Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Paula Motta Costa

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • territórios e violências: realidade comparada dos adolescentes mortos em porto alegre, recife e aracaju
  • Este projeto de pesquisa busca realizar um estudo comparado entre a realidade das situações de violências envolvendo adolescentes nas cidades de Porto Alegre, Recife e Aracaju, especialmente no que se refere às mortes violentas da juventude de 12 a 29 anos a partir de 2015, de modo a constituir-se como um diagnóstico dessas realidades, instrumento necessário ao desenvolvimento de estratégias voltadas à qualificação de políticas públicas de prevenção do fenômeno. Apresenta-se como uma ampliação de projeto de pesquisa em andamento que vem estudando a realidade de Porto Alegre sobre a temática da mortalidade juvenil, o qual integra projeto de pesquisa mais abrangente aprovado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, cujo título é "Observatório de Adolescentes Envolvidos com Violência: Violações x Efetividade de Direitos Humanos". Nesse sentido, este estudo visa responder às seguintes questões: Quais são os territórios de morte de adolescentes em Porto Alegre, Recife e Aracaju? Qual é o perfil do adolescente que morreu por causas violentas nas cidades de Porto Alegre, Recife e Aracaju a partir de 2015? Para tanto, vale-se de métodos de pesquisa quantitativa, sobretudo a partir de dados a serem obtidos junto às Prefeituras de cada uma das cidades.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Oliveira Nogueira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento e validação de técnicas de inteligência artificial para seleção de genótipos de soja resistentes à ferrugem asiática por fenotipagem por imagem
  • O melhoramento genético é um dos pilares para o agronegócio da soja no Brasil, impactando no cenário social e econômico. A obtenção de cultivares resistentes às doenças estão entre os principais objetivos de melhoramento da espécie, dentre as quais destacam-se a ferrugem asiática, dado o potencial de dano às lavouras e os prejuízos em nível econômico e ambiental. O desenvolvimento de cultivares resistentes à doença depende da capacidade de diagnóstico do melhorista. Então, os métodos para avaliação dos níveis de resistência são fundamentais durante o processo seletivo. Atualmente, a detecção de indivíduos resistentes é feita pela fenotipagem visual, ou seja, o melhorista verifica os sintomas visualmente e seleciona os indivíduos superiores. Mas, esta abordagem tem algumas questões a serem resolvidas: a consistência, confiabilidade e também reprodutibilidade. Neste contexto, a presente proposta objetiva desenvolver um método que utiliza Inteligência Artificial (IA), mais especificamente, Aprendizado de Máquinas, para a identificação e avaliação da severidade da ferrugem asiática visando a seleção de genótipos de soja com resistência à doença e ainda caracteres agronômicos superiores. O grande individualizador desta proposta é a forma de obtenção da imagem para o treinamento dos algoritmos, que será feita com base em três fontes principais: fotos de um smartphone, de uma câmera fotográfica e de uma câmera térmica. Além disso, as imagens serão pré-processadas de forma a destacar aspectos relevantes nas nervuras, coloração e temperatura da folha ao longo da infecção. Esta abordagem permitirá identificar padrões que não são detectáveis pelo olho humano e tornará todo o processo de melhoramento mais rápido e com menor custo.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Paes de Paula

