Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Jade de Oliveira

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • investigação dos mecanismos que relacionam distúrbios no metabolismo do colesterol com doenças neurodegenerativas: uma abordagem in vitro, in vivo e in sílico
  • A hipercolesterolemia, principalmente a Hipercolesterolemia Familiar (HF), está associada a prejuízos de memória e motores característicos das doenças de Alzheimer e Parkinson. A HF é causada por mutações no gene do receptor de lipoproteína de baixa densidade (LDL). Além dos níveis aumentados de LDL no sangue, a falta do receptor nas células cerebrais também parece ter impacto no sistema nervoso central. A neuroinflamação desencadeada pela hipercolesterolemia parece estar associada às neuropatologias. No entanto, os mecanismos relacionados à conexão entre alterações no metabolismo do colesterol e a indução do processo inflamatório cerebral precisam ser melhor elucidados. Cerca de 40% dos adultos têm níveis plasmáticos altos de colesterol, sendo a HF um problema de saúde pública. As questões principais deste projeto são: O aumento da reatividade microglial participa da gênese dos danos encefálicos induzidas por alterações no metabolismo do colesterol de origem adquirida ou genética? A neuroinflamação causada pela hipercolesterolemia ocorre devido alterações no eixo intestino-cérebro? Nossos trabalhos prévios apontaram que estratégias anti-inflamatórias atenuam os danos cerebrais associados à hipercolesterolemia. Camundongos expostos à dieta hipercolesterolêmica e camundongos nocautes para o receptor de LDL serão tratados com inibidores de reatividade microglial e probióticos. Serão avaliados parâmetros comportamentais, proteínas envolvidas na biossinalização e mediadores inflamatórios, marcadores de integridade da barreira hematoencefálica, marcadores neurais e de neurodegeneração em regiões distintas do encéfalo. O eixo intestino-cérebro também será avaliado. Além disso, células neuronais e micróglias serão expostas à LDL ou terão o gene do receptor de LDL silenciado, e tratadas com minociclina e PLX5622 (inibidores da ativação microglial). Análises in sílico de modulações de genes em pacientes com níveis normais ou altos de colesterol no sangue serão realizadas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jader de Oliveira Santos

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • insegurança hídrica domiciliar e degradação ambiental em áreas susceptíveis à desertificação: vulnerabilidades e perspectivas no semiárido cearense
  • A discussão sobre as mudanças climáticas exibe de forma pertinente como se desenvolvem as relações entre sociedade e natureza nas mais diversas escalas. Sérios problemas socioambientais com efeitos adversos na economia e nos ambientes com menor capacidade de suporte têm se intensificado em todo o planeta, e, de forma preocupante na população mais vulnerável. É nesse contexto que se insere o semiárido brasileiro onde o histórico de exploração dos recursos naturais ratifica as origens dos problemas socioambientais, comprometendo tanto o atendimento das necessidades básicas à sobrevivência, como desenvolvimento econômico ampliado. A presente proposta integra um conjunto de ações integradas de tecnologias sociais cujo objetivo é contribuir com a redução da pobreza e da degradação socioambiental, contribuindo com a melhoria da qualidade de vida de comunidades inseridas em áreas susceptíveis à desertificação. A proposta tem como foco prioritário a articulação entre pesquisadores e grupos de pesquisa em práticas investigativas visando a compreensão da degradação ambiental e da vulnerabilidade hídrica. Complementarmente fomenta a integração de ações cujo objetivo é ampliar a segurança hídrica e energética de comunidades vulnerabilizadas, tendo como princípios os objetivos para o Desenvolvimento Sustentável-ODS, especialmente os objetivos I, II, III, IV, V, VI e VII. Para sua consecução propõe-se a realização de análises e diagnósticos a nível comunitário com metodologias participativas; condução de estudos técnico-científicos que considerem as potencialidades e fragilidades dos sistemas ambientais e dos grupos sociais; avaliação da vulnerabilidade hídrica; implementação de intervenções tecnológicas de baixo custo para reduzir insegurança hídrica e energética das populações; criação de sistema comunitário de monitoramento ambiental; e proposição de ações de formação e difusão do conhecimento científico com foco nas áreas susceptíveis à desertificação.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Jader Riso Barbosa Junior

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • desenvolvimento de circuitos magnéticos à base de ímãs permanentes de terras-raras para aplicações em sistemas de conversão termomagnéticos
  • Circuitos magnéticos (CMs) são arranjos de ímãs permanentes capazes de gerar campos magnéticos intensos em regiões ou volumes confinados (entreferros). Seu uso está presente em diversos sistemas de engenharia de alto valor agregado, como aerogeradores e trens de alta velocidade. Apesar de sua grande importância e potencial comercial, não há no Brasil parque fabril com know-how para projetar, otimizar, fabricar e montar CMs à base de ímãs permanentes de alta eficiência, o que limita o desenvolvimento de tecnologias limpas e portadoras de futuro. Dentre as inúmeras aplicações de CMs, encontram-se os refrigeradores magnéticos (RMs) e os motores termomagnéticos (MTs), os quais envolvem a conversão entre calor e trabalho magnético para bombeamento de calor e geração de potência, respectivamente. Em ambas as aplicações, fluidos ora nocivos ao meio ambiente são substituídos por refrigerantes sólidos, mais seguros e estáveis. Além disso, ciclos termomagnéticos são internamente reversíveis, gerando maiores eficiências. Tecnologias termomagnéticas são mais propícias à reciclagem de seus materiais. Com uma equipe multidisciplinar e experiente no tema, a presente proposta objetiva desenvolver, em âmbito laboratorial, CMs à base de ímãs de terras raras para sistemas de conversão termomagnética (RMs e MTs) desde o projeto conceitual, modelagem matemática, simulação e otimização e, finalmente, fabricação e montagem. Faz parte da proposta ainda o desenvolvimento de novos materiais, e também investigar a resistência à corrosão e seu efeito no desempenho dos CMs, propondo melhorias na seleção de materiais e mecanismos protetivos que aumentem a estabilidade ao longo da vida útil. Um foco habilitador do projeto é o estudo das aplicações com desenvolvimento de protótipos de RMs e de MTs nas instituições participantes (UFSC e UFMG), já que os resultados obtidos com a pesquisa em CMs irão propiciar novas oportunidades para aumentar a eficiência e a competitividade desses dispositivos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jaderson Costa da Costa

