Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Davinson Mariano da Silva

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • produção e caracterização de emissores quânticos e meios espalhadores de luz nanoestruturados para aplicações em lasers aleatórios
  • A engenharia de materiais ópticos possibilitou, nas últimas décadas, a observação de novos fenômenos ópticos com diversas aplicações práticas, como lasers de estado sólido para aplicações biomédicas e telecomunicações, displays baseados em LEDs orgânicos (OLEDs) e emissores quânticos (quantum dots). Entre os materiais desenvolvidos recentemente, destacam-se os cristais fotônicos, pela possibilidade de inibir a propagação de luz em frequências determinadas e pela habilidade de guiar luz ao redor de curvas estreitas e canais apertados. Mais recentemente, estudos vem sendo realizados com o objetivo de verificar como a introdução de defeitos na estrutura de cristais fotônicos pode alterar suas características ópticas. Num outro limite, destacam-se materiais que apresentam variação dimensional de constante dielétrica, mas ausentes de uma organização de longo alcance. Estes materiais já foram chamados de “vidros fotônicos” na literatura e apresentam características interessantes, entre elas a possibilidade de obtenção de lasers aleatórios. Entretanto, embora muitos estudos reportem materiais que apresentam emissão de laser aleatório, são poucos os estudos que correlacionam as características microestruturais dos materiais e as suas propriedades luminescentes. Este projeto tem como objeto fabricar e caracterizar materiais com propriedades luminescentes para aplicações em dispositivos optoeletrônicos e fotônicos. O projeto abrange a obtenção de materiais emissores de luz, como vidros dopados com terras-raras e pontos quânticos baseados em ZnO e carbono. Também é proposta a obtenção de meios espalhadores de luz, com o objetivo de fornecer o feedback óptico, necessário para emissão laser. Os vidros, por exemplo, serão submetidos a processos controlados de cominuição e cuidadosamente caracterizados. Será verificada a possibilidade de obtenção de lasers aleatórios nos materiais produzidos e como as propriedades ópticas se correlacionam com as características microestruturais. Também é proposta a obtenção de cristais e “vidros” fotônicos por meio de síntese por sol-gel. Sistemas coloidais monodispersos de SiO2 serão obtidos e caracterizados. A influência das condições de síntese na microestrutura e nas propriedades ópticas dos materiais serão investigadas.
  • Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Davis Carvalho de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • origem e história tectônica dos granitoides arqueanos do domínio carajás, se do craton amazônico.
  • A Província Carajás é caracterizada por apresentar uma grande variedade de recursos minerais, o que motivou a realização de diversos estudos, melhorando substancialmente a qualidade dos mapas geológicos e possibilitando a individualização e correlação de unidades litoestratigráficas distintas. Esta se situa a sudeste do Cráton Amazônico, no contexto geológico da Província Amazônia Central ou Carajás. A mesma é dividida tectonicamente em Terreno Granito-Greenstone de Rio Maria (TGGRM) a sul, Bloco Carajás a norte, sendo que a região compreendida entre estes dois terrenos, foi informalmente denominado de Subdomínio de Transição, e que representaria aquele de Rio Maria afetado (retrabalho) por eventos neoarqueanos relacionados à inversão da Bacia Carajás. Em revisão à geologia do estado do Pará, o Serviço Geológico Brasileiro subdividiu a província em dois domínios tectônicos: Domínio Rio Maria, de idade mesoarqueana (3,0 – 2,87 Ga), e Domínio Carajás (DC), formado por rochas meso- e neoarquenas (3,0 – 2,76 Ga). Mais recentemente, pesquisadores do Grupo de Pesquisa Petrologia de Granitoides sugerem adotar a denominação Domínio Canaã dos Carajás e Domínio Sapucaia para as porções norte e sul deste subdomínio. A compartimentação em (sub)domínios tectônicos distintos da porção norte da PC ou DC, como foi discutido acima, só poderá ser confirmada a partir da realização de estudos petrológicos, geocronológicos, metalogenéticos e tectono-estruturais em outras regiões, similarmente ao que foi desenvolvido na porção leste do município de Canaã dos Carajás. Dentre estas, destaca-se a região que compreende as áreas dos municípios de Canaã dos Carajás, Água Azul do Norte, Xinguara e Ourilândia do Norte, a qual está inserida no segmento situado entre a porção norte do TGGRM e a Bacia Carajás, onde que apesar de estudos recentemente realizados ainda existem muitas limitações no conhecimento das rochas granitoides, impedindo que seus aspectos evolutivos sejam esclarecidos. Diante deste quadro, a presente proposta visa aprimorar a caracterização das associações granitoides arqueanas do Domínio Carajás, buscando com isto, alcançar um melhor entendimento dos processos e idades de formação dessas rochas e consequentemente dos principais processos que levaram à configuração atual deste domínio, avançando dessa forma, na compreensão dos aspectos evolutivos da Província Carajás. Para atingir tais objetivos, pretende-se partir de um refinamento dos dados petrográficos e geoquímicos já existentes sobre os granitoides da região, os quais serão somados aos estudos de química mineral, geologia isotópica, geocronologia U-Pb e estruturais. As atividades de pesquisa previstas neste projeto envolvem diferentes temas e estão relacionadas fundamentalmente àquelas desenvolvidas por estudantes de doutorado, mestrado, graduandos, bolsistas de iniciação científica e professores membros do Grupo de Pesquisa Petrologia de Granitoides (UFPA e UNIFESSPA).
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Davyson de Lima Moreira

Ciências da Saúde

Farmácia
  • estudo químico biomonitorado de espécies de piperaceae da mata atlântica do estado do rio de janeiro para o isolamento de novas substâncias ativas contra leishmaniose
  • O Brasil possui aproximadamente 150 espécies de Piperaceae, sendo que menos de 20% foram investigadas do ponto de vista químico e/ou farmacológico. A química de Piperaceae tem sido bastante estudada recentemente e baseia-se principalmente nas substâncias isoladas de espécies dos gêneros Piper, entretanto, é descrita na literatura a ocorrência de metabólitos especiais interessantes em espécies dos gêneros Peperomia (derivados do ácido benzóico e seconeolignanas), Piper sessão Ottonia (amidas, aristolactamas) e Piper sessão Pothomorphe (catecóis). Revisão recente realizada pelo grupo demonstrou uma diversidade bastante rica em neolignanas bioativas em espécies de Piperaceae, muitas inéditas e exclusivas da família, incluindo benzofurânicas, bifenílicas e tetraidrofurânicas. Estudos realizados pelo grupo proponente deste projeto com espécies de Piperaceae coletadas no Estado do Rio de Janeiro têm possibilitado a descoberta de substâncias inéditas e a comprovação de efeitos biológicos e farmacológicos. Por exemplo, de extratos, frações semi-purificadas e substâncias puras (principalmente neolignanas, amidas, aristolactamas, flavonoides e monoterpenos) de Piperaceae do Estado do Rio de Janeiro demonstramos efeitos antiinflamatório e analgésico, antiparasitário (leishmanicida), anti-vírus (HSV-1 e HSV-2), depressor e estimulante do SNC, antimicrobiano, citotóxico, larvicida, hipoglicemiante e anestésica local. A leishmaniose, embora seja conhecida desde a Antigüidade, é ainda hoje uma doença negligenciada, tendo sido classificada pela Organização Mundial da Saúde na categoria 1 do Programa de Doenças Tropicais. É extremamente relevante o estudo de novos agentes leishmanicidas, uma vez que 400 milhões de pessoas vivem em áreas de risco, com 12 milhões de infectados, e cerca de 2 milhões de novos casos anuais, que provocam cerca 60 mil óbitos. A realização de ensaios biológicos em espécies de Piperaceae, especificamente em testes leishmanicidas, constitui oportunidade ímpar para se purificar frações e isolar substâncias com grande potencial terapêutico para o tratamento dessa doença. Neste contexto, esse projeto abrange três frentes principais de trabalho (1) Estudo fitoquímico para elucidação dos componentes químicos bioativos de espécies de Piperaceae que tem sido trabalhadas pelo grupo (Piper cernuum e P. cabralanum) e que demonstraram efeito leishmanicida in vitro contra formas promastigotas e amastigotas; (2) Estudo biomonitorado de três novas espécies de Piperaceae que serão coletadas (Piper caldense, P. gaudichaudianum e P. truncatum) e duas que já estão em andamento (Piper aduncum e P. mollicomum); (3) Estudo de neolignanas isoladas de Piper rivinoides (eupomatenoide-5, eupomatenoide-6, eupomatenoide-3 e conocarpano) e de P. tectonifolium (grandisina), em relação à quantificação nos extratos por CLAE-DAD-UV; no tocante a farmacocinética in vivo (camundongos e ratos); em relação à atividade de inibição in vitro de enzimas recombinantes humanas do Citocromo P450; e realização de estudos in silico de previsão de efeitos tóxicos, metabólitos, biodisponibilidade oral, capacidade de atravessar barreira hematoencefálica, Docking molecular de interação com topoisomerase de Leishmania.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 21/11/2017-30/11/2020
Foto de perfil

Dayana Bastos Costa

Engenharias

Engenharia Civil
  • concepção e implantação de sistema integrado para gestão da segurança e produção na construção apoiado por veículo aéreo não tripulado (vant) e building information modeling (bim) – smart inspecs
  • Os projetos de construção são caraterizados por um elevado grau de fragmentação e complexidade, devido a variabilidade de suas atividades e dinamismo do setor, bem como enfrenta problemas de baixa produtividade, perdas consideráveis em seus processos e ineficiência nos processos de gestão. Assim, o uso de tecnologias emergentes e digitais, como Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs), Building Information Modeling (BIM), e técnicas de reconhecimento de padrão, tem sido foco de estudo pelo setor. Entretanto, o uso integrado destas tecnologias carece de estudos sistemáticos sobre as suas efetivas aplicações na gestão da segurança e produção, visando a identificação e correção de condições e/ou atos inseguros, bem como atrasos nas entregas. O objetivo principal deste projeto é conceber e implementar um sistema integrado para gestão da segurança e produção na construção apoiado por VANT, BIM e técnicas de reconhecimento de padrão. A pesquisa será desenvolvida usando a abordagem de Design Science Research e envolverá as seguintes etapas: (a) Conhecimento do problema, pela revisão da literatura e seleção de parceiros e obras para o estudo; (b) Sugestão, por meio de estudo exploratório para diagnóstico do fluxo de informações e requisitos do sistema de gestão integrada da segurança e produção com uso das tecnologias, e a definição e integração das tecnologias como BIM, VANT e reconhecimento de padrão; (c) Desenvolvimento, concepção do sistema computacional e implementação em dois estudos de caso com ciclos de aprendizagem, (d) Avaliação da utilidade do sistema e desempenho das obras com o uso do sistema e (e) Conclusões com o desenvolvimento final do sistema, identificação das oportunidades e barreiras e definição de diretrizes. Múltiplas fontes de evidência serão adotadas ao longo do estudo para desenvolver a pesquisa, tais como, dados coletados em reuniões com gestores das obras, análise de documentos, observação direta por meios dos ativos visuais do VANT, desenvolvimento de modelos e mapeamentos, questionários e entrevistas. Como contribuição, pretende-se avançar no entendimento das aplicações integradas de tecnologias emergentes e digitais para a construção civil, em especial, para gestão da segurança e produção visando proporcionar dados reais e confiáveis e com diferentes perspectivas que subsidiem a tomada de decisão dos envolvidos no processo. Este projeto contempla atividades de colaboração internacional entre o GETEC-UFBA, CONECTech da Georgia Instirute of Technology e Human-Centered Technology in Construction (HCTC), University of Florida visando melhorar formação dos alunos de doutorado, mestrado e graduação envolvidos, estabelecimento de pesquisa de excelência para os três grupos de pesquisa, bem como aumentar a visibilidade do Programa de Pós Graduação em Engenharia Civil em nível internacional.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Dayse Carvalho da Silva Martins

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • degradação de poluentes emergentes por catalisadores (metalo)porfirínicos
  • As porfirinas são compostos muito versáteis devido à grande possibilidade de alterações estruturais. Inspirados nos representantes naturais destes compostos (por exemplo, grupos heme na hemoglobina, mioglobina, citocromo P450), diversos trabalhos têm sido desenvolvidos nas mais diferentes áreas da ciência, como catálise, médica, ambiental, ótica, diagnóstico, entre outras. Dessa forma, a contribuição deste trabalho se insere no estudo de porfirinas e metaloporfirinas como catalisadores na transformação de contaminantes emergentes, como antibióticos, corantes e pesticidas. Cabe ressaltar que, na literatura pesquisada, há apenas 1 (um) trabalho sobre o uso de compostos metaloporfirínicos como catalisadores para a degradação de ciprofloxacino, um dos principais antibióticos de interesse no presente projeto. O primeiro artigo na área (degradação do ciprofloxacino por porfirinas de manganês) foi recentemente publicado por mim e alguns colaboradores da UFMG, no Journal of Hazardous Materiais (FI 6,434). Além destes, outros substratos serão foco de estudo para sua degradação: outros antibióticos, corantes e pesticidas. Os pesticidas estão sendo alvo de trabalhos preliminares em colaboração com o grupo da Profa. Michelle F. Brugnera da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), cujo programa de Pós-Graduação em Química tem cooperação estabelecida com o Programa de Pós-Graduação em Química da UFMG. Pretende-se estudar a utilização de porfirinas imobilizadas em suportes inorgânicos, como TiO2 ou materiais magnéticos, que são robustos, termicamente estáveis, resistente a solventes orgânicos, além de proporcionarem reações de imobilização relativamente mais simples. Pretende-se, ainda, estudar a obtenção de sistemas híbridos envolvendo porfirinas e nanotubos de carbono para aplicação na degradação dos poluentes emergentes já citados. Os sistemas de degradação de contaminantes emergentes propostos tem por justificativa possibilitar a identificação dos produtos de degradação, de sua toxicidade, visando a otimização de processos para eliminação destes contaminantes no ambiente.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Debora Bobsin

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • análise da relação entre e a infraestrutura de tic e a capacidade organizacional em organizações sem fins lucrativos
  • Ao redor do mundo é possível ver as ações das organizações sem fins lucrativos - OsFil em prol da sociedade, causando mudanças na realidade local, regional, nacional e internacional. As OsFil são organizações que não tem como objetivo principal o resultado econômico e financeiro. Devido ao papel importante que essas organizações desempenham na sociedade, ainda são necessários estudo que as contemplem. Neste sentido, a presente pesquisa procura ampliar a abordagem de capacidade organizacional e Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC, dentro das organizações sem fins lucrativos. A capacidade organizacional é entendida como processos, práticas, pessoas, recursos disponíveis que auxiliam a organização no alcance da missão organizacional. A Tecnologia da Informação e Comunicação tem fornecido as OsFil novos meios de participação social, também o uso da tecnologia é condição vital para promover inovação e dar sustentabilidade a essas organizações. As TICs, assim como a capacidade organizacional mostram-se como elementos essenciais para o fortalecimento das organizações sem fins lucrativos. Tendo como objetivo a pesquisa pretende analisar a relação entre a infraestrutura de TIC e a capacidade organizacional das OsFil. Para isso utilizará de um survey online como instrumento de coleta de dados. Este instrumento tem como objetivo propor uma avaliação dessas abordagens bem como uma análise da correlação entre elas. Também descrever o perfil das organizações sem fins lucrativos da pesquisa. Ainda, será utilizado entrevistas em profundidades a fim de confirmar esses modelos teóricos propostos no instrumento. A partir destas análises quantitativas e qualitativas a pesquisa pretende propor e disponibilizar capacitações e atividades formativas às OsFil no que concerne o uso e aplicação das TIC como ferramentas de sustentação de suas capacidades organizacionais.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Castelo Branco de Souza Collares Maia

