Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Francisco César Alves Ferraz

Ciências Humanas

História
  • a participação brasileira na segunda guerra mundial e suas consequências políticas (1940-1955)
  • O objetivo principal deste projeto de pesquisa é compreender as dimensões políticas da participação brasileira na Segunda Guerra Mundial como aliada dos Estados Unidos, abrangendo tanto as consequências da participação da Força Expedicionária Brasileira nessas relações de poder quanto as ações e percepções políticas dos diversos organismos diplomáticos e privados dos dois países no pós-guerra. Esse processo histórico será estudado tanto no âmbito interno, das disputas entre grupos sociais, partidos e instituições do Estado, quanto no âmbito externo, no desenvolvimento das relações políticas e diplomáticas da aliança entre Brasil e os Estados Unidos, a partir do envolvimento conjunto no conflito. Embora seja um processo histórico contínuo, essa pesquisa concentrar-se-á em dois momentos-chave dessa aliança entre os dois países: as negociações para a formação, equipamento, treinamento, ação em combate, desmobilização e projeções futuras da Força Expedicionária Brasileira, por um lado, e os entendimentos que resultariam na criação e desenvolvimento, no Brasil, da Escola Superior de Guerra (ESG), a partir de modelos e estruturas doutrinárias estadunidenses, de outro. Nesses dois momentos, emergem diversos investimentos políticos, que serão estudados em detalhe, assim como serão analisadas as várias consequências de tais propostas e ações, nos dois lados dessa aliança. A pesquisa será concentrada nas décadas de 1940 e 1950. Nesse período, no contexto da Segunda Guerra Mundial, o Brasil se torna aliado militar e político dos Estados Unidos, inicia no pós-guerra uma experiência democrática repleta de tensões e contradições, que culminariam com as crises políticas e militares de 1954 e 1955. Nessas crises, houve a primeira experiência de ação política consistente do grupo de militares e civis que tinham em comum o pertencimento à FEB, à ESG e o alinhamento às premissas estadunidenses da guerra fria, a chamada “Cruzada Democrática” e a crise que culminou no “golpe preventivo” do general Teixeira Lott. As bases documentais principais serão os acervos brasileiros e estadunidenses, relacionados ao objeto de pesquisa e ao período (1940-1955).
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco das Chagas de Souza

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • desenvolvimento e modelagem estocástica de sistemas adaptativos para projeto de estimadores, controladores e filtros esparsos
  • Neste projeto de pesquisa, novas metodologias para otimizar a escolha de parâmetros dos algoritmos adaptativos LMS normalizados proporcionais (PNLMS) são investigadas. As abordagens a serem desenvolvidas usam procedimentos baseados em métodos de otimização multiparâmetros. Tais procedimentos serão empregados para determinar os parâmetros ótimos em cada iteração do processo de adaptação dos algoritmos da classe PNLMS. Estudos preliminares de desempenho realizados para avaliar o impacto de parâmetros otimizados no comportamento dos algoritmos da classe PNLMS mostram que, com o auxílio de técnicas de otimização para escolher adequadamente tais parâmetros, o desempenho destes algoritmos pode ser melhorado em termos de velocidade de convergência. Especificamente, as metodologias a serem propostas melhoram a distribuição da energia de ativação entre os coeficientes do filtro adaptativo, minimizando uma função do erro de estimação a posteriori em cada iteração do processo de adaptação, considerando cenários nos quais a resposta impulsiva da planta é esparsa bem como dispersiva.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco das Chagas Marques

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • materiais bidimensionais (2d) para aplicações em células solares
  • O desenvolvimento de sistemas confiáveis com técnicas ambientalmente sustentáveis para a conversão e armazenamento de energia é um dos principais desafios que a nossa sociedade está enfrentando atualmente. Neste contexto, novos materiais têm sido desenvolvidos com aplicação potencial em uma variada gama de dispositivos. Entre eles se destacam os chamados materiais de 2 dimensões (2D), que são cristais que consistem em uma única camada de átomos, algumas vezes também chamados como materiais de camada única. Esses materiais têm sido propostos e usados em aplicações como células solares fotovoltaica, semicondutores, eletrodos diversos, purificação de água, “drug deliver”, entre muitas outras aplicações. O grafeno, uma única camada de grafite, foi o primeiro material 2D isolado. Mas tem sido previsto mais de 700 materiais 2D estáveis, embora a maioria deles ainda não tenham sido sintetizados. A produção destes materiais com propriedades de transporte elétricos específicos para demandas específicas é um importante objetivo. Neste projeto propomos o desenvolvimento, produção, caracterização e estudo de propriedades estruturais, ópticas, eletrônicas e termomecânicas de materiais 2D objetivando seu uso em células solares. Células solares serão desenvolvidas com incorporação de materiais 2D em sua estrutura objetivando o aumento de eficiência, redução de custos e com menor impacto ambiental. Os principais objetivos específicos serão: 1) Desenvolvimento de filmes finos de materiais 2D: óxido de grafeno, sulfeto de molibdênio e nitreto de boro; 2) Estudo de suas propriedades estruturais (Raman, SEM, AFM, FTIR, XPS, X-ray), óticas (Banda proibida, índice de refração, coeficiente de absorção), eletrônicas (condutividade, mobilidade) e termomecânicas (dureza, stress, módulo de Young, razão de Poison e coeficiente de dilatação térmica); 3) Desenvolvimento de eletrodos, camadas condutora transparentes, absorvedores de fótons, contra-eletrodos de materiais 2D para aplicação em células solares; 4) Utilização dos materiais 2D acima em células solares: Células de corante (DSSC), células de perovskitas, células híbridas orgânico/inorgânica (Perovskitas/Si, entre outras), 5) Simulações das propriedades óticas e eletrônicas de materiais 2D funcionalizados utilizando Density Functional Theory (DFT) para realimentação dos processos de produção e fabricação de dispositivos.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco de Assis Alves Mourão Filho