Ciências da Saúde

Medicina
  • prospecção e avaliação de mirnas de vesículas extracelulares como biomarcadores para indivíduos portadores de epilepsia com mutações nos genes cdkl5, cacna1a, scn1a e wdrd45
  • A epilepsia é caracterizada por disparos rítmicos e sincronizados na população de neurônios no SNC, gerando manifestações clínicas, como as crises convulsivas. Essa patologia possui associação com diversas alterações genotípicas, conhecidas como mutações. Essas mutações podem ocorrer em diversos genes, tais como: CDKL5, CACNA1A, SCN1A e WDR45. Portanto buscar alternativas que envolvam a investigação dessas alterações se torna de extrema importância. Para tal, o uso de ferramentas de biologia molecular avançadas se mostra eficiente, tendo como cerne, a exploração de possíveis biomarcadores. Assim, o objetivo deste projeto é investigar o perfil de microRNAs (miRNAs) de vesículas extracelulares (VEs) de indivíduos portadores de epilepsia com as mutações citadas anteriormente. Para esta investigação, será realizado análise do exoma completo dos indivíduos com suspeita ou histórico das mutações nos genes citados acima. Em seguida, será realizada a coleta de sangue e saliva para isolamento das VEs, além de uma biópsia de pele para obtenção de um cultivo primário de fibroblastos para obtenção de células-tronco pluripotente induzidas (iPSC) e posterior neurodiferenciação. Em seguida, será realizada a caracterização das VEs através da quantificação da concentração de proteínas, caracterização morfológica e a concentração e distribuição do tamanho das partículas isoladas. Posteriormente, será realizada a extração de RNA e o enriquecimento dos miRNAs, e posterior preparação da biblioteca dos miRNAs para o sequenciamento. Para a verificação do perfil de miRNAs será realizado o sequenciamento de nova geração. Será ainda realizada verificação eletrofisiológica nos neurônios derivados das iPSCs utilizando a metodologia de patch clamp. Por fim, este projeto terá repercussão em inúmeros ensaios clínicos, visando melhor prognóstico com possíveis biomarcadores, possibilitando um direcionamento específico no tratamento das mutações citadas acima.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jadson Diogo Pereira Bezerra

Ciências Biológicas

Botânica
  • fungos de plantas e cavernas do cerrado: ecologia, bioprospecção e impacto das mudanças climáticas
  • Estimativas indicam cerca de 3,8 milhões de espécies de fungos, entretanto, cerca de 10% delas são conhecidas. O Cerrado é um hotspot de biodiversidade e suas áreas protegidas têm sido afetadas por ações antrópicas. Pesquisas sobre a diversidade do Cerrado são urgentes e promissoras para desvendar a biodiversidade, sobretudo a flora e funga que desempenham papel primordial na manutenção e conservação dos ambientes. É escasso o conhecimento das relações ecológicas, do potencial biotecnológico e do impacto das mudanças climáticas em fungos de plantas e cavernas do Cerrado. Os objetivos da proposta são: 1) determinar a diversidade de fungos endofíticos de Anacardium occidentale e Brosimum gaudichaudii, 2) estimar a diversidade de fungos cavernícolas do ar e do sedimento e verificar a presença de fungos potencialmente patogênicos, 3) gerar dados morfológicos e moleculares com intuito de elucidar a posição filogenética dos fungos, 4) avaliar o potencial biotecnológico de fungos no controle de patógenos de interesse médico e agrícola, produção de enzimas e degradação de microplásticos e 5) verificar o impacto das mudanças climáticas nos fungos. Fungos serão isolados e identificados por ferramentas morfológicas e moleculares. Índices ecológicos serão utilizados para estimar a diversidade. Bioprospecção: fungos serão inoculados frente à patógenos de interesse médico e agrícola e o potencial antagônico avaliado; isolados serão testados quanto à produção de enzimas extracelulares de importância industrial e ambiental (ex. proteases, amilases, lipases); e culturas de fungos serão utilizadas para degradação de diferentes concentrações de microplásticos. Impacto das mudanças climáticas: fungos serão inoculados em condições de escassez de água (meio de cultura DG18), radiação UV (lâmpada germicida x tempo de exposição) e temperaturas (de 28°C até 45°C). Os dados da bioprospecção e dos impactos das mudanças climáticas serão analisados estatisticamente.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jailane de Souza Aquino

Ciências da Saúde

Nutrição
  • mucilagens obtidas de cactáceas: prospecção, bioatividade e efeitos sobre o eixo intestino-cérebro de ratos com obesidade
  • A obesidade é caracterizada pelo excesso de adiposidade e vem sendo relacionada a alterações neurocomportamentais e na microbiota intestinal, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Sua terapêutica envolve diversas intervenções, especialmente a dietética, o que impulsiona o estudo de componentes prebióticos, os quais são fermentados por microrganismos que colonizam o intestino e promovem efeitos metabólicos benéficos em vários órgãos, via comunicação entre eixos como o intestino-cérebro. Nesse contexto, a promissora extração de mucilagens de cactáceas com potencial prebiótico, pode ser útil como tratamento adjuvante da obesidade. As mucilagens têm aplicabilidade nos setores alimentício e farmacêutico, e apresentam propriedades tecnológicas e bioatividade que variam conforme a fonte de obtenção. Estudo prévio de nosso grupo, investigou a extração de mucilagens a partir de cladódios de sete espécies de cactáceas e selecionou mandacaru (Cereus jamacaru), xique-xique (Pilosocereus gounellei) e facheiro (Pilosocereus pachycladus) como as mais promissoras. A partir do conjunto de evidências científicas, hipotetizou-se que a extração e caracterização de mucilagens das cactáceas supracitadas poderiam ter propriedade prebiótica e outras bioatividades, frente ao eixo intestino-cérebro de ratos com obesidade. Para tal, a primeira etapa do projeto consistirá em caracterizar as mucilagens (minerais, fibras, fenólicos e atividade antioxidante) e a segunda, no experimento com ratos induzidos à obesidade e administração de 100 mg/kg das mucilagens, avaliando-se a ingestão alimentar, comportamentos (ansiedade e depressão), parâmetros somáticos e bioquímicos, análises da microbiota intestinal e fecal, marcadores cerebrais (BDNF e Delta-FosB), além de ácidos orgânicos, macrófagos, INF-gama;, NFkB e IL 1B; ao longo do eixo intestino-cérebro. Espera-se incentivar a exploração sustentável das cactáceas com geração de renda e bioatividade comprovada na obesidade
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jailson Bittencourt de Andrade