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • estabelecimento de modelos ex vivo para o estudo de biofilmes bacterianos e fúngicos de interesse médico e veterinário
  • Biofilmes representam aproximadamente 80% das formas de vida microbiana na Terra e estão intimamente relacionados à ocorrência de doenças humanas e animais de evolução crônica, como endocardite, feridas crônicas, infecções do trato urinário, piometra, candidíase de mucosas, dermatofitoses, dentre outras. A presença do biofilme representa um obstáculo para a tratamento desses quadros infecciosos, uma vez que essa forma de crescimento microbiano está comumente associada à resistência às drogas antimicrobianas e à recidiva da infecção. Assim, os estudos para a melhor compreensão dos biofilmes são de grande contribuição para a saúde humana e animal. Estudos de biofilmes por métodos in vitro, por mais que apresentem resultados reprodutíveis e confiáveis, comumente não retratam a realidade do que ocorre in vivo, sendo, portanto, necessário trabalhar com modelos mais fidedignos, como modelos ex vivo e in vivo. Devido à crescente preocupação ética com as pesquisas realizadas em modelos animais, faz-se necessário o uso de modelos alternativos, como os modelos ex vivo, sendo estes promissores para os estudos dos biofilmes microbianos. Assim, a presente proposta se justifica pela necessidade de avaliar a aplicabilidade de modelos ex vivo e de estabelecer novos modelos ex vivo para o estudo de doenças humanas e animais associadas a biofilmes. Dessa forma, o presente projeto tem como objetivo geral caracterizar biofilmes bacterianos e fúngicos de interesse médico e veterinário crescidos in vitro e em modelos ex vivo, com vistas para o estabelecimento desses modelos como uma alternativa de estudo de biofilmes. Para tanto, inicialmente serão selecionados isolados de Staphylococcus aureus (n=6), Staphylococcus epidermidis (n=6), Streptococcus mutans (n=3) para avaliar o modelo ex vivo de endocardite; isolados de S. aureus (n=6) e Pseudomonas aeruginosa (n=6) para o modelo ex vivo de feridas crônicas; isolados de Escherichia coli (n=6), Klebsiella pneumoniae (n=6) e Proteus mirabilis (n=6) para o modelo de infecção do trato urinário; isolados de E. coli (n=10) para o modelo ex vivo de piometra; isolados de Candida albicans (n=6) e Candida tropicalis (n=6) para o modelo ex vivo de candidíase vulvo-vaginal e isolados de Microporum canis (n=6), Microsporum gypseum (n=6) e Trichophyton metagrophytes (n=6) para o modelo de dermatofitose. A escolha das espécies microbianas foi realizada com base na epidemiologia das doenças associadas a biofilmes cujos modelos ex vivo serão estudados pela presente proposta. Posteriormente, será avaliada a produção de biofilmes in vitro e ex vivo pelas cepas selecionadas e serão realizados os seguintes procedimentos: a) a caracterização da composição e da estrutura dos biofilmes in vitro e ex vivo; b) a avaliação da sensibilidade antimicrobiana desses biofilmes; c) a análise da produção de fatores de virulência por biofilmes in vitro e ex vivo, e d) a análise do perfil proteico desses biofilmes. Assim, com os resultados obtidos, espera-se propor novos métodos de estudo em modelos ex vivo, o que pode resultar no depósito de patentes e em publicações científicas, contribuindo para o avanço científico e de inovação do país, e almeja-se contribuir para a redução do uso de animais em pesquisas. Ademais, a proposta contribuirá para a formação de recursos humanos junto aos Programas de Pós-Graduação em Microbiologia Médica (UFC) e em Ciências Veterinárias (UECE). Por fim, é importante enfatizar a viabilidade desse projeto, considerando-se a experiência da equipe e a infraestrutura disponível.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Cristina Sampaio de Assis

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • impacto da utilização de antimicrobianos na avicultura de corte sobre a presença de resíduos na cama de frango e em hortaliças cultivadas em solo fertilizado com esses dejetos
  • A avicultura brasileira ocupa uma posição de destaque entre os diferentes setores da pecuária, o que pode ser justificado pela adoção de alta tecnologia pela cadeia de produção avícola, com destaque para as áreas de melhoramento genético, nutrição, manejo e sanidade das aves. Nesse contexto, a utilização de antimicrobianos como agentes terapêuticos, profiláticos ou promotores de crescimento, contribui na busca de maior rentabilidade para o setor. O uso desses medicamentos para o tratamento ou profilaxia de doenças pode ser justificado pela susceptibilidade das aves a infecções, devido às situações de confinamento e estresse a que são submetidas. No entanto, o uso dessas substâncias pode levar ao acúmulo de resíduos em produtos de origem animal, o que pode provocar reações alérgicas e ocasionar o aparecimento de micro-organismos resistentes. Dessa maneira, os órgãos oficiais de saúde pública têm adotado uma série de medidas de controle que incluem a proibição de uso de determinadas substâncias na produção animal, o estabelecimento de períodos de carência, bem como de limites máximos de resíduos (LMR) para os medicamentos utilizados. Porém, além dessas regulamentações, atenção significativa tem sido dada aos potenciais riscos ambientais decorrentes do uso de antimicrobianos na produção animal. Alguns estudos têm investigado a contribuição de novas rotas de exposição dos seres humanos a estes resíduos, que incluem seu acúmulo no solo, a retenção por diferentes espécies de plantas e até mesmo em cursos d’água. A presença de antimicrobianos em níveis residuais na cama de frango, frequentemente utilizada como fertilizante do solo em diversas culturas agrícolas, possibilita a entrada dessas substâncias na cadeia alimentar, sendo necessário avaliar os possíveis riscos para a saúde pública decorrentes da exposição humana a esses níveis de resíduos. Com base nesses aspectos, este projeto tem como objetivo avaliar o impacto da utilização de enrofloxacina e oxitetraciclina em frangos de corte sobre a presença e os níveis de resíduos desses medicamentos na cama de frango e em hortaliças cultivadas em solo fertilizado com dejetos da criação de aves. Para a quantificação dos resíduos dos antimicrobianos na cama de frango e nas hortaliças serão desenvolvidas e validadas metodologias por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e detecção por fluorescência. A validação das metodologias será realizada pela avaliação dos seguintes parâmetros de desempenho: linearidade, seletividade, efeito matriz, limite de detecção (LoD), limite de quantificação (LoQ), precisão, exatidão e robustez. Para avaliar a presença e os níveis de resíduos de enrofloxacina e seu metabólito, ciprofloxacina, e oxitetraciclina na cama de frango e nas hortaliças, serão utilizados 1080 pintos de corte da linhagem Cobb, de um dia de idade, alojados em 36 boxes experimentais, de acordo com os seguintes tratamentos: A) grupo controle, que não receberá medicação; B) frangos que receberão enrofloxacina na dose de 2,5 mg/kg de peso vivo; C) frangos que receberão enrofloxacina na dose de 5,0 mg/kg de peso vivo; D) frangos que receberão enrofloxacina na dose de 7,5 mg/kg de peso vivo; E) frangos que receberão enrofloxacina na dose de 10,0 mg/kg de peso vivo; F) frangos que receberão oxitetraciclina na dose de 2,5 mg/kg de peso vivo; G) frangos que receberão oxitetraciclina na dose de 5,0 mg/kg de peso vivo; H) frangos que receberão oxitetraciclina na dose de 7,5 mg/kg de peso vivo; I) frangos que receberão oxitetraciclina na dose de 10,0 mg/kg de peso vivo. O tratamento das aves será realizado na ração de crescimento, no período entre o 22º e 35º dia de criação. Amostras de cama de frango de todos os tratamentos serão coletadas em cinco momentos distintos: no dia do alojamento dos pintos de um dia (dia 0), ao término do fornecimento da ração inicial (21º dia de criação), no 28º dia de criação, ao final do período de crescimento (35º dia de criação) e ao final do período de criação das aves (42º dia de criação) para realização de análises por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) para detecção e quantificação de resíduos dos antimicrobianos estudados. Ao final do período de criação das aves (42º dia), amostras de cama de frango de todos os tratamentos serão coletadas para utilização como fertilizante em hortaliças (alface e cenoura). Após o término do ciclo de cultivo das hortaliças, as amostras serão enviadas ao laboratório para quantificação dos resíduos de antimicrobianos pela metodologia que será previamente validada. O experimento para avaliação da presença de resíduos de antimicrobianos na cama de frangos de corte será conduzido em um delineamento inteiramente casualizado em arranjo fatorial 2x4x5 (dois antimicrobianos x quatro doses administradas x cinco períodos de avaliação), com quatro repetições por tratamento. O experimento para avaliação do efeito do uso da cama de frangos de corte submetidos ao tratamento com antimicrobianos sobre a presença de resíduos de antimicrobianos em hortaliças será conduzido em um delineamento experimental inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 2x2x4 (dois antimicrobianos x duas hortaliças x quatro concentrações de resíduos na cama de frango), com quatro repetições por tratamento.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Debora da Silva Motta Matos

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • 3a olimpíada nacional de aplicativos: ações para redução das desigualdades
  • A 3a Edição da Olimpíada Nacional de Aplicativos está indo para sua 3a Edicção e desponta como uma Olimpíada inovadora que atrai estudantes e professores pelo seu cunho prático e aplicado que proporciona aos participantes o trabalho interdisciplinar em equipe. O projeto tem o objetivo de realizar a 3a ONDA - 3a Olimpíada Nacional de Aplicativos: ações para redução das desigualdades por meio da realização de ações que envolvam a tecnologia dos aplicativos e smartphones para influenciar e disseminar ações sobre redução das desigualdades. O tema é o 10o Objetivo dos 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) e foi o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) de 2018. Com a indicação de um tema específico dentro dos objetivos para o Desenvolvimento Sustentável da ONU pretendemos direcionar as propostas de aplicativos para fomentar o debate sobre as contribuições das Ciências Sociais e Humanas associada às novas tecnologia ampliando as possibilidade de combater a desigualdade social por meio da popularização e da divulgação da ciência e da tecnologia. A cada ano o interesse de alunos e professores é ampliado e o que antes parecia apenas uma tecnologia que poderia ser usada pelos estudantes e pela comunidade passa a ser uma ferramenta de mudança social e ambiental e uma possibilidade de criação e de inovação para ações em sala de aula e em outros ambientes não formais de educação. Também ampliamos a participação de meninas nas ações por meio de atividades de inserção das alunas nas equipes e promovendo cursos de formação específicos de programação para meninas. A 3a ONDA irá ampliar ainda mais o alcance, incentivar a participação de estudantes de instituições públicas de ensino e continuar incentivando a aproximação das meninas em áreas exatas como é a teoria da programação e da computação.
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 03/12/2018-30/11/2020
Foto de perfil

Debora da Silva Motta Matos

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • 4ª olimpíada nacional de desenvolvimento de aplicativos - cidades e comunidades inteligentes e sustentáveis
  • As Olimpíadas científicas são uma prática para difusão da ciência e tecnologia junto a jovens estudantes da educação básica utilizada em praticamente todo o mundo. Concomitantemente, disseminam a ciência/conhecimento entre os jovens, estimulam professores e escolas a buscarem condições adequadas para que os alunos possam participar e se destacar em áreas de estudo que lhes trazem maior interesse. Muitas olimpíadas desenvolvem a interdisciplinaridade, por meio de que vão além dos objetivos dos Planos Curriculares Nacionais. Promovem a atualização de professores e demais atores dos processos, incentivando inclusive os pais e outros familiares e membros da comunidade a atuarem ativamente nas ações que envolvem os concorrentes. O objetivo da Olimpíada Nacional de Desenvolvimento de Aplicativos é unir a tecnologia e uma tendência global, que é o uso de aplicativos, para a obtenção de soluções dentro de uma temática que vise melhorar a vida das pessoas. Nesta 4ª Edição da Olimpíada Nacional de Desenvolvimento de Aplicativos o tema proposto considera um dos 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em particular o ODS 11. Dessa forma, a Olimpíada de Desenvolvimento de aplicativos terá como próximo tema Cidades e Comunidades Inteligentes e Sustentáveis. Trata-se de um tema de extrema relevância, pois a evolução e uso das tecnologias a fim de tornar as nossas cidades mais inteligentes devem estar sempre apoiadas à sustentabilidade, para que assim possamos evoluir com a consciência de trazermos melhorias para as nossas vidas e preservando o ambiente. É premente a necessidade de criação e adequação das políticas afirmativas que possibilitem pensar um mundo mais sustentável, e nada como aliar a tecnologia a esta necessidade. Com a disseminação em massa do uso de aplicativos de celular, e o potencial de crescimento destes apps no país, é possível gerar uma rede de colaboração para criação de aplicativos relacionados ao desenvolvimento sustentável e com um olhar especial para as necessidades de cada cidade e comunidade. A Olimpíada proposta para a sua 4ª edição conterá 3 fases. Na primeira fase os estudantes precisam formar uma equipe e construir um projeto de aplicativo. Neste projeto, a proposta deve estar contextualizada, justificada e evidenciando o problema em questão para a solução apresentada. Na construção do projeto os estudantes precisam apresentar algumas ideias de telas que serão implementadas no aplicativo. As equipes aprovadas nessa etapa estarão aptas a desenvolverem o projeto do seu aplicativo e precisarão enviar um vídeo de até 1 minuto para apresentá-lo. Após essa etapa, as equipes são aprovadas para a e3ª e última etapa em que elas precisão obter votação popular por meio de curtidas, compartilhamentos e visualizações de seus vídeos na Fanpage da 4ªONDA. Todas estas etapas estimulam os estudantes a aprenderem mais sobre diferentes assuntos, a refletirem sobre os problemas da sua comunidade e obterem uma proposta em conjunto para a solução dos mesmos. Além dos alunos, incentiva os professores a adotarem metodologias ativas e baseadas em projetos na sala de aula. As Olimpíadas também oferecem um curso de formação docente via Moodle. Neste curso estão sendo desenvolvidos diferentes módulos com temas relacionados ás fases de desenvolvimento de um aplicativo para a ONDA. Nesta próxima edição estão previstas pelo menos 2 modalidades estaduais (Rio Grande do Sul e Pernambuco) com etapas classificatórias a Olimpíada Nacional. Conforme as edições anteriores já realizadas, observa-se a promoção do debate para a sustentabilidade, oportunizando novos espaços de discussão da temática e o enfrentamento efetivo dos problemas, cumprindo um papel social que deve ser exercido por todo o cidadão em qualquer faixa etária. A 4ª ONDA propiciará que as equipes participem de uma competição de forma saudável, refletindo sobre os problemas em nossas cidades e comunidades, buscando o conhecimento de tecnologias, aprendendo a trabalharem em equipe e a construir projetos inovadores que tragam uma melhor qualidade de vida para todos.
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 02/01/2020-31/12/2020
Foto de perfil

