Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Miguel Pedro Guerra

Ciências Agrárias

Agronomia
  • modulação da embriogênese somática e técnicas associadas e suas aplicações para o melhoramento e a conservação de plantas
  • O Laboratório de Fisiologia do Desenvolvimento e Genética Vegetal (LFDGV), do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Agrárias e do Programa de Pós Graduação em Recursos Genéticos Vegetais da Universidade Federal de Santa Catarina, apresenta consolidada trajetória em estudos relacionados com a Fisiologia do Desenvolvimento Vegetal e suas interfaces com áreas correlatas. Os avanços expressivos obtidos ao longo do tempo tornaram o referido laboratório referência em nível nacional e internacional nesta área. De forma geral, sistemas de cultivo in vitro são utilizados como modelos de estudos básicos e aplicados. Assim, ao longo do tempo, no âmbito do referido laboratório, foram estabelecidos sistemas modelos baseados na embriogênese somática (ES) da dicotiledônea (goiabeira serrana - Acca sellowiana), das monocotiledôneas pupunha – (Bactris gasipaes) e Bambusae e das coníferas Araucaria (Araucaria angustifolia) e Pinho Bravo (Podocarpus lambertii). Numa primeira fase de projetos e atividades laboratoriais, esforços foram direcionados para o estabelecimento de protocolos regenerativos baseados na embriogênese somática para estas espécies. Numa segunda fase, objeto da presente proposta, busca-se avançar no sentido de incorporar novas metodologias associadas ao estudo dos processos bioquímicos, fisiológicos, morfohistológicos e genéticos nos sistemas biológicos em estudo. Desta forma, o presente projeto objetiva aumentar a compreensão dos fatores moduladores da embriogênese zigótica e somática em plantas consideradas sistemas-modelo em seus aspectos fisiológicos, genéticos e bioquímicos mais relevantes, visando o avanço no conhecimento destas rotas morfogenéticas e dos fatores que as modulam, bem como em suas aplicações para o uso, conservação, captura e fixação de ganhos genéticos. Mais especificamente busca-se: a) Otimizar protocolos regenerativos baseados na embriogênese somática das espécies alvo, incluindo o uso de Biorreatores de Imersão Temporária; b) Avaliar os efeitos de condições REDOX moduladas pela relação GSH/GSSH no meio de cultura ao longo da embriogênese somática das espécies alvo; c) Proceder analises epigenéticas por meio da metilação global de DNA em culturas in vitro; d) Avaliar a relação da metilação do DNA com a embriogênese somática, bem como o efeito de drogas demetilantes sobre a recuperação do potencial embriogênico em culturas embriogenéticas com redução ou perda de competência; e) Aprofundar estudos sobre o papel das poliaminas na embriogênese zigótica e somáticas das espécies alvo; f) Analisar comparativamente a expressão dos genes em culturas embriogênicas e não embriogênicas ao longo da embriogênese somática; g) Avaliar os perfis proteicos de culturas embrionárias e não embrionárias por meio de análise proteômica diferencial e comparativa; h) Estabelecer e otimizar protocolos para a criopreservação das espécies alvo e avaliar possíveis alterações genéticas e epigenéticas no recrescimento das culturas. Abordagens metodológicas integradas, sistêmicas e multidisciplinares serão empregadas para a consercução dos objetivos propostos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Miguel Petrere Junior

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • viés nas estimativas da biomassa baseadas na captura por unidade de esforço: a influência de distribuições alteradas de zero sob um enfoque bayesiano
  • A relação entre a captura por unidade de esforço (cpue) e a biomassa é um tema importante na pesca comercial e tem sido alvo de diversas pesquisas para garantir a segurança alimentar e o desenvolvimento sustentável em um contexto de mudança ambiental global. De fato, a cpue é utilizada para estimar o tamanho real do estoque e, assim, auxiliar no planejamento da pressão de pesca sobre uma ou um grupo de espécies. Em geral, as capturas nulas são ignoradas na análise de dados pesqueiros, o que tem o potencial de sobrestimar o tamanho do estoque. Assim, o objetivo do presente projeto é pesquisar qual é o efeito de se incluir a captura zero (e seu respectivo esforço) no cálculo de estimadores não-paramétricos da cpue comumente utilizados, avaliando o tamanho de seu vício e daí comparando com estimadores bayesianos. Para tal, serão conduzidas simulações de Monte Carlo, supondo diferentes distribuições para a razão entre a captura e o esforço pesqueiro, variando o tamanho amostral, a probabilidade de ocorrência de zeros no conjunto de dados e formas da distribuição a priori}. Para os estimadores bayesianos, consideraremos o vício da estimativa pontual, bem como a acurácia e a precisão dos intervalos de credibilidade para o tamanho do estoque.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Miguelangelo Gianezini

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • evidenciação de práticas sustentáveis na competitividade das organizações do sul do brasil
  • O presente Projeto pretende aliar práticas sustentáveis e analisar como esse conjunto de fatores que afeta a competitividade das organizações. Considerando que setores da economia regional possuem modos heterogêneos e singulares inerentes as suas atividades, interessa neste plano analisar e explorar informações sobre sustentabilidade em setores específicos, capturando as implicações de políticas sustentáveis, sejam do ambiente ou internas, na competitividade das empresas.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mila Fernandes Moreira Madeira

Ciências da Saúde

Odontologia
  • avaliação do papel de socs2 na modulação da resposta inflamatória e da disbiose na doença periodontal experimental
  • A doença periodontal (DP) é uma doença inflamatória de etiologia infecciosa que acomete os tecidos de suporte dos dentes. A patogênese da DP envolve interações complexas entre o biofilme subgengival e a resposta imunológica do hospedeiro, o que resulta em disbiose e exacerbação da resposta inflamatória. As citocinas pró-inflamatórias e os mediadores lipídicos desempenham um papel crítico na destruição dos tecidos periodontais. A atividade de citocinas, além de ser regulada por mediadores anti-inflamatórios, está sob o controle de moléculas como os supressores de sinalização de citocinas (SOCS), que são reguladores endógenos da via JAK/STAT e acreditamos que possam, assim, desempenhar um papel no controle da inflamação periodontal e, consequentemente, da disbiose. As proteínas SOCS podem ser induzidas em resposta a diferentes citocinas que controlam a atividade de células imunológicas. SOCS2, por exemplo, já foi descrito como responsável por mediar as propriedades anti-inflamatórias de lipoxinas (LXs). Além disso, a indução de SOCS2 representa uma via que, em geral, controla várias respostas inatas. Deste modo, o objetivo deste estudo é determinar o papel de SOCS2 na modulação das respostas do hospedeiro durante a DP experimental induzida por Aggregatibacter actinomycetemcomitans (Aa). O modelo de DP será induzido em camundongos C57B6 selvagens (WT) ou deficientes para SOCS2 (Socs2-/-). 30 dias após a infecção inicial, os camundongos serão eutanasiados e as hemimaxilas removidas e processadas para avaliação da perda óssea alveolar, recrutamento de neutrófilos e produção de citocinas. Será avaliado o papel de SOCS2 como modulador das vias desencadeadas por mediadores lipídicos como Fator de ativação Plaquetária (PAF), LXs e leucotrienos (LTs) na patogênese da DP. Avaliaremos também uma possível interação de SOCS2 com a enzima 5-lipoxigenase (5-LO) e os receptores AhR e FPR2/ALX. Além disso, será avaliada a composição da microbiota bucal nestes camundongos, durante o percurso da DP.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Milan Lalic

