado. O universo de pesquisa será representado por todas as startups localizadas no Estado de São Paulo, localizadas ou não em ambientes de inovação. A fase pesquisa abordará um levantamento qualitativo utilizando a técnica de entrevista direta.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moacir Godinho Filho

Engenharias

Engenharia de Produção
  • fatores críticos para a sustentabilidade do lean manufacturing: estudo de múltiplos casos
  • A Produção Enxuta é uma filosofia de gerenciamento que visa otimizar a organização para atender as necessidades do cliente no curto prazo, mantendo a alta qualidade e reduzindo desperdícios. Muitas organizações estão investindo na implantação do Lean para manterem-se competitivas. Na literatura, a maior parte dos relatos mostram casos de implantação e existe uma lacuna tanto no nível teórico como prático sobre os esforços para manter o Lean no longo prazo. Nesse sentido, o objetivo desse estudo é justamente verificar como as empresas estão conseguindo manter seus esforços em Lean. Para isso será realizada uma revisão sistemática da literatura disponível e um estudo de multiplos casos em empresas com um nível de maturidade em Lean. O trabalho buscará contribuir na identificação dos fatores críticos para manter os esforços em lean, contribuindo tanto para a literatura acadêmica quanto para a prática.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moacir José Buenano Macambira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • geocronologia e geoquímica isotópica aplicadas à evolução crustal e metalogenia do amazonia oriental
  • O modelo de evolução geotectônica com base em províncias geocronológicas para o cráton Amazônico, inicialmente proposto nos anos setenta, tem se firmado como aquele que aparentemente mais se adapta às grandes feições geológicas do cráton. Ao longo dos anos, esse modelo tem sido aperfeiçoado e vem conquistando adeptos. Na parte oriental do cráton Amazônico, a problemática da evolução dos domínios geotectônicos tem sido bastante discutida, levando à elaboração de diversos modelos, por vezes conflitantes, para sua evolução geodinâmica e configuração durante o Arqueano e o Paleoproterozoico. Dentre os pontos mais polêmicos, destaca-se a definição da natureza da crosta e dos limites entre as diversas províncias geocronológicas-geotectônicas. Em particular, tem-se como incógnitas a extensão da crosta arqueana da Província Amazônia Central, bem como a sua relação com as províncias paleoproterozoicas que a circundam (províncias Maroni-Itacaiúnas e Ventuari-Tapajós), sobretudo devido à existência de grandes áreas totalmente desprovidas de dados geológicos e geocronológicos. Dessa forma, é imprescindível melhor caracterizar esses domínios, estabelecer as correlações cronoestratigráficas entre os diversos terrenos paleoprotezoicos e distinguir os que representam segmentos crustais juvenis e aqueles constituídos de crosta arqueana regenerada. Este projeto objetiva, juntamente com os levantamentos geológicos básicos, aumentar o acervo de dados isotópicos, principalmente Sm-Nd em rocha total, U-Pb e Lu-Hf em zircão, assim como Rb-Sr, Ar-Ar, Sm-Nd e U-Pb em minerais acessórios de áreas-chave como Província Mineral de Carajás, domínios Iriri-Xingu, Bacajá e Erepecuru-Trombetas, no estado do Pará, e bloco Amapá e domínios Carecuru e Lourenço, no Amapá. Dessa forma, será possível contribuir adequadamente à consolidação dos modelos geodinâmicos para a evolução arqueana e proterozoica do cráton Amazônico e suas mineralizações, incorporando o conhecimento decorrente desses novos estudos e revendo os conceitos dos modelos pré-estabelecidos. Em paralelo, como objetivos metodológicos, pretende-se concluir a implantação e colocar em rotina no Laboratório de Geologia Isotópica da UFPA as análises pontuais U-Pb e Lu-Hf em zircão por LA-ICP-MS e aperfeiçoar aquelas análises já em rotina (p.ex. Pb, Sr e Nd).
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Moacir Rossi Forim