Debora DAvila Reis

Outra

Divulgação Científica
  • xx ufmg jovem
  • Em 2019, a “UFMG Jovem”, feira estadual de ciência da Universidade Federal de Minas Gerais, festejará seus vinte anos de atividade. Essa ação de extensão, que integra o Programa “UFMG Jovem – conhecimento para todos”, registrada sob o número SIEX 500121, tem por objetivos propiciar a interação entre a universidade e a comunidade, promover a valorização e a apropriação social da pesquisa científica, e incentivar a formação de futuras e futuros cientistas. A organização da XX UFMG jovem terá como foco geral temáticas contíguas e afinada com os temas da próxima Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2019 (que ainda não foram divulgador), e como atividades e objetivos específicos: 1. Promover oficinas, debates e momentos de diálogos voltados para o público de educadores e alunos da Educação Básica, tanto ao longo do ano, quanto nos dias específicos da feira; 2. Organizar o evento “XX UFMG jovem”; 3. Divulgar projetos de inovação pedagógica desenvolvidos nos cursos de Licenciatura da UFMG e nas escolas públicas do estado; 4. Valorizar a produção e a circulação de saberes pedagógicos nos diferentes níveis de ensino; 5. Integrar a programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2019; 6. Formar 20 lideranças juvenis como destaque de talentos em ciências e tecnologia. Para tanto, serão desenvolvidas as atividades de organização, realização, avaliação e acompanhamento do evento, dos trabalhos inscritos, dos alunos bolsistas BIC Júnior e a oferta de palestras, cursos e oficinas presencias e a distância. Tais atividades serão coordenadas pela Diretoria de Divulgação Científica (DDC) da Pró-reitoria de Extensão da UFMG (DDC) no período de 01 de dezembro de 2018 a 30 de novembro de 2020 e possuem uma previsão de atendimento de pelo menos 6000 visitantes nos 3 dias do evento, mais um número de professores, alunas, alunos, distribuídos em momentos específicos de atividades, oficinas e diálogos ao longo de 2019, em parceria com cursos de formação de professores e atividades de divulgação científica promovidas pela UFMG.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Debora de Almeida Azevedo

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • ferramentas analíticas na especiação molecular de petróleo, bio-óleo, derivados e biomarcadores ambientais
  • O estudo e avaliação abrangente de amostras complexas ainda se constitui um desafio analítico. Trabalhos prévios têm buscado esta tarefa, mas sempre se acaba por priorizar uma classe de substâncias em função da disponibilidade analítica, baseado nas características físico-químicas das substâncias como volatilidade, polaridade ou massa molecular. Amostras como petróleo bruto, bio-óleos e extratos de sedimentos ou rochas sedimentares são compostas por milhares de substâncias, sendo consideradas bem complexas na sua caracterização química, qualitativa e quantitativa. Portanto, nosso objetivo é o desenvolvimento, avaliação e aplicação de técnicas analíticas modernas como a cromatografia gasosa bidimensional abrangente com a espectrometria de massas por tempo de voo (GC×GC-TOFMS) e/ou a detecção por ionização em chama (GC×GC-FID), a espectrometria de massas de alta resolução do tipo orbitrap (Orbitrap-HRMS) e a cromatografia gasosa com espectrometria de massas de razão isotópica de carbono estável (GC-C-IRMS), no estudo qualitativo e quantitativo o mais abrangente possível de amostras de petróleo, bio-óleos e seus produtos, além das ambientais. A técnica de GC×GC permite a avaliação de substâncias volatilizáveis, de substâncias apolares a média polaridade, com massa molecular na faixa de 50 a 750 Da, enquanto o Orbitrap-HRMS com ionização por eletronebulização (± ESI) e introdução direta ou por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) nos permite a avaliação e estudo de substâncias polares, na faixa de 200-1500 Da. Neste último, temos interesse nos GDGT (‘glycerol dialkyl glycerol tetraether – GDGT’), glicerol dialquil glicerol tetraésteres, constituintes polares da membrana celular e ferramenta muito útil na inferência da paleotemperatura de paleoambientes pelo estudo de testemunhos sedimentares. Por serem polares, sua análise é realizada por espectrometria de massas com eletronebulização. Diante da complexidade de amostras de petróleo, a busca por uma caracterização e especiação completa de suas frações é constantemente necessária. As ferramentas utilizadas na rotina da indústria de petróleo não têm sido capazes de fornecer essa caracterização completa. Dessa forma, novos e antigos métodos tem sido, respectivamente, desenvolvidos e aplicados de modo a atingir o grau de informação necessário para diferenciar e acima de tudo dar o destino correto para cada petróleo, visando o melhor aproveitamento deste recurso. Pretende-se o desenvolvimento de ferramenta analítica baseada em GC×GC que permita a identificação e quantificação de espécies químicas de grande relevância em processos da indústria do petróleo, especialmente aquelas das classes dos compostos naftênicos, parafínicos e sulfurados. Agrega-se a isto a caracterização a nível molecular de substâncias polares presentes nos petróleos brasileiros utilizando a espectrometria de massas de alta resolução por ressonância ciclotrônica de íons com transformada de Fourier (FT-ICR MS) e/ou via Orbitrap. Esse estudo permitirá traçar um perfil químico desses petróleos brasileiros, abrangendo todas as substâncias polares identificáveis. A análise composicional do petróleo é uma etapa fundamental para compreender o comportamento dos diferentes tipos de óleos desde a exploração até a produção, o transporte e o refino. A indústria do petróleo possui grande interesse em vincular o impacto da concentração das classes de diferentes substâncias orgânicas nas diversas propriedades do óleo bruto. A caracterização detalhada é crucial na inferência das características físico-químicas dos diferentes tipos de óleos e seus derivados. No caso de biomassas, estas podem ser convertidas em líquidos denominados de bio-óleos via processo de pirólise e subsequente transformação e valoração. Estes podem ser utilizados como substitutos de óleos crus, petróleos, em unidades de refino convencionais e consequentemente com significante redução de emissões de CO2. A possibilidade de co-processar estes bio-óleos em várias unidades de refino pode levar a uma segunda geração de bio-combustíveis. Petróleo e bio-óleo são misturas complexas com milhares de componentes e a caracterização química o mais completa possível tem se tornado um desafio, e a cromatografia gasosa convencional assim como a espectrometria de massas de baixa resolução não são suficientes para caracterizar todos os constituintes individualmente. Uma caracterização química detalhada nestas amostras exige técnicas analíticas modernas. Neste projeto busca-se a especiação dos constituintes orgânicos de petróleo e bio-óleos, o mais abrangente possível, utilizando técnicas analíticas modernas como a cromatografia gasosa bidimensional e a espectrometria de massas de altíssima resolução e exatidão. Uma análise completa destes óleos, permite definir correlações entre a composição e quais serão os seus principais derivados, gerando produtos com maior valor agregado. Dessa forma, novos métodos têm sido desenvolvidos e aplicados de modo a atingir o grau de informação necessário para diferenciar e acima de tudo dar o destino correto para estes, petróleo e bio-óleo. De crucial importância também é a avaliação ambiental, dos compostos orgânicos em sedimentos de testemunhos de lagos da Amazônia, onde se estuda o paleoclima, como a paleotemperatura pela avaliação de n-alcanos, alquenonas e GDGT.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora de Barros Cavalcanti Fonseca

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • territórios da pobreza de maceió
  • A presente pesquisa propõe uma análise dos territórios da pobreza em Maceió fundamentado em um estudo temporal do cotidiano de moradores de assentamentos precários, tratando de observar e de antecipar mudanças e tendências relacionadas com a qualidade espacial e social do território em que vivem. Entende-se aqui assentamentos precários como favelas, cortiços, vilas, loteamentos irregulares/clandestinos, ocupações, conjuntos habitacionais degradados abrigando população de baixa renda. O estudo temporal mencionado tem a sua metodologia baseada em confrontar as mesmas pessoas que foram entrevistadas na pesquisa original (trabalho de campo de tese de doutorado em 2003) para verificar sua trajetória nos assentamentos precários em que habitavam, transcorridos 15 anos. A pesquisa inicial (tese) levantou 75 histórias de vida de moradores de três assentamentos precários e 37 histórias de vida e entrevistas com planejadores, ONGs e líderes de movimentos sociais da cidade de Maceió para entender como ocorria a integração social e espacial dos pobres urbanos. A presente pesquisa busca ampliar o entendimento desta questão agregando o fator temporal e assim analisar a pobreza urbana materializada em assentamentos precários, observando a forma como as políticas públicas, em uma escala macro, afeta o cotidiano no micro espaço da família ou comunidade. Será possível então verificar a trajetória daqueles moradores desde 2003 (75 histórias de vida) e assim avaliar as políticas urbanas e sociais implantadas no período, observando como a situação urbana deles evoluiu e ao mesmo tempo refazer as entrevistas realizadas com os planejadores, ONGs e movimentos sociais (37 entrevistas) e assim acompanhar como se deu a ação do estado e a implantação das políticas nacionais e locais de habitação de interesse social e seu impacto na qualidade de vida dos pobres urbanos. Propõe-se a análise dos territórios mencionados utilizando o sensoriamento remoto (fusionando imagens de satélite) e dados estatísticos disponíveis (utilizando a Teoria dos Conjuntos Fuzzy a partir do conceito de pobreza multidimensional e a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) complementando os dados empíricos utilizados tanto na pesquisa de origem (tese) como os que serão obtidos na presente proposta. O objetivo subjacente é desenvolver uma metodologia que possa ser aplicada em outras localidades e fornecer as bases para estudos posteriores que, em uma perspectiva de continuidade, acompanhe as políticas públicas e seu impacto na vida dos moradores dos assentamentos precários. Esta pesquisa fornecerá elementos de compreensão das práticas cotidianas de quem é alvo da intervenção estatal, buscando apontar para a produção de políticas públicas mais eficientes e adequadas ao público alvo, ao sugerir alternativas para os efeitos negativos da ação do estado (macro) no cotidiano (micro) dos pobres urbanos já observados nas áreas estudadas. Ao final as conclusões darão forma e conteúdo a um texto resultante da pesquisa que pretende ser a base de um livro, vídeo/filme ou artigos sobre o tema.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora de Oliveira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • encapsulamento e atividade biológica de compostos bioativos naturais obtidos por síntese enzimática
  • Durante os últimos anos, os processos biocatalíticos, que se enquadram no conceito de química fina vêm ganhando maior âmbito no mercado, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento de novas tecnologias visando à obtenção de aditivos para a indústria de alimentos, farmacêutica e de cosméticos, representando uma meta desafiadora para a pesquisa acadêmica e industrial. Os processos industriais com base em métodos biocatalíticos são discutidos em termos de suas vantagens sobre a síntese química clássica e a extração de fontes naturais. As tecnologias envolvendo aplicação de enzimas em solventes alternativos (fluidos pressurizados) e em meio sem solventes (pelo emprego de ultrassom e micro-ondas) caracterizam-se em procedimentos de obtenção de produtos de elevada qualidade, sem os inconvenientes relacionados à alteração de suas propriedades e à presença de resíduos de solvente, geralmente associados aos processos convencionais, se inserindo no contexto de desenvolvimentos de processos com tecnologias limpas e Química Verde. O uso destas tecnologias apresenta-se altamente atrativo na obtenção de diversos óleos essenciais e ácidos graxos, uma vez que vem de encontro ao interesse por produtos de maior valor agregado e às exigências ambientais cada vez mais severas. Os aromas, aromatizantes e antioxidantes possuem importantes atributos na indústria de alimentos, bebidas, química, farmacêutica e de cosméticos. Atualmente se observa a preferência de consumo de alimentos que contêm em sua formulação ingredientes “naturais”, em substituição aos aditivos químicos. Compostos obtidos por catálise enzimática ou por ação microbiana podem ser considerados “naturais”, o que faz com que esses produtos tenham apelo de mercado diferenciado. Neste sentido, os ésteres são uma das importantes classes de compostos orgânicos com propriedades aromatizantes, antioxidantes, antimicrobianas e várias outras propriedades biológicas. Ésteres obtidos por via enzimática têm sido muito valorizados devido à sua obtenção em condições brandas, podendo ser considerados produtos naturais quando os substratos têm esta origem. As propriedades biológicas dos ésteres dependem da natureza química dos reagentes de partida. Assim, ésteres produzidos a partir de ácidos alifáticos têm larga escala de aplicações devido a suas propriedades aromatizantes, surfactantes e de biodegradabilidade. Alguns ésteres também demonstram propriedades antibióticas, antioxidantes e inseticidas e não são tóxicos para humanos. Por essa razão, estão sendo usados como aditivos na indústria de alimentos, bebidas, farmacêutica, cosméticos e produtos de higiene bucal. A síntese enzimática envolvendo lipases apresenta diversas vantagens, pois pode garantir maiores rendimentos em reações com temperaturas próximas à ambiente, dependendo do processo e da enzima aplicada, o que render produtos de qualidade, com economia de energia e reduzida ocorrência de subprodutos. A economia de energia e minimização da degradação térmica são provavelmente as maiores vantagens na substituição de tecnologias químicas convencionais pelas biológicas. Processos de produção enzimática de ésteres enfrentam vários problemas relacionados com a imiscibilidade dos reagentes, o que reduz as taxas de transferência de massa, causa aumento nos tempos de reação e reduz o rendimento. Dentre as tecnologias alternativas, a utilização de fluidos pressurizados, micro-ondas e ultrassom podem ser efetivamente aplicados para atender a demanda de tecnologias inovadoras (Lerin et al., 2014; Jadhav e Gogate, 2014). Considerando o exposto acima, este projeto propõe, em uma primeira etapa, a avaliação de diferentes sistemas reacionais (meio livre de solvente orgânico, meio na presença de solvente orgânico, ultrassom e micro-ondas) para a síntese enzimática de ésteres bioativos. A investigação da síntese utilizando sistema com e sem solventes e com o auxílio dos diferentes sistemas reacionais pode indicar o melhor meio reacional em relação à conversão e à estabilidade da enzima. Os ésteres bioativos serão avaliados em relação à estrutura química, atividade antioxidante, antimicrobiana e outras atividades biológicas. Sistemas potenciais terão sua produção também avaliada em modo batelada alimentada e contínuo, com vistas à ampliação de escala e proposição de forma de condução. Propõe-se, ainda, para aumentar o poder de dissolução de ésteres pouco solúveis em água, modificar as propriedades de superfície das partículas e proteger a estabilidade dos materiais incorporados. Estas características podem ser obtidas pelo processo de nanoencapsulamento. Dentro deste contexto, o encapsulamento dos ésteres de interesse sintetizados na etapa anterior se justifica por apresentar uma tecnologia inovadora no encapsulamento de ésteres aromáticos com propriedades biológicas, sendo que estes apresentam potencial para serem empregados como conservantes, aditivos na indústria de alimentos, de cosméticos e farmacêutica.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Falleiros de Mello

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • o cuidado da criança em domicílio e em creches: desenvolvimento infantil e escolhas familiares
  • A presente pesquisa tem o objetivo geral de analisar as escolhas das famílias sobre o tipo de cuidado a ser ofertado à criança em seu primeiro ano de vida, suas necessidades e expectativas, condições de saúde e qualidade do cuidado da criança, em busca de subsídios que contribuam para a formulação de políticas públicas em prol da atenção integral e promoção do desenvolvimento na primeira infância. O estudo realizará um acompanhamento longitudinal de uma coorte de gestantes e crianças de Ribeirão Preto-SP, para analisar como os cuidados são planejados para o futuro bebê, como é alterado após a chegada do bebê e o quanto os serviços destinados ao cuidado da criança estão de acordo com as necessidades da criança e da família. Pretende-se investigar se os bebês recebem cuidados de qualidade adequados às suas necessidades desenvolvimentais, e identificar quais os fatores determinantes na escolha do tipo de cuidado por parte da família. O estudo trará subsídios para a atenção à saúde da criança, suas necessidades de cuidado, percepção e expectativas maternas. A investigação trará elementos importantes ao cuidado de enfermagem em saúde da criança, no campo da corresponsabilidade para fazer do contato com a criança e sua família uma janela de oportunidades, com intervenções, acompanhamento e visão ampliada da saúde e desenvolvimento na primeira infância. Ainda, as conclusões contribuirão para o planejamento da qualidade da atenção à criança em creches e a oferta de serviços voltados para a criança pequena, permitindo a gestores públicos considerações a respeito da qualidade demandada por esses serviços. Compõem este projeto parcerias nacionais e internacionais, com produção científica conjunta, bem como a formação de recursos humanos em saúde, conclusão de teses de doutorado, dissertações de mestrado e iniciações científicas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora França de Andrade