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo teórico dos vários materiais de interesse científico e tecnolôgico
  • Pretende-se nesse projeto estudar teoricamente uma série de compostos interessantes do ponto da vista científico e (ou) tecnológico: (1) semicondutor magnético Co3O4, (2) cintilador MgB4O7, (3) detector CaF2 e (4) a família RMTO3 (R = Ho,Er e MT = Mn; R=Lu,Sc e MT=Fe) com estrutura cristalina hexagonal. Todos esses materiais são tecnologicamente importantes e utilizados na prática. Co3O4 é utilizado em diversas aplicações tecnológicas, principalmente devido às suas atividades catalíticas e fotovoltaicas com absorção óptica na região do visível. O MgB4O7 é usado como detector de radiação, mas contendo os núcleos de Li-6 e B-10 serve também como detector de nêutrons. O CaF2 é um conhecido material luminescente que, quando dopado com íons das terras raras, utiliza-se como detector pessoal e clínico, além de outras aplicações da termoluminescência e luminescência opticamente estimulada. Os compostos RMTO3 são multiferróicos em uma faixa especifica de temperatura, pertencendo a uma classe de materiais que atraem muita atenção recentemente devido às inúmeras possibilidades de aplicações em eletrônica e spintrônica. Apesar de fato que muitas propriedades desses compostos já fossem investigadas, ainda existem muitos assuntos controversos, não conhecidos ou não esclarecidos. Planeja-se no projeto estudar propriedades estruturais e eletrônicas do Co3O4 sob condições ambientes e sob alta pressão externa. Espera-se com isso esclarecer dúvidas sobre sua estrutura eletrônica e diagrama de fase PV. Também se planeja investigar as propriedades estruturais, eletrônicas e ópticas do MgB4O7 dopado com lantanídeos, com objetivo de preencher a lacuna de conhecimento que existe atualmente sobre essas propriedades e assim entender e interpretar os espectros de absorção e emissão da luz experimentalmente observados. No caso do CaF2, pretende-se realizar um estudo experimental-teórico que deverá sistematizar as propriedades de luminescência do material em função dos dopantes. No caso dos multiferróicos, a maior atenção será prestada na solução das questões sobre as ordens magnéticas não colineares, determinação do band gap e interpretação dos espectros ópticos. O projeto deverá ser realizado com auxílio dos cálculos teóricos utilizando o método de primeiros princípios “Full Potential Linear Augmented Plane Waves”, baseado na teoria de funcional da densidade (DFT) e TD-DFT (“Time Dependent DFT”). A equipe que deverá desenvolver o projeto inclui o proponente (coordenador), um colaborador e quatro alunos da pós-graduação. Solicita-se no projeto a melhoria dos recursos computacionais que viabilizariam a realização do projeto.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Milena Botelho Pereira Soares

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • produto terapêutico à base de vesículas extracelulares derivadas de células-tronco mesenquimais humanas para tratamento de lesão raquimedular e neuropatias dolorosas
  • Lesão raquimedular (LRM) se refere à lesão da coluna vertebral, e tem consequências devastadoras para o bem-estar físico, financeiro e psicossocial dos pacientes. A incidência mundial anual de LRM é da ordem de 15 a 40 casos por milhão de habitante. Apesar dos poucos estudos da epidemiologia da LRM no Brasil, estima-se uma incidência de 40 por milhão por ano. As complicações clínicas da LRM incluem perda da mobilidade, disfunção urinária, sexual e reprodutiva, espasticidade, perda de sensibilidade e, paradoxalmente, dor neuropática. A dor impacta fortemente no estado de saúde e qualidade de vida desses pacientes, considerando não apenas sua severidade e duração, mas o perfil refratário ao tratamento farmacológico. O tratamento da LRM inclui cirurgia, terapias farmacológicas paliativas e reabilitação, que induzem apenas discretas melhorias clínicas. Nesse contexto, nosso grupo de pesquisa tem demonstrado ao longo dos últimos dez anos, tanto em condições experimentais quanto clínicas, o potencial terapêutico de células-tronco mesenquimais (MSC) na LRM e dor neuropática. Avanços do conhecimento na área de terapia celular indicam que as vesículas extracelulares (VE) derivadas de MSC (VE-MSC), preservam as propriedades terapêuticas dessas células. Dessa forma, a utilização terapêutica de VE contorna os riscos e limitações associados às terapias com células vivas, e possui perfil intrínseco para o desenvolvimento de produtos terapêuticos. Entretanto, o desenvolvimento de produtos baseados em VE-MSC requer a superação de diferentes obstáculos, como o baixo rendimento e a produção em condições xeno-free e GMP (Good Manufacturing Practices). Com base no exposto, a presente proposta foi delineada para desenvolver um produto terapêutico off-shelf à base de VE-MSC humanas, produzidas em escala otimizada e condições xeno-free e GMP, bem como, investigar seu perfil de estabilidade e validar suas propriedades terapêuticas pré-clínicas na lesão raquimedular e dor neuropática. Ressalta-se que os dados desse projeto poderão ser aplicados na geração de um produto de terapia celular avançada alogênico, disponibilizando uma abordagem terapêutica inovadora para o tratamento de pacientes com LRM e dor neuropática refratária. Esse estudo está alinhado com a Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência no Sistema Único de Saúde (SUS) (Portaria nº 1.060, 2002), e seu produto se insere na lista de produtos estratégicos para o SUS (Portaria nº 3.089, 2013), como um produto de alto conteúdo tecnológico e obtido por rotas biológicas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Milena Cláudia Magalhães Santos Guidio

