Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Leo Rufato

Ciências Agrárias

Agronomia
  • inovação na pomicultura do sul do brasil com a aplicação de modernas técnicas de diagnóstico e cultivo
  • A pomicultura nacional está passando por um momento de mudanças em relação às técnicas de cultivo, com ênfase na redução de custos e aumento de produtividade. Dentre as novas técnicas de manejo para pomáceas, está a utilização de porta-enxertos menos vigorosos e sistemas de condução das plantas que possibilitem maior eficiência de cultivo, refletindo no aumento da produção e qualidade dos frutos. Diante do exposto, os objetivos deste projeto serão: 1) Determinar o efeito vegetativo e produtivo dos porta-enxertos da Série Geneva® em diferentes combinações de cultivares copa e locais; 2) Avaliar os sistemas de condução Tall Spindle 45°, Tall Spindle 90° e Bi-axis nas cultivares copa Rocha e Santa Maria; 3) Comparar o vigor e produção de pereiras sobre os porta-enxertos da série OHxF e CAV 03; 4) Avaliar a influência de porta-enxertos da Série Geneva® em combinações com cultivares de macieira no desempenho agronômico e dinâmica temporal da mancha foliar de Glomerella e Marssonina; 5) Detectar e caracterizar viroses associadas às cultivares copa de macieira e pereira enxertadas sobre os porta-enxertos da série Geneva e porta-enxertos marmeleiro BA-29, Old Home x Farmingdale (OHxF 69 e OHxF 87) e a seleção CAV 03 em áreas de produção de Santa Catarina; 6) Determinar o efeito de porta-enxertos da série Geneva® e cultivares copa sob sistema de proteção de telas de diferentes colorações com relação à qualidade e produtividade; 7) Disponibilizar ao setor produtivo de pomáceas uma ferramenta computacional para a previsão precisa de safra. Com os resultados gerados novas tecnologias serão viabilizadas com relação ao manejo fitotécnico e fitossanitário de pomáceas nas principais regiões produtoras do Brasil, impactando de forma positiva no aumento dos índices produtivos e na otimização do emprego de mão de obra no meio rural, garantindo assim o aumento da rentabilidade e da competividade dos fruticultores e empresas ligadas ao setor produtivo de macieiras e pereiras no Brasil.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 30/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leo Sekine

Ciências da Saúde

Medicina
  • efeitos do tempo de exposição ao crioprotetor dimetilsulfóxido na qualidade das células-tronco hematopoéticas pós-descongelamento para transplante de medula óssea e avaliação da eficácia de um método manual inovador de remoção de dmso
  • O transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) é a terapia celular mais utilizada mundialmente para diversas doenças hematológicas e não hematológicas, incluindo neoplasias malignas, sendo para algumas delas a única terapia curativa. A criopreservação das células-tronco hematopoéticas (CTH) preserva a viabilidade celular no período entre a coleta e a efetiva infusão no paciente. O dimetilsulfóxido (DMSO), crioprotetor mais utilizado, é citotóxico em temperatura ambiente e está associado a reações adversas durante a infusão das CTH. Não há evidências consistentes sobre o impacto do efeito citotóxico do DMSO na qualidade celular e sobre o tempo máximo de exposição das CTH ao mesmo após o descongelamento. A remoção do DMSO do produto celular pode reduzir eventos adversos, porém pode causar perda celular e influenciar os resultados sobre o desfecho do transplante. Este projeto visa avaliar a qualidade de CTH criopreservadas submetidas a diferentes tempos de exposição ao DMSO após o descongelamento, bem como avaliar a eficiência de um método manual de remoção de DMSO desenvolvido na instituição. Determinar o tempo máximo ideal entre o descongelamento e a infusão das CTH é essencial para a garantia da qualidade do produto e consequente minimização do impacto negativo em desfechos do transplante. O desenvolvimento de um procedimento acessível para remoção de DMSO terá importante aplicação na prática clínica e os resultados obtidos auxiliarão na decisão médica sobre a melhor estratégia de infusão das CTH. Vinte e cinco unidades de CTH serão criopreservadas em -80 °C com solução crioprotetora contendo DMSO, descongeladas a 37 °C e mantidas à temperatura ambiente. Os seguintes parâmetros de qualidade serão avaliados: quantificação de células nucleadas, de células CD45+ e CD34+, de viabilidade e apoptose celular, da capacidade funcional das CTH e de DMSO residual após procedimento de remoção, e avaliação da esterilidade e da enxertia.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leobino Nascimento Sampaio