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a afetividade ético-política e os processos democráticos e participativos nas organizações
  • O problema de pesquisa a ser abordado é como a afetividade ético-política influencia os processos democráticos e participativos nas organizações, tendo como objeto teórico esse conceito enquanto elemento que dinamiza a intersubjetividade e a alteridade, buscando, em Brandão (2012), em Habermas (2012a; 2012b) e nos aportes da psicanálise, subsídios para aprimorar a ação comunicativa. O objetivo geral da pesquisa é consolidar aportes teóricos e metodológicos sobre a influência da afetividade ético-política nos processos democráticos e participativos nas organizações. Os objetivos específicos são: desenvolver o conceito de afetividade ético-política proposto por Brandão (2012) por meio de aportes habermasianos e psicanalíticos, explorando possibilidades metodológicas para abordar o fenômeno das práticas participativas nas organizações; investigar como os afetos (amor, ódio e apatia) influenciam fenômenos políticos no Brasil contemporâneo, repercutindo nos processos democráticos e participativos na organizações, bem como na constituição de sujeitos políticos e coletivos; desenvolver a proposição teórica de um inconsciente político, fundado na cultura, na história e nos afetos, que engendra os fenômenos políticos nacionais nas organizações; disseminar o conhecimento produzido por meio de participações em eventos científicos, além da produção de artigos e de um livro sobre a temática. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa proposta tem cunho eminentemente teórico, pois se dedica à reconstrução de teorias, conceitos e ideias, bem como quadros de referências e condições explicativas da realidade, buscando rigor conceitual, análises acuradas e argumentação diversificada. Para isso nos basearemos em exploração bibliográfica, realizando uma inter-relação dos conceitos a serem abordados (afetividade ético-política, ação comunicativa, intersubjetividade, alteridade, processos psíquicos conscientes e inconscientes), investigando principalmente os pensamentos de autores que exploram os mesmos. Considerando o avanço de movimentos e organizações conservadores no Brasil contemporâneo, que acirrou posições passionais, bem como a atual passividade dos cidadãos perante as propostas governistas, após as jornadas de 2013, a pesquisadora também poderá fazer uso de fontes documentais e secundárias publicadas entre 2013 e 2020, como reportagens, livros, blogs, páginas da internet e outras produções recentes, a serem investigadas, para exemplificar situações de amor, ódio e apatia, bem como outros processos sociais e psíquicos pertinentes. Esse trabalho com os dados será subsidiado por análise de conteúdo, por meio de processos de codificação e categorização de unidades temáticas identificadas no material coletado, sendo que o software Atlas.ti, destinado a análise de dados qualitativos, pode ser utilizado durante esse trabalho. O projeto, que terá duração de 36 meses, com início previsto em março de 2019, tem em vista os seguintes resultados, voltados para a investigação proposta, que compõem o plano de trabalho: três seminários de pesquisa sobre o andamento do projeto e os resultados obtidos abertos à participação dos docentes e pós-graduandos, um a cada ano do projeto; submissão de três artigos sobre a pesquisa em periódicos Qualis A1 ou A2; participação em três eventos científicos da área em grupos temáticos afins ao projeto; condução do Observatório de Práticas Participativas na Gestão Pública, residente no site do Núcleo de Pesquisa em Participação e Subjetividade (NEPS), bem como desenvolvimento de outras atividades do NEPS, uma vez que estas dialogam com o projeto; formação de Recursos Humanos (Mestrados, Doutorados, ICs e Monografias) de acordo com a captação de discentes e conclusão de trabalhos; relatório técnico a ser apresentado ao CNPQ no final do projeto de pesquisa; elaboração de uma proposta de livro baseada no projeto a ser submetido a uma editora no término do projeto de pesquisa.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Pires dos Santos

Ciências da Saúde

Odontologia
  • núcleo uerj de odontologia baseada em evidência: produção de conhecimento e divulgação científica
  • Várias barreiras dificultam a prática clínica baseada em evidência científica. Em geral, as informações científicas encontram-se espalhadas em publicações especializadas às quais os profissionais de saúde não têm fácil acesso e/ou estão disponíveis em livros e diretrizes clínicas que, frequentemente, encontram-se desatualizados. Além disso, poucos profissionais possuem treinamento adequado para ler e avaliar criticamente estudos científicos. Revisões sistemáticas e meta-análises são recursos importantes para facilitar a prática odontológica baseada em evidência científica, uma vez que sumarizam e avaliam criticamente os resultados de estudos primários sobre um determinado tema e fornecem uma indicação da qualidade da evidência científica disponível. O presente projeto tem por objetivo promover a consolidação, na Faculdade de Odontologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FO-UERJ), de um núcleo de pesquisa em que participem discentes e docentes de diversas especialidades, voltado para a produção de revisões sistemáticas e meta-análises e para a difusão de conhecimento tanto para profissionais de saúde como para a população em geral.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Rebellato