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • partilhas literárias para a elaboração de práticas de leitura interdisciplinares: proposta de mediação em escolas públicas dos estados da bahia e de rondônia
  • A presente pesquisa pretende discutir a questão do lugar institucional da literatura na Educação Básica por meio de pesquisa-ação realizada com professores do ensino médio de escolas públicas de dois Estados brasileiros, a saber Bahia e Rondônia. Será desenvolvida em espaços investigativos mediados pela pesquisa-ação, denominados, neste trabalho, de laboratórios experimentais interdisciplinares, cujos sujeitos-professores constituem-se como autores das reflexões acerca do lugar institucional da literatura. É um desdobramento do projeto “Saberes vagalumes: apropriações literárias para a constituição de práticas de leitura interdisciplinares”, contemplado na chamada do Edital CNPQ/MCTI n. 25/2015 Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas. A experiência de construção da Licenciatura Interdisciplinar em Linguagens da Universidade Federal do Sul da Bahia, cuja parceria institucionalizada com o governo do Estado possibilitou a criação de Complexos Integrados de Educação (escolas públicas sob a orientação pedagógica da Universidade, com a proposta de ensino integral a alunos dos últimos anos do ensino médio), é fator determinante para o desencadeamento das ações propostas. Uma das hipóteses é de que a criação de ambientes de proposição e de escuta de práticas interdisciplinares na área de literatura permitirá um melhor reconhecimento do estado atual da literatura em face das políticas públicas educacionais propostas para a Educação Básica no que diz respeito à área em estudo. Parte-se do princípio de que atualmente outras áreas como a Educação e o ensino de Língua Portuguesa desconsideram a literatura como disciplina que possui seu próprio campo de atuação, subsistindo a ideia de que cabe a esta tão somente o papel de médium de expressões linguísticas e político-ideológicas. Esse trabalho justifica-se, ainda, pela ausência de políticas educacionais bem definidas que se mostrem consistentes para a garantia do espaço institucional da literatura no interior das escolas e da universidade brasileiras. Por essas razões, propõe-se uma pesquisa-ação em que se investigarão práticas literárias com vistas ao ensino de literatura brasileira, mediante a formação de “laboratórios experimentais interdisciplinares”, que servirão para refletir sobre a organização tanto da arquitetura curricular de Licenciaturas Interdisciplinares quanto da Educação Básica no que diz respeito aos estudos literários.
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Milena de Paiva Cavalcanti

Ciências Biológicas

Imunologia
  • avaliação do potencial imunomodulador de novos compostos candidatos ao desenvolvimento de terapias contra as leishmanioses.
  • Em relação à terapia nas leishmanioses, acredita-se que haja uma dependência, ao menos em parte, das alterações na resposta imune do hospedeiro frente ao parasito. Além da toxicidade e efeitos adversos provocados pela medicação atualmente empregada, resultados obtidos demostram que sua ação contra o parasito não é efetiva ao ponto de todos os pacientes apresentarem cura parasitológica. Estes dados reforçam a importância da busca por medicamentos que possam vir a ser utilizados de forma aditiva ou substituta à terapia atual, que relacionem a complexidade das leishmanioses, bem como a resposta imune dos pacientes. Neste contexto, novas drogas têm sido estudadas; havendo destaque para os derivados de ftalimidas com ampla variedade de atividades biológicas, incluindo atividade anti-inflamatória. Estudos anteriores do grupo, com um novo híbrido derivado de ftalimida e triazol, demonstraram o potencial leishmanicida sobre Leishmania (Viannia) braziliensis e Leishmania (Leishmania) amazonensis; resultados favoráveis à realização de ensaios in vitro e investigação dos mecanismos envolvidos, incluindo atividade imunomoduladora sobre as células do hospedeiro. Desta forma, esta pesquisa tem como objetivo avaliar o perfil de resposta imune celular induzida por novos compostos em pacientes com leishmanioses (tegumentar e/ou visceral) e cães com diferentes quadros clínicos da Leishmaniose Visceral (LV). Será adotada uma amostragem de conveniência, de acordo com o número de casos de leishmanioses obtidos durante o período do projeto. Serão obtidas amostras de sangue de cães e de pacientes humanos. Após a triagem diagnóstica, as amostras serão classificadas em grupos (Cães: controle e positivos para LV; Humanos: controle, sintomático positivos para LV e sintomático positivos para leishmaniose tegumentar - LT) para análise do perfil de resposta imune induzido por diferentes compostos após cultivo celular. O diagnóstico para LV canina será feito através de exames sorológicos, PCR quantitativa em tempo real (qPCR) para as diferentes leishmanioses, exame parasitológico, exame sorológico para Doença de Chagas; e o diagnóstico em humanos através de exame parasitológico para LT e qPCR para LV e LT. Será realizado a expansão das formas promastigotas L. (L.) infantum e L. (V.) braziliensis para obtenção das frações antigênicas. Os novos compostos derivados ftalimídicos-triazólicos foram cedidos pelas equipes parceiras da UFPE e UFRPE, e estão sendo avaliados pelos mesmos no Laboratório de Biologia Celular de Patógenos (IAM/FIOCRUZ) quanto à inhibitory concentration - IC50 em cultura de L. (L.) infantum/ L. (V.) braziliensis. A partir desses dados, será selecionado um determinado número de compostos para a análise do Índice de Seletividade (IS), em células mononucleares do sangue periférico (PBMC) canino e humano. A partir do IS, os melhores compostos serão escolhidos para realização dos ensaios de avaliação da resposta imune. Será realizada a avaliação da expressão relativa de mRNA das citocinas dos perfis de resistência e susceptibilidade, a partir de PBMC dos indivíduos pertencentes aos grupos de estudo, após os estímulos com fitohemaglutinina (PHA), com os novos derivados ftalimídicos-triazólicos (3 a 5 concentrações a partir da IC50), com Antimoniato de Meglumina (Glucantime®), com antígeno bruto, e sem estímulo (controle negativo), para os cães ainda será realizado estímulo com Miltefosina (MilteforanTM). O RNA total derivado do PBMC será extraído utilizando o protocolo para amostras em TRIzol® e transformado em cDNA. Após a dosagem da concentração das amostras em espectrofotômetro, os níveis de mRNA para citocinas do perfil Th1 (IFN-ɣ; TNF e IL-2), Th2/Treg (IL-4, IL-10, TGF-β) e Th17 (IL-17) serão quantificados por qPCR (Sistema TaqMan®) através do sistema de detecção de sequências ABI-PRISM 7500 e usando o kit TaqMan® Gene Expression PCR Master Mix (Applied Biosystems). Como controle endógeno da reação será utilizada o Dog GAPDH ou o Human GAPDH. A expressão relativa (Relative quantitation - RQ) do mRNA será calculada após normalização das amostras com o controle endógeno pelo método do Cycle threshold comparativo. Todas as amostras serão analisadas em triplicata e expressas como a média  desvio-padrão. Após os diferentes estímulos, a partir dos sobrenadantes das culturas de PBMC de cães será realizada a quantificação de citocinas de perfil Th1 e Th2 extracelulares (TNF e IFN-g; IL-4 e IL-10) através do método de ELISA. A partir dos sobrenadantes de cultura de PBMC humano será realizada dosagem da secreção de citocinas utilizando o BD™ CBA Human Th1/Th2/Th17 Cytokine Kit (Becton Dickinson). Também através dos sobrenadantes dos PBMCs (cães e humanos) será realizada a dosagem de níveis de óxido nítrico pela reação de Griess. Espera-se obter subsídios científicos que direcionem estudos para o desenvolvimento novas terapias, com aplicações para a Saúde Pública, objetivando a promoção de melhorias na terapêutica da população afetada, gerando conhecimento que fundamente terapias que considerem a doença em sua magnitude e não apenas com foco no agente causal da doença, aliadas à interrupção do ciclo de transmissão por meio do tratamento, remissão dos sintomas e redução da carga parasitária na pele do principal reservatório doméstico para a LV, os cães.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Milena Soriano Marcolino