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • avaliação de fatores bióticos e abioticos sobre o perfil metabolômico de gossypium hirsutum l, e sua relação com mecanismos de desintoxicação promovidos por microrganismos associados a spodoptera eridania
  • Os mecanismos químicos de defesa vegetal contra herbívoros são diversos, dinâmicos e mediados por defesas diretas e indiretas. Os metabólitos secundários de defesa são biosintetizados constitutivamente ou em respostas induzidas a danos nas plantas afetando a alimentação, o crescimento e a sobrevivência de insetos herbívoros. Além disso, as plantas também liberam compostos orgânicos voláteis que repelem os herbívoros ou atraem seus inimigos naturais. Essas estratégias atuam de forma independente ou em conjunto uma das outras. Por sua vez, os insetos vêm buscando expertises para superar os mecanismos de defesa vegetal permitindo a prática contínua da herbivoria. Todavia, nossos conhecimentos sobre os mecanismos de defesa vegetal ou de desintoxicação de fitotoxinas por insetos ainda são limitados. Uma das hipóteses levantadas é que os insetos vêm desenvolvendo associações benéficas com microrganismos onde, essas simbioses, promovem a desintoxicação de moléculas vegetais potencialmente tóxicas. Ao mesmo tempo, se observa um padrão de herbivoria para determinadas famílias vegetais e pouca, ou nula, para outras espécies de plantas. Em estudos prévios observamos um padrão entre a herbivoria, ou não, e a atividade inibidora de extratos vegetais sobre microrganismos isolados do trato gastrointestinal de uma espécie de inseto (Diabrotica speciosa), fornecendo indícios que os microrganismos não somente promovem a desintoxicação de moléculas fitotóxicas, mas também definem o tipo de material vegetal a ser consumido. Deste modo, moléculas de produtos naturais podem promover uma quebra na simbiose inseto-microrganismo levando a perda da capacidade de defesa do inseto contra fitotóxicos de cultivos específicos e, ao mesmo tempo, apresentarem um novo mecanismo de ação para o desenvolvimento de novos inseticidas. Assim, o presente projeto tem como objetivo principal dar um andamento nesta linha de pesquisa desenvolvendo estudos de ecologia química pela investigação das relações entre os perfis químicos qualitativo e quantitativo de plantas de algodão (Gossypium hirsutum L.) com sistemas de indução de resistência previamente ativados, ou não, herbivoria e microrganismos associados ao trato gastrointestinal do inseto Spodoptera eridania para o desenvolvimento de novas propostas de controle de insetos praga. Para o sucesso da proposta serão realizados estudos avaliando o perfil químico de compostos voláteis e não-voláteis por técnicas cromatográficas e espectrométricas (HCG×CG-MS/MS e UHPLC-qTOF MS) de plantas de algodão, resistente (FMT-701) e susceptível (DeltaOpal), previamente submetidas a diferentes estresses bióticos e abióticas em comparação com dados comportamentais da S. eridania e ao perfil microbiano desses insetos quando submetidos aos diversos tratamentos. Além disso, serão conduzidos estudos fitoquímicos para avaliar a eficácia de extratos vegetais de plantas do cerrado da UFSCar (Psidium laruotteanum e Casearia sylvestris) e metabólitos secundários contra micro-organismos isolados e devidamente caracterizados do trato gastrointestinal do inseto e na quebra da simbiose inseto-microrganismo com a perda da capacidade do inseto em se proteger contra os sistemas de defesa vegetal. Assim, pretende-se estudar a interação química inter cadeias tróficas entre plantas, insetos e micro-organismos que habitam o trato gastrointestinal destes insetos.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moacyr Cunha de Araujo Filho