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • ciência do humano e de contexto como suporte a mobilidade em redes centradas na informação
  • Arquiteturas de Redes Centradas na Informação (do inglês, Information-Centric Networking - ICN) foram propostas nos últimos anos como um modelo de arquitetura clean-slate para a chamada “Internet do Futuro”, no intuito de oferecer serviços de comunicação a uma classe aplicações emergentes e orientadas a conteúdo. Trata-se de uma arquitetura que se baseia num modelo de consumo/requisição centralizado no detentor do conteúdo e encaminhamento baseado em nomes. Com tais características, as ICNs oferecem suporte nativo à mobilidade, segurança ao nível do conteúdo, comunicação não orientada à conexão e realização de caching na camada de rede. Apesar de tais benefícios, ao adotar um modelo de consumo baseado no detentor de conteúdo, muitos desafios relacionados ao comportamento humano surgem na implementação de ICNs, entre eles é possível citar: i) mobilidade de produtores; ii) popularidade de conteúdos; iii) localização de caches; e iv) encaminhamento ótimo de interesses na rede. Os desafios de mobilidade em ICN estão relacionados, sobretudo, ao deslocamento dos nós de produtores ao fazerem o handoff, que pode acarretar, dentre outros problemas, na indisponibilidade de conteúdo. Trabalhos como buscam resolver o problema da mobilidade de produtores à partir da alteração da característica reativa da rede, enquanto outras iniciativas buscam a cooperação dos nós na borda da rede. Esse problema pode ser mitigado a partir de um modelo de ICN em que dados do comportamento humano sejam utilizados para prever o deslocamento do produtor. Através da previsão de mobilidade, é possível implementar técnicas de armazenamento oportunista na rede e priorizar o armazenamento e manutenção no domínio daqueles conteúdos do produtor móvel, a partir de uma política de cache específica. No que diz respeito à popularidade dos conteúdos, a adoção de ICN em redes celulares busca manter os conteúdos mais populares em estações-base na borda da rede, agrupando usuários com interesses similares. Apesar dos ganhos nas taxas de acerto com a adoção de grupos de usuários afins, as mesmas políticas de cache são adotadas, independentemente do padrão de requisição dos usuários. O desempenho nesse cenário pode variar a depender do perfil dos usuários com demanda por conteúdos. Ou seja, padrões de comportamento do humano podem auxiliar as propostas na escolha das políticas de cache mais apropriadas para atender agrupamentos e, assim, aumentar a taxa de acerto de conteúdo em geral. Por fim, a localização dos caches numa topologia de rede também pode influenciar consideravelmente a taxa de acerto e, consequentemente, a qualidade do serviço de rede ofertada a depender de como o encaminhamento de interesses está sendo realizado pelos consumidores, sobretudo em cenários de mobilidade. Por tais motivos, trabalhos na literatura têm explorado informações de rotinas diárias dos usuários para prever por onde os mesmos devem passar e, assim, disponibilizar conteúdos em locais estratégicos visando aumentar a taxa de acerto. Em cenários de mobilidade fortemente caracterizados por ambientes altamente dinâmicos, esse problema torna-se ainda mais evidente. Por tais motivos, é necessário o uso de informações contextuais de curto prazo, envolvendo não somente disponibilidade de nós e popularidade do conteúdo, mas também outras relacionadas aos hábitos e rotinas dos usuários. Outros trabalhos fazem a estimativa do tempo de vida dos enlaces entre consumidores e detentores do conteúdo para determinar o encaminhamento de interesses na rede e, assim, evitar a inundação com dados replicados. O paradigma “ciente do humano” (do inglês, Human-aware), quando aplicado no campo das redes de computadores, significa levar em conta o comportamento humano para prever necessidades e ações conscientes e inconscientes das pessoas, se adaptando à incerteza e heterogeneidade do que pode ser predito e sendo capaz de oferecer uma melhor qualidade de experiência. Desta forma, o mesmo traz novas perspectivas na exploração de informações do comportamento humano para viabilizar um melhor provimento de serviços de comunicação em ICNs a partir de informações de contexto e do comportamento humano do usuário, tais como: mobilidade, personalidade, caráter, humor, interações sociais e rotinas diárias. As mesmas podem ser utilizadas para prever situações e moldar dinamicamente os requisitos que essas redes deverão fornecer. Entre os benefícios é possível citar a identificação de padrões de comportamento de produtores de conteúdo, buscando minimizar efeitos do handoff; o uso de políticas de cache de acordo com contexto dos usuários; a escolha de localização de cache a partir das suas rotinas diárias; e o encaminhamento de interesses com base na previsão do deslocamento dos produtores. Diante de tais motivações, este projeto investiga meios de “COMO EXPLORAR INFORMAÇÕES DO COMPORTAMENTO HUMANO EM ICNS DE FORMA A RESOLVER PROBLEMAS RELACIONADOS COM MOBILIDADE DE PRODUTORES, POPULARIDADE DE CONTEÚDOS, ENCAMINHAMENTO DE INTERESSES E LOCALIZAÇÃO DE CACHES”. Esta investigação faz parte de um conjunto de atividades em andamento no escopo de outros projetos e colaborações que envolvem alunos do programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PGCOMP) da UFBA e pesquisadores de tres instituições parceiras, a saber: Artur Ziviani (LNCC), Aline Carneiro Viana (INRIA Saclay), Allan Edgard Freitas (IFBA).
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-31/12/2022
Foto de perfil

Leocir José Welter

Ciências Agrárias

Agronomia
  • mapvitis: localização de regiões genômicas associadas à resistência a doenças da videira através de mapeamento genético baseado em marcadores rhampseq
  • O melhoramento genético da videira tem como foco o desenvolvimento de variedades que conciliam atributos de qualidade com resistência genética a múltiplas doenças. Estes programas estão utilizando a seleção assistida por marcadores moleculares (SAMM) para acelerar o processo de melhoramento e piramidar genes de resistência a doença. Para que as pirâmides de genes sejam duráveis é fundamental combinar genes com diferentes modos de ação sobre os patógenos. Para o presente projeto, foi gerada uma população segregante (PS) do cruzamento entre ‘Moscato Giallo’ (suscetível) e ‘IAC-766’ (resistente). IAC-766 (V. caribaea x MGt 106-8) é uma cultivar de porta-enxerto que apresenta resistência a múltiplas doenças de importância nacional, como míldio, oídio, antracnose, ferrugem e declínio da videira. A população segrega de modo quantitativo para a resistência às doenças e a nossa hipótese é que a análise de QTLs permitirá mapear as regiões genômicas associadas com a resistência e desenvolver marcadores moleculares (MM) adequados à SAMM. Esta estratégia já permitiu a localização de dezenas de genes de resistência a doenças na videira. A PS será genotipada com 2.000 marcadores rhAmpSeq para a construção dos mapas genéticos e fenotipada para a resistência às cinco doenças. Estas informações serão combinadas na análise de QTLs para o mapeamento de regiões genômicas associadas com a resistência às doenças. MM flanqueando os QTLs serão desenvolvidos e validados para a SAMM. Também será adaptada ao Brasil uma tecnologia de fenotipagem da resistência ao míldio e ferrugem baseada em redes neurais. Com a execução deste projeto esperamos identificar novas fontes de resistência ao míldio, oídio e antracnose, visto V. caribaea ainda não ter sido usada em estudos de mapeamento, e, de modo inédito, localizar fontes de resistência à ferrugem e ao declínio da videira. MM serão disponibilizados à SAMM, acelerando a introgressão dos genes de resistência em germoplasma elite.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leonardo Andre Ambrosio