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • inct de energia e ambiente
  • A agenda século XXI tem por base três pilares que representam objetivos a serem alcançados por todos os segmentos sociais, em especial o acadêmico e o empresarial: Sustentabilidade, Interdisciplinaridade e Inovação. Sem a pretensão de minimizar, mas de direcionar, podemos destacar que além da Educação, estes objetivos estão diretamente relacionados com o polinômio Energia-Água-Alimentos-Ambiente, os maiores desafios atuais da Humanidade. O inter-relacionamento no âmbito do polinômio é abrangente e envolve qualquer das dimensões em foco: econômica, tecnológica e social. Nesse contexto, consideramos que Energia e Ambiente podem representar os maiores desafios atuais da Humanidade, pois além da sua importância intrínseca, estão diretamente relacionados com a produção e a conservação dos alimentos, como uso sustentável dos corpos d’água e, consequentemente, com a riqueza/pobreza das nações. O presente projeto propõe a continuidade e ampliação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Energia e Ambiente (INCT EA), criado no âmbito do EDITAL INCT 15/2008, que iniciou as atividades em março de 2009, em forma de rede nacional de grupos de pesquisa, para estudar, de forma concertada, a preparação de biocombustíveis, associada à valorização dos co-produtos; a formulação e certificação de combustíveis e de misturas de combustíveis fosseis e biocombustíveis; a combustão em motores estacionários e em dinamômetro de rolos e o impacto dos gases e material particulado (em escala micrométrica e nanométrica) emitidos na atmosfera de centros urbanos brasileiros. Uma visão geral das atividades já realizadas, revela uma forte interação com órgão públicos, empresas e escolas, envolvendo um forte intercambio de informações relacionadas a politicas públicas, tecnologia & inovação, e educação, apoiados por mais de 500 artigos publicados em periódicos indexados; mais de 20 patentes (depositadas e negociadas); mais de 200 profissionais formados, em nível de mestrado e doutorado; e por estágios nos níveis técnico e de pós-doutorado. O INCT EA continuará sediado no Centro Interdisciplinar de Energia e Ambiente (CIEnAm) da UFBA, criado em 2003, que conta atualmente com 2 prédios com 12 laboratórios cada, um parque de equipamentos com valor estimado em US$ 10 milhões, e envolve competências em Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação, voltadas para a formação de recursos humanos qualificados e a geração de conhecimento e produtos tecnológicos e com forte interação com órgãos públicos e privados nas seguintes áreas de atuação: i) Otimização e uso eco-eficiente de energia; ii) Combustíveis fosseis e provenientes de biomassa; iii) Impactos ambientais na atmosfera, litosfera, hidrosfera e na biosfera; iv)Tecnologias limpas; v) Nanotecnologia e novos materiais; e vi) Regulação e gestão. O foco do presente projeto de pesquisa do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Energia e Ambiente envolve a valorização do uso do etanol na frota veicular, incluindo os veículos pesados, que utilizam atualmente uma mistura biodiesel-diesel 6/94%, através da preparação de aditivos que melhorem a miscibilidade e a estabilidade de misturas etanol/biodiesel/diesel, com concentrações de etanol superiores a 15%, preservando ou ampliando o número de cetanas dos novos combustíveis, quando comparados ao diesel puro. Na sequencia, será realizada a caracterização e certificação dos combustíveis comercializados nas diferentes regiões do país, bem como das misturas de combustíveis fósseis e biocombustíveis elaboradas. Será estudada a combustão in situ dos combustíveis em equipamento “motor monocilindro” de modo a otimizar o funcionamento dos diferentes motores (ciclo Otto e ciclo Diesel); a combustão em motores estacionários e em dinamômetro de chassis, e a composição e toxicidade da exaustão (fase gasosa e particulada), bem como o impacto dos gases e material particulado, em escala micrométrica e nanométrica, emitidos na atmosfera de centros urbanos brasileiros (pelo menos em, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Londrina). Os grupos de pesquisa envolvidos estão sediados em IES em três diferentes regiões do pais - NE, SE e S - (UFS, UFBA, UFMG, UFRJ, UERJ, USP, UNICAMP, UEL, UFSC e UFRGS), em sua maioria, realizam pesquisa de vanguarda e de elevada qualidade e padrão competitivo internacionalmente nas respectivas competências. Estão incluídos também grupos de pesquisa jovens de instituições emergentes (UNIT, UFRB e UESC, priorizadas neste projeto) e de duas outras Instituições relevantes para o projeto: O SENAI/CIMATEC (EMBRAPII), centro de referencia em Manufatura Avançada, onde serão realizados os estudos de combustão/otimização, que poderão resultar em modificações dos motores, e o Laboratório de Biocombustíveis da Agencia Nacional de Petróleo (DF) responsável pela certificação e regulação de biocombustíveis. Também, merece destaque, dentre as parcerias com empresas, a GranBio, primeira empresa a conjugar a produção de etanol de primeira geração com a de segunda geração e as empresas Maisa Agroindustrial (Pará) e Preu Engenharia (São Paulo), parceiras nos estudos relativos ao uso de Biochar na agricultura. . Acompanhando o eixo condutor de pesquisa no projeto, estão ações de pirólise e gaseificação de biomassa, visando potencializar o uso de resíduos da produção de etanol sob forma de bio-óleo (combustível) e bio-carvão (agricultura), como também uma infra-estrutura analítica e estatística excepcional, bem como intensa cooperação cientifica e tecnológica no país e no exterior. No Brasil, merece destaque a cooperação inter-INCT, envolvendo o INCT EA e outros seis INCT. A sinergia das ações de pesquisa, a mobilidade de pessoal, a integração na formação de recursos humanos e a capacidade de transferência de conhecimentos para a sociedade, governo e empresas, continuarão sendo os principais amalgamadores das ações INCT EA.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 29/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Jailson Bittencourt de Andrade