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • biocomplexidade e interações físico-químico-biológicas em múltiplas escalas no atlântico sudoeste
  • De forma inovadora, o presente projeto visa relacionar padrões de turbulência a determinados tipos fitoplanctônicos de modo a elucidar as razões pelas quais a região da Confluência Brasil-Malvinas (CBM) é considerada um “hotspot” de diversidade fitoplantônica. Esta iniciativa envolve um esforço conjunto entre 11 instituições, sendo 7 nacionais (4 do Nordeste, 1 do Sul e 2 do Sudeste) e 4 internacionais (2 Americanas, 1 Japonesa e a outra, Italiana), cujo objetivo principal é investigar, de forma interdisciplinar, o papel dos processos físico-químicos e biológicos na estruturação do ecossistema planctônico e nos ciclos biogeoquímicos na região da CBM, de modo a testar a hipótese da existência de uma maior diversidade em regiões de encontro de correntes de contorno. Este objetivo será alcançado através de observações oceânicas e atmosféricas, simulações numéricas e teoria ecológica envolvendo os parâmetros físicos e biogeoquímicos para o diagnóstico e a previsão da distribuição fitoplanctônica, da dinâmica do ecossistema bem como a sua resposta a mudanças climáticas no ambiente no Oceano Atlântico Sudoeste, com foco na CBM e sua extensão.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Moeses Andrigo Danner

Ciências Humanas

Antropologia
  • caracterização, conservação e uso da diversidade genética de espécies frutíferas nativas da família myrtaceae da argentina, brasil e uruguai
  • Conhecer o status da diversidade genética é o primeiro passo para determinar estratégias de conservação e uso de recursos genéticos de espécies frutíferas, pois a diversidade é crucial para a adaptabilidade sob mudanças ambientais e para sustentar a produção local, pois é fonte de características desejáveis para domesticação e cultivo. E estudos de biologia reprodutiva são importantes para definir o sistema de reprodução e, portanto, a distribuição da variabilidade genética nas progênies geradas. O alvo deste projeto é definir o status de conservação da diversidade genética e aprimorar técnicas para o melhoramento e uso sustentável do araçazeiro (Psidium cattleyanum), cerejeira-do-mato (Eugenia involucrata) e jaboticabeira (Plinia sp.), três espécies frutíferas da família Myrtaceae nativas da Argentina, Brasil e Uruguai. Para isso, serão utilizadas técnicas e ferramentas biotecnológicas para realização de estudos em quatro linhas de investigação: (1) análise espacial da diversidade genética na área de distribuição das três espécies, estimado a partir da integração de grande quantidade de dados de marcadores moleculares microssatélites e métodos estatísticos geoespaciais em escala de paisagem (Genética de paisagem); (2) estudos de biologia reprodutiva com abordagens morfo-funcionais, citogenéticas e moleculares para estabelecer os requisitos de cada espécie na produção de frutos e sementes e determinar a origem da variabilidade genética que condiciona a diversidade nas populações silvestres; (3) Estudos de propagação in vitro com uso de técnicas de multiplicação axilar, organogênese e embriogênese somática, e ensaios de propagação ex vitro, para gerar um sistema de propagação in vitro-ex vitro e possibilitar a criação de bancos de germoplasma clonais (minicepas/miniestaquia) como estratégia de conservação ex situ e viabilizando programas de domesticação e melhoramento genético das três espécies. Adicionalmente, também serão testadas tecnologias para avaliação da qualidade física-fisiológica de sementes, produção de mudas em viveiros e técnicas de armazenamento de sementes; (4) Formação de bancos de germoplasma ex situ baseado nas respostas dos estudos anteriores, nas instituições participantes dos três países (Argentina, Brasil e Uruguai). Ao final pretende-se integrar todos estes estudos para: formular planos integrados de conservação in situ e ex situ das três espécies nos três países; definir as bases para o melhoramento genético via seleção e hibridações dirigidas; fomentar a ampliação e a criação de novos bancos de germoplasma; fomentar o uso em pomares comerciais de mudas de genótipos selecionados e propagados; e, criação da “Rede de pesquisa para a conservação e uso de espécies frutíferas nativas da família Myrtaceae no Mercosul”.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 26/11/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Mohammad Reza Dousti