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • um novo sistema de bci visual para controle mental de display 3d de led e novas técnicas com luz estruturada para displays 3d de aprisionamento óptico
  • Displays 3D volumétricos (DVs) são displays capazes de prover imagens 3D reais, visíveis a um usuário sob praticamente quaisquer ângulos de visão, com muitas aplicações inexploradas em engenharia, física e medicina e ainda com largo espaço para melhorias. Aqui, são investigados avanços tecnológicos em DVs em sistemas de interface cérebro-computador (BCI) e para aplicações em imagens 2D e 3D no ar. No primeiro caso, pretende-se projetar e construir uma BCI visual não invasiva baseada em capacete ou fones de ouvido de interface neural para controle mental de um DV com LEDs suportados por placas rotativas, treinando usuários e classificando seus sinais de eletroencefalograma (EEG). As hipóteses aqui são a de incorporação de pistas de profundidade em reabilitação por estímulos visuais de sistemas de BCI, hoje restrita a displays 2D, e a de controle mental do acionamento do dispositivo e da subsequente geração de imagens simples. No segundo caso, levanta-se a hipótese acerca da viabilidade experimental de se usar feixes de luz estruturada baseados em superposições de feixes não difrativos de Bessel (chamados de "Frozen Waves", FWs) para a captura óptica simultânea de micropartículas individualmente controláveis a partir de forças de origem térmica (fotoforéticas), estas últimas utilizadas nos DVs de armadilha óptica (OTDs) recentemente propostos na literatura. OTDs são, atualmente, um dos DVs mais próximos das versões futuristas de filmes de ficção. Todavia, em OTDs o feixe de captura ainda é incapaz de prover múltiplas armadilhas. A hipótese se mostra plausível tendo em vista que a capacidade de aprisionar e manipular micropartículas através de forças não térmicas de espalhamento e de gradiente usando FWs já foi demonstrada por este grupo. Estando na fronteira do conhecimento, apresentando caráter inovador e com grande potencial de aplicação em engenharia, medicina e física, este projeto se enquadra nas áreas de Tecnologias "Habilitadoras" e "para Qualidade de Vida".
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 28/09/2022-30/09/2025
Foto de perfil

Leonardo Augusto de Vasconcelos Gomes

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • gestão de ecossistemas: em busca de um framework integrado
  • A Gestão de Ecossistemas (GE) experimenta algo similar ao surgimento da Gestão da Cadeia de Suprimentos (GCS) nos anos 80 e 90. Naquele tempo, a literatura ainda emergente em GCS apresentava uma proliferação de terminologias, abordagens teóricas, e fragmentação teórica e conceitual, o que, consequentemente, criava um temor sobre a possibilidade de que o campo de pesquisa focasse em relatar práticas ao invés de prover uma teoria com capacidade de explicação e previsão sobre o fenômeno de gerenciamento de cadeias de suprimentos. Com o tempo, a emergência de um framework mais geral contribuiu para o fortalecimento da pesquisa e da prática. Agora, a atividade de inovação também ocorre em redes complexas compostas por atores interdependentes, ligados por complementariedades, que formam ecossistemas. Recentemente, pesquisadores propuseram a gestão de ecossistemas para criar, desenvolver e renovar ecossistemas para criação de valor distribuída. No entanto, a literatura em GE experimenta proliferação de conceptualizações (diferentes tipos de ecossistemas), diferentes terminologias para GE (orquestração de ecossistemas, gestão de ecossistemas), áreas de investigação (estratégia de ecossistemas, governança de plataformas), diferentes unidades de análises (ecossistemas, grupo de firmas, firmas, capacitações, indivíduos). A ausência de um framework integrado para GE aumenta as dificuldades de se compreender a dimensionalidade do fenômeno, além de impossibilitar a definição de bases para uma teoria sobre a GE. Para suprir tal lacuna, este projeto adota uma combinação de diferentes metodologias de pesquisa, adotadas em cinco subprojetos. No subprojeto 1, realizaremos uma revisão da literatura articulada a uma abordagem de Design Science, para elaborar os blocos conceituais fundamentais da GE e dos parâmetros de design para a GE. Nos seguintes subprojetos, abordaremos os blocos conceituais da GE via estudos de casos múltiplos.
  • Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP - SP - Brasil
  • 31/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leonardo Augusto Lobato Bello