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • impactos subletais do derramamento de óleo de 2019 sobre as funções ecológicas chaves de ecossistemas marinhos na costa da bahia
  • No final de 2019, cerca de 3000 km da costa brasileira incluindo principalmente a região nordeste foi diretamente impactada pelo maior derrame de petróleo já visto na região. Registros das manchas foram encontrados em mais de 980 pontos, alcançando diversos ecossistemas marinhos. Impactos socio-econômicos foram imediatos, afetando intensamente o turismo, a pesca e extrativismo costeiro e a saúde das populações. Impactos sub-letais não facilmente visíveis e que trazem danos de longo prazo também ocorreram e ainda podem estar afetando funções ecológicas chaves que são fundamentais para a manutenção e persistência destes ecossistemas. A região entre a Baía de Todos os Santos e a Baía de Camamu (entre 12°35’ S a 14°05’ S) foi bastante atingida pelo grande derreamento de óleo de 2019. Esta merece uma atenção especial por constituir uma porção significativa da costa leste brasileira, bioregião de maior biodiversidade do Oceano Atlântico Sul. Dentre os ecossistemas marinhos, destacam-se os bancos de grama marinha e os recifes de corais por, além de serem sensíveis, criarem condições propicias à sedimentação, podendo assim reter o próprio óleo decantado ou sedimento e microplástico que adsorvem razões deste óleo. Dentre as principais funções ecológicas chaves que podem ser afetadas nesses ecossistemas, destacam-se as funções de teia trófica que pode estar sendo contaminada desde a base por distintas vias como a produção primária, detritívoros ou filtradores e a função de biocontrução dos recifes de corais que mantêm a complexidade estrutural responsável pela grande diversidade biológica desses ecossistemas. Entender como essas funções ecológicas chaves estão sendo afetadas é um grande desafio. Abordagens das ciências químicas assim como seus avanços tecnológicos em novos métodos de análise e dispositivos são necessários para abordar de forma inovadora essas questões. A presença de hidrocarbonetos assim como metais traços derivados do petróleo são considerados um dos principais tipos de poluição que ameaça ambientes marinhos e eventos de derrames de petróleo são de significativa preocupação. Mais recentemente, os microplásticos também têm sido considerados em estudos de poluição petrogênicia pois adsorvem concentrações de metais e compostos orgânicos na superfície, servindo como um vetor de transporte no ecossistema. Os hidrocarbonetos saturados e os policíclicos aromáticos (HPAs) com foco nos prioritários (16 HPAs regulamentados pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA - EPA) são os compostos frequentemente avaliados em estudos de avaliação de riscos de contaminantes sobre os ecossistemas e os seres humanos em derramamento de óleo. Esses compostos trazem informações importantes visto que podem se bioacumular nos corais, sedimentos e demais tipos de biota associadas. Entretanto, esses estudos excluem muitos outros compostos importantes, tais como os HPAs alquilados e outros compostos policíclicos aromáticos (PACs), tais como os HPAs nitrados (nitro-HPAs), os HPAs oxigenados (oxi-HPAs, como, por exemplo, as quinonas), compostos heterocíclos aromáticos policíclicos de enxofre (PASH), heterocíclos aromáticos policíclicos de nitrogênio (PANH) e os heterocíclos aromáticos policíclicos de oxigênio (PAOH) bem como seus congêneres alquilados. Segundo a literatura, esses PACs são mais abundantes, persistentes e muitos exibem mobilidade e biodisponibilidade, além de reatividade e toxicidade comparáveis ou mais altas que os HPAs. Logo, podem contaminar a biota e então se biomagnificar ao longo da cadeia trófica. Desta forma, o objetivo principal deste projeto é avaliar a presença de marcadores petrogênicos orgânicos e inorgânicos na base da cadeia trófica dos organismos bentônicos de pradarias de gramas marinhas em organismos responsáveis pela função de bioconstrução dos recifes de coral em áreas atingidas pelo derramamento de óleo na costa da Bahia em 2019, a fim de verificar a ocorrência de efeitos sub-letais. Serão amostrados doze pontos afetados pelo óleo desde a Baía de Todos os Pontos até a Península de Maraú em que observamos a presença dos dois ecossistemas. Alguns pontos na Baía de Todos os Santos serão utilizados como controle pois não houve a chegada direta do óleo. As análises serão feitas em água, sedimento, microplástico, Halodule wrightii, Anomalocardia flexuosa, poliquetas detritívoros e corais. Serão analisados marcadores petrogênicos orgânicos e inorganicos cujos métodos já foram desenvolvidos e validados, porém, é também um objetivo importante deste trabalho desenvolver e validar novos métodos analíticos da química. Este projeto também possui uma estratégia de divulgação do conteúdo científico que envolve a inclusão em novas tecnologias Audiovisuais e de Realidade Aumentada que estão sendo desenvolvidas para facilitar, democratizar e tornas mais atrativo o acesso de informação de qualidade sobre o impactos subletais do óleo para a sociedade. Espera-se com esse projeto conseguir avançar em conhecimentos sobre o impacto do óleo na costa brasileira e alcançar, dentre outros, os objetivos do Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação para os Oceanos.
  • SENAI - Departamento Regional da Bahia - BA - Brasil
  • 03/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Jailson Bittencourt de Andrade