Ciências da Saúde

Medicina
  • criação de um modelo para gestão e manejo de pacientes com doenças cardiovasculares com indicação de anticoagulação oral
  • O Brasil passa, atualmente, por um período de transição demográfica acelerada, o que acarreta um aumento da prevalência de condições crônicas de saúde. Entre estas condições, destaca-se a fibrilação atrial (FA), fator de risco maior para o desenvolvimento de acidente vascular cerebral (AVC), doença com alto impacto para a sociedade, em termos de morbidade e mortalidade. O aumento da prevalência de hipertensão e diabetes, fatores que aumentam o risco de AVC em pacientes com FA; o aumento da sobrevida de pacientes pós-infarto agudo do miocárdio, que em casos de infarto anterior apresentam risco aumentado de trombose intracardíaca e cardioembolia; e o fato que a doença de Chagas, que aumenta o risco de AVC em pacientes com FA, assim como as valvulopatias reumáticas, ainda são condições prevalentes em nosso meio; aliado ao fato de que na prática clínica apenas pequena proporção de pacientes recebe a terapia anticoagulante, requer uma solução. O presente projeto objetiva o desenvolvimento e implantação de modelo viável de controle de anticoagulação de pacientes em uso de varfarina, com o uso de ferramentas de telessaúde, incluindo aplicativo com suporte à decisão clínica e uso de teleconsultorias, a fim de aumentar a segurança do profissional que acompanha pacientes em uso de varfarina, melhorar o tempo da faixa terapêutica desses pacientes e, com isso, possibilitar prevenção primária e secundária de acidente vascular cerebral e outros eventos cardioembólicos. Será desenvolvida uma ferramenta de rastreamento de fibrilação atrial na atenção primária, os profissionais de saúde serão treinados e será realizado um estudo piloto. Este estudo terá delineamento quase-experimental , com recrutamento de 101 pacientes, que serão avaliados antes e depois da implementação do modelo, com o uso do aplicativo. O desfecho primário será o tempo na faixa terapêutica: espera-se aumentar o tempo médio na faixa terapêutica de 50% para 60%. A satisfação dos profissionais de saúde com o uso do aplicativo será avaliada.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Milene Carvalho Bongiovani

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • flotação como pós-tratamento de lixiviado de aterro sanitário
  • A geração de chorume é um grande problema para os aterros sanitários municipais e provoca uma ameaça significativa às águas superficiais e subterrâneas. Com a finalidade de minimizar esta problemática, esse trabalho tem como objetivo principal avaliar o processo de coagulação/flotação por ar dissolvido utilizando diferentes tipos de coagulantes no tratamento de lixiviado de aterro sanitário com possibilidade de reuso. Os ensaios experimentais de coagulação/flotação serão divididos em 3 etapas com as seguintes características: etapa 1 será realizada a caracterização do lixiviado; etapa 2 será subdividida em testes A, B, C e D que consistem de testes de coagulação/flotação com diferentes tipos de coagulantes (PAC e Tanfloc) e floculantes (aniônico e catiônico) em diferentes dosagens. No teste A, serão realizados testes somente com adição dos coagulantes PAC e Tanfloc, sem emprego de floculantes. No teste B, os polímeros aniônico e catiônico serão testados na função de coagulante primário, sem emprego de auxiliar de coagulação. Já na etapa C serão realizados testes com adição dos coagulantes PAC e Tanfloc e os polímeros aniônico e catiônico serão empregados como floculantes. Já no teste D, serão realizados testes com as dosagens ótimas obtidas nas etapas A, B e C. Nas etapas A, B e C serão avaliados os parâmetros cor, turbidez e UV254nm e na etapa D serão avaliados os mesmos parâmetros realizados na caracterização inicial do lixiviado (Etapa 1). Na Etapa 3 serão estimados os custos com o uso dos coagulantes e floculantes, relacionando a dosagem aplicada com a vazão bombeada na ETE do aterro sanitário. Espera-se que os resultados obtidos revelem viabilidade e eficiência deste tratamento na remoção dos parâmetros avaliados, principalmente com a utilização do coagulante natural.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Milton Andre Tumelero

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • magnetismo e propriedades magneto-elétricas em sistemas supercondutores não convencionais
  • Este projeto de pesquisa visa investigar a relação entre fases ferromagnéticas e fases supercondutoras em materiais supercondutores não convencionais. O estudo será focado em sistemas Bi-Ni, como monocristais de Bi3Ni e multicamadas de Bi/Ni. A caracterização das amostras será baseada em medidas de transporte elétrico e magneto-elétrico, como efeitos Hall, em baixas temperaturas e altos campos magnéticos. Caracterizações magnéticas darão suporte as medidas elétricas. Espera-se com este projeto entender os mecanismos de interação magnética nestes materiais supercondutores não convencionais.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Milton Cezar Ribeiro