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • vidros e vitrocerâmicos teluritos dopados com íons de terras raras: síntese e caracterização
  • Nesse novo milênio, materiais vítreos e a vitrocerâmicos têm atraído uma grande atenção para investigações científicas e tecnológicas, visando aplicações versáteis. Vidros dopados com íons de terras raras (TR) são candidatos importantes para o desenvolvimento de novos dispositivos ópticos, embora tenham baixas seções de absorção e emissão dos íons TR, baixa resistência mecânica - em comparação com cerâmicas e cristais - e, em muitos casos, baixas solubilidades de TRs ou apresentem efeitos de extinção óptica, quando em alta concentração. Portanto, vários métodos foram propostos na literatura para superar essas desvantagens e melhorar a eficiência dos vidros dopados. Recentemente, a preparação das vitrocerâmicas, através de tratamentos térmicos controlados em seu vidro precursor, surgiu como uma das abordagens mais interessantes para facilitar a preparação de vidros com alta resistência mecânica, boa qualidade óptica e baixo custo, embora possa se beneficiar da fases cristalinas existentes. No entanto, não é fácil obter a composição de vidro e cerâmica desejada, uma vez que a quantidade otimizada de agente de nucleação, tempo e temperatura de tratamento térmico podem alterar as propriedades estruturais e ópticas da amostra em estudo. Especialmente, para alcançar materiais ópticos com transparência na região ultravioleta (UV) até a visível do espectro, o controle do tamanho e morfologia das fases cristalinas é de extrema importância, o que pode ser drasticamente determinante para aplicações. Os vidros telurito estão entre os melhores hospedeiros para se incorporar íons TR, graças à sua alta solubilidade aos TR, alto índice de refração, alta densidade, baixa energia de fônon e uma larga janela de transparência. Apesar de haver muitos trabalhos sobre vitrocerâmica de silicato e oxifluoretos, foi dada menor atenção às vidros e vitrocerâmicas de telurite transparentes, o que poderia aumentar ainda mais a aplicabilidade desses materiais e cujos resultados ter uma grande influência científica na literatura de materiais ópticos e suas aplicações tecnológicas. Uma composição de vidro telurito altamente eficiente, contendo uma pequena quantidade de agente de nucleação e um conteúdo otimizado de flúor - para reduzir ainda mais a energia do fônon e aumentar o tempo de vida do estado excitado dos íons TR – está proposto neste projeto de pesquisa para obter vitrocerâmicas transparente. Espera-se que os vidros e vitrocerâmicas de telurite dopadas com TR apresentam maior transição nas regiões visíveis e próximas do infravermelho, para diferentes tipos de íons TR, tais como Er3+ e Nd3+. Uma das propriedades menos exploradas dos vidros é sua aplicabilidade como ferramentas para medir temperatura. Nesse cenário, nesta pesquisa, a sensibilidade térmica de alguns vidros teluritos e vitrocerâmica de telurite será examinada visando melhorar tanto a termometria como a imagem na janela biológica. Através da presente proposta, vimos solicitar recursos junto ao CNPq para a consolidação da atividade de pesquisa acima referida, a ser realizada na Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho, Campus das Engenharias (UACSA-UFRPE). Essa proposta tem como objetivo desenvolver um estudo experimental com o interesse em unir aspectos de Física Básica e possíveis problemas de interesse em Engenharia, tais como aplicações nas áreas de espectroscopia, comunicação e termometria. Com isso, acreditamos que o projeto carrega um aspecto bastante inovador, pois o mesmo propicia a integração entre pesquisa de conceitos básicos em Física de Estado Solido e Óptica e aplicações em Engenharia.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moises Alberto Calle Aguirre