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • modelagem fuzzy-multicritério para seleção de tecnologias de tratamento de esgotos como estratégia de apoio a gestão urbana e ambiental de municípios amazônicos
  • A falta do saneamento básico e o ineficiente tratamento dos esgotos ainda são alguns dos maiores problemas para o desenvolvimento sustentável da maioria das cidades brasileiras. Neste contexto, o PLANSAB prevê investimentos de R$ 508,4 bilhões em 20 anos para universalização, que incluem selecionar uma tecnologia de tratamento numa estação de esgotos. Efetuar esta seleção em zona urbana, ainda enfatiza, de maneira desbalanceada, critérios técnico-econômicos, em detrimento aos critérios e ambientais e/ou sócio urbanísticos. Estes múltiplos critérios são subjetivos, conflitantes e de difícil estimação. Desenvolver uma metodologia que supere tais limitações, considerando diferentes pontos de vista dos atores do saneamento, apresenta-se como inovadora ferramenta à sustentabilidade, auxiliando decisões para mitigar impactos socioambientais. O projeto recorre ao desenvolvimento de um método fuzzy-multicritério, adotando concepção teórica de base, com a definição de critérios e tecnologias auxiliada por gestores e agentes públicos municipais, para a calibração e aplicação no estudo de cidades amazônicas, a fim de subsidiar munícipes com uma metodologia ponderada para tomada de decisões de gestão ambiental compartilhada e sustentável, com redução de impactos causados por infraestruturas de saneamento em zonas urbanas.
  • Fundação Instituto para o Desenvolvimento da Amazônia - PA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Leonardo Avritzer

Ciências Humanas

Ciência Política
  • instituto da democracia e da democratização da comunicação
  • O Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação pretende reunir pesquisadores de renome nacional e colaboradores internacionais no intuito de avançar a discussão sobre a democracia brasileira, a sua organização, os hábitos democráticos da população e a organização da mídia no país. O programa do Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação prima pela mobilização e agregação de grupos de pesquisa de quatro instituições principais - UFMG, UERJ, Unicamp e USP - além da participação de pesquisadores da Unb, UFPR, UFPE, UNAMA, IPEA e, internacionalmente, do CES/UC e da UBA. Esta articulação horizontal e cooperativa visará a associação em redes interinstitucionais com as diferentes instâncias de Governo e com a sociedade. Pesquisadores de reconhecida competência nacional e internacional, com experiência de liderança em projetos complexos, publicações de impacto em revistas científicas especializadas e expressivo resultado em orientação e supervisão de discentes deverão promover duas atividades no âmbito do Instituto: (1) pesquisas de opinião pública sobre o estado da democracia no Brasil incluindo o legislativo e o judiciário; (2) proposição de aplicação de tecnologias de informação que melhorem a qualidade da democracia no Brasil. Os pesquisadores, membros do Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação, desenvolverão suas atividades combinando investigação e docência em Instituições Públicas de Ensino Superior de excelência, situadas no Brasil - em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Brasília, Pará e Pernambuco – e no exterior – Argentina e Portugal. Entre o corpo de pesquisadores do Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação encontram-se sociólogos, cientistas políticos, juristas, historiadores, comunicólogos na sua grande maioria pesquisadores 1 do CNPq. Estes pesquisadores são especialistas nas áreas de opinião pública, democracia, justiça e cidadania, temas estruturantes dos eixos de atuação do instituto. O Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação também terá como um dos seus eixos de atuação central a avaliação de como tecnologias de comunicação podem melhorar o desempenho da democracia. Esta parte será realizada em estreita colaboração com o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES/UC).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 26/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Leonardo Cavalcanti da Silva

Ciências Humanas

Sociologia
  • políticas migratórias em perspectiva comparada entre o brasil e os países do sul da europa.
  • A pesquisa objetiva analisar as políticas migratórias, em perspectiva comparada, no Brasil e nos países do Sul da Europa. No Brasil, os principais fluxos migratórios na atualidade são latino-americanos (maioritariamente venezuelanos e haitianos) e o país é ao mesmo tempo lugar de destino e de trânsito para imigrantes. Por outro lado, os países do Sul da Europa também são receptores de imigrantes latino-americanos, além de magrebinos e subsaarianos, tanto como países de recepção, quanto de trânsito para outros destinos europeus. Assim, o Brasil e os países do sul da Europa, pesem a suas peculiaridades, possuem similaridades e diferenças no que diz respeito à situação de país de destino e de trânsito. Portanto, formulam políticas migratórias para imigrantes, refugiados e apátridas levando em conta essa singularidade de recepção e trânsito. Na atualidade, os imigrantes desenvolvem diferentes projetos migratórios, de modo que convive a migração de assentamento com a de trânsito. Dessa forma, as migrações deixaram de ser um evento unilinear e bipolar (países de emigração x de imigração). Assim, um país pode ser ao mesmo tempo de destino e/ou trânsito. Tal situação exige dos Estados a formulação de políticas migratórias que atendam a essa caracterização. Para analisar as políticas migratórias dos Estados Nacionais partimos da hipótese que os fatores estruturais de caráter macroeconômicos, políticos, jurídicos e geopolíticos incidem na formulação das políticas migratórias, seja criando mecanismos de incentivo ou desincentivo aos fluxos migratórios, seja para a inserção dos imigrantes no território nacional. A metodologia será comparativa com diferentes técnicas de coleta de informação, tanto dados quantitativos gerados pelos organismos oficiais no Brasil e nos países do sul da Europa (Portugal, Espanha, Itália e Grécia), quanto qualitativos, entrevistas em profundidade com representantes do Estado Brasileiro e de dois países do Sul da Europa (Portugal e Espanha).
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Leonardo da Silveira Borne