Engenharias

Engenharia Química
  • separação e isolamento das principais classes constituintes do biodiesel visando a obtenção de padrões de referência
  • O biodiesel foi inserido na matriz energética brasileira, em 2005, através da Lei nº 11.097. Deste então, ficou estipulado o crescente incremento da concentração mínima de biodiesel no óleo diesel vendido ao consumidor, visando reduzir a importação do diesel derivado de petróleo. Atualmente todo o óleo diesel comercializado no país possui um percentual de 10,0 ± 0,5 % de biodiesel (B10). As propostas futuras são de aumentar esse percentual para 15 %, e consequentemente, existe hoje uma preocupação com a qualidade do biodiesel. A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estabelece por meio da Resolução ANP no 45/2014 as especificações do biodiesel a ser comercializado. A reação de transesterificação de óleos vegetais para a produção do biodiesel acontece em três etapas. Nesta reação, existe a formação de monoacilglicerois (MAG) e diacilgliceróis (DAG) que são intermediários da reação. Além destes intermediários, os triacilgliceróis (TAG) não reagidos, oriundos do óleo vegetal, também podem estar presentes no produto final. Os MAG, DAG e TAG constituem os principais contaminantes do biodiesel, e sua presença altera as propriedades do combustível, podendo causar problemas operacionais quando utilizados em motores de combustão. Com o aumento da importância do biodiesel na matriz energética brasileira, o controle da qualidade química do mesmo, principalmente em relação aos teores de MAG, DAG e TAG, se torna fundamental para fornecer um produto de qualidade ao mercado. A quantificação dos constituintes do biodiesel pode ser realizada por meio de análises cromatográficas, fazendo-se uso de padrões de MAG, DAG, TAG e de ésteres metílicos de ácidos graxos (EsMAG) importados, que, por sua elevada pureza, possuem um alto custo de aquisição. Nesse contexto, esse projeto visa a produção de MAG e DAG pela reação de glicerólise de óleos vegetais, a produção EsMAG pela reação de transesterificação de óleos vegetais, e a partir desses produtos obter padrões de classes e/ou constituintes individuas de cada classe, através de separações cromatográficas e emprego da transposição de escala. O desenvolvimento deste método possibilitará a simplificação da análise do biodiesel por métodos analíticos, em especial a cromatografia líquida de alta eficiência, bem como a geração de padrões dessas classes constituintes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Guerini de Souza

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • caracterização dos mecanismos neuroprotetores do domínio ativo do tgf-beta 1: proposta de inovação científica e tecnológica
  • Introdução: O estudo de mecanismos bioquímicos e farmacológicos de substâncias promissoras no tratamento de desordens cerebrais é de grande importância, pois as estratégias utilizadas atualmente são pouco eficazes. Recentemente, o potencial terapêutico da citocina Fator de Crescimento Transformante beta 1 (TGF-beta 1, do inglês Transforming Growth Factor beta 1) vem sendo demonstrado em alguns modelos experimentais de doenças cerebrais, possibilitando novos caminhos na compreensão do funcionamento cerebral normal e comprometido. O TGF-beta 1 é um clássico exemplo de biofármaco, uma molécula recombinante obtida por engenharia genética e produzida por cultivo celular. Neste sentido, a produção de biofármacos inovadores ainda é pouco explorada no nosso país, bem como a pesquisa científica dos efeitos biológicos dos mesmos, o que deve ser encorajado. Atualmente, os biofármacos são os produtos mais promissores da indústria farmacêutica, tendo excelente perspectiva de uso em doenças de difícil condução, como, por exemplo, a doença de Alzheimer (DA), a qual é responsável por cerca de 50% dos casos de demência. A DA é caracterizada inicialmente pela disfunção do metabolismo da proteína beta-amiloide (AB), que evolui para deposição de placas de ABs; e progressiva neurodegeneração, clinicamente manifestada por declínio cognitivo e, subsequentemente, demência. Acredita-se que os oligômeros de AB; (ABOs), conformação oligomérica solúvel que precede a formação de placas de ABO, sejam responsáveis pela toxicidade inicial na DA. Doenças que afetam a função neuronal possuem intrinsecamente um componente glial no seu desenvolvimento. Neste sentido, a contribuição glial na patofisiologia da DA merece ser melhor compreendida para que novos alvos terapêuticos possam ser considerados. A busca por aprimoramento metodológico que aperfeiçoe a produção e caracterização de ação dos biofármacos, especialmente os que possuem maior chance de serem transladados para uso clínico em um futuro próximo, é um grande desafio, porém fundamental em ser enfrentado para a integração das áreas de bioquímica, farmacologia e biotecnologia, bem como para a geração de conhecimento e tecnologia localmente. Justificativa: Os recursos de engenharia genética permitem a produção TGF-beta 1, entretanto a elucidação do potencial farmacológico e toxicológico ainda precisa ser esclarecido para possibilitar o andamento de modelos experimentais e de estudos pré-clínicos, visando, futuramente, a translação dos achados de bancada para o uso clínico. Paralelamente, evidências recentes apontam os astrócitos, um subtipo de células gliais do cérebro, como células centrais na promoção da neuroproteção necessária para o funcionamento cerebral, podendo ser alvos promissores no desenvolvimento de estratégias de proteção envolvendo fatores de crescimento e a toxicidade dos ABOs. Objetivo: Desta maneira, objetivamos determinar o potencial terapêutico do domínio ativo do TGF-beta 1, o qual será obtido por meio de produção biotecnológica. A porção ativa do TGF-beta 1 será utilizada inicialmente em um modelo de neurotoxicidade mediado pelo peptídeo AB, tentando esclarecer o papel desta citocina na neuroproteção. Metodologia: O perfil toxicológico e farmacológico do domínio ativo do TGF-beta 1 será avaliado utilizando metodologias in silico e in vitro com intuito de avaliar características de citotoxicidade, viabilidade e proliferação celular. Subsequentemente, ensaios in vivo e in vitro (neuroquímicos, comportamentais e de neuroimagem) com TGF- beta1 serão realizados em um modelo experimental de DA. Serão determinados aspectos como, por exemplo, utilização de glicose in vivo pelo tecido cerebral, funcionalidade de transportadores (de substratos energéticos e de neurotransmissores) e expressão gênica. Resultados esperados: Temos como meta contribuir para a inserção de novas metodologias e tecnologias no PPG Bioquímica da UFRGS, visando inovação, desenvolvimento científico e formação de recursos humanos. Em busca de ineditismo, pretendemos estabelecer uma colaboração com um importante centro de produção de conhecimento no Brasil, o Departamento de Bioquímica e Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais, buscando expandir as linhas de pesquisa do PPG Bioquímica e gerar conhecimento científico de alto nível, característica já marcante no Departamento de Bioquímica da UFRGS. Adicionalmente, considerando o potencial uso terapêutico desta molécula em doenças neurodegenerativas, pretendemos verificar o mecanismo neuroprotetor do domínio ativo do TGF-beta 1 frente à toxicidade mediada pelo ABO, bem como esclarecer outros aspectos relacionados ao papel do TGF-beta 1 no sistema nervoso central, visando, futuramente, transferir os achados experimentais para estudos clínicos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Debora Karla Silvestre Marques

Outra

Ciências Ambientais
  • estratégias para o desenvolvimento de soluções sustentáveis em comunidades ribeirinhas e assentamentos rurais do pantanal
  • As populações ribeirinhas do Pantanal têm um modo de vida integrado à dinâmica do ecossistema, uma vez que o extrativismo é a base das várias atividades geradoras de renda para essas comunidades e, portanto, são dependentes das flutuações ambientais. Elas procuram o maior número possível de alternativas econômicas, tais como a pesca, a extração predatória de mel, a venda de farinha e mandioca “in natura” e outros. Cabe destacar que essa estratégia é também adotada pelos assentados rurais de Corumbá e Ladário - MS, os quais incorporam nessa relação produtos de origem animal (mel, carne, leite, queijos e animais vivos) e vegetais (verduras, frutas e legumes) para a sua segurança alimentar e comercialização dos pequenos excedentes obtidos. Essas comunidades também possuem desafios quanto a segurança hídrica e energética, nos assentamentos rurais geralmente existe água encanada, não tratada e que em alguns, casos é “salobra”. Para as comunidades ribeirinhas a água também não é tratada e a energia elétrica, quando existente, é de gerador movido a combustível fóssil. Ao registrar as características atuais do contexto socioeconômico de comunidades ribeirinhas e assentamentos rurais será buscada as melhores soluções para cada comunidade identificando alternativas para geração de renda, segurança energética e hídrica. Dessa forma, a presente proposta de projeto de pesquisa atende à demanda da sociedade local na busca do desenvolvimento rural sustentável nas suas atividades econômicas, sociais e ambientais no Pantanal
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - MS - Brasil
  • 03/01/2018-31/01/2021
Foto de perfil

Débora Marques de Miranda

Ciências da Saúde

Medicina
  • diagnostico e tratamento precoces de lesoes auditivas associadas a toxoplasmose congenita
  • A toxoplasmose congenita decorre de uma infeccao primaria da mae durante a gestacao ou por reagudizacao de infeccao previa em maes portadoras de imunodeficiencia. Na forma congenita, caracteriza-se pelas sequelas neurologicas decorrentes de afeccoes do sistema nervoso central. A toxoplasmose congenita e potencial indicador de risco para surdez, sendo observada a ocorrencia de perda auditiva neurossensorial nas criancas afetadas (Salviz et al., 2013). Sabemos que o sistema auditivo periferico apresenta-se totalmente formado ao nascimento, enquanto o sistema auditivo central se desenvolvera ate os dois anos de idade. Este periodo corresponde ao de maior plasticidade neuronal da via auditiva. A identificacao precoce da perda auditiva e a reabilitacao de processos sao essenciais para o desenvolvimento da fala, da linguagem e outras funcoes cognitivas importantes durante a idade escolar. No entanto, pouco se sabe sobre os mecanismos neurais subjacentes as mudancas do neurodesenvolvimento, em grande parte porque ha um numero limitado de tecnicas nao-invasivas disponiveis para medir a funcao cerebral em criancas. Os disturbios do desenvolvimento de linguagem podem ser decorrentes da alteracao central da audicao. Esta realidade pode explicar a incidencia de atraso no desenvolvimento da linguagem, disturbios de aprendizagem, deficits intelectuais presentes em crianças com toxoplasmose congenita. Para avaliar as perguntas desse estudo, pretende-se identificar marcadores de neuroimagem, sorologicos e inflamatorios relacionados com a lesao auditiva e sua correlacao com a aquisicao linguistica destas criancas. Assim, ha o potencial de desenhar estrategias preventivas para minimizar a deficiencia auditiva e suas consequencias.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Débora Pereira Laurino

Ciências Humanas

Educação
  • ciências na educação básica: ações formativas entre a escola e o centro de educação ambiental, ciências e matemática – ceamecim
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Débora Schmitt Kavalek

Outra

Divulgação Científica
  • mostra científica nas escolas do campo: um elo entre o conhecimento científico e o contexto social de meninas e meninos do campo
  • O estudante da escola do campo possui uma visão de mundo muito rica, onde os saberes populares misturam-se aos místicos, às crenças, à cultura e às experiências vivenciadas. Essa riqueza de conceitos deve ser valorizada e ampliada no ambiente escolar, auxiliando na construção do conhecimento científico. Deve haver um elo, a interface entre o conhecimento científico e o contexto social. Não é citar exemplos como ilustração ao final de algum conteúdo, mas é propor problemas reais e buscar o conhecimento para entendê-los. Diante do exposto, se faz necessário a prática de um ensino que relacione os conteúdos das ciências com o cotidiano dos meninas e dos meninos do campo, respeitando as diversidades de cada um, visando à formação do cidadão do campo, e o exercício de seu senso crítico. O jovem deve reconhecer o valor da ciência no cotidiano, num envolvimento não só cognitivo, mas afetivo. O presente projeto tem por objetivo contribuir para uma ação docente e formas de organização do ambiente escolar que promovam a iniciação científica na escola, através da construção coletiva de uma proposta de Mostra Científica nas escolas do campo, para que o aluno compreenda e se integre aos problemas do campo, buscando soluções, com a participação da comunidade escolar, dialogando saberes. A Mostra ocorrerá nas escolas do campo municipais e estaduais do município de São Mateus/ES.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Décio Gatti Júnior

Ciências Humanas

Educação
  • o ensino de história da educação em perspectiva comparada: formação de professores, programas de ensino e manuais disciplinares no brasil e em portugal (séculos xix e xx)
  • Trata-se de uma investigação na área de Educação, subárea de História da Educação, na temática da História Disciplinar da História da Educação, cujo objeto privilegiado será o percurso do ensino de História da Educação no Brasil e em Portugal, no período compreendido entre os séculos XIX e XX, por meio da compreensão do desenvolvimento da disciplina nas instituições de formação de professores, nos programas de ensino e nos manuais disciplinares de História da Educação. Em termos gerais objetiva-se compreender os elementos comuns e diferenciados do percurso disciplinar da História da Educação no Brasil e em Portugal, especialmente dos aspectos institucionais relacionados à formação de professores, dos programas de ensino e dos manuais disciplinares empregados no ensino de História da Educação em ambos países, em correspondência com o processo de difusão mundial da escola e da formação de professores. Para tanto, serão realizados: o exame da literatura acadêmica existente no Brasil e em Portugal; o elenco das instituições dedicadas a formação de professores no Brasil e em Portugal, com seleção daquelas que serão objeto de aprofundamento investigativo; o exame dos programas de ensino e dos manuais escolares de História da Educação; a análise dos elementos comuns e diferenciados das proposições relacionadas ao ensino de História da Educação no Brasil e em Portugal.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Decio Souza Cotrim

Ciências Agrárias

Agronomia
  • grupo de agroecologia sinergia: reconectando produção e consumo
  • O presente projeto de pesquisa-ensino-extensão propõe a conexão entre agricultores familiares, estudantes ecologistas da UFPEL, pesquisadores, extensionistas e professores da UFPEL e da UFRGS, formando o “Grupo de Agroecologia Sinergia-GRASI”. Esses têm como objetivo assessorar grupos rurais de economia solidária da experiência Tecsol, formados por agricultores familiares em situação de fragilidade social, nos municípios gaúchos de Pelotas, Canguçu e Morro Redondo, para a transição agroecológica, buscando a viabilização do fornecimento de alimentos saudáveis em circuitos curtos de comercialização. Metodologicamente serão desenvolvidos cursos de formação em Agroecologia e Economia Solidária, a utilização de um conjunto de técnicas e ferramentas participativas nas atividades de ensino-pesquisa-extensão e pesquisas focadas em mercados de proximidade, qualidade de solos e sistema de produção de base ecológica. Os resultados esperados do projeto são a consolidação dos grupos rurais da economia solidária que atendem a Feira Virtual da experiência Tecsol, a formação de estudantes e profissionais, a ampliação e consolidação do Grupo de Agroecologia Sinergia e a ampliação da rede de agricultores envolvidos com a produção agroecológica.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 01/12/2017-31/10/2020
Foto de perfil