Ciências Biológicas

Ecologia
  • biodiversidade e serviços associados: peld corredor cantareira mantiqueira
  • As áreas agrícolas e urbanas tem se expandido e substituído áreas de vegetação nativa em um curto espaço de tempo, causando perda da biodiversidade e comprometendo a manutenção de serviços ecossistêmicos em todo o mundo. Além da diversidade biológica que abrigam, as áreas de vegetação nativa são responsáveis por prover um conjunto de serviços diretos e indiretos para a população. A Mata Atlântica - que é um dos ecossistemas mais biodiversos do planeta - fornece água para o consumo de mais de 125 milhões de brasileiros. No entanto, mesmo que as pesquisas tenham avançado e identificado alternativas para conciliar a conservação de áreas de vegetação nativa e a produção de bens de consumo e serviços, elas não são suficientes. Principalmente nos trópicos, o conhecimento sobre as perdas e os impactos causados ao longo do tempo pela conversão do uso e cobertura da terra é incipiente, até mesmo pelo tamanho da diversidade que ecossistemas como a Mata Atlântica abrigam. Desta forma, o presente projeto tem como objetivo principal entender como a estrutura espaço-temporal das paisagens e variáveis bióticas e abióticas podem influenciar na distribuição de espécies de fauna e flora, processos ecológicos, funções ecossistêmicas e serviços ecossistêmicos associados na região do Corredor Cantareira Mantiqueira. O sítio PELD proposto já foi foco de outro projeto relacionado a conservação da biodiversidade. Nesta Fase 2 do PELD CCM, serão coletados novos dados nessa área a fim de dar continuidade ao levantamento destes dados e elaborar uma base de dados temporal, padronizada e de alta qualidade para esta região - que tem um papel fundamental na provisão de água para a região mais populosa do País. A partir do projeto proposto serão respondidas as seguintes perguntas: Pergunta 1: Como a perda e fragmentação da vegetação nativa influencia diferentes táxons e, quais são seus motivadores em diferentes escalas espaciais e temporais? Pergunta 2: Quais são os recursos complementares que diferentes tipos de uso e cobertura da terra (matrizes antrópicas) podem oferecer a diferentes organismos? Pergunta 3: Em quais períodos de tempo as condições oferecidas por diferentes ambientes são menos ou mais favoráveis a diferentes organismos e como isto pode influenciar componentes vitais da paisagem como a conectividade funcional? Pergunta 4: Qual é a relação entre os padrões da paisagem e a funcionalidade dos ecossistemas e como a provisão de serviços pode ser entendida com uma abordagem multi táxon em múltiplas escalas? Pergunta 5: Como a resiliência das funções dos ecossistemas variam ao longo do tempo e espaço? Pergunta 6: Como caracterizar o funcionamento e os serviços dos ecossistemas em uma abordagem espaço-temporal? Pergunta 7: Quais são as relações entre as diversidades taxonômica alfa, beta e funcional em uma abordagem multi táxon e variáveis em diferentes escalas espaciais? Para responder essas perguntas, além de iniciar uma coleta temporal de dados de biodiversidade, uma vez que, os novos dados serão comparados com a base de dados já existente, serão realizadas coletas de novos táxons e traços funcionais específicos a fim de que seja possível responder as perguntas associadas a serviços ecossistêmicos. Também serão incorporadas questões relacionadas a saúde e a condição sócioecológica do sítio PELD que ainda não foram abordadas em um contexto multi-escala. Para isso, os dados de biodiversidade relacionados a mamíferos terrestres e voadores, invertebrados, anuros, plantas, peixes, aves e funções associadas serão coletados de forma padronizada e comparáveis ao banco de dados pré-existente. Os dados de diversidade (Ex: diversidade taxonômica alfa, beta e funcional) serão relacionados com uma série de variáveis de estrutura e composição da paisagem em diferentes escalas espaciais e temporais. Os dados sócioecológicos serão coletados em propriedades rurais e a partir de oficinas para que seja possível entender qual é a percepção dos produtores locais em relação ao conceito de biodiversidade e práticas sustentáveis na produção. Além disso, unidades demonstrativas serão realizadas com o objetivo de promover a interação entre a comunidade local e os conceitos relacionados a conservação da biodiversidade e restauração florestal. Essas atividades também serão realizadas em escolas rurais e urbanas. A interação entre as atividades propostas neste projeto e a comunidade local será feita a partir de atividade de educação ambiental e de interação com os produtores locais (Ex: produzir material que caracterize a biodiversidade dentro das propriedades rurais). Essa variedade de informação coletada será analisada a partir de modelos ecológicos e métodos qualitativos e quantitativos. Além de artigos científicos com alto fator de impacto, a principal contribuição deste projeto será uma caracterização socioambiental e ecológica em uma escala fina que permitirá a elaboração de políticas públicas voltadas à conservação da biodiversidade, gestão e definição de novas unidades de conservação, planejamento eficiente do uso e cobertura da terra e pagamento por serviços ambientais. Todas as perguntas científicas propostas neste projeto ainda não foram totalmente exploradas, principalmente em paisagens tropicais e biodiversas como as brasileiras. Além desta contribuição científica, os métodos de monitoramento da biodiversidade a partir de dados de sensores remotos sonoros (Monitoramento Acústico Passivo) trazem inovação ao projeto, uma vez que, esse método ainda é pouco explorado e um melhor entendimento pode trazer avanços surpreendentes para o monitoramento da biodiversidade em larga escala. O grupo de pesquisadores associados a este projeto compõe diversas áreas da ciência, característica que permite que as perguntas complexas e interdisciplinares propostas sejam respondidas.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 04/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Milton Costa Lima Neto

Ciências Biológicas

Botânica
  • regulação do estado redox, fotoinibição e mecanismos fotoprotetores do fotossistema i sob diferentes condições de luz
  • A fotossíntese é o processo chave para conversão de energia luminosa em energia química, sustentando a maior parte da cadeia trófica do planeta. Atualmente, os sistemas agrícolas vêm sofrendo uma enorme pressão devido ao aumento da população mundial, demanda por alimento, escassez de áreas agricultáveis, aumento do consumo e a necessidade de novas matrizes energéticas. Sobretudo, com o atual cenário de mudanças climáticas, a produção agrícola deve sofrer quedas em sua eficiência e produtividade, principalmente em países em desenvolvimento, e particularmente em regiões tropicais. Dessa forma, o entendimento dos mecanismos fotossintéticos e fotoprotetores são cruciais e de importância estratégica. Diversos grupos têm estudado a importância da fotoinibição do fotossistema II (PSII) para a eficiência fotossintética. No entanto, são raros os trabalhos versando sobre a fotoinibição do fotossistema I e seus mecanismos fotopretotores. Dessa forma, essa proposta tem como objetivo principal avaliar e elucidar o papel da fotoinibição do PSI, bem como seus mecanismos fotoprotetores, para a eficiência fotossintética. Como modelo experimental serão utilizadas folhas de arroz (Oryza sativa L.), pinhão-manso (Jatropha curcas) e mamona (Ricinus communis) expostas à diferentes condições de luz (constante e flutuante) e diferentes graus de fotoinibição do PSI por repetições de pulsos de saturação rápidos. Serão avaliadas as trocas gasosas, fluorescência da clorofila a, absorbância do NIR, cinéticas de alta resolução do PSI e PSII, atividades enzimáticas e a quantificação de proteínas chaves da cadeia transportadora de elétrons do cloroplasto por meio de westernblots. Esse conhecimento tornará possível a adequação metodológica do estudo da eficiência quântica do PSI, bem como a seleção de genótipos e cultivares mais tolerantes aos estresses abióticos para uma maior eficiência fotossintética e produtividade.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Milton José Porsani