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • demografia e a influência social das redes pessoais na educação básica da região metropolitana de natal – rn
  • Os indicadores sobre a educação básica pública brasileira põem à mostra uma situação preocupante. Em 2017, apenas 33% das unidades federativas brasileiras atingiram a meta estipulada pelo MEC para o Ensino Fundamental anos finais. O Estado do Rio Grande do Norte não constitui exceção nesse quadro educacional, pois o IDEB em 2017 nas escolas públicas alcançou, em média, 3,4 para os anos finais do Ensino Fundamental. Os dados deste indicador para a capital do estado, Natal, que enfrenta os desafios típicos de grandes aglomerações urbanas brasileiras, foi de 4,8 para Ensino Fundamental anos iniciais e de 3,3 para os anos finais. Quanto aos outros municípios da Região Metropolitana de Natal, esse mesmo indicador oscila de 3,8 a 4,7 para os anos iniciais e 2,3 a 3,6 para os anos finais (INEP, 2018). No caso do ensino médio o quadro não é muito diferente, nenhuma das 27 unidades federativas do Brasil cumpriu as metas estabelecidas. O IDEB do ensino médio do Brasil da rede pública foi de 4,4, abaixo da projetada de 4,7. Na região Nordeste, 30% das escolas m. No caso de Rio Grande do Norte o ensino médio da rede pública alcançou a nota 2,9 (INEP, 2018). Ainda, resultados encontrados sobre os perfis das escolas, mostram as profundas desigualdades existentes nos ambientes da vida social educativa das escolas dos municípios que configuram esta região metropolitana, destacando que a maioria delas estariam com características de ambiente adverso para gerar disposições; seguida pelas escolas com ambiente deficitário para gerar disposições e em proporção bem menor por escolas com ambiente bom para gerar disposições para o estudo (AGUIRRE, et al 2016). Esses indicadores educacionais do ensino básico suscitam a necessidade de uma reflexão teórica principalmente sobre as causas desse medíocre desempenho escolar para que políticas públicas de educação ganhem fundamento em terreno mais sólido. Assim, o arcabouço teórico e metodológico da Demografia da Educação de Cerqueira (2004), Rios Neto e Ruas (2004), na inter-relação da análise da dinâmica populacional e, em particular, da população escolar com o aumento de matriculas e do número de escolas do ensino básico; da Sociologia da Educação de Bourdieu (1990, 1992, 2003, 2004), que constitui guia essencial de discussão teórica que permite dar um conteúdo substantivo à interpretação e compreensão da educação, com base em três esferas de reflexão: i) na noção de campo e de habitus de sua sociologia relacional e nas suas conexões com o êxito escolar; ii) nas inconsistências/falhas de sua sociologia da educação à luz da sociologia da educação de Charlot (2005) e de Lahire (2004); e iii) da Análise de Redes Sociais (ARS) de Wasserman e Faust (1994), Soares (2002) que permite fazer a ponte entre estrutura e sujeito. Reflexões que servem para abrir outras perspectivas de compreensão, no campo das causalidades, sobre o sucesso escolar nos meios populares. À luz dessas reflexões, o objetivo geral deste projeto é: determinar as conexões entre demografia, educação e desempenho escolar com base na análise comparativa de redes pessoais de estudantes de três escolas do ensino médio da Região Metropolitana de Natal – RN. Concomitantemente, os objetivos específicos são: i) Analisar a nova dinâmica demográfica da Região Metropolitana de Natal dos últimos quarenta anos, principalmente em decorrência da queda dos níveis da fecundidade e seu impacto na estrutura etária da população e em particular da população em idade escolar com necessidade de educação básica; ii) Determinar as tipologias dos ambientes da vida social educativa das escolas da Região Metropolitana de Natal, através de um conjunto de indicadores de infra-estrutura e rendimento escolar; iii) Averiguar a medida pela qual o capital social presente na estrutura das relações pessoais dos jovens estudantes e o habitus escolar inculcado em determinados grupos (atores coletivos) podem influenciar ou não o desempenho escolar. Para dar conta desses objetivos, será preciso aprofundar conhecimentos nos campos teórico-conceituais em que o objeto deste projeto se inscreve, isto implica, uma revisão da literatura referente: i) à educação básica na esfera da dinâmica demográfica; ii) à noção do campo, do habitus e do capital social como lente interpretativa do desempenho escolar; iii) ao campo temático da análise de redes sociais; nesse caso, particular atenção será dedicada a seus pressupostos metodológicos. Esse passo servirá, em especial, para chegar à versão mais precisa da metodologia que será utilizada na análise da configuração reticular das redes pessoais dos alunos de três escolas públicas da Região Metropolitana de Natal. Assim, de análises típicas de redes totais para aplicá-las a redes pessoais (McCARTY, 2002), lança mão esta pesquisa. O objeto sobre o qual essa “adaptação analítica” se debruça tem como base informações colhidas na pesquisa “Relações pessoais e relação com o saber na escola pública” pesquisa realizada no período de junho a dezembro de 2014 e na qual foram entrevistados 178 estudantes do ensino básico de três escolas da rede pública da Região Metropolitana de Natal-RN. O plano amostral definiu a seguinte distribuição: na escola “A” foram amostrados 70 estudantes, na escola “B” 81 estudantes e na escola “C” 27 estudantes. Dita pesquisa apresenta dois blocos: i) O primeiro bloco levantou informação de atributos relativos ao campo social, econômico e demográfico; ii) O segundo bloco foi dedicado a colher informações para elaborar a rede pessoal de cada aluno entrevistado têm por base uma lista de livre geração de 45 pessoas que o conhecem e são conhecidas dele: rede de tamanho suficiente para captar tanto os laços íntimos (fortes) quanto os laços fracos (McCARTY, 2002). Além disso, complementarmente será usado Censo Escolar (CE), produzido pelo INEP. Para a manipulação das matrizes relacionais será utilizado o software UCINET e, para a análise e representação gráfica será utilizado o Netdraw.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moisés Evandro Bauer

