Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adevailton Bernardo dos Santos

Outra

Divulgação Científica
  • xxvii ciência viva
  • A feira Ciência Viva é uma feira do conhecimento, realizada anualmente desde 1995 na cidade de Uberlândia-MG, aberta a estudantes da educação básica (ensino fundamental, médio, profissionalizante e da educação de jovens e adultos - EJA) das instituições de ensino do município, preferencialmente da rede pública, e completará 27 anos em 2022. O objetivo da Ciência Viva é promover o desenvolvimento da criatividade, da capacidade inventiva e investigativa, em todas as áreas de conhecimento, possibilitando e divulgando a construção de novos saberes, despertando vocações, revelando capacidades e contribuindo para formar estudantes comprometidos com o desenvolvimento e o bem-estar da sociedade. As atividades, que ocorrerão de forma remota, são planejadas de forma a envolver a participação de equipes das escolas do município de Uberlândia, que serão avaliadas por uma banca avaliadora na apresentação de seus trabalhos no evento principal. As ações formativas, que favorecem as trocas de saberes e foram uma constante ao longo das edições anteriores, serão mantidas e aprimoradas, principalmente na forma de oferta de palestras, rodas de conversas, minicursos e oficinas, e também ocorrerão de forma remota. Outra característica que será mantida é a assessoria prestada, pela equipe de pesquisadores e monitores integrantes do projeto, aos professores e estudantes das escolas. Dentre os trabalhos apresentados haverá a seleção de pelo menos um para apresentação em evento de âmbito nacional.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Adilson Jesus Aparecido de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • propriedades magnéticas de materiais multifuncionais: óxidos magnéticos, multiferróicos e sistemas 2d de mos2
  • O estudo das propriedades magnéticas de materiais multifuncionais permite uma ampla variedade de aplicações, em particular para o processamento e estocagem de informação, e nesse sentido, produzir materiais multifásicos, que combinem simultaneamente as propriedades ferromagnéticas e ferroelétricas ampliou as perspectivas para esse fim. Além disso, materiais óxidos, dopados ou não com elementos de transição ou terra-raras, e polímeros condutores ferromagnéticos abrem a perspectiva de desenvolvimento de novos dispositivos. Dessa forma, o presente projeto de pesquisa envolve duas classes de materiais distintas: óxidos magnéticos, materiais compósitos multiferróicos. Serão investigados óxidos semicondutores, como SnO2/CeO2, SnO2, InO2 entre outros. compósitos multiferróicos de (1-x)Pb2/3(Mg1/3Nb2/3)-xPbTiO3 (PMN-PT) e Pb(Zr0,52 Ti0,48)O4 (PZT) com as fases magnéticas de ferrita de cobalto (CoFe2O4 ou CFO) e de ferrita de níquel (NiFe2O4 ou NFO) que serão investigados com o objetivo de compreender os processos envolvidos em suas propriedades magnéticas, a partir de investigações experimentais e aplicação de modelos fenomenológicos desenvolvidos pelo próprio grupo.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adilson José da Silva

Engenharias

Engenharia Química
  • construção de linhagens recombinantes de xanthomonas sp. para produção de goma xantana
  • Goma xantana é um polissacarídeo sintetizado por bactérias do gênero Xanthomonas que apresenta diversas aplicações industriais, como na produção de alimentos, cosméticos e extração de petróleo, entre outras. Não há produção nacional do composto e, por isso, o Brasil segue dependendo de importações de grandes quantidades do biopolímero. Atualmente o desenvolvimento de processos de produção da goma tem sido direcionado para a otimização de fatores como meios de cultivo, condições operacionais e tecnologias para recuperação do composto de interesse. No entanto, parte chave desse processo é o desenvolvimento de linhagens otimizadas. Nesse contexto foi iniciado em 2017 um projeto no intuito de desenvolver estirpes aprimoradas a partir do uso de ferramentas de Biologia de Sistemas e Engenharia Metabólica. O primeiro trabalho realizado desenvolveu um modelo matemático determinístico para a síntese dos monômeros da goma xantana utilizando a linguagem de programação Python (Kundlascht, 2017). O modelo foi validado com dados experimentais da literatura, e foi possível identificar as reações catalisadas por UDP-Glicose pirofosforilase (UDPG-PP) e UDP-Glicose desidrogenase (UDPG-deH) como sendo os bottlenecks da via de síntese da goma xantana. O modelo previu, também, o comportamento do sistema diante da super-expressão destas duas enzimas, apontando um aumento substancial na síntese dos monômeros da goma. A análise in silico concluiu, portanto, que o aumento na concentração destas duas proteínas resultaria em ganho na velocidade do sistema como um todo. A partir desses resultados, o presente projeto propõe a clonagem e super-expressão de UDPG-PP e UDPG-deH em Xanthomonas sp. e posterior avaliação da produção da goma xantana pelas linhagens recombinantes com o intuito de construir linhagens potencialmente mais eficientes para esse fim.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adilson Pinheiro

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • reciclagem de resíduos orgânicos de pecuária em solos agrícolas: estudo de fontes, transformações e destinação dos metais pesados cu e zn
  • A reciclagem de resíduos orgânicos de pecuária (ROP) na fertilização de solos agrícolas é uma prática comum. Entretanto, a destinação de metais potencialmente tóxicos como Cu e Zn presentes nos ROP permanece incerto. Estudos publicados até o momento não consideram o processo completo, ou seja, desde a suplementação de Cu e Zn na ração, a digestão animal e a decomposição dos ROP, até a aplicação e monitoramento de longo prazo no solo. Além disso, atualmente não é possível discriminar as fontes naturais das fontes antropogênicas de Cu/Zn em solos agrícolas. Este projeto visa preencher estas lacunas científicas, propondo uma combinação inédita e abrangente de variáveis de campo e laboratório com ferramentas analíticas sofisticadas. Nós analisaremos a especiação química de Cu e Zn via espectroscopia de absorção de raios X baseada em luz síncrotron (XAS) e as assinaturas isotópicas de Cu e Zn via espectrometria de massas de alta resolução com fonte de plasma induzido e multi coletor (MC-ICP-MS). Analisaremos amostras representativas de todo o processo de criação animal e reciclagem dos ROP no solo. As amostras incluem: (i) rações cuja suplementação de Cu e Zn foi feita por diferentes compostos; (ii) ROP frescos resultantes da criação animal com diferentes rações, coletados em diferentes estágios do crescimento; (iii) ROP incubados sob condições aeróbicas e anaeróbicas; (iv) solos com mineralogias contrastantes incubados com diferentes tipos de ROP e (v) solos de experimentos de campo de longa duração com aplicação de ROP. Esperamos compreender os mecanismos de redistribuição dos metais Cu e Zn ao longo de todo o processo de geração e reciclagem de ROP; desenvolver protocolos que permitam identificar e diferenciar as fontes naturais das fontes antropogênicas de Cu e Zn; e prever a estabilidade e a migração a longo prazo dos metais Cu e Zn no solo e sistemas contíguos.
  • Fundação Universidade Regional de Blumenau - SC - Brasil
  • 18/02/2019-31/08/2023