Ciências Agrárias

Agronomia
  • cultivo in vitro de fruteiras nativas da mata atlântica
  • Embora o Brasil ocupe posição de destaque na fruticultura mundial, há ainda muitas possibilidades de crescimento deste setor, face às oportunidades de diversificação de culturas ao longo dos diferentes climas do território nacional, e ao potencial de crescimento e diversificação dos mercados interno e externo. Neste sentido, o bioma da Mata Atlântica apresenta enorme potencial para identificação e pesquisa de diversas espécies de fruteiras nativas, visando exploração sustentável. Equipe multidisciplinar, liderada pela ESALQ, vem desenvolvendo projeto temático sobre o assunto, no qual há prospecção inicial de potencial de quatro espécies frutíferas nativas da Mata Atlântica (cambuci, uvaia, grumixama e cereja-do-Rio-Grande) quanto às qualidades nutricionais, aspectos agronômicos (incluindo desenvolvimento de métodos de propagação convencional), e diversidade genética. O presente projeto apresenta o objetivo complementar de definir protocolos de cultivo in vitro visando desenvolver métodos eficientes de multiplicação in vitro das referidas espécies nativas da Mata Atlântica. Os trabalhos experimentais serão coordenados e centralizados no Laboratório de Biotecnologia de Plantas Hortícolas e casas de vegetação do Departamento de Produção Vegetal da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ) da Universidade de São Paulo, em Piracicaba, SP. Serão realizados experimentos para o estabelecimento in vitro, assim como experimentos para o desenvolvimento de protocolos de multiplicação e regeneração de plantas via organogênese in vitro e embriogênese somática, onde serão avaliados métodos de desinfestação, antioxidantes, meios de culturas, reguladores vegetais e antibióticos. As plantas obtidas serão aclimatizadas e transferidas para casa de vegetação. Espera-se, com os resultados obtidos, que a propagação in vitro destas espécies possa contribuir significativamente para produção de mudas em maior quantidade, bem como auxiliar na conservação de germoplasma destas espécies, acarretando em impacto positivo para conservação deste importante bioma brasileiro.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco de Assis de Brito

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • tópicos avançados em teoria de campos, cosmologia e branas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco de Assis de Carvalho Pinto

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • índice de maturação e qualidade da bebida do café usando imagens aéreas multiespectrais
  • O café ocupa o segundo lugar entre as commodities globalmente comercializadas, sendo o Brasil o maior produtor e exportador mundial. Tendo em vista que o preço do café está diretamente relacionado com a qualidade da bebida, é importante conhecer qual ou quais fatores podem limitar a produtividade da cultura, a qualidade do café produzido, e qual a melhor forma de tratar esses fatores limitantes. As técnicas de agricultura de precisão aliadas às técnicas de Sensoriamento Remoto podem auxiliar os cafeicultores a identificarem esses fatores. Com o advento dos veículos aéreos não tripulados (VANTs), as limitações da resolução temporal e do custo de uma alta resolução espacial das plataformas orbitais vem sendo superadas, conquistando um espaço significativo no meio agrícola. No entanto, muitas questões ainda devem ser respondidas para que essa tecnologia possa ser utilizada para um monitoramento temporal da lavoura, onde a calibração radiométrica das imagens tem um papel primordial na geração de informações ao longo do tempo. Nas condições dos cafés das Matas de Minas (pequeno e médio produtor e produção de montanha), agregar valor ao produto com base na qualidade da bebida tem sido fator primordial para manutenção desta atividade em uma região onde os custos de produção são elevados devido a impossibilidade de mecanização. Dessa maneira, o presente projeto tem como objetivo principal desenvolver um sistema para estimar o índice de maturação da lavoura de café e a qualidade da bebida dos frutos cerejas do café utilizando imagens multiespectrais obtidas a partir de veículo aéreo não-tripulado. Os objetivos específicos são: comparar câmeras multiespectrais modificadas com câmeras não-modificadas para o monitoramento da cultura do café; comparar diferentes painéis para calibração radiométrica de imagens multiespectrais; desenvolver um método de calibração das imagens obtidas a partir de veículo aéreo não-tripulado; adquirir imagens multiespectrais da cultura do café em diferentes épocas do desenvolvimento da cultura; analisar a variabilidade espacial e temporal das condições de desenvolvimento da cultura do café arábica a partir de imagens multiespectrais; determinar os índices de vegetação espectrais que correlacionam com o índice de maturação da lavoura e qualidade da bebida dos frutos de café. O trabalho será desenvolvido em 10 talhões de lavoura de café que representam a região produtora das Matas de Minas Gerais. O trabalho será realizado em duas safras consecutivas tendo em vista o ciclo bienal da produção de café. Serão comparadas duas câmeras multiespectrais acopladas a um VANT: uma câmera de um sensor modificada para fornecer 3 bandas espectrais (R,G e NIR) e uma câmera de 5 sensores que fornece 5 bandas espectrais (R,G,B, RedEdge e NIR). O imageamento após a colheita será mensal; durante a formação dos frutos, será quinzenal; e, aproximadamente, 2 meses antes da colheita, será semanal. Quando o imageamento for realizado semanalmente, próximo ao momento da colheita, serão coletadas amostras aleatórias em cada talhão para determinar a percentagem de frutos verdes. No momento da colheita do talhão, serão coletadas amostras aleatórias de frutos cereja para processamento e envio para realização do teste de qualidade de bebida. Serão testados 5 métodos diferentes para calibrar radiometricamente as imagens coletadas. Serão gerados 10 índices de vegetação e duas relações entre índices. Será estudada a correlação entre estas variáveis e o índice de frutos verdes na lavoura, bem como a correlação entre estas variáveis e os parâmetros de qualidade do teste de xícara da Associação Brasileira de Cafés Especiais. Com a presente proposta de pesquisa, pretende-se responder as seguintes perguntas: As câmeras modificadas fornecem informações adequadas para um monitoramento temporal da lavoura do café? O método de calibração utilizando painéis de baixo custo prestam para o monitoramento temporal da lavoura de café? Quais os melhores índices de vegetação e época de imageamento para se estimar a variabilidade espacial da qualidade de uma lavoura de café? Quais os melhores índices de vegetação para determinar o momento de colheita de uma lavoura de café?
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco de Assis de Souza Filho