Ciências Biológicas

Imunologia
  • imunidade inata e senescência celular em dependentes de crack
  • O uso de crack é um grave problema de saúde pública no Brasil, com um custo enorme para a sociedade. O crack apresenta potencial de alterar as respostas neuropsicológicas e imunológicas. O uso de cocaína/crack possui efeitos imunomodulatórios, incluindo supressão das funções efetoras das células T e alterações na produção de citocinas da imunidade inata. Num estudo anterior, vimos que eventos traumáticos na primeira infância influenciam a severidade dos sintomas de abstinência e aumentam níveis plasmáticos de citocinas pró-inflamatórias. A dependência pela cocaína é mantida pelos efeitos da droga nos sistemas de recompensas cerebrais mediados, em parte, por sua ação dopaminérgica. Linfócitos e neutrófilos humanos expressam receptores (DR1 a DR5) e secretam dopamina com importantes funções imunorregulatórias. Dessa forma, en-tender os efeitos do uso crônico do crack sob os receptores dopaminérgicos presentes nas células do sistema imune é um importante passo para o entendimento dos efeitos sistêmicos desta droga e sua relação com aspectos clínicos (e.g., fissura, depressão). O objetivo principal desse projeto é analisar funções da imunidade inata e senescência celular em dependentes de crack (n=30), durante dois momentos da desintoxicação (no início, dia 1, e no final, dia 21), correlacionando aspectos imunológicos, clínicos e psicológicos. Um grupo controle (n=30) também será recrutado. Neutrófilos e macrófagos humanos serão isolados a partir de amostras de sangue periférico. Várias funções da imunidade inata serão investigadas, incluindo produção de citocinas (IL-18, IL-1β, IL-8, IL-12, IL-10, TNF-α e IL-6), quimiotaxia, fagocitose, produção de redes extracelulares de neutrófilos (NETs), e ROS. Os receptores TLRs (TLR-1, TLR-2, TLR-4, TLR5 e TLR-6) e seus reguladores (SOCS1, MyD88s, TOLLIP, TNFAIP3, ST2L e SIGIRR) serão analisados por qPCR e citometria de fluxo. Os receptores de dopamina DRD1, DRD2, DRD3, DRD4 e DRD5 serão mensurados por qPCR nos macrófagos. O esperado é que este estudo tenha um grande impacto em todas as áreas que congrega (Imunologia e Psiquiatria). Este projeto dá continuidade às pesquisas anteriores do nosso grupo de pesquisa. A proposta possui várias características rele-vantes, incluindo: (a) formação de recursos humanos com capacidade de atuação interdisciplinar; (b) conhecer o impacto do abuso de drogas na imunidade inata e envelhecimento do adulto; (c) compreender o impacto dos maus-tratos na infância na resposta imune; (d) consolidar e incrementar a produção do grupo de pesquisas.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moises Palaci