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • inct de geofísica do petróleo
  • O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Geofísica do Petróleo (INCT-GP) teve seu início em abril de 2010 (com 26 pesquisadores) e sua vigência finda em abril de 2015. Na presente proposta ele reúne 43 pesquisadores de cinco instituições de ensino (UFBA, UFPA, UFRN, UNICAMP, UENF) que representam a quase totalidade da experiência da universidade brasileira na área de pesquisa e formação de pessoal em Geofísica Aplicada à Exploração e Estudos de Reservatórios de Petróleo. O INCT-GP soma os esforços conjugados de quatro pós-graduações e quatro graduações em geofísica/engenharia do petróleo, bem como de um grupo de pesquisadores em geofísica, vinculados a duas pós-graduações (Matemática Aplicada e Ciências e Engenharia do Petróleo). Nesta proposta de continuação, ampliamos o INCT-GP com a inclusão de um novo grupo, formado por pesquisadores de computação de alto desempenho da Faculdade SENAI CIMATEC/BA. A incorporação deste novo grupo acrescentará ao INCT-GP maior capacidade computational e o conhecimento especializado associado. Até abril de 2014, quando o INCT-GP era constituído por cerca de 30 pesquisadores, foram publicados 5 livros e 97 artigos científicos em revistas indexadas, dos quais 81 em periódicos internacionais, contribuindo assim para o avanço do estado da arte no âmbito internacional na área de geofísica de exploração do petróleo e gás. Foram desenvolvidos novos métodos para o imageamento geofísico e para a análise e filtragem de dados geofísicos. Aprimoramos o método eletromagnético a multifrequência, gerando uma demanda tecnológica de um novo equipamento que foi manufaturado pela empresa canadense Phoenix. Foram criadas seis disciplinas nos programas de pós-graduação vinculados ao Instituto. Participamos da organização de 11 eventos científicos, sendo três deles internacionais. Foram concluídas 61 dissertações de mestrado e 17 teses de doutorado. A grande maioria dos 78 doutores ou mestres formados no âmbito do INCT-GP está atuando no ambiente empresarial de petróleo ou de serviços geofísicos. Por todas as suas atividades o INCT-GP foi bem avaliado pelo CNPq, tendo recebido a avaliação global Ótima. O objetivo do INCT-GP é contribuir para a expansão das reservas de hidrocarbonetos no Brasil, incluindo reservas não convencionais, redução do risco exploratório e aumento do fator de recuperação das reservas, através do desenvolvimento científico e tecnológico de métodos geofísicos, de forma integrada com a formação de recursos humanos, e a transferência de conhecimentos e tecnologias para a indústria e a sociedade. A presente proposta é fundamentada na identificação de problemas estratégicos da indústria de óleo e gás brasileira, para a solução dosquais a geofísica poderá dar contribuições de alto impacto. Priorizamos os seguintes problemas: (i) a crescente dificuldade em identificar e delimitar novas reservas; (ii) o baixo fator de recuperação de reservas associadas aos campos maduros; (iii) a falta de conhecimento sobre o potencial de produção de gás a partir de folhelhos gasógenos, e (iv) a escassez de recursos humanos qualificados. Nossa contribuição envolverá o desenvolvimento e a validação de métodos e algoritmos computacionais de modelagem direta e inversa, imageamento, processamento, bem como a interpretação qualitativa e quantitativa de dados geofísicos. Adicionalmente contribuiremos para o desenvolvimento de modelos e caracterização petrofísica de amostras de rochas, novas tecnologias de aquisição de dados, bem como novas abordagens de integração de diferentes metodologias geofísicas em conexão com informações geológicas.Toda esta atividade será conduzida de forma integrada com a formação de recursos humanos de alto nível. Especificamente pretendemos atingir cinco metas de Pesquisa e quatro outras metas complementares, relacionadas à Formação de Pessoal, Transferência de Conhecimentos para o Setor Empresarial e à Sociedade, e Internacionalização: as seguintes metas: (i) melhoria do imageamento sísmico e da caracterização de reservatórios petrolíferos na área do pré-sal; (ii) redução do risco exploratório em áreas de geologia complexa através da integração de métodos geofísicos (iii) melhoria do monitoramento geofísico de reservatórios em campos maduros; (iv) estudos geofísicos para avaliação do potencial exploratório de reservas de folhelhos gasógenos; (v) melhoria do processamento de dados sísmicos de bacias sedimentares terrestres brasileiras; (vi) aprimoramento da plataforma livre GêBR para integração de aplicativos para processamento de dados geofísicos; (vii) aumento da capacitação científica brasileira na área de exploração e estudos de reservatório de petróleo e gás; (viii) transferência de conhecimentos para a sociedade, e (ix) consolidação do intercâmbio internacional com instituições de ensino e pesquisa. As metas e objetivos da presente proposta estão alinhadas com os interesses da indústria do setor. Todos os resultados do presente projeto serão disponibilizados para as empresas interessadas, respeitando as cláusulas de confidencialidade, em caso de haver contratos aditivos ao projeto. Nesta nova fase do projeto pretendemos consolidar o INCT-GP nas instituições participantes e intensificar sua internacionalização, expandindo sua relação com instituições internacionais de Pesquisa e Ensino. Pretendemos aprimorar os mecanismos de interação com pesquisadores brasileiros e estrangeiros de reconhecida competência, intensificar o processo de formação de pessoal para a indústria do petróleo e aumentar substancialmente o número de publicações científicas. A manifestação de interesse neste projeto, por parte de empresas líderes da exploração de petróleo, nacionais e estrangeiras, evidencia a pertinência e relevância das metas propostas ao tempo em que endossam a competência da equipe para a consecução dos objetivos propostos.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Milton Ozório Moraes