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • shae - sf: segurança hídrica, alimentar e energética na bacia estendida do rio são francisco
  • A proposta de pesquisa busca construir uma avaliação integrada da Segurança Hídrica, Energética e Alimentar na Bacia Hidrográfica do rio São Francisco estendida (BESF) ao Nordeste Setentrional (Bacia Piranhas do Açu e Bacia do Jaguaribe e Metropolitanas) que receberão água da transposição pelo PISF. A proposta é construída em quatro módulos: (i) Mundo em Mudança que contempla análise dos padrões da variabilidade e mudança do clima, assim como, mudança do uso da terra; (ii) Modelagem hidrológica que quantifique o impacto das mudanças climáticas no regime de vazões para o século XXI (utilizando modelos hidrológicos concentrados) e modelagem estatística para avaliar o impacto das mudanças do uso da terra no regime de vazões do século XX; (iii) Modelo Nexus que possibilitará a análise integrada água-energia-alimento na BESF realizada através do desenvolvimento de modelo numérico que representa a cascata de reservatórios, as demandas de irrigação, urbanas e produção de hidroeletriciadade; (iv) identificação de estratégias de gestão adaptativa a variabilidade e mudança do clima considerando vulnerabilidade e potenciais sinergias positivas entre a Segurança Hídrica-Energética-Alimentar identificadas através da análise do NEXUS. A proposta conta com grupo de pesquisadores experientes na área de Recursos Hídricos, Alimentar e Energética vinculados a diversas instituições UFC, EMBRAPA, COPPE, UFCG, UNB, UFPE, UFAL e UNILAB.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 05/12/2017-31/12/2020
Foto de perfil