Lingüística, Letras e Artes

Artes
  • levantamento da educação musical na rede educativa municipal de cuiabá: locais, percepções, práticas
  • Esta pesquisa se propõe a responder a pergunta “Como está a situação da educação musical na rede municipal de Cuiabá, no tocante aos locais existentes, à legislação vigente, às percepções sobre a música no ambiente escolar, às práticas realizadas, aos profissionais que laboram e suas respectivas formações e anseios?”. Na totalidade, a pesquisa tem uma duração proposta de dois anos, até inícios de 2024. A metodologia qualitativa, com dados qualitativos e quantitativos, adotará o survey como fonte de dados, através de questionário online autodirigido aplicado aos docentes de artes/música vinculados à Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá/MT, assim como entrevistas semiestruturadas com docentes e gestores educativos destas mesmas unidades educacionais. Os dados serão organizados e analisados com o apoio da Teoria do Trabalho Docente e das Redes Semânticas Naturais. Desta forma, algumas contribuições iniciais do projeto em foco, não nos limitando unicamente a elas, são de natureza: a) científica: com a realização da pesquisa e seus produtos acadêmicos e políticos resultantes; b) intelectual: inclui-se aqui, além dos produtos científicos, a formação de recursos humanos através de Iniciação científica e de pós-graduação que estejam vinculados ao grupo de pesquisa, promovendo sua formação como pesquisadores, assim como nucleando uma nova geração; c) social: além da formação de recursos humanos mencionada e acompanhamento dos docentes do sistema educativo, os possíveis desdobramentos da pesquisa incluem e possibilitam melhor direcionamento de políticas culturais e educacionais para a região (com implicações no CO e na Amazônia legal), das formações dos docentes envolvidos, e o entendimento do papel da música na escola (que ainda é muito vista como secundária e “de adorno” às festividades). Consequentemente, a médio prazo pode haver incrementos na presença da música no cotidiano escolar (não só como uma disciplina) e nos estudantes das escolas pesquisadas.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leonardo David Tuffi Santos

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • tithonia diversifolia uma planta invasora de biomas do estado de minas gerais: potencial reprodutivo, aspectos competitivos e adaptação ecofisiológica
  • A adaptação, características reprodutivas e a habilidade competitiva das plantas aos ambientes pode fazer de certas espécies de interesse verdadeiras invasoras, com potencial danoso para área cultivadas e de proteção florestal. A Tithonia diversifolia é uma planta perene, arbustiva e nativa da América Central, sendo considerada invasora em diversos países. No Brasil a espécie já está presente em diferentes biomas e estudos preliminares buscando seu uso como planta forrageira indicam ampla variabilidade morfológica, bom crescimento e fácil multiplicação vegetativa. Tais características, aliadas ao porte das plantas e a formação de densa vegetação levantam a hipótese do potencial invasivo da espécie e de sua interferência no crescimento de arbóreas nativas. Na literatura são raros os estudos da espécie como invasora nas Américas e de formas de controle. Assim tem-se por objetivo: 1- Avaliar a capacidade invasiva, competitiva e de adaptação ecofisiológica de T. diversifolia em coexistência com espécies florestais nativas do Brasil; 2- Avaliar a eficiência de diferentes herbicidas no controle de T. diversifolia. No primeiro experimento acessos de T. diversifolia coletados em Minas Gerais serão cultivados irrigados (1 ano) e em sequeiro (1 ano) para avaliação de seu crescimento e morfofisiologia. No segundo experimento as sementes dos acessos cultivados no primeiro estudo serão analisadas quanto a quantidade produzida, germinação e vigor. No terceiro experimento será instalado 2 ensaios de competição, um para cada espécie nativa, em que o convívio da T. diversifolia, em 5 densidades de infestação, será avaliado quanto ao conteúdo de nutrientes e as características fisiológicas de aroeira-do-sertão e de gonçalo-alves. No quarto experimento serão testados herbicidas para o controle em pré e pós-emergência da T. diversifolia. A proposta tem caráter multidisciplinar e potencial para avançar no conhecimento dos riscos da T. diversifolia como invasora no país.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leonardo de Oliveira Barros

Ciências Humanas

Psicologia
  • avaliação das competências gerais da base nacional comum curricular (bncc): desenvolvimento de um instrumento de medida
  • A Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2017) determina os direitos de aprendizagem dos alunos da educação básica do Brasil, estabelecendo que a educação deverá ocorrer de forma integral, contemplando os aspectos físicos, cognitivos e socioemocionais e com foco na construção do projeto de vida. Assim, a escola torna-se um espaço de desenvolvimento pleno, tornando os discentes ativos no processo de aprendizagem e na construção do próprio futuro. Embora o projeto de vida seja o mais discutido atualmente, este faz parte de um leque maior de competências a serem desenvolvidas por meio da mobilização de conhecimento, habilidades, atitudes e valores que possam contribuir na resolução de demandas cotidianas, para uma boa relação social, construção da carreira e inserção no mundo do trabalho. A BNCC elenca dez competências gerais que devem estar presentes ao longo de toda a vida escolar, a saber: 1- Conhecimento; 2- Pensamento científico, crítico e criativo; 3- Repertório cultural; 4- Comunicação; 5- Cultura digital; 6- Trabalho e Projeto de Vida; 7- Argumentação; 8- Autoconhecimento e autocuidado; 9- Empatia e cooperação; 10- Responsabilidade e Cidadania. O presente projeto tem por objetivo construir e buscar evidências de validade e normatização para um instrumento de medida das dez competências da BNCC no contexto da educação pública brasileira. A proposta visa contribuir com a disponibilização de ferramentas adequadas para o mapeamento das competências no cenário escolar, além de subsidiar modificações curriculares coerentes e a formação dos profissionais que atuarão com essas demandas. Este projeto envolve as etapas de construção e busca de evidências de validade com base no conteúdo, além das evidências de validade com base na estrutura interna e na relação com variáveis externas e da geração de normas de interpretação dos resultados. O instrumento será desenvolvido com estudantes do ensino médio de escolas públicas de ao menos três regiões do país.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Leonardo de Sousa Fortes