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • avaliação mineral em alimentos ultraprocessados e estimativa da bioacessibilidade
  • Atualmente, o consumo de alimentos processados tem aumentado constantemente, principalmente pela falta de tempo do consumidor em preparar sua própria refeição. No entanto, somente através de uma alimentação adequada ocorre a obtenção dos nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Os minerais estão presentes nos alimentos e são fundamentais no desenvolvimento das funções metabólicas, como oxigenação celular, mineralização óssea, síntese proteica e hormonal, transmissão de impulsos nervosos, entre outras. Porém, a carência destes nutrientes podem acarretar anemia ferropriva, perda de memória, ossos fracos, retardo de crescimento, entre outras. Portanto, a ingestão de alimentos que ajudem a suprir as necessidade destes nutrientes, são de grande importância. O consumo de carnes in natura, tanto suína quanto bovina, são considerados boa fonte de nutrientes e minerais, como ferro (Fe), cálcio (Ca), zinco (Zn) e magnésio (Mg). No entanto, alimentos ultraprocessados, como frios e embutidos, são amplamente consumidos. Dados relatam que estes alimentos estão presente em aproximadamente 70% dos lares brasileiros e registros apontam crescimento no consumo. Nesse contexto, o projeto de pesquisa visa avaliar o teor dos minerais (ferro, cálcio, potássio, zinco e magnésio) em amostras comerciais de linguiças, salsichas, presuntos e hambúrguer. Além disso, avaliar a bioacessibilidade destes minerais, com exceção do potássio, através do ensaio de diálise, a fim de estimar a quantidade disponível destes minerais que poderão ser aproveitados pelo organismo humano, quando consumidos. Para tanto, as amostras serão mineralizadas em bloco digestor por via úmida e posterior determinação dos minerais, total e dialisado, por Espectrometria de Absorção Atômica com chama. Os dados obtidos poderão contribuir com informações relevantes sobre a composição Fe, Ca, Zn, K e Mg e disponibilidade de Fe, Ca, Zn e Mg, quando alimentos (linguiça, presunto, salsicha e hambúrguer) são consumidos.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Santana Coelho Almeida

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • modelos de inteligência artificial para predição de uso inadequado, reutilização e mortalidade entre usuários de serviços de pronto atendimento: instrumento para o planejamento da rede de atenção à saúde.
  • A organização nos serviços de saúde em rede guarda uma relação intrínseca com os objetivos da universalidade, equidade e integralidade. Nesse contexto, os serviços de urgência e emergência são fundamentais, funcionando com porta de entrada para o sistema. Entretanto, apresentam dificuldade para seu funcionamento, destacando-se a superlotação dos serviços, a qual pode ser explicada, em boa medida, pelo uso inadequado do serviço e reutilização frequente por parte de usuários. Apesar do conhecimento dessa situação, as informações sobre a temática são escassas no Brasil, especialmente relacionada ao acompanhamento longitudinal dos usuários. Assim, este projeto objetiva avaliar a performance preditiva de diferentes algoritmos de machine learning para estimar o uso inapropriado dos serviços de emergência, mortalidade e reutilização dos serviços de emergência. Para isso, será realizado um estudo no município de Vitória-ES com 1.285 usuários do Pronto Atendimento da Praia do Suá. Quantificar e predizer esses eventos pode auxiliar na elaboração de estratégias de priorização de casos, no direcionamento para adoção de manejo clínico mais ampliado nos indivíduos com maior risco de desenvolvimento desses desfechos, além de ser útil para a organização do sistema de saúde. Espera-se com este estudo contribuir para a adoção de inovações em saúde que possam melhorar a efetividade do sistema, otimização de recursos e prevenção de eventos adversos para a população.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Santos de Melo Fiori