Decio Souza Cotrim

Ciências Agrárias

Agronomia
  • grupo de agroecologia sinergia: valoração dos serviços ecossistêmicos na construção participativa de sistemas agroflorestais
  • O projeto sistêmico de pesquisa-ensino-extensão ao qual essa proposta está inserida busca a conexão entre agricultores familiares, estudantes ecologistas da UFPEL, pesquisadores da EMBRAPA e professores da UFPEL, UFRGS e UFRJ, formando o “Grupo de Agroecologia Sinergia-GRASI”. Esse grupo tem como objetivo o assessoramento aos grupos rurais de economia solidária da experiência Tecsol que é composta por agricultores familiares em situação de fragilidade social residentes nos municípios gaúchos de Pelotas, Canguçu e Morro Redondo. Essa assessoria é voltada para a transição agroecológica buscando a viabilização do fornecimento de alimentos saudáveis em circuitos curtos de comercialização. Para esse edital é destacado o projeto de pesquisa voltado a ao processo participativo de avaliação ecossistêmica dos sistemas agroflorestais-SAF implantadas no território da Serra dos Tapes RS. Devida a complexidade do SAF existem dificuldades nos procedimentos e na aplicação de tradicionais métodos de valoração econômica nestas áreas, dessa forma, esse projeto optou pelo estabelecimento de um conjunto de alternativas de valoração para estimar a possibilidade de convergência entre os valores obtidos. Para esse estudo piloto serão constituídas três etapas sendo elas: uma análise teórica das possibilidades e limites de cada um dos métodos para a análise dos SAF implantados e em implantação; a seleção dos métodos mais adequados e um estudo de caso com aplicação destes as áreas de SAF; e finalmente a construção de uma metodologia de valoração participativa a partir da perspectiva dos envolvidos na produção e utilização dos serviços ecossistêmicos dos SAF. Dentre os resultados esperados do projeto estão a construção de uma metodologia participativa para valoração pluralística dos SAF e seus serviços ecossistêmicos com suas contribuições ao bem-estar humano, a consolidação dos grupos de agricultores rurais da economia solidária ligados a experiência Tecsol, a qualificação do manejo dentro das agroflorestas por agricultores e técnicos, a formação de estudantes e profissionais, a consolidação do GRASI e a ampliação da rede de agricultores envolvidos com a produção agroecológica.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Deise Lisboa Riquinho

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • a exposição a agrotóxicos e os desfechos perinatais no estado do rio grande do sul
  • O consumo de agrotóxicos no Brasil torna-se cada vez mais frequente devido ao modelo hegemônico de produção agrícola vigente. Contudo, o impacto do uso disseminado e exacerbado desses insumos químicos provocam agravos à saúde humana e danos ao meio ambiente. Estudos apontam que a exposição humana, principalmente durante o período de desenvolvimento fetal, pode acarretar graves desfechos perinatais. Devido à relevância da temática e os impactos na saúde humana, tem-se a necessidade de aprofundar o conhecimento sobre o assunto e fomentar a criação de políticas públicas para a modificação dessa realidade. Por isso, o projeto tem por objetivo investigar a associação entre a exposição materna aos agrotóxicos e os seguintes desfechos perinatais: baixo peso ao nascer, prematuridade e anomalia congênita. Trata-se de um estudo epidemiológico, do tipo caso controle, em que as informações serão obtidas por meio de consulta ao SINASC/RS - Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos do Estado do Rio Grande do Sul. A população do estudo serão todas as duplas (binômio) mães/nascidos vivos a partir do registro de Declaração de Nascido Vivo, entre o período de janeiro de 2012 a dezembro de 2015. A análise estatística da amostra será realizada pelo programa SPSS, versão 18.0, considerando-se um nível de significância de 5% (p<0,05), com proporção de 1:4 casos e controles, obtendo-se um total mínimo de 1.495 nascidos vivos com anomalias e 5.980 nascidos vivos sem anomalias congênitas, que serão coletados nos últimos dois anos de registro no DATASUS de forma aleatória. Para as variáveis categóricas, será utilizado o teste Qui Quadrado, e para as variáveis numéricas, será realizado o teste t Student. Serão selecionados os tipos de cultivo nos municípios com registro desses desfechos, e feito o georreferenciamento pelo software ArcGIS 10®. Para verificar a associação dos agrotóxicos com os desfechos perinatais, será consultada a quantidade comercializada, por esses municípios, no Sistema Integrado de Gestão de Agrotóxicos (SIGA). A partir da análise dos resultados pretende-se divulgá-los a diferentes setores, da saúde, educação, agricultura e meio ambiente, para ampliar a fiscalização da comercialização e exposição aos agrotóxicos, a fim de minimizar seus impactos sociais e econômicos. Além disso, o estudo servirá de apoio para o aperfeiçoamento dos serviços de saúde na identificação e atendimento às gestantes e aos recém-nascidos com os desfechos mencionados anteriormente.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Deisy das Graças de Souza

Ciências Humanas

Psicologia
  • inct sobre comportamento, cognição e ensino (inct-ecce): aprendizagem relacional e funcionamento simbólico
  • Esta é uma proposta de continuidade do atual Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino (INCT-ECCE). O atual INCT-ECCE é um grupo de pesquisadores multi-institucional e multidisciplinar que vem se mantendo ativo por quase duas décadas, tendo sido previamente financiado pelo programa PRONEX (Programa de Apoio a Grupos de Excelência). As pesquisas do Instituto têm enfocado a análise comportamental do funcionamento simbólico, com base no Paradigma de Equivalência de Estímulos (do inglês, SEP). O SEP define relações simbólicas como relações de equivalência entre estímulos, de forma que estímulos equivalentes podem se substituir uns aos outros e, portanto, levanta a possibilidade de se simular a aquisição de função simbólica por estímulos arbitrários. É então possível examinar como os estímulos arbitrários se tornam símbolos e adquirem significado e, adicionalmente, é possível investigar variáveis relacionadas a esse processo. O SEP também torna possível estabelecer ou melhorar repertórios simbólicos, particularmente (mas não só) quando há deficiência nesse funcionamento. O Instituto proposto continuará este trabalho com o principal objetivo de desenvolver programas de ensino ou intervenção para três principais tipos de repertório simbólico: linguagem, competências sociais e habilidades acadêmicas (com foco em alfabetização, matemática, segunda língua e música). Esse é um esforço em andamento e se espera que, durante a vigência do Instituto proposto, os programas já desenvolvidos aumentem em eficiência e atratividade, além de atingirem maior parcela da população, e que novos programas sejam desenvolvidos e cientificamente avaliados. Esses programas enfocam desafios relacionados a populações (particularmente crianças) com atraso no desenvolvimento de alguns repertórios simbólicos. Os principais desafios enfrentados serão os atrasos ou limitações de repertório simbólico devidos a: transtornos do espectro do autismo, distúrbios de comunicação, deficiência intelectual, déficit visual ou auditivo, implante coclear e desempenho escolar insuficiente. Outra população alvo enfocada pelo Instituto é a de crianças pequenas (12 a 36 meses): mesmo quando não apresentam qualquer atraso ou transtorno de desenvolvimento, seu repertório e condições motivacionais configuram considerável desafio para programas de pesquisa e intervenção. . O Instituto também continuará a conduzir pesquisa básica sobre processos subjacentes ao funcionamento simbólico de forma geral. Espera-se que a pesquisa básica contribua para aumentar a efetividade de programas de ensino e intervenção. A pesquisa básica continuará abordando o desenvolvimento de relações de equivalência e seus precursores, particularmente o controle de estímulos e a aprendizagem relacional. Comportamento de observação, como pré-requisito para aprendizagem, será também um dos focos principais. Programas de ensino e intervenção terão muito a ganhar com a pesquisa básica de variáveis que influenciam a observação dos estímulos, o controle de estímulos e a aprendizagem relacional. Tanto a pesquisa básica quanto a aplicada farão uso da tecnologia assistiva que tem se tornado economicamente acessível e progressivamente poderosa, e que pode, atualmente, tornar laboratórios científicos mais efetivos e informativos, além de apoiar aplicações dessa ciência para superar ou contornar desafios aos quais nossos programas são dirigidos. Enquanto processos e repertórios simbólicos têm seu interesse intrínseco, nossa principal preocupação passou a ser o grau no qual os repertórios-alvo contribuem para a solução de problemas da sociedade. Espera-se que os programas desenvolvidos pelo Instituto aumentem gradualmente em escala, atingindo progressivamente amostras maiores de aprendizes. Espera-se que, crescendo em escopo e efetividade, o INCT-ECCE possa contribuir com os objetivos do Plano Nacional de Educação com respeito à educação regular e especial. Além dos objetivos relativos à pesquisa básica, translacional e aplicada, o instituto permanecerá atento a suas responsabilidades de formação de pessoal. O presente Instituto formou aproximadamente 60 doutores e 120 mestres e proveu oportunidade de pós-doutoramento para 18 jovens cientistas, muitos dos quais absorvidos pelo sistema público ou privado de ensino superior, o que vem contribuindo para o fortalecimento dessa área de pesquisa e intervenção. Espera-se que o Instituto proposto intensifique esse esforço, com o desenvolvimento de novos líderes de pesquisa distribuídos no território nacional e também com a promoção de oportunidades de iniciação científica na graduação. Também serão intensificados esforços dirigidos à difusão do conhecimento para a sociedade e à geração de tecnologia social. O INCT está ciente da importância de expandir sua inserção internacional, para (1) dar maior visibilidade aos esforços brasileiros em sua esfera de atuação (na qual tem desempenhando um papel de liderança em algumas direções, como na extensão das aplicações do SEP à proposição de currículos para uma ampla gama de repertories acadêmicos, e na reabilitação auditiva de crianças com implante coclear), e (2) ampliar as oportunidades de desenvolvimento de nova geração de cientistas, pelo contato com ambientes diversificados e avançados. Visando atingir seus objetivos científicos, assim como os de seus outros programas, o INCT propôs uma nova organização para seu funcionamento, que se espera aumentar o envolvimento da maioria de seus membros e, como tal, garantir eficiência da equipe e, também, promover interações mais fortes e sistemáticas entre seus membros, os Laboratórios Associados, a sede e a coordenação do INCT.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Deivid Ilecki Forgiarini

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • sistema de inovação para cooperativas
  • O objetivo deste projeto de pesquisa é refinar o modelo Sistema de Inovação para Cooperativas - SIC que deriva de estudos em empresas mercantis (Garcia, 2010). No momento de proposição desse projeto o SIC já está sendo aplicado em uma cooperativa de infraestrutura no Rio Grande do Sul. Assim, a presente proposta visa viabilizar uma etapa importante na trajetória de criação, testes, refinamento e disseminação do método. No SIC são considerados oito fatores relevantes na estrutura organizacional e de gestão das cooperativas. Esses fatores, ao serem desenvolvidos, podem melhor a postura inovadora da cooperativa. Esta é uma iniciativa original pois irá lapidar o que pode vir a ser o primeiro modelo efetivamente desenvolvido para a realidade cooperativa. Essa iniciativa é relevante pois talvez sem um modelo específico para as cooperativas estas podem encontrar mais dificuldades na aplicação de métodos para inovação que, via de regra, são desenvolvidos por empresas mercantis industriais. Outro aspecto de relevância é o fato de que um modelo alinhado com os princípios cooperativistas tende a encontrar menor resistência nas próprias cooperativas, em comparação com modelos criados e testados em outras formas organizacionais. O potencial de aplicabilidade é alto pois a partir do refinamento do modelo outras cooperativas podem se inspirar nos relatos dos casos vivenciados nessa pesquisa para melhorar suas respectivas posturas inovadoras e, em decorrência disso, seu posicionamento competitivo.
  • Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Estado do RS - RS - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Dejahyr Lopes Junior

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • fecintec 2020 - feira de ciência e tecnologia de campo grande-ms
  • A Feira de Ciências, Inovação e Tecnologia de Campo Grande (FECINTEC) tem como missão despertar o interesse dos alunos do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas e privadas para a produção da pesquisa e da inovação. Acreditamos que desta maneira sejam despertadas vocações científicas e/ou tecnológicas e identificados jovens talentosos que possam ser estimulados a seguir no caminho da pesquisa de ciência e tecnologia. Entendemos também que a feira se tornará um instrumento de fortalecimento pedagógico do processo educativo dos estudantes campo-grandenses, além do incentivo à cultura investigativa, de inovação e empreendedorismo em nossa cidade. A FECINTEC 2020 contará com a apresentação de projetos de pesquisa das diversas áreas do conhecimento, os quais serão desenvolvidos por alunos do Ensino Fundamental, Médio e técnico.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 02/12/2019-31/12/2020
Foto de perfil

Dejane Santos Alves

Ciências Agrárias

Agronomia
  • bioatividade de óleos essenciais e nanoformulações de anonáceas para spodoptera frugiperda e seletividade para trichogramma spp.
  • A lagarta-do-cartucho Spodoptera frugiperda (JE Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) é uma importante praga agrícola, cujos métodos de controle, comumente empregados, geralmente se mostram ineficientes, além de causarem efeitos adversos para espécies não alvos. Assim, faz-se de fundamental importância a realização de estudos com vistas a buscar novos métodos para o seu controle. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é desenvolver novos produtos para o controle de S. frugiperda baseados em nanoformulações de óleos essenciais, provenientes de plantas da família Annonaceae, e que sejam seletivos a inimigos naturais do gênero Trichogramma. Inicialmente, serão obtidos óleos essenciais oriundos de dez plantas da família Annonaceae, os óleos essenciais serão submetido(s) a ensaios com S. frugiperda com vistas à seleção do material botânico mais bioativo. O(s) óleo(s) essencial(is) mais bioativo(s) será(ão) submetidos a caracterização química empregando-se Cromatografia Gasosa acoplada a Espectrometria de Massas (CG-EM), concomitantemente o material será nanoencapsulado e nanoemulsionado. As nanoformulações serão caracterizadas com base no espalhamento dinâmico de luz e a quantidade de óleo essencial incorporada será medida por termogravimetria. Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) será empregada para análise da morfologia das nanoformulações. Adicionalmente, a estabilidade das nanoformulações será avaliada por centrifugação, empregando-se diferentes temperaturas. As nanoformulações serão submetidas a novos ensaios com S. frugiperda e será avaliada a seletividade para os inimigos naturais Trichogramma pretiosum Riley e Trichogramma atopovirilia Oatman & Platner (Hymenoptera: Trichogrammatidae). Apesar dos óleos essenciais, muitas das vezes, se apresentarem bioativos para insetos é sabido que um dos fatores que impedem a sua comercialização é a baixa estabilidade no ambiente. Assim, espera-se que com o desenvolvimento da presente proposta tenha-se produtos estáveis e seletivos a inimigos naturais, os quais futuramente possam vir a serem comercializados para o controle de S. frugiperda.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Delano Dias Schleder