Ciências da Saúde

Educação Física
  • efeito repetido da estimulação cerebral não-invasiva e treinamento de força nas adaptações musculares e cognitivas em adultos mentalmente fadigados
  • Adultos mentalmente fadigados demonstram desengajamento precoce durante a realização de exercício físico, o que pode inibir adaptações neuromusculares. Adultos mentalmente fadigados revelam controle atencional comprometido, o que pode comprometer adaptações cognitivas. A estimulação cerebral não invasiva pode mitigar os efeitos deletérios da fadiga mental e o treinamento de força pode potencializar as adaptações neuromusculares e cognitivas. Logo, uma vez repetidamente treinamento de força e estimulação cerebral não-invasiva combinados, poderá acarretar melhores adaptações neuromusculares e cognitivas em adultos mentalmente fadigados. Otimizar adaptações neuromusculares e cognitivas na população jovem adulta é essencial para reduzir gastos públicos com tratamento medicamentoso. É importante que o treinamento e o recurso ergogênico cerebral apresentem boa relação tempo x eficiência, pois este público tem indicado “falta de tempo” para a realização de exercícios físicos. Uma vez o treinamento de força adotando abordagem baseada na velocidade combinado ao recurso ergogênico cerebral não-invasivo (aplicado sobre a região frontal do cérebro) acarretando efeitos superiores nas adaptações neuromusculares e cognitivas em sujeitos mentalmente fadigados, poderá tornar-se uma nova possibilidade de utilização em centros de treinamento físico. Será conduzida investigação duplo-cego de medidas repetidas com três grupos paralelos. Todos os participantes, incialmente destreinados, realizarão as sessões de treinamento de força após esforço cognitivo por periódico prolongado ao longo de 12 semanas. Em seguida, os mesmos participantes, agora considerados treinados, serão novamente contrabalanceados em três grupos paralelos e realizarão as sessões de treinamento de força após esforço cognitivo por periódico prolongado ao longo de 12 semanas. Hipotetiza-se que o grupo estimulação cerebral ativa apresentará adaptações neuromusculares e cognitivas superiores ao grupo placebo e controle.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Leonardo Fernandes Nascimento

Ciências Humanas

Sociologia
  • ecossistema de desinformação e propaganda computacional no aplicativo telegram
  • Este projeto propõe estabelecer uma estrutura de mapeamento e análise multi-método de desinformação no aplicativo de mensagens Telegram. A ideia é monitorar possíveis atividades de propaganda computacional e operações coordenadas de desinformação acerca de temas em saúde que envolvem a pandemia de Covid-19 . O presente projeto irá testar e articular as múltiplas dimensões da eficácia da propaganda computacional no caso específico do Telegram, que, em comparação com plataformas do mainstream, tem sido pouco estudado. No Brasil, não encontramos estudos na linha da presente proposta. As análises já realizadas da propaganda computacional e desinformação no WhatsApp e a sua ecologia de mídia mais ampla são bons guias iniciais. Todavia, apesar de também ser um aplicativo de mensagens, o Telegram apresenta muitas affordances técnicas diferentes das do seu concorrente WhatsApp. Ele possibilita, por exemplo, o acesso a partir de múltiplos dispositivos, mensagens autodestrutivas, anonimizar os números de telefone, montar grupos com até 200.000 membros e canais sem limites de inscritos. A hipótese é que eventuais operações de influência possam ser realizadas em duas escalas. Uma mais fechada, possivelmente centrada no Telegram, para upload, organização e distribuição de conteúdo. E outra, complementar, nas plataformas mais populares como Youtube, Instagram, Facebook e Twitter (inclusive o próprio WhatsApp) para difusão de forma massiva. Embora a presente proposta tenha como foco a atividade dentro do Telegram, ela atentará para as possíveis articulações com ecologias de mídia mais amplas e capilares no Brasil. O projeto combina análises computacionais baseadas na abordagem da linguística de corpus (LC) e técnicas de processamento de linguagem natural (NLP) com uma abordagem qualitativa mista de análise de discurso e etnografia online.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Leonardo Flach

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • whistleblower behavior: um estudo sob a lente da teoria da busca racional dos objetivos
  • As pesquisas sobre o comportamento Whistleblower buscam entender as relações e influências das variáveis comportamentais na decisão e comportamento dos funcionários e colaboradores em reportar fatos ilícitos ou suspeitos, suportados por teorias científicas (Curtois & Gendron, 2021; Brody & Gupta, 2021). Esta pesquisa tem por objetivo identificar os fatores comportamentais relacionados às metas e objetivos do indivíduo que explicam o comportamento whistleblower e a omissão da denúncia. Além das hipóteses típicas da TCP (crenças de atitude, crenças de controle, e crenças normativas), a principal hipótese trata de verificar se os diferentes objetivos do indivíduo influenciam a intenção whistleblower, para as distintas metas alternativas. Pelo ineditismo da proposta, não são declarados na teoria os possíveis objetivos e metas alternativas, entretanto é possível ponderar que objetivos com inclinações mais pró-sociais possam influenciar positivamente o comportamento whistleblower, quando a meta alternativa selecionada estiver relacionada aos canais de denúncia, e indiferente às distintas alternativas. Em objetivos relacionados com percepções mais utilitaristas, espera-se insignificância ou sentido negativo à influência ao comportamento, quando as metas alternativas não estiverem relacionadas às crenças de controle. Os resultados podem contribuir para as organizações modelarem opções alternativas que estimulem objetivos pró-sociais e alternativas vinculadas, bem como desenvolver controles gerenciais relacionados às alternativas com comportamentos utilitaristas. A pesquisa se desenvolverá a partir de uma primeira etapa qualitativa (entrevistas, análise de conteúdo e rodada de consenso), e a segunda quantitativa (com aplicação de survey e modelagem de equações estruturais).
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Leonardo Henrique Dalcheco Messias