Francisco de Assis Dourado da Silva

Outra

Ciências Ambientais
  • aprimoramento do gerenciamento do risco de deslizamentos e fluxo de detritos em regiões serranas - análise comparativa das metodologias de mapeamento de movimentos de massa na china, rússia e brasil - irmma
  • A exposição da humanidade aos perigos naturais sempre foi uma parte inevitável da coexistência entre as pessoas e a natureza. A forma da superfície terrestre não é apenas o resultado de mudanças graduais do nível do mar, intemperismo das montanhas, a forma meandrante dos rios, mas também decorre das consequências de eventos geológicos e hidrometeorológicos abruptos, como terremotos, erupções vulcânicas, tempestades, inundações, etc. Tais eventos têm tempo de recorrência e dimensões diferentes, mas são absolutamente normais para o ambiente natural. No entanto, a vida na Terra e especialmente a vida humana precisa de um certo padrão de condições de conforto, porém nem sempre é dessa forma que ambiente natural provê. Qualquer situação, além das condições de conforto é considerado um desastre e resulta em prejuízos inesperados. A demanda crescente da população que está em expansão, somada ao desenvolvimento econômico, tem aumentado as áreas ocupadas e a intensidade das interações ser humano-natureza, dessa forma, tem aumentando o risco natural. O progresso científico torna possível revelar as relações entre as mudanças ambientais e características de alguns perigos naturais. As autoridades responsáveis, esperam que os especialistas em perigos naturais forneçam sistemas de previsão automática e proponham medidas de mitigação eficientes, caso não consigam eliminá-las completamente. No entanto, os conjuntos de dados locais, normalmente utilizados para o desenvolvimento de correlações entre parâmetros ambientais mensuráveis, a recorrência e a extensão dos perigos naturais, não abarcam totalmente as variáveis de tais interrelações em condições de mudanças climáticas e ambientais. É por isso que a combinação de conjuntos de dados locais, de diferentes países, associado ao intercâmbio de conhecimentos e experiências é crucial para o desenvolvimento da ciência de perigos naturais. Em resposta à Chamada, as três equipes de trabalho, estão dispostas a unir esforços no desenvolvimento de abordagens em comum para o gerenciamento risco de desastres naturais. A intersecção do conhecimento se dá na avaliação de campo do risco de deslizamentos e de fluxos de detritos. É por isso que esses dois tipos de perigos naturais seriam selecionados para a análise e avaliação da vulnerabilidade social e econômica bem como sua resiliência correspondente, com a avaliação das técnicas de monitoramento e mitigação. Foram selecionados três estudos de caso em regiões altamente populosas, em diferentes condições ambientais: a costa do Mar Negro do Norte do Caucasus (Russia), o rio Min (China) e o estado do Rio de Janeiro (Brasil). As contribuições esperadas de cada equipe para a pesquisa, se dará na avaliação de dados e análise de risco nas tarefas em conjunto em pesquisas de campo, avaliação de dados econômicos e da população: - Aprimoramento das metodologias numéricas para estimativa de parâmetros físicos de fluxos de detritos e deslizamentos e avaliação de riscos individual e social (Rússia); - Incorporação de dados de sensoriamento remoto por satélite no gerenciamento de risco de fluxos de detritos, especialmente a identificação de risco e o processo de monitoramento (China); - Mapeamento de deslizamentos e fluxos de detritos, cálculo de índices críticos de precipitação e sistema de alerta antecipado (Brasil) e; - Desenvolvimento de metodologias de gerenciamento de risco (Rússia, China e Brasil). As investigações propostas incorporariam dados sobre eventos extremos e uso simultâneo em cada local, de diferentes metodologias de mapeamento, cálculo de parâmetros físicos e avaliação de risco, com base no que é utilizado por cada equipe em suas investigações locais. Isso permitiria realizar a validação das metodologias em diferentes condições e seu possível ajuste e combinação para uso universal e gerenciamento de risco. Os processos perigosos nas regiões selecionadas possuem múltiplos mecanismos de deflagração. Em geral, os fluxos de detritos são deflagrados por chuva intensa, porém, se sabe que a atividade sísmica contribui com a formação desses processos. Os deslizamentos também podem ser deflagrados por sismos. Ambos os perigos podem ser desencadeados pela combinação de eventos hidrometeorológicos e sísmicos, assim como pela atividade antropogênica. A grande variação das dimensões e dos períodos de retorno dos deslizamentos e fluxos de detritos encontrados nas regiões selecionadas podem estar relacionados a grande variação dos parâmetros climáticos. Planeja-se que sejam reavaliados os efeitos de mudanças climáticas nos processos, nas regiões de perigos naturais investigadas. Não seria uma tarefa trivial desenvolver uma ferramenta analítica universal para as condições ambientais de todos os três países, permitindo extrair e combinar as informações sobre os deslizamentos de fluxos de detritos, incluindo as consequências socioeconômicas dos desastres, a partir do banco de dados locais, visando se tornar uma base para o planejamento da metodologia comum do projeto de gestão de risco de deslizamentos e fluxos de detritos, mas seria necessário para o desenvolvimento de uma abordagem holística no monitoramento de processos de deslizamentos e fluxos de detritos e lidar com suas consequências. Além disso, a metodologia desenvolvida pode ser usada em outras investigações de perigos naturais e suas estimativas. As principais características da pesquisa proposta são as seguintes: - Compreender os desastres com múltiplos mecanismos de deflagração e seus índices críticos de precipitação para o sistema de alerta antecipado; - Desenvolvimento de metodologias aplicadas de mapeamento de deslizamentos e fluxos de detritos e estimativa de seus parâmetros; - Abordagem socioeconômica e física abrangente para avaliação de riscos de perigos naturais; - Examinar a gama das condições ambientais de forma mais ampla do que nas investigações anteriores e; - Desenvolvimento de abordagens de gerenciamento de risco.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 08/08/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Francisco de Assis Esteves