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • avaliação de diferentes combinações de algas pardas como aditivo alimentar na dieta do camarão-branco-do-pacífico cultivado em sistema de bioflocos
  • Condições ambientais podem afetar significantemente na homeostase fisiológica dos animais. Estresses abióticos, tais como temperatura, hipóxia, salinidade e concentração de amônia são amplamente conhecidos por impactar negativamente a fisiologia de animais aquáticos, em especial a resposta imune. Litopenaeus vannamei é uma espécie tropical de camarão que é susceptível a baixas temperaturas. Quando exposto ao frio, L. vannamei demonstrou diversos problemas fisiológicos, tais como danos no DNA e na defesa antioxidante e imunológica. Portanto, o estresse térmico, em especial por baixas temperaturas, representa um importante mecanismo desencadeador de surtos de enfermidades no cultivo de camarões. A doença da Mancha Branca (WSD, do inglês White Spot Disease) é considerada a mais significativa para indústria camaroeira mundial. No Brasil, esta enfermidade causou sérios danos econômicos, particularmente no sul do Brasil, onde quase dizimou a setor da carcinicultura. Coincidentemente, no sul do Brasil as condições climáticas são mais severas, especialmente devido a recorrentes frentes frias. Em nosso estudos anteriores, os camarões alimentados com o maior nível da biomassa seca de Undaria pinnatifida (4%) e o menor nível de Sargassum filipendula (0,5%) demonstraram uma melhora geral na resposta imune, microbiologia do trato digestivo, morfo-fisiologia digestiva, bem como menor mortalidade após desafio com WSD (48% e 56%, respectivamente, comparado a 72% do controle). Considerando o choque térmico, 0,5% de S. filipendula reduziu significativamente a mortalidade após o choque (3% comparado a 57% do controle), enquanto que os crescentes níveis de U. pinnatifida tiverem impacto negativo na resistência ao choque térmico, com a concentração de 4% causando 100% de mortalidade. Portanto, decidiu-se avaliar o efeito combinado das algas pardas sobre a resistência dos camarões às condições supracitadas, adicionando S. filipendula e U. pinnatifida na dieta nas seguintes proporções 0,5%:1%, 0,5%:2% e 0,5%:4%, respectivamente. Como resultado, as combinações 0,5%:2% e 0,5%:4% reduziram ainda mais a mortalidade após desafio viral (28 e 30%, respectivamente), quando comparado ao controle (74%). As análises de MALDI-TOF MS (do inglês Matrix-assisted laser desorption/ionization time-of-flight mass spectrometry) relacionaram a maior resistência com o aumento da intensidade de sinal de alguns peptídeos antimicrobianos, com a indução de apoptose nos estágios iniciais da infecção e a redução do suprimento de lipídios para montagem viral. E ainda, a adição de 0,5% de S. filipendula compensou o efeito negativo dos diferentes níveis de U. pinnatifida sobre a resistência ao choque térmico, mas não foi suficiente para superá-lo e reduzir a mortalidade após o choque térmico em relação ao grupo controle. Com base no exposto, a presente proposta tem como objetivo avaliar o efeito da adição de diferentes níveis de combinação das algas pardas S. filipendula e U. pinnatifida na dieta (0,5%:2%, 0,5%:4%, 1%:2% e 1%:4%, respectivamente) sobre o desempenho zootécnico, resposta imune, atividade de enzimas digestivas, perfil lipídico dos hemócitos, microbiologia e histologia do trato digestivo, e resistência ao choque térmico e ao desafio com WSD do camarão-branco-do-pacífico durante as fases de berçário e engorda em sistema de bioflocos. Primeiramente, pós-larvas (PLs) de camarão serão alimentadas com dietas contendo diferentes combinações das algas durante a fase de berçário em sistema de bioflocos, utilizando tanques de 400 L estocados a 1500 PLs m-3. O experimento será conduzido até os animais atingirem 1g (30-40 dias de duração). Ao final do período de cultivo, serão avaliados o desempenho zootécnico, contagem bacteriana do intestino em placas, e os animais serão submetidos ao choque térmico. No segundo experimento, serão utilizados camarões de 3g, os quais serão cultivados em tanque de 800 L (densidade de 300 camarões m-3) em sistema de bioflocos, e alimentados com dietas contendo pelo menos uma combinação de algas selecionada. O experimento será conduzido até que os animais atinjam 12g (70-90 dias de duração). Após o período experimental, serão avaliados os parâmetros zootécnicos, atividade de enzimas digestivas, parâmetros hemato-imunológicos, microbiologia (contagem em placa e metagenômica) e histologia do trato digestivo, e resistência ao choque térmico e ao desafio com WSD. Além disso, serão realizadas análises de MALDI-TOF MS antes a após do choque térmico e do desafio viral. Com a execução da presente proposta, espera-se obter como produtos e impactos científicos, primeiramente a identificação de um nível de combinação das algas que seja capaz de melhorar o desempenho zootécnico, resposta imune, microbiologia e fisiologia do trato digestivo. Uma vez identificada, a utilização da biomassa seca de macroalgas como aditivo alimentar apresenta elevada viabilidade para incorporação nas dietas comercias, pois não há necessidade de realizar nenhum processamento adicional, e ainda apresenta a vantagem de ser um aditivo biodegradável que pode atuar como medida profilática, em substituição aos antibióticos e demais compostos sintéticos, tornando assim uma prática mais sustentável para a indústria de nutrição animal. Adicionalmente, espera-se com a presente proposta compreender os efeitos causados pelas algas sobre a fisiologia do camarão, especialmente, por meio das técnicas de metagenômica e MALDI-TOF MS, as quais poderão definitivamente revelarem novas informações acerca dos grupos de bactérias, particularmente os não cultiváveis, que estão relacionados a respostas fisiológicas benéficas nos camarões, em especial no status imune e na resistência a doenças, bem como podem ajudar na melhor compreensão dos mecanismos celulares mediados por lipídios subjacentes às respostas fisiológicas frente ao choque térmico e desafio viral, e quais estão mais fortemente relacionados com a resistência provocada pela adição das algas pardas.
  • Instituto Federal Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Delfim Soares Júnior

Engenharias

Engenharia Civil
  • uma metodologia integrada para previsão e mitigação de vibrações induzidas por cravação de estacas
  • É de conhecimento amplo que a cravação de estacas gera vibrações no solo e que estas vibrações podem danificar estruturas e perturbar populações ou outras atividades presentes nas redondezas do processo. A dificuldade de previsão dos níveis de vibração induzidos pela cravação de estacas restringe suas aplicações em muitas situações, impondo consideráveis perdas tanto do ponto de vista técnico, quanto econômico. A presente proposta de pesquisa visa desenvolver, implementar e explorar um modelo numérico avançado para a previsão de vibrações e seus efeitos em construções circunvizinhas, ocasionados por operações de cravação de estacas. O modelo em questão será validado por intermédio de comparações entre resultados calculados e medidos, sendo estes últimos coletados em experimentos de campo. Estas medidas experimentais, de igual forma, permitirão alcançar um discernimento mais aprofundado acerca do complexo fenômeno de geração e propagação de vibrações devido a atividades de estaqueamento. O projeto está organizado em 7 tarefas ou atividades básicas. A tarefa 1 é dedicada à revisão bibliográfica, estando as tarefas 2 e 3 relacionadas ao desenvolvimento de modelos matemáticos e numéricos, e a tarefa 4 à análise experimental do fenômeno. Os modelos desenvolvidos são então utilizados nas tarefas 5 e 6 para se obter melhor compressão do problema e para se estudar medidas de remediação dos efeitos das vibrações nas estruturas circundantes. Com as conclusões destes estudos, é pretendido, como parte da tarefa 6, se propor recomendações técnicas relativas à cravação de estacas em áreas urbanas e, como parte da tarefa 7, a publicação dos resultados obtidos.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Delma de Mattos Vidal

Engenharias

Engenharia Civil
  • comportamento no tempo dos componentes de sistemas fechados em geotêxtil para desaguamento de resíduos com baixo teor de sólidos
  • A necessidade crescente de dispor corretamente os resíduos gerados nas atividades econômicas/sociais tem significado um aumento na demanda por sistemas que permitam realizar uma disposição segura dos resíduos. Dentre as soluções interessantes que os geossintéticos propiciam para a disposição de resíduos, a disposição de lodos e sedimentos com baixo teor de sólidos em sistemas fechados formados por bolsas ou tubos em geotêxtil costurado, tem significado relevante neste país, por sua capacidade de dispor com segurança um resíduo com grande potencial de impacto ambiental, por ser uma solução econômica e relativamente simples. Entretanto diversas questões ainda se colocam, em especial quanto: a previsão do tempo de desaguamento ou tempo no qual o material pode ser reaproveitado ou sobre o qual uma nova camada de resíduos em desaguamento pode ser colocada, ou seja, a superposição de tubos/bolsas, diretamente ligado a sua resistência mecânica; a capacidade de armazenamento e de reenchimento destes sistemas, sua eficiência de filtração e de desaguamento, e a durabilidade do sistema tendo em vista que em alguns casos a exposição a processos de degradação pode ocorrer em prazos relativamente longos. Esta proposta visa qualificar o laboratório de geossintéticos do ITA para realizar os ensaios necessários para obter as respostas a estas questões, e desenvolver modelos que permitam melhor prever o comportamento de longo prazo dos componentes envolvidos nestes sistemas.
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Delmaci Ribeiro de Jesus

Outra

Divulgação Científica
  • iii feira municipal de ciências das escolas de catu-ba
  • A III FECEEC, Feira MUNICIPAL DE CIÊNCIAS DAS ESCOLAS DE CATU-BA acontecerá nos dias 10 e 11 de outubro de 2019, na cidade de Catu, na praça de eventos do município. Com o objetivo maior de estimular a prática e a valorização da pesquisa científica no ensino fundamental e médio, contribuindo para popularizar as ciências nos mais diversos meios de ensino. O evento é uma iniciativa do Colégio Estadual Maria Isabel de Melo Góes ? Secretaria de Educação do Estado da Bahia, em parceria com escolas da rede municipal de ensino, através da coordenação da Secretaria de Educação do Município de Catu e escolas da rede estadual de ensino. O presente projeto está voltado para a ampliação da Feira de Ciências que ocorre anualmente no Colégio estadual Maria Isabel de Melo Góes.. Através da FECEEC, pretendemos provocar o interesse dos discentes no desenvolvimento de projetos de tecnologia e de ciências que possibilitem a ampliação do campo de atuação da proposta da Educação Científica na cidade de Catu. Para a segunda FECEEC, que ocorrerá em 2019, estipulamos a meta de 40 projetos e a participação das unidades escolares do município em 70%. Desta forma intentamos difundir ainda mais as práticas da pesquisa como princípio educativo em Catu, bem como o estímulo dos jovens estudantes para atuarem em carreiras científicas e/ou tecnológicas. O presente projeto propõe a realização de atividades mais pontuais focadas no estímulo de professores e estudantes da rede básica e técnica do nosso município, sobretudo em instituições que não detém tradição na prática da educação científica. Os estudantes envolvidos nas apresentações dos projetos serão avaliados por uma comissão formada por estudantes do curso de Pós-Graduação em Educação Científica e popularização das Ciências do IFBaiano e serão premiados com o credenciamento para participarem de outras feiras de Ciências no Brasil, além de pleitear bolsas de iniciação Científica Júnior. Cientes da falta de experiência não só dos discentes, mas também de muitos professores que serão os orientadores dos projetos, a FECEEC promoverá, em parceria com o Instituto Federal Baiano, Campus Catu (IFBaiano), cursos de formação para os interessados sobretudo focando práticas e métodos para Iniciação Científica Júnior e para a orientação desses projetos (no caso dos professores). Nesse sentido, a 2ª Feira de Ciências das Escolas Estaduais de Catu- Ba (2ª FECEEC-BA) tem como objetivo central estimular e disseminar a prática da pesquisa na educação básica e técnica do município de Catu- Ba, através da realização de um evento centrado na participação ativa de estudantes e professores da rede municipal e estadual. Com isso intentamos contribuir para a formação de jovens que possam se tornar futuros acadêmicos (engenheiros, cientistas e professores) e cidadãos mais atuantes dentro da comunidade.
  • Secretaria de Educação do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Delmárcio Gomes da Silva

Ciências Humanas

Educação
  • nanotecnologia nas escolas - nano'stem: desenvolvimento de cursos de extensão para professores de escolas públicas para divulgação e ensino da nanotecnologia no currículo do ensino médio
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 12/08/2019-31/01/2022
Foto de perfil

Délton Winter de Carvalho

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • aprendendo com os desastres: interfaces comparadas
  • Nos primórdios da história da humanidade, os desastres foram considerados atos divinos e, em outro momento, reações exclusivas da natureza. Contudo, a evolução tecnológica e científica da Sociedade Contemporânea Pós-Industrial desencadeou a ampliação da capacidade de intervenção humana sobre a natureza, passando a existir o fator antropogênico em quase todos os desastres. A influência antropogênica, inclusive, apresentou-se como a principal causa das emergentes mudanças climáticas, as quais potencializam a frequência, a duração, a intensidade e o período das catástrofes. Por isso, na gênese de grande parte dos desastres, encontra-se a sinergia dos efeitos das ações humanas, havendo um deslocamento de perspectiva: os desastres deixam de ser vistos como algo fora do controle humano, assumindo a posição de desafios que exigem respostas rápidas e de longo, médio e curto prazo. O Direito assume posição relevante na elaboração dessas respostas, adquirindo o papel de antecipador e protagonista na orientação e na imposição de deveres de proteção e cuidado em relação às instituições competentes. E é sobre esse papel do Direito como “colonizador dos desastres” que esta proposta de pesquisa irá desenvolver pela Teoria sistêmica e pela Teoria do Risco, o estudo do Direito dos Desastres no Brasil e suas interfaces comparadas, utilizando principalmente a experiente doutrina norte-americana sobre o tema.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Demétrio Antônio da Silva Filho

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo da teórico da estrutura eletrônica de perovskitas híbridas
  • Um dos maiores desafios atuais dos cientistas de materiais é como produzir painéis fotovoltaicos mais baratos e eficientes. As células solares à base de perovskitas surgiram em 2009 e, com um o crescimento em eficiência sem precedentes (de 3,8% a 22,1%), atraíram a atenção tanto da indústria quanto da academia. Atualmente, a pesquisa está focada no desenvolvimento de dispositivos mais eficientes e estáveis, bem como com toxicidade reduzida. Neste projeto, propomos combinar nossa expertise em semicondutores orgânicos com o uso de métodos teóricos de estado-da-arte na descrição da estrutura eletrônica de perovskitas híbridas para aplicações em painéis fotovoltaicos. Ao entendermos a estrutura eletrônica destes novos sistemas, poderemos passar par a investigação de importantes mecanismos, tais como a formação, o transporte e a dissociação de éxcitons, processos estes cruciais para o funcionamento das células fotovoltaicas à base destes novos materiais.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denis Boing

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • avaliação das alterações microgeométricas decorrentes do desgaste em ferramentas de pcbn sobre a integridade de superfícies usinadas em aços endurecidos
  • O crescente aumento de iniciativas globais para a utilização de veículos elétricos vem acelerando o desenvolvimento de tecnologias associadas ao segmento, como: motores, sistemas autônomos, sistemas de segurança e transmissão. Nos veículos movidos a combustão interna, o sistema de transmissão tem rotação média de 3 500 rpm. Atualmente, nos veículos elétricos, a rotação do motor varia de 12 000 a 18 000 rpm. Entretanto, a rotação pode chegar a 30 000 rpm com base na tendência de desenvolvimento associada à redução do tamanho e peso. Neste contexto, o sistema de transmissão de veículos elétricos está sujeito a solicitações mecânicas variantes muito maiores do que nos veículos a combustão interna. Quando se trata de vida em fadiga de elementos submetidos aos esforços dinâmicos alternados, pode-se associá-la diretamente com as tensões residuais resultantes do processo de usinagem na superfície e nas camadas subsuperficiais dos componentes. Ao longo da cadeia de fabricação, os processos de acabamento dos elementos de transmissão construídos em aços endurecidos podem ser realizados pelo processo de retificação e/ou torneamento. O processo de torneamento de aços endurecidos é preferido em decorrência dos seguintes fatores: compatibilidade ambiental, flexibilidade do processo e, principalmente, pela possibilidade da indução de tensões residuais compressivas nas camadas subsuperficiais do componente usinado – fator que tende a aumentar a vida em fadiga do componente. Para a viabilidade econômica do processo de torneamento de aços endurecidos, as ferramentas de PCBN precisam ser utilizadas até o limite de vida. Entretanto, a alteração microgeométrica das ferramentas PCBN em função do desgaste altera a distribuição e a magnitude das componentes da força de usinagem, bem como a própria área de contato ferramenta-peça. Neste contexto, o objetivo principal deste projeto consiste em determinar o impacto da alteração microgeométrica das ferramentas de PCBN em função do desgaste na integridade da superfície usinada (alterações microestruturais e tensões residuais). Pretende-se especificar as condições de contorno para a geometria e microgeometria de ferramentas de PCBN, especificando as condições de projeto das ferramentas, porta-ferramentas e sistema de usinagem. Como resultado global, busca-se atingir a estabilidade do processo produtivo quando à integridade da superfície usinada, contribuindo para o desenvolvimento e fabricação de componentes de transmissão de alto desempenho.
  • Centro Universitário de Brusque - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denis Silva da Silveira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • avaliação da eficácia cognitiva dos modelos de processos de negócio
  • Hoje em dia, a modelação dos processos de negócios é cada vez mais utilizada para definir e descrever os processos de negócio das organizações. Esta para além de ser utilizada por especialistas, também é utilizada pelos stakeholders dos projetos. Esta grande utilização deve-se ao fato destes modelos serem uma ponte entre os seus utilizadores. Uma vez que esta modelagem pode envolve várias de pessoas, levantam-se alguns problemas na construção e interpretação de modelos de processos de negócios. Uma maneira de perceber os defeitos existentes nos modelos, consiste em avaliar a complexidade e a consequente dificuldade na compreensão destes. Atualmente existem estudos sobre a qualidade dos modelos, referentes à complexidade e correção destes, mas estes estudos baseiam-se unicamente nos modelos, não recorrendo a dados externos (por exemplo, a interpretação de voluntários) para perceber a sua compreensão. O foco deste projeto será endereçado na compreensão dos modelos BPMN. Para proceder à avaliação será utilizada a abordagem Goal-Question-Metric. Esta abordagem será utilizada para determinar os objetivos da avaliação e as questões que permitam responder aos objetivos, que por sua vez serão respondidas com a implementação de métricas, podendo estas serem novas ou já existentes. A recolha de dados através das métricas, será realizada de duas maneiras complementares, o primeiro caso consiste em retirar informações unicamente relativas ao modelo, enquanto que o último caso consiste na recolha de dados relativos à compreensão dos leitores, com auxílio do dispositivo eye-tracker. Este dispositivo permite recolher dados de determinadas reações faciais das pessoas, tais como, o movimento dos olhos, a dilatação das pupilas e a taxa de pestanejos num determinado intervalo de tempo. A avaliação destes modelos permitirá retirar ilações sobre a compreensão dos modelos ao nível dos seus elementos e modelação. Esta pode resultar numa melhor modelagem, eliminando os elementos de modelagem que geram uma maior complexidade de compreensão e/ou as interpretações incorretas dos modelos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Cavalcante Hissa