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • do conhecimento derivado de genômica para o diagnóstico em hanseníase
  • Neste estudo usaremos pesquisa baseada em hipóteses de apoiar novas intervenções de saúde pública para combater a hanseníase no Brasil e em outros países. Nossa proposta é construída em torno de três objetivos específicos que são interligados e explora as mesmas coortes de pacientes e controles. No objetivo específico 1, vamos comparar o transcriptoma do sangue total usando RNA-Seq entre pacientes com hanseníase e controles saudáveis, a fim de identificar genes que são diferencialmente expressos; os produtos de tais genes podem mais tarde servir como biomarcadores específicos para a hanseníase ativa e a infecção latente. O objetivo específico 2 está ligado ao anterior e envolve a genotipagem os pacientes e seus contatos por meio de estudos de associação pan-genômica (GWAS), a fim de identificar polimorfismos individuais (SNP) no genoma do hospedeiro ou assinaturas de expressão gênica. SNPs também serão pesquisados em duas populações de contatos domiciliares, que desenvolveram ou não a doença. A partir da literatura e nossos próprios resultados, esperamos descobrir SNPs nos genes de imunidade inata, como PARK2, que codifica a Parkina, ou NOD2, por exemplo. Em paralelo, com base nos resultados da abordagem integrada, vamos analisar a função destes genes, utilizando um sistema ex vivo. A edição do genoma será feita utilizando o sistema CRISPR / Cas9 para introduzir estas mutações em células THP-1 humanos. No objetivo específico 3, vamos tentar correlacionar a sequência do genoma da cepa de M. leprae de cada paciente com a forma clínica da doença e imunogenética. Temos recentemente otimizado um método de extração de DNA custo-efetivo, que inclui uma etapa de depleção de DNA do hospedeiro, que nos permite obter perto de sequências genômicas completas de biópsias de pele humana. A partir das sequências do genoma, vamos, então, deduzir o genótipo, estabelecer filogenias e prever os perfis de susceptibilidade de drogas ou de resistência.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 19/01/2017-31/01/2021
Foto de perfil

Minéia Johann Scherer

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • ecotécnicas verdes: análise termo energética de edificações com uso de coberturas vivas e jardins verticais
  • O tema central desta proposta refere-se ao estudo da aplicabilidade e dos benefícios termo energéticos de duas ecotécnicas verdes, integradas na arquitetura: o uso das coberturas vivas e dos jardins verticais em edificações. Mesmo que os benefícios do uso da vegetação para a qualificação ambiental e a sustentabilidade sejam de amplo conhecimento, nos deparamos com a intensificação de uso e ocupação do solo urbano, desordenado e seguindo principalmente critérios econômicos. As áreas destinadas ao verde são reduzidas aos índices mínimos previstos no lote e praticamente inexistem novas áreas que possam ser contempladas com praças ou parques. Isto, além de limitar o importante contato do ser humano com a natureza, influencia no desempenho energético das edificações e no conforto ambiental das cidades, alterando seu microclima e intensificando o fenômeno da “ilha de calor” urbano, onde as temperaturas tendem a ser mais elevadas do que em regiões próximas, porém menos densificadas. Assim, a definição do problema de pesquisa partiu de alguns questionamentos: qual o impacto ambiental que o uso de coberturas vivas e jardins verticais em edificações pode representar para a amenização de problemas urbanos recorrentes? Qual o grau de influência de seu uso para melhorar o desempenho térmico das edificações e reduzir o consumo de energia com climatização? Como pode-se contribuir para a difusão de conhecimento e aplicação destas ecotécnicas em arquitetura? A arquitetura denominada verde, ecológica, bioclimática ou mais sustentável, pode ser considerada, segundo Yeang (1999), a uma forma de projetar edificações e cidades associadas com a natureza, de modo ambientalmente responsável. Garrido (2011) reforça que “o objetivo de uma verdadeira arquitetura sustentável consiste em realizar uma atividade construtiva conceitualmente integrada com a natureza”. Por esta razão, conforme avalia Falcón (2007), “é importante procurar fórmulas novas e criativas, auxiliadas pelo avanço tecnológico disponível na atualidade, que permitam aumentar a massa vegetal da cidade e, com ela, os benefícios ambientais”. Segundo o mesmo autor, as últimas tendências de planejamento e gestão da vegetação nas grandes cidades estão destinadas a explorar formas de aumentar o verde, a partir da busca de novos suportes urbanos, até agora pouco valorizados como lugares de crescimento de vegetação: é o caso das paredes e das coberturas das edificações. Pode-se definir ecotécnica como “um conjunto de intervenções tecnológicas no ambiente, que se baseia na compreensão dos processos naturais e tem como foco a resolução de problemas com o menor custo energético possível e com uso eficiente de bens naturais” (BRASIL, 2012). Desta forma, como conceito geral, coberturas vivas ou telhados verdes constituem uma ecotécnica onde há a aplicação de uma camada de substrato e espécies vegetais, geralmente gramíneas ou forrações, em substituição aos sistemas de cobertura convencionais. A sobreposição destas camadas, juntamente com mantas que garantem a impermeabilização e drenagem ao sistema, traz inúmeras vantagens ao edifício, bem como ao ambiente urbano: isolamento térmico, redução da temperatura do ar e retenção das águas pluviais. Por outro lado, o denominado jardim vertical ou parede vegetada, refere-se ao revestimento de alvenarias ou outras estruturas verticais, por meio do desenvolvimento em sua superfície de vegetação auto aderente ou com auxílio de suportes, nos quais as raízes do vegetal estão na base desta estrutura, em contato direto com o solo ou com outro tipo de substrato (DUNNETT; KINGSBURY, 2004). Sendo assim, diferentes sistemas de execução de jardins verticais podem ser identificados atualmente, estando cada vez mais presentes e integradas com a arquitetura: fachadas com vegetação auto-aderente; cortinas verdes com uso de espécies trepadeiras; paredes vivas que utilizam módulos ou painéis especiais com espécies de pequeno porte. Os jardins verticais causam um efeito visual interessante para a edificação e espaço urbano e trazem benefícios semelhantes aos proporcionados pelas coberturas vivas, inclusive a possibilidade de atuarem como elementos de sombreamento, evitando o excesso de calor nos espaços internos. As coberturas vivas e os jardins verticais também se justificam como ecotécnicas por fazerem parte da lista de atributos de sustentabilidade das certificações ambientais para edificações, existentes nos âmbitos internacional e nacional. Seguindo esta mesma linha de pensamento, seu uso já vem sendo gradativamente considerado nos instrumentos legais das cidades a nível mundial, como medida compensatória para a retirada de camada vegetal ou corte de espécies nos locais de implantação de novos empreendimentos. Diante do exposto, considera-se a temática proposta como relevante e atual, ainda carente de estudos mais aprofundados em nosso país, com dados que possam contribuir para a difusão de conhecimento e aplicação destas técnicas em arquitetura. As principais contribuições científicas, portanto, estão relacionadas a sistematização de dados sobre as técnicas de execução, bem como sobre o desempenho termo energético das coberturas vivas e jardins verticais aplicados em edificações, no contexto climático brasileiro, com uso de ferramentas computacionais de simulação.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Minelle Enéas da Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • análise de múltiplas dimensões para a sustentabilidade em cadeias produtivas
  • O debate sobre sustentabilidade tem cada vez mais surgido com base nos argumentos de impacto tanto no setor produtivo, como no contexto de consumo. No entanto, o foco está em apenas três dimensões (ou seja, econômico, social e ambiental), o que deixa de lado especificidades das localidades que muitas vezes tem potencial para o desenvolvimento local. Em paralelo, entende-se que o empoderar surge como elemento chave para estimular comportamentos cooperados, característica importante com o surgimento do capital social. Ao considerar a existência de múltiplos contextos e elementos de sustentabilidade que podem ser listados e alinhados aos objetivos do desenvolvimento sustentável, o objetivo desta proposta analisar como as múltiplas dimensões da sustentabilidade podem ser identificadas em cadeias produtivas de alimentos a partir da construção de capital social. Propõe-se como estudos de casos, a realização desta pesquisa junto ao setores de Mel e Caju, os quais possuem alto impacto para economia do estado do Piauí. Serão realizados dois momentos de pesquisa. O primeiro deles se refere a coleta de dados utilizando uma gama de técnicas, dentre os quais entrevistas semi-estruturadas e levantamento documental. De forma paralela, no segundo momento será realizada uma pesquisa participativa, a qual requer um conjunto de intervenções (sensibilização, reuniões, workshops) por parte dos pesquisadores no campo. Esta proposta de pesquisa assume contribuição para os contextos científico, impactos nas áreas social, econômico, ambiental e ainda aspectos culturais. Isso porque, por exemplo, o caju é considerado patrimônio cultural do Nordeste e a valorização de sua produção dinamiza o desenvolvimento local. A pesquisa possui originalidade tanto no que se refere ao uso de uma abordagem inédita na área de disseminação da sustentabilidade em cadeia produtivas, quanto na geração de resultados claros, de grande potencial de impacto e pertinentes a continuidade do desenvolvimento regional em relação à sustentabilidade.
  • Universidade de Fortaleza - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Minos Martins Adão Neto