Ciências Biológicas

Ecologia
  • mudanças climáticas globais e o funcionamento dos ecossistemas costeiros da bacia de campos: uma perspectiva espaço-temporal
  • Esta proposta resulta de um esforço multidisciplinar coordenado por um dos maiores especialistas brasileiros em Limnologia e Desenvolvimento Sócioambiental, cujas unidades de exercício na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) são o Instituto de Biologia, na cidade do Rio de Janeiro, e o Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Sócio-Ambiental de Macaé (NUPEM), em Macaé, localizada na região da Bacia de Campos. O grupo de pesquisa inclui pesquisadores, técnicos da Universidade e do Gestor do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, alunos do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e em Ciências Ambientais e Conservação e colaboradores dos Sítios Peld ELPA e PIAP, experientes no estudo da biodiversidade e processos ecossistêmicos. A presente proposta visa dar continuidade aos estudos iniciados em 1999 na primeira edição do programa, primeiro ano da unidade de conservação PARNA Restinga de Jurubatiba, e na temática de Mudanças Climáticas Globais no Funcionamento dos Ecossistemas, incorporada ao programa de pesquisas do Sítio RLaC a partir de 2009. É prevista uma maior abrangência espaço-temporal, de forma a contemplar toda a extensão do PARNA Restinga de Jurubatiba. Caso o orçamento total e apoio da FAP sejam aprovados, ecossistemas limítrofes à UC, como as lagoas Imboassica e Feia, serão incorporados ao delineamento do estudo. Especificamente as pesquisas pelos próximos 48 meses no Sítio RLaC tem como objetivo investigar o efeito da variação anual e plurianual da precipitação e temperatura sobre os processos ecossistêmicos de ciclagem de carbono, dinâmica de populações e invasões biológicas dos ambientes de restingas e lagoas costeiras. Nas amostragens sistematizadas de fito e zooplâncton, insetos terrestres, crustáceos semi-terrestres, peixes, anfíbios, répteis e mamíferos, além dos métodos tradicionais de coleta, serão empregados os métodos de captura-marcação-repcaptura e armadilhas fotográficas. Quanto à vegetação de restinga, estudos fenológicos serão realizados com as espécies de reconhecida importância como fonte alimentar para a fauna de pequenos mamíferos, bem como um estudo pioneiro da composição de gramíneas da família Poaceae, incluindo um experimento de manejo de uma espécie invasora no Sítio RLaC. A decomposição do detrito vegetal e influência do nível do lençol freático neste processo serão avaliados por meio de experimentos que integram um estudo da dinâmica do Carbono em escala mundial por 36 meses (Projeto Tea decomposition, coordenado pela Dra. Ika Djukic, do austríaco Ecosystem Research & Environmental Information Management). A divulgação científica e a inserção da comunidade integram a proposta, que prevê uma série de ações, com o objetivo de acessar diferentes grupos de tomadores de decisão e promover a sensibilização ambiental das comunidades do entorno do PARNA. Assim as ações envolverão fóruns com os pesquisadores e gestores do PARNA, participação em reuniões do Conselho do PARNA e em Câmaras Técnicas de revisão do plano de manejo e realização de eventos como um festival que inclui arte, gastronomia, informação e lazer para a integração dos saberes locais e os conhecimentos alcançados com as pesquisas no Sítio RLaC. Visando uma maior abrangência serão produzidos vídeos que, conforme experiência pretérita, em edições anteriores do PELD, tem obtido grande projeção, nacional e internacional. Dessa forma o trabalho poderá atingir tanto o público técnico (por meio de publicações e parcerias) quanto local interessado na conservação desses ecossistemas ameaçados pelas transformações humanas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/12/2016-30/11/2020
Foto de perfil

Francisco de Assis Mendonça

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • apoio à formação de doutores em áreas estratégicas na ufpr
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 15/01/2020-15/01/2025
Foto de perfil

Francisco de Assis Nascimento Junior

Outra

Divulgação Científica
  • oca da ciência na escola
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Francisco Edviges Albuquerque

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • processo de alfabetização e letramento das crianças apinayé: uma proposta metodológica
  • O Projeto “Processo de Alfabetização e Letramento das Crianças Apinayé: uma proposta metodológica” faz parte de um convênio entre o Campus Universitário de Araguaína /LALI/NEPPI/UFT/ SEDUC), através da Coordenação de Educação Indígena da FUNAI/Palmas, firmado pelas duas instituições. O objetivo é realizar um trabalho com o povo indígena Apinayé, identificando as lacunas na educação ofertada na escola da aldeia, dando continuidade às ações do “Projeto de Apoio Pedagógico à Educação Indígena Apinayé”. Busca, também, realizar oficinas pedagógicas e cursos de aperfeiçoamento que habilite os professores indígenas Apinayé a atuarem nas escolas de suas aldeias como professores de língua materna na primeira fase do Ensino Fundamental (1º ao 4ºano). A proposta é realizar alfabetização e letramento em língua materna, para que as crianças indígenas possam adquirir as habilidades de leitura e escrita na língua indígena, para então, posteriormente, a partir do 6º ano, adquirir as habilidades de leitura e escrita em Português. O projeto apresenta uma metodologia voltada para os métodos de alfabetização e letramento em língua Apinayé, articulando as teorias com as práticas de leitura e escrita, isto é, letramento infantil (SOARES, 2007; 2016. 2017; ALMEIDA, 2015), no estado atual das ciências linguísticas, da Psicologia Cognitiva e da Psicologia do Desenvolvimento. O projeto abrange ações relacionadas à oferta de oficinas em língua materna e em português, mediante participação efetiva das comunidades Apinayé, com ênfase na aquisição da língua materna. A aquisição da Língua Indígena em contexto de imersão oportunizará ao aluno, além do conhecimento de sua língua, a vivência da cultura de seu povo nas escolas de suas aldeias. O projeto surgiu a partir de uma proposta dos professores indígenas Apinayé e visa a contribuir com a superação das dificuldades que eles enfrentam em relação às práticas pedagógicas de Alfabetização e Letramento em Língua Materna, à escrita ortográfica indígena, bem como na elaboração do material didático pelos próprios professores indígenas Apinayé, levando em consideração os aspectos históricos, socioculturais e linguísticos desse povo. Nesse sentido, esperamos que ao final, os resultados possam ser utilizados também como sistematização das ações pedagógicas dos professores indígenas Apinayé de outras aldeias, contribuindo para que a educação escolar indígena seja algo incorporado às práticas sociais dos indígenas em suas iterações intragrupo e intergrupo, promovendo a interculturalidade, razão de ser das escolas nos domínios sociais Apinayé.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Eteval da Silva Feitosa