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • identificação de sars-cov-2 em corpos d’água e esgoto como ferramenta para estimativa de contágio por covid-19 da população
  • O presente projeto propõe avaliar a possível presença do vírus SARS-CoV-2 em esgoto e diferentes corpos d’água como ferramenta complementar à testagem da população para avaliar o nível de contaminação por COVID-19, bem como alguns tipos de medicamentos e drogras recreacionais ou ilícitas, cuja utilização possa estar aumentando nesse período. É sabido que água contaminada pode transmitir uma série de doenças derivadas de vírus e outros microrganismos. Uma grande variedade de vírus patogênicos excretados por humanos e animais podem chegar a diferentes corpos d’água, desde o esgoto não-tratado até águas superficiais, e mesmo o processo de tratamento de esgoto não elimina totalmente a carga viral, podendo a água tratada ser distribuída com vírus patogênicos para a população. A recente pandemia do COVID-19, causada pela infecção do vírus SARS-CoV-2, vem causando sérias preocupações e desafiando os sistemas de saúde mundiais. Muito pouco se sabe sobre as suas possíveis formas de transmissão, além das rotas usuais (gotículas de saliva, espirro, tosse, dentre outros). Entretanto, acredita-se que pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2, sintomáticas ou assintomáticas, possam excretar fezes e/ou urina contaminada por esse vírus. Uma vez o vírus tendo sido eliminado, este pode se espalhar através de corpos d’água superficiais (rios, estações de tratamento de esgoto e água, dentre outros), havendo a possibilidade de contágio de um número maior de pessoas. Desse modo, testar as plantas de tratamento de água e esgoto, esgoto não-tratado e águas de rios, pode ser uma alternativa viável para que a vigilância epidemiológica possa estimar o real número de infectados espacial e temporalmente numa determinada região em estudo. Com isso, espera-se que governos e autoridades competentes tenham mais instrumentos para a tomada de decisão quanto à adoção e administração de medidas de afastamento social e, no sentido contrário, em seu gradual relaxamento. Além disso, poderão também detectar mais rapidamente o possível início de novos surtos. Mesmo no caso de eliminação aparente, a vigilância ao SARS-CoV-2 deve ser mantida, pois um ressurgimento do contágio pode ser possível até 2024. Por outro lado, vem sendo observado que muitas pessoas vêm apresentando diferentes distúrbios psicológicos associados ao confinamento por longos períodos de tempo. Portanto, é importante saber também, do ponto de vista de saúde pública e de políticas sociais, como isso poderia estar afetando o uso de determinados tipos de medicamentos (antivirais, ansiolíticos, antidepressivos e analgésicos), assim como drogas recreacionais ou de abuso (nicotina, cocaína, anfetamínicos e maconha, bem como seus metabólitos), pela população.
  • SENAI - Departamento Regional da Bahia - BA - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Jaime Aparecido Cury

Ciências da Saúde

Odontologia
  • modelos para avaliação do potencial anticárie de vernizes fluoretados
  • Os vernizes fluoretados (VF) tem se destacado por serem recomendados mundialmente para o controle não invasivo de cárie de esmalte na dentição decídua e permanente. Entretanto, há vários tipos de VF disponíveis no mercado e apenas um (Duraphat, NaF 5%) tem sido testado e validado clinicamente. Nossos dados preliminares analisando os VF do mercado, mostram que esses produtos não estão sob vigilância sanitária porque os problemas que temos encontrado comprometem totalmente a eficácia anticárie dos mesmos (Braz Oral Res 2019;33:217). Esse projeto pode servir de embrião para a normatização de outros produtos de uso profissional, como os à base de diamino fluoreto de prata para aplicação profissional (Braz Dent J. 2020;31:257-263; Aust Dent J. 2021 Jun;66:214), nos quais problemas sérios de formulação têm sido encontrados e os produtos estão comercialmente em uso. Assim, é altamente desejável desenvolver modelos para avaliar o potencial anticárie de VF quer seja para serem usados no desenvolvimento de novos produtos, como para avaliar os já presentes no mercado. Sendo assim, este projeto objetiva desenvolver modelos validados para estimar o potencial anticárie de VF, tendo como objetivos específicos: 1) Determinar as concentrações de fluoreto total e da fração solúvel dos VF comerciais; 2) Determinar as concentrações de fluoreto fortemente (tipo FAp) e fracamente ligados (tipo “CaF2”) formados no esmalte pela reação química com os VF; 3) Desenvolver modelos in vitro de ciclagens de pH para avaliar o efeito dos VF na redução da desmineralização do esmalte hígido, na ativação da remineralização do esmalte cariado, e na paralisação e/ou reversão da lesão de cárie pré-existente; 4) Avaliar in vitro o efeito do VF na redução da desmineralização do esmalte humano fluorótico; e 5) Avaliar in vitro o efeito do VF na progressão da lesão de cárie em dentes decíduos submetidos a desafios cariogênicos baixo, médio e alto de exposição à açúcar por 2, 4 e 8 h/dia, respectivamente
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jaime Eduardo Cecilio Hallak

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • inct translacional em medicina
  • O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Translacional em Medicina (INCT-TM) foi criado em 2008 com o propósito de estabelecer uma rede nacional de centros de pesquisa de destaque na investigação de biomarcadores e de novos alvos terapêuticos e moléculas capazes de atuar em transtornos neuropsiquiátricos, inserindo-se na área estratégica de Saúde e Fármacos definida pelo Governo Federal. Na base de todas as atividades do INCT-TM, a pesquisa translacional visa agilizar a aplicação de dados de pesquisa básica no contexto clínico e oferece possibilidades importantes para que o Brasil desenvolva seu potencial de geração de inovação a partir de sua produção acadêmica. Superando suas metas originais, o INCT-TM gerou mais de 600 publicações em periódicos internacionais e o depósito de nove pedidos de patente. Em termos qualitativos, o INCT-TM produziu achados importantes sobre o papel das neurotrofinas (particularmente o BDNF, Brain-Derived Neurotrophic Factor) e de novas drogas como o canabidiol (CBD) e o nitroprussiato de sódio (NP) no contexto dos transtornos neuropsiquiátricos. O instituto também teve importante atuação na formação e capacitação de recursos humanos, com o intercâmbio de pesquisadores entre centros nacionais e internacionais e a defesa de um grande número de teses e dissertações, além de promover a transferência de conhecimento científico para a comunidade e o setor produtivo e de favorecer a inserção de grupos nacionais no contexto internacional de pesquisa de ponta. Em sua proposta atual, com um grupo formado por cerca de 90 doutores distribuídos em 8 centros do sul, sudeste e nordeste do Brasil, o INCT-TM irá atuar em todas as áreas anteriores, com destaque para a pesquisa sobre moléculas promissoras para o tratamento de transtornos e sintomas neuropsiquiátricos (CBD, NP, ayahuasca, N-acetilcisteína, entre outros) visando o aumento da produtividade e representatividade da pesquisa brasileira através da produção de conhecimento e inovação com potencial de geração de dividendos para o país e as instituições envolvidas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Jaime Henrique Amorim Santos

