Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Solange Xavier dos Santos

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • o cerrado virtual - inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira na popularização do conhecimento sobre o cerrado
  • A proposta em questão tem por objetivo promover a divulgação e popularização do conhecimentos acerca do bioma Cerrado, seus recursos naturais e ameaças , numa perspectiva de educação científica, explorando as tecnologias digitais. Programado para ocorrer durante a 17ª. Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (17 a 23 de outubro de 2020), o evento proposto visa beneficiar um público diversamente amplo, tendo como ponto de partida estudantes da educação básica de 10 diferentes municípios do estado de Goiás. O projeto inclui atrações presenciais e não-presenciais. Como parte da programação presencial, serão disponibilizadas a partir de uma visita física ao Campus Central da Universidade Estadual de Goiás: 1) uma exposição monitorada sobre o Cerrado, envolvendo fotos, curiosidades, espécimes naturais da fauna e da flora devidamente preservados, impactos e ameaças sofridas; 2) uma trilha a uma unidade de conservação do Cerrado localizada na área do campus; 3) uma trilha sensitiva representando os principais elementos do Cerrado a ser visitada de olhos vendados, de modo a explorar os demais sentidos humanos; 4) prática de dinâmicas e jogos sobre o tema; 5) o dia de cientista, voltado para o desenvolvimento de práticas investigativa e experimental sobre os recursos naturais do Cerrado, de modo a promover a familiarização com o método científico. O evento será previamente divulgado na rede educacional de ensino da região, de modo que as escolas interessadas poderão se inscrever para participação nas atividades. Como parte da programação não-presencial, serão desenvolvidos, disponibilizados e aplicados diversos recursos midiáticos, tais como: 1) um vídeo educativo sobre o Cerrado, 2) um passeio virtual interativo (por meio de um aplicativo a ser desenvolvido) a uma área representativa do bioma Cerrado, em que o visitante possa parar, visualizar em detalhe e aprender mais sobre os pontos que for de maior interesse durante a visita, reproduzindo uma trilha presencial monitorada; 3) um livro de história em quadrinhos digital, 4) prática de jogos digitais. As atividades serão realizadas em tempo real de forma remota, utilizando-se de plataformas de comunicação virtual, a partir da inscrição prévia de turmas de estudantes da educação básica. Após a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, todo o material digital produzido será disponibilizados no website da Universidade Estadual de Goiás de forma gratuita a todos os interessados, para que possa ser acessado e utilizado a qualquer tempo e local. Os livros impressos serão distribuídos prioritariamente aos estudantes sem acesso às tecnologias digitais, conforme indicação das escolas participantes. Como parte inicial da programação, os inscritos estarão convidados a participar do Concurso “Descortinando o Cerrado”, que tem como objetivo promover a produção artística envolvendo o bioma, considerando três modalidades: redação, fotografia e desenho. Os trabalhos selecionados serão publicados como parte do livro de Histórias em Quadrinhos (em formato impresso e digital, incluindo áudio book), mencionado anteriormente. A avaliação da proposta será realizada a partir dos seguintes indicadores: número de participantes, opinião dos participantes sobre os recursos disponibilizados, avaliação do conhecimento sobre os conteúdos abordados na proposta. Além disso, será feito um acompanhamento da utilização dos recursos entre escolas inscritas no evento. Considerando o caráter multimídia e multifacetado da proposta, a equipe organizadora contará com membros de diferentes áreas do conhecimento da comunidade acadêmica, tais como do Programas de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, do Programas de Pós-Graduação em Recursos Naturais do Cerrado, dos cursos de graduação em Ciências Biológicas, em Tecnologia da Informação, e em Cinema e Áudio Visual da Universidade Estadual de Goiás. Na impossibilidade de realização das atrações presenciais, em função de uma eventual extensão do período isolamento social decorrente da pandemia de COVID-19, serão priorizadas as atrações não-presenciais, expandindo-se o número de participantes. Diante das atrações e recursos disponibilizados, espera-se que o evento possa atingir um público amplamente diverso quanto à idade, classe social, nível educacional, incluindo portadores de necessidade especiais, tais como locomotoras, visuais e auditivas. Considerando a temática abordada, espera-se estimular o interesse pela ciência e a tecnologia entre os participantes; incentivar a preservação do bioma Cerrado a partir do conhecimento e aplicação em ações sustentáveis; estabelecer relações entre a Educação Ambiental como forma de despertar o interesse por estas Ciências, através de sua aplicação no cotidiano; fomentar a inserção social através de atividades em parceria entre o poder público, a universidades, as escolas e a comunidade; privilegiar a realidade do cidadão numa abordagem significativa da Ciência; apresentar a temática da SNCT 2020, com ênfase no desenvolvimento sustentável.
  • Universidade Estadual de Goiás - GO - Brasil
  • 21/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Solomon Kweku Sagoe Amoah