Ciências da Saúde

Medicina
  • operacionalização e avaliação de um novo teste fenotípico capaz de, simultaneamente, isolar, identificar e determinar a sensibilidade de mycobacterium tuberculosis a isoniazida e rifampicina
  • De acordo com o Relatório Global sobre a Tuberculose da Organização Mundial de Saúde (OMS) de 2016, 10,4 milhões de novos casos foram registrados no mundo em 2015, dos quais 5,9 milhões (56%) entre homens; 3,5 milhões (34%) entre mulheres e um milhão entre crianças. Do total de casos computados, 1,2 milhão eram portadores do HIV. A OMS estima que 1,8 milhões de pessoas tenham morrido com tuberculose em 2015, entre as quais 400.000 portadoras do HIV. Em seu relatório, a OMS estima ainda que tenha ocorrido 480.000 casos novos TB resistente a múltiplas drogas (TB-MDR) e 100.000 casos diagnosticados apenas com resistência à rifampicina que seriam elegíveis para o tratamento da TB-MDR. Segundo a OMS, das 580 mil pessoas que em 2015 passaram a ser elegíveis para o tratamento específico da tuberculose multirresistente, apenas 20% foram abrangidas. Apesar dos avanços tecnológicos e de todos os esforços direcionados à pesquisa de novos métodos diagnósticos, não existe até o momento nenhum teste fenotípico ou genotípico com as características desejadas no que se refere à rapidez para obtenção de resultado, simplicidade operacional, baixo custo e alta sensibilidade/especificidade para o diagnóstico da tuberculose e detecção de resistência de M. tuberculosis as drogas antituberculose. Diante desta premissa, o nosso objetivo é operacionalizar e avaliar um teste fenotípico simples e de baixo custo chamado de “Swab Culture Optimized Test” (SCOT-TB) capaz de, simultaneamente, detectar o crescimento, identificar e determinar a sensibilidade de M. tuberculosis a isoniazida e rifampicina a partir de amostras de escarro. O teste SCOT-TB foi desenvolvido por pesquisadores do Núcleo de Doenças Infecciosas da UFES e consiste em uma plataforma denominada de laminocultivo que é formada por um tubo cilíndrico transparente, oco, feito de polipropileno (PP), com abertura em cada uma de suas extremidades. Tampas de rosca são devidamente rosqueados em suas extremidades para garantir a vedação do tubo. Em uma das extremidades do tubo existe uma tampa (superior) na qual são fixadas duas plataformas ou lâminas com faces opostas. Cada lâmina de PP possui dois poços em sentido transversal com base rugosa para aderência do meio de cultura de Ogawa. O primeiro poço contém apenas meio de Ogawa (controle), o segundo contém acido P-Nitrobenzóico (PNB, o terceiro e quarto poços na face oposta, contém meio de cultura de Ogawa com isoniazida (INH) e rifampicina (RIF) respectivamente. O teste é realizado de forma simples, rápida e segura do ponto de vista de biossegurança. Introduz-se um swab na amostra de escarro, transfere-se o swab para uma solução descontaminante por 2 minutos e semeia-se a amostra na superfície dos meios de cultura dos poços do laminocultivo. Ocorrendo o crescimento, é possível identificar o bacilo da tuberculose (presença de crescimento poço controle e ausência de crescimento poço com PNB) e determinar a sua sensibilidade ou resistência a isoniazida e a rifampicina. Este, é o único teste fenotípico existente em âmbito mundial que permite a realização simultânea de quatros exames diferentes: (i) isolamento da bactéria; (ii) identificação da bactéria; (iii) determinação da sensibilidade de MTB a isoniazida; (iv) determinação da sensibilidade de MTB a a rifampicina. Neste projeto os pesquisadores proponentes pretendem, portanto, operacionalizar o processo de produção de laminocultivo, ou seja, adquirir um molde de aço inox para injeção de PP e confecção dos tubos de laminocultivos em escala industrial; produzir kits do SCOT-TB e realizar um estudo multicêntrico para avaliar a sua acurácia.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 05/10/2018-31/10/2021
Foto de perfil