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • desenvolvimento de vacinas para controle global de flavivirus
  • O gênero Flavivirus engloba as espécies de arbovírus de maior importância epidemiológica no Brasil (DENV, ZIKV e YFV). O processo de globalização e o crescimento urbano tem tornado as distâncias cada vez menores entre os continentes. Indivíduos infectados em trânsito podem transportar vírus de uma região geográfica para outra em poucas horas, e isto pode viabilizar a importação de novos vírus. Identificando este problema, o Prof. Jaime Amorim propõe desenvolver formulações vacinais capazes de conferir proteção contra diferentes espécies de flavivirus, tanto as já presentes no Brasil em situação endêmica, quanto as que podem ser importadas ou se tornarem epidêmicas. Para isto, os antígenos vacinais serão desenhados in silico, levando em conta: i) a localização de epítopos importantes para a resposta imunológica protetora ao longo da poliproteína viral; ii) sua conservação entre os vírus alvo; iii) a cobertura populacional do conjunto de epítopos. Em seguida, os antígenos desenhados serão obtidos e utilizados em formulações vacinais a serem testadas em regimes de imunização em modelo animal. As formulações vacinais protetoras serão utilizadas para estudos de caracterização de resposta imunológica. O Prof. Jaime Amorim tem experiência com pesquisas de desenvolvimento de vacinas e foi um dos idealizadores do recém aprovado Programa de Pós-graduação em Patologia Investigativa, da Universidade Federal do Oeste da Bahia. Pretende contribuir de forma relevante para com a saúde pública brasileira, desenvolvendo produtos tecnológicos com aplicação de resolução de importantes problemas: as arboviroses, os desdobramentos de suas múltiplas epidemias e a perspectiva de continuidade destes problemas por meio da importação ou emergência de novos flavivirus.
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia - BA - Brasil
  • 14/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jairo Getulio Ferreira

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • rede internacional de pesquisa em midiatização e processos sociais
  • O objetivo desta proposta é a construção de uma Rede Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais. Essa linhagem de pesquisa teve, no Brasil e Argentina, um de seus lugares de fundação. Na última década, se fortaleceu na Europa, com novos enfoques teóricos, epistemológicos e metodológicos diversos. A proposta de Rede visa consolidar as investigações conduzidas no Brasil como referência de interlocução, evitando-se, assim, um processo recorrente em que as pesquisas do sul (como o ocorrido com a pesquisa em recepção, por exemplo) não participe do concerto internacional de pesquisa nesta linhagem. A pergunta central do projeto de Rede é: quais são as abordagens epistemológicas, teóricas e metodológicas da pesquisa em midiatização, considerando essa linhagem nas perspectivas diferenciadas em construção no Brasil, Argentina e Europa? Conforme acervo disponível em https://www.midiaticom.org/e-books/, “o qualificativo de midiatização é... profundamente ambíguo e, por consequência, sua conceituação é necessariamente complexa...” (Livro III, pag 234/) e a hipótese é de que tais perspectivas podem se articular, se confrontar em agonísticas, e “sob certas condições, se complementar”. Isso corresponde ao nosso diagnóstico. O conceito de midiatização se amplia hoje nas pesquisas em diversos centros de investigação em comunicação na Europa, Estados Unidos, América Latina e Rússia (https://www.midiaticom.org/e-books/. Há indícios de que atinge um momento em que pode se transformar em uma linhagem de pesquisa no campo da comunicação (assim como outras linhagens conhecidas: estudos de recepção, cibercultura, economia política, semiótica, etc.). A bibliografia internacional que referência este projeto indica essas diversidade e atualidade. A proposta de atividades abrange jornadas de pesquisa e workshops, realizadas em interações remotas (online) e presenciais, de planejamento, debates e cursos formativos, compartilhamento de conceitos e metodologias.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jairo Simião Dornelas

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • governança e aprorriação: um embate no escopo da tecnologia da informação organizacional sob o manto da shadow it
  • A melhoria de rotinas processuais que, em regra, são impulsionadas por itens tecnológicos cada vez mais necessários e padronizadores (por refinamento da tecnologia) e sofisticados e limitantes em seus empregos (por requerimentos de matiz social) tem se evidenciado na atualidade. No centro desta disputa situam-se os requerimentos de dois ramos significativos da gestão de tecnologia: a governança e a apropriação. Os roteiros em torno destes segmentos são quase ortogonais. A governação é situada no âmbito das regras, das especificações bem construídas e orientadas às melhores práticas processuais, a exemplo de COBIT e CMMI, sendo reconhecida, quando implantada, com seguidos reportes de sucesso. Já o mirar pela lente da apropriação denota para a facilidade e para a comodidade de uso. Este rito foge da TI homologada e configuraria o que a literatura rotula como working arround ou Shadow IT, valendo-se da transgressão como regra em viés resiliente ou de resistência ao uso da TI formal, instituindo a conhecida apropriação de TI. Assim, se quer crer que nos scripts apresentados, se detectaria um maior nível de maturidade no usufruto de governança, par e passo a uma maior aceitação (uso limitado ou controlado) de uma TI apropriada em contextos de TI homologada. Tal apuração ver-se-ia projetada em levantamentos que poderão ser feitos em atenção a três etapas: • Apuração de regularidades no uso de frameworks de governação, considerando estruturas, mecanismos e relações; • Inquérito sobre práticas acomodatícias de uso de TI homologadas e não homologadas, bem como o nível de tolerância da governação a este tipo de utilização; • A última ação que deverá ser orientada a uma prática intervencionista - grupo focal ou experimentação -, com equipes de desenvolvimento de projetos. A expectativa é encontrar as condições de instalação da governação, o ritmo e o foco da apropriação e estipular guias de recomendações para a existência de ambas ações em regime conhecido e tutelado.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 19/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jairo Werner Junior