Ciências da Saúde

Educação Física
  • metabolômica, melatonina e exercício físico: abordagem integrada para análise da ergogenia e modulações em parâmetros fisiológicos e psicofisiológicos
  • Estudos demonstram que a suplementação exógena de melatonina reduz a concentração de marcadores séricos associados ao estresse oxidativo e inflamação oriundos do exercício físico, além de exercer atividade no metabolismo intermediário. Embora promissores, os avanços na relação melatonina-exercício promovidos por esses estudos são, possivelmente, apenas a ponta de um iceberg severamente denso, haja vista a ampla atuação desse hormônio nos diferentes tecidos orgânicos. Análises laboratoriais têm promovido novos horizontes dentro da Ciência Esportiva, a exemplo da ciência ômica. Essa ferramenta permite, via espectrometria de massas, identificar vasto número de metabólitos presentes no sangue, urina ou saliva. Com base nos metabólitos presentes na circulação sistêmica, poderemos traçar profundas inferências sobre a ação desse hormônio nos tecidos orgânicos, permitindo robusta discussão sobre seus efeitos no organismo humano quando em exercício. O projeto objetiva investigar os efeitos da administração exógena de melatonina sobre o metaboloma sérico e demais respostas fisiológicas e psicofisiológicas oriundas do exercício físico realizado com carga controlada e individualizada, bem como seu possível efeito ergogênico no desempenho físico com base nos metabólitos gerados a partir dos diversos tecidos orgânicos. Vinte indivíduos jovens (idade compreendida entre 18 e 30 anos) serão incluídos na amostra. Após triagem inicial (1ª visita ao laboratório), o voluntário será submetido a esforços (4 sessões) em ciclismo até exaustão com intensidade relativa à 80% da intensidade de limiar anaeróbio. A diferença entre as sessões experimentais reside na adoção da melatonina em diferentes concentrações (i.e. 5 mg, 12,5 mg ou 20 mg) ou não uso da melatonina (controle). Antes, durante e após os testes físicos serão efetuados registros de frequência cardíaca, percepção subjetiva do esforço, oximetria de pulso, e coletas sanguíneas para análise do metaboloma sérico e lactacidemia.
  • Universidade São Francisco - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leonardo Herszon Meira

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • análise sobre o impacto das deficiências nas políticas de mobilidade sustentável no atendimento dos objetivos de desenvolvimento sustentável no brasil
  • Em várias cidades são comuns deseconomias geradas pela mobilidade urbana. O planejamento e a implantação de políticas que promovam formas sustentáveis de mobilidade estão na ordem do debate. Dois instrumentos (a Política Nacional de Mobilidade Urbana e a Agenda 2030) deveriam ajudar os municípios no rumo do desenvolvimento sustentável. Ocorre que muitos municípios não estavam preparados para elaborar políticas condizentes com esses novos preceitos. Isso gerou dificuldades de implementação e provocou distorções que tendem a impactar o atendimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Observa-se aceitação da necessidade de abordar a mobilidade de forma sustentável, mas grande dificuldade de elaborar políticas com esse fim, o que leva à pergunta-condutora: em que medida as deficiências nas políticas de mobilidade sustentável impactam no atendimento dos ODS no Brasil? Como hipótese infere-se que a maior deficiência nessas políticas no atendimento dos ODS no Brasil reside nos aspectos políticos e de gestão, principalmente no processo de tomada de decisão. A metodologia dessa pesquisa terá 04 inquéritos: 1- com especialistas, para aferir as deficiências das políticas de mobilidade sustentável no Brasil no atendimento dos ODS; 2- gestores públicos, para investigar a importância que políticas de mobilidade sustentável têm nas agendas políticas; 3- consultores que têm atuado na elaboração dos preceitos elencados na PNMU; e 4- membros da sociedade civil para entender como está se dando o processo de participação da sociedade na discussão dessas políticas. Essa proposta é a continuação da tese do coordenador, intitulada “Políticas públicas de mobilidade sustentável no Brasil: barreiras e desafios”. Também avança o tema do Universal MCTIC/CNPq Nº. 28/2018 “Análise das diferenças entre o planejamento e a implantação de políticas públicas de mobilidade urbana sustentável no Brasil: principais barreiras a enfrentar”.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leonardo Jorge da Hora Pereira