Outra

Divulgação Científica
  • ii feira amazonense de matemática
  • A 1ª Feira Amazonense de Matemática é um processo educativo científico-cultural, que alia vivências e experiências da qual podem participar na condição de expositores, alunos matriculados na Educação Básica (compreendendo Ensino Fundamental II e Ensino Médio), Educação Especial, Educação Indígena, Educação de Jovens e Adultos e Professores das instituições das redes públicas e privadas do Estado do Amazonas (compreendendo capital e interior), bem como pessoas da comunidade, em geral.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Francisco Eteval da Silva Feitosa

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • iii feira amazonense de matemática
  • A III Feira Amazonense de Matemática tem como finalidade incentivar, divulgar, e socializar as experiências, pesquisas e atividades matemáticas, bem como confirmar que as Feiras de Matemática se constituem numa experiência curricular ou extracurricular de relevância, para sistematizar e implementar os Projetos e/ou Programas de Educação Científica dos Alunos e Professores do Estado do Amazonas, contribuindo para a inovação curricular, durante o ano letivo, nas instituições envolvidas. O projeto será desenvolvido no decorrer do ano letivo de 2020 iniciando pelas Feiras Escolares, seguida das Feiras Distritais e culminando na Feira Estadual que ocorrerá em 3 (três) dias, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2020. O projeto envolverá além das escolas da capital Manaus, escolas dos municípios: Parintins, Manacapuru, Iranduba, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Presidente Figueiredo, Silves, Itapiranga, Parintins, Anamã, Manaquiri, Barreirinha e Novo Airão. Serão beneficiados por esta proposta alunos da rede pública de ensino, dos ensinos fundamental I e II, Ensino Médio, incluindo alunos com necessidades especiais, alunos da educação indígena e da EJA.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Francisco Evangelista Junior

Engenharias

Engenharia Civil
  • modelagem experimental e computacional da fluência com envelhecimento em materiais cimentícios considerando ensaios dinâmicos e a mesoescala do concreto
  • Este projeto avança o estado da arte na proposição de um modelo constitutivo de envelhecimento combinando o modelo de solidificação tradicional e o modelo de envelhecimento do tempo diferido possibilitando corrigir as limitações destes e a correta estimação da fluência com envelhecimento de argamassas de alto desempenho (microconcretos). Novas técnicas de caracterização viscoelástica por meio de ensaios viscoelásticos dinâmicos, em vez de estáticos, usarão uma faixa de solicitações senoidais de baixa e altas frequências que reduzirá consideravelmente o tempo dos experimentos, passando de meses para cerca de horas. O uso de ensaios dinâmicos será possivel com o desenvolvimento de uma metodologia de interconversão entre funções viscoelásticas, em que a função fluência dinâmica passará por uma sequência de transformações, de acordo com a teoria matemática da viscoelasticidade, até a determinação final da função fluência considerando o envelhecimento. A relação constitutiva de fluência e envelhecimento proposta será implementada, verificada e validada como UMAT (User Material) do software comercial Abaqus, e simulações 3D da mesoescala de concretos compostos por diferentes gradações de agregados graúdos e a argamassa caracterizada serão realizadas de modo a se estimar curvas de fluência de concretos em várias idades. Espera-se com este projeto, o desenvolvimento de uma metodologia inovadora para a determinação eficiente de relações constitutivas fundamentais de fluência e relaxação, considerando o envelhecimento, por meio de caracterização experimental acelerada e modelagem numérico-matemática dos resultados. Além disso, é esperada a avaliação dos efeitos de polímeros superabsorvente e incorporação de nanossílica nas características constitutivas de fluência e relaxação para o estado sólido. Por tratar-se de técnicas inovadoras, espera-se com esta pesquisa contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico de concretos de alto desempenho, possibilitando, assim, seu uso mais racional pela indústria da construção civil propiciando estruturas com melhor custo-benefício econômico.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Ferreira de Sousa