Ciências da Saúde

Medicina
  • dimensões da saúde mental no isolamento antártico: estudos dos processos afetivo-cognitivos, dos diagnósticos e do modelo preventivo e de assistência presencial e remota (apoio matricial)
  • O presente projeto situa-se em contexto de emergente importância dada a aspectos humanos envolvidos no isolamento imposto por locais de pesquisa como a Antártica. A evolução das possibilidades de exploração espacial torna ainda mais eminente compreender os processos psíquicos de seres humanos sob isolamento e confinamento. Desde a metade do século XX, pesquisas começaram a investigar os fenômenos psíquicos presentes em pesquisadores e militares no ambiente antártico, evidenciando grande prevalência de quadros de ansiedade e depressão, dentre outros. Entretanto, ainda é necessário estabelecer modelo teórico abrangente que permita compreender os modos como surgem tais manifestações psíquicas. Este projeto contribuirá na proposição de um modelo abrangente e permitirá a apropriação de novos conhecimentos acerca das interações existentes no contexto biopsicossocial do isolamento e confinamento antártico. O método de investigação científica utilizado deve abarcar não só o modelo médico descritivo da psicopatologia clássica, mas também considerar o papel determinante das condições materiais e simbólicas desse contexto no funcionamento psicofisiológico dos indivíduos, analisando as diversas particularidades presentes, tais como a missão, o ambiente, as atividades desempenhadas e as ferramentas utilizadas, que compõem o conjunto das interações sociais existentes. Tal método de investigação é possibilitado pela fundamentação teórica da psicologia histórico-cultural, que analisa o psiquismo humano levando em consideração suas múltiplas determinações de ordem antropológica, psicológica e sociológica, bem como as múltiplas dimensões políticas, geográficas e históricas nas quais o ser humano está inserido. Partindo dessa fundamentação, a pesquisa, cujos sujeitos de estudo são os próprios expedicionários antárticos, envolverá a presença no campo, nas dimensões dos acampamentos, base e navios, possibilitando aos pesquisadores a observação participante. A colaboração com outros projetos possibilitará a realização da pesquisa com grupos de outras instituições, inclusive acompanhando seus acampamentos. Propõe-se a aplicação de protocolos individuais, questionários e escalas para ansiedade e depressão, avaliações do estado mental e dos processos afetivo-cognitivos, obtenção de informações por meio de narrativas, histórias de vida, entrevistas dialogadas, grupos operativos, rodas de conversa, registros da observação de campo e registro de ocorrências – informações que serão analisadas inter e multidisciplinarmente. Também propõe-se a testagem de modelo de supervisão remota em saúde mental antártica, sob a infraestrutura do Laboratório Holográfico de Telessaúde (criado com cooperação técnica, acadêmica e científica entre a Universidade Federal Fluminense – UFF e a Marinha do Brasil). O projeto contará com a infraestrutura técnica e profissional da UFF e do Instituto de Pesquisas Heloisa Marinho (IPHEM - RJ). Objetiva-se a divulgação científica dos resultados nos meios qualificados e também ao público universitário, escolar e leigo, colocando em evidência a questão da Medicina e Psiquiatria Polar e a presença brasileira na Antártica. O projeto está perfeitamente alinhado à necessidade de desenvolvimento de novas fronteiras do conhecimento, como elencadas no Action Plan for Brazilian Antarctic Science 2013-2022 do PROANTAR (Investigations on psychology of groups under extreme stress in the area of Polar Medicine), identificando que os aspectos humanos precisam ser melhor enfocados, a fim de abranger toda a dimensão humana, biofísica e climática do PROANTAR, de forma estratégica, integrando atores civis e militares.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Jalusa Deon Kich

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • impacto da retirada de antimicrobianos via ração na excreção fecal de genes de resistência antimicrobiana em suínos
  • O controle da resistência aos antimicrobianos (AMR), pela ameaça que a mesma representa à saúde pública, é objeto de um plano de ação global articulado entre WHO, FAO e OIE. Alinhado a isso, o Brasil elaborou o Plano de Ação Nacional de Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos no Âmbito da Saúde Única, que prevê ações específicas para o setor agropecuário. A seleção e dispersão de genes de resistência antimicrobiana no ambiente, que tem sido associada à produção animal, é um dos elementos cruciais na abordagem de Saúde Única desta temática. Portanto, a suinocultura - importante setor produtivo nacional - tem o compromisso de adotar práticas agropecuárias que contribuam para a redução do uso de antimicrobianos (ATM), buscando aquelas de menor impacto na sua produtividade. Aditivos alimentares têm sido estudados como alternativas para mitigar os impactos da retirada dos ATM no desempenho zootécnico de suínos com resultados animadores. O efeito dessa prática na redução da excreção fecal de genes de resistência, porém, ainda necessita de investigações mais aprofundadas. Há evidências que o uso de antimicrobianos via ração aumenta a quantidade de cópias de plasmídeos que albergam genes de resistência em bactérias que são excretadas nas fezes. Portanto, a hipótese é que animais sem administração de antimicrobianos na ração excretem menor quantidade destes genes. Para testar essa hipótese, genes de resistência a antimicrobianos importantes para saúde humana e amplamente utilizadas na suinocultura serão investigados por PCR quantitativo (qPCR) em amostras fecais de suínos submetidos a seis diferentes tratamentos adicionados à dieta básica (DB): DB sem ATM e aditivos; DB com ATM; DB com prebiótico; DB com probiótico; DB com óleo essencial; DB com ácido orgânico. A presente proposta complementa estudo anterior conduzido pelo grupo, que acompanhou o desempenho zootécnico dos animais alocados nos referidos tratamentos.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Jaluza Maria Lima Silva Borsatto

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • desenvolvimento local sustentável sob a perspectiva das regulamentações e da governança ambiental nas microregiões do triângulo mineiro de uberlândia e uberaba
  • A preocupação com os efeitos das mudanças climáticas decorrentes do aquecimento global é um consenso entre os governos, setor privado e sociedade. Os governos locais juntamente com o setor empresarial e sociedade civil passaram a desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento sustentável regional e na busca de cumprir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável definidos pela ONU em 2015. O governo brasileiro vem empreendendo esforços institucionais para mapear e consolidar informações referente aos riscos dos impactos causados pela mudança climática visando amenizar seus efeitos econômicos e sociais. Considerando o papel dos governos na relação entre o crescimento econômico e as questões ambientais para o desenvolvimento local sustentável, o objetivo deste projeto é analisar a eficiência das regulamentações ambientais brasileiras e sua influência na governança ambiental nas microrregiões do Triângulo Mineiro de Uberlândia e Uberaba. com o intuito de auxiliar as atividades de planejamento e na elaboração de instrumentos que visem o desenvolvimento sustentável urbano da região. O estudo caracteriza-se como uma pesquisa de caráter exploratório e descritivo, e está estruturado em duas etapas que se inter-relacionam, sendo que na primeira etapa será realizada uma reflexão das regulamentações ambientais e seus reflexos no modelo de desenvolvimento econômico no Brasil, e na segunda etapa serão analisados os dados coletados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) do IBGE, e com a aplicação de testes estatísticos propor inferências baseado no objetivo proposto nesta pesquisa. Espera-se que os resultados desta pesquisa contribuam com o mapeamento das regulamentações ambientais e da governança ambiental nas cidades em estudo de forma a identificar seus impactos no desenvolvimento local sustentável nas regiões que elas estão inseridas. Além disso, pode ser instrumento informativo para pautar políticas públicas que promovam o desenvolvimento local sustentável
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