Tecnologias

Biodiversidade e Recursos Naturais
  • feira de ciências ambientais: estimulando o interesse e a criatividade dos estudantes do ensino médio
  • Marechal Deodoro é um município brasileiro do estado de Alagoas. Sendo sua primeira capital e é a cidade onde nasceu Manuel Deodoro da Fonseca, militar do exército Brasileiro com a patente de Marechal e posteriormente proclamador da República e primeiro presidente do Brasil. Também Conhecida também por seu potencial turístico, suas construções de valor histórico, igrejas, casas e outras edificações antigas. O município faz parte da Região Metropolitana de Maceió. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, está em torno de 51 364 habitantes, sendo a 11° (décima primeira) cidade mais populosa do estado . Assim como o litoral brasileiro, a zona costeira deodorense abriga uma diversidade vital e de alta relevância ambiental. É, portanto, constituída de diversos ecossistemas interdependentes e alternasse entre restingas, manguezais, remanescentes de Mata Atlântica, recifes de coral, praias (Prainha, Praia do Saco da Pedra e Praia do Francês), estuários e lagunas. Além de patrimônio natural, o município contribui significativamente para o desenvolvimento do estado sendo um dos que mais cresce economicamente e contribui com o PIB do estado . Apesar de tão rica e importante para o desenvolvimento do estado de Alagoas, o município de Marechal Deodoro apresenta vários pontos que conferem para elevado índice de vulnerabilidade (IDH = 0,642). enfatizando a necessidade de proposta que possam contribuir com o desenvolvimento social e tecnológico de sua população . Em agosto de 1995, O Campus Marechal Deodoro iniciou suas atividades na conhecida “Terra dos Marechais”, então como Unidade Descentralizada (Uned) da antiga Escola Técnica Federal, que em 1999 foi transformada em Cefet (Centro Federal de Educação Tecnológica). Em 2008, o governo federal transformou o Cefet na rede de Institutos Federais. Hoje, o IFAL - Campus Marechal Deodoro oferece os cursos técnicos integrados de Meio Ambiente e Guia de Turismo, além do curso técnicos na modalidade: Proeja. No mesmo ano, foram iniciadas a oferta do curso Tecnologia em Gestão Ambiental. Em 2014, a pós-graduação em Educação e Meio Ambiente, sendo em 2016 iniciada a primeira turma do Programa de Pós-Graduação strictu sensu, a nível mestrado em Tecnologias Ambientais. Aliando o perfil do munícipio, com as carreiras ofertadas pelo Instituto Federal de Alagoas, Campus Marechal Deodoro (IFAL – MD), este documento apresenta uma proposta para desenvolvimento de uma Feira de Ciências Ambientais, na esfera municipal, de forma a possibilitar despertar dos estudantes do ensino médio para as carreiras ambientais ofertadas pelo Instituto Federal de Alagoas, Campus Marechal Deodoro, além de desenvolver um pensamento crítico sobre os problemas ambientais da região onde o município está inserido, ampliados estes para uma a esfera global, buscando desta forma a formação de profissionais com pensamento crítico e preparados para buscar soluções que visem o desenvolvimento sustentável.
  • Instituto Federal de Alagoas - Matriz - AL - Brasil
  • 04/02/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Ana Paula Santos de Melo Fiori

Outra

Ciências Ambientais
  • feira de ciencias ambientais: estimulando o interesse e a criatividade dos estudantes do ensino médio
  • Apesar de tão rica e importante para o desenvolvimento do estado de Alagoas, o município de Marechal Deodoro apresenta vários pontos que conferem para grande índice de vulnerabilidade socioambiental. Tais fatos evidenciam a vulnerabilidade da população do município em questão e enfatiza a necessidade de proposta que possam contribuir com o desenvolvimento social e tecnológico da comunidade em questão. Desta forma, desenvolveu-se uma proposta para desenvolvimento de uma feira de ciências ambientais, na esfera municipal, de forma a possibilitar despertar dos estudantes do ensino médio para as carreiras ambientais ofertadas pelo Instituto Federal de Alagoas, Campus Marechal Deodoro existentes a serem inclusas nos próximos anos.
  • Instituto Federal de Alagoas - Matriz - AL - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Ana Paula Serrata Malfitano