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • crescimento e caracterização de cristais de ácidos carboxílicos e fármacos de interesse para indústria
  • Ácidos graxos são compostos que têm grande interesse biológico. Eles são os principais constituintes de membrana celular de reinos animal e vegetal. A partir do ponto de vista físico-químico, eles são materiais que apresentam propriedades interessantes, tais como alta capacidade calorifica e entalpia associada à fusão, estocagem de energia e mudança de fase estável. Adicionalmente, o polimorfismo em ácidos carboxílicos é outra propriedade importante, o qual está relacionado com diferentes caminhos de empacotamento das moléculas que constituem o cristal durante o processo de cristalização. Particularmente, as propriedades estruturais desses ácidos ainda foram investigadas em detalhes e seu polimorfismo ainda é uma questão em aberto. Por outro lado, nós pretendemos estudar dois fármacos conhecidos mundialmente, neste caso são o L-ácido ascórbico (L-AA) e a azitromicina. O L-AA é conhecido popularmente como vitamina C e é um componente essencial na dieta humana, sendo responsável por um grande número de reações bioquímicas, as quais são responsáveis pelo sistema imunológico. Os efeitos protetivos são muito variados, somente para citar um exemplo sobre o efeito anti-oxidante em distúrbios neurológicos, sua ausência pode causar danos no corpo humano induzindo a vários tipos de doença, tais como acidente vascular cerebral, isquemia, convulsões epiléticas. Com relação à azitromicina, ela é um antibiótico semi-sintético usado em larga escala contra doenças infeccionas como toxoplasmose e criptosporidiose, por exemplo. Ele pertence a uma classe de antibióticos chamados de azalides, sendo derivado da eritromicina A. Por isso, nós pretendemos crescer novas polimórficas de cristais de ácidos carboxílicos, bem como de cristais de L-AA e azitromicina através do método de evaporação lenta do solvente orgânico. Portanto, nós investigaremos a estabilidade estrutural e vibracional desses cristais usando difração de raios X e diversas técnicas espectroscópicas, os quais serão submetidos a condições não ambientes com diferentes temperaturas e pressões. Para usos farmacêuticos, é importante conhecer a estrutura conformacional desses compostos em solução e na fase cristalina, e a estabilidade térmica também para tal fim. Como mencionado acima, os compostos deste estudo apresentam polimorfismo e estudos estruturais e vibracionais em função de temperatura e pressão são muito importante para pesquisa de materiais e aplicações industriais.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Gil Coury

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • design e produção de ligas de alta entropia com alta resistência mecânica e tenacidade assistida por métodos computacionais
  • Ligas de Alta Entropia (LAE) são materiais que apresentam uma flexibilidade composicional muito grande o que proporciona a estas ligas uma vasta gama de propriedades. Neste projeto de pesquisa é proposto projetar diferentes LAE que combinam alta resistência mecânica e tenacidade usando um sistema computacional de design de ligas que conciliam: (1) Previsões termodinâmicas usando CALPHAD (Thermo-Calc®), (2) cálculos de alto rendimento de limite de escoamento em LAEs e (3) predição de mecanismos de deformação. As ligas que serão selecionadas por este sistema serão produzidas e testadas mecanicamente para validar as previsões e para verificar se o método é efetivo para realizar o design de LAEs com boa resistência mecânica e tenacidade. Diferentes técnicas de caracterização microestrutural serão empregadas para validar as previsões termodinâmicas e verificar os mecanismos de deformação encontrados. Ao final do projeto, espera-se identificar novas LAE com boa combinação de resistência mecânica e tenacidade.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Gildemir Ferreira da Silva

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • proposição de modelos de produção e custo para caracterização das propriedades econômicas e regulação de concessões ferroviárias brasileiras
  • A literatura científica de transportes sugeria que haveriam ganhos significativos ao se substituir empresas públicas por privadas. Presumia-se que a desconcentração e ampliação de competitividade intermodal melhoria, significantemente, a produtividade dos transportes. Atualmente o estado brasileiro se preocupa em avaliar a renegociação dos contratos das concessões via revisão dos contratos. Neste contexto, o que nos primórdios das concessões não era possível em vista de dados escassos, pouca experiência empírica em concessões e teoria econômica em desenvolvimento, pode ser investigado com maior rigor científico após esses aproximadamente 20 anos de experimentação. Esta pesquisa se propõe a avaliar a produção e custo do transporte por ferrovia no Brasil, analisando o setor enquanto Indústria de Rede, estudando: produção, produtividade, eficiência, subaditividade de custo, economias de densidade, economias de escala, compatibilidade entre ferrovias, impactos na produção e produtividade de ferrovias por ações regulatórias e fusões entre empresas ferroviárias. Partindo-se de abordagens já aplicadas internacionalmente como benchmarking, que serão descritas na revisão bibliográfica, serão ampliados métodos e técnicas de análise, em particular para o caso de mensuração da subaditividade de custo, economias de densidade e de escala, sendo esperado como produto adicional levantar aspectos relativos a interação entre ferrovias distintas e entre ferrovias e portos. Assim, o trabalho propõe investigar profundamente aspectos econômicos não investigados até o momento e ampliar abordagens empíricas, sendo os resultados passíveis de utilização pública em regulação e proposição de políticas públicas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Heber Lacerda de Oliveira