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • caracterização proteogenômica de ninhos de espuma de leptodactylus spp. para descrever sua estrutura biomolecular e identificar novas proteínas surfactantes
  • Um fenômeno curioso realizado por algumas espécies de anfíbios consiste na postura de seus ovos em ninhos de espumas que lhes permite um modo reprodutivo terrestre ou parcialmente terrestre. Os ninhos de espuma podem ser aquáticos, flutuando na superfície de uma lâmina d’água, ou terrestre, depositados sobre uma depressão ou em uma câmara subterrânea. Dentre os anuros que ocorrem no nordeste brasileiro, ninhos de espuma aquáticos são encontrados nas espécies Pleurodema diplolistris, em algumas espécies do gênero Physalaemus, como P. cuvieri, P. albifrons, e algumas espécies do gênero Leptodacttylus, como L. vastus, L. fuscus e L. macrosternum. Embora esse fenômeno atraia curiosidade, pouco se conhece sobre a composição química dos ninhos de espumas, e um dos primeiros relatos de sua composição bioquímica mostrou a presença de uma variedade de proteínas nomeadas ranaspuminas. Atualmente, sabe-se que os ninhos de espuma de anfíbios são uma rica fonte de proteínas surfactantes que aparentem ter um papel fundamental em sua formação. Além do interesse ecológico em entender a função dos ninhos de espuma, a presença de proteínas surfactantes é um achado em potencial, pois surfactantes produzidos por vertebrados são de grande interesse biotecnológico devido a sua biodegradabilidade e biocompatibilidade. Portanto, levando em consideração o escasso conhecimento acerca de ninhos de espuma de anuros, esta proposta tem por objetivo estudar a proteogenômica de ninhos de espuma de diferentes espécies de anuros que ocorrem no nordeste brasileiro, como as pertencentes aos gêneros Leptodactylus, e relacionar os dados com a ecologia reprodutiva das espécies. O atua projeto tem por objetivo esclarecer a composição de proteínas dos ninhos de espuma, os genes relacionados com sua síntese, as relações evolutivas entre as diferentes espécies produtoras de ninhos de espumas e identificar proteínas surfactantes e/ou seu genes responsáveis pela manutenção e estabilidade dessas bioespumas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Crocce Romano Espinosa

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • tratamento do efluente da mineração artesanal de ouro
  • A mineração artesanal de ouro é uma das principais formas de contaminação ambiental de mercúrio. Mesmo tendo tantos riscos ambientais e de saúde pela utilização, a amalgamação do ouro extraído ainda acontece na presença de mercúrio. Tanto os trabalhadores quanto a comunidade ribeirinha acabam por ingerir o metal, direta ou indiretamente. A fim de melhorar a recuperação de ouro extraído, outro processo é utilizado nos garimpos artesanais: os resíduos da amalgamação são lixiviados com cianeto. Nesse processo são gerados efluentes contendo ciano-complexos de mercúrio, que são despejados nos corpos d’água. Ainda se sabe pouco sobre o comportamento dos ciano-complexos de mercúrio e sobre métodos de remoção desses compostos. Esse trabalho tem como objetivo avaliar processos de adsorção e precipitação visando a remoção dos compostos de cianeto de mercúrio antes do descarte. Para isso, processos tradicionais e alternativos serão utilizados. Além disso, será avaliada a seletividade dos processos escolhidos sobre as demais espécies presentes no efluente. Ao fim do estudo, espera-se obter um processo capaz de remover o mercúrio do efluente até os limites aceitos pelas normas vigentes.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise de Freitas

Ciências da Saúde

Medicina
  • caracterização fenotípica e molecular do perfil da susceptibilidade a antimicrobianos em micobactérias de crescimento rápido isoladas de ceratite
  • O tratamento bem-sucedido de ceratite infecciosa causada por micobactérias de rápido crescimento (MRC) aparece como um grande desafio para os oftalmologistas devido à lentidão no diagnóstico por esses agentes e a ascensão de micobactérias apresentando resistência aos principais antibióticos usados no tratamento empírico. Objetivo: O objetivo do presente estudo é avaliar o perfil da susceptibilidade, a formação de biofilme, a expressão molecular e o perfil genético de MRC isoladas de ceratite aos principais antimicrobianos utilizados no tratamento desta infecção. Resultados: Serão incluídos no estudo 31 isolados de 15 pacientes diagnosticados com ceratite infecciosa de diferentes causas, atendidos no Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais da Escola Paulista de Medicina, Hospital São Paulo, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Os isolados serão submetidos à avaliação clonal por “Pulsed-field gel electrophoresis” (PFGE), ao teste de microdiluição para as principais drogas usadas no tratamento de ceratite infecciosa causada por MRC e a quantificação da formação de biofilme. A expressão molecular para os mecanismos de resistência e a formação de biofilme será avaliada pela metodologia de reação de polimerização em cadeia (PCR) em Tempo- Real. Os resultados serão comparados para definir o perfil de susceptibilidade das drogas testadas com os mecanismos de resistência envolvidos.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise de Souza Elias

Ciências Humanas

Geografia
  • o agronegócio globalizado na região metropolitana de fortaleza (ce)
  • Localizado no Semiárido, o Ceará assume um novo papel na divisão social e territorial do trabalho, nas duas últimas décadas. É significativa sua reestruturação econômica e territorial frente às exigências do neoliberalismo e da produção flexível, com objetivos claros de inserção na lógica da produção e do consumo globalizados. A reestruturação econômica e do território se manifestam, entre outros, pela difusão do agronegócio globalizado (SANTOS, 2000; ELIAS, 2003), com favorecimento às empresas, nacionais e multinacionais, e a produção é voltada para o mercado em diferentes escalas, incluindo o internacional. Importante destacar que o agronegócio globalizado é aqui entendido como um conjunto de atividades cuja produção se dá interligada. Desta forma, a agropecuária se dá associada à produção industrial (processamento industrial da produção agropecuária - agroindústria; indústria de insumos, máquinas agrícolas, produtos veterinários etc.), aos serviços (financeiros, logística, armazenamento, pesquisa agropecuária, marketing, assistência técnica etc.) e a um conjunto de atividades comerciais (lojas de fertilizantes, de agrotóxicos, supermercados etc.). Entre as atividades agropecuárias que passam por forte reestruturação produtiva e que mais têm impactado a produção, o espaço e as relações sociais de produção no Ceará destacaríamos: o agronegócio de frutas tropicais (especialmente melão, coco e castanha-de-caju, mas também banana, mamão, manga etc.); a carcinicultura (produção de camarão em cativeiro); a floricultura (notadamente a produção de rosas); a pecuária leiteira; a avicultura, entre outros. O agronegócio vem se expandindo no Ceará como se dá em todo o restante do país, ou seja, lembrando Oliveira (2016), a partir da formação das empresas monopolistas. Estas controlam a produção e se articulam através de dois processos monopolistas territoriais no comando da produção agropecuária, quais sejam, a territorialização dos monopólios, quando as empresas atuam no controle da propriedade privada da terra, no processo produtivo no campo e no processamento industrial da produção agropecuária; assim como da monopolização do território, quando controlam camponeses e capitalistas produtores agropecuários através de mecanismos de subordinação, caracterizando a transferência de lucros e renda da terra, ou no dizer de Martins (1981), uma sujeição formal ao capital. Segundo já se evidencia, o agronegócio não se realiza somente no campo, mas de forma integrada com o espaço e a economia urbanos de diferentes extratos na rede urbana. Requer relações complexas e permanentes com as cidades, de diversos tipos e tamanhos, extrapola a escala do lugar, da região ou do país. Engloba desde áreas de produção agropecuária propriamente ditas, até todos os fixos e fluxos, sistemas de objetos e sistemas de ação (SANTOS, 1996) associados, distribuídos por muitos países em várias partes do planeta. Assim, os estudos sobre o tema, além de intersetoriais, devem ser também multiescalares (ELIAS, 2018). Evidente está, então, que a materialização das condições gerais de reprodução do capital do agronegócio globalizado também se dá na metrópole e que o setor participa do circuito superior da economia urbana destas cidades (ELIAS, 2017). Por outro lado, uma outra característica do agronegócio cearense se destaca, qual seja, a importância que a Região Metropolitana de Fortaleza tem para a atividade, uma vez que concentra a maior parte dos estabelecimentos agroindustriais de grande porte, as sedes corporativas das grandes empresas, os comércios e serviços associados ao consumo produtivo, as sedes das redes políticas a elas associadas (sindicatos, associações etc.) e, para alguns casos, a própria produção agropecuária. Diante do exposto, a presente pesquisa tem como objetivo principal realizar um estudo ainda inédito, qual seja, estudar o agronegócio globalizado realizado na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), Ceará. Como objetivos específicos: identificar as principais atividades econômicas associadas ao agronegócio globalizado realizadas na RMF: agrícolas, pecuárias, agroindústrias, comerciais e de serviços; identificar as corporações mais representativas de cada um dos mais importantes segmentos do agronegócio; levantar a distribuição espacial das principais atividades econômicas associadas ao agronegócio realizadas na RMF, segundo municípios; inventariar as principais políticas públicas que beneficiam a atuação do agronegócio globalizado na RMF; levantar as principais estratégias e práticas espaciais das corporações agroindustriais selecionadas que diretamente impactam na (re)estruturação de cidades da RMF; identificar as redes de poder e instituições públicas associadas ao agronegócio com sede na RMF (escritórios corporativos, sindicatos patronais, secretarias de Estado, agências de desenvolvimento etc.); identificar as principais infraestruturas associados à logística do agronegócio globalizado (portos, aeroporto, silos e armazéns, centros de distribuição de produtos agrícolas etc.); analisar a evolução do mercado de trabalho associado ao agronegócio; reconhecer as relações campo-cidade estabelecidas pelas principais corporações do agronegócio cujos circuitos espaciais de produção e círculos de cooperação incluam a RMF; identificar as principais desigualdades socioespaciais promovidas pelo agronegócio. Como metodologia teremos a pesquisa bibliográfica e documental; a confecção de uma hemeroteca; a organização de séries estatísticas de variáveis e indicadores de interesse para a pesquisa; o trabalho de campo e as visitas técnicas às empresas do agronegócio, as secretarias e instituições municipais e estaduais associadas ao agronegócio; realização de entrevistas semiestruturadas tanto com responsáveis pelas corporações, quanto com os sujeitos sociais afetados pelos impactos da difusão do agronegócio; sistematização e análise do material organizado. Como recorte temporal temos os anos 1990 até o presente.
  • Universidade Estadual do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Freitas Siqueira Petri

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • criogéis e hidrogéis a base de polissacarídeos: aspectos fundamentais e aplicações avançadas
  • Este projeto contempla etapas de síntese, caracterização e aplicação de materiais tridimensionais porosos a base de polissacarídeos. Os materiais porosos serão produzidos por liofilização de soluções aquosas, gerando criogéis. Fundamentalmente, nas etapas de síntese dos criogéis pretende-se compreender como o tipo de polissacarídeo (carregado ou neutro, balanço hidrofílico/hidrofóbico), a concentração e polissacarídeo, tipo de agentes reticulantes (ácido fumárico, aminoácidos e proteínas), pH e força iônica do meio, adição de aditivos (tensoativos, β-ciclodextrina, sacarose e glicerol) e de nanopartículas inorgânicas (SiO2, TiO2 e Fe3O4), além do tamanho do molde, afetam nas propriedades físico-químicas (densidade, resistência à compressão, sorção de água, magnetização, morfologia e morfometria) dos materiais porosos. Os criogéis imersos em meio aquoso se tornam hidrogéis. Os hidrogéis de polissacarídeos serão avaliados em meio aquoso como adsorventes de poluentes orgânicos persistentes organoclorados e íons metálicos em batelada, na ausência e presença de campo magnético externo (CME) e em fluxo, sob efeito de campo eletromagnético. Estes estudos serão desenvolvidos em colaboração com os Profs. Drs. Pedro Vitoriano de Oliveira do Instituto de Química, USP, e Pedro Fardim do Depto de Eng. Química da Universidade de Leuven, Bélgica. Os hidrogéis de polissacarídeos serão utilizados para carrear cafeína e bradicinina, ambas são estimulantes de produção de dopamina. A liberação cafeína e/ou bradicinina a partir dos hidrogéis será estudada na ausência e presença de CME e será a base para a aplicados dos mesmos como suportes para proliferação e diferenciação de células neuronais, em colaboração com o Prof. Dr. Henning Ulrich do Instituto de Química, USP. Espera se que o desenvolvimento do projeto terá um impacto positivo na criação de novos materiais e processos para pré-concentração e remoção de poluentes e como terapia para doenças neurodegenerativas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Helena Silva Duarte