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • as dimensões coletivas das ações em terapia ocupacional
  • Apresenta-se o projeto “As dimensões coletivas das ações em Terapia Ocupacional”, como decorrência da Bolsa de Pesquisa no Exterior, sob a mesma temática, em desenvolvimento em parceria com a Griffith University, Austrália. O projeto insere-se no campo de investigação da Terapia Ocupacional Social e decorre de projetos de pesquisa realizados anteriormente os quais apontam a dimensão de ações profissionais voltadas para coletivos como um campo que demanda maiores aprofundamentos e desenvolvimentos teóricos. Propõe-se estudar as bases epistemológicas da ação coletiva na intervenção em terapia ocupacional, tendo como objeto as experiências da terapia ocupacional social brasileira e de práticas na Austrália e no Canadá. Para tanto, são planejadas as seguintes etapas: a) realização de uma revisão bibliográfica; b) análise das experiências em Terapia Ocupacional Social desenvolvidas no Brasil; c) entrevistas com terapeutas ocupacionais na Austrália; d) entrevistas com terapeutas ocupacionais no Canadá, em ambos países com quem está envolvido em práticas comunitárias e sociais; e) levantamento de categorias analíticas. Espera-se contribuir com a discussão de ações profissionais voltadas para o cuidado coletivo, bem como aprofundar parcerias acadêmicas para a área de terapia ocupacional brasileira no âmbito internacional.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ana Paula Trovatti Uetanabaro

Ciências Agrárias

Agronomia
  • centro de pesquisa e cultivo de cogumelos comestíveis: casa de cogumelo
  • Os fungos comestíveis, popularmente conhecidos como cogumelos, são fontes ricas em nutrientes e compostos com propriedades medicinais. Além disso, têm a capacidade de crescer em resíduos lignocelulósicos resultantes do processamento da agroindústria. Entretanto, pouco ainda conhecemos sobre a nossa potencialidade de cogumelos comestíveis nos biomas brasileiros. Diante disso, a proposta desse projeto é de se estruturar um espaço na Universidade Estadual de Santa Cruz (Ihéus/BA) para o preparo de material e cultivo de cogumelos que já existam no mercado, e especialmente, verificar o potencial daqueles já isolados de biomas da Bahia e mantidos em Coleção de Culturas de Microrganismos da Bahia. Considerando o potencial agroindustrial da região de Ilhéus, será também avaliado o potencial de resíduo agroindustriais gerados na região, tais como a casca de cacau, suplementado com farelos diversos como substrato. Inicialmente o cogumelo a ser utilizado para o cultivo será o Pleurotus sp., cogumelo comumente conhecido como shimeji e conhecido pela sua rusticidade e facilidade de adaptação. Posteriormente, outros tipos de cogumelos comestíveis passarão por esta seleção. Para isso serão preparadas sementes à base de grãos de trigo, ou pela metodologia de formação de estacas, que serão posteriormente inoculadas em sacos contendo 150 g do substrato previamente triturados em diferentes tamanhos com umidades diferentes. Acompanhando a colonização e o crescimento dos cogumelhos, após o aparecimento do corpo de frutificação e coleta, cada cogumelo será avaliado com relação ao diâmetro do píleo e quanto à composição bioquímica (gordura, carboidratos, fibras, cinzas, proteína, compostos fenólicos e calorias). O desempenho da produção será avaliado através da determinação da eficiência biológica, da taxa de produtividade, da percentagem de produtividade e da perda de matéria orgânica do substrato. Este projeto objetiva também a formação de profissionais especializados dentro e fora da academia; a cooperação e a transferência de tecnologia alcançada para o cultivo de cogumelos adaptados às condições edafoclimáricas de Ilhéus e região para os produtores parceiros da Associação de Moradores e Agricultores do Rio de Engenho e Adjacências (AMAREA). Importante salientar que a Broto Incubadora de Biotecnologia (Incubadora UEFS/UESC) fará o acompanhamento da formulação do Plano de Negócios desta associação com relação aos cogumelos produzidos. Assim, por se tratar de um tema de pesquisa com (1) potencial de descoberta de novas linhagens de cogumelos comestíveis para o mercado; (2) formação de recursos humanos em pesquisa aplicada;(3) aproveitamento de resíduos agroindutriais; (4) produção de um alimento nutritivo, entretanto ainda pouco conhecido pela população em geral, mas já de grande aceitação e procura na região por consumidores com estilo de vida mais natural e saudável; (5) transferência de tecnologia no modelo universidade – incubadora – pequenos produtores; acreditamos que esta proposta possa também servir de incentivo para mais pesquisas aplicadas e interação com a comunidade.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022