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • modelos de curto- e longo alcance que reproduzem interações magnéticas de compostos magnéticos e organometálicos
  • Estudaremos neste projeto, modelos de curto- e longo alcance que reproduzem interações magnéticas de compostos magnéticos e organometálicos. A idéia é reproduzir qualitativamente compostos reais.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mircea Daniel Galiceanu

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • redes complexas aplicadas na dinˆamica de pol´ımeros e no transporte quˆantico
  • Neste projeto aplicaremos o conceito de redes complexas no estudo da dinâmica de polímeros e no transporte quântico. As quantidades dinâmicas destas duas areas tão distinctas se reduzem á mesma coisa: a resolução completa dos autovalores e autovetores da matriz de conectividade (para modelos mais simples) ou outra matriz parecida (para modelos mais complexos). Neste projeto serão considerados como exemplos de redes complexas as redes livre de escala generalizadas e as redes de muitas camadas. A dinâmica de redes polímericas será resolvida através do modelo de Rouse e de outro modelo que considera os efeitos de rigidez, mais exato um tipo de interações a longa distância. O transporte quântico sobre as mesmas redes complexas citadas acima será estudado através do modelo de caminhadas quânticas em tempo contínuo.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mirco Solé Kienle

Ciências Biológicas

Ecologia
  • biodiversidade nas montanhas: desvendando padrões e processos ecológicos e evolutivos da biota da chapada diamantina
  • Montanhas compreendem regiões singulares ao longo do planeta, pois abrigam aspectos únicos de clima, relevo e biodiversidade. Diversos estudos nos últimos anos têm revelados que as montanhas compreendem berços para a biodiversidade terrestre. Contudo, embora bastante diversos e singulares, os ambientes de montanha estão experienciando forte ameaça das ações antrópicas, especialmente aquelas oriundas das mudanças climáticas. Dentre as diversas regiões de montanha da região Neotropical, a Chapada Diamantina merece destaque por abrigar elevada diversidade de hábitats e espécies. No presente projeto vamos integrar ferramentas ecológicas e evolutivas para monitorar os efeitos das mudanças climáticas na biota da Chapada Diamantina, no contexto de um programa ecológico de longa duração (PELD). Investigaremos aspectos ecológicos e evolutivos das comunidades de vertebrados (peixes, anfíbios, lagartos, aves e mamíferos) e plantas (angiospermas) dos diferentes hábitats de montanha da Chapada Diamantina face às mudanças climáticas atuais, pretéritas e futuras. Ao longo do gradiente altitudinal da Chapada Diamantina, analisaremos a mudança na composição das espécies nos diferentes hábitats, bem como a adaptação de espécies ou pares de espécies que se distribuem ao longo deste gradiente, o que permitirá compreender como as mudanças climáticas impactarão a composição de espécies e como espécies especialistas e generalistas estão adaptadas ao gradiente altitudinal. Isso permitirá traçar planos futuros de preservação destas áreas. Adicionalmente, analisaremos o papel das mudanças climáticas no passado, presente e futuro em espécies endêmicas dos diferentes ecossistemas da Chapada Diamantina, por meio da construção de modelos de nicho, estimativas de diversidade genética e estudos de associação genômica. Compreender como tais espécies responderam às mudanças climáticas do Pleistoceno é de extrema importância para prever como estas responderão às mudanças futuras, face ao aumento gradual de temperatura global nos últimos anos. Ainda, com a ampliação e refinamento dos dados de ocorrência dos grupos taxonômicos investigados, pretendemos gerar mapas combinados de turnover de comunidades ao longo da Chapada Diamantina (e Cadeia do Espinhaço). Nesse sentido, será investigado se as Unidades de conservação vigentes estão protegendo as diferentes comunidades ao longo das montanhas da Chapada Diamantina. Por fim, pretendemos por meio de ciência-cidadã, treinar alunos de duas escolas em ações de pesquisa e discutir com as comunidades do parque e do seu entorno os resultados das pesquisas.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 04/12/2020-31/12/2024