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • adaptação das cidades à mudança do clima na microescala. contribuições da arquitetura e urbanismo a uma abordagem interdisciplinar
  • A questão central do trabalho é o papel do ambiente construído no microclima urbano, em diferentes escalas: metropolitana, local (escala do pedestre) e dos edifícios, abrangendo o planejamento, o desenho urbano e o projeto de edifícios na adaptação à mudança do clima na microescala, como parte da estratégia de climatização urbana. A proposta é intervir sobre a cidade existente, tendo em mente os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (UN/HABITAT, 2015), conciliando o adensamento urbano e as amenidades microclimáticas nos espaços abertos e nos edifícios. Ressalta-se o protagonismo das cidades na adaptação ao clima e a participação essencial da Arquitetura e do Urbanismo como parte de equipes multidisciplinares para o desenvolvimento da ciência da adaptação climática em cidades bem como para a proposição de políticas públicas. O objetivo é quantificar de forma conjunta os impactos no microclima urbano, atual e futuro: 1) do adensamento urbano; 2) da envoltória dos edifícios e demais superfícies urbanas; 3) da vegetação e sua inserção urbana; 4) bem como o desempenho térmico e o conforto térmico no interior dos edifícios, seja durante os eventos ainda episódicos de ondas de calor, ou mesmo nos cenários previstos de mudança climática, se mantidos os cenários de emissões atuais. O método proposto inclui, para as duas escalas, urbana e dos edifícios: 1) Levantamentos e/ou produção de mapeamentos para identificação das áreas de estudo; 2) Planejamento do trabalho de campo em função dos recursos e restrições dos modelos a serem adotados, 3) Levantamento de dados primários na escala urbana de solo, de vegetação e da atmosfera no nível do solo e no topo do modelo, a serem obtidos por medições microclimáticas de superfície acopladas a dados de sensoriamento remoto (SR) e sistemas de informações geográficas (SIGs), e por medições de variáveis ambientais na escala dos edifícios; 4) Modelagem das áreas de estudo reais; 5) Validação e calibração dos modelos entre dados medidos e simulados; 6) Realização de estudos paramétricos, a partir dos quais são selecionadas as melhores estratégias para as simulações de diferentes cenários para os casos reais, nos cenários climáticos atuais e futuros. Os resultados esperados incluem a quantificação dos impactos do adensamento, da vegetação e demais superfícies urbanas no microclima, bem como os efeitos das estratégias de adaptação à mudança do clima propostas para áreas urbanas e edifícios, no clima atual e futuro. Ao final, a meta é avançar nos estudos preditivos de diferentes cenários que possam contribuir para a assimilação dos resultados em políticas públicas e que possam se traduzir em benefícios socioambientais para a população, com insumos para a legislação existente e/ou proposição de novos instrumentos urbanísticos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Mafra

Ciências da Saúde

Nutrição
  • efeitos da suplementação de extrato seco de cranberry (vaccinium macrocarpon) sobre o perfil da microbiota intestinal, inflamação e estresse oxidativo de pacientes com doença renal crônica
  • Pacientes com doença renal crônica (DRC) apresentam várias complicações como estresse oxidativo, inflamação e, mais recentemente estudada, a disbiose intestinal. Todas essas complicações estão interligadas e levam ao aumentado risco de doenças cardiovasculares na DRC. Diante deste cenário, compostos bioativos vem sendo considerados como alternativa terapêutica tanto na modulação da microbiota intestinal, bem como dos fatores de transcrição como o fator nuclear-kappa B (NF-κB) e o fator nuclear eritróide 2 relacionado ao fator 2 (Nrf2), envolvidos com o estresse oxidativo e inflamação. Dentre vários alimentos, o cranberry, fruta rica em flavonóides e outros polifenóis, apresenta ações antioxidantes, anti-inflamatórias e imuno-reguladoras, podendo ser boa opção de tratamento adjuvante para as complicações na DRC. Cranberry é amplamente reconhecido por prevenir infecções urinárias, entretanto, não há evidências clínicas sobre os efeitos benéficos do cranberry em pacientes com DRC. Deste modo, o presente ensaio clínico randomizado crossover duplo-cego com período de washout, controlado por placebo terá como objetivo avaliar os efeitos da suplementação de cranberry sobre a modulação da microbiota intestinal e expressão dos fatores de transcrição, bem como sobre os níveis de citocinas inflamatórias, dos marcadores de estresse oxidativo e das toxinas urêmicas em pacientes com DRC.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Maria Christofolini

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • investigação de biomarcadores genéticos de insuficiencia ovariana precoce: o papel da variação no número de cópias (cnvs) de sequencias genômicas no desenvolvimento da condição.
  • A insuficiência ovariana precoce é definida pela cessação da menstruação antes dos 40 anos de idade e seu diagnóstico é confirmado pela presença de níveis elevados de FSH (>25 mUI/ml), observada em aproximadamente 1% da população. A doença é heterogênea, com um grande espectro de causas como as citogenéticas, gênicas, infecciosas e iatrogênicas, autoimunes e metabólicas. Entre 10 e 15% das mulheres tem um parente de primeiro grau afetado, indicando uma participação genética significativa. Identificar precisamente genes causais tem sido um desafio para diversos pesquisadores, bem como para nossa equipe de pesquisa. Até 2016, duas dosagens consecutivas do hormônio FSH apresentando níveis acima de 40 mUI/ml eram necessários para a confirmação da condição. Atualmente, duas medidas até 25 mUI/ml já são suficientes para sua determinação. No entanto, não há na literatura discussão sobre as pacientes que apresentam níveis hormonais acima de 12 mUI/ml (limite superior normal) e abaixo de 25 mUI/ml, sem outras alterações hormonais e/ou imunológicas. Na clínica de reprodução assistida é comum observar pacientes nesta condição. Nossa dúvida é: todas estas pacientes desenvolverão insuficiência ovariana precoce? Tal questionamento foi levantado por nosso grupo de pesquisa desde 2012 ao observar que alguns marcadores genéticos associados à IOP também estavam presentes nas pacientes com níveis intermediários de FSH. Assim, nosso objetivo é encontrar marcadores genéticos que nos ajudem a definir esta questão. As CNVs parecem ser importantes candidatos para a etiologia da condição. Desde sua descrição por Feuk e colaboradores em 2002, as CNVs têm sido reconhecidas como fatores causais de diversas doenças. CNVs são variações de número de cópias de sequencias genômicas. Como estas CNVs podem envolver genes funcionais, podem resultar em variações nos níveis de mRNA e de proteína de genes da região de CNV. Esta diferença de “dosagem gênica” pode resultar na manifestação de uma “doença genética”. A introdução de novas estratégias de investigação genômica, como a investigação de CNVs por arrays pode auxiliar no melhor conhecimento dos fatores genéticos que levam ao desenvolvimento da IOP, permitindo o restreio precoce da condição e melhor manejo clínico da mesma. Além disso, o conhecimento gerado pelo projeto de pesquisa permitirá a formação de pessoas e a divulgação científica em níveis nacionais e internacionais.
  • Faculdade de Medicina do ABC - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Maria Guimarães Freire

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • aplicação de resíduos e/ou coprodutos agroindustriais no desenvolvimento de biopesticidas para o controle biológico convencional e de segunda geração
  • Esta proposta tem como objetivo o desenvolvimento de bioprocessos que agreguem valor à importantes resíduos e/ou coprodutos agroindustriais por meio da sua utilização como matéria prima principal na produção de biopesticidas, na perspectiva industrial ou no sistema “on farm”. Serão avaliados diversos resíduos e/ou coprodutos, destacando-se as tortas de dendê, cacau, algodão e a bandinha de feijão, todos altamente ricos em carboidratos e nitrogênio. A partir desses potenciais substratos serão desenvolvidos e escalonados pelo menos dois processos, um visando a produção de biopesticida convencional (microrganismos viáveis) e outro visando a produção de biopesticida de segunda geração (pool de metabólitos com ação fungicida/inseticida), tendo como foco de ação relevantes doenças e pragas como o mofo-branco e mosca branca que acometem uma série de plantas cultivadas nacionalmente. O trabalho será realizado de forma multidisciplinar por meio de parceria já firmada entre o Laboratório de Biotecnologia Microbiana (LaBiM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro e as duas Unidades da Embrapa (Embrapa Arroz e Feijão-Goiás e Embrapa Meio Ambiente -Jaguariúna) . A proposta é totalmente voltada à pesquisa aplicada e nesse sentido espera-se que ao seu final os resultados contribuam principalmente na redução do custo de produção de biopesticidas, no aumento da renda do produtor rural, na redução do descarte indevido de resíduos sólidos agroindustriais e no estímulo ao agricultor brasileiro para a utilização de biopesticidas dentro de um plano de manejo integrado e consequentemente impactando positivamente a agricultura brasileira nos âmbitos econômicos e socioambientais.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Miyuki Kusahara

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • avaliação do impacto do calçado terapêutico nas alterações biomecânicas em pessoas com neuropatia diabética periférica
  • A necessidade da identificação das alterações sensório-motoras, equilíbrio e dos fatores para desenvolvimento do pé em risco de desenvolver ulcerações nos indivíduos com Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) que já apresentam a Neuropatia Diabética Periférica e não fazem uso do calçado terapêutico, tem sido um grande desafio para os profissionais da área da saúde, pois o pé é um dos mais complexos, porém pouco estudado sistemas musculoesqueléticos no corpo. As intervenções nos pés dos diabéticos estão baseadas na aplicação clínica que são o uso de calçado apropriado, cirurgia e outras técnicas de descarga para a prevenção e cura de úlceras nos pés de doentes com diabetes. Dessa forma, pessoas com diabetes devem ser aconselhadas a utilizar calçados apropriados que se ajustem à anatomia de seus pés. Quando identificada neuropatia, mesmo sem presença de deformidades estruturais, recomenda-se uso de palmilhas, para reduzir e amortecer o efeito de tensão repetitiva. Objetivo: Avaliar o impacto do uso do calçado terapêutico nas alterações biomecânicas, equilíbrio e prevenção de ulcera de pé em pacientes com DM2 atendidos na rede municipal de atenção básica a saúde. Método: A pesquisa realizada será uma investigação do tipo quase experimental com estudos antes e depois de um grupo de pessoas com DM2 que apresentem Neuropatia Diabética Periférica cadastrados na rede pública de atenção básica da cidade de São João da Boa Vista -SP, através da utilização do calçado terapêutico e aplicação de instrumentos para avaliação da saúde dos pés desses indivíduos. A população do estudo será de pacientes com diabetes tipo 2 diagnosticados com Neuropatia Diabética Periférica residentes no município de São João da Boa Vista-SP e cadastradas nas Unidades Básicas de Saúde ou Unidade de Estratégia de Saúde da Família. Os participantes serão identificados por ocasião de sua consulta agendada, quando serão convidados a participarem do estudo. Se aceitarem e preencherem os critérios de inclusão, assinarão o termo de consentimento livre e esclarecido e responderão aos questionários do estudo. Os sujeitos participantes deste estudo serão determinados por porcentagem do cálculo do tamanho da amostra (respeitando um total de 2542 indivíduos com DM2 cadastrados na rede pública municipal), escolhidos de forma não homogênea por amostragem de conglomerado, divididos por quantidades de indivíduos dentre o total das 13 unidades de saúde, mantendo uma proporção de indivíduos por unidade de saúde. A partir de um intervalo de confiança de 90%, uma proporção de erro amostral de 0,05 e considerando que a porcentagem de indivíduos com DM2 que possam apresentar neuropatia diabética periférica diagnosticado seja em torno de 50%, serão recrutados para amostra do estudo 226 pessoas com DM2, sendo divididos por 13 UBS, respeitando a quantidade de pessoas com DM2 para cada UBS. A análise se dará por estatística descritiva inferencial, de acordo com a natureza das variáveis tendo estabelecido como nível de dados e analise de variância para os grupos valor significativo será igual a 0,05 (5%).
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • projeto radar de territórios saudáveis e sustentáveis: ride df
  • Trata-se de um projeto de desenvolvimento com o propósito de criar estratégias que auxiliem na implementação da Agenda 2030, atendendo prioritariamente as necessidade da população na área da saúde e bem-estar no DF e na RIDE. Seus marcos referencias para a constituição de Territórios Saudáveis e Sustentáveis para criar oportunidades de estratégias de governança de ações de promoção de saúde de base territorial em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU); Seus objetivos, visam criar metodologias e estratégias de governança de ações de promoção de saúde de base territorial em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) que articule as diversas escalas (definindo interfaces de gestão e informação entre os contextos nacional-internacional e local-nacional) de territorialização das ações de promoção e vigilância em saúde. O processo metodológico utilizará o referencial teórico e conceitual de avaliação de políticas públicas, será construído como estratégia potente de horizontalidade de gestão, de participação e de análises, além da oportunidade de atuar em tempo real frente as barreiras e facilitadores dos processos . Para ativar redes sociotécnicas , compostos pelos principais atores locais para a sistematização e difusão do conhecimento gerado, de modo a implantar, desenvolver e repassar tecnologia social de governança e de soluções para afastamento das ameaças e reduzir às vulnerabilidades identificadas. Estão organizadas em três eixos: (1) realização da pesquisa-ação; (2) processo de formação; (3) criação de salas de cooperação social. Espera-se com os resultados do projeto Espera-se com o projeto Radar de Território Saudável e Sustentável (PRTSS), criar e disponibilizar ferramentas de inteligência cooperativa para fortalecer ações a partir da coleta, da organização e da análise de informações que servirão para definir estratégias de vigilância em saúde e de aperfeiçoamento de processos de tomada de decisão governamentais e populares. Em última instância, o Radar, por meio da articulação dessa inteligência, constituirá e/ou fortalecerá redes de governança territoriais. Desse instrumento podem-se gerar métodos e estratégias de abrangência local, regional e nacional – tais como... –, para a implementação de programas e políticas públicas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/07/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Denise Petrucci Gigante

Ciências da Saúde

Nutrição
  • conhecimento sobre alimentação saudável e adequação às recomendações alimentares e nutricionais brasileiras: indissociabilidade entre a pesquisa epidemiológica ensino e extensão na atenção nutricional no âmbito do sus.
  • A proposta tem como principal objetivo desenvolver uma pesquisa ação com gestores, profissionais e usuários da atenção básica na qual se pretende avaliar o conhecimento sobre alimentação saudável e verificar se o mesmo está de acordo com as recomendações oficiais brasileiras, encontradas no guia alimentar para a população brasileira ou em outras diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) e Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Pretende-se ainda, avaliar o estado nutricional da população alvo, visando identificar prevalências de obesidade para diagnóstico e posterior avaliação de possíveis mudanças. A pesquisa ação será utilizada como metodologia investigativa e propositiva, afim de realizar o diagnóstico da situação da obesidade nos territórios e envolver os profissionais na busca de soluções práticas ao seu enfrentamento. Serão conduzidas atividades de pesquisa e desenvolvimento (eixo 1) envolvendo o diagnóstico da organização da gestão e da atenção nutricional com gestores, profissionais de saúde e usuários. Para as atividades de formação (eixo 2) pretende-se propor metodologias ativas e inovadoras de produção do conhecimento com gestores e profissionais de saúde, de forma a contribuir com a melhoria da atenção nutricional nesses municípios e com estímulo ao controle social e garantia da escolha alimentar e do direito humano à alimentação adequada (DHAA). Além disso, capacitar os profissionais de saúde quanto a abordagens comportamentais para a promoção da mudança de comportamento alimentar, visando à autonomia e ao empoderamento dos sujeitos. Durante a realização dos cursos de formação, os profissionais e gestores serão estimulados a implementar a organização da gestão e da atenção nutricional nos municípios (eixo 3 - avaliação e monitoramento). Nessa fase está prevista a comparação dos municípios quanto às estratégias de implantação das ações de prevenção, diagnóstico e tratamento da obesidade na atenção básica de acordo com a formação prevista no eixo 2. nos quais a estratégia de saúde da família (ESF), o núcleo ampliado de saúde da família e atenção básica (NASF-AB) e a linha de cuidado para a prevenção do sobrepeso e obesidade ainda não estão plenamente implantados, com aqueles nos quais a atenção nutricional está perfeitamente inserida às ações de saúde do município. Com as ações de difusão científica (eixo 4) pretende-se possibilitar a democratização do conhecimento entre usuários, profissionais de saúde e gestores de forma a garantir que toda a informação produzida e relacionada à atenção nutricional fique também disponível por meio da rede de computadores nas três esferas de governo e, com acesso aberto, no caso de publicação de artigos científicos, além da plataforma da Rede de Nutrição do Sistema Único de Saúde (RedeNutri), disponibilizada no presente edital.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 30/11/2018-31/03/2021