James Ribeiro de Azevedo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • núcleo de estudos em agroecologia do baixo parnaíba-ma
  • É necessário construir conhecimento e divulgar tecnologias que promovam o desenvolvimento rural sustentável do nordeste maranhense. Por isso, esse projeto tem como objetivo compartilhar informações tecnológicas sobre Agroecologia e produção orgânica entre professores e estudantes de ciências agrárias, técnicos de extensão rural e agricultores familiares do território Baixo Parnaíba-MA com base na integração entre ensino, pesquisa e extensão. As suas ações serão orientadas pela denominada Extensão Agroecológica abrangendo aspectos como: enfoque sistêmico, estudo da realidade local, respeito à diversidade cultural, valorização do saber do agricultor familiar, a segurança alimentar e o uso sustentável dos recursos locais (CAPORAL, COSTABEBER, 2004) e também pela troca de saber científico e empírico, através da comunicação dialógica (FREIRE, 1983). Essas ações serão realizadas para promover mudança gradual nos sistemas de produção, procurando-se fazer uma transição agroecológica para sistemas de produção sustentáveis (GLEISSMAN, 1997). Serão realizadas atividades tais como: cursos, implantação de unidades de referência em produção com base na Agroecologia ou produção orgânica, dias de campo, visitas técnicas, publicações sobre Agroecologia ou produção orgânica e feiras agroecológicas. Espera-se como resultado que Agricultores familiares estejam produzindo produtos orgânicos com base na Agroecologia ou em fase de transição agroecológica e a população dos municípios envolvidos estejam consumindo conscientemente produtos orgânicos ou com base na Agroecologia.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2022
Foto de perfil

Jamil Alexandre Ayach Anache

Engenharias

Engenharia Civil
  • abordagens multiescala para melhor compreensão de processos hidráulicos e hidrológicos superficiais e subterrâneos em ambientes urbanos
  • A urbanização é o fenômeno global da atualidade e o ciclo hidrológico urbano deve ser compreendido em suas particularidades. O objetivo é determinar o efeito de especificidades do ambiente urbano em processos hidráulicos e hidrológicos. A proposta possui três frentes de trabalho na forma de subprojetos (SP): (1) Verificar o efeito da presença de resíduos sólidos na condutividade hidráulica saturada de solos; (2) Observar o efeito das perdas reais em sistemas de saneamento na dinâmica de aquífero livre; (3) Estimar o efeito da arborização esparsa no ciclo hidrológico. Cada frente de trabalho poderá abordar o problema em múltiplas escalas espaciais. O SP1 é composto por um experimento de Darcy com colunas montadas com solo e resíduos sólidos a fim de se estudar o efeito da composição dos resíduos na condutividade hidráulica saturada; as proporções entre os materiais e solo serão definidos por meio revisão de literatura, a fim de simular condições que possam ser encontradas em campo. Os resultados do experimento subsidiarão a simulação hidráulica de fluxo subterrâneo em depósitos de lixo. O SP2 consiste em um experimento de campo, em que há 4 poços de monitoramento que atingem o freático. Nessa área será instalado um sistema hidráulico para simular vazamentos. Serão monitorados: o nível freático com transdutores de pressão em poços a montante e a jusante do vazamento simulado, a precipitação, e o volume de vazamento. Os resultados subsidiarão modelos de fluxo subterrâneo de bacias urbanas para quantificar o impacto dos vazamentos nessa escala. O SP3 irá amostrar árvores esparsas comumente encontradas em ambientes urbanos, que serão identificadas e caracterizadas. A precipitação total, a precipitação interna e o escoamento fustal serão monitorados. Esses dados irão complementar um modelo hidrológico em bacia hidrográfica urbana onde está inserida a área de monitoramento. Cenários de arborização serão testados para verificar o efeito da arborização na hidrologia urbana.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Jamil Assreuy

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • explorando mecanismos envolvidos nos efeitos tardios da sepse: em busca de oportunidades terapêuticas para os sobreviventes
  • Sepse e choque séptico são condições que demandam grandes recursos do sistema de saúde, tanto no âmbito público como privado. Vários estudos mostram que muitos pacientes (atualmente cerca de 60-70%) sobrevivem à sepse. Uma “bomba-relógio” em termos de custos humanos, e financeiros e de sobrecarga para o sistema de saúde está no fato que uma parcela significativa de pacientes que sobrevivem à sepse desenvolve, após a alta hospitalar, disfunções orgânicas que reduzem a qualidade de vida, e aumentam o risco de morte nos anos subsequentes à doença. As principais disfunções descritas em humanos sobreviventes à sepse incluem alterações cognitivas, cardiovasculares, e no trato gastrointestinal. Estudos tem mostrado que essas disfunções podem ser reproduzidas em animais de laboratório que sobrevivem a insultos sépticos. Entretanto, se ainda temos muitas lacunas de conhecimento sobre os mecanismos que desencadeiam a sepse, menos ainda sabemos sobre os eventos que levam à chamada “síndrome pós-sepse”. Este projeto propõe-se a preencher lacunas neste conhecimento. A hipótese central é que ocorrem alterações persistentes em vias celulares sabidamente afetadas durante a sepse, e que essas alterações são determinantes para o desenvolvimento das sequelas em sobreviventes. Com base nessa hipótese, acreditamos que o uso de moduladores farmacológicos dessas vias, durante ou após o quadro de sepse, pode prevenir ou reverter os danos tardios gerados. Nossa proposta engloba o estudo de alterações que ocorrem em funções relacionadas aos sistemas nervoso central, cardiovascular, gastrointestinal e reprodutivo de animais sobreviventes à sepse, com ênfase na avaliação da capacidade de fármacos já disponíveis na clínica como agentes capazes de prevenir ou tratar os distúrbios que podem acometer os sobreviventes desta condição.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025