Engenharias

Engenharia Civil
  • estudo do conforto ao rolamento por meio de sensores de smartphones para sistemas de gerência de pavimentos urbanos
  • O uso de sensores presentes em smartphones acoplados a veículos para obtenção de dados relativos a conforto ao rolamento vem se mostrando uma opção razoável, devido a seu baixo custo e alta produtividade, em sistemas de gerencia de pavimentos urbanos (SGPU). A correta interpretação dos outputs e o desenvolvimento de modelos eficientes que relacionem acelerações, orientação e localização geográfica contribuem para a melhoria das técnicas de manutenção adequadas economizando tempo, dinheiro, recursos humanos e materiais. Nesse sentido, o objetivo geral deste projeto de pesquisa é desenvolver um processo para coleta de dados da condição de pavimentos urbanos no que tange ao conforto ao rolamento dos veículos a partir dos sensores dos smartphones e traduzi-los em plataforma de gerenciamento de dados para facilitar o processo de tomada de decisão das atividades de manutenção das vias urbanas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Henrique de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • dispositivos de baixo custo aplicados à maximização da resiliência de comunidades e edificações expostas às inundações e enchentes urbanas frequentes
  • A falta de informações geoespaciais e cadastrais bi e tridimensionais (em nível de detalhes) sobre os municípios brasileiros culmina no desconhecimento sobre o território e na sua dinâmica. De modo especial o lapso cartográfico somado a fragilidade metodológica e histórica na coleta e análise espacial de dados alfanuméricos sobre o comportamento resiliente da sociedade frente aos eventos naturais, desencadeia no desconhecimento sobre os potenciais instrumentos de maximização à resiliência aos desastres ambientais, tais quais as enchentes e as inundações. O município de Itajai (SC) configura-se em um caso emblemático nesse contexto, uma vez que é acometido, regularmente, por episódios de cheias e inundações devido à sua organização espacial e às dinâmicas naturais do Rio Itajaí. A recorrência dos episódios na área caracteriza uma situação de permanente adaptação e convivência da população com esses eventos, e uma necessidade de garantir que os desastres sejam menos danosos, a cada ocorrência. O reconhecimento da condição de resiliência dessa população tem o potencial de direcionar medidas de adaptação e mitigação dos efeitos das enchentes e inundações futuras, auxiliando a população a “conviver com o risco” e estar preparado para o desastre. Da mesma forma, tal reconhecimento dá suporte às ações de organização e reorganização espacial, e às ações de gestão de riscos e desastres (políticas públicas), ambos de competência municipal. Nesse contexto, o objetivo desse projeto é desenvolver/adaptar dispositivos (aparatos) para mitigar e controlar os efeitos danosos de enchentes e/ou inundações urbanas nas residências a partir da mensuração da resiliência das comunidades (pessoas) e das edificações. Considerando a viabilidade de aplicação, e a relevância da problemática da região, considera-se como área de estudo o município de Itajaí – SC. O método de pesquisa se estabelece a partir das seguintes etapas: 1) aplicação de procedimentos técnicos para a coleta de dados geográficos em grande escala (realizados através de mapeamento por Drone); 2) mapeamento cadastral territorial bi e tridimensional (embasado no conjunto de diretrizes do Cadastro Territorial Multifinalitário, estabelecida pelo Ministério das Cidades - Diretriz 511/2009); 3) desenvolvimento e aplicação de metodologia para diagnosticar e caracterizar a resiliência da comunidade e das edificações frente as enchentes e inundações; 4) desenvolvimento, adaptação e instalação de dispositivos/aparatos de maximização da resiliência de edificações aos episódios de enchentes e inundações, considerando a experiência/técnica e eficiência já mensurada pela equipe inglesa liderada pelo Prof. David Proverbs (Birmingham City University) e o baixo custo de manufatura a partir de materiais nacionais; 5) avaliação quali-quantitativa da metodologia de diagnóstico de resiliência/desempenho dos dispositivos instalados; e 6) da elaboração de orientações técnicas para a readequação construtiva de edificações em cenários de risco semelhantes e orientação pedagógica para caracterizar a mudança comportamental de hábitos da população local frente aos eventos (pré - durante e pós). Para além do material científico e técnico produzido, com aplicação local e delineamento de uma metodologia que pode ser aplicada em outros contextos, o projeto permitirá a divulgação das instituições envolvidas, e a integração de ações entre os grupos de pesquisa da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), a Birmingham City University (BCU-Inglaterra), a Secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina (SDC) e a Secretaria de Estado do Planejamento de Santa Catarina (SPG). A troca de experiências internacional se dará especificamente por meio do desenvolvimento de metodologia nacional para construção e adaptação de aparatos e dispositivos de baixo custo que já apresentam eficiência prévia na Inglaterra, e tem a finalidade de mitigar os danos causados pelos fenômenos ambientais supracitados. Espera-se, por fim, realizar o patenteamento dos dispositivos desenvolvidos, a construção conjunta de novas propostas de pesquisa e a plena integração entre os experts ingleses com a equipe técnica brasileira, bem como a escrita e divulgação científica do sucesso dos resultados obtidos em revistas internacionais e nacionais de alto impacto científico.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022