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de metodologia analítica por lc-esi-tof-ms para quantificação de n-acetilglucosamina incorporada em fios de sutura biodegradáveis/bifásicos.
  • Este trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de uma metodologia analítica para quantificação de N-acetilglucosamina incorporados em fios de sutura biodegradáveis/bifásicos que se apresenta como um produto inovador. Para tanto, os fios serão submetidos a um processo de extração da N-acetilglucosamina em diferentes solventes e proporções para determinação das melhores condições de extração, baseando-se na metodologia que obterá a maior quantidade de fármaco extraído. A quantificação será realizada por cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas (HPLC-ESI-TOF-MS), obtendo-se não só a quantidade de fármaco liberado como também sua identificação por meio da estrutura molecular, fornecida pela espectroscopia de massas. Após o desenvolvimento da metodologia, a mesma será validada segundo a RDC Nº 166, DE 24 DE JULHO DE 2017.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Sonaira Souza da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • incêndios florestais e queimadas no estado do acre: análise da extensão, nível de degradação e cenários futuros
  • O fogo ainda é o principal elemento de transformação da paisagem na Amazônia. A compreensão da frequência na ocorrência de queimadas e sua relação com a retroalimentação do desmatamento, novas queimadas, incêndios florestais e secas na Amazônia são questões que necessitam de mais estudos. Analisando o histórico de queimadas anualmente no Estado do Acre através de dados de focos de calor é notório o crescimento da ocorrência de focos de queimadas após o ano 2010. Em anos de secas extremas/severas esse aumento é significativamente maior. Estudo recente, realizado pela proponente deste projeto, estimou que mais de 500 mil ha de floresta foram queimadas em anos de secas extremas no Acre (SILVA et al., 2018). Outra informação importante é que, dos 139 pontos de campo checados por esta pesquisa, 100% da origem dos incêndios florestais foram de fogo em paisagens agrícolas. Queimadas e incêndios florestais são evento antrópicos muito importantes no Acre, responsáveis por perdas econômicas, aumento de incidência de doenças respiratórias, perda de biodiversidade e qualidade de vida. Desta forma, esta pesquisa propõe compreender a dinâmica das queimadas no estado do Acre no tempo e espaço no período de 2000 a 2020 e sua relação com clima, uso da terra, desmatamento e incêndios florestais, buscando responder quatro perguntas: (1) Qual a extensão das cicatrizes de queimadas agrícolas e incêndios florestais para o período de 2000 a 2020 no Estado Acre? (2) Qual o nível de degradação do fogo nas florestas, considerando o tempo após o fogo e a reincidência? (3) Qual o custo de oportunidade para redução ou exclusão do uso do fogo em paisagens agrícolas no Acre? (4) Qual o cenário futuro do regime do fogo considerando clima, desmatamento, degradação florestal e custo de oportunidade social? Para responder a estas questões utilizaremos técnicas de sensoriamento remoto para o mapeamento das cicatrizes de queimadas em áreas já desmatadas e incêndios em florestas, analisando o tempo x qualidade de classificadores supervisionados em ambiente computacional físico e em nuvem. Realizaremos inventários florestais com foco na avaliação do impacto do fogo em ambientes florestais em áreas de relevante importância. Para dimensionar o custo de oportunidade da migração de para uma atividade agropecuária sem fogo realizaremos amostragem de 50 agricultores por categoria fundiária no Estado do Acre: projetos de assentamento do INCRA, propriedades particulares, unidade de conservação, terras indígenas e terra da união. Para modelagem do risco de queimadas para subsidiar tomada de decisão usaremos modelo FISC (Fire Ignition, Spread and Carbon) no software gratuito Dinamica EGO. Com os dados, informações e ações desenvolvidas no âmbito do projeto pretendemos subsidiar a tomada de decisão acerca de concepção e implementação politicas públicas que visem aumentar a eficiência da gestão do uso do fogo na região. Além de contribuir para o aumento do conhecimento científico e formação acadêmica sobre tema.
  • Universidade Federal do Acre - AC - Brasil
  • 30/11/2018-31/12/2021
Foto de perfil

Sonia Aparecida de Andrade Chudzinski

Ciências Humanas

Psicologia
  • xvii olimpíada brasileira de biologia e viabilização da participação dos melhores alunos classificados nas olimpíadas internacionais de biologia
  • Vide projeto anexo
  • Instituto Butantan - SP - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022