Ciências Humanas

Filosofia
  • crises multidimensionais e a experiência de perda do mundo
  • Desde a crise financeira global iniciada em 2008, assistimos ao surgimento constante de crises multidimensionais, não apenas de ordem econômica, mas igualmente crises políticas, sociais e ecológicas. Nesse cenário, é a própria experiência de mundo dos indivíduos que passa por transformações estruturais. O mundo em que vivemos aparece cada vez mais como algo difícil de decifrar, na medida em que ele se torna fragmentado, conflituoso e cindido por bolhas epistêmicas e afetivas. Diferenças entre grupos e classes sociais sempre existiram, mas o atual momento aponta para um aprofundamento inédito nos fossos que os separam, a ponto de ameaçar a própria integridade do tecido social. As crises contemporâneas do capitalismo global têm gerado uma experiência de perda do mundo enquanto espaço comum de referências e expectativas. O grande paradoxo é que, em uma sociedade cada vez mais globalizada, os próprios problemas e desafios se tornam globais, como a pobreza sistêmica, a regulação dos mercados e a mudança climática. No entanto, tal fragmentação radical da experiência de mundo praticamente inviabiliza qualquer tentativa de solução conjunta. Diante dessa situação, este projeto de pesquisa se orienta por duas questões básicas: 1) Quais foram os processos sociais, políticos e econômicos contribuíram para tal transformação progressiva na experiência contemporânea do mundo? 2) É possível pensar caminhos para a reconstrução de uma experiência de mundo mais compartilhada, a partir da qual poderíamos vislumbrar saídas para os desafios globais? A primeira questão se justifica na medida em que já há estudos diversos que evidenciam, mais concretamente, o papel exercido por determinados processos na fragmentação social. A segunda questão se impõe diante da necessidade de construirmos soluções conjuntas. Tal pesquisa será desenvolvida via pesquisa bibliográfica sobre o tema, estudos comparativos e interdisciplinares (filosofia e ciências humanas) e proposição de categorias analíticas.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Leonardo José Cordeiro Santos

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudo das mudanças globais e erosão dos solos na zona intertropical do brasil
  • A proposta objetiva investigar as mudanças ambientais e a erosão dos solos na Zona Intertropical do Brasil em áreas dos Biomas Cerrado, Mata Atlântica e Amazônia. Para tanto, fundamenta-se na quantificação e modelagem dos diferentes processos envolvidos na morfodinâmica, incluindo a ação humana. Apoia-se em uma estreita colaboração pluridisciplinar (geomorfologia, geocronologia e pedologia) que permite abarcar as diferentes escalas espaciais e temporais envolvidas, visando o desenvolvimento de uma pesquisa que seja, ao mesmo tempo, fundamental e aplicada. Esta proposta é consequência de uma longa parceria França/Brasil que, tem permitido estudar a evolução do relevo brasileiro, a partir da compreensão dos principais processos geomorfológicos ativos. Atualmente existe um projeto CAPES-COFECUB em desenvolvimento que envolve os departamentos de Geografia das Universidades do Paraná (UFPR), Goiás (UFG) e o CENTRE EUROPÉEN DE RECHERCHE ET D'ENSEIGNEMENT DES GÉOSCIENCES DE L'ENVIRONNEMENT (CEREGE). A aprovação desse projeto permitirá a alocação de recursos para a realização das pesquisas, que objetivam estudar a ação dos processos erosivos incluindo a ação antrópica, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e para a compreensão das mudanças ambientais e para a preservação dos solos. Esta proposta de pesquisa tem como articuladores professores do Departamento de Geografia das universidades citadas acima e inclui ainda o Instituto Federal do Amapá. As questões científicas que serão abordadas ilustram o desejo de fortalecer a parceria existente entre a UFPR e a UFG e de expandir essa rede para o Instituto Federal do Amapá, num projeto unificador em torno de temas transversais da pesquisa básica (morfogênese, pedogênese) e também da aplicada (erosão do solo, impacto humano). Este projeto fundamenta-se na relação solo/relevo, associado a medições de 10Be, 26Al e outras concentrações proxy em bacias hidrográficas.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 11/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Leonardo Maciel Moreira

Outra

Divulgação Científica
  • ciência dramatizada: divulgação científica e teatro
  • Nas últimas décadas a divulgação científica se reafirmou como essencial para um projeto de nação e de educação em ciências com vistas à alfabetização científica. O teatro vem sendo entendido como aliado da divulgação da ciência e da tecnologia. Algumas elaborações teórico-práticas que fundamentam essa articulação entre ciência e arte são o Movimento ArtScience, a STEAM education e o CTS-Arte. Esta proposta fundamenta-se nessas referências. O objetivo desta proposta é realizar uma atividade de divulgação científica de âmbito municipal, no Centro Cultural Rinha das Artes, cidade de Macaé, nos dias 17, 18 e 19 de outubro. A meta é atender cerca de 1200 estudantes do ensino fundamental e médio de escolas públicas. A atividade engloba três dias de apresentações da leitura dramatizada do texto teatral Lição de Botânica, de Machado de Assis, seguida de roda de conversa com especialistas em botânica, teatro, literatura e história. As interações disciplinares estimuladas por esta atividade congregam o encontro entre as ciências biológicas, as artes, discussões de gênero e relações étnico raciais, além do desenvolvimento científico e tecnológico nas décadas subsequentes a Independência do Brasil. São contemplados os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nº 4 (educação de qualidade), nº 5 (igualdade de gênero) e nº 10 (redução das desigualdades). A proposta será executada pelos integrantes do Projeto Ciênica, que é vinculado ao Grupo de Pesquisa Educação, Ciências e Artes e ao Instituto Multidisciplinar de Química (IMQ-UFRJ). Entre os resultados esperados estão a consolidação de ações de divulgação científica no interior do estado do Rio de Janeiro pelo fortalecimento da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, a divulgação de conhecimentos científicos sobre botânica e sobre o desenvolvimento da ciência e da tecnologia no Brasil nas décadas subsequentes à Independência do Brasil e a ressignificação da percepção pública de ciência e de tecnologia.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023