Moises Porfirio Rojas Leyva

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • emaranhamento quântico em modelos na rede e pontos quânticos em metamateriais eletrônicos
  • A mecânica quântica desempenha papel fundamental na computação e informação quântica. Um dos mais simples sistemas quânticos que apresentam características de emaranhamento é a cadeia de Heisenberg de spin-1/2, o qual é considerado o candidato mais natural na física do estado solido, nas propostas de realização de computação quântica. Neste projeto de pesquisa, pretendemos estudar o papel das correlações quânticas em sistemas quânticos híbridos de spins Ising e spins de Heisenberg em cadeias infinítas. Mais especificamente, inicialmente, concentraremos nossos esforços no cálculo analítico deduzidas recentemente pelo nosso grupo que irão abordar o emaranhamento térmico de algumas cadeias infinítas tipo Ising-Heisenberg com uma ou mais impurezas, pretendemos estudar os efeitos das impurezas no emaranhamento, teletransporte de informação e discórdia quântica. Uma segunda linha de pesquisa concentra-se no estudo do grau de emaranhamento de qubits eletrônicos localizados em pontos quânticos erigidos em metamateriais eletrônicos confinados em superficies curvas.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Moisés Tolentino Bento da Silva

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos na melhora induzida por exercício físico sobre dismotilidade gástrica induzida por hipertensão (2r1c) em ratos
  • No Brasil, a hipertensão arterial sistêmica (HAS) atinge 32,5% (36 milhões) e indivíduos adultos, mais de 60% dos idosos, contribuindo direta ou indiretamente para 50% das mortes por doenças cardiovasculares. A HAS frequentemente se associa a distúrbios metabólicos, incluindo alterações funcionais e/ou estruturais de órgãos-alvo, sendo agravada pela presença de outros fatores de risco, como a dislipidemia, a obesidade abdominal e a diabetes do tipo 2. Além dessas disfunções, a hipertensão também pode ocasionar efeitos secundários em outros sistemas fisiológicos como o trato gastrintestinal (TGI), onde a mesma pode gerar sintomas de pancreatite aguda, isquemia da parede gastrintestinal, eritema da mucosa e sangramento para o interior da cavidade gástrica. Nas últimas décadas, muitos estudos foram conduzidos para avaliar os efeitos do SRA no TGI. Assim, vários componentes do SRA foram encontrados amplamente distribuídos ao longo dos tecidos gastrintestinais, incluindo a enzima conversora de angiotensina (ECA), a ANG II e os seus receptores AT1 e AT2, dentre outros componentes. Além disso, foi demonstrado experimentalmente que a administração intraperitoneal de ANG II diminuiu o esvaziamento gástrico de ratos, enquanto que o bloqueio farmacológico de receptores AT1 pela saralasina reverteu esse efeito, sugerindo a importância do RAS na retenção gástrica. Mostramos recentemente que durante o desenvolvimento da hipertensão arterial renovascular 2R1C, esta desencadeia um quadro de dismotilidade gástrica levando a uma diminuição do esvaziamento gástrico, que aparentemente pode ser prevenido pelo exercício físico. Nós sugerimos que aumentos circulantes de angiotensina II durante a hipertensão renovascular é o desencadeador dos efeitos gástricos. Contudo, os reais mecanismos envolvidos ainda permanecem inconclusivos. Assim esse referido projeto tem por objetivos: i) Investigar quais mecanismos envolvidos no exercício físico que promovem melhoria da dismotilidade gástrica em ratos com hipertensão 2R1C; ii) Analisar complacência gástrica e o trânsito intestinal em ratos com hipertensão renovascular e submetidos a exercício físico; iii) Investigar a resposta contrátil in vitro de tecidos gastrintestinais de ratos com hipertensão renovascular e submetidos a exercício físico; iv) Caracterizar os possíveis mecanismos antioxidantes que possam estar envolvidos na dismotilidade de ratos hipertensos 2R1C e qual a influência o do exercício; v) Quantificar o nível de citocinas inflamatórias em amostras de tecido gástrico de ratos hipertenso e submetidos a exercício físico; vi) Avaliar a expressão gênica do sistema renina angiotensina via estudo da ANG I, ANG II, ANG 1-7, ECA2 bem como dos receptores AT1